Você está na página 1de 47

Introdução aos Sistemas

Estruturais

Tipos de Elementos Estruturais

Tipos de Elementos Estruturais Com uma dimensão predominante: (vigas; cabos; tirantes; pilares; e bielas (barras

Com uma dimensão predominante:

(vigas; cabos; tirantes; pilares; e bielas

(barras bi-rotuladas comprimidas). Com duas dimensões predominantes:

chapas (são planas, sem cargas perpendiculares);placas (planas, com cargas quaisquer); cascas (são curvas); e membranas (são flexíveis). Com as três dimensões igualmente significativas: blocos

Tipos de Sistemas Estruturais (modelos analíticos)

Tipos de Sistemas Estruturais (modelos analíticos)

Estruturas Laminares

São formadas por elementos, onde duas dimensões são da mesma ordem de grandeza e a terceira acentuadamente de menor dimensão.

Laje

A laje é um dos mais conhecidos elementos estruturais assim como a viga e o pilar. Ela está

presente nas construções desde a antiguidade, mas vem sofrendo um grande processo

evolutivo ao longo desse período.

desde a antiguidade, mas vem sofrendo um grande processo evolutivo ao longo desse período. Apoiadas em
desde a antiguidade, mas vem sofrendo um grande processo evolutivo ao longo desse período. Apoiadas em
desde a antiguidade, mas vem sofrendo um grande processo evolutivo ao longo desse período. Apoiadas em

Apoiadas em vigas

Tipos de Lajes

Tipos de Lajes

Lajes nervuradas

Tipos de Lajes Tipos de Lajes • Lajes nervuradas Livraria da Travessa, Rio de Janeiro -RJ.

Livraria da Travessa, Rio de Janeiro -RJ.

Edifício poliesportivo da PUC/RS, Porto Alegre-RS.
Edifício poliesportivo da
PUC/RS, Porto Alegre-RS.

Vigas-parede

Viga parede é uma viga com uma grande relação altura / vão ( 2 < h / L < 3 ). Encontramos vigas paredes nos reservatórios e caixas d’água, além de outras situações

bastante conhecidas na engenharia civil, como por exemplo em fachadas e elementos pré-

moldados.

Viga-parede

situações bastante conhecidas na engenharia civil, como por exemplo em fachadas e elementos pré- moldados. Viga-parede

Soluções estruturais correntes em lajes

Lajes plissadas:

estruturais correntes em lajes • Lajes plissadas: Palácio das Convenções, Parque Anhembi, São Paulo –

Palácio das Convenções, Parque Anhembi, São Paulo SP

Clube Curitibano, Curitiba – PR, 1966.
Clube Curitibano, Curitiba
– PR, 1966.

Tipos de Lajes

Tipos de Lajes

Tipos de Lajes

Tipos de Lajes Laje Treliçada Laje Protendida Alveolar
Laje Treliçada Laje Protendida Alveolar
Laje Treliçada
Laje Protendida
Alveolar

Cascas

Cascas Cascas são estruturas de superfície delgadas, não planas, que recebem cargas distribuídas e reagem através

Cascas são estruturas de superfície delgadas, não planas, que recebem cargas distribuídas e reagem através de esforços solicitantes predominantemente de tração e compressão. Quando

a espessura da casca é pequena, comparando-se com as outras dimensões, a rigidez ao

momento fletor (que é proporcional ao momento de inércia) é muito pequena, e pode ser considerada igual a zero. Neste casos as cascas podem ser estudadas pela teoria da

membrana, ou seja, as cargas externas (peso próprio, revestimento, carga acidental distribuída) serão absorvidas através de esforços solicitantes normais de compressão e

tração.

carga acidental distribuída) serão absorvidas através de esforços solicitantes normais de compressão e tração.
carga acidental distribuída) serão absorvidas através de esforços solicitantes normais de compressão e tração.
Jubilee Church - Rome Tenerife Concert Hall Canary Islands, Spain
Jubilee Church -
Rome
Tenerife Concert Hall
Canary Islands, Spain

Estruturas de blocos

Estrutura tridimensionalmente monolítica, onde as três dimensões são da mesma ordem de grandeza. Exemplo: blocos de fundações

tridimensionalmente monolítica, onde as três dimensões são da mesma ordem de grandeza. Exemplo: blocos de fundações
tridimensionalmente monolítica, onde as três dimensões são da mesma ordem de grandeza. Exemplo: blocos de fundações

Elementos Reticulados

Estruturas reticuladas são compostas por barras, onde uma das dimensões é preponderante em relação às outras duas.

Barra é corpo que se pode considerar sendo gerado por uma figura de forma e dimensão real

não necessariamente constante, cujo centro de gravidade desloca-se ao longo de uma linha. Eixo da barra é a trajetória do centro de gravidade.

.

cujo centro de gravidade desloca-se ao longo de uma linha. Eixo da barra é a trajetória
cujo centro de gravidade desloca-se ao longo de uma linha. Eixo da barra é a trajetória

Modelo para análise: linhas de eixo, sem dimensões na seção transversal.

Modelo para análise: linhas de eixo, sem dimensões na seção transversal.

Viga

Viga É o elemento estrutural mais usado na construção de edifícios. As vigas são elementos estruturais

É o elemento estrutural mais usado na construção de

edifícios.

As vigas são elementos estruturais retos, resistentes à flexão, e que não só são capazes de resistir as forças que atuam na direção de seu eixo, mas também por meio de esforços seccionais, suportar

forças perpendiculares a seu eixo e transmiti-las

lateralmente ao longo do mesmo até seus extremos.

seccionais, suportar forças perpendiculares a seu eixo e transmiti-las lateralmente ao longo do mesmo até seus
seccionais, suportar forças perpendiculares a seu eixo e transmiti-las lateralmente ao longo do mesmo até seus
A seção da viga, isto é, a distribuição de sua massa com relação ao eixo

A seção da viga, isto é, a distribuição de sua massa com relação ao eixo neutro, é decisiva para o mecanismo resistente de sistemas estruturais. Quanto mais distante

estiver a massa do eixo neutro, maior será a resistência a

flexão.

de sistemas estruturais. Quanto mais distante estiver a massa do eixo neutro, maior será a resistência

Pilar

Pilar
Pilar
Laje: apesar de raro, pode receber a carga de um pilar kN (carregamento concentrado) Viga:
Laje: apesar de raro, pode receber a carga de um pilar kN (carregamento concentrado) Viga:

Laje: apesar de raro, pode

receber a carga de um pilar kN (carregamento

concentrado)

Viga: não comumente, pode receber a carga de um pilar (kN), sendo

chamada então de viga de transição

(carregamento concentrado)

Treliças

Denomina-se treliça plana, o conjunto de elementos de construção (barras redondas,

chatas, cantoneiras, I, U, etc.), interligados entre si, sob forma geométrica triangular,

através de pinos, soldas, rebites, parafusos, que visam formar uma estrutura rígida, com a finalidade de resistir a esforços normais apenas. A denominação treliça plana

deve-se ao fato de todos os elementos do conjunto pertencerem a um único plano. A sua

utilização na prática pode ser observada em pontes, viadutos, coberturas, guindastes,

torres, etc.

Dois métodos de dimensionamento:

Método dos Nós ou Método de Cremona

Método de Ritter ou Método das Seções

Estádio Nacional de Pequim
Estádio Nacional de Pequim

Treliças Planas

Treliças Planas
Treliças Planas
Treliças Planas

Treliças Espaciais:

Treliças Espaciais:

Hipóteses simplificadoras (Sistema articulado):

As articulações das barras não tem atrito;

As cargas das estruturas são caracterizadas por forças aplicadas exclusivamente nos nós.

são caracterizadas por forças aplicadas exclusivamente nos nós. barra em tração (+) barra em compressão (-)

barra em tração (+)

barra em compressão (-)

são caracterizadas por forças aplicadas exclusivamente nos nós. barra em tração (+) barra em compressão (-)
são caracterizadas por forças aplicadas exclusivamente nos nós. barra em tração (+) barra em compressão (-)
Configuração instável

Configuração instável

Como funciona um sistema articulado

Como funciona um sistema articulado
Como funciona um sistema articulado

Como funciona um sistema articulado

Como funciona um sistema articulado
Como funciona um sistema articulado

Como funciona um sistema articulado

Como funciona um sistema articulado

Tipos de treliças:

Tipos de treliças:
Tipos de treliças:

Estruturas Articuladas Reais

Grandes vãos e/ou cargas elevadas maneira econômica

Articulações reais (rebites, solda, parafusos) criam pequenas restrições a livre rotação das barras

pequenos momentos nas barras

estudos experimentais diferença mínima dos resultados teoria válida no ponto de vista prático

Deformáveis

Análise no Ftool

Análise no Ftool
Análise no Ftool
Estrutura Reticulada Plana
Estrutura Reticulada Plana

Estrutura Reticulada Espacial

Estrutura Reticulada Espacial

Comparação pilar-viga x pórtico

Comparação pilar-viga x pórtico

Viga Vierendeel

Viga Vierendeel A viga vierendeel é uma viga de alma vazada. Ela é composta por barras
Viga Vierendeel A viga vierendeel é uma viga de alma vazada. Ela é composta por barras
Viga Vierendeel A viga vierendeel é uma viga de alma vazada. Ela é composta por barras

A viga vierendeel é uma viga de alma vazada. Ela é composta por barras que se encontram em nós, e pode ser considera uma parente da treliça, mas apresenta comportamento bastante diferente.

A viga vierendeel é uma viga inventada e patenteada por Jules Arthur Vierendeel, em 1897, referencia à qual se originou sua nomenclatura.

Vídeo Yopanan

https://www.youtube.com/watch?v=5ZzYQ5WdD80

Vídeo Yopanan https://www.youtube.com/watch?v=5ZzYQ5WdD80

Exercício 1:

Exercício 1:

Exercício 2:

Exercício 2:
Exercício 2:

Exercício 3:

Exercício 3:

Exercício 4:

Exercício 4: