Você está na página 1de 82
AS SETENTA SEMANAS 4º Trimestre de 2014 Lição 10 Pr. Moisés Sampaio de Paula
AS SETENTA
SEMANAS
4º Trimestre de 2014
Lição 10
Pr. Moisés Sampaio de Paula
2 Pr. Moisés Sampaio de Paula Pr. Moisés Sampaio de Paula
2
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Pr. Moisés Sampaio de Paula
OBJETIVOS Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: Após esta aula, o aluno
OBJETIVOS
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Após esta aula, o aluno deverá estar apto a:
Conhecer que Daniel compreendeu o futuro
Conhecer que Daniel compreendeu o futuro
de Israel após estudar as profecias de
de Israel após estudar as profecias de
Jeremias.
Jeremias.
Compreender as setenta semanas
Compreender as setenta semanas
profetizadas no livro de Daniel.
profetizadas no livro de Daniel.
Saber os propósitos da septuagésima
Saber os propósitos da septuagésima
semana.
semana.
3
Pr. Moisés Sampaio de Paula
O R I E N T A Ç Ã O P E D A G
O R I E N T A Ç Ã O
P E D A G Ó G I C A
Para introduzir o segundo tópico da lição desta semana reproduza o
esquema abaixo conforme as suas possibilidades. Com o auxílio do
esquema, explique que a profecia de Daniel começou a se cumprir a
partir do decreto da restauração de Israel por ordem de Artaxerxes (Ne
2.1-8), em
444 a.C. Em seguida, diga aos alunos que essa profecia não foi cumprida
cabalmente, pois a septuagésima semana de Daniel foi interrompida por
Deus. Então deu-se o advento da Igreja. Afirme que a Igreja deve
primeiramente ser arrebatada, para em seguida, a profecia sobre a
septuagésima semana cumprir-se literal e plenamente.
4
Pr. Moisés Sampaio de Paula
5 Pr. Moisés Sampaio de Paula
5
Pr. Moisés Sampaio de Paula
6 Pr. Moisés Sampaio de Paula
6
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Esboço da Lição I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) O tempo
Esboço da Lição
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19)
O tempo da profecia de Jeremias (vv. 1,2).
2. A confissão dos pecados de um povo (vv.3-11,20).
3. Daniel reconheceu a justiça de Deus (vv.7,16).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
2. Os três príncipes são mencionados na profecia (vv.25,26).
3. O intervalo que precede a septuagésima semana (v.27).
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
1.
Revelar o "homem do pecado" (2 Ts 2.3).
2. A Grande
Tribulação (Mt 24.15,21).
3.
Revelar a vitória gloriosa do Messias.
7
Pr. Moisés Sampaio de Paula
INTRODUÇÃO • Diferentemente dos capítulos anteriores, o nono capítulo de Daniel não descreve o futuro
INTRODUÇÃO
• Diferentemente dos capítulos anteriores, o
nono capítulo de Daniel não descreve o
futuro dos impérios mundiais, mas o de
Israel.
• Nesta lição, estudaremos a pesquisa de
Daniel quanto à profecia de Jeremias: as
setenta semanas, um período de 490 anos
para o povo judeu.
• Este período compreende o fim do tempo da
escravidão e do exílio dos israelitas em
terras estranhas.
8
Pr. Moisés Sampaio de Paula
INTRODUÇÃO • A partir de uma circunstância histórica, Deus revelou a Daniel uma verdade futura
INTRODUÇÃO
• A partir de uma circunstância histórica, Deus
revelou a Daniel uma verdade futura acerca
do seu povo. Pelo período de setenta anos,
Israel veria a soberania de Deus intervindo
em seu futuro.
• E após uma visão estarrecedora dos
capítulos 7 e 8, referente ao tempo vindouro,
em que "um rei feroz" prefigurava o futuro
Anticristo, o profeta enfraqueceu-se física e
emocionalmente, restando-lhe tão somente
orar e buscar o socorro de Deus.
9
Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) • 1. O tempo da
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO
SEU POVO (Dn 9.3-19)
• 1. O tempo da profecia de Jeremias (vv.
1,2).
• 2. A confissão dos pecados de um povo
(vv.3-11,20).
• 3. Daniel reconheceu a justiça de Deus
(vv.7,16).
10
Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) 1. O tempo da profecia
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO
SEU POVO (Dn 9.3-19)
1. O tempo da profecia de Jeremias (vv. 1,2).
• Daniel, agora um ancião,
ainda exercia suas atividades
políticas sob domínio de
Dario.
• O profeta esquadrinhou a
mensagem do livro de
Jeremias. E descobriu que a
profecia de Jeremias
determinava um tempo de
setenta anos de cativeiro para
os judeus.
11
Pr. Moisés Sampaio de Paula
O que diz Jeremias • Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser
O que diz Jeremias
• Jeremias 25: 11 = Toda esta terra virá a ser um deserto e
um espanto; estas nações servirão ao rei de Babilônia
setenta anos
• Jeremias 25: 12 = Acontecerá, porém, que, quando se
cumprirem os setenta anos, castigarei a iniqüidade do
rei da Babilônia e a desta nação, diz o Senhor, como
também a da terra dos caldeus; farei deles ruínas
perpétuas
• Jeremias 29: 10 = Assim diz o Senhor: Logo que se
cumprirem para Babilônia setenta anos atentarei para
vós outros e cumprirei para convosco a minha boa
palavra, tornando a trazer-vos para este lugar
12
Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) 1. O tempo da profecia
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO
SEU POVO (Dn 9.3-19)
1. O tempo da profecia de Jeremias (vv. 1,2).
• Logo este tempo marcado
pelo sofrimento chegaria ao
fim.
• Ao compreender a
mensagem, o profeta Daniel
orou a Deus, pedindo-lhe o
cumprimento da promessa ao
seu povo e que, por fim, Ele
restaurasse o reino a Israel.
13
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Quando iniciou o cativeiro • O Cativeiro de Israel iniciou com um cerco de Jerusalem
Quando iniciou o cativeiro
• O Cativeiro de Israel iniciou com um cerco de Jerusalem
em 3 etapas
1. Começou em 606 A.C. ( 2ª Reis 24: 1)
2. Continuou em 597 A.C. ( 2ª Reis 24: 10 a 17 ),
3. Foi concluído em 586 A.C. ( 2ª Reis 25: 1 a 22 );
• O Cativeiro terminou em 536 A.C. com a derrota de
Babilônia pela Pérsia, sob o Governo de Ciro, conforme
referência em 2ª Crônicas 36: 22 e 23 e Esdras 1: 1., e,
com o retorno dos primeiros Judeus para Jerusalém;
14
• 606 – 536 = 70 ANOS
Pr. Moisés Sampaio de Paula
70 anos de Exílio 70 anos de Exílio 606 587 688 536 18 anos de
70 anos de Exílio
70 anos de Exílio
606
587
688
536
18 anos de cerco
término
15
606 – 536 = 70 ANOS
Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) 2. A confissão dos pecados
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO
SEU POVO (Dn 9.3-19)
2. A confissão dos pecados de um povo (vv.3-
11,20).
• A oração de Daniel demonstrou
1. uma atitude confessional e
2. reconhecimento da culpa.
Ele não apenas informou a
culpabilidade do seu povo, mas a sua
própria também:
"pecamos, e cometemos iniquidade,
e procedemos impiamente, e fomos
rebeldes, apartando-nos dos teus
mandamentos e dos teus juízos"
A despeito da sua integridade,
Daniel não foi presunçoso
diante da justiça de Deus, pois
ele colocou-se debaixo da
mesma culpa do povo e
suplicou o perdão a Deus
(v.5).
Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO SEU POVO (Dn 9.3-19) 3. Daniel reconheceu a justiça
I. DANIEL INTERCEDE A DEUS PELO
SEU POVO (Dn 9.3-19)
3.
Daniel reconheceu a justiça de Deus
(vv.7,16).
• A princípio, como um ser humano
imerso no sofrimento, Daniel não
compreendeu a manifestação da
justiça de Deus contra o seu
povo, mas ao mesmo tempo ele
estava convicto acerca da
perfeição da justiça divina.
• Não podemos, entretanto,
confundir o juízo de Deus com os
acertos de contas humanos. A
justiça divina não é justiça
humana.
17
Pr. Moisés Sampaio de Paula
SINOPSE DO TÓPICO (1) Quando o profeta Daniel intercedeu a Deus pelos pecados do povo,
SINOPSE DO TÓPICO (1)
Quando o profeta Daniel
intercedeu a Deus pelos
pecados do povo, ele se fez
igualmente pecador com a
nação.
18
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas 1. Em relação à profecia de Jeremias, o que Daniel descobriu? R. Ele descobriu
Perguntas
1. Em relação à profecia de Jeremias,
o que Daniel descobriu?
R. Ele descobriu que a profecia de Jeremias
determinava um tempo de setenta anos de
cativeiro para os judeus. Logo este tempo
marcado pelo sofrimento chegaria ao fim.
19
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas 2. O que a oração intercessória de Daniel demonstrou? R. A oração de Daniel
Perguntas
2. O que a oração intercessória de
Daniel demonstrou?
R. A oração de Daniel demonstrou uma atitude
confessional e de reconhecimento da culpa.
20
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) • 1. As setenta semanas
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU
POVO (Dn 9.24-27)
• 1. As setenta semanas (v.24).
• 2. Os três príncipes são mencionados
na profecia (vv.25,26).
• 3. O intervalo que precede a
septuagésima semana (v.27).
21
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
• Daniel confirmara que
Jeremias profetizou os setenta
anos do exílio de Israel (Jr
25.11-13; 2 Cr 36.21).
• Por isso, na Bíblia, o número
setenta ganhou um
sentido profético.
22
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
Assim, cada
dia da semana
pode significar
um ano;
Cada semana,
um período de
sete anos.
• Então, as setenta semanas compreendem o
período de 490 anos.
23
• Setenta multiplicado por sete.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
Mas quando se deu o início do
cumprimento das setenta
semanas?
Para respondermos a esta pergunta temos de
explicar primeiramente a expressão "setenta
semanas":
24
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
a) Explicação. O versículo 24
afirma que Deus determinou as
setenta semanas. O bloco que
forma os versículos 24-27 é
profeticamente dividido em
três grupos:
Semanas
Anos
7
49
62
434
1
7
• 1) sete semanas (49 anos);
Total
• 2) sessenta e duas semanas
(434 anos);
70
490
• 3) uma semana (7 anos).
Estes somam as setenta
semanas.
25
Pr. Moisés Sampaio de Paula
A quem foi Destinada • Estão decretadas sobre o teu povo, e sobre a tua
A quem foi Destinada
• Estão decretadas sobre o teu povo, e
sobre a tua santa cidade,
• Teu povo = ISRAEL
• A tua santa cidade = JERUSALÉM
Moisés Sampaio
O Objetivo 1. Fazer cessar a transgressão, 2. Dar fim aos pecados, 3. Expiar a
O Objetivo
1. Fazer cessar a transgressão,
2. Dar fim aos pecados,
3. Expiar a iniqüidade,
4. Trazer a justiça eterna,
5. Selar a visão e a profecia,
6. Ungir o santíssimo.
Moisés Sampaio
70 semanas em 3 períodos 7 semanas 62 semanas 1 semana ? ? Início Setenta
70 semanas em 3 períodos
7 semanas
62 semanas
1 semana
?
?
Início
Setenta Semanas
490 anos
Fim
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
b) O primeiro grupo (1).
• O início desta profecia deu-se
com o decreto da reconstrução
de Jerusalém (v.25). Os
principais estudiosos do
assunto concordam que se
trata do decreto de
Artaxerxes Longímano,
baixado em 445 a.C. (cf. Ne
2).
29
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Decreto • NEEMIAS 2:1-8 • 7 Eu disse ainda ao rei: Se for do agrado
Decreto
• NEEMIAS 2:1-8
• 7 Eu disse ainda ao rei: Se for do agrado do rei, dêem-
se-me cartas para os governadores dalém do Rio, para
que me permitam passar até que eu chegue a Judá;
• 8 como também uma carta para Asafe, guarda da
floresta do rei, a fim de que me dê madeira para as
vigas das portas do castelo que pertence à casa, e para
o muro da cidade, e para a casa que eu houver de
ocupar. E o rei mas deu, graças à mão benéfica do meu
Deus sobre mim.
Moisés Sampaio
Início do tempo • Desde a saída da ordem para restaurar e para edificar Jerusalém
Início do tempo
• Desde a saída da ordem para restaurar e para edificar
Jerusalém
v.25
?
Decreto para
reedificar os
muros de
Jerusalém
Ano vigésimo de Artaxerxes, mês de nisã
14 de março de 445 a.C.
Moisés Sampaio
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
c) O segundo grupo (2).
• É o período do advento do
Messias, Jesus de Nazaré
(vv.25,26).
• Neste tempo o Senhor foi
morto e mais tarde Jerusalém
foi novamente destruída
através da liderança do general
do exército romano, Tito, em 70
d.C.
32
Pr. Moisés Sampaio de Paula
OS 2 PRIMEIROS PERÍODOS • sete semanas, e sessenta e duas semanas; com praças e
OS 2 PRIMEIROS PERÍODOS
• sete semanas, e sessenta e duas
semanas; com praças e tranqueiras se reedificará,
mas em tempos angustiosos. (v.25)
sessenta e
sete semanas
duas
semanas
49 ANOS
434 anos
= 69 SEMANAS
Ou 483 anos
Texto Bíblico
Moisés Sampaio
Reconstrução de Jerusalém com praças e tranqueiras se reedificará, mas em tempos angustiosos. • Foi
Reconstrução de Jerusalém
com praças e tranqueiras se
reedificará, mas em tempos
angustiosos.
• Foi um período difícil onde encontraram
oposição de Sambalá e Tobias e tiveram
de trabalhar armados, pois a qualquer
momento podiam ser atacados Ne 4:16-
23.Porém Neemias confiava em Deus ,
sabia que o Senhor estava com eles e
completaram a reconstrução dos muros
Ne 6:15-16.
Moisés Sampaio
O UNGIDO • até o ungido (v.25) = •JESUS CRISTO 06 de Abril de 32
O UNGIDO
• até o ungido (v.25) =
•JESUS CRISTO
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
Moisés Sampaio
Texto Bíblico vs.26 • 26 E depois de sessenta e duas semanas • será cortado
Texto Bíblico vs.26
• 26 E depois de sessenta e duas semanas
• será cortado o ungido, e nada lhe subsistirá;
• e o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade e o
santuário, e o seu fim será com uma inundação;
• e até o fim haverá guerra; estão determinadas assolações.
Moisés Sampaio
OS 2 PRIMEIROS PERÍODOS 06 de Abril de 32 A.D. Entrada Triunfal em Jerusalém 14
OS 2 PRIMEIROS PERÍODOS
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
14 de março de 445 a.C.
Messias
Decreto
sessenta e
sete semanas
duas
semanas
49 ANOS
434 anos
= 69 SEMANAS
Ou 483 anos
Texto Bíblico
Moisés Sampaio
Acontecimentos após o período • será cortado o ungido • O MESSIAS É MORTO Isaias
Acontecimentos após o período
• será cortado o ungido
• O MESSIAS É MORTO
Isaias 53:8
Pela opressão e pelo juízo foi arrebatado; e quem dentre os da sua
geração considerou que ele fora cortado da terra dos viventes, ferido
por causa da transgressão do meu povo?
Moisés Sampaio
Acontecimentos após o período • e o povo do príncipe que há de vir destruirá
Acontecimentos após o período
e
o povo do príncipe que há de vir destruirá a cidade
e
o santuário
ROMANOS DESTRUIRAM JERUSALÉM EM 70
A.D.
LUCAS 21:24
E cairão ao fio da espada, e para todas as nações
serão levados cativos; e Jerusalém será pisada pelos
gentios, até que os tempos destes se completem.
Moisés Sampaio
O QUE TEMOS 14 de março de 445 a.C. 06 de Abril de 32 A.D.
O QUE TEMOS
14 de março de 445 a.C.
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
Decreto
Messias
sessenta e
sete semanas
= 69 SEMANAS
duas
semanas
49 ANOS
434 anos
483 anos
Moisés Sampaio
FALTA UMA SEMANA 14 de março de 445 a.C. 06 de Abril de 32 A.D.
FALTA UMA SEMANA
14 de março de 445 a.C.
06 de Abril de 32 A.D.
Entrada Triunfal em Jerusalém
Decreto
Messias
?
SESSENTA NOVE SEMANAS
483 anos
1 SEMANA
7 anos
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 1. As setenta semanas (v.24).
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
1. As setenta semanas (v.24).
d) O terceiro (3).
• Esta semana ainda não
aconteceu (v.27). Compare o
versículo 27 de Daniel com
Mateus 24.15 e veja como se
trata de uma profecia que
ainda não se cumpriu.
• Esta última semana refere-se,
então, ao período que implicará
o advento do Anticristo e o
início do tempo de tribulação
para Israel.
42
Pr. Moisés Sampaio de Paula
• A Última Semana 3 1/2 3 1/2 1 SEMANA 7 anos 27 E ele
A Última Semana
3 1/2
3 1/2
1 SEMANA
7 anos
27 E ele (o principe
que há de vir) fará
um pacto firme com
muitos por uma
semana; e na
metade da semana
fará cessar o
sacrifício e a
oblação; e sobre a
asa das
abominações virá
assolador; e até a
destruição
determinada, a qual
será derramada
sobre o assolador.
o
Moisés Sampaio
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 2. Os três príncipes são
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
2. Os três príncipes são mencionados na profecia
(vv.25,26).
O primeiro príncipe
O segundo príncipe
O terceiro príncipe
É o Messias (v.25).
Apareceu posteriormente e
destruiu a cidade de
Jerusalém e o santuário
Surgirá no futuro, na
última semana
profetizada por Daniel
27). Este príncipe não
(v.
em 70 d.C., trata-se do
general Tito (v.26).
é
o Messias "tirado" (9.26),
mas certamente um
personagem mais
poderoso que Antíoco
Epifânio e o general Tito.
Trata-se, portanto, do
Anticristo (2 Ts 2.3-9; 1
Jo 2.18).
ONDE ESTÁ A ÚLTIMA SEMANA? • TEORIA DA CONTINUIDADE • JÁ ACONTECEU • LOGO APÓS
ONDE ESTÁ A ÚLTIMA
SEMANA?
• TEORIA DA CONTINUIDADE
• JÁ ACONTECEU
• LOGO APÓS A DESTRUIÇÃO DE JERUSALÉM.
• TEORIA DO INTERVALO
• AINDA VAI ACONTECER
• EM UM DIA QUE NÃO SABEMOS.
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 3. O intervalo que precede
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
3. O intervalo que precede a septuagésima
semana (v.27).
• O estudo das Escrituras
demonstra um longo intervalo
de tempo que precede a
septuagésima semana.
• A Bíblia identifica este
intervalo profético como
"o tempo dos gentios".
Outra visão
; A expressão “Tempo dos Gentios”, tem a ver com o
46
aspecto Político Mundial, referindo-se ao tempo em que os gentios teriam
supremacia sobre Israel, e isto começou com o exílio babilônico, por volta
do ano 605 AC.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Interpretação do Intervalo Decreto Messias SESSENTA NOVE SEMANAS 483 anos 1 SEMANA 7 anos Moisés
Interpretação do Intervalo
Decreto
Messias
SESSENTA NOVE SEMANAS
483 anos
1 SEMANA
7 anos
Moisés Sampaio
Teoria do Intervalo • O intervalo é exigido por conta dos dois eventos que antecedem
Teoria do Intervalo
• O intervalo é exigido por conta dos dois eventos que
antecedem o último período.
• A morte do Messias(32 a.D.) e a Destruição de Jerusalém (40 anos
depois)
• Se tenho um intervalo de 38 anos, também posso ter um de
2000 anos
Moisés Sampaio
Teoria do Intervalo • Os cumprimentos dos acontecimentos do verso 24 não se acham em
Teoria do Intervalo
• Os cumprimentos dos acontecimentos do
verso 24 não se acham em nenhum lugar da
história.
• para fazer cessar a transgressão,
• para dar fim aos pecados,
• e para expiar a iniqüidade,
• e trazer a justiça eterna,
• e selar a visão e a profecia,
• e para ungir o santíssimo.
Moisés Sampaio
Teoria do Intervalo • Um intervalo profético não é raro nas profecias no Velho Testamento.
Teoria do Intervalo
• Um intervalo profético não é raro nas profecias no Velho
Testamento.
• Porque um menino nos nasceu, o governo está sobre seus
ombros.
Is 9:6
Moisés Sampaio
Teoria do Intervalo • Um intervalo profético não é raro nas profecias no Velho Testamento.
Teoria do Intervalo
• Um intervalo profético não é raro nas profecias
no Velho Testamento.
• (Zacarias 9:9) - Alegra-te muito, ó filha de Sião;
exulta, ó filha de Jerusalém; eis que o teu rei
virá a ti, justo e salvo, pobre, e montado sobre
um jumento, e sobre um jumentinho, filho de
jumenta.
• (Zacarias 9:10) - E de Efraim destruirei os
carros, e de Jerusalém os cavalos; e o arco de
guerra será destruído, e ele anunciará paz aos
gentios; e o seu domínio se estenderá de mar a
mar, e desde o rio até às extremidades da terra.
Moisés Sampaio
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 3. O intervalo que precede
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
3. O intervalo que precede a septuagésima
semana (v.27).
• A comunhão espiritual entre
judeus e gentios, mediante a
salvação em Cristo, formou um
novo povo para Deus: a Igreja
(Ef 2.12-16; 1 Pe 2.9,10).
• Atualmente, estamos no tempo
da graça de Deus e temos de
anunciar o ano aceitável do
Senhor para o mundo inteiro
(Lc 4.18,19).
52
Pr. Moisés Sampaio de Paula
O Intervalo - A era da igreja Pentecostes Arrebatamento Igreja Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes,
O Intervalo - A era da igreja
Pentecostes
Arrebatamento
Igreja
Éfeso, Esmirna, Pérgamo,
Tiatira, Sardes, Filadélfia e
Laodicéia
Ef 3:1-7
1 SEMANA
7 anos
Moisés Sampaio
Origem da Igreja Chamado de Descida do Esp.Santo Abraão Israel (Fiéis, Impios) (Fiéis) Igreja (Fiéis)
Origem da Igreja
Chamado
de
Descida do Esp.Santo
Abraão
Israel
(Fiéis, Impios)
(Fiéis)
Igreja
(Fiéis)
tempo
(Fiéis)
Gentios
(Fiéis, Impios)
Eternidade Passada
Eternidade Futura
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 3. O intervalo que precede
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
3. O intervalo que precede a septuagésima
semana (v.27).
• Após o tempo gentílico virá a
última semana que, identificada
pelas profecias bíblicas,
significa um tempo de Grande
Tribulação.
• É neste tempo que o
"assolador", isto é, o "anticristo"
ou "o homem do pecado" ou "o
homem da perdição", virá
sobre a asa das abominações
55
(v.27).
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO (Dn 9.24-27) 3. O intervalo que precede
II. DEUS REVELA O FUTURO DO SEU POVO
(Dn 9.24-27)
3. O intervalo que precede a septuagésima
semana (v.27).
• Os sinais que precedem a
revelação dessa figura
abominável estão ocorrendo
por toda parte.
• Todavia, a Igreja de Cristo não
mais estará neste mundo, pois
a noiva do Senhor será
arrebatada antes do tempo da
tribulação (1 Co 15.51,52).
56
Pr. Moisés Sampaio de Paula
SINOPSE DO TÓPICO (2) Na Bíblia, o número setenta ganhou sentido profético, pois a partir
SINOPSE DO TÓPICO (2)
Na Bíblia, o número setenta
ganhou sentido profético,
pois a partir desta visão
profética Deus revelou o
futuro do seu povo a Daniel.
57
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas 3. Como está dividido o bloco dos versículos 24-27? R. O bloco que forma
Perguntas
3. Como está dividido o bloco dos
versículos 24-27?
R. O bloco que forma os versículos 24-27 é
profeticamente dividido em três grupos: 1) sete
semanas (49 anos); 2) sessenta e duas
semanas (434 anos); 3) uma semana (7 anos).
58
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas 4. Como é identificado o intervalo da "septuagésima semana"? R. Esta última semana refere-se
Perguntas
4. Como é identificado o intervalo da
"septuagésima semana"?
R. Esta última semana refere-se ao período
que implicará o advento do Anticristo e o início
do tempo de tribulação para Israel.
59
Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) • 1. Revelar o "homem do pecado"
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
• 1. Revelar o "homem do pecado" (2 Ts
2.3).
• 2. A Grande
Tribulação (Mt 24.15,21).
• 3. Revelar a vitória gloriosa do
Messias.
60
Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 1. Revelar o "homem do pecado" (2
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
1. Revelar o "homem do pecado" (2 Ts
2.3).
De acordo com as profecias,
nem Antíoco Epifânio nem o
general Tito foram objetos das
predições do versículo 27 de
Daniel.
• A passagem bíblica começa com
o pronome "ele", também
identificado como "o rei de cara
feroz"; "o chifre pequeno"; "o
animal terrível e espantoso".
61
Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 1. Revelar o "homem do pecado" (2
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
1. Revelar o "homem do pecado" (2 Ts
2.3).
• Mas quem será o
personagem do livro de
Daniel?
• No Novo Testamento, ele é
identificado como
• "o anticristo" (1 Jo 2.18; 4.3) e
Trata-se de um líder
mundial poderoso que
• "a besta que saiu do mar" (Ap
13.1).
Apesar de apresentada numa linguagem
simbólica, a personagem é literal.
chamará a atenção das
nações pela sua
diplomacia, astúcia e
inteligência política.
62
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Anticristo e seus nomes • Anticristo - é uma expressão que encontramos apenas nas epístolas
Anticristo e seus nomes
• Anticristo - é uma expressão que encontramos apenas nas epístolas de João.
Caracteriza em especial o seu caráter anticristão, o qual é expresso pelo facto de ele
negar o Pai e o Filho (1Ts 2:18-22).
• Homem da iniquidade -
(2Ts 2:3). Toda a forma de injustiça terá a sua plenitude
num homem; a iniquidade será concentrada, por assim dizer, num homem, que é
aqui caracterizado como o "homem da iniquidade".
• O filho da perdição - (2Ts 2:3). Esta expressão caracteriza a sua horrível origem e
o seu fim medonho.
• O iníquo -
(2Ts 2:8) aponta-o como sendo o egoísmo personificado, em nítido
contraste com Aquele que jamais buscou os Seus próprios interesses e, em lugar
disso, fez o que era do agrado do Pai.
• Outra besta - (Ap 13:11-16). Ele é o imitador de Cristo, em seu poder e em seu
caráter; ele tem "dois chifres, parecendo cordeiro", mas as suas palavras revelam a
sua origem satânica, pois fala "como dragão".
• O homem vil - (Dn 11:36). Aqui vemos o seu caráter real na Palestina.
• Homem sanguinário e fraudulento" (Sl 5:6). Esta e outras denominações nos
Salmos referem-se ao Anticristo. O seu significado provém do respectivo contexto.
• “chifre pequeno” (Dn 8.9-12); “rei de feroz catadura e entendido de intrigas”,
“grande [em] poder, mas não por sua própria força” (Dn 8.23-25) "o assolador"
(Dn 9); "a besta que emerge do abismo" (Ap 13), "o 8° rei" (Ap 17),
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 2. A Grande Tribulação (Mt 24.15,21). •
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
2. A Grande
Tribulação (Mt 24.15,21).
• O Anticristo "fará uma aliança
com muitos por uma semana
(v.27). Note a expressão "com
muitos"!
• Esta quer dizer que o Anticristo
fará uma aliança com Israel, mas
de início esta aliança não será
unânime entre os judeus.
Contudo, o Anticristo
terá influência suficiente
para impor a sua
liderança política e, por
fim, alcançar o sucesso
e sua completa
aceitação entre os
judeus.
64
Pr. Moisés Sampaio de Paula
A Grande Tribulação e a atuação do Anticristo Mt 24:30 1 Ts 4:17 Milênio 3
A Grande Tribulação e a atuação do
Anticristo
Mt 24:30
1 Ts 4:17
Milênio
3 1/2
3 1/2
• cessar a transgressão,
• fim aos pecados,
Angustia de Jacó
• expiar a iniqüidade,
• a justiça eterna,
Firme aliança
Aliança Quebrada
• selar a visão e a
profecia,
1 SEMANA
7 anos
• ungir o santíssimo.
Moisés Sampaio
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 2. A Grande Tribulação (Mt 24.15,21). •
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
2. A Grande
Tribulação (Mt 24.15,21).
• A força política do Anticristo será
reconhecida nos três primeiros
anos e meio, isto é, na primeira
metade da última semana,
quando a marca desse tempo
será um período de falsa paz e
harmonia.
Contudo, o Anticristo
terá influência suficiente
para impor a sua
liderança política e, por
fim, alcançar o sucesso
e sua completa
aceitação entre os
judeus.
66
Pr. Moisés Sampaio de Paula
O tipo de paz que regerá a terra (Dn 11.36 E este rei fará conforme
O tipo de paz que regerá a
terra
(Dn 11.36
E este rei fará conforme a sua vontade, e levantar-se-á, e
engrandecer-se-á sobre todo deus; e contra o Deus dos deuses falará
coisas espantosas, e será próspero, até que a ira se complete; porque
aquilo que está determinado será feito.)
• Seu governo será próspero.
• Convencerá o mundo acerca de uma nova ordem de paz e
progresso.
• Política, economia, ciência e religião serão objetivos do seu
governo.
• Período curto, pois logo a besta revelará seu verdadeiro
caráter maligno.
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 2. A Grande Tribulação (Mt 24.15,21). •
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
2. A Grande
Tribulação (Mt 24.15,21).
• Em seguida, surgirá um tempo de
sofrimento e tamanha aflição em
todo o mundo.
• Perseguição, humilhação e
morte serão a tônica desse
tempo, a segunda fase da
Grande Tribulação.
• Entretanto, e antes de tudo isso
ocorrer, a Igreja será arrebatada
e estará para sempre com Cristo
na glória.
• Será quando o Anticristo romper com
Israel.
• O anticristo exigirá adoração dos judeus.
• Começará a perseguição.
• Será na 2ª metade da grande tribulação
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Duração da Grande Tribulação Bodas do cordeiro 1 Ts 4:17 Mt 24:30 Milênio 3 1/2
Duração da Grande Tribulação
Bodas do cordeiro
1 Ts 4:17
Mt 24:30
Milênio
3 1/2
3 1/2
Apocalipse 6 a 9
Apocalipse 10 a 18
Angustia de Jacó
Firme aliança
Aliança Quebrada
Moisés Sampaio
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 3. Revelar a vitória gloriosa do Messias.
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
3. Revelar a vitória gloriosa do Messias.
• Jesus Cristo, o Messias
prometido, será revelado
quando da sua segunda
vinda visível sobre o Monte
das Oliveiras (Zc 9.9,10).
70
Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. OS PROPÓSITOS DA SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27) 3. Revelar a vitória gloriosa do Messias.
III. OS PROPÓSITOS DA
SEPTUAGÉSIMA SEMANA (Dn 9.27)
3. Revelar a vitória gloriosa do Messias.
• O Rei aniquilará por completo o
poderio do Anticristo, do falso
profeta e do próprio Diabo (Ap
19.19-21) e estabelecerá um
reino de paz e harmonia no
mundo todo.
• Esta é uma mensagem de
esperança para o nosso coração.
Não tenhamos medo, creiamos
tão somente! Breve Jesus
voltará! Alegremo-nos nesta
esperança!
71
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Armagedom • Essa grande batalha acontecerá nos últimos dias da Tribulação. João nos fala que
Armagedom
• Essa grande batalha acontecerá nos últimos
dias da Tribulação. João nos fala que os reis
do mundo se reunirão "
grande dia do Deus
para
a peleja do
no
lugar que em hebraico se chama
Armagedom" (Apocalipse 16.14,16). O
local da reunião dos exércitos é a planície
de Esdraelom, ao redor da colina chamada
Megido, que fica no norte de Israel, a cerca
de 32 quilômetros a sudeste de Haifa.
Armagedom - mapa
Armagedom - mapa
Armagedom - fotos
Armagedom - fotos
SINOPSE DO TÓPICO (3) Os propósitos da septuagésima semana são revelar ao povo de Deus
SINOPSE DO TÓPICO (3)
Os propósitos da
septuagésima semana são
revelar ao povo de Deus o
"homem do pecado", "a
Grande Tribulação" e o
tempo da vitória gloriosa do
Messias.
75
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas 5. Mencione os propósitos da septuagésima semana. R. Revelar ao povo de Deus o
Perguntas
5. Mencione os propósitos da
septuagésima semana.
R. Revelar ao povo de Deus o "homem do
pecado", "a Grande Tribulação" e o tempo da
vitória gloriosa do Messias
76
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Conclusão • Vivemos um tempo de incredulidade. Muitos se dizem teólogos, mas negam e desprestigiam
Conclusão
• Vivemos um tempo de incredulidade.
Muitos se dizem teólogos, mas
negam e desprestigiam as profecias
bíblicas.
• Eles preferem as alegorias ao invés
de se debruçarem sobre as Escrituras
e estudá-las com fé, graça e
humildade.
• Entretanto, a Igreja não pode rejeitar
as verdades futuras de nosso Senhor.
• Portanto, corramos e prossigamos em
conhecê-lo mais, sabendo que um dia
tudo será desvendado aos nossos
olhos.
77
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Setenta semanas de Daniel Panorama geral Decreto Messias Pentecostes Arrebatamento Igreja 3 1/2 3 1/2
Setenta semanas de Daniel
Panorama geral
Decreto
Messias
Pentecostes
Arrebatamento
Igreja
3 1/2
3 1/2
SESSENTA NOVE SEMANAS
483 anos
1 SEMANA
7 anos
Moisés Sampaio
Cronologia Profética Leão Império Babilônico 626 – 539 a.C. Urso Império Médo-Persa 539 – 330
Cronologia Profética
Leão
Império Babilônico
626 – 539 a.C.
Urso
Império Médo-Persa
539 – 330 a.C.
Leopardo
Império Grego
330 – 146 a.C.
Império Romano
Besta
146 a.C.
395 d.C. separação
1456 d.C. queda
Chifres
Nossos dias
e dias futuros
Reino de Deus
Subsídio Bibliológico A U X Í L I O B I B L I O
Subsídio Bibliológico
A U X Í L I O
B I B L I O G R Á F I C O
I
Subsídio Teológico
"O CONTEXTO DA PROFECIA
Daniel entendeu, a partir das profecias de Jeremias, que o exílio na Babilônia
duraria setenta anos (Dn 9.2; Jr 25.11; 29.10). Ele reconheceu que a restauração
dependia do arrependimento nacional (Jr 29.10-14), de modo que Daniel
intercedeu pessoalmente por Israel com penitência e petições. Ele orou
especificamente pela restauração de Jerusalém e do Templo (Dn 9.3-19).
Aparentemente, Daniel esperava o cumprimento imediato e completo da
restauração de Israel com a conclusão do cativeiro dos setenta anos. No
entanto, a resposta que lhe foi entregue pelo arcanjo Gabriel (a profecia dos
setenta anos) revelou que a restauração de Israel seria progressiva e se
cumpriria definitivamente somente no tempo do fim (LAHAYE, Tim; HINDSON
(Ed.). Enciclopédia Popular de Profecia Bíblica. 1.ed. Rio de Janeiro: CPAD,
2004, p.429).
80
Pr. Moisés Sampaio de Paula
81 Pr. Moisés Sampaio de Paula
81
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Pr. Moisés Sampaio • Pastor auxiliar da Igreja Assembleia de Deus em Rio Branco, AC,
Pr. Moisés Sampaio
• Pastor auxiliar da Igreja Assembleia
de Deus em Rio Branco, AC, Brasil.
• Palestrante de seminários e
pregador no Brasil e exterior.
• Contato
82
Pr. Moisés Sampaio de Paula