Você está na página 1de 6

Ano Lectivo /

Estágio
Escola Superior de Enfermagem
Aluno (a)
Nº º Curso
Serviço Plano de Cuidados
Nome do Utente (iniciais) Diagnóstico Médico
Orientador
Dr. José Timóteo Montalvão Machado
Data Diagnóstico/Problema Objectivos Intervenções de Enfermagem Avaliação Data
Proporcionar um ambiente adequado
11/12/02 Alterações do padrão de Não manifeste com privacidade. Manter algaliação por 11/12/02
eliminação vesical desconforto perienal. Hidratar o doente. sonda vesical n.º14
manifestado por presença de Recupere o padrão de Vigiar o débito urinário e características
sonda vesical n.º 14 eliminação vesical. da urina.
Apresente pele da zona Fazer ensino ao doente sobre a ingestão
genital integra. adequada de líquidos.
Fechar registos.
Proporcionar um ambiente adequado
Incapacidade para a prestação Recupere gradualmente com privacidade para o banho Necessita dos mesmos
de cuidados de higiene e a capacidade para Prestar os cuidados de higiene cuidados de higiene
conforto manifestado por prestar os cuidados de Massajar as zonas de maior pressão
imobilidade. higiene e conforto. Avaliar o estudo da pele e mucosas
Prestar cuidados ao cabelo e unhas
Manter a pele e mucosas Estimular o doente a participar nos
integras. cuidados de higiene e dar-lhe tempo para
que preste os seus próprios cuidados.
Proporcionar o conforto ao doente tendo
em atenção a presença de sonda vesical.
ESEDJTMM – Modelo 63
Ano Lectivo /
Estágio
Escola Superior de Enfermagem
Aluno (a)
Nº º Curso
Serviço Plano de Cuidados
Nome do Utente (iniciais) Diagnóstico Médico
Orientador
Dr. José Timóteo Montalvão Machado
Data Diagnóstico/Problema Objectivos Intervenções de Enfermagem Avaliação Data
Manter o doente limpo, seco e hidratado.
11/12/02 Manter roupa da cama limpa e sem 12/12/02
rugas.
Posicionar frequentemente com
alternância de decúbitos.
Incentivar o doente a mobilizar-se.
Fazer ensino ao doente e à família para a
prestação de cuidados de higiene e
conforto.
Efectuar registos.
Avaliar as capacidades e limitações do
Alteração da mobilidade r/c Recupera gradualmente doente. Não se notou qualquer
patologia manifestado por a mobilidade Posicionamentos correctos com melhoria
incapacidade na locomoção alternância nos decúbitos .
Estimular o doente a movimentar-se.
Massajar as zonas de maior pressão.
Ajudar o doente na mobilização.
Efectuar levante ao doente.
Vigiar os sinais vitais.
Colocar campainha ao alcance do doente
Fazer ensino ao doente sobre
mobilização

ESEDJTMM – Modelo 63
Ano Lectivo /
Estágio
Escola Superior de Enfermagem
Aluno (a)
Nº º Curso
Serviço Plano de Cuidados
Nome do Utente (iniciais) Diagnóstico Médico
Orientador
Dr. José Timóteo Montalvão Machado
Data Diagnóstico/Problema Objectivos Intervenções de Enfermagem Avaliação Data
Manter extremidades elevadas para
11/12/02 reduzir edemas. 12/12/02
Colocar os objectos pessoais junto ao
doente.
Efectuar registos.

Avaliar e registar a temperatura de uma


Hipertermia R/C patologia Apresenta temperatura em uma hora. A temperatura corporal
manifestada por sensação de corporal dentro dos Deixar em arrefecimento natural ou atingiu os valores
frio e calor e cefaleias. valores. administrar terapêutica se prescrito. normais
Hidratar o doente. (36,6ºC)
Proporcionar conforto e bem– estar.
Mudar a roupa se necessário, mantendo a
pele seca e limpa.
Efectuar registos.

ESEDJTMM – Modelo 63

Ano Lectivo /
Estágio
Escola Superior de Enfermagem
Aluno (a)
Nº º Curso
Serviço Plano de Cuidados
Nome do Utente (iniciais) Diagnóstico Médico
Orientador
Dr. José Timóteo Montalvão Machado
Data Diagnóstico/Problema Objectivos Intervenções de Enfermagem Avaliação Data
Verificar se o doente apresenta estase
11/12/02 Alteração do padrão alimentar Recupera gradualmente gástrica. Mantém entubação por 12/12/02
R/C patologia manifestado por a sua capacidade de Incentivar o doente a deglutir os sonda nasogástrica
presença de sonda deglutição. alimentos. n.º 18
nasogástrica n.º 18 Manter o doente nutrido Retirar logo que possível a sonda
e hidratado. nasogástrica, assim que o doente comece
a deglutir os alimentos e de forma a que
se sinta confortável.
Efectuar registos.

Fazer ensino ao doente motivando-o a


Défice do volume de líquidos Ingira quantidades de hidratar-se. Apresenta a pele e
com desidratação R/C líquidos necessários. Fornecer ajuda total ou parcial. mucosas ligeiramente
patologia manifestado por pele Manter o doente Verificar se a dieta é adequada. coradas e hidratadas.
e mucosas secas e hidratado e nutrido. Dar líquidos de acordo com as
desidratadas. Apresenta sinais de necessidades hídricas.
hidratação. Administrar a terapêutica prescrita.
Efectuar registos.

ESEDJTMM – Modelo 63