Você está na página 1de 5

Aguas purificadoras

Aqui o profeta Ezequiel narra sua visão, e conta que viu um rio que
nasce no altar do Senhor, dentro do templo. Se vc continuar lendo o
texto perceberá que esse rio corre até o Mar Morto. E o outro
milagre desse rio é que suas águas transformam totalmente o Mar
Morto, criando vida nesse ambiente.
O Mar Morto também é chamado de Mar de Arabá, visto que se
encontra na depressão de Arabá onde o rio Jordão e o Mar Morto
se encontram. E uma das principais características desse Mar é
que ele é um depósito de sal, isto é, o Mar Morto é um lago que
não tem saída e por isso acumula sal de todas as águas que
chegam até ele. E por ter tanto sal não tem vida alguma nesse
ambiente.
Mas de acordo com a visão de Ezequiel as águas que nascem do
Altar do Senhor correm em direção ao Mar Morto e modifica sua
essência e natureza. As águas que jorram de Deus elimina todo o
sal do Mar Morto.

Quando estamos no mundo estamos como o Mar Morto, mortos


para nossos pecados. Mas quando aceitamos Jesus , o fluir do
Espírito Santo nas nossas vidas nos transforma, santificando
nossas vidas.
À medida que buscarmos ao Senhor seremos purificados de toda
injustiça, de todo pecado. Aqui percebemos que Deus atua de duas
maneiras. A primeira: Deus elimina o pecado, e a segunda: Deus
nos santifica.
Jesus nos exorta a sermos santos, vc pode conferir em Mateus 5:48
¨Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai, que está
nos céus.¨Mateus 5:48
Tudo isso porque Jesus quer nos entregar todas as suas virtudes.
O exemplo dessa visão de Ezequiel nos ensina exatamente isso.
Assim como Deus faz o Mar Morto viver, curando suas águas, o
mesmo acontece com nossas vidas também, somos curados por
Deus.
Quando lemos os versículo 8 a 12 do capítulo 47 de Ezequiel
vemos que o Mar Morto passa a ter vida, gerando peixes em
abundância e árvores frutíferas. Ora, lendo esse trecho eu aprendo
que o Nosso Deus supre todas as nossas necessidades.

3
Saiu aquele homem para o oriente, tendo na mão um cordel de
medir; mediu mil côvados, e mefez passar pelas águas, águas
que me davam pelos joelhos.”

Toda vez que o homem(anjo) mede mil côvados, o Senhor está nos
fazendo um convite para caminhar com Ele, para andar em sua
presença. Esse é o significado dessa medida: um convite para nós
caminharmos com Deus.
Ao aceitarmos o Senhor Jesus como Senhor e Salvador de Nossas
vidas, estamos aceitando esse convite, e recebemos o refrigério do
Espírito Santo até nossos calcanhares.

águas nos tornozelos fazem alusão


aos pés. Águas que começam lavando os pés que carregam todo o
pó, toda a sujeira, cansaço da
caminhada.
Faz alusão à nossa vida comum, quando a poeira da caminhada
deixam nossos pés manchados, sujos,
cascudos.

Ter os pés limpos de toda mancha e poeira do mundo por onde


passamos.
Deus de igual quer que mantenhamos nossos pés limpos, lavados
pelo Seu rio, purificados, para que possamos
ter: “pés formosos sobre os montes, daqueles que anunciam boas
novas”.

Quando caminhamos, naturalmente as sujeiras vem aos pés, mas


se meus pés estão sob os rios de Deus – Sua
Palavra – sujeira nenhuma ficará pois eles serão lavados pelo
Poder de Deus!
Ocorre que o Senhor deseja que estejamos cada vez mais pertos
dEle, e nos faz mais um convite:
“4
Mediu mais mil, e me fez passar pelas águas, águas que me
davam pelos joelhos;”
Quando o homem mede mais mil côvados, o Senhor está nos
fazendo mais um convite, para estarmos em comunhão profunda
com ele, para vivermos no Espírito.
Ao aceitarmos mais esse convite, recebemos o refrigério do Espírito
Santo até nossos joelhos.
Água nos joelhos: (Ez. 47: 4) – Neste nível espiritual de água nos
joelhos, você ainda é livre, mas já é capaz de responder um pouco
mais a Deus. Aqui você ainda pode movimentar-se, porém com
maior dificuldade. É quando você não está com vontade de orar,
mas sabe que precisa orar. Neste nível você já não se sente tão
livre para fazer o que quer. É um nível espiritual onde você está
aprendendo a obedecer, é um tempo de humilhação, de
dependência de Deus, ou seja, você não é tão livre, mas também
não depende muito de Deus. Dê ainda hoje um passo a mais em
direção do rio de Deus e aprenda a depender totalmente Dele.
Certamente Ele não vai te desamparar.
Mas Deus quer muito mais do que isso, então nos faz mais um
convite:

b
mediu mais mil, e me fez passar pelas águas que me davam
pelos lombos.”

O Senhor deseja que cada um de nós possa viver guiados pela Lei
do Espírito Santo, cheios do Espírito, cheios do poder, para que o
Senhor possa nos usar cada vez mais.
Então, quando as águas já estão batendo nos nossos lombos Deus
tem mais ainda para nos oferecer.
O Senhor quer nos ver navegar no oceano do Espírito. O Senhor
deseja que nos entreguemos de tal maneira que nademos no rio do
Espírito Santo.

Água nos lombos: (Ez. 47: 4) – Este nível espiritual geralmente é


o nível onde o homem se entrega a Deus para fazer o ministério
(Trabalho). Lombo nos fala de carga. Pessoas que se encontram
neste nível espiritual são desafiadas a levar a carga uns dos outros
juntamente com seus pastores e líderes espirituais. Águas nos
lombos nos fala de um tempo de assumir responsabilidades
maiores para edificar o reino de Deus. Isto certamente vai implicar
que você renuncie parte de seu tempo, sua fome, seu sono, seus
finais de semana de descanso, tão somente para fazer a obra do
Senhor pelo qual você foi chamado e escolhido. Neste nível, às
vezes você chega a pensar que não tem mais liberdade, pois já
quase não consegue sentir os seus “pés” no chão. Se você
encontra-se neste nível de água em sua vida espiritual, mergulhe
mais fundo ainda, não tenha medo, pois o Senhor deseja
ardentemente lhe conduzir a águas mais profundas afim de cumprir
o Seu propósito em sua vida.

“5
Mediu ainda outros mil, e era já um rio que eu não podia
atravessar, porque as águas tinham crescido, águas que se
deviam passar a nado, rio pelo qual não se podia passar.”

Ora, muita gente está com as águas do rio de Deus batendo no seu
calcanhar porque tem uma mochila pra carregar. Mas o convite de
Deus é para nadar no oceano do Espírito e para isso não podemos
carregar nenhuma sacola conosco.
Portanto, para navegar no oceano do Espírito é preciso deixar tudo
para trás, todas as coisas velhas, todos os maus hábitos, todas as
reservas, todas as nossas filosofias, tudo aquilo que não agrada a
Deus.
Águas Profundas: (Ez. 47: 5) – Este é o nível espiritual do
sobrenatural de Deus. Se você encontra-se neste nível, agora você
já não mais guia a sua vida. O “Rio” (Jesus) guia você. Você é
levado pela correnteza do Senhor Deus todo poderoso. Este é o
nível espiritual do obreiro aprovado. O “Rio” leva você a orar
mesmo quando você não quer, o “Rio” leva você a jejuar, o “Rio”
leva você a ofertar, a perdoar, a se humilhar, etc. Neste nível das
águas purificadoras você já “perdeu” o controle de sua vida porque
entregou totalmente nas mãos do Mestre.
Já estou crucificado com Cristo; e vivo, não mais eu, mas Cristo
vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a na fé no filho
de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”
Gálatas 2: 20. Este é o nível onde você encontra o enfermo, e em
nome de Jesus Cristo o declara curado, é o nível onde ao invés da
pobreza virá a prosperidade, é o nível que por onde você passar, as
águas que antes estavam mortas, tornarão saudáveis e tudo viverá
por onde quer que passe este Rio. (Ezequiel 47: 8-9).

Se você quiser ver o Mar Morto da sua vida se transformar em um


lugar saudável, cheio de vida, passe a partir de hoje navegar no
oceano do Espírito.

Interesses relacionados