Você está na página 1de 12

DECORE OS NOMES DAS NOTAS MUSICAIS EM 5 PASSOS

Um dos grandes entraves do estudante de música se trata da dificuldade em decorar as notas musicais.

Apresento aqui um método simples, prático e descomplicado para você decorar todas as notas, antes que o
desânimo te domine, e você diga: “Música não é pra mim!”. Já ouvi esta frase diversas vezes e, com certeza, esta
dificuldade foi um dos principais fatores que fez com que milhares de pessoas desistissem de tocar um
instrumento musical.

Siga os passos a seguir e veja que, decorar as notas musicais, não será mais problema pra você;

1º PASSO - Nesta página só há quatro notas: DÓ – RÉ – MI – FÁ; Em um ritmo cadenciado fale


cada nota do 1º pentagrama até sentir que ficou bem decorado.
• Só mude de pentagrama quando não errar nenhuma nota. Repita o processo no 2º, 3º, 4º pentagrama...
até o final;
• Quando você estiver falando sem “gaguejar” toda a página, uma nota por segundo ou mais rápido,
passe para a próxima página.

01
2º PASSO - Agora vamos fixar mais quatro notas: SOL – LÁ – SI – DÓ; Da mesma forma que na
página anterior, Só mude de pentagrama quando não errar nenhuma nota.
• Repita o processo nos demais pentagramas, até o final; Quando você estiver falando, toda a página,
uma nota por segundo ou mais rápido, passe para a próxima página.
• É importante saber que cada nota precisa ser reconhecida quando você olhar para ela. Então não use de
artifícios para falar a nota. Estes exercícios, se praticados como foram pedidos, darão a você a condição
de conhecer todas as notas à primeira vista.

02
3º PASSO - Nesta página é apresentado a você mais quatro notas: RÉ – MI – FÁ – SOL; Da mesma
forma que na página anterior, Só mude de pentagrama quando não errar nenhuma nota.
• Repita o processo nos demais pentagramas, até o final; Quando você estiver falando sem “gaguejar”,
toda a página, uma nota por segundo ou mais rápido, passe para a próxima página.
• É importante que, ao chegar no último pentagrama de cada página, refaça toda a página de cima a
baixo, como quem está lendo uma partitura. Isto te ajudará a fixar cada conjunto de notas.

• Ao estudar esta página você já terá conhecimento de todas as notas do pentagrama, restando apenas
algumas notas das linhas e espaços suplementares.

03
4º PASSO - Agora vamos unir todas as notas estudadas nos exercícios anteriores. Da mesma
forma que na página anterior, Só mude de pentagrama quando não errar nenhuma nota. Repita
o processo nos demais pentagramas, até o final; Quando você estiver falando sem “gaguejar”,
toda a página, uma nota por segundo ou mais rápido, Você já está apto a ler notas musicais com
boa desenvoltura.
• Dentre todos os métodos que utilizei durante toda a minha carreira musical. Este foi o mais eficiente
para ajudar na fixação dos nomes das notas.

04
5º PASSO – Resta agora fixar as notas mais utilizadas nas linhas e espaços suplementares. Estas
você vai decorando de pouco a pouco. Conforme for aparecendo em seu repertório.

Faça bons estudos e que possa realizar seu sonho de tocar um instrumento musical.
William Cezário - outubro de 2016

As armaduras de tonalidades do modo menor se comportam de maneira similar. O importante, neste caso, é conhecer os
acidentes contidos na forma natural da escala. As alterações no sexto e/ou sétimo graus que se encontram nas formas
melódica e harmônica das escalas menores não devem ser assinaladas na armadura.

05
Mensagem da cruz
[Composer]

C C C C F F F F

G G G G C C G G
10

C C C C
18

F F F F
22

G G G G C C C
26

C G G G G C C C C F
33

F F F C C C C C C C
43

C F F F F C C G G C
53

C C
63

06
07
Mais perto quero estar
Ed. Jean Beckman Lowell Mason (1792 - 1872) .

  6          


Soprano
  8  
 
       
      
 1.Mais per - to  que - ro_es - tar  meu Deus de  Tí 
  2Mi - nha_al - ma  can - ta - rá  a  
6       
Tí Se - nhor

  8  
      

 

 
  
  
     


  
 
    
Contralto

    
  68                 
 
 

   
       
   que - ro_es - tar  meu Deus de  Tí 
Tenor

  can - ta - rá  a Se -  nhor 
1.Mais per - to

  6   

            
2.Mi - nha_al - ma Tí

8  

  
 

 
  
Baixo

           

            



 
     
 
     
   
 in - da que  se - ja_a dor  que me le - ve_a  Tí 
  chei - a de  gra - ti - dão  pe - lo teu a - mor 
 

             
   

   
  
  


  

  
 

 
 

 
  
    
    
                   
 
 

   
      
   se - ja_a dor  que me le - ve_a  Tí 
  gra - ti - dão  pe - lo teu a - mor 
in - da que

             
chei - a de

 

 


 
 

 
  

 
 

 

         

08
     

 
 
  
   

 
 

  
   

 
      

   

      
 cons -  tan - te_o - rar  mais per - to  que - ro_es - tar 
              
Eis meu


  
  
   
  
   
   
    
    

    
    
   
           


  

 

  

 

 
  
  


    
   
  Eis meu cons -  tan - te_o - rar  mais per - to  que - ro_es - tar 
    
   
   
        


  
     
           

            
 

 
     
 
     
   
  que - ro_es - tar  meu  Tí 
      
mais per - to Deus de

      
      
  
     
      
  
    
                
    
      
 

        
  mais per - to  que - ro_es - tar  meu  Tí 
            
Deus de


 

    
  

 
      
    
    

09
EM JESUS
( Hino nº 400 )

44              
C F C G C

          


            

 

1.Em Je sus, vi ven do ca da di a, Em Je sus, eu
2.Em Je sus, na Ro cha i na ba lá vel, Em Je sus no
3.Em Je sus, a gra ça é in fi ni ta, Em Je sus, oh
4.Em Je sus, não te mo o mal ea mor te, Em Je sus, es

G  C  F       
 
 
       

C G C

  
       

    
       
te nho a le gri a! Em Je sus, oh do ce har mo ni a!
Homem in com pa rá vel! Em Je sus no Deus tão a do rá vel!
ben ção i nau di ta! Em Je sus, mi nh al ma é ben di ta;
tou fir ma do e for te! Em Je sus, meu bar co ru ma ao nor te,

         
G C

 
 
 
 

   
   
Em Je sus des fru to a paz de Deus!
Em Je sus, o mal não te me rei!
Em Je sus, eu te nhi sal va ção!
Em Je sus, eu sempre hei de ven cer!

10
PLENA PAZ
(Hino nº 3)
J. Howard Entwisle

4    
           G ( A.N. )

 4                   


        
G C


1. Ple na paz e san to go so, Te nho em ti, ó meu Je sus! Pois eu
2. O mor de Je sus Cris to É mui gran de pa ra mim, Pois Sua gra
3. Es te mun do não de se ja Tão bon do so Sal va dor, Não sa
4. Quan do o pô vo Is ra e li ta Com Je sus se con cer tar, Dan do

             


    
                     
  
D G

   
cri em tu a mor te so bre a cruz; No Se nhor só con fi an do Nes se
ça me en cheu de a mor sem fim; Meu Je sus foi pa ra a gló ria, Mas um
ben do a gra de cer Seu gran de a mor, Eu po rém, es tou go zan do Do fa
gló ria ao Seu no me sem ces sar, Nes se tem po céu e ter ra, Hão de

     
 
  
 
    
CORO

     
  
  
 

C G G C G D

 

              
 
     
mun do vi ve rei, En to an do a le lu ias ao meu Rei! Oh!...........
di a eu O ve rei; En to an do a le lu ias ao meu Rei!
vor de Su a lei. En to an do a le lu ias ao meu Rei!
ser a mes ma grei. En to an do a le lu ias ao meu Rei!

         G          


   
 
    
          
 
C C

    
       
gló ria a meu Je sus! Pois é di gno de lou vor; É meu Rei, meu bom Pas tor, E meu Se

 D     
              
 
G C G


       


           
 
nhor; Co mo os an jos que O lou vam; Eu tam bém O lou va rei, En to

    
  
 
 
 
   
C G D G

  
 
 
    

 
an do a le lu ias ao meu Rei!

11
12