Você está na página 1de 8

II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL

_____________________________________________________________________
LÍNGUA PORTUGUESA

01. Leia atentamente o texto que segue e, depois responda:

TEXTO 1

A ESCOLA

"Escola é...
o lugar onde se faz amigos
não se trata só de prédios, salas, quadros,
programas, horários, conceitos...
Escola é, sobretudo, gente,
gente que trabalha, que estuda,
que se alegra, se conhece, se estima.
O diretor é gente,
O coordenador é gente, o professor é gente,
o aluno é gente,
cada funcionário é gente.
E a escola será cada vez melhor
na medida em que cada um
se comporte como colega, amigo, irmão.
Nada de ‘ilha cercada de gente por todos os
lados’.
Nada de conviver com as pessoas e depois
descobrir que não tem amizade a ninguém
nada de ser como o tijolo que forma a
parede, indiferente, frio, só.
Importante na escola não é só estudar, não é
só trabalhar,
é também criar laços de amizade,
é criar ambiente de camaradagem,
é conviver, é se ‘amarrar nela’!
Ora, é lógico...
numa escola assim vai ser fácil
estudar, trabalhar, crescer,
fazer amigos, educar-se,
ser feliz."
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL
(FREIRE, Paulo. In: http://www.paulofreire.org.escola_p.htm).

No texto 1, “A escola”, Paulo Freire:

A) conceitua o ensino enquanto meta que visa à profissionalização do ser humano.

B) diz que escola não implica apenas trabalho ou estudo; é lugar, também, onde se
ensina a viver e a ser feliz.

C) conceitua a escola, conforme a Lei de Diretrizes da Educação, isto é, lugar que


forma o cidadão, o homem e o profissional para o país.

D) diz que a escola brasileira já foi – não é mais – “ilha cercada de gente por todos
os lados”, onde ninguém fazia camaradagem e vivia só.

E) diz que a escola é, principalmente, um prédio que contém, entre outras coisas:
salas, quadros, horários, além de alunos, professores, funcionários e diretores.

02. Leia o texto a seguir:

Texto 02

"Pensamos demasiadamente e sentimos muito pouco;


Necessitamos mais de humildade que de máquinas;
Mais de bondade e ternura que de inteligência.
Sem isso a vida se tornará violenta e tudo
se perderá".
(CHAPLIN, Charles. In: http://www.releituras.com/frases_03.asp)

Na clássica declaração humanista de Charles Chaplin, acima transcrita, há palavras


como: demasiadamente, máquinas, ternura, violenta, tudo, cujas categorias
gramaticais a que pertencem (seguindo a mesma ordem em que aparecem) são:

A) Adjunto, adjetivo, adjetivo, substantivo, pronome pessoal oblíquo;


B) Advérbio de intensidade, substantivo, adjetivo, substantivo, pronome pessoal;
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL
C) Adjunto adverbial, substantivo concreto, adjunto adnominal, pronome oblíquo,
adjetivo;
D) Advérbio de modo, substantivo concreto, substantivo abstrato, adjetivo,
pronome indefinido;
E) Advérbio de intensidade, substantivo comum, substantivo próprio, advérbio,
pronome relativo.

03. Marque a alternativa que não esteja de acordo com a declaração de Chaplin,
contida no TEXTO 2:

A) Sem cultivar nobres sentimentos, o ser humano desumanizar-se-á gradativamente


e “tudo se perderá”.
B) Despido de valores humanos tais como: humildade, ternura e bondade, o homem
será resumido num autômato frio, calculista e desumano.
C) O advento de um mundo novo, progressista e sem violência depende da sintonia da
era tecnológica com a vontade de o homem inserir- se na modernidade do mundo
informatizado.
D) Tudo se transformará num caos, se o homem não valorizar o “sentimento do
mundo” e interagir bondosamente e ternamente com o seu próximo.
E) O altruísmo e o amor são palavras-de-ordem, sem as quais o homem e a máquina
serão destruídos.

04. Assinale a única alternativa incorreta sobre concordância verbal:

A) Ainda não chegaram os documentos solicitados por você.


B) Minas Gerais revelou grandes artistas, políticos e intelectuais.
C) Aconteceu, naquela época, fatos incríveis.
D) Pais, filhos, amigos, ninguém chegou cedo em casa no dia da festa.
E) Deve haver muitos torcedores amargando a derrota do Barcelona.

Assinale a alternativa que preenche adequadamente os espaços vazios com as


formas: onde / aonde, há / a, más / mas, mal /mau, respectivamente, nas frases
seguintes:

Não sei........... se encontra a chave da casa.......... queres ir depois de amanhã.


Daqui........... dez dias receberemos os diplomas sobre os quais sonhávamos.........
vinte anos.
Pessoas........... morrem precocemente; ............ aqueles que se sacrificam pelos
seus semelhantes, Deus os recompensa para sempre.
O............ tempo surpreendeu a todos, ................ chegaram ao destino da viagem..

A) aonde / onde, há / a, mas / más, mal / mau.


B) onde / aonde, há / a, más / mas, mau / mal.
C) onde / aonde, a / há, más / mas, mau / mal.
D) aonde / onde, a / há, mas / más, mal / mau.
E) onde / aonde, a / há, mas / más, mau / mal.
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL

As questões 5 e 6 referem-se ao texto a seguir:

05. Considerando a análise do fragmento de texto em questão, avalie as alternativas e assinale


a correta.

A) As duas primeiras vírgulas, empregadas no fragmento de texto, justificam-se porque


separam um termo deslocado.
B) As duas primeiras vírgulas do texto foram usadas para intercalar um aposto.
C) Em “[...] as forças que nos farão plenos e verdadeiros”, o verbo encontra-se no plural,
concordando com o antecedente do pronome relativo
D) Em “[...] as forças que nos farão plenos e verdadeiros”, o verbo está flexionado para
concordar com o sujeito composto e posposto (plenos e verdadeiros), também pluralizado.

(E) Na oração: “[...] o mundo dobra-se sempre às nossas decisões”, a partícula “se” é um
indicador de que o sujeito encontra-se indeterminado.

06. Na oração: “Nossa plenitude, eis o que importa”, os vocábulos grifados são,
sucessivamente:

A) pronome possessivo, artigo e pronome relativo.


B) pronome possessivo, pronome demonstrativo e pronome relativo.
C) pronome demonstrativo, artigo e conjunção.
D) pronome possessivo, pronome demonstrativo e conjunção.
E) pronome indefinido, pronome demonstrativo e pronome relativo.

07. Em “...nossa língua caminha inelutavelmente para a ruína e a dissolução..., as palavras


destacadas poderiam ser substituídas, sem alterar o sentido do contexto, por :

A) inexplicavelmente – resolução.
B) involuntariamente – dispersão.
C) socialmente – anulação.
D) fatalmente – desagregação.
E) obrigatoriamente – resolução
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL

08. Leia com atenção o texto abaixo:

Nova Poética
Vou lançar a teoria do poeta sórdido.
Poeta sórdido:
Aquele em cuja poesia há a marca suja da vida.
Vai um sujeito,
Saí um sujeito de casa com a roupa de brim branco
[muito bem engomada, e na primeira esquina passa um
[caminhão, salpica-lhe o paletó ou a calça de uma nódoa de lama:
É a vida
O poema deve ser como a nódoa no brim:
Fazer o leitor satisfeito de si dar o desespero [...]
Manuel Bandeira

As funções de linguagem predominante no texto são:

(A) Poética e metalinguística.


(B) Conativa e referencial
(C) Referencial e emotiva.
(D) Metalinguística e conativa.
(E) Emotiva e referencial.

Letra A

09. Leia o excerto abaixo extraído de uma suposta entrevista com Riobaldo,
de Grande sertão: veredas.

“Mire e veja o leitor e a leitora: se não houvesse Brasil, não haveria ‘Grande sertão:
veredas’, não haveria Riobaldo. Deviam ter pensado que pelo menos para isso serviu.
E o resto é silêncio. Ou melhor, mais uma pergunta senhor Riobaldo. O que é silêncio?
O senhor sabe o que o silêncio é? É a gente mesmo, demais.”

Alberto Pompeu de Toledo, Veja.

Acima, predominam as seguintes funções da linguagem:

A) Poética e fática.
B) Conativa e metalinguística.
C) Referencial e expressiva.
D) Metalinguística e emotiva.
E) Emotiva e poética.

LETRA B
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL
10. Ao dizer que alcançou o “banco de uma universidade reconhecida, a PUC-
SP”, o autor vale-se de uma linguagem figurada, em que, por meio de uma

metonímia, utiliza a parte como equivalente do todo. De maneira conotativa, ele


afirma, nesse trecho, que conquistou “uma vaga na universidade”. No
dicionário, a palavra “banco” (móvel em que as pessoas sentam) é homônima
do vocábulo “banco” (lugar onde se fazem transações monetárias).
Considerando os pares de palavras abaixo, em qual deles também se verifica
relação de homonímia?

A) eminência / iminência
B) assento / acento
C) fragrante / flagrante
D) deferir / diferir
E) ratificar / retificar

11. Admirava as palavras compridas e difíceis da gente da cidade, tentava reproduzir algumas,
em vão, mas sabia que elas eram inúteis e talvez perigosas.

Graciliano Ramos – Vidas secas


As palavras destacadas no texto são, respectivamente:

A) conjunção/conjunção/pronome relativo.

B) pronome relativo/preposição/pronome pessoal.

C) pronome demonstrativo/conjunção/pronome relativo.

D) advérbio/advérbio/conjunção.

E) Pronome indefinido/ conjunção/conjunção

Letra E

12- Entretanto Mart’nália Não vá agora, deixa eu melhorar Não fique triste, tudo vai passar É
só ciúme, doença que contraí porque te amo demais Mas também é loucura, loucura tem cura,
ciúme também E paixão é o que me faz bem Entretanto não vá Não vá me abandonar Você é o
remédio Que me tira do tédio, quando me faz amar [...]

Os termos destacados expressam, respectivamente, relação semântica, adequada ao contexto,


de:

A) concessão e conformidade.

B) acréscimo e sequência.

C) oposição e conclusão.

D) adição e adversidade.
II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL
E) contraste e causa.

13- Na tira abaixo:

No primeiro quadrinho da tira, a vírgula foi utilizada no interior da oração para:

A) isolar um aposto.

B) isolar um vocativo.

C) separar sujeito do predicado.

D) indicar a supressão do verbo.

E) separar termos com a mesma função sintática.

LETRA: B

14. Quanto à tonicidade, apenas uma das palavras destacadas nos versos abaixo não é
oxítona. Qual?

A) Amanhã pode acontecer tudo


B) Até o dia em que cria asas
C) Amanhã ela para
D) Inexoravelmente chega lá...
E) Vai ter que suar

15. A alternativa errada quanto ao emprego do porquê é:

(A) Não revelou o motivo por que não foi ao trabalho

(B) Estavam ansiosos porque o dia já havia amanhecido.

(C) Eis o porquê da minha viagem.

(D) Ele não veio por que estava doente.


II SIMULADO PREPARTÓRIO IFAL
(E) Porque houve um engarrafamento, chegou atrasado ao colégio.

LETRA : D

16. Leia o texto abaixo:

Tomando como base esse texto de Mário de Andrade, assinale a única alternativa falsa quanto
às classes de palavras e suas flexões no uso da língua.

A) Os verbos “escrever”, “cantar”, “urrar” e chorar” têm como sujeito o substantivo


“Versos”, por isso estão no plural.
B) Em: “Versos cantam-se, urram-se, choram-se.”, o pronome “se” é índice de
indeterminação do sujeito.
C) A vírgula, em: “Quem não souber rezar, não leia Religião.”, de acordo com os aspectos
básicos da pontuação, está empregada indevidamente, uma vez que não se separa o
sujeito do predicado.
D) Os substantivos “Escalada”, “Colloque” e “cantiga” são, respectivamente, núcleos dos
objetos diretos do verbo “ler”, subentendido em: “Desprezar: A Escalada. Sofrer: Colloque
Sentimental. Perdoar: a cantiga do berço...”
E) Se substituirmos a preposição “a”, em: “Ode ao Burguês”, pela preposição “de”,
teremos o sentido de finalidade alterado para o sentido de posse.