Você está na página 1de 10
– T a b e l a d e D i l u i ç

T a b e l a

d e

D i l u i ç ã o,

E s t a b i l i d a d e

e

I n d i c a ç õ e s

ç ã o, E s t a b i l i d a d e e

M e d i c a m e n t o s

I n j e t á v e i s

((E N F E R M A G E M))

Medicamento

 

Administração

     

E S T A B I L I D A D E

 
 

Nome

 

Principais

Reconstituição

Diluição

Volume

Tempo de

Pós-Reconstituição

Pós-Diluição

O B S E R V A Ç Ã O

 

Indicações

Infusão

       

comercial

 

usual

Ambiente

 

Ambiente

 

Nome genérico

   

Refrigeração

Refrigeração

 

Ácido Ascórbico

Tratamento e profilaxia da carência de vitamina C, ou por aumento das necessidades, como ocorre nas gripes e resfriados e nos casos de ferimentos intensos, queimaduras profundas, fraturas e infecções crônicas

 

Não é

IM:

IM: lento

 

– –

96

h

 

500

mg / 5 ml

I

M

necessário.

Sem diluição

 

Efeitos colaterais: Diarreia, vômito e náuseas. O uso de altas doses de ácido ascórbico pode desencadear o aparecimento de litíase oxálica ou úrica.

V I T A M I N A

Ampola

C ®

Já vem em Solução.

EV lento:

EV lento:

 

100

ml SF

30

min

 

ou

0,9% ou SG

5%

 

OBS.: Medicamento fotossensível. Após diluição

E

deve ser protegido da luz. rápida

Evitar a infusão IV

V

Ácido Tranexâmico

Indicado no controle e prevenção de hemorragias provocadas por hiperfibrinólise

 

Não é

EV rápido:

EV rápido:

 

– –

 

– –

 

250

mg / 5ml

E

necessário.

15 ml SF 0,9%, SG

3 a 5 min

T R A N S A M I N®

Efeitos colaterais: Diarreia, vômito e náuseas.

Ampola

V

Já vem em Solução.

5%, RL ou AD

Antimoniato de

Tratamento de Leishmaniose tegumentar americana ou cutâneo-mucosa e tratamento da Leishmaniose visceral ou calazar

 

Não é

IM:

IM: lento

 

– –

 

– –

Efeitos colaterais: : Dores articulares e musculares, náusea e vômito, cefaleia, febre, alterações nos testes de função hepática (elevação das transaminases e fosfatase alcalina), níveis de lipase e amilase, leucopenia, anormalidades no ECG (prolongamento do intervalo QT e inversão da onda T).

Meglumina

I

necessário.

Sem diluição

1,5 g / 5 ml

Já vem em Solução.

G L U C A N T I M E ®

Ampola

M

EV lento:

EV lento:

 

100

ml SF

30

min

 

ou

0,9%

 

E

 

V

OBS.: Evitar atividades físicas intensas durante o tratamento. Recomenda-se não ultrapassar 3 ampolas diárias.

Aminofilina 250 mg / 10ml Ampola

Tratamento e profilaxia da asma brônquica, aliviando

a

sensação de falta

 

Não é

 

Não exceder

 

– –

24

h

Não

Efeitos colaterais: Diarreia; vômito; náusea; tontura; dor de cabeça; insônia; tremor; irritabilidade; inquietude; urina excessiva. Reações secundárias, tais como sensação de calor, ligeira vertigem ou mal estar podem ocorrer devido a administração endovenosa muito rápida.

necessário.

25 mg/min

 

Possível

E

Já vem em

100 ml

Aprox.

cristalização

 

de ar e melhorando

V

Solução.

30 min

a

função pulmonar

SF 0,9% ou SG 5%

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

Ampicilina 500 mg ou 1 g Frasco-ampola

Infecção respiratória, otite média aguda, faringite bacteriana, infecção urinária, meningite, febre tifoide e sepse neonatal precoce

 

Via IM:

IM:

IM: lento

1 h

4 h

8 h

48 h

Efeitos colaterais: Náuseas, vômitos, diarreia, prurido, irritação gastrintestinal, febre, eritema cutâneo, reações anafiláticas e convulsões (se a aplicação for EV rápida). Erupções cutâneas é o efeito adverso mais comum, podendo aparecer após 7 dias do início do tratamento.

I

5 ml AD ou SF

Sem diluição

 

0,9%

EV rápido:

EV rápido:

M

Via EV:

10

ml SF

3 min

 

10 ml AD ou SF 0,9%

0,9% ou SG

ou

 

5%

EV lento:

EV lento:

E

 

100

ml SF

30

min

 

0,9% ou SG

 
 

V

 

5%

OBS.: Se diluído em SG 5% a estabilidade é 50% menor do que a diluição em SF 0,9%.

Benzilpenicilina Benzatina

Tratamento de faringite, sífilis, com exceção da neurosífilis. Profilaxia da febre

reumática e glomerulonefrite aguda

 

Se liofilizado

 

 

24

h

7

dias

Efeitos colaterais: As reações mais comuns incluem exantema maculopapular, urticária, febre, broncoespasmo, dermatite esfoliativa, síndrome de Stevens-Johnson e anafilaxia.

 

4

ml AD

       
 

I

 

Se solução:

B

1.200.000 UI ou 600.000 UI

E N Z E T A C I L ®

M

Não é

 

Frasco-ampola

necessário

OBS.:

Deve

ser

administrada

por

injeção

profunda intramuscular no quadrante superior

 

externo da nádega em adultos. A injeção deve ser realizada em ritmo lento e constante.

Benzilpenicilina

Tratamento de erisipela, pneumonia, sífilis,

I

Via IM:

IM:

IM:

24

h

7

dias

24 h

7 dias

 
 

Potássica

5

ml AD

Sem diluição

lento

   

Efeitos colaterais: As reações mais comuns incluem exantema maculopapular, urticária, febre, broncoespasmo, dermatite esfoliativa, síndrome de Stevens-Johnson e anafilaxia.

 

5.000.000 UI

M

 

P

E N I C I L I N A

G

meningite, endocardite bacteriana, sepse e infecções da pele e de tecidos moles

Via EV:

EV lento:

EV lento:

P O T Á S S I C A ®

ou

8 ml SF 0,9% ou SG 5%

100

ml SF

60

min

Frasco-ampola

0,9% ou SG

   

E

   

5%

 

OBS.:

Conhecida

também

como

Penicilina

G

 

V

Cristalina.

 

Bromoprida 10 mg / 2 ml D I G E S A N ® Ampola

Náusea, vômito,

I

 

Não é

IM:

IM:

 

– –

 

 

distúrbios da

necessário.

Sem diluição

lento

 

mobilidade

M

gastrointestinal

e refluxo

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Inquietude, sonolência e fadiga.

 
 

gastroesofágico

ou

18

ml SF

3 a 5 min

0,9% ou SG

 
 

E

 

5%

V

 

Buscopam S i m p l e s 20 mg / ml H I O S C I N A ® Ampola

Espasmos das vias biliares, do trato gênito-urinário, do trato gastrointestinal, em cólicas biliares e

   

Não é

IM:

IM:

         

I

necessário.

Sem diluição

lento

 

– –

EV rápido:

EV rápido:

 

M

Já vem em Solução.

9 ml SF 0,9% ou SG 5% EV lento:

3 a 5 min

Efeitos colaterais: Boca seca, palpitações, reações alérgicas, retenção urinária e distúrbios visuais transitórios.

ou

EV lento:

     

30

min

 

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

 

renais e em endoscopia gastrointestinal ou radiologia

E

 

100

ml SF

           

0,9% ou SG

V

 

5%

Buscopam C o m p o s t o Ampola 5 ml

Tratamento de

 

Não é

EV rápido:

EV rápido:

 

 

cólicas biliares,

necessário.

15

ml SF

3

a 5 min

 

renais,

E

0,9% ou SG

 

Efeitos colaterais: Boca seca, palpitações, reações alérgicas, retenção urinária e distúrbios visuais transitórios.

dismenorréia,

Já vem em

 

5%

 

tenesmos, dores

espasmódicas

V

Solução.

EV lento:

EV lento:

100

ml SF

 

30

min

 
 

0,9% ou SG

 
   

5%

Cefalotina

Pneumonias,

 

Via IM:

IM:

IM: lento

12

h

4 dias

12

h

7

dias

 

1

g K E F L I N ® Frasco-ampola

infecções urinárias, infecções de pele e de tecidos moles, infecções das vias aéreas superiores e profilaxia cirúrgica

I

2,5 ml AD ou SF 0,9%

Sem diluição

     

Efeitos colaterais: Diarréia; distúrbios gastrointestinais; alergias no local da injeção.

M

EV rápido:

EV rápido:

 

10

ml SF

3

a 5 min

 

ou

Via EV:

ml AD ou SF 0,9%

10

0,9% ou SG

5%

EV lento:

EV lento:

OBS.: A via IM é muito dolorosa, evitá-la sempre que possível. Após a aplicação, colocar gelo no local. Não aplicar o produto sempre no mesmo local, para prevenir irritação do tecido muscular.

 

E

100

ml SF

 

30

min

 

V

 

0,9% ou SG

 
 

5%

 

Cefazolina

Profilaxia cirúrgica,

 

Via IM:

IM:

IM: lento

24

h

10 dias

24

h

4

dias

 

1

g

pneumonias, infecções do trato urinário, infecções de pele e de tecidos moles e infecções das vias aéreas superiores

I

2,5 ml AD ou SF 0,9%

Sem diluição

     

Efeitos colaterais: Diarréia; distúrbios gastrointestinais; alergias no local da injeção.

K E F A Z O L ®

M

EV rápido:

10

ml SF

EV rápido:

3

a 5 min

Frasco-ampola

Via EV:

0,9% ou SG

OBS.: A via IM é muito dolorosa, evitá-la sempre que possível. Após a aplicação, colocar gelo no local. Não aplicar o produto sempre no mesmo local, para prevenir irritação do tecido muscular.

ou

ml AD ou SF 0,9%

10

 

5%

E

EV lento:

EV lento:

 

100

ml SF

 

30

min

V

0,9% ou SG

 
   

5%

 

Ceftriaxona 1 g R O C E F I N ® Frasco-ampola

Pneumonias, infecções urinárias, meningites, infecções intra- abdominais e ginecológicas, gonorreia e sífilis; Profilaxia de infecções pós- operatórias; Profilaxia da doença meningocócica em gestantes

 

Via IM:

IM:

 

IM:

6 h

24 h

6 h

24 h

 

3,5 ml AD ou SF 0,9% ou Lidocaína a 1% sem vaso

Sem diluição

lento

I

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Náuseas, vômitos, diarréias, estomatite e glossite; alterações hematológicas como trombocitopenia e reações cutâneas como exantema, prurido e urticária.

10

ml SF

3

a 5 min

 

M

 

0,9% ou SG

 

Via EV:

 

5%

 

ou

ml AD ou SF 0,9%

10

 

OBS.: Não infundir em soluções que contenham cálcio. Não diluir em Ringer. A injeção IM sem a solução de lidocaína (diluente) é dolorosa.

EV lento:

EV lento:

E

100

ml SF

 

30

min

 

0,9% ou SG

 

V

 

5%

 

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

 

Cetoprofeno

Tratamento de inflamações agudas;

 

5 ml AD ou SF 0,9%

EV lento:

EV lento:

12

h

12

h

Efeitos colaterais: Cefaleia, dor abdominal, dispepsia, náusea, hipertensão, tontura, sonolência, vertigem, úlcera péptica, sangramento do TGI.

 

100

ml SF

30

min

   

P

100 mg

R O F E N I D ®

Frasco-ampola

no pré e pós operatório; lesões traumáticas; lombalgia; dismenorreia

E

 

0,9% ou SG

5%

 

V

os primeiros meses e também durante o terceiro trimestre da gravidez, pois todo inibidor da síntese de prostaglandinas pode causar fetotoxicidade cardiopulmonar (hipertensão pulmonar com fechamento prematuro do ducto arterial) e renal; Úlcera gastroduodenal em evolução; Crianças com idade inferior a 15 anos.

três

OBS.:

Contra-indicado

durante

Cetoprofeno 100 mg / 2 ml

P

R O F E N I D ®

Tratamento de inflamações agudas;

 

Não é

IM:

IM:

12

h

12

h

 

necessário.

Sem diluição

lento

   

Efeitos colaterais: Cefaleia, dor abdominal, dispepsia, náusea, hipertensão, tontura, sonolência, vertigem, úlcera péptica, sangramento do TGI.

no pré e pós operatório; lesões traumáticas; lombalgia; dismenorreia

I

 

Ampola

M

Já vem em Solução.

Ciprofloxacina 2 mg / ml C I P R O ® Bolsa 100 ml

Infecções complicadas do trato urinário, infecção articular (osteomielite), diarreias bacterianas, infecção da pele e dos tecidos moles (celulite infecciosa)

 

Não é

             

necessário.

– –

– –

Já vem em

Bolsa pronta

EV lento:

Efeitos colaterais: Cefaleia, dor ou desconforto gástrico, diarreia, náusea e vômito.

E

Solução.

para uso.

30

min

 

V

 

OBS.: Medicamento fotossensível.

 

Cloreto de Potássio 10 % K Cl ® Ampola 10 ml

Tratamento de

 

Não é

EV lento:

EV lento:

 

– –

 

– –

Efeitos colaterais: Náuseas, vômito, dor abdominal e diarreia; Bradicardia, hipercalemia.

hipocalemia

necessário.

500

ml SF

> 60 min

E

0,9% ou SG

 

Já vem em

 

5%

OBS.: Diluir antes da administração. Evitar a administração EV com solução de glicose para o tratamento da hipocalemia devido à mudança de potássio intracelular e consequente diminuição de potássio sérico.

V

Solução.

 
Tratamento de Não é IM: IM: lento I – – – – arritmias, como necessário.
Tratamento de
Não é
IM:
IM: lento
I
arritmias, como
necessário.
Sem diluição
Deslanosídeo
fibrilação atrial,
M
0,2 mg/mL – 2mL
Já vem em
Solução.
EV lento:
EV lento:
flutter atrial,
100
ml SF
ou
30
min
taquicardia atrial
Efeitos colaterais: Distúrbios do SNC e
gastrintestinais (anorexia, náusea, vômito); em
raras ocasiões (especialmente em pacientes
arterioscleróticos idosos), confusão,
C E D I L A N I D E®
0,9%
paroxística e

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

D E S L A N O L® Ampola

insuficiência

E

             

desorientação, afasia e distúrbios visuais, sudorese fria e convulsões.

cardíaca congestiva

V

 

Dexametasona

Tratamento de problemas alérgicos e inflamatórios

 

Não é

IM:

 

IM: lento

24 h

4 dias

 

2 mg/ml 1 ml

4 mg/ml 2,5 ml

I

necessário.

Sem diluição

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Retenção de líquido, ganho de peso, pressão alta, níveis altos de açúcar no sangue, osteoporose, aumento do apetite, irregularidades menstruais, demora na cicatrização de feridas.

 

M

Já vem em Solução.

ml SF0,9%, SG 5% ou AD EV lento:

8

3 a 5 min

D

E C A D R O N®

Ampola

ou

   

EV lento:

E

 

100

ml SF

30 min

0,9% ou SG

 

V

 

5%

 

Diclofenaco

Dor pós-operatória;

 

Não é

IM:

 

IM:

 

– –

Efeitos colaterais: Náusea, vômito, cólicas abdominais, cefaléia, tontura, erupções cutâneas e elevação dos níveis séricos de TGO/TGP. OBS.: Administrar somente no quadrante superior da região glútea. Não deve ser aplicado em outro local.

25 mg/ml 3 ml

dismenorréia

I

necessário.

Sem diluição

lento

V

O L T A R E N ®

primária; dor

 

músculo-

M

Já vem em Solução.

 

Ampola

esquelética,

 

condições

   

reumatológicas

 

Dipirona

Tratamento da dor e febre

I

Não é

IM:

 

IM: lento

 

– –

 

500mg/ml 2 ml

necessário.

Sem diluição

N O V A L G I N A ®

 

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Urticária, pressão baixa e reação alérgica grave.

 

Ampola

ou

8

ml SF0,9%, SG 5% ou

3 min

 

E

 

AD

OBS.: Crianças < 1 ou pesando < 9 kg não devem usar por via EV. Administrar lentamente

V

 

Diazepam 5 mg/ml 2 ml V A L I U M ® Ampola

   

Não é

IM:

 

IM: lento

         

necessário.

Sem diluição

– –

Efeitos colaterais: Sonolência, confusão mental, dificuldade para falar, cefaleia, hipotensão, náusea, secura na boca, retenção urinária, distúrbio do sono e alucinações.

I

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

8

ml SF0,9%, SG 5% ou AD

3 a 5 min

 

M

 

ou

OBS.: Para administração EV, NÃO misturar ou diluir Diazepam com outras soluções ou drogas, na seringa ou frasco de infusão (Precipitação do princípio ativo).

EV lento:

EV lento:

E

 

250

ml SF

> 60 min

0,9% ou SG

V

 

5%

Transtornos do pânico, ansiedade generalizada e aguda situacional; sintomas de abstinência ao álcool, insônia, relaxante musculoesquelético, estado de mal epiléptico, sedação para procedimentos de endoscopia Parada cardíaca, FV/TV sem pulso,

Epinefrina Não é SC: SC: lento – – – – necessário. Sem diluição
Epinefrina
Não é
SC:
SC: lento
necessário.
Sem diluição

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

1 mg / ml

AESP, assistolia. Pode ser utilizada em infusão contínua como suporte hemodinâmico. Bradicardia com hipotensão sintomáticas que não responderam a atropina ou marcapasso

               

Efeitos colaterais: Angina, arritmias cardíacas, precordialgia, hipertensão, tremores.

A D R E N A L I N A®

S

Já vem em

EV rápido:

EV rápido:

Ampola

Solução.

9

ml SF0,9%

3 a 5 min

 

C

ou AD

OBS.: Administrar de forma contínua em acesso central. Extravasamento no subcutâneo pode causar isquemia tecidual. Não administrar em locais com perfusão reduzida para evitar dano tecidual.

ou

EV lento:

EV lento:

E

 

250

ml SF

> 60 min

0,9% ou SG

V

 

5%

 

Etilefrina 10 mg / ml E F O R T I L ® Ampola

Tratamento de hipotensão ortostática e quadros de pré- choque e choque com redução do débito cardíaco e do refluxo venoso

 

Não é

IM:

 

IM: lento

       

Efeitos colaterais: Podem ocorrer palpitações, inquietação, sensação de pressão craniana e sudorese; ao se manifestarem estes sintomas, a dose deve ser reduzida.

I

necessário.

Sem diluição

M

Já vem em Solução.

EV lento:

EV lento:

   

100

ml SF

60 min

OBS.: Deve-se proceder com precaução em pacientes com taquicardia, arritmias cardíacas, distúrbios cardiovasculares graves, diabetes mellitus e com hipertireoidismo. Este medicamento pode causar doping. Infusão intravenosa: a dose deve ser regulada de forma que se consiga atingir os valores de frequência do pulso e de pressão arterial requeridos e deve ser determinada separadamente para cada paciente. Recomenda-se que os pacientes que recebem infusão intravenosa sejam tratados em uma unidade de cuidados intensivos, com monitorização regular de ECG, pressão arterial e pressão venosa central.

ou

 

E

0,9%, SG 5% ou RL

 

V

Ergometrina

Prevenção e tratamento da hemorragia pós- parto e pós-aborto, devido à atonia uterina

I

Não é

IM:

 

IM: lento

 

0,2 mg / ml

necessário.

Sem diluição

E R G O T R A T E ®

Ampola

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Podem ocorrer náuseas e vômitos; porém, são incomuns. Foram relatados fenômenos alérgicos, incluindo choque; Elevações da pressão arterial, algumas vezes extremas, podem aparecer numa pequena percentagem de pacientes.

ou

9

ml SF0,9% ou SG 5%

3 min

 

E

   
 

SC:

 

SC: lento

V

Sem diluição

ou

OBS.: Não é recomendado para uso rotineiro antes da expulsão da placenta .

S

C

 

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

Fenitoína 250 mg / 5 ml

H I D A N T A L ®

Tratamento da Epilepsia; crises tônico-clônicas (grande mal) e das crises parciais simples ou complexas (psicomotoras ou do lóbulo temporal); Profilaxia e tratamento das crises convulsivas em neurocirurgia

 

Não é

IM:

 

IM: lento

– –

6 h

Não

 

necessário.

Sem diluição

Possível

I

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

cristalização

Efeitos colaterais: Hipotensão, bradicardia, arritmias cardíacas, irritação venosa e dor, tromboflebite. Os efeitos adversos tóxicos relacionados são nistagmo, ataxia, sonolência, náuseas, vômitos, visão borrada, rash, prejuízo cognitivo, hiperglicemia.

 

Ampola

 

15 ml SF

3

a 5 min

 

M

 

0,9%

 

ou

 

E

OBS.: Não recomendada a diluição para infusão, baixa solubilidade e consequente precipitação. Não diluir em SG 5%.

V

Fenobarbital 200 mg / ml

Indicado para prevenir o aparecimento de convulsões em indivíduos com epilepsia, assim como, para prevenir crises convulsivas de outras origens

 

Não é

IM:

 

IM: lento

– –

24

h

28 dias

 

I

necessário.

Sem diluição

 

Efeitos colaterais: Sedação, náuseas, vômitos, nistagmo, irritabilidade e hiperatividade em crianças, disfunção cognitiva, reações cutâneas, anemia megaloblástica.

G A R D E N A L ®

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

 

Ampola

9

ml SF 0,9% ou AD

3

a 5 min

 

ou

       

E

EV lento:

OBS.: Infusões muito rápidas podem causar sintomas de overdose.

 

100

ml SF

EV lento:

V

0,9% ou SG

 

30

min

 
   

5%

 

Furosemida 20 mg / 2 ml L A S I X ® Ampola

Tratamento de edema associado à ICC; Edema e ascite relacionados a hepatopatias; Edema/hipervolemia associados à síndrome nefrótica e IRC; Tratamento de hipercalcemia (Ca) e hipertensão.

 

Não é

IM:

 

IM: lento

– –

24

h

 

necessário.

Sem diluição

 

Efeitos colaterais: Desidratação, diminuição do sangue circulante, diminuição dos níveis de sódio e cloreto no sangue, redução dos níveis de potássio no sangue, aumento dos níveis de colesterol e ácido úrico no sangue, aumento do volume urinário e pressão baixa ao levantar.

I

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

8

ml SF 0,9% ou NÃO DILUIR

3

a 5 min

 

ou

   

E

EV lento:

EV lento:

OBS.: Apenas usar a via IM quando a via EV estiver contra indicada.

V

 

100

ml SF

 

30

min

0,9% ou RL

 

Gentamicina

Indicado nos processos infecciosos causados por bactérias gram- negativas e gram- positivas, notadamente Proteus, Pseudomonas, Escherichia coli e

 

Não é

IM:

 

IM: lento

– –

24

h

 

20

mg/ml 1 ml

I

necessário.

Sem diluição

 

Efeitos colaterais: Tonteira, zumbido, sensação de ruído nos ouvidos e perda de audição, este último podendo ser irreversível, e inicia-se com diminuição de audição aos sons de alta tonalidade.

40

mg/ml 1 ml

Já vem em Solução.

EV lento:

EV lento:

80

mg/ml 2 ml

M

 

100

ml SF

 

30

min

G A R A M I C I N A ®

 

0,9% ou SG

 
 

Ampola

ou

 

5%

 
   

OBS.: Os pacientes devem estar bem hidratados durante o tratamento; Recomenda-se

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

 

Estafilococus beta-

E

             

monitoramento das funções renal e auditiva, devido a toxicidade do medicamento.

hemolítico

V

 

Gluconato de

Tratamento agudo

   

Não é

EV lento:

EV lento:

24

 

h

 

C á l c i o

10 %

de hipocalcemia,

 

necessário.

250

ml SF

> 60 min

 

Efeitos colaterais: Anorexia, náuseas, vômito, dor abdominal.

hiperpotassemia, e

E

 

0,9%, SG 5%

 

no tratamento

 

Já vem em

ou RL

 

Ampola 10 ml

coadjuvante da

V

 

Solução.

OBS.: Evitar extravasamento venoso, pois pode causar irritação e necrose.

hipermagnesia

 

Hidralazina

Emergências hipertensivas, ICC, hipertensão secundária à pré- eclâmpsia/eclâmpsia

   

Não é

IM:

IM: lento

10

 

h

Não

 

20 mg /

ml

I

M

 

necessário.

Sem diluição

 

Possível

Efeitos colaterais: Hipotensão postural, palpitação, cefaleia, exacerbação da angina, taquicardia.

N E P R E Z O L ®

Já vem em Solução.

EV rápido:

19

ml SF

EV rápido:

3

min

cristalização

Ampola

0,9%

 
 

ou

 

EV lento:

EV lento:

OBS.: Não diluir em SG 5%. A PA e pulso deve ser verificado periodicamente. Deve ser administrado 5 ml da solução diluída (EV rápido) a cada 5 a 15 min.

E

100

ml SF

30

min

0,9%

 

V

Hidrocortisona 100 mg ou 500 mg

Tratamento de inflamações causadas por doenças como problemas glandulares, doenças reumáticas, respiratórias, problemas na pele e alergias

 

Via IM / EV:

IM:

IM: lento

24 h

3 dias

24

h

Efeitos colaterais: Incluem cefaleia, tontura, amenorreia, hiperglicemia, retenção de água e sódio, edema, aumento da PA, hipocalemia, aumento da suscetibilidade a infecções.

I

 

(

100 mg )

Sem diluição

 

3

ml AD ou SF

EV rápido:

EV rápido:

   

0,9%

15

ml SF

5

min

S O L U-C O R T E F®

M

0,9% ou SG

 

Frasco-ampola

 

(

500 mg )

 

5%

OBS.: Pode ser administrada via EV Direta (maior incidência de efeitos adversos). Quando o tratamento com doses elevadas for prolongado por mais de 48-72 h, pode ocorrer hipernatremia.

ou

5

ml AD ou SF

 

E

 

0,9%

EV lento:

EV lento:

 

100

ml SF

30

min

V

0,9% ou SG

 
 

5%

Metoclopramida

Tratamento e prevenção de náuseas e vômitos; estimulante do esvaziamento gástrico; facilitador da colocação de sondas enterais pós- pilóricas

   

Não é

IM:

IM: lento

24

h

 

10 mg / 2 ml P L A S I L ® Ampola

I

 

necessário.

Sem diluição

 

Efeitos colaterais: Diarreia, náusea, retenção hídrica, sonolência, fadiga, confusão, tontura, acatisia, alucinações e insônia.

 

EV rápido:

EV rápido:

M

 

Já vem em Solução.

8 ml SF 0,9% ou SG 5%

3 a 5 min

 

ou

 

EV lento:

EV lento:

OBS.: Deve ser protegido do congelamento e da luz. O risco de manifestações extrapiramidais é maior em crianças e idosos; elas costumam ocorrer 24-48 h após a administração.

E

100

ml SF

30

min

0,9% ou SG

 
 

V

 

5%

 
Metronidazol 5 mg / ml Infecções causados Não é – – – – por bactérias
Metronidazol
5 mg / ml
Infecções causados
Não é
por bactérias
necessário.
anaeróbias. Está
ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes – C O R E N / CE 312.517

F L A G Y L ® Bolsa 100 ml

indicado, também na prevenção e tratamento de infecções pós- cirúrgicas, nas quais tenham sido identificados ou suspeitados.

E

Já vem em

Bolsa pronta

EV lento:

       

Efeitos colaterais: Diarreia, dor epigástrica, náuseas, alterações do paladar (gosto metálico na boca), urina de coloração escura.

Solução.

para uso.

30

min

 

V

 

OBS.: Medicamento fotossensível. Os pacientes devem ser aconselhados a NÃO ingerir bebidas alcoólicas durante e, no mínimo, 1 dia após o tratamento, devido à possibilidade de reação do tipo dissulfiram (efeito antabuse), com aparecimento de rubor, vômito e taquicardia.

Oxacilina

Infecções causadas por Staphylococcus sp. resistentes à penicilina. Trata-se de um antibiótico de largo espectro

 

Via IM:

IM:

IM: lento

3 dias

7 dias

6 h

24 h

Efeitos colaterais: Eritema, urticária, febre, anafilaxia, diminuição da hemoglobina, neutropenia, hematúria transitória e, raramente, nefropatia.

500 mg

S T A F I C I L I N ®

I

3 ml AD

Sem diluição

EV rápido:

EV rápido:

Frasco-ampola

M

Via EV:

10

ml SF

0,9%

> 5 min

ou

10 ml AD ou SF 0,9%

EV lento:

EV lento:

OBS.: A administração EV deve ser a mais lenta possível para minimizar a irritação venosa. A administração muito rápida pode desencadear crise convulsiva

 

E

100

ml SF

> 30 min

V

0,9%, SG 5% ou RL

Piracetam 200 mg / ml

N O O T R O P I L ®

Tratamento de perturbações cerebrovasculares traduzidas por astenia psíquica, fadiga, alterações do comportamento e confusão mental. Perturbações funcionais e déficits intelectuais devidos a alcoolismo e toxicomanias. AVC

 

Não é

EV rápido:

EV rápido:

 

necessário.

15 ml AD ou SF 0,9%

3 a 5 min

Ampola 5 ml

Já vem em Solução.

EV lento:

EV lento:

100

ml SF

30

min

E

V

0,9% ou SG

5%

 

Efeitos colaterais: Náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, nervosismo, irritabilidade,

ansiedade, dores de cabeça, confusão, insônia e tremores.

Prometazina 50 mg / 2 ml

F E R N E G A N ®

Tratamento dos sintomas das reações anafiláticas e alérgicas. Além disso, pode ser utilizada para aliviar as náuseas e vômitos. Também é um sedativo.

 

Não é

IM:

IM: lento

   

24 h

   

necessário.

Sem diluição

I

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

Efeitos colaterais: Sonolência, secura da boca, prisão de ventre, vertigens, tonturas, confusão, náuseas e vômitos.

Ampola

18

ml SF

3 min

   

0,9%, SG 5%

 

ou

E

ou RL

OBS.: Não é recomendado o uso em crianças menores de 2 anos.

V

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517

Ranitidina

Tratamento de úlcera gástrica, duodenal, DRGE com ou sem esofagite erosiva, dor epigástrica ou retroesternal relacionada com as refeições e outros estados hipersecretores

 

Não é

EV rápido:

EV rápido:

 

– –

24

h

7 dias

 

25 mg/ml 2 ml

necessário.

18 ml AD ou SF 0,9%

EV lento:

3 a 5 min

 

L A B E L ® Ampola

E

Já vem em Solução.

EV lento:

Efeitos colaterais: Tontura, sonolência, insônia e vertigem.

100

ml SF

30

min

V

0,9% ou SG

 
 

5%

Tramadol 100 mg / 2 ml T R A M A L ® Ampola

Dor de intensidade moderada a severa, aguda ou crônica

 

Não é

IM:

IM: lento

         

I

necessário.

Sem diluição

– –

Efeitos colaterais: Náuseas, vômitos, secura da boca, tontura e sonolência.

 

M

Já vem em Solução.

EV rápido:

EV rápido:

8 ml SF 0,9%, SG 5% ou RL

3 a 5 min

 
 

ou

 

OBS.: Menor potencial de causar dependência em relação aos outros opióides. Não possui estabilidade, usar imediatamente após diluição.

E

EV lento:

EV lento:

V

100

ml SF

30

min

 

0,9%, SG 5% ou RL

 

Vancomicina

Tratamento de

 

8 ml AD ou SF

EV lento:

EV lento:

24 h

14 dias

24

h

14 dias

Efeitos colaterais: Erupções cutâneas maculares e anafilaxia. Podem ocorrer calafrios e febre.

500 mg

V A N C O C I N A ®

infecções ósseas

0,9%

100

ml SF

> 60 min

 

(incluindo

E

0,9%, SG 5% ou RL

 

Frasco-ampola

osteomielite),

V

OBS.: Indicado em pacientes alérgicos à penicilina para tratamento de Endocardite bacteriana. Deve ser infundido lentamente.

septicemias e

 
 

endocardite

 

bacteriana

 

B I B L I O G R A F I A :

1. Manual de Diluição e Administração de Medicamentos (Hospital Santa Helena Brasília DF, 2010);

2. Manual de Administração, Diluição, Reconstituição e Estabilidades de Medicamentos Injetáveis (Hospital Geral César Cals Fortaleza CE, 2015);

3. Manual de Preparação e Administração de Medicamentos Injetáveis (Programa de Assistência Domiciliar Cemed Care São Paulo SP, 2010);

4. Guia de Estabilidade de Medicamentos Injetáveis (Hospital das Clínicas / Universidade Federal de Goiás Goiânia GO, 2012).

Federal de Goiás – Goiânia – GO, 2012). ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO PROFISSIONAL FRANCISCA CASTRO DE

ESCOLA ESTADUAL DE ENSINO PROFISSIONAL

FRANCISCA CASTRO DE MESQUITA

R

E

R

I

U

T

A

B

A

/

C

E

FRANCISCA CASTRO DE MESQUITA R E R I U T A B A / C E
Walfrido Farias Gomes COREN / CE 312.517 walfrido - wfg@hotmail.com
Walfrido Farias Gomes
COREN / CE 312.517
walfrido - wfg@hotmail.com

ELABORAÇÃO: Enf. Walfrido Farias Gomes C O R E N / CE 312.517