Você está na página 1de 4

Anatomia do violão

Veja o corpo do violão:

Anatomia do violão Veja o corpo do violão: As cordas são presas a partir do cavalete

As cordas são presas a partir do cavalete e vão até o cabeçalho, onde são fixadas pelastarraxas. Através destas, afina-se as cordas, folgando ou apertando. O braço é separado por trastes. Entre um traste e outro se encontra uma casa, que são enumeradas do cabeçalho para o cavalete. A batida nas cordas reproduz o som que é ecoado dentro da caixa acústica e sai pela boca sonora. Usamos o braço para selecionarmos as notas e os acordes apertando-as no meio das casas entre os trastes.

História da Guitarra

Instrumentos similares aos que hoje chamamos de guitarras existem há pelo menos cinco mil anos. A guitarra parece derivar de outros instrumentos existentes anteriormente na Ásia Central. Instrumentos muito similares à guitarra aparecem em antigos alto-relevos e estátuas descobertas em Susa, na Pérsia (atualmente no Irão).

Segundo Paco de Lucía, o inventor da guitarra clássica tal como a conhecemos chama-se Zyryab. Nascido em Bagdad, ele viveu no fim do século VIII na corte de Córdoba. Ele introduziu uma quinta corda ao 'ud

árabe e fundou uma escola de música que exerceu influência considerável sobre a música árabeandaluz.

A guitarra, em forma muito próxima à guitarra acústica atual, foi introduzida na Espanha no Século IX, mas não se conhece com precisão toda a história deste instrumento.

Foi Antonio de Torres, um Jurista e Luthier (construtor de guitarras) espanhol do século XIX que deu à guitarra a forma e as dimensões da guitarra clássica atual.

As primeiras experiências de guitarras acústicas com microfones adaptados que deram origem aos primeiros pickups, foram feitas por Lloed Loraz um funcionário que trabalhou para a empresa Gibson de 1920 a 1924.

O desenvolvimento da autêntica guitarra eléctrica com corpo maciço deve- se principalmente à popularidade da música havaiana nos Estados Unidos durante os anos 20 e 30. A primeira guitarra deste tipo foi a A-22, construída por Rickenbacker no princípio dos anos 30.

O construtor Leo Fender - fundador da Fender Guitars e a empresa rival Gibson, começaram também a desenvolver os seus modelos de guitarras de corpo sólido, sendo os modelos mais conhecidos a Fender Telecaster cujo nome original é Broadcaster (1950), a Gibson Les Paul (1952) e a Fender Stratocaster (1954) que é o modelo mais vendido e copiado do mundo até aos dias de hoje.

A tecnologia permitiu a criação de instrumentos com características modernas de construção. Hoje são testados novos materiais para além da madeira, como resinas de grafite, fibras de carbono, fibras de vidro e muitos outros.

A parte electrónica também evoluiu muito. Os captadores (pickups) magnéticos ainda são os mais usados mas já existem instrumentos que utilizam circuitos activos, captadores piezoelétricos, captadores ópticos e outras tecnologias.

Anatomia da Guitarra

Modelo TAGIMA JA1, Signature Juninho Afram(Oficina G3). O braço é composto por varios trastes onde o

Modelo TAGIMA JA1, Signature Juninho Afram(Oficina G3).

O braço é composto por varios trastes onde o 1o começa a partir da cabeça:

Modelo TAGIMA JA1, Signature Juninho Afram(Oficina G3). O braço é composto por varios trastes onde o

A Guitarra e composta por 6 cordas cujos nomes são:

1a – Mi (Mais Fina) 2a – Si 3a – Sol 4a – Re 5a – La 6a – Mi (Mais Grossa) Podemos tocar com a mão direita de duas formas:

1ª Forma: Com os Dedos

Dedo pulgar = p Dedo indicador = i Dedo medio = m Dedo anelar = a

Dedo pulgar = p Dedo indicador = i Dedo medio = m Dedo anelar = a

2º Forma; com a palheta

Dedo pulgar = p Dedo indicador = i Dedo medio = m Dedo anelar = a