Você está na página 1de 47

Aula 03

500 Questões de Administração Financeira e Orçamentária - Banca FCC

Professor: Sérgio Mendes

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

QUESTÕES COMENTADAS – PARTE IV

APRESENTAÇÃO E CRONOGRAMA

Olá amigos! Como é bom estar aqui!

A cada novo passo, a cada nova aula, estamos mais próximos de alcançar
nosso objetivo. Muitas dificuldades podem surgir, mas a vontade de vencer
sempre deve ser maior do que qualquer problema!!

Hoje temos mais questões da FCC e estaremos mais próximo da aprovação!


09262143907

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 1 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

QUESTÕES DE CONCURSOS ANTERIORES - FCC

PRINCÍPIOS ORÇAMENTÁRIOS

1) (FCC - Analista Judiciário – Administrativa – TRF/3 – 2016) Um


analista judiciário examinou o orçamento previsto para o Poder
Judiciário referente ao exercício de 2015 e verificou que a peça
orçamentária abordou aspecto relacionado ao cumprimento do
princípio orçamentário da exclusividade. Ele chegou a essa conclusão
porque a peça orçamentária
(A) incluiu todas as receitas e todas as despesas.
(B) foi elaborada para um período determinado.
(C) autorizou a contratação de operação de crédito.
(D) conteve dotações específicas para despesas com pessoal.
(E) foi autorizada pelo Poder Legislativo.

O princípio da exclusividade determina que a lei orçamentária anual não


conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não
se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.
Resposta: Letra C

2) (FCC - Analista Judiciário – Contadoria – TRF/3 – 2016) Um


Analista Judiciário − Especialidade Contadoria verificou a peça
orçamentária do Poder Judiciário Federal e constatou que foi incluída a
concessão de isenção para determinadas taxas judiciais. Esse aspecto
feriu o princípio orçamentário da
(A) especificação. 09262143907

(B) programação.
(C) universalidade.
(D) exclusividade.
(E) clareza.

O princípio da exclusividade determina que a lei orçamentária anual não


conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não
se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.
Logo, a inclusão na LOA de concessão de isenção para determinadas taxas
judiciais fere o princípio da exclusividade.
Resposta: Letra D

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 2 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

3) (FCC - Analista Judiciário – Administrativa – TRE/SE– 2016) Na


elaboração do orçamento público da União, que inclui o TRE/SE, foram
adotadas as seguintes medidas:
I. Não houve consignação de dotação global destinada a atender
indiferentemente a despesa de pessoal.
II. Somente constou matéria relacionada à previsão de receita e
fixação de despesa.
III. Do orçamento constaram todas as receitas e despesas.
Essas medidas correspondem, respectivamente, ao atendimento aos
princípios orçamentários da
(A) exclusividade, orçamento bruto e universalidade.
(B) especificação, exclusividade e universalidade.
(C) exclusividade, especificação e anualidade.
(D) especificação, exclusividade e anualidade.
(E) especificação, anualidade e universalidade.

I. Não houve consignação de dotação global destinada a atender


indiferentemente a despesa de pessoal: princípio da especificação.

II. Somente constou matéria relacionada à previsão de receita e fixação de


despesa: princípio da exclusividade.

III. Do orçamento constaram todas as receitas e despesas: princípio da


universalidade.

Resposta: Letra B

4) (FCC – Técnico Judiciário – Contabilidade – TRT/MG - 2015) A


ausência na lei orçamentária de determinado ente da federação de
todas as receitas e despesas de uma fundação instituída e mantida
pelo referido ente, NÃO atende ao princípio orçamentário
09262143907

(A) da exclusividade.
(B) da competência administrativa.
(C) do orçamento bruto.
(D) da discriminação.
(E) da universalidade.

O princípio da universalidade determina que o orçamento deve conter todas as


receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da Administração direta e indireta.
Logo, a ausência na lei orçamentária de determinado ente da federação de
todas as receitas e despesas de uma fundação instituída e mantida pelo
referido ente, não atende ao princípio orçamentário da universalidade.
Resposta: Letra E

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 3 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

5) (FCC – Analista – Controle Interno – CNMP - 2015) A Lei


Orçamentária Anual − LOA do exercício de 2015 de um determinado
ente federativo contém dotações orçamentárias suficientes para
suportar 24 meses de despesas com pessoal e encargos. Este
procedimento
(A) contraria o princípio orçamentário da unidade.
(B) não atende o princípio orçamentário da universalidade.
(C) não atende o princípio orçamentário da competência.
(D) contraria o princípio orçamentário da anualidade.
(E) está em consonância com o princípio orçamentário da
oportunidade.

Segundo o princípio da anualidade, o orçamento deve ser elaborado e


autorizado para um período de um ano.
Assim, caso a LOA de um determinado ente federativo contenha dotações
orçamentárias suficientes para suportar 24 meses de despesas com pessoal e
encargos, estará contrariando o princípio da anualidade.

Resposta: Letra D

6) (FCC – Auditor de Controle Externo – Área Controle Externo -


TCM/GO – 2015) Na Lei Orçamentária Anual foi consignada dotação
para a construção de um novo hospital e, na mesma, foi incorporado
artigo determinando a alteração do nome do Hospital Municipal para
“Hospital Municipal Maria Auxiliadora da Silva”, nome da genitora do
atual prefeito. A inclusão deste dispositivo descumpriu o princípio
orçamentário da
(A) legalidade.
(B) transparência.
(C) publicidade.
(D) exclusividade. 09262143907

(E) não vinculação da receitas e despesas.

O princípio da exclusividade determina que a Lei Orçamentária não poderá


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO).
Assim, a inclusão de dispositivo estranho à previsão das receitas e à fixação
das despesas descumpriu o princípio orçamentário da exclusividade.

Resposta: Letra D

7) (FCC – Analista do Tesouro Estadual – SEFAZ/PI – 2015) Ao


estudar o orçamento anual do Estado do Piauí, um Analista do Tesouro

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 4 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

Estadual verificou que foram selecionados os objetivos a serem


alcançados, bem como determinadas as ações para o alcance de tais
fins. Tais aspectos evidenciam o atendimento ao princípio
orçamentário da
(A) programação.
(B) clareza.
(C) exclusividade.
(D) universalidade.
(E) legalidade.

O orçamento deve expressar as realizações e objetivos de forma programada,


planejada. O princípio da programação decorre da necessidade da estruturação
do orçamento em programas, dispondo que o orçamento deva ter o conteúdo e
a forma de programação.
Assim, se um Analista do Tesouro Estadual verificou que foram selecionados os
objetivos a serem alcançados, bem como determinadas as ações para o
alcance de tais fins, está evidenciado o atendimento ao princípio orçamentário
da programação.

Resposta: Letra A

8) (FCC – Analista Ministerial – Auditor de Contas Públicas – MP/PB


- 2015) O orçamentista de uma Prefeitura do Estado da Paraíba
recebeu orientação para consignar no orçamento dotação para
programa especial de trabalho que, por sua natureza, não poderia
cumprir-se subordinadamente às normas gerais de execução da
despesa. Assim, esse programa foi consignado em dotação global,
classificado como despesa de capital. Esse fato representou uma
exceção legal ao princípio orçamentário da
(A) clareza.
(B) especificação.
(C) exclusividade. 09262143907

(D) não-vinculação.
(E) universalidade.

Os programas especiais de trabalho que, por sua natureza, não possam


cumprir-se subordinadamente às normas gerais de execução da despesa, são
exceções ao princípio da especificação.

Resposta: Letra B

9) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa – TRT/MG - 2015) Um


analista do Tribunal Regional do Trabalho da 3a Região – TRT-3a
Região, ao elaborar a peça orçamentária do órgão, teve cuidado com
os seguintes aspectos:

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 5 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

I. Incluiu somente assuntos pertinentes à previsão da receita e à


fixação da despesa.
II. Incluiu todas as receitas e despesas.
Esses aspectos são importantes porque atendem, respectivamente,
aos princípios orçamentários da
(A) exclusividade e universalidade.
(B) não-afetação e universalidade.
(C) exclusividade e unidade.
(D) especificação e unidade.
(E) especificação e equilíbrio.

O princípio da exclusividade determina que a Lei Orçamentária não poderá


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
O princípio da universalidade determina que o orçamento deve conter todas
as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da Administração direta e indireta.

Resposta: Letra A

10) (FCC – Técnico Judiciário – Administrativa – TRT/PR - 2015)


Autorização para abertura de créditos Suplementares é uma exceção à
aplicação do princípio orçamentário da:
(A) legalidade.
(B) universalidade.
(C) anualidade.
(D) clareza.
(E) exclusividade.

Segundo o princípio da exclusividade, a lei orçamentária anual não conterá


dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não se
incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos suplementares e
contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos
09262143907

termos da lei.

Resposta: Letra E

11) (FCC – Auditor Público Externo – Contabilidade - TCE/RS - 2014)


O Princípio do Equilíbrio Orçamentário
(A) aplica-se somente às receitas e despesas primárias.
(B) deve ser aferido durante a execução.
(C) aplica-se somente às receitas e despesas de capital.
(D) é apurado por categorias econômicas.
(E) deve ser aferido no momento da aprovação do orçamento.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 6 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

O princípio do equilíbrio visa assegurar que as despesas autorizadas não serão


superiores à previsão das receitas na lei orçamentária anual.

Resposta: Letra E

12) (FCC – Auditor Público Externo – Contabilidade - TCE/RS - 2014)


Em relação à elaboração das peças de planejamento, considere:
I. De acordo com a Constituição Federal, o Plano Plurianual − PPA, por
se tratar de plano de investimentos, deve prever apenas as despesas
de capital.
II. Tendo em conta que no PPA já foram estabelecidas as premissas
dos investimentos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias estabelecerá
somente as despesas de custeio.
III. A dotação para investimento com duração superior a um exercício
financeiro que não esteja previsto no Plano plurianual − PPA ou em lei
que autorize a sua inclusão, não poderá ser consignado na Lei
Orçamentária Anual − LOA.
IV. A Lei Orçamentária Anual − LOA consignará dotações globais
destinadas a atender indiferentemente as despesas de pessoal,
material, serviços de terceiros, transferências ou quaisquer outras
despesas.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) II e IV.
(B) I e IV.
(C) II e III.
(D) III.
(E) III e IV.

Questão que mistura diversos tópicos da matéria.

I) Errada. A lei que instituir o plano plurianual estabelecerá, de forma


regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da administração pública federal
09262143907

para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas


aos programas de duração continuada (art. 165, § 1º, da CF/1988).

II) Errada. A lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e


prioridades da administração pública federal, incluindo as despesas de
capital para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei
orçamentária anual, disporá sobre as alterações na legislação tributária e
estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de
fomento (art. 165, § 2º, da CF/1988).

III) Correto. Nenhum investimento cuja execução ultrapasse um exercício


financeiro poderá ser iniciado sem prévia inclusão no plano plurianual, ou sem

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 7 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

lei que autorize a inclusão, sob pena de crime de responsabilidade (art. 167, §
1º, da CF/1988).

IV) Errada. Segundo o princípio da discriminação, a Lei Orçamentária Anual −


LOA não consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente
as despesas de pessoal, material, serviços de terceiros, transferências ou
quaisquer outras despesas.

Logo, está correto o que se afirma apenas em III.

Resposta: Letra D

13) (FCC – Consultor Legislativo – Tributário, Financeiro e Cidadania


– Assembleia Legislativa/PE – 2014) Um determinado Estado
brasileiro aumentou, de 17% para 20%, a alíquota do ICMS incidente
sobre operações internas de circulação de mercadorias. A lei ordinária
estadual que majorou esse tributo, durante um ano, estabeleceu
expressamente que o aumento da receita proveniente dessa
majoração seria investido, necessariamente, em obras públicas de
infraestrutura para os jogos da Copa do Mundo de 2014. Considerando
as informações acima e as normas constitucionais que estabelecem
regras orçamentárias, é
(A) permitida essa vinculação, desde que a lei que majorou o tributo
especifique as causas do aumento e desde que ele seja feito por prazo
de tempo determinado.
(B) permitida essa vinculação, desde que haja anuência expressa dos
Municípios localizados nesse Estado, aos quais cabem 25% da receita
do ICMS.
(C) vedada a vinculação de receita de imposto a uma determinada
despesa, ressalvados os casos expressamente previstos no texto
constitucional.
(D) permitida essa vinculação, desde que 75%, pelo menos, dos
09262143907

Municípios localizados nesse Estado concordem em não receber a


quota parte de 25% que lhes pertence na arrecadação desse imposto.
(E) vedada essa vinculação, pois não foi feita mediante a edição de lei
complementar, como determina a Constituição Federal, mas por lei
ordinária.

O princípio da não vinculação de receitas dispõe que nenhuma receita de


impostos poderá ser reservada ou comprometida para atender a certos e
determinados gastos, salvo as ressalvas constitucionais.

Resposta: Letra C
14) (FCC – Analista Legislativo – Contabilidade – Assembleia
Legislativa/PE – 2014) Para cumprir com o previsto na Lei de

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 8 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

Responsabilidade Fiscal, o chefe do Poder Executivo de um município


brasileiro decidiu incluir na Lei Orçamentária Anual um dispositivo que
determina o critério de limitação de empenho de despesas não
obrigatórias por unidade orçamentária, caso seja verificado que a
arrecadação da receita poderá não comportar o cumprimento das
metas de resultado primário. Entretanto, a inclusão deste dispositivo
na Lei Orçamentária Anual não é permitida porque fere o princípio
orçamentário
(A) da universalidade.
(B) do orçamento bruto.
(C) da exclusividade.
(D) da anualidade.
(E) da unidade.

De acordo com o princípio da exclusividade, a lei orçamentária anual não


conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não
se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.

Resposta: Letra C

15) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade - TRT/16 - Maranhão –


2014) Na elaboração de seus orçamentos, os entes públicos deverão
atender às regras norteadoras básicas estabelecidas pelos princípios
orçamentários. O princípio orçamentário da exclusividade
a) obriga registrarem-se receitas e despesas na Lei Orçamentária
Anual − LOA pelo valor total e bruto, vedadas quaisquer deduções.
b) veda vinculação da receita de impostos a órgão, fundo ou despesa,
salvo exceções estabelecidas pela própria Constituição Federal.
c) delimita o exercício financeiro orçamentário: período de tempo ao
qual a previsão das receitas e a fixação das despesas registradas na
09262143907

LOA irão se referir.


d) estabelece que a LOA não conterá dispositivo estranho à previsão
da receita e à fixação da despesa. Ressalvam-se dessa proibição a
autorização para abertura de crédito suplementar e a contratação de
operações de crédito, nos termos da lei.
e) determina que a LOA de cada ente federado deverá conter todas as
receitas e despesas de todos os poderes, órgãos, entidades, fundos e
fundações instituídas e mantidas pelo Poder Público.

a) Errada. O princípio do orçamento bruto obriga registrarem-se receitas e


despesas na Lei Orçamentária Anual − LOA pelo valor total e bruto, vedadas
quaisquer deduções.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 9 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

b) Errada. O princípio da não vinculação de receitas veda vinculação da


receita de impostos a órgão, fundo ou despesa, salvo exceções estabelecidas
pela própria Constituição Federal.

c) Errada. O princípio da anualidade delimita o exercício financeiro


orçamentário: período de tempo ao qual a previsão das receitas e a fixação
das despesas registradas na LOA irão se referir.

d) Correta. O princípio da exclusividade estabelece que a LOA não conterá


dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. Ressalvam-
se dessa proibição a autorização para abertura de crédito suplementar e a
contratação de operações de crédito, nos termos da lei.

e) Errada. O princípio da universalidade determina que a LOA de cada ente


federado deverá conter todas as receitas e despesas de todos os poderes,
órgãos, entidades, fundos e fundações instituídas e mantidas pelo Poder
Público.

Resposta: Letra D

16) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/19 – Alagoas –


2014) O princípio orçamentário da especificação, também denominado
discriminação ou especialização, veda a consignação na Lei
Orçamentária Anual − LOA de dotações globais destinadas a atender
indiferentemente as despesas com pessoal, transferências ou
quaisquer outras. Alguns tipos de dotação de despesa, todavia, podem
ser previstos de forma global, como é o caso da destinada a
(A) licitações.
(B) convênios.
(C) encargos sociais.
(D) reserva de contingência.
(E) aposentadoria. 09262143907

O § 4º do art. 5º da LRF estabelece a vedação de consignação de crédito


orçamentário com finalidade imprecisa, exigindo a especificação da despesa.
Esse artigo apresenta uma das exceções ao princípio da especificação, que é a
reserva de contingência (art. 5º, inciso III, da LRF).

A reserva de contingência tem por finalidade atender, além da abertura de


créditos adicionais, perdas que, embora possam ser previsíveis, são episódicas,
contingentes ou eventuais. Deve ser prevista em lei sua constituição, com
vistas a enfrentar prováveis perdas decorrentes de situações emergenciais.
Exemplo: despesas decorrentes de uma calamidade pública, como uma
enchente de grandes proporções.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 10 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

Resposta: Letra D

17) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/2 – São Paulo –


2014) Considere as afirmativas sobre o orçamento público:
I. As cotas de receitas que uma entidade pública deva transferir a
outra incluir-se-ão, como despesa, no orçamento da entidade obrigada
a transferência e, como receita, no orçamento da que as deva receber.
II. A Lei do Orçamento compreenderá todas as receitas, inclusive as de
operações de crédito por antecipação da receita orçamentária.
III. O Projeto de Lei Orçamentária será acompanhado de
demonstrativo regionalizado do efeito, sobre as receitas e despesas,
decorrente de isenções, anistias, remissões, subsídios e benefícios de
natureza financeira, tributária e creditícia.
IV. A Lei Orçamentária Anual disporá sobre as alterações na legislação
tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências
financeiras oficiais de fomento.
Está correto o que consta APENAS em
(A) I e II.
(B) I e III.
(C) II e III.
(D) III e IV.
(E) II e IV.

Questão que mistura diversos tópicos da matéria.

I) Correto. As cotas de receitas que uma entidade pública deva transferir a


outra incluir-se-ão, como despesa, no orçamento da entidade obrigada a
transferência e, como receita, no orçamento da que as deva receber (art. 6º, §
1º, da Lei 4320/1964).

II) Errado. A Lei do Orçamento compreenderá todas as receitas, inclusive as de


operações de crédito autorizadas em lei. Não se consideram as operações de
09262143907

credito por antecipação da receita, as quais são extraorçamentárias (art. 3º da


Lei 4320/1964).

III) Correto. O projeto de lei orçamentária será acompanhado de


demonstrativo regionalizado do efeito, sobre as receitas e despesas,
decorrente de isenções, anistias, remissões, subsídios e benefícios de natureza
financeira, tributária e creditícia (art. 165, § 6º, da CF/1988).

IV) Errado. A lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e


prioridades da administração pública federal, incluindo as despesas de capital
para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei
orçamentária anual, disporá sobre as alterações na legislação tributária e

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 11 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de


fomento (art. 165, § 2º, da CF/1988).

Logo, está correto o que consta apenas em I e III.

Resposta: Letra B

18) (FCC – Analista Judiciário – Contadoria - TRT/19 – Alagoas –


2014) Os débitos de tesouraria compõem a dívida flutuante e são
resultantes de operações de crédito por antecipação da receita
orçamentária (ARO). A previsão desse tipo de operação de crédito na
Lei Orçamentária Anual − LOA configura exceção ao princípio
orçamentário da
(A) Unidade.
(B) Universalidade.
(C) Anualidade.
(D) Exclusividade.
(E) Discriminação.

De acordo com o princípio da exclusividade, a lei orçamentária anual não


conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não
se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.

Resposta: Letra D

19) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/2 – São Paulo –


2014) A inclusão de dispositivos que autorizam a criação de cargos
públicos na Lei Orçamentária Anual é vedada porque fere o princípio
orçamentário
(A) da universalidade. 09262143907

(B) do orçamento bruto.


(C) da publicidade.
(D) da exclusividade.
(E) da unidade.

De acordo com o princípio da exclusividade, a lei orçamentária anual não


conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa, não
se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.

O que eu quero dizer é que uma autorização para a criação de cargos públicos,
por exemplo, não pode constar unicamente na LOA. A LOA vai refletir o

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 12 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

aumento da despesa (pois toda despesa deve estar na LOA), mas esse
aumento tem que ser criado por um instrumento legal prévio. No caso, seria
uma lei anterior autorizando a criação de novos cargos públicos.

Resposta: Letra D

20) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/16 - Maranhão


– 2014) De acordo com a Constituição federal e a Lei nº 4.320/64, a
elaboração e o controle do orçamento público no Brasil devem
obedecer aos princípios fundamentais de
(A) unidade, periodicidade e universalidade.
(B) unidade, universalidade e exclusividade.
(C) equilíbrio, exclusividade e discriminação.
(D) universalidade, exclusividade e discriminação.
(E) periodicidade, equilíbrio e afetação das receitas.

A Lei do Orçamento conterá a discriminação da receita e despesa de forma a


evidenciar a política econômica financeira e o programa de trabalho do
Governo, obedecidos os princípios de unidade, universalidade e anualidade
(art. 2º da Lei 4320/1964).
O princípio da anualidade também é conhecido como princípio da
periodicidade.

Resposta: Letra A

21) (FCC – Consultor Legislativo – Orçamento Público e


Desenvolvimento Econômico – Assembleia Legislativa/PE – 2014)
Considere a seguinte assertiva:
O orçamento deve conter todas as receitas e despesas do governo e
dar prévia autorização para a respectiva arrecadação e realização.
A referida afirmação traduz o princípio orçamentário da
(A) universalidade. 09262143907

(B) não-afetação.
(C) anualidade.
(D) exclusividade.
(E) especialização.

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve conter todas


as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da Administração direta e indireta.
Resposta: Letra A

22) (FCC – Agente de Defensoria – Contador –DPE/SP - 2013) Sobre


os princípios orçamentários, é correto afirmar que o princípio

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 13 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(A) da exclusividade representou o fim às chamadas caudas


orçamentárias que serviam para nomeações, promoções e abertura de
créditos adicionais suplementares.
(B) da unidade determina que receitas e despesas devem aparecer no
orçamento de maneira discriminada, no mínimo, por elementos de
despesa.
(C) do orçamento bruto determina que deve existir somente uma Lei
Orçamentária Anual, sendo proibida a existência de orçamentos
paralelos.
(D) da não-afetação das receitas veda vinculação da receita de
impostos a órgão, fundo ou despesa, salvo exceções estabelecidas pela
Constituição Federal de 1988.
(E) da universalidade determina que a lei orçamentária deve ser
divulgada por mecanismos oficiais de comunicação e de divulgação
para garantir amplo conhecimento público.

a) Errada. O princípio da exclusividade representou o fim às chamadas caudas


orçamentárias. Entretanto, uma exceção é a autorização para a abertura de
créditos adicionais suplementares.

b) Errada. O princípio da discriminação determina que receitas e despesas


devem aparecer no orçamento de maneira discriminada, no mínimo, por
elementos de despesa.

c) Errada. O princípio da unidade determina que deve existir somente uma Lei
Orçamentária Anual, sendo proibida a existência de orçamentos paralelos.

d) Correta. O princípio da não-afetação das receitas veda a vinculação da


receita de impostos a órgão, fundo ou despesa, salvo exceções estabelecidas
pela Constituição Federal de 1988.

e) Errada. O princípio da publicidade determina que a lei orçamentária deve


09262143907

ser divulgada por mecanismos oficiais de comunicação e de divulgação para


garantir amplo conhecimento público.

Resposta: Letra D

23) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Em relação ao


princípio orçamentário do equilíbrio, é correto afirmar que
(A) estabelece que a Lei Orçamentária Anual − LOA não conterá
dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa.
Ressalvam-se dessa proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e a contratação de operações de crédito, ainda que por
Antecipação da Receita Orçamentária − ARO, nos termos da lei.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 14 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(B) estabelece que o total da despesa autorizada em cada exercício


financeiro não deve ultrapassar o total das receitas orçamentárias
previstas para o mesmo período.
(C) estabelece que o resultado da execução orçamentária em cada
exercício financeiro não deve apresentar déficit orçamentário.
(D) preconiza o registro das receitas e despesas na Lei Orçamentária
Anual − LOA pelo valor total e bruto, permitindo somente as deduções
constitucionais.
(E) dispõe que as despesas autorizadas no exercício financeiro
somente serão empenhadas quando houver recursos financeiros para
seu pagamento.

O princípio do equilíbrio estabelece que o total da despesa autorizada em cada


exercício financeiro não deve ultrapassar o total das receitas orçamentárias
previstas para o mesmo período.

Resposta: Letra B

24) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Os princípios


orçamentários visam estabelecer regras básicas, a fim de conferir
racionalidade, eficiência e transparência aos processos de elaboração,
execução e controle do orçamento público. Nestas condições, o
princípio orçamentário, o qual estabelece que a Lei Orçamentária
Anual − LOA de cada ente federado deverá conter todas as receitas e
as despesas de todos os Poderes, órgãos, entidades, fundos e
fundações instituídas e mantidas pelo poder público é denominado de
(A) exclusividade.
(B) legalidade.
(C) anualidade.
(D) universalidade.
(E) totalidade.
09262143907

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve conter todas


as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da Administração direta e indireta.

Resposta: Letra D

25) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Determinado


ente público, considerando o excesso de arrecadação da receita
patrimonial obtido no exercício financeiro de 2012, no seu projeto de
Lei Orçamentária Anual para o exercício de 2013 propõe a criação de
20 cargos de analistas de notícias para a secretaria de publicidade, e a
concessão aos demais servidores públicos reajuste salarial de 10% a

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 15 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

partir de primeiro de janeiro de 2013. Este projeto NÃO atende ao


princípio orçamentário da
(A) moralidade.
(B) anualidade.
(C) exclusividade.
(D) não vinculação da receita.
(E) impessoalidade.

O princípio da exclusividade determina que a Lei Orçamentária não poderá


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO). Por exemplo,
o orçamento não pode criar cargos ou conceder aumentos. Assim, tal projeto
fere o princípio da exclusividade.

A LOA vai refletir o aumento da despesa (pois toda despesa deve estar na
LOA), mas esse aumento tem que ser criado por um instrumento legal prévio.
No caso, seria uma lei anterior autorizando o aumento e a criação de novos
cargos públicos.

Resposta: Letra C

26) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa –TRT/9ª- 2013) Ao


assumir o cargo de prefeito, o Sr. José Silva não conseguia
compreender por que o orçamento da Fundação de Amparo à Criança e
ao Adolescente, fundação instituída e mantida pelo poder público
municipal, deveria estar contido na Lei Orçamentária Anual do
Município. O princípio orçamentário que deve ser utilizado para
justificar a inclusão do orçamento da fundação na Lei Orçamentário
Anual do Município é o
(A) da unidade.
(B) da anualidade. 09262143907

(C) da exclusividade.
(D) do orçamento bruto.
(E) da não-vinculação das receitas de impostos.

Segundo o princípio da unidade, o orçamento deve ser uno, isto é, deve


existir apenas um orçamento, e não mais que um para cada ente da Federação
em cada exercício financeiro. Objetiva eliminar a existência de orçamentos
paralelos, como seria o caso de um orçamento separado apenas para a
Fundação mencionada.

Resposta: Letra A

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 16 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

27) (FCC – Auditor –TCE/SP - 2013) Determinado Prefeito Municipal


fez a transposição de recursos dotados da educação para a saúde, sem
autorização legislativa. A situação fere o princípio da
(A) universalidade, que comina que todas as receitas e despesas
deverão figurar em bruto no orçamento, sem quaisquer deduções.
(B) responsabilidade na gestão fiscal, que veda a transposição, o
remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia
autorização legislativa.
(C) responsabilidade na gestão fiscal, que comina que todas as
receitas e despesas deverão estar contidas no orçamento.
(D) proibição de estorno de verbas, que veda a transposição, o
remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia
autorização legislativa.
(E) proibição de estorno de verbas, que comina que todas as receitas e
despesas deverão figurar em bruto no orçamento, sem quaisquer
deduções.

O princípio da proibição do estorno veda a transposição, o remanejamento


ou a transferência de recursos de uma categoria de programação para outra ou
de um órgão para outro, sem prévia autorização legislativa.
Existe uma exceção, mas relacionada à Ciência e Tecnologia. Assim, se
determinado Prefeito Municipal fez a transposição de recursos dotados da
educação para a saúde, sem autorização legislativa, feriu o princípio da
proibição do estorno.

Resposta: Letra D

28) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa – TRT/15 - 2013) O


orçamento do TRT da 15ª Região previu dotações globais para custear
programas especiais de trabalho que, por sua natureza, não podem ser
09262143907

cumpridas subordinadamente às normas gerais da execução da


despesa. Esse fato representa exceção ao princípio orçamentário da
(A) Periodicidade.
(B) Unidade.
(C) Universalidade.
(D) Exclusividade.
(E) Especificação.

O princípio da especificação determina que, na Lei Orçamentária Anual, as


receitas e despesas devam ser discriminadas, demonstrando a origem e a
aplicação dos recursos. Dispõe que a Lei de Orçamento não consignará
dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas de pessoal,

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 17 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

material, serviços de terceiros, transferências ou quaisquer outras, ressalvado


o disposto no artigo 20 e seu parágrafo único.

As exceções do art. 20 se referem aos programas especiais de trabalho que,


por sua natureza, não possam cumprir-se subordinadamente às normas gerais
de execução da despesa, como os programas de proteção à testemunha que,
se tivessem especificação detalhada, perderiam sua finalidade. Tais despesas
são classificadas como despesas de capital e também chamadas de
investimentos em regime de execução especial.

Resposta: Letra E

29) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa -TRT/6 - 2012) O


Princípio Orçamentário que determina a inclusão na Lei Orçamentária
Anual de todas as receitas e despesas orçamentárias é o da
(A) Competência.
(B) Unidade.
(C) Exclusividade.
(D) Universalidade.
(E) Anualidade.

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve conter


todas as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos,
órgãos e entidades da Administração direta e indireta.

Resposta: Letra D

30) (FCC – Analista – Administrativa –MPE/RN - 2012) Os Princípios


Orçamentários visam estabelecer regras norteadoras básicas, a fim de
conferir racionalidade, eficiência e transparência para os processos de
elaboração, execução e controle do Orçamento Público. O princípio que
estabelece que todas as receitas previstas e despesas fixadas devem
09262143907

integrar um único documento legal – LOA denomina-se


(A) Unidade ou Totalidade.
(B) Exclusividade.
(C) Anualidade ou Periodicidade.
(D) Orçamento Bruto.
(E) Universalidade.

Segundo o princípio da unidade, o orçamento deve ser uno, isto é, deve


existir apenas um orçamento, e não mais que um para cada ente da Federação
em cada exercício financeiro.

Resposta: Letra A

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 18 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

31) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRT/6 - 2012) A


Assembleia Legislativa do Estado Aldeia de Ouro aprovou o aumento
de salário dos seus funcionários na Lei Orçamentária Anual de 2012.
Foi desrespeitado o princípio orçamentário
(A) da exclusividade.
(B) da universalidade.
(C) da unidade.
(D) do equilíbrio.
(E) da igualdade.

O princípio da exclusividade determina que a Lei Orçamentária não poderá


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO). Por exemplo,
a LOA não poderá conter a aprovação de aumento de remunerações de
servidores. A LOA vai refletir o aumento da despesa (pois toda despesa deve
estar na LOA), mas esse aumento tem que ser criado por um instrumento legal
prévio. No caso, seria uma lei anterior autorizando o aumento.

Resposta: Letra A

32) (FCC – Analista – Contabilidade –MPE/RN - 2012) Assinale a


alternativa correta que atende ao Princípio Orçamentário da
Exclusividade.
(A) Proibição de conter na Lei Orçamentária Anual dispositivo estranho
à previsão da receita e à fixação da despesa, ressalvadas a autorização
para abertura de créditos suplementares e contratação de operações
de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos termos da lei.
(B) Existência de uma única Lei Orçamentária para cada um dos entes
federados com a finalidade de se evitar mais de um orçamento dentro
da mesma pessoa política.
(C) Delimitação do período de tempo ao qual a previsão das receitas e
09262143907

a fixação das despesas registradas na Lei Orçamentária irão se referir.


(D) Na Lei Orçamentária Anual de cada ente federado deverá conter
todas as receitas e despesas de todos os poderes, órgãos, entidades,
fundos e fundações instituídas e mantidas pelo poder público.
(E) Obrigação de se registrarem receitas e despesas na Lei
Orçamentária Anual pelo valor total e bruto, vedadas quaisquer
deduções.

a) Correta. Princípio da exclusividade: proibição de conter na Lei Orçamentária


Anual dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa,
ressalvadas a autorização para abertura de créditos suplementares e
contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de receita, nos
termos da lei.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 19 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

b) Errada. Princípio da unidade: existência de uma única Lei Orçamentária


para cada um dos entes federados com a finalidade de se evitar mais de um
orçamento dentro da mesma pessoa política.

c) Errada. Princípio da anualidade: delimitação do período de tempo ao qual a


previsão das receitas e a fixação das despesas registradas na Lei Orçamentária
irão se referir.

d) Errada. Princípio da universalidade: na Lei Orçamentária Anual de cada


ente federado deverá conter todas as receitas e despesas de todos os poderes,
órgãos, entidades, fundos e fundações instituídas e mantidas pelo poder
público.

e) Errada. Princípio do orçamento bruto: obrigação de se registrarem


receitas e despesas na Lei Orçamentária Anual pelo valor total e bruto,
vedadas quaisquer deduções.

Resposta: Letra A

33) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRF/2 - 2012) O


princípio que estabelece que a Lei de Orçamento não consigne
dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas de
pessoal, material, serviços de terceiros, transferências ou quaisquer
outras, é denominado princípio orçamentário da
(A) especificação.
(B) exclusividade.
(C) universalidade.
(D) não afetação das receitas.
(E) legalidade.

O art. 5º da Lei 4.320/1964 trata do princípio da especificação ao dispor:


09262143907

“Art. 5º A Lei de Orçamento não consignará dotações globais destinadas a


atender indiferentemente a despesas de pessoal, material, serviços de
terceiros, transferências ou quaisquer outras, ressalvado o disposto no artigo
20 e seu parágrafo único.”

Resposta: Letra A

34) (FCC – Técnico Judiciário – Contabilidade -TRF/2 - 2012) O


princípio orçamentário que veda a vinculação da receita de impostos a
órgão, fundo ou despesa, com as ressalvas previstas na Constituição, é
denominado princípio da
(A) Exclusividade.
(B) Universalidade.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 20 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(C) Não afetação de receitas.


(D) Periodicidade.
(E) Especificação.

O princípio da não vinculação (ou não afetação) de receitas dispõe que


nenhuma receita de impostos poderá ser reservada ou comprometida para
atender a certos e determinados gastos, salvo as ressalvas constitucionais.

Resposta: Letra C

35) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/11 - 2012) A Lei


nº 4.320/1964 estabelece, em seu art. 5º, que a Lei de Orçamento não
consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente a
despesas de pessoal, material, serviços de terceiros, transferências ou
quaisquer outras, ressalvado o caso de programas especiais de
trabalho mencionados no seu artigo 20 e seu parágrafo único. Essa
disposição da Lei está em consonância com o princípio orçamentário
da
(A) exclusividade.
(B) unidade orçamentária.
(C) discriminação.
(D) não-afetação de receitas.
(E) programação.

A Lei de Orçamento não consignará dotações globais destinadas a atender


indiferentemente a despesas de pessoal, material, serviços de terceiros,
transferências ou quaisquer outras, ressalvado o disposto no artigo 20 e seu
parágrafo único (art. 5º da Lei 4320/1964). É o princípio da discriminação.

Resposta: Letra C

36) (FCC – Técnico Ministerial – Contabilidade - MPE/PE - 2012) É um


09262143907

princípio orçamentário o princípio da:


(A) homogeneidade.
(B) fragmentação.
(C) isonomia.
(D) universalidade.
(E) irretroatividade.

Na alternativa “D”, de acordo com o princípio orçamentário da


universalidade, o orçamento deve conter todas as receitas e despesas
referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e entidades da
Administração direta e indireta.

As demais alternativas não trazem princípios orçamentários.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 21 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

Resposta: Letra D

37) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRE/PR - 2012) O


princípio orçamentário que prevê a coexistência de vários orçamentos
que, no entanto, devem ser consolidados em uma só Lei Orçamentária
Anual é o princípio da:
(A) Exclusividade.
(B) Especificação.
(C) Totalidade.
(D) Não afetação das receitas.
(E) Periodicidade.

O processo de integração planejamento-orçamento tornou o orçamento


necessariamente multidocumental, em virtude da aprovação, por leis
diferentes, dos vários instrumentos de planejamento, com datas de
encaminhamento diferentes para aprovação pelo Poder Legislativo. Em que
pesem tais documentos serem distintos, devem obrigatoriamente ser
compatibilizados entre si. Trata-se do princípio da totalidade.

Resposta: Letra C

38) (FCC – Técnico Judiciário – Administrativa – TRT/11ª Região –


2012) O princípio orçamentário que determina que a lei orçamentária
anual não conterá dispositivo estranho à previsão de receita e à
fixação de receita, não se incluindo nessa proibição a autorização para
abertura de créditos suplementares e a contratação de operações de
crédito é denominado princípio da:
(A) especificação.
(B) isonomia.
(C) exclusividade.
(D) anualidade.
(E) não-afetação de receitas. 09262143907

O princípio da exclusividade determina que a Lei Orçamentária não poderá


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO).

Resposta: Letra C

39) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) A


obrigação de fazer constar na Lei Orçamentária todas as receitas e as
despesas decorre da aplicação do princípio orçamentário da
(A) anualidade.
(B) especificação.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 22 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(C) não afetação da receita.


(D) exclusividade.
(E) universalidade.

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve conter todas


as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da administração direta e indireta.

Resposta: Letra E

40) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 4ª – 2011) São


princípios orçamentários:
(A) competência e objetividade.
(B) exclusividade e especificação.
(C) entidade e equilíbrio.
(D) continuidade e não-afetação das receitas.
(E) universalidade e custo como base de valor.

Dos mencionados na questão, são princípios orçamentários: exclusividade,


especificação, equilíbrio, não afetação das receitas e universalidade.

Logo, apenas a alternativa “B” traz dois princípios orçamentários.

Resposta: Letra B

41) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRF 1ª – 2011) Em


relação ao Princípio Orçamentário da Unidade, é correto afirmar:
(A) Todas as receitas previstas e despesas fixadas, em cada exercício
financeiro, devem integrar um único documento legal dentro de cada
esfera federativa, a Lei Orçamentária Anual - LOA.
(B) A Lei Orçamentária Anual, em cada exercício financeiro, deverá
conter todas as Receitas e Despesas, inclusive as extraorçamentárias.
09262143907

(C) Todas as receitas previstas e despesas fixadas, inclusive as


operações de créditos por antecipação da receita, em cada exercício
financeiro, devem integrar os orçamentos fiscal, da seguridade social e
de investimento das estatais.
(D) A Lei Orçamentária Anual deverá conter todas as receitas e
despesas, para um período de doze meses.
(E) A Lei Orçamentária Anual não conterá dispositivo estranho à
previsão da receita e à fixação da despesa, não se incluindo na
proibição a autorização para abertura de créditos suplementares e a
contratação de operações de crédito autorizadas em lei.

De acordo com o princípio da unidade, todas as receitas previstas e despesas


fixadas, em cada exercício financeiro, devem integrar um único documento

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 23 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

legal dentro de cada esfera federativa, a Lei Orçamentária Anual - LOA. O


orçamento deve ser uno, isto é, deve existir apenas um orçamento, e não mais
que um para cada ente da federação em cada exercício financeiro.

Resposta: Letra A

42) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRE/RN – 2011) A


afirmativa de que a lei orçamentária deve conter todas as receitas e
despesas a serem realizadas, inclusive as de operações de créditos
autorizadas em lei, decorre da aplicação do princípio orçamentário da
(A) Universalidade.
(B) Unidade.
(C) Anualidade ou Periodicidade.
(D) Exclusividade.
(E) Legalidade.

De acordo com o princípio da universalidade, na Lei 4.320/1964:


Art. 3.º A Lei de Orçamentos compreenderá todas as receitas, inclusive as
de operações de crédito autorizadas em lei.
Art. 4.º A Lei de Orçamento compreenderá todas as despesas próprias dos
órgãos do Governo e da administração centralizada (...)

Resposta: Letra A

43) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) No


município de Murilândia, devido a problemas políticos entre o Poder
Legislativo e o Executivo, foram aprovados orçamentos distintos para
Câmara e para Prefeitura Municipal. De acordo com as regras
fundamentais estabelecidas na legislação pertinente, o procedimento
adotado no ente em questão contraria, diretamente, o princípio
orçamentário da
(A) legalidade. 09262143907

(B) unidade.
(C) especificação.
(D) competência.
(E) exclusividade.

Segundo o princípio da unidade, o orçamento deve ser uno, isto é, deve


existir apenas um orçamento, e não mais que um para cada ente da
federação em cada exercício financeiro. Objetiva eliminar a existência de
orçamentos paralelos, como o citado na questão.
Logo, o procedimento adotado no ente em questão contraria, diretamente, o
princípio orçamentário da unidade.

Resposta: Letra B

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 24 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

44) (FCC – Analista Judiciário - Administrativa – TRT 24ª – 2011) A


proibição de inserir, na lei orçamentária, dispositivo estranho à
previsão da receita e à fixação da despesa, decorre da aplicação do
princípio orçamentário da
(A) Publicidade.
(B) Especificação.
(C) Anualidade.
(D) Não Afetação da Receita.
(E) Exclusividade.

O princípio da exclusividade determina que a lei orçamentária não possa


conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das despesas.
Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e operações de
crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO).

Resposta: Letra E

45) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) A


proibição de inserir, na lei orçamentária, dotações globais destinadas a
atender indiferentemente a despesas de pessoal, material, serviços de
terceiros, decorre da aplicação do princípio orçamentário da
(A) objetividade.
(B) exclusividade.
(C) legalidade.
(D) clareza.
(E) especificação.

De acordo com o princípio da especificação, a Lei de Orçamento não


consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas
de pessoal, material, serviços de terceiros, transferências ou quaisquer outras,
ressalvado os programas especiais de trabalho.
09262143907

Resposta: Letra E

46) (FCC – Procurador de Contas – TCE/AP – 2010) A Constituição


Federal veda expressamente a vinculação de receita de impostos a
órgão, fundo ou despesa, mas traz exceções. NÃO é admitida a
vinculação de receita de impostos
(A) para prestação de garantia às operações de crédito por
antecipação de receita.
(B) na destinação de recursos para as ações e serviços públicos de
saúde.
(C) na destinação de recursos para a manutenção e desenvolvimento
do ensino.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 25 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(D) para o remanejamento de recursos de uma categoria de


programação para outra, sem prévia autorização legislativa.
(E) para prestação de garantia ou contragarantia à União e para o
pagamento de débitos para com esta, em se tratando de impostos
estaduais e municipais.

Na alternativa “D”, o remanejamento de recursos de uma categoria de


programação para outra, sem prévia autorização legislativa, caracteriza o
princípio da proibição do estorno.
As demais alternativas trazem corretamente as exceções ao princípio da não
vinculação.

Resposta: Letra D

47) (FCC – APOPF/SP – 2010) Com base nas disposições


constitucionais sobre o processo de elaboração, discussão, votação e
aprovação da proposta de Lei Orçamentária Anual, é correto afirmar:
(A) A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à
previsão da receita e à fixação da despesa, não se incluindo na
proibição a autorização para abertura de créditos especiais e a
contratação de operações de crédito, ainda que por antecipação de
receita, nos termos da lei.
(B) O projeto de lei orçamentária será acompanhado de demonstrativo
regionalizado do efeito sobre as receitas e despesas decorrentes de
isenções, anistias, remissões, subsídios e benefícios de natureza
financeira, tributária e creditícia.
(C) A transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos
de uma categoria de programação para outra, ou de um órgão para
outro, poderá ser realizada sem prévia autorização legislativa, desde
que seja definida como prioridade pela Lei de Diretrizes
Orçamentárias.
(D) As emendas ao projeto de lei do orçamento anual ou aos projetos
09262143907

que o modifiquem somente podem ser aprovadas caso indiquem os


recursos necessários, admitidos apenas os provenientes de superávit
financeiro.
(E) Os recursos que, em decorrência de veto ou emenda, ficarem sem
despesas correspondentes poderão ser utilizados, conforme o caso,
para a abertura de créditos extraordinários com prévia autorização
legislativa.

a) Errada. De acordo com o princípio da exclusividade, a lei orçamentária anual


não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da despesa,
não se incluindo na proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e a contratação de operações de crédito, ainda que por
antecipação de receita, nos termos da lei.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 26 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

b) Correta. Consoante o § 6º do art. 165 da CF/1988, o projeto de lei


orçamentária será acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito
sobre as receitas e despesas decorrentes de isenções, anistias, remissões,
subsídios e benefícios de natureza financeira, tributária e creditícia.

c) Errada. Consoante o princípio da proibição do estorno, a transposição, o


remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra, ou de um órgão para outro, não poderá ser realizada
sem prévia autorização legislativa. Há uma exceção prevista na CF/1988 e não
poderá haver outra por meio de uma lei ordinária, como a LDO.

d) Errada. As emendas ao projeto de lei do orçamento anual ou aos projetos


que o modifiquem somente podem ser aprovadas caso indiquem os recursos
necessários, admitidos apenas os provenientes de anulação de despesa.

e) Errada. Os recursos que, em decorrência de veto ou emenda, ficarem sem


despesas correspondentes poderão ser utilizados, conforme o caso, para a
abertura de créditos suplementares ou especiais com prévia autorização
legislativa.

Resposta: Letra B

48) (FCC – Técnico de Controle Externo - TCM/PA – 2010) A Lei n°


4.320/64 determina que a Lei do Orçamento conterá a discriminação
da receita e da despesa, de forma a evidenciar a política econômico-
financeira e o programa de trabalho do governo, obedecendo, entre
outros, o princípio da universalidade. Isso significa que a lei
orçamentária
(A) compreenderá todas as receitas e todas as despesas próprias dos
órgãos do governo ou da administração centralizada ou que por
intermédio deles se devam realizar. 09262143907

(B) discriminará as receitas e despesas pelos seus totais, vedadas


quaisquer deduções, inclusive aquelas referentes às transferências
intergovernamentais.
(C) não consignará dotações globais destinadas a atender
indiferentemente a qualquer elemento de despesa, exceções podendo
ser feitas aos programas especiais de trabalho.
(D) não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação
da despesa, exceto a autorização para abertura de créditos adicionais
e a contratação de operações de crédito.
(E) discriminará os valores de receitas e despesas para um período
anual, inclusive para as despesas de capital.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 27 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

O princípio da universalidade determina que a LOA compreenda todas as


receitas e todas as despesas próprias dos órgãos do governo ou da
administração centralizada ou que por intermédio deles se devam realizar.

Resposta: Letra A

49) (FCC - Especialista em Adm, Orçamento e Fin Pub - Prefeitura de


SP - 2010) O Prefeito Municipal de Escorpião solicitou ao contabilista
da Prefeitura que elaborasse um projeto de Lei Orçamentária Anual
sem considerar as despesas do setor da educação. O contabilista,
corretamente, informou que o pedido não poderia ser atendido em
razão do princípio
(A) da clareza.
(B) do equilíbrio.
(C) da exclusividade.
(D) da anualidade.
(E) da universalidade.

De acordo com o princípio da universalidade, o orçamento deve conter todas


as receitas e despesas referentes aos Poderes da União, seus fundos, órgãos e
entidades da administração direta e indireta.
Logo, caso o ente elaborasse um projeto de Lei Orçamentária Anual sem
considerar as despesas de um dado setor, estaria ferindo o princípio da
universalidade.

Resposta: Letra E

50) (FCC – APOPF/SP – 2010) Sobre os princípios orçamentários, é


correto afirmar:
(A) Como decorrência do princípio da unidade, a lei orçamentária se
divide em três partes: orçamento anual, diretrizes orçamentárias e
plano plurianual. 09262143907

(B) Pelo princípio da anualidade, um tributo só pode ser cobrado se


tiver expressa previsão na lei orçamentária anual.
(C) A autorização para abertura de crédito suplementar é exceção ao
princípio da exclusividade que rege a lei orçamentária anual.
(D) É vedada a vinculação de qualquer receita a qualquer despesa,
conforme o princípio da não afetação.
(E) O princípio da universalidade expressa que as despesas devem
estar previstas de forma genérica e universal.

a) Errada. Como decorrência do princípio da unidade, a lei orçamentária se


divide em três partes: fiscal, seguridade social e investimento das
estatais.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 28 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

b) Errada. A anualidade tributária determinava que deveria haver autorização


para a arrecadação de receitas previstas na Lei Orçamentária Anual. Assim, as
leis tributárias deveriam estar incluídas na LOA, não se admitindo alterações
tributárias após os prazos constitucionais do orçamento anual. Tal princípio
tributário não foi recepcionado pela atual CF/1988 e foi substituído pelo
princípio tributário da anterioridade.

c) Correta. O princípio da exclusividade determina que a lei orçamentária não


poderá conter matéria estranha à previsão das receitas e à fixação das
despesas. Exceção se dá para as autorizações de créditos suplementares e
operações de crédito, inclusive por antecipação de receita orçamentária (ARO).

d) Errada. É vedada a vinculação de receitas de impostos a qualquer despesa,


observadas as exceções constitucionais, conforme o princípio da não
afetação.

e) Errada. O princípio da especificação veda que as despesas sejam


previstas de forma genérica e universal.

Resposta: Letra C

E aqui terminamos nossa aula 3.

Na próxima aula teremos mais questões sobre os temas que já estudamos.

Forte abraço!

Sérgio Mendes

09262143907

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 29 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

LISTA DE QUESTÕES COMENTADAS NESTA AULA

PRINCÍPIOS ORÇAMENTÁRIOS

1) (FCC - Analista Judiciário – Administrativa – TRF/3 – 2016) Um analista


judiciário examinou o orçamento previsto para o Poder Judiciário referente ao
exercício de 2015 e verificou que a peça orçamentária abordou aspecto
relacionado ao cumprimento do princípio orçamentário da exclusividade. Ele
chegou a essa conclusão porque a peça orçamentária
(A) incluiu todas as receitas e todas as despesas.
(B) foi elaborada para um período determinado.
(C) autorizou a contratação de operação de crédito.
(D) conteve dotações específicas para despesas com pessoal.
(E) foi autorizada pelo Poder Legislativo.

2) (FCC - Analista Judiciário – Contadoria – TRF/3 – 2016) Um Analista


Judiciário − Especialidade Contadoria verificou a peça orçamentária do Poder
Judiciário Federal e constatou que foi incluída a concessão de isenção para
determinadas taxas judiciais. Esse aspecto feriu o princípio orçamentário da
(A) especificação.
(B) programação.
(C) universalidade.
(D) exclusividade.
(E) clareza.

3) (FCC - Analista Judiciário – Administrativa – TRE/SE– 2016) Na


elaboração do orçamento público da União, que inclui o TRE/SE, foram
adotadas as seguintes medidas:
I. Não houve consignação de dotação global destinada a atender
09262143907

indiferentemente a despesa de pessoal.


II. Somente constou matéria relacionada à previsão de receita e fixação de
despesa.
III. Do orçamento constaram todas as receitas e despesas.
Essas medidas correspondem, respectivamente, ao atendimento aos princípios
orçamentários da
(A) exclusividade, orçamento bruto e universalidade.
(B) especificação, exclusividade e universalidade.
(C) exclusividade, especificação e anualidade.
(D) especificação, exclusividade e anualidade.
(E) especificação, anualidade e universalidade.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 30 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

4) (FCC – Técnico Judiciário – Contabilidade – TRT/MG - 2015) A ausência


na lei orçamentária de determinado ente da federação de todas as receitas e
despesas de uma fundação instituída e mantida pelo referido ente, NÃO atende
ao princípio orçamentário
(A) da exclusividade.
(B) da competência administrativa.
(C) do orçamento bruto.
(D) da discriminação.
(E) da universalidade.

5) (FCC – Analista – Controle Interno – CNMP - 2015) A Lei Orçamentária


Anual − LOA do exercício de 2015 de um determinado ente federativo contém
dotações orçamentárias suficientes para suportar 24 meses de despesas com
pessoal e encargos. Este procedimento
(A) contraria o princípio orçamentário da unidade.
(B) não atende o princípio orçamentário da universalidade.
(C) não atende o princípio orçamentário da competência.
(D) contraria o princípio orçamentário da anualidade.
(E) está em consonância com o princípio orçamentário da oportunidade.

6) (FCC – Auditor de Controle Externo – Área Controle Externo -TCM/GO –


2015) Na Lei Orçamentária Anual foi consignada dotação para a construção de
um novo hospital e, na mesma, foi incorporado artigo determinando a
alteração do nome do Hospital Municipal para “Hospital Municipal Maria
Auxiliadora da Silva”, nome da genitora do atual prefeito. A inclusão deste
dispositivo descumpriu o princípio orçamentário da
(A) legalidade.
(B) transparência.
(C) publicidade.
(D) exclusividade.
(E) não vinculação da receitas e despesas.
09262143907

7) (FCC – Analista do Tesouro Estadual – SEFAZ/PI – 2015) Ao estudar o


orçamento anual do Estado do Piauí, um Analista do Tesouro Estadual verificou
que foram selecionados os objetivos a serem alcançados, bem como
determinadas as ações para o alcance de tais fins. Tais aspectos evidenciam o
atendimento ao princípio orçamentário da
(A) programação.
(B) clareza.
(C) exclusividade.
(D) universalidade.
(E) legalidade.

8) (FCC – Analista Ministerial – Auditor de Contas Públicas – MP/PB - 2015)


O orçamentista de uma Prefeitura do Estado da Paraíba recebeu orientação

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 31 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

para consignar no orçamento dotação para programa especial de trabalho que,


por sua natureza, não poderia cumprir-se subordinadamente às normas gerais
de execução da despesa. Assim, esse programa foi consignado em dotação
global, classificado como despesa de capital. Esse fato representou uma
exceção legal ao princípio orçamentário da
(A) clareza.
(B) especificação.
(C) exclusividade.
(D) não-vinculação.
(E) universalidade.

9) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa – TRT/MG - 2015) Um analista


do Tribunal Regional do Trabalho da 3a Região – TRT-3a Região, ao elaborar a
peça orçamentária do órgão, teve cuidado com os seguintes aspectos:
I. Incluiu somente assuntos pertinentes à previsão da receita e à fixação da
despesa.
II. Incluiu todas as receitas e despesas.
Esses aspectos são importantes porque atendem, respectivamente, aos
princípios orçamentários da
(A) exclusividade e universalidade.
(B) não-afetação e universalidade.
(C) exclusividade e unidade.
(D) especificação e unidade.
(E) especificação e equilíbrio.

10) (FCC – Técnico Judiciário – Administrativa – TRT/PR - 2015) Autorização


para abertura de créditos Suplementares é uma exceção à aplicação do
princípio orçamentário da:
(A) legalidade.
(B) universalidade.
(C) anualidade.
(D) clareza. 09262143907

(E) exclusividade.

11) (FCC – Auditor Público Externo – Contabilidade - TCE/RS - 2014) O


Princípio do Equilíbrio Orçamentário
(A) aplica-se somente às receitas e despesas primárias.
(B) deve ser aferido durante a execução.
(C) aplica-se somente às receitas e despesas de capital.
(D) é apurado por categorias econômicas.
(E) deve ser aferido no momento da aprovação do orçamento.

12) (FCC – Auditor Público Externo – Contabilidade - TCE/RS - 2014) Em


relação à elaboração das peças de planejamento, considere:

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 32 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

I. De acordo com a Constituição Federal, o Plano Plurianual − PPA, por se


tratar de plano de investimentos, deve prever apenas as despesas de capital.
II. Tendo em conta que no PPA já foram estabelecidas as premissas dos
investimentos, a Lei de Diretrizes Orçamentárias estabelecerá somente as
despesas de custeio.
III. A dotação para investimento com duração superior a um exercício
financeiro que não esteja previsto no Plano plurianual − PPA ou em lei que
autorize a sua inclusão, não poderá ser consignado na Lei Orçamentária Anual
− LOA.
IV. A Lei Orçamentária Anual − LOA consignará dotações globais destinadas a
atender indiferentemente as despesas de pessoal, material, serviços de
terceiros, transferências ou quaisquer outras despesas.
Está correto o que se afirma APENAS em
(A) II e IV.
(B) I e IV.
(C) II e III.
(D) III.
(E) III e IV.

13) (FCC – Consultor Legislativo – Tributário, Financeiro e Cidadania –


Assembleia Legislativa/PE – 2014) Um determinado Estado brasileiro
aumentou, de 17% para 20%, a alíquota do ICMS incidente sobre operações
internas de circulação de mercadorias. A lei ordinária estadual que majorou
esse tributo, durante um ano, estabeleceu expressamente que o aumento da
receita proveniente dessa majoração seria investido, necessariamente, em
obras públicas de infraestrutura para os jogos da Copa do Mundo de 2014.
Considerando as informações acima e as normas constitucionais que
estabelecem regras orçamentárias, é
(A) permitida essa vinculação, desde que a lei que majorou o tributo
especifique as causas do aumento e desde que ele seja feito por prazo de
tempo determinado.
(B) permitida essa vinculação, desde que haja anuência expressa dos
09262143907

Municípios localizados nesse Estado, aos quais cabem 25% da receita do ICMS.
(C) vedada a vinculação de receita de imposto a uma determinada despesa,
ressalvados os casos expressamente previstos no texto constitucional.
(D) permitida essa vinculação, desde que 75%, pelo menos, dos Municípios
localizados nesse Estado concordem em não receber a quota parte de 25% que
lhes pertence na arrecadação desse imposto.
(E) vedada essa vinculação, pois não foi feita mediante a edição de lei
complementar, como determina a Constituição Federal, mas por lei ordinária.

14) (FCC – Analista Legislativo – Contabilidade – Assembleia Legislativa/PE


– 2014) Para cumprir com o previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal, o chefe
do Poder Executivo de um município brasileiro decidiu incluir na Lei
Orçamentária Anual um dispositivo que determina o critério de limitação de

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 33 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

empenho de despesas não obrigatórias por unidade orçamentária, caso seja


verificado que a arrecadação da receita poderá não comportar o cumprimento
das metas de resultado primário. Entretanto, a inclusão deste dispositivo na
Lei Orçamentária Anual não é permitida porque fere o princípio orçamentário
(A) da universalidade.
(B) do orçamento bruto.
(C) da exclusividade.
(D) da anualidade.
(E) da unidade.

15) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade - TRT/16 - Maranhão – 2014)


Na elaboração de seus orçamentos, os entes públicos deverão atender às
regras norteadoras básicas estabelecidas pelos princípios orçamentários. O
princípio orçamentário da exclusividade
a) obriga registrarem-se receitas e despesas na Lei Orçamentária Anual − LOA
pelo valor total e bruto, vedadas quaisquer deduções.
b) veda vinculação da receita de impostos a órgão, fundo ou despesa, salvo
exceções estabelecidas pela própria Constituição Federal.
c) delimita o exercício financeiro orçamentário: período de tempo ao qual a
previsão das receitas e a fixação das despesas registradas na LOA irão se
referir.
d) estabelece que a LOA não conterá dispositivo estranho à previsão da receita
e à fixação da despesa. Ressalvam-se dessa proibição a autorização para
abertura de crédito suplementar e a contratação de operações de crédito, nos
termos da lei.
e) determina que a LOA de cada ente federado deverá conter todas as receitas
e despesas de todos os poderes, órgãos, entidades, fundos e fundações
instituídas e mantidas pelo Poder Público.

16) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/19 – Alagoas – 2014) O


princípio orçamentário da especificação, também denominado discriminação ou
especialização, veda a consignação na Lei Orçamentária Anual − LOA de
09262143907

dotações globais destinadas a atender indiferentemente as despesas com


pessoal, transferências ou quaisquer outras. Alguns tipos de dotação de
despesa, todavia, podem ser previstos de forma global, como é o caso da
destinada a
(A) licitações.
(B) convênios.
(C) encargos sociais.
(D) reserva de contingência.
(E) aposentadoria.

17) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/2 – São Paulo – 2014)


Considere as afirmativas sobre o orçamento público:

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 34 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

I. As cotas de receitas que uma entidade pública deva transferir a outra incluir-
se-ão, como despesa, no orçamento da entidade obrigada a transferência e,
como receita, no orçamento da que as deva receber.
II. A Lei do Orçamento compreenderá todas as receitas, inclusive as de
operações de crédito por antecipação da receita orçamentária.
III. O Projeto de Lei Orçamentária será acompanhado de demonstrativo
regionalizado do efeito, sobre as receitas e despesas, decorrente de isenções,
anistias, remissões, subsídios e benefícios de natureza financeira, tributária e
creditícia.
IV. A Lei Orçamentária Anual disporá sobre as alterações na legislação
tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais
de fomento.
Está correto o que consta APENAS em
(A) I e II.
(B) I e III.
(C) II e III.
(D) III e IV.
(E) II e IV.

18) (FCC – Analista Judiciário – Contadoria - TRT/19 – Alagoas – 2014) Os


débitos de tesouraria compõem a dívida flutuante e são resultantes de
operações de crédito por antecipação da receita orçamentária (ARO). A
previsão desse tipo de operação de crédito na Lei Orçamentária Anual − LOA
configura exceção ao princípio orçamentário da
(A) Unidade.
(B) Universalidade.
(C) Anualidade.
(D) Exclusividade.
(E) Discriminação.

19) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/2 – São Paulo – 2014)


A inclusão de dispositivos que autorizam a criação de cargos públicos na Lei
09262143907

Orçamentária Anual é vedada porque fere o princípio orçamentário


(A) da universalidade.
(B) do orçamento bruto.
(C) da publicidade.
(D) da exclusividade.
(E) da unidade.

20) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/16 - Maranhão – 2014)


De acordo com a Constituição federal e a Lei nº 4.320/64, a elaboração e o
controle do orçamento público no Brasil devem obedecer aos princípios
fundamentais de
(A) unidade, periodicidade e universalidade.
(B) unidade, universalidade e exclusividade.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 35 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(C) equilíbrio, exclusividade e discriminação.


(D) universalidade, exclusividade e discriminação.
(E) periodicidade, equilíbrio e afetação das receitas.

21) (FCC – Consultor Legislativo – Orçamento Público e Desenvolvimento


Econômico – Assembleia Legislativa/PE – 2014) Considere a seguinte
assertiva:
O orçamento deve conter todas as receitas e despesas do governo e dar prévia
autorização para a respectiva arrecadação e realização.
A referida afirmação traduz o princípio orçamentário da
(A) universalidade.
(B) não-afetação.
(C) anualidade.
(D) exclusividade.
(E) especialização.

22) (FCC – Agente de Defensoria – Contador –DPE/SP - 2013) Sobre os


princípios orçamentários, é correto afirmar que o princípio
(A) da exclusividade representou o fim às chamadas caudas orçamentárias que
serviam para nomeações, promoções e abertura de créditos adicionais
suplementares.
(B) da unidade determina que receitas e despesas devem aparecer no
orçamento de maneira discriminada, no mínimo, por elementos de despesa.
(C) do orçamento bruto determina que deve existir somente uma Lei
Orçamentária Anual, sendo proibida a existência de orçamentos paralelos.
(D) da não-afetação das receitas veda vinculação da receita de impostos a
órgão, fundo ou despesa, salvo exceções estabelecidas pela Constituição
Federal de 1988.
(E) da universalidade determina que a lei orçamentária deve ser divulgada por
mecanismos oficiais de comunicação e de divulgação para garantir amplo
conhecimento público.
09262143907

23) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Em relação ao


princípio orçamentário do equilíbrio, é correto afirmar que
(A) estabelece que a Lei Orçamentária Anual − LOA não conterá dispositivo
estranho à previsão da receita e à fixação da despesa. Ressalvam-se dessa
proibição a autorização para abertura de créditos suplementares e a
contratação de operações de crédito, ainda que por Antecipação da Receita
Orçamentária − ARO, nos termos da lei.
(B) estabelece que o total da despesa autorizada em cada exercício financeiro
não deve ultrapassar o total das receitas orçamentárias previstas para o
mesmo período.
(C) estabelece que o resultado da execução orçamentária em cada exercício
financeiro não deve apresentar déficit orçamentário.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 36 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(D) preconiza o registro das receitas e despesas na Lei Orçamentária Anual −


LOA pelo valor total e bruto, permitindo somente as deduções constitucionais.
(E) dispõe que as despesas autorizadas no exercício financeiro somente serão
empenhadas quando houver recursos financeiros para seu pagamento.

24) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Os princípios


orçamentários visam estabelecer regras básicas, a fim de conferir
racionalidade, eficiência e transparência aos processos de elaboração,
execução e controle do orçamento público. Nestas condições, o princípio
orçamentário, o qual estabelece que a Lei Orçamentária Anual − LOA de cada
ente federado deverá conter todas as receitas e as despesas de todos os
Poderes, órgãos, entidades, fundos e fundações instituídas e mantidas pelo
poder público é denominado de
(A) exclusividade.
(B) legalidade.
(C) anualidade.
(D) universalidade.
(E) totalidade.

25) (FCC – Analista – Administração –DPE/RS - 2013) Determinado ente


público, considerando o excesso de arrecadação da receita patrimonial obtido
no exercício financeiro de 2012, no seu projeto de Lei Orçamentária Anual para
o exercício de 2013 propõe a criação de 20 cargos de analistas de notícias para
a secretaria de publicidade, e a concessão aos demais servidores públicos
reajuste salarial de 10% a partir de primeiro de janeiro de 2013. Este projeto
NÃO atende ao princípio orçamentário da
(A) moralidade.
(B) anualidade.
(C) exclusividade.
(D) não vinculação da receita.
(E) impessoalidade.
09262143907

26) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa –TRT/9ª- 2013) Ao assumir o


cargo de prefeito, o Sr. José Silva não conseguia compreender por que o
orçamento da Fundação de Amparo à Criança e ao Adolescente, fundação
instituída e mantida pelo poder público municipal, deveria estar contido na Lei
Orçamentária Anual do Município. O princípio orçamentário que deve ser
utilizado para justificar a inclusão do orçamento da fundação na Lei
Orçamentário Anual do Município é o
(A) da unidade.
(B) da anualidade.
(C) da exclusividade.
(D) do orçamento bruto.
(E) da não-vinculação das receitas de impostos.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 37 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

27) (FCC – Auditor –TCE/SP - 2013) Determinado Prefeito Municipal fez a


transposição de recursos dotados da educação para a saúde, sem autorização
legislativa. A situação fere o princípio da
(A) universalidade, que comina que todas as receitas e despesas deverão
figurar em bruto no orçamento, sem quaisquer deduções.
(B) responsabilidade na gestão fiscal, que veda a transposição, o
remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia autorização
legislativa.
(C) responsabilidade na gestão fiscal, que comina que todas as receitas e
despesas deverão estar contidas no orçamento.
(D) proibição de estorno de verbas, que veda a transposição, o
remanejamento ou a transferência de recursos de uma categoria de
programação para outra ou de um órgão para outro, sem prévia autorização
legislativa.
(E) proibição de estorno de verbas, que comina que todas as receitas e
despesas deverão figurar em bruto no orçamento, sem quaisquer deduções.

28) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa – TRT/15 - 2013) O


orçamento do TRT da 15ª Região previu dotações globais para custear
programas especiais de trabalho que, por sua natureza, não podem ser
cumpridas subordinadamente às normas gerais da execução da despesa. Esse
fato representa exceção ao princípio orçamentário da
(A) Periodicidade.
(B) Unidade.
(C) Universalidade.
(D) Exclusividade.
(E) Especificação.

29) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa -TRT/6 - 2012) O Princípio


Orçamentário que determina a inclusão na Lei Orçamentária Anual de todas as
receitas e despesas orçamentárias é o da
09262143907

(A) Competência.
(B) Unidade.
(C) Exclusividade.
(D) Universalidade.
(E) Anualidade.

30) (FCC – Analista – Administrativa –MPE/RN - 2012) Os Princípios


Orçamentários visam estabelecer regras norteadoras básicas, a fim de conferir
racionalidade, eficiência e transparência para os processos de elaboração,
execução e controle do Orçamento Público. O princípio que estabelece que
todas as receitas previstas e despesas fixadas devem integrar um único
documento legal – LOA denomina-se
(A) Unidade ou Totalidade.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 38 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(B) Exclusividade.
(C) Anualidade ou Periodicidade.
(D) Orçamento Bruto.
(E) Universalidade.

31) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRT/6 - 2012) A Assembleia


Legislativa do Estado Aldeia de Ouro aprovou o aumento de salário dos seus
funcionários na Lei Orçamentária Anual de 2012. Foi desrespeitado o princípio
orçamentário
(A) da exclusividade.
(B) da universalidade.
(C) da unidade.
(D) do equilíbrio.
(E) da igualdade.

32) (FCC – Analista – Contabilidade –MPE/RN - 2012) Assinale a alternativa


correta que atende ao Princípio Orçamentário da Exclusividade.
(A) Proibição de conter na Lei Orçamentária Anual dispositivo estranho à
previsão da receita e à fixação da despesa, ressalvadas a autorização para
abertura de créditos suplementares e contratação de operações de crédito,
ainda que por antecipação de receita, nos termos da lei.
(B) Existência de uma única Lei Orçamentária para cada um dos entes
federados com a finalidade de se evitar mais de um orçamento dentro da
mesma pessoa política.
(C) Delimitação do período de tempo ao qual a previsão das receitas e a
fixação das despesas registradas na Lei Orçamentária irão se referir.
(D) Na Lei Orçamentária Anual de cada ente federado deverá conter todas as
receitas e despesas de todos os poderes, órgãos, entidades, fundos e
fundações instituídas e mantidas pelo poder público.
(E) Obrigação de se registrarem receitas e despesas na Lei Orçamentária Anual
pelo valor total e bruto, vedadas quaisquer deduções.
09262143907

33) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRF/2 - 2012) O princípio que


estabelece que a Lei de Orçamento não consigne dotações globais destinadas a
atender indiferentemente a despesas de pessoal, material, serviços de
terceiros, transferências ou quaisquer outras, é denominado princípio
orçamentário da
(A) especificação.
(B) exclusividade.
(C) universalidade.
(D) não afetação das receitas.
(E) legalidade.

34) (FCC – Técnico Judiciário – Contabilidade -TRF/2 - 2012) O princípio


orçamentário que veda a vinculação da receita de impostos a órgão, fundo ou

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 39 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

despesa, com as ressalvas previstas na Constituição, é denominado princípio


da
(A) Exclusividade.
(B) Universalidade.
(C) Não afetação de receitas.
(D) Periodicidade.
(E) Especificação.

35) (FCC – Analista Judiciário – Administrativa - TRT/11 - 2012) A Lei nº


4.320/1964 estabelece, em seu art. 5º, que a Lei de Orçamento não
consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente a despesas
de pessoal, material, serviços de terceiros, transferências ou quaisquer outras,
ressalvado o caso de programas especiais de trabalho mencionados no seu
artigo 20 e seu parágrafo único. Essa disposição da Lei está em consonância
com o princípio orçamentário da
(A) exclusividade.
(B) unidade orçamentária.
(C) discriminação.
(D) não-afetação de receitas.
(E) programação.

36) (FCC – Técnico Ministerial – Contabilidade - MPE/PE - 2012) É um


princípio orçamentário o princípio da:
(A) homogeneidade.
(B) fragmentação.
(C) isonomia.
(D) universalidade.
(E) irretroatividade.

37) (FCC – Analista Judiciário – Contabilidade -TRE/PR - 2012) O princípio


orçamentário que prevê a coexistência de vários orçamentos que, no entanto,
devem ser consolidados em uma só Lei Orçamentária Anual é o princípio da:
09262143907

(A) Exclusividade.
(B) Especificação.
(C) Totalidade.
(D) Não afetação das receitas.
(E) Periodicidade.

38) (FCC – Técnico Judiciário – Administrativa – TRT/11ª Região – 2012) O


princípio orçamentário que determina que a lei orçamentária anual não conterá
dispositivo estranho à previsão de receita e à fixação de receita, não se
incluindo nessa proibição a autorização para abertura de créditos
suplementares e a contratação de operações de crédito é denominado princípio
da:
(A) especificação.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 40 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(B) isonomia.
(C) exclusividade.
(D) anualidade.
(E) não-afetação de receitas.

39) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) A obrigação


de fazer constar na Lei Orçamentária todas as receitas e as despesas decorre
da aplicação do princípio orçamentário da
(A) anualidade.
(B) especificação.
(C) não afetação da receita.
(D) exclusividade.
(E) universalidade.

40) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 4ª – 2011) São


princípios orçamentários:
(A) competência e objetividade.
(B) exclusividade e especificação.
(C) entidade e equilíbrio.
(D) continuidade e não-afetação das receitas.
(E) universalidade e custo como base de valor.

41) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRF 1ª – 2011) Em relação


ao Princípio Orçamentário da Unidade, é correto afirmar:
(A) Todas as receitas previstas e despesas fixadas, em cada exercício
financeiro, devem integrar um único documento legal dentro de cada esfera
federativa, a Lei Orçamentária Anual - LOA.
(B) A Lei Orçamentária Anual, em cada exercício financeiro, deverá conter
todas as Receitas e Despesas, inclusive as extraorçamentárias.
(C) Todas as receitas previstas e despesas fixadas, inclusive as operações de
créditos por antecipação da receita, em cada exercício financeiro, devem
integrar os orçamentos fiscal, da seguridade social e de investimento das
09262143907

estatais.
(D) A Lei Orçamentária Anual deverá conter todas as receitas e despesas, para
um período de doze meses.
(E) A Lei Orçamentária Anual não conterá dispositivo estranho à previsão da
receita e à fixação da despesa, não se incluindo na proibição a autorização
para abertura de créditos suplementares e a contratação de operações de
crédito autorizadas em lei.

42) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRE/RN – 2011) A afirmativa


de que a lei orçamentária deve conter todas as receitas e despesas a serem
realizadas, inclusive as de operações de créditos autorizadas em lei, decorre da
aplicação do princípio orçamentário da
(A) Universalidade.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 41 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(B) Unidade.
(C) Anualidade ou Periodicidade.
(D) Exclusividade.
(E) Legalidade.

43) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) No


município de Murilândia, devido a problemas políticos entre o Poder Legislativo
e o Executivo, foram aprovados orçamentos distintos para Câmara e para
Prefeitura Municipal. De acordo com as regras fundamentais estabelecidas na
legislação pertinente, o procedimento adotado no ente em questão contraria,
diretamente, o princípio orçamentário da
(A) legalidade.
(B) unidade.
(C) especificação.
(D) competência.
(E) exclusividade.

44) (FCC – Analista Judiciário - Administrativa – TRT 24ª – 2011) A proibição


de inserir, na lei orçamentária, dispositivo estranho à previsão da receita e à
fixação da despesa, decorre da aplicação do princípio orçamentário da
(A) Publicidade.
(B) Especificação.
(C) Anualidade.
(D) Não Afetação da Receita.
(E) Exclusividade.

45) (FCC – Analista Judiciário - Contabilidade – TRT 24ª – 2011) A proibição


de inserir, na lei orçamentária, dotações globais destinadas a atender
indiferentemente a despesas de pessoal, material, serviços de terceiros,
decorre da aplicação do princípio orçamentário da
(A) objetividade.
(B) exclusividade. 09262143907

(C) legalidade.
(D) clareza.
(E) especificação.

46) (FCC – Procurador de Contas – TCE/AP – 2010) A Constituição Federal


veda expressamente a vinculação de receita de impostos a órgão, fundo ou
despesa, mas traz exceções. NÃO é admitida a vinculação de receita de
impostos
(A) para prestação de garantia às operações de crédito por antecipação de
receita.
(B) na destinação de recursos para as ações e serviços públicos de saúde.
(C) na destinação de recursos para a manutenção e desenvolvimento do
ensino.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 42 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

(D) para o remanejamento de recursos de uma categoria de programação para


outra, sem prévia autorização legislativa.
(E) para prestação de garantia ou contragarantia à União e para o pagamento
de débitos para com esta, em se tratando de impostos estaduais e municipais.

47) (FCC – APOPF/SP – 2010) Com base nas disposições constitucionais


sobre o processo de elaboração, discussão, votação e aprovação da proposta
de Lei Orçamentária Anual, é correto afirmar:
(A) A lei orçamentária anual não conterá dispositivo estranho à previsão da
receita e à fixação da despesa, não se incluindo na proibição a autorização
para abertura de créditos especiais e a contratação de operações de crédito,
ainda que por antecipação de receita, nos termos da lei.
(B) O projeto de lei orçamentária será acompanhado de demonstrativo
regionalizado do efeito sobre as receitas e despesas decorrentes de isenções,
anistias, remissões, subsídios e benefícios de natureza financeira, tributária e
creditícia.
(C) A transposição, o remanejamento ou a transferência de recursos de uma
categoria de programação para outra, ou de um órgão para outro, poderá ser
realizada sem prévia autorização legislativa, desde que seja definida como
prioridade pela Lei de Diretrizes Orçamentárias.
(D) As emendas ao projeto de lei do orçamento anual ou aos projetos que o
modifiquem somente podem ser aprovadas caso indiquem os recursos
necessários, admitidos apenas os provenientes de superávit financeiro.
(E) Os recursos que, em decorrência de veto ou emenda, ficarem sem
despesas correspondentes poderão ser utilizados, conforme o caso, para a
abertura de créditos extraordinários com prévia autorização legislativa.

48) (FCC – Técnico de Controle Externo - TCM/PA – 2010) A Lei n° 4.320/64


determina que a Lei do Orçamento conterá a discriminação da receita e da
despesa, de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa
de trabalho do governo, obedecendo, entre outros, o princípio da
universalidade. Isso significa que a lei orçamentária
09262143907

(A) compreenderá todas as receitas e todas as despesas próprias dos órgãos


do governo ou da administração centralizada ou que por intermédio deles se
devam realizar.
(B) discriminará as receitas e despesas pelos seus totais, vedadas quaisquer
deduções, inclusive aquelas referentes às transferências intergovernamentais.
(C) não consignará dotações globais destinadas a atender indiferentemente a
qualquer elemento de despesa, exceções podendo ser feitas aos programas
especiais de trabalho.
(D) não conterá dispositivo estranho à previsão da receita e à fixação da
despesa, exceto a autorização para abertura de créditos adicionais e a
contratação de operações de crédito.
(E) discriminará os valores de receitas e despesas para um período anual,
inclusive para as despesas de capital.

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 43 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

49) (FCC - Especialista em Adm, Orçamento e Fin Pub - Prefeitura de SP -


2010) O Prefeito Municipal de Escorpião solicitou ao contabilista da Prefeitura
que elaborasse um projeto de Lei Orçamentária Anual sem considerar as
despesas do setor da educação. O contabilista, corretamente, informou que o
pedido não poderia ser atendido em razão do princípio
(A) da clareza.
(B) do equilíbrio.
(C) da exclusividade.
(D) da anualidade.
(E) da universalidade.

50) (FCC – APOPF/SP – 2010) Sobre os princípios orçamentários, é correto


afirmar:
(A) Como decorrência do princípio da unidade, a lei orçamentária se divide em
três partes: orçamento anual, diretrizes orçamentárias e plano plurianual.
(B) Pelo princípio da anualidade, um tributo só pode ser cobrado se tiver
expressa previsão na lei orçamentária anual.
(C) A autorização para abertura de crédito suplementar é exceção ao princípio
da exclusividade que rege a lei orçamentária anual.
(D) É vedada a vinculação de qualquer receita a qualquer despesa, conforme o
princípio da não afetação.
(E) O princípio da universalidade expressa que as despesas devem estar
previstas de forma genérica e universal.

09262143907

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 44 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

GABARITO

1 C
2 D
3 B
4 E
5 D
6 D
7 A
8 B
9 A
10 E
11 E
12 D
13 C
14 C
15 D
16 D
17 B
18 D
19 D
20 A
21 A
22 D
23 B
24 D
25 C
26 A
27 D
28 E
29 D
30 A
31 A
32 A
33 A
09262143907

34 C
35 C
36 D
37 C
38 C
39 E
40 B
41 A
42 A
43 B
44 E
45 E
46 D
47 B
48 A

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 45 de 46

09262143907 - gabriel alves


500 Questões Comentadas da FCC
Administração Financeira e Orçamentária
Prof. Sérgio Mendes Aula 03

49 E
50 C

09262143907

Prof. Sérgio Mendes www.estrategiaconcursos.com.br 46 de 46

09262143907 - gabriel alves