Você está na página 1de 19

PLANO

DE
SEGURANÇA
2014

Cliente: CSN

Agosto 2014
ÍNDICE :

1 – Plano de Segurança/ Apresentação

2 – Introdução

3 – Valores quanto a Segurança do Trabalho

3.1 – Crenças e valores de Segurança do Trabalho da Danieli

3.2 - Meio Ambiente

4 – Normas e Procedimentos nas Frentes de Trabalho

5 - Escopos da Atividade

6 – Áreas de vivencia

6.1 - Refeitório

6.2 - Sanitários

7 – SESMT

8 – Programas de Treinamentos

8.1 – Orientações internas a novos colaboradores

8.2 – Plano de emergência

8.3 – Treinamentos de Segurança

8.4 – Treinamentos específicos

9 – DDS - Dialogo Diário de Segurança

10 – Analise Preliminar de Riscos APR/ Permissão de Trabalho

11 – Consignações de Fontes de Energias (Bloqueio)

12 – Inspeções de Segurança

13 – Investigações de Acidente/ e Relato de Anomalias

14 – Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

2
15 - Estatística

16- PPRA e PCMSO

17-Diretriz Geral de Segurança CSN Ouro Branco

18 – Critérios para Trabalho em Altura

19 -Tabela de EPI´S por Função

20 - Problemas Potenciais na Atividade

20.1 - Metas da Obra

20.2 - Plano de Ação para problemas Potenciais

21– Plano de Ação

22 – Trabalho em Altura / Utilização de Plataforma Móvel

22.1 - Trabalho em Altura

22.2 - Plataforma Móvel

23 - Dicas de Prevenção e combate a Incêndio

24 – Primeiros Socorros

25- Responsabilidades da Obra

26 - Conclusão

3
1 – Plano de Segurança/ Apresentação

O plano proposto visa orientar ações para se estabelecer procedimentos


adequados no sentido de minimizar os riscos de acidentes, definirem atribuições,
responsabilidades ao pessoal que gerencia aplicar técnicas de execução que
reduzam ao máximo possível esses riscos de acidentes e doenças provocadas pelo
exercício do trabalho, objetivando o “Zero Acidente”, com isto protegendo a vida
(integridade física e mental) dos trabalhadores que prestadores de servico da
Danieli e não provocar riscos para os empregados do Contratante ou
terceiros.

A responsabilidade pela implementação do programa de segurança nas frentes


de serviço será dos lideres, supervisores, técnicos, Diretores da Furofix
Engenharia LTDA.

Assim serão mantidos no escritorio, equipamentos de segurança do trabalho de


forma a atender às disposições legais, instrumentos normativos para o rigoroso
acompanhamento e controle de todos os procedimentos de segurança que se
fizerem necessários aos serviços contratados, inclusive desenvolvendo seus
trabalhos em estreito relacionamento com o pessoal de produção, manutenção e
fiscalização da empresa Contratante, visando estabelecer controles, interação e
melhorias que aperfeiçoem as condições de prevenção de acidentes e doenças
ocupacionais.

2 – Introdução

Com o objetivo de se prevenir acidentes do trabalho e doenças ocupacionais,


estamos apresentando o Plano de Segurança da Furofix Engenharia LTDA para
obra na CSN com atividades de Remoção e restruturação dos trilhos e
montagem das placas de conreto, para que possamos obter resultados cada vez
mais consistentes para a segurança do trabalho e realizando estudos dos incidentes
e acidentes e anomalias, dele definindo ações preventivas e corretivas através de
um Plano de Ações e assim eliminar ou neutralizar as causas dos acidentes e
consequentemente atingirem a meta que é a proteção da vida (integridade física e
mental) dos nossos empregados.

3 – Valores quanto a Segurança do Trabalho

3.1 – Crenças e valores de Segurança do Trabalho da Furofix Engenharia


LTDA

É importante ressaltar que o ser humano é o principal responsável pela sua saúde e
segurança no trabalho, cabendo a ele assumi-las no que lhes couber e promovê-
las, tanto no aspecto físico como mental.

Cabe ao Estado, criar condições básicas para a promoção da saúde e segurança


do homem, mesmo antes dele nascer, mas cabe a qualquer empresa como
obrigação ao admitir homens sadios, criar e manter uma cultura que leve seus
colaboradores a assumirem suas responsabilidades sobre o meio ambiente de
trabalho e por conseqüência, a sua própria saúde e segurança.
4
A direção da Empresa além de cumprir as exigências legais introduzidas no seu
plano de segurança do trabalho, procura desenvolver e difundir a cultura da auto
segurança, proporcionando seus colaboradores e sub contratadas, oportunidades e
meios capazes para se desenvolverem como pessoas.

3.2 Meio Ambiente

Será sempre parte integrante dos Planos de Segurança do Trabalho da Empresa o


Controle Ambiental. Para atender este requisito fundamental na preservação do
meio ambiente, a Furofix Engenharia LTDA buscará implantar uma sistemática,
sob a orientação da CSN, para identificação, análise e tomada de decisão no
sentido de minimizar os impactos ambientais decorrentes de suas atividades nas
instalações da mesma.

Tendo em vista a preocupação da Furofix Engenharia LTDA , em conservar o


Meio Ambiente, essencial na busca da melhoria contínua da qualidade de vida e do
desenvolvimento, a Empresa compromete-se a:

Manter e organizar os recipientes para coleta seletiva de lixo onde haja atividades
da Furofix Engenharia LTDA

Diariamente todos manterão a limpeza de seu local de trabalho.

4 – Normas e Procedimentos nas Frentes de Trabalho

Nas frentes de trabalho terá à disposição dos nossos colaboradores e


subcontratados, além das Análises de Riscos elaboradas para as atividades a
serem executados, Procedimentos e Normas de Segurança que se fizerem
necessárias e/ou que forem exigidas pela CSN , bem como inspeções de segurança
em equipamento a serem utilizados.

5
5- Escopo da Atividade

Mobilização do pessoal

Montagem de Tapumes e
Isolamentos

Levantamento Limpeza da área


Topográfico

Remoção dos Trilhos Locação dos


chumbadores

Realização da Furação Fixação dos


chumbadores

Conferencia com
montagem preliminar das
placas.

Apicoamento

Grauteamento Epoxidico

Remoção da estruturas
antigas

Conferência Topográfica

Desmobilização do
Limpeza da Área
Pessoal

Fim das Atividades

6
A finalidade de cada função descrita acima e somente assessorar com informações
por parte de colaboradores Furofix e subcontratadas em caso de falhas envolvidas
em equipamentos da Furofix.

6 – Áreas de vivência

6.1 - Refeitório

A alimentação será fornecida em refeitórios internos estabelecidos pela


Contratada, CSN.

6.2- Sanitários

Serão utilizadas as instalações sanitárias da CSN vasos sanitários, mictórios e


lavatório para tender os colaboradores e subcontratados da Furofix envolvidos na
obra.

7 – SESMT

A Empresa manterá profissional de segurança, este será dimensionado de


acordo com o efetivo e do grau de risco, ou se o Contratante assim o exigir.

8 – Programa de Treinamentos

8.1 – Orientações internas a novos colaboradores

Todo o colaborador que for admitido na Empresa para trabalho será submetido a
um treinamento introdutório com a finalidade de receber as primeiras instruções
sobre o programa de segurança da CSN. Deverá ainda o mesmo ser treinado e
orientado sobre os riscos a que estarão expostos, enfocando principalmente:

Informações sobre as condições dos locais de trabalho;

Prevenção e Combate a Incêndio;

Riscos inerentes às atividades a serem desenvolvidas;

Uso adequado dos EPI e/ou EPC;

Causas e conseqüências de acidentes;

Relatos de incidentes;

7
Algumas regras de Segurança da Contratante;

Sistema de Gestão Ambiental da Contratante;

Responsabilidade de cada empregado frente a acidente, incidentes e prevenção de


acidentes do trabalho;

Outros treinamentos específicos, instruções e orientações exigidas pelo Contratante


que julgarem necessários.

Todo treinamento será documentado através de lista de presença, com assinatura


de todos participantes. A documentação dos treinamentos realizados será mantida
pelo SESMT da Empresa.

8.2 – Plano de emergência

Cumpriremos as determinações e orientações fornecidas pelo cliente, desta


forma atendendo o Plano de Emergência da CSN. Todos os colaboradores e
prestadores de serviços da Furofix Engenharia LTDA receberão tal
informação e fará parte da APR.

Postos de ambulância:

TELEFONES ÚTEIS EM CASO DE EMERGÊNCIA

NOME TELEFONE
Ambulância - 192
Bombeiros 193
Em caso de principio de incêndio, utilize os extintores adequados, caso esteja
habilitado para este fim. Abandone o local quando solicitado e o mais breve
possível, comunique a ocorrência.

TELEFONES ÚTEIS DA CONTRATADA:

NOME CARGO TELEFONE


Marcio José Gonçalves
Gerente de Obra (31)84735070
Teodoro
Jonathan Philippe S. Técnico de
(31)92576107
Viana Segurança

8
8.3 – Treinamentos de Segurança

Todos os colaboradores e subcontratados da Furofix Engenharia LTDA receberão


treinamento de integração para trabalhos na obra realizados pela contratante CSN

8.4 – Treinamentos específicos

Serão ministrados treinamentos específicos para os colaboradores para atividades


específicas como, por exemplo, trabalho em altura.

9 – DDS - Diálogo Diário de Segurança

Muitos acidentes ocorrem devido à falta de capacitação do empregado quanto


ao método de trabalho. No Diálogo Diário de Segurança o encarregado ou
Supervisor responsável pela equipe tem a obrigação de alertar/ instruir os
colaboradores quanto aos riscos existentes no serviço a serem executados, quais
os riscos a que eles estarão expostos e quais os métodos e / ou equipamentos de
segurança que deverão utilizar para neutralizar as causas de acidentes.

Deve verificar o estado geral dos colaboradores de sua equipe, interpelando-os


sobre suas condições físicas e psicológicas para desenvolver as atividades
programadas para o dia.

O Diálogo Diário de Segurança será realizado antes do inicio de cada jornada


de trabalho e terá a duração de 15 minutos, quando cada colaborador será instruído
sob os riscos das atividades a serem executadas, incidentes e acidentes ocorridos
ou como preparação para serviços vindouros. Após conclusão do DDS cada
participante devera assinar a lista de presença, evidenciando sua participação.

10 – Análise Preliminar de Riscos APR/ Permissão de Trabalho

A Empresa compromete-se a seguir as normas de segurança da CSN . A


elaboração de análise preliminar de risco, “ferramenta” para a execução de
quaisquer serviços, para proporcionar maior segurança durante a execução das
atividades programadas ou de emergência.

Cada etapa é analisada e estudada individualmente, convertendo-se em uma


orientação segura para a execução da tarefa, garantindo a segurança do
trabalhador a partir das ações para eliminar ou neutralizar os riscos previamente
conhecidos ou observados através de avaliação. A Empresa deverá adequar a
análise de risco para cada situação identificada em cada área e às exigências do
Contratante.

Obs: Devera ser elaborado APR de acordo com risco de cada área, e em caso de
haver qualquer mudança no cenário da atividade devera ser contemplado na APR
essas mudanças.

9
11 – Consignações de Fontes de Energias (Bloqueio)

Somente poderão ser realizados serviços nas instalações quando o circuito elétrico
estiver consignado e liberado pelo Contratante CSN. Quando não houver
possibilidade de se desligar o circuito elétrico, os colaboradores da Furofix
Engenharia LTDA somente executarão suas atividades após terem sido adotadas
todas as medidas de segurança necessárias à total segurança dos executantes da
atividade.

A Contratante estabelecerá os critérios e disponibilizarão recursos para uso de suas


instalações, comprometendo-se os colaboradores subcontratadas e prestadores de
serviços da Furofix Engenharia LTDA a segui-los rigorosamente.

Obs: Colaboradores e Funcionários Furofix não estão autorizados a


realizarem bloqueios de qualquer espécie, sejam eles elétricos, mecânicos,
hidráulicos, pneumáticos. Deverá ser solicitado esse bloqueio por pessoal
autorizado, ficando proibido a todos colaboradores e demais da Furofix
Engenharia LTDA contato direto com qualquer fonte de energia especificado
acima.

12 – Inspeções de Segurança

Os cintos de segurança antes de serem utilizadas deverão receber inspeção


visual diários, e semanalmente devera ser emitido um check list operacional visando
à detecção desgastes comprometedores que possam causar acidentes.

13 – Investigação de Acidente/ e Relato de Anomalias

O responsável do SESMT e a supervisão procederão ao controle e análise de


todos os incidentes e acidentes do trabalho ocorrido em sua área de atuação,
visando o estabelecimento e aplicação de medidas para evitar a repetição da
ocorrência. Toda análise de acidente deverá ser feita no prazo máximo de 24 horas.
Após esse prazo, apuradas as responsabilidades e falhas, será emitido um relatório
minucioso que será passado à diretoria da Empresa, que emitirá parecer e ou
convocará reunião se assim for necessário. De posse do relatório do acidente os
Supervisores deverão reunir com os colaboradores de sua equipe e divulgar o fato
ocorrido e as medidas de segurança estabelecidas.

A finalidade de qualquer investigação de acidente é identificar todos os fatores que


possam ter contribuído com o mesmo, para que possam ser evitados acidentes
semelhantes no futuro, bem como averiguar todos os requisitos que possam ser
exigidos pelas autoridades governamentais. As investigações deverão enfocar
fatos e não a atribuição de culpa.

10
A Furofix Engenharia LTDA comprometer-se-á a cumprir outras exigências do
Contratante referentes à matéria.

Serão feitos relatos de anomalias e envidas para a Segurança responsável pela


fiscalização de envolvidos no serviço.

14 – Equipamentos de Proteção Individual (EPI)

O fornecimento e uso dos EPI necessários à execução dos serviços serão


conforme o disposto na NR-6 da portaria 3214/78 do TEM e exigências do
Contratante.

A Empresa fornecerá aos colaboradores gratuitamente EPI adequado ao risco a


que o colaborador estiver exposto, em perfeito estado de conservação e
funcionamento nas seguintes circunstâncias:

Sempre que as medidas de proteção coletiva forem tecnicamente inviáveis ou não


oferecerem completa proteção contra os riscos de acidente do trabalho e/ou
doenças profissionais e do trabalho.

Enquanto as medidas de proteção coletiva estiverem sendo implantadas.

Para atender as situações de emergência.

Os EPI serão classificados como básicos e específicos.

Os equipamentos básicos serão obrigatórios a todos os colaboradores que


acessam as áreas do trabalho. São eles:

Capacete com jugular, óculos de segurança , protetor auditivo, Botina de


segurança c/ biqueira de composite, etc.

Os EPI específicos serão utilizados, também obrigatoriamente, de acordo com o


serviço a ser executado e as condições ambientais da área onde será desenvolvido.

Os EPI básicos e os específicos estarão indicados no quadro de EPI por função.

Todos os colaboradores serão treinados quanto ao uso adequado do EPI, por


ocasião de sua contratação na Empresa.

Serão instruídos sobre a obrigatoriedade do uso desses equipamentos nas áreas


de serviço. A recusa por parte do colaborador da utilização dos mesmos será
passível de punição por parte da Empresa.

Os EPI serão substituídos quando por acidente ou desgaste natural que os tornem
sem condições de atender às finalidades a que se propõem.

11
15 - Estatística

A Empresa fornecerá as estatísticas exigidas pela Fiscalização e órgão de


Segurança do Trabalho do Contratante, tais como relatório , mensal, análise de
incidentes, e outros, conforme datas estabelecidas. A Empresa manterá em seus
arquivos, todos os documentos necessários para auditoria interna do Contratante e
Ministério do Trabalho e Emprego.

16- PPRA e PCMSO

Os programas de Prevenção de Riscos Ambientais e de Controle Médico e


Saúde Ocupacional continuarão sendo atualizados por empresa do ramo de saúde,
especializada em Segurança e Medicina do Trabalho.

O controle de saúde dos colaboradores e subcontratados da Furofix Engenharia


LTDA e feito pela MEDPREV empresas do ramo de saúde ocupacional em
conformidade com a legislação em vigor.

Os candidatos a emprego submetem-se a exame médico antes de iniciarem suas


atividades na Empresa.

A neutralização/eliminação dos riscos de acidentes ou doenças ocupacionais é de


competência da direção Furofix Engenharia LTDA que conferirá a seus órgãos ou
prepostos a nível gerencial ou técnico, responsabilidades pela saúde e segurança
no trabalho dos colaboradores, inerentes ou delegadas a seus cargos.

17-Diretriz Geral de Segurança CSN

Diretriz Geral: Buscar a axcelência em segurança e saúde no trabalho de


empregados próprios e terceiros e assegurar que “nenhuma prioridade pode se
sobrepor a Segurança e Saúde do Trabalho”.

18 – Critérios para Trabalho em Altura

Todo empregado, antes do inicio das atividades em altura, além de estar apto
após exames médicos, deverá receber um treinamento específico para trabalho em
altura. Tendo uma reciclagem anual. Antes de se iniciar o trabalho o colaborador
terá que fazer uma inspeção visual do seu cinto de e um check list operacional
semanal do mesmo, evidenciando as condições que se encontra esse equipamento.

12
19 -Tabela de EPI´S por Função

EPIS Auxiliar Ajudante Operador de Engº(a) Civil Tec. Segurança


de Op. de Perfuratriz do Trabalho
Perfuratriz

Capacete de Seg.
c/ jugular B B B B B

Calcado de Seg.c/
bico em composite B
B. B B B

Luva Nitrilica
B
B B N.A N.A

Óculos de Seg.
lentes incolores
B B B B B

Protetor Auditivel. B B B B B

Cinto de
Segurança
E E E N.A N.A

Legendas: Especifico: E Básico: B Não de Aplica: N.A.

13
20- Problemas Potenciais na Atividade

Queda de altura trabalho igual ou superiora 2,00 metros falta de conhecimento do


risco e na utilização do cinto de segurança condição do EPI;

-Uso do celular trabalho em altura;

-Rompimento do ponto de ancoragem do cinto de segurança;

- Desobediência às normas , procedimentos e sinalizações;

- Ancoragem do cinto de segurança e cabo guia ruim.

20.1 - Metas da Obra

ACIDENTE COM ACIDENTE SEM TAXA DE TAXA DE


AFASTAMENTO AFASTAMENTO FREQUÊNCIA GRAVIDADE
00 00 00 00

14
20.2- Plano de Ação para problemas Potenciais

RISCO POR QUE O QUE ONDE QUEM QUANDO


FAZER

Fator Desobediência e Advertir Internamente Marcio Houver


comportamental Descumprimento Colaborador Teodoro desobediência
de ou
Procedimentos e descumprimento
Normas de de Normas e
segurança Procedimentos
de segurança

Uso de celular e Tira atenção do Restringir sua Em Todo Em Trabalho


atividade em colaborador utilização atividades Colaborador em Altura
Altura em Altura envolvido em
Trabalho e
Altura

Queda em Condição da Fazer uso Em Todo Em Trabalho


Altura atividade em obrigatório do atividades Colaborador em Altura
altura acima e/ou cinto de em Altura envolvido em
abaixo de 2m Segurança em Y Trabalho e
tp paraquedista Altura
c/ duplo
talabarte,
atracado em
estrutura fixa e
independente

Obs: A empresa Furofix por ser uma empresa séria em seu campo de atuação, dispõe de
seus colaboradores e subcontratados somente para função a que se destinam. Portanto
fica proibido a seus funcionários e colaboradores utilizarem quaisquer ferramenta que
não seja inerente da função.

15
21– Plano de Ação

O QUÊ? QUEM? COMO? QUANDO? STATUS


Solicitar Treinamento Jonathan Profissional de Antes de iniciar
para trabalho em altura, segurança as atividades
aos envolvidos em Habilitado
atividades em altura.
Treinar todos os Marcio e Treinar todos os Antes de iniciar
colaboradores Jonathan envolvidos antes de as atividades
envolvidos na obra: se iniciar as
APR, Plano de atividades no Plano
segurança, PT. de segurança; APR,
PT e demais
procedimentos.
Identificar os riscos das Jonathan Ir ao local das Antes de iniciar
atividades atividades para as atividades,
levantamentos dos realização passo
riscos e com base a passo.
nas informações e
participação da
supervisão
responsável pelo
serviço, com apoio
da segurança CSN
Inspeção visual e Usuário do Formulário próprio Antes do uso
operacional de Cinto de Equipamento
segurança

16
22 – Trabalho em Altura / Utilização de Plataforma Móvel

22.1- Trabalho em Altura

Todo empregado, antes do inicio das atividades em altura, além de estar


apto através de exames médicos, deverá receber um treinamento específico para
trabalho em altura sendo uma reciclagem anual.

OBS: O uso do cinto de segurança é obrigatório para trabalho em altura igual


ou superior a 2.00 metros acima do piso. Antes de se iniciar o trabalho em
altura fazer uma inspeção visual do seu cinto de segurança. O cinto de
segurança devera estar atracado em estrutura fixa.

22.2 - Plataforma Móvel

Atenção: Antes da utilização deste recurso deverão serão observados alguns itens:

Somente operador treinado habilitado a operar plataforma móvel;

Ter procedimento de segurança e APR para utilização e operação da plataforma


móvel;

Utilizar o cinto de segurança pára-quedista com dois talabartes;

Não utilizar a plataforma sob chuva ou à noite;

Não utilizar plataforma móvel menos de 6 metros de rede elétrica.

23 – Dicas de Prevenção e combate a Incêndio

Toda e qualquer frente de trabalho, com risco eminente de incêndio, deverá


possuir extintores portáteis, a fim de combater o fogo em seu início. Deverá ainda, a
mesma, possuir extintores específicos para atender as classes de incêndio
descritas abaixo:

Classe A - Extintor do tipo “Água pressurizada”

Classe B - Extintora do tipo “CO2”

Classe C - Extintora do tipo “Químico seco”

Todos os colaboradores serão orientados pelo técnico de segurança a não


obstruírem os equipamentos de combate incêndio, assim como não usá-los para
outro propósito que não seja a extinção de incêndio desde que seja orientado para
sua utilização. Após a utilização dos equipamentos de combate a incêndio do, será

17
feito comunicado ao órgão responsável pela contratante de controle dos extintores
de sua unidade para avaliação e reposição do equipamento extintor.

Obs.: Não fumar, não acender isqueiros ou quaisquer aparelhos que possam
produzir fogo ou faíscas próximo de locais de armazenamento de produtos
inflamáveis.

24 – Primeiros Socorros

A Furofix Engenharia LTDA comunicará a todos necessários em caso de uma


emergência o fato ocorrido e acionará a ambulância no Ramal nº 192 tel:(31) 3372-
1816 e em caso de necessidade acionará o corpo de bombeiro pelo Ramal nº 193.

25- Responsabilidades da Obra

Marcio José Gonçalves Teodoro

Engº Civil - Furofix Engenharia LTDA

Contato: (31) 84735070

Jonathan Philippe S. Viana

Técnico de Segurança do Trabalho – Furofix Engenharia LTDA

Contato: (31) 92576107

18
26 - Conclusão

Conforme já foi mencionado, nosso plano pretende ser dinâmico, ou seja,


deverá acompanhar o desenvolvimento das ocorrências do dia-a-dia, corrigindo os
fatores que constituírem para não-conformidades e de forma a prevenir, neutralizar
ou eliminar os fatores causadores de acidentes do trabalho ou de doenças
ocupacionais.

Estamos cientes de que a Furofix Engenharia LTDA precisa crescer e


consolidar-se em sua área de atuação. E estes passam necessariamente pela
melhoria da qualidade de vida e crescimento de seus colaboradores, pilar mais
importante de qualquer empreendimento.

O presente Plano de Segurança da Furofix Engenharia LTDA foi elaborado


com objetivo de prevenir quaisquer condições que coloque em risco a integridade
De seus colaboradores e demais na execução de serviços contratados pela Cliente
CSN .

______________________________________________

Gestor responsável pelo contrato CSN

______________________________________________

Marcio José Gonçalves Teodoro

Gestor responsável pela Furofix

Elaborado por:

_____________________________________________

Jonathan Philippe Souza Viana

Técnico de Segurança da Furofix

19