Você está na página 1de 82

Literatura de Serviço

Caminhões

SEÇÃO 303-03H - ARREFECIMENTO DO MOTOR


APLICAÇÃO: 1319 / 1519 / 1719

FERRAMENTAS ESPECIAIS............................................................................. 003


DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO............................................................................. 004
ARREFECIMENTO DO MOTOR ........................................................................ 004
DIAGRAMA DE FLUXO DO SISTEMA DE ARREFECIMENTO...................................... 005
ANTICONGELANTE................................................................................. 009
TROCA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO....................................................... 010
DIAGNÓSTICOS E VERIFICAÇÕES.................................................................... 010
ARREFECIMENTO DO MOTOR......................................................................... 010
INSPEÇÃO E VERIFICAÇÃO........................................................................ 010
FLUXOGRAMA DE SINTOMAS...................................................................... 018
TESTES PONTO A PONTO.......................................................................... 019
TESTE DE COMPONENTES......................................................................... 023
TESTE DE PRESSÃO................................................................................ 027
TESTE DE PRESSÃO DA TAMPA DO RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO
DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO ............................................................... 028
VÁLVULA TERMOSTÁTICA ............................................................................ 029
REMOÇÃO........................................................................................... 029
INSTALAÇÃO........................................................................................ 032
BOMBA D´ÁGUA........................................................................................ 035
REMOÇÃO........................................................................................... 035
INSTALAÇÃO........................................................................................ 038
RADIADOR DE ÁGUA................................................................................... 043
REMOÇÃO........................................................................................... 043
INSTALAÇÃO........................................................................................ 049
VENTILADOR / EMBREAGEM VISCOSA DO VENTILADOR.......................................... 055
REMOÇÃO........................................................................................... 055
INSTALAÇÃO ....................................................................................... 063

1
Literatura de Serviço
Caminhões
RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO........................................................................ 070
REMOÇÃO........................................................................................... 070
INSTALAÇÃO........................................................................................ 073
SENSOR DO NÍVEL DA ÁGUA DO RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO.................................. 077
REMOÇÃO........................................................................................... 077
INSTALAÇÃO........................................................................................ 079
ESPECIFICAÇÕES ...................................................................................... 081

2
Literatura de Serviço
Caminhões

FERRAMENTAS ESPECIAIS

303-396 (24-001-A)
Manômetro da pressão do sistema de arrefecimento

303-396-03
Adaptador para o manômetro da pressão do sistema de
arrefecimento

303-815 (CE/0660//)
Ferramenta para girar a árvore de manivelas

303-1192
Chave para aperto da embreagem viscosa

Ref. Cummins n° 3358386 - Chave do tensionador linear

Ref. Cummins n° ST-1293 - Medidor de tensão da correia

3
Literatura de Serviço
Caminhões

DESCRIÇÃO E OPERAÇÃO

ARREFECIMENTO DO MOTOR

1. Bomba d’água
2. Válvula termostática
3. Embreagem viscosa
4. Reservatório de expansão
5. Radiador
6. Ventilador

4
Literatura de Serviço
Caminhões

DIAGRAMA DE FLUXO DO SISTEMA DE ARREFECIMENTO

DIAGRAMA DE FLUXO

1. Entrada do líquido de arrefecimento


2. Rotor da bomba
3. Fluxo do líquido de arrefecimento após o arrefecedor de óleo lubrificante
4. Fluxo do líquido de arrefecimento após os cilindros
5. Fluxo do líquido de arrefecimento do bloco dos cilindros para o cabeçote dos cilindros
6. Fluxo do líquido de arrefecimento entre os cilindros
7. Fluxo do líquido de arrefecimento para a carcaça do termostato
8. Passagem de desvio do líquido de arrefecimento
9. Fluxo do líquido de arrefecimento de volta para o radiador
10. Desvio aberto
11. Desvio do líquido de arrefecimento no cabeçote dos cilindros
12. Fluxo do líquido de arrefecimento para a entrada da bomba d’água

5
Literatura de Serviço
Caminhões

Visão Geral
A função do sistema de arrefecimento é manter uma temperatura específica de operação do
motor. Parte do calor gerado pelo motor é absorvida pelo líquido de arrefecimento que flui
através das passagens do bloco e do cabeçote dos cilindros. O calor é então removido do líquido
de arrefecimento à medida que ele passa através do radiador.
O líquido de arrefecimento é sugado para uma bomba d’água integral e então pressurizado. Ele
flui primeiro ao redor das placas do arrefecedor de óleo e, então, penetra em uma cavidade
em torno dos cilindros. O fluxo de água continua através de furos na superfície superior de
montagem do cabeçote no bloco, e passa pelos orifícios na junta do cabeçote ao redor e entre
cada cilindro.
O líquido de arrefecimento flui para o cabeçote dos cilindros e em torno das áreas das válvulas
e dos injetores, continuando para o lado de escape do cabeçote dos cilindros e em torno das
áreas das válvulas e dos injetores, continuando para o lado de escape do cabeçote dos cilindros
até a carcaça do termostato integrada. Antes de o motor atingir a temperatura de abertura do
termostato, um pórtico de desvio é aberto para permitir que o líquido de arrefecimento entre
no lado de sucção da bomba d’água. Quando o motor atinge a temperatura de abertura do
termostato, este é aberto, permitindo que o líquido de arrefecimento entre no radiador.
Esta ação também fecha a passagem de desvio para a bomba d’água.

6
Literatura de Serviço
Caminhões

VÁLVULA TERMOSTÁTICA
A válvula termostática com cápsula de cera
permite que o motor aqueça rapidamente,
restringindo a circulação do líquido de
arrefecimento do motor a temperaturas de
operação baixas. Ajuda igualmente a manter a
temperatura de operação do motor dentro de
limites pré-determinados.

bOMbA D’ÁGUA
A bomba d’água suga o líquido de arrefecimento
da base do radiador e o bombeia através do
motor, e de volta para a parte superior do
radiador para o arrefecimento.

RADIADOR
O ar forçado por um ventilador, através
das aletas do radiador, esfria o líquido de
arrefecimento bombeado através do radiador.

7
Literatura de Serviço
Caminhões

VENTILADOR
O ventilador do sistema arrefecimento está
montado atrás do radiador, e é constituído
de múltiplas palhetas fi xado a um conjunto
de embreagem tipo viscosa, tendo seu
acoplamento diretamente à polia da árvore de
manivelas.

EMbREAGEM VISCOSA
O conjunto de embreagem viscosa do ventilador
possui sensores térmicos que aumentam ou
diminuem a transmissão de torque da árvore
ao ventilador, de acordo com a temperatura
do ar que passa pelo radiador.

8
Literatura de Serviço
Caminhões

Líquido do Sistema de Arrefecimento


Os veículos utilizam líquido do sistema de arrefecimento do motor na seguinte proporção: 7%
de aditivo anticorrosivo (Especificação Ford ESN-M99B169-A) e 93% de água.

! ATENÇÃO
Para veículos que operam em regiões que apresentam temperaturas abaixo de O°C, recomenda-se
utilizar líquido de arrefecimento do motor na seguinte proporção: 40% de anticongelante (Etilenoglicol)
+ 60% de água.

ANTICONGELANTE

CUIDADO
O anticongelante contém glicolmonoetileno e outros componentes, tóxicos quando ingeridos, e que
podem ser absorvidos pela pele após contato prolongado.

O teor do anticongelante deve ser verificado através do bocal do reservatório de expansão.


Se a concentração descer abaixo de 40%, existirá uma proteção reduzida contra temperaturas baixas
e a resistência à corrosão será inadequada. Nesses casos, a concentração deve ser reposta aos níveis
especificados. Não aumente a concentração acima de 50%.

NOTA Se o líquido de arrefecimento do motor tiver a especificação correta e for misturado nas
quantidades certas como indicado acima, deve ser trocado após um período de 12 meses
utilizando líquido anticongelante nas quantidades certas (Água + 40% de Etilenoglicol).

CUIDADO
O líquido de arrefecimento é tóxico. Mantenha-o longe do alcance de crianças e animais. Se não for
reutilizado, descarte-o de acordo com as normas locais de proteção do meio ambiente.

9
Literatura de Serviço
Caminhões

TROCA DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO

CUIDADO
Ao libertar a pressão do sistema, cubra a tampa do reservatório de expansão com um pano
grosso, de forma a evitar a expulsão do líquido de arrefecimento. O não cumprimento dessa
instrução pode resultar em ferimentos.

! AVISO
Ao drenar o líquido de arrefecimento, ou quando substituir quaisquer componentes do sistema
de arrefecimento, é essencial evitar qualquer contato do líquido de arrefecimento com a árvore
de comando de válvulas ou com a correia de acionamento de acessórios. Deve-se remover a
correia, se necessário. A contaminação da correia pode dar origem a um mau funcionamento
da mesma.

DIAGNÓSTICOS E VERIFICAÇÕES

ARREFECIMENTO DO MOTOR
INSPEÇÃO E VERIFICAÇÃO
1. Confirme o problema indicado pelo cliente, colocando o sistema em funcionamento.
2. Efetue uma inspeção visual e procure sintomas óbvios de danos mecânicos ou elétricos.

Tabela de Inspeções Visuais


Mecânica Elétrica
• Vazamentos • Sensor de temperatura do motor
• Reservatório de expansão do líquido de
arrefecimento
• Ventilador
• Radiador
• Bomba d’água
• Correia dos acessórios

3. Se a inspeção revelar problemas óbvios, repare a falha (se possível) antes de prosseguir.
4. Se não detectar qualquer anomalia, verifique os sintomas e consulte o Fluxograma de
Sintomas.
5. As falhas comumente atribuídas ao sistema de arrefecimento são: superaquecimento,
aquecimento demorado do motor e nível do líquido de arrefecimento baixando
constantemente.

10
Literatura de Serviço
Caminhões
6. Perda de líquido de arrefecimento, acúmulo de óxidos e sedimentos no sistema, e falhas
na válvula termostática constituem as principais causas de superaquecimento.

7. A perda do líquido de arrefecimento


pode ser decorrente de fugas externas no
radiador, reservatório de expansão e suas
conexões, conexões das mangueiras e
tubulações, tampões do bloco e tubulação
de arrefecimento do compressor, de
vazamentos internos decorrentes de
junta do cabeçote defeituosas, aperto
incorreto de seus parafusos e superfícies
do bloco ou cabeçote empenadas.

8. Os vazamentos externos podem ser


localizados visualmente, pressurizando-se
o sistema com o auxílio de equipamento
de teste de pressão.

11
Literatura de Serviço
Caminhões

ÓLEO LUbRIFICANTE DILUíDO EM LíqUIDO DE ARREFECIMENTO

1. Como o projeto do arrefecedor de óleo


não requer juntas ou vedações para
manter a separação de óleo e líquido de
arrefecimento, o próprio elemento deve
apresentar vazamento para permitir a
mistura dos fl uidos.

2. A presença de líquido de arrefecimento


no óleo pode ser causada por:
• Vazamento no elemento do arrefecedor
de óleo;
• Danos no cabeçote dos cilindros ou na
junta;
• Trincas no bloco do motor;
• Porosidades de fundição.

3. Durante a operação, a pressão do óleo


será maior que a pressão do líquido
de arrefecimento. Um vazamento no
arrefecedor de óleo aparecerá como óleo
no líquido de arrefecimento.
4. Entretanto, após uma parada do
motor, a pressão residual no sistema de
arrefecimento poderá fazer com que
o líquido de arrefecimento penetre no
caminho de vazamento até o óleo.

12
Literatura de Serviço
Caminhões

! ATENÇÃO
O uso de óleo diluído pode causar danos graves
ao motor.

5. Verifi que a condição do óleo lubrifi cante.


• Óleo fi no e preto é uma indicação de
combustível no óleo.
• Descoloração leitosa é uma indicação de
líquido de arrefecimento no óleo.

6. A oxidação ou sedimentos que se formam nos dutos de refrigeração do motor são levadas
ao radiador pelo líquido de arrefecimento; a obstrução de suas passagens pode causar
superaquecimento, dependendo do nível da restrição.
7. Condição de oxidação pode ser facilmente detectada, em função da aparência do líquido
de arrefecimento, no reservatório de expansão.
8. Válvula termostática defeituosa, permanentemente aberta, ou embreagem viscosa do
ventilador presa, são causas do aquecimento demorado do motor.

NOTA Para evitar danos ao motor, o


sistema deve ser abastecido
corretamente para reduzir a
possibilidade de bloqueios de ar.
Durante o abastecimento, o ar
deve ser ventilado das passagens
do líquido de arrefecimento.
Aguarde entre 2 a 3 minutos para
permitir que o ar seja ventilado;
a seguir, adicione a mistura para
trazer o nível a seu ponto mais
alto.

9. O sistema foi projetado para uma taxa de


abastecimento de 19 litros (5 galões) por
minuto.

13
Literatura de Serviço
Caminhões

10. O termostato controla a temperatura


do líquido de arrefecimento. Quando
a temperatura está abaixo da faixa
operacional, o líquido de arrefecimento
é desviado de volta para a entrada da
bomba d’água. Quando a temperatura
atinge a faixa operacional, o termostato
se abre, vedando o desvio e forçando o
líquido de arrefecimento fl uir através do
radiador. O termostato começa a abrir na
temperatura de 81ºC (178ºF).

11. Um termostato incorreto ou defeituoso poderá fazer com que o motor funcione muito
quente ou muito frio.

! ATENÇÃO
Nunca opere o motor sem termostato. Sem o
termostato, o caminho de menor resistência
para o líquido de arrefecimento é através do
desvio para a entrada da bomba d’água. Isto
pode provocar o superaquecimento do motor.

14
Literatura de Serviço
Caminhões

! ATENÇÃO
A falta de uma esfera de retenção pode fazer
com que o motor funcione frio, causando
possíveis danos.

12. O termostato possui duas esferas de


retenção para ventilar o ar através do
termostato quando este está fechado.
Isto é necessário para o abastecimento do
sistema de arrefecimento.

13. Para verifi car a existência de vazamentos,


pressurize o sistema de arrefecimento
a 140 kPa (20 psi). Com o sistema
pressurizado, remova os seguintes
componentes e verifi que se apresentam
vazamentos:
• Tampa dos balanceiros. Consulte a Seção
303-01b – Motor Cummins 4.5 l Diesel. A
presença de vazamentos indica trincas no
cabeçote dos cilindros.
• Bujão de dreno de óleo lubrifi cante.
A presença de vazamentos indica
arrefecedor de óleo e junta do cabeçote
dos cilindros defeituosos, ou trincas no
cabeçote ou bloco dos cilindros.

14. A presença de líquido de arrefecimento


no óleo pode ser causada pela junta
danifi cada do cabeçote dos cilindros, ou
trincas no cabeçote ou bloco dos cilindros.
15. Remova o cabeçote dos cilindros e a
junta. Consulte a Seção 303-01b – Motor
Cummins 4.5 l Diesel.
16. Verifi que se há trincas ou outros danos.

15
Literatura de Serviço
Caminhões

17. O radiador ou o defl etor do ventilador é


utilizado para direcionar todo o fl uxo de
ar através das aletas do radiador, em vez
de ao redor das bordas do radiador.

18. Verifi que se a folga do defl etor é


adequada.
19. Verifi que se o defl etor apresenta trincas,
vazamentos de ar ou outros danos.

20. Um radiador defeituoso ou obstruções podem reduzir o fl uxo de ar e fazer o motor


superaquecer.
21. Uma bomba d’água desgastada ou danifi cada não produzirá o fl uxo necessário para evitar
o superaquecimento do motor.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento é tóxico. Mantenha-o longe do alcance de crianças e animais. Se
não for reutilizado, descarte-o de acordo com as normas locais de proteção do meio ambiente.

16
Literatura de Serviço
Caminhões

22. Inspecione as mangueiras e verifi que se


elas apresentam algum tipo de trincas,
cortes ou danos.

NOTA A mangueira do líquido de


arrefecimento do motor, feita de
silicone, poderá inchar um pouco
devido à elasticidade do material.

23. Inspecione a correia quanto a: trincas,


vitrifi cação, rasgos ou cortes e desgaste
excessivo.
24. Se a correia estiver descascada ou pedaços
de material estiverem faltando, a correia
deve ser trocada.

25. Trincas transversais (paralelas à largura


da correia) são aceitáveis.
26. Trincas longitudinais (no sentido do
comprimento da correia) que interceptam
trincas transversais não são aceitáveis, e
a mesma deve ser trocada.

17
Literatura de Serviço
Caminhões

FLUXOGRAMA DE SINTOMAS

Falhas Possíveis Causas Ação a ser Tomada


• Perda de líquido de • Mangueiras. • Vá para o Teste Ponto a
arrefecimento. Ponto A.
• Abraçadeiras das mangueiras.
• Radiador.
• Bomba d’água.
• Reservatório de expansão do
líquido de arrefecimento.
• Juntas.
• Rachaduras de fundição do
motor.
• Bujões do bloco do motor.
• Superaquecimento • Vazamento do líquido de • Vá para o Teste Ponto a
do motor. arrefecimento do motor. Ponto B.
• Restrição no fluxo de ar para
o radiador.
• Obstrução no sistema.
• Embreagem viscosa do
ventilador inoperante.
• Válvula termostática.
• Bomba d’água.
• Sensor da temperatura do
cabeçote do motor.
• O motor não alcança a • Vazamentos nos componentes • Vá para o Teste Ponto a
temperatura normal de admissão e/ou escape. Ponto C.
de funcionamento.
• Resíduos no sistema.
• Danos nas lâminas ou folgas
incorretas.
• Falha de funcionamento do
indicador ou do sensor de
temperatura.
• O termostato não é do tipo
correto ou está defeituoso.
• Falha de funcionamento do
acionamento ou controles
do ventilador.

18
Literatura de Serviço
Caminhões

TESTES PONTO A PONTO


TESTE PONTO A PONTO A: PERDA DE LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO
CONDIÇÕES DETALHES/RESULTADOS/AÇÕES
A1: VERIFIQUE SE HÁ ALGUM PROBLEMA VISUALMENTE APARENTE
1. Verifique visualmente se há alguma
mangueira furada, rasgada ou
abraçadeiras soltas.
• Visualmente foi encontrado algum
problema?
→ Sim.
REPARE os componentes em questão.
→ Não.
VÁ para A2.
A2: VERIFIQUE SE HÁ VAZAMENTO PELA BOMBA D’ÁGUA
1. Verifique se há algum vazamento pelo
furo de dreno da bomba d’água.
• Visualmente foi encontrado algum
vazamento?
→ Sim.
SUBSTITUA a bomba d’água. Consulte a Seção
Remoção e Instalação.
→ Não.
VÁ para A3.
A3: VERIFIQUE SE HÁ VAZAMENTO NO SISTEMA DE ARREFECIMENTO
1. Faça o teste de pressão no sistema.
• Foi encontrado alguma anormalidade?
→ Sim.
REPARE os componentes em questão.
→ Não.
OK.

19
Literatura de Serviço
Caminhões

TESTE PONTO A PONTO B: O MOTOR SUPERAQUECE


CONDIÇÕES DETALHES/RESULTADOS/AÇÕES
B1: VERIFIQUE AS CONDIÇÕES DO LÍQUIDO DE ARREFECIMENTO

CUIDADO
Sejam quais forem as circunstâncias, nunca retire a tampa do reservatório de expansão quando
o motor estiver funcionando. A não observância destas instruções pode causar danos ao sistema
de arrefecimento e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de
vapor, tenha muito cuidado ao retirar a tampa do reservatório de expansão do sistema de
arrefecimento quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano
grosso em volta da tampa do reservatório de expansão. Gire-a lentamente até que a pressão
comece a aliviar e afaste-se enquanto a pressão diminui. Quando tiver a certeza de que toda a
pressão foi aliviada, gire a tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano).
A não observância destas instruções pode resultar em ferimentos graves.

1. Inspecione o nível e o estado do líquido


de arrefecimento.
• O líquido de arrefecimento está OK?
→ Sim.
VÁ para B2.
→ Não.
Se o líquido de arrefecimento estiver fraco
ou contaminado, LAVE o sistema e abasteça-o
com líquido de arrefecimento novo,
conforme necessário. Se o nível do líquido
de arrefecimento estiver baixo, abasteça o
sistema e EFETUE o teste de pressão. Consulte
a Seção Testes de Componentes.
B2: VERIFIQUE A VÁLVULA TERMOSTÁTICA
1. Efetue o teste de componentes indicado
nesta seção.
• A válvula termostática está OK?
→ Sim.
OK.
→ Não.
Instale uma válvula termostática nova.
Consulte a Seção Remoção e Instalação.

20
Literatura de Serviço
Caminhões

TESTE PONTO A PONTO C: O MOTOR NÃO ALCANÇA A TEMPERATURA NORMAL DE


FUNCIONAMENTO

CONDIÇÕES DETALHES/RESULTADOS/AÇÕES
C1: VERIFIQUE A VÁLVULA TERMOSTÁTICA
1. Efetue o teste de componentes indicado
nesta seção.
• A válvula termostática está OK?
→ Sim.
VÁ para C2.
→ Não.
INSTALE uma válvula termostática nova.
Consulte a Seção Remoção e Instalação.

C2: VERIFIQUE A EMBREAGEM VISCOSA


1. Verifique o correto funcionamento da
embreagem viscosa.
• A embreagem viscosa está funcionando
corretamente?
→ Sim.
OK.
→ Não.
SUBSTITUA a embreagem viscosa. Consulte a
Seção Remoção e Instalação.

C3: FALHA DE FUNCIONAMENTO DO INDICADOR OU DO SENSOR DE TEMPERATURA


1. Verifique o funcionamento do indicador e
sensor de temperatura.
• A embreagem viscosa está funcionando
corretamente?
→ Sim.
REPARE os componentes em questão. Consulte
a Seção apropriada.
→ Não.
VÁ para C4.

21
Literatura de Serviço
Caminhões

C4: VERIFIQUE A VÁLVULA TERMOSTÁTICA


1. Efetue o teste de componentes indicado
nesta seção.
• A válvula termostática está OK?
→ Sim.
VÁ para C5.
→ Não.
INSTALE uma válvula termostática nova.
Consulte a Seção – Remoção e Instalação.
C5: VERIFIQUE O ACIONAMENTO VISCOSO
1. Verifique o correto funcionamento do
acionamento viscoso.
• O acionamento viscoso está funcionando
corretamente?
→ Sim.
OK.
→ Não.
SUBSTITUA o acionamento viscoso. Consulte a
Seção – Remoção e Instalação.

22
Literatura de Serviço
Caminhões

TESTE DE COMPONENTES

RADIADOR

VERIFICAÇÃO
1. O ar forçado pelo ventilador, através
das aletas do radiador, esfria o líquido
de arrefecimento bombeado através do
radiador. Resíduos como folhas, papel,
poeira, etc podem obstruir as aletas e
prejudicar o fl uxo de ar, reduzindo o efeito
de arrefecimento da água no radiador.

! ADVERTÊNCIA
Utilize proteção apropriada para os olhos e
para a face ao trabalhar com ar comprimido.
Os resíduos e poeira lançados podem causar
ferimentos.

• Inspecione as aletas do radiador e verifi que


se estão obstruídas, tortas ou quebradas.
• Utilize ar comprimido para eliminar
sujeira e resíduos do radiador. Pressão do
ar: 552 Kpa (80 psi).
• Inspecione a colméia e a junta do radiador
e verifi que se há vazamentos.
• Se o radiador apresenta algum problema
e for necessário a sua remoção. Consulte
nesta seção, “Remoção e Instalação do
Radiador”.

23
Literatura de Serviço
Caminhões

bOMbA D’ÁGUA

VERIFICAÇÃO
TESTE DE PRESSÃO DO LíqUIDO DE ARREFECIMENTO

1. Meça a pressão do líquido de arrefecimento


na rosca, no lado de escape do cabeçote
dos cilindros.
Capacidade Mínima do Medidor de Pressão:
207 kPa (30 psi).

Pressão do Sistema de Arrefecimento - Termostato Aberto


kPa PSI
Saída da Água a 2000 rpm 17,2 MÍN. 2,5
Orifício Rosc. ½ NPT no Cabeçote a 2000 rpm 68,9 MÍN. 10,0
Orifício Rosc. ¾ NPT no Cabeçote a 2000 rpm 82,7 MÍN. 12,0
Saída da Água a 2500 rpm 24,1 MÍN. 3,5
Orifício Rosc. ½ NPT no Cabeçote a 2500 rpm 99,9 MÍN. 14,5
Orifício Rosc. ¾ NPT no Cabeçote a 2500 rpm 117,2 MÍN. 17,0

2. Se a pressão do líquido de arrefecimento for menor que a mínima indicada na tabela


acima, verifi que quanto ao seguinte:
• Remova a bomba d’água. Consulte a seção “Remoção e Instalação”.
• Inspecione a integridade das palhetas e deslizamento no eixo da bomba d’água.

24
Literatura de Serviço
Caminhões

3. O fl uxo do líquido de arrefecimento


também pode ser reduzido, se houver
falha na mangueira de entrada para a
bomba d’água. Geralmente, a mangueira
não apresenta falhas enquanto o motor
funciona em baixas rotações. Verifi que a
mangueira, enquanto o motor funciona na
rotação nominal.

NOTA Certifi que-se de que o motor esteja


aquecido, a uma temperatura
mínima de 91°C (195°F), de modo
que o termostato esteja aberto.

4. Uma bomba d’água desgastada ou


danifi cada não produzirá o fl uxo necessário
para evitar o superaquecimento do motor.

Para verifi cações da bomba d’água


NOTA
será necessária a sua remoção.
Consulte a seção “Remoção e
Instalação”.

5. Inspecione a carcaça e o rotor da bomba d’água quanto a trincas ou danos.


6. Inspecione o furo de dreno da bomba d’água e verifi que se há indicação de vazamento
contínuo.

NOTA Um traço ou acúmulo de substâncias químicas no furo do dreno não justifi ca a


substituição da bomba d’água. Se for observado um fl uxo contínuo de líquido de
arrefecimento ou de óleo, substitua a bomba d’água por uma nova.

25
Literatura de Serviço
Caminhões

VÁLVULA TERMOSTÁTICA
VERIFICAÇÃO

Para verifi cações da válvula termostática será necessária a sua remoção. Consulte
NOTA
nesta seção, “Remoção e Instalação da Válvula Termostática”.

1. Inspecione a válvula termostática quanto


a danos.

NOTA Não deixe que a válvula


termostática encoste no
recipiente.

2. Aqueça a água e verifi que a válvula


termostática da seguinte maneira:
• Suspenda a válvula termostática em um
termômetro de 100°C (212°F) em um
recipiente com água.

3. A temperatura nominal de operação vem estampada na válvula termostática.


4. A válvula termostática deve começar a abrir dentro da faixa de 1°C (2°F) dessa tem-
peratura nominal.
5. A válvula termostática deve estar completamente aberta dentro da faixa de 12°C (22°F)
dessa temperatura nominal.

26
Literatura de Serviço
Caminhões

Temperatura de Abertura do Termostato


°C °F
Temperatura de início 81 MÍN. 178
de abertura
83 MÁX. 182
Temperatura de
94 MÍN. 202
abertura total

NOTA A distância mínima entre o fl ange e a carcaça com termostato totalmente aberto é
14,3 mm (0,563 pol.).

TESTE DE PRESSÃO
1. Desligue o motor.
2. Abra o capuz.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Retire cuidadosamente a tampa do reservatório de expansão do líquido de arrefecimento


para libertar a pressão do sistema de arrefecimento. Acrescente líquido de arrefecimento
no reservatório de expansão, conforme necessário.
4. Instale o adaptador do manômetro da pressão entre o parafuso de descarga do excedente
e a respectiva mangueira no reservatório de expansão do líquido de arrefecimento. Instale
novamente a tampa do reservatório de expansão do líquido de arrefecimento.
5. Instale a bomba de pressão e o indicador no adaptador e pressurize o sistema de
arrefecimento até ao limite inferior da tampa do reservatório de expansão do líquido de
arrefecimento.

27
Literatura de Serviço
Caminhões
6. Pressurize o sistema de arrefecimento. Observe a leitura do indicador durante 2 minutos.
Durante esse período, a pressão não deve baixar.
7. Alivie a pressão do sistema, abrindo a tampa do reservatório de expansão do líquido
de arrefecimento. Verifique o nível do líquido de arrefecimento. Complete conforme
necessário, com a solução correta de líquido de arrefecimento.

TESTE DE PRESSÃO DA TAMPA DO RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO DO LÍQUIDO DE


ARREFECIMENTO

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

1. Retire cuidadosamente a tampa do reservatório de expansão do líquido de arrefecimento


para aliviar a pressão do sistema. Acrescente líquido de arrefecimento ao reservatório de
expansão, conforme necessário.
2. Limpe a área do vedador de borracha e da válvula de descarga de vácuo com água. Mergulhe
a tampa do reservatório de expansão na água e instale o adaptador do manômetro de
pressão na tampa do reservatório de expansão.

NOTA Se o êmbolo da bomba for pressionado muito rapidamente, haverá leitura da


pressão errada.

3. Bombeie lentamente o êmbolo da bomba do teste de pressão até a leitura do manômetro


parar de aumentar, e anote a leitura da pressão mais elevada que tiver obtido.
4. Alivie a pressão, girando o parafuso de descarga da pressão no sentido anti-horário. A
seguir, aperte o parafuso de descarga da pressão e repita o item 3 pelo menos 2 vezes, para
certificar-se de que a leitura do manômetro pode ser repetida e que a mesma se encontra
dentro dos limites aceitáveis para a tampa do reservatório de expansão.
5. Se as leituras do manômetro não estiverem dentro dos limites aceitáveis, instale uma nova
tampa do reservatório de expansão.

28
Literatura de Serviço
Caminhões

VÁLVULA TERMOSTÁTICA

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

29
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o líquido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido de sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – Bateria e Cabos.
5. Bascule a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 100 - 02 – Basculamento.

6. Remova a mangueira de desaeração.

30
Literatura de Serviço
Caminhões

7. Remova a conexão de saída do líquido do


arrefecimento.

8. Remova a válvula termostática.

NOTA Descarte o anel de vedação.

NOTA Certifique-se de que a válvula


termostática esteja em perfei-
tas condições. Se necessário,
substitua-a.

31
Literatura de Serviço
Caminhões

INSTALAÇÃO
1. Inspecione a válvula termostática quanto a desgaste e danos.

NOTA Para o procedimento de inspeção da válvula termostática, consulte a Seção


“Sistema de Arrefecimento”.

2. Instale a válvula termostática.

NOTA Utilizar anel de vedação novo.

3. Instale a conexão de saída do líquido de


arrefecimento no motor. Aplique torque
de 10 Nm (89 lb.pol.) em seus parafusos.

32
Literatura de Serviço
Caminhões

4. Instale a mangueira de desaeração.


Aplique torque de 2-3 Nm (18-26 lb.pol.).

5. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.).

6. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – bateria e Cabos.
7. Abaixe a cabina.
8. Abasteça o sistema de arrefecimento.

NOTA Verifi que possíveis vazamentos e corrija-os antes de funcionar o motor.

33
Literatura de Serviço
Caminhões

9. Instale a tampa do reservatório de


expansão.
10. Feche o capuz.

11. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se


há existência de vazamentos.

NOTA Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o


motor.

NOTA Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

34
Literatura de Serviço
Caminhões

bOMbA D´ÁGUA

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

35
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o fluido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – Bateria e Cabos.
5. Bascule a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 100 - 02 – Basculamento.

6. Afrouxe o tensionador da correia do


motor, usando a ferramenta Ref. Cummins
n°3358386.
7. Posicione a ferramenta no tensionador e
gire no sentido anti-horário, fazendo com
que a mola se distenda, aliviando a tensão
da correia.

36
Literatura de Serviço
Caminhões

8. Gire a porca manualmente no sentido


anti-horário.

9. Remova a correia do motor.

NOTA Marque o sentido de giro da mesma


para posterior montagem.

10. Remova a bomba d’água do bloco do


motor.

NOTA Descarte o anel de vedação o-ring.

37
Literatura de Serviço
Caminhões

11. Remova o anel de vedação, descartando o


mesmo.

INSTALAÇÃO
1. Instale um anel de vedação novo na
ranhura da bomba.

2. Instale a bomba d’água no bloco do


motor, aplicando um torque de 30 Nm
(22 lbf.pé).

38
Literatura de Serviço
Caminhões

3. Instale a correia do motor na polia do


alternador.

NOTA Verifi que o sentido de giro da


correia de acionamento dos
acessórios.

4. Aperte manualmente a porca do


tensionador, girando-a no sentido horário.

5. Posicione a ferramenta Ref. Cummins


n° 3358386 no tensionador e gire no
sentido horário, comprimindo a mola e
tensionando a correia.

39
Literatura de Serviço
Caminhões

6. Para verifi car a correta tensão da correia


remova o isolador acústico.

7. Remova a mangueira de admissão de ar do


motor, soltando as abraçadeiras na saída
do aftercooler e na entrada do coletor de
admissão.

8. Posicione o medidor de tensão Ref.


Cummins n° ST-1293 e faça a leitura.

NOTA Tensão correta: 360 a 710 N.

NOTA Caso necessário, repita os passos


4 e 5 para a regulagem e verifi que
novamente a tensão da correia.

40
Literatura de Serviço
Caminhões

9. Instale o duto de saída do aftercooler


e de entrada no coletor de admissão,
aplicando um torque de 7-9 Nm (62-80
lb.pol.) em sua abraçadeira de fi xação.

10. Instale o isolador acústico, aplicando um


torque de 15–20 Nm (11-15 lbf.pé).

11. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lbf.pé) na abraçadeira de fi xação.

41
Literatura de Serviço
Caminhões
12. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – Bateria e Cabos.
13. Abaixe a cabina.
14. Abasteça o sistema de arrefecimento.

NOTA Verifique possíveis vazamentos e corrija-os antes de funcionar o motor.

15. Instale a tampa do reservatório de


expansão.
16. Feche o capuz.

17. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se


há existência de vazamentos.

NOTA Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o


motor.

NOTA Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

42
Literatura de Serviço
Caminhões

RADIADOR DE ÁGUA

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

43
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o fl uido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – bateria e Cabos.
5. Bascule a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 100 - 02 – basculamento.

6. Remova o duto de admissão de ar do


motor, soltando as abraçadeiras na saída
do turbocompressor e na entrada do
aftercooler.

44
Literatura de Serviço
Caminhões

7. Remova isolador acústico.

8. Remova a mangueira de admissão de ar do


motor, soltando as abraçadeiras na saída
do aftercooler e na entrada do coletor de
admissão.

45
Literatura de Serviço
Caminhões

9. Remova as cintas plásticas de fi xação das


mangueiras do sistema de arrefecimento.

10. Remova a mangueira superior do radiador,


soltando a sua abraçadeira.

11. Remova o tirante inferior do radiador.

46
Literatura de Serviço
Caminhões

12. Remova os parafusos de fixação do


aftercooler.

47
Literatura de Serviço
Caminhões

13. Remova os parafusos de fixação do


radiador.

15. Remova o aftercooler do local.


16. Remova o radiador de água.

48
Literatura de Serviço
Caminhões

Instalação
1. Posicione o radiador de água no local.
2. Posicione o aftercooler no local.

3. Instale os parafusos de fixação do radiador,


aplicando um torque de 60-80 Nm (44-59
lbf.pé).

49
Literatura de Serviço
Caminhões

4. Fixe o Aftercooler, aplicando um torque


de 26-34 Nm (19-25 lbf.pé) em seus
parafusos de fi xação.

50
Literatura de Serviço
Caminhões

5. Fixe o tirante inferior do radiador,


aplicando um torque de 17-23 Nm (13-17
lbf.pé).

6. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.) em sua abraçadeira de fi xação.

7. Instale a mangueira superior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm 44-53
lb.pol.) em sua abraçadeira de fi xação.

51
Literatura de Serviço
Caminhões

8. Instale 2 novas cintas plásticas para fi xar as


mangueiras do sistema de arrefecimento.

9. Instale o duto de saída do aftercooler e de


entrada no coletor de admissão, aplicando
um torque de 7-9 Nm (62-80 lb.pol.) em
sua abraçadeira de fi xação.

10. Instale o isolador acústico, aplicando um


torque de 15–20 Nm (11-15 lbf.pé).

52
Literatura de Serviço
Caminhões

11. Instale o duto de admissão de ar do


motor, instalando as abraçadeiras nas
extremidades do turbocompressor e na
entrada do aftercooler, aplicando um
torque de 7-9 Nm (62-80 lb.pol.).

12. Abaixe a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 501-16 – basculamento.
13. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – bateria e Cabos.
14. Abasteça o sistema de arrefecimento.

53
Literatura de Serviço
Caminhões

15. Instale a tampa do reservatório de


expansão.
16. Feche o capuz.

17. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se


há existência de vazamentos.

CUIDADO
Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o motor.

NOTA Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

54
Literatura de Serviço
Caminhões

VENTILADOR / EMbREAGEM VISCOSA DO VENTILADOR

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

55
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o fl uido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – bateria e Cabos.
5. Bascule a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 100 - 02 – basculamento.

6. Remova as cintas plásticas de fi xação das


mangueiras do sistema de arrefecimento.

56
Literatura de Serviço
Caminhões

7. Remova a mangueira superior do radiador,


soltando a sua abraçadeira.

8. Remova o duto de admissão de ar do


motor, soltando as abraçadeiras na saída
do turbocompressor e na entrada do
aftercooler.

57
Literatura de Serviço
Caminhões

9. Remova o isolador acústico.

10. Remova a mangueira de admissão de ar do


motor, soltando as abraçadeiras na saída
do aftercooler e na entrada do coletor de
admissão.

11. Remova o tirante inferior do radiador.

58
Literatura de Serviço
Caminhões

12. Remova os parafusos de fixação do


aftercooler.
13. Remova o aftercooler do local.

59
Literatura de Serviço
Caminhões

14 Remova os parafusos de fi xação do


radiador.

15. Desloque o radiador para a frente.

60
Literatura de Serviço
Caminhões

16. Solte a embreagem viscosa do cubo da


polia, usando a ferramenta 303-1192, sem
remover o mesmo.

NOTA Trave a árvore de manivelas para


evitar o giro da mesma com a
ferramenta especial 303-815
(CE/0660//).

61
Literatura de Serviço
Caminhões

17. Remova o ventilador do veículo com cuidado para não danifi car o radiador.

18. Remova os parafusos de fi xação do


ventilador.

19. Remova o ventilador da embreagem


viscosa.

62
Literatura de Serviço
Caminhões

INSTALAÇÃO
1. Posicione o ventilador sobre a embreagem
viscosa.

2. Instale o ventilador do sistema de


arrefecimento na embreagem viscosa,
aplicando um torque de 22-27 Nm (16-20
lbf.pé) em seus parafusos.

3. Posicione o ventilador no veículo com cuidado para não danifi car o radiador.

63
Literatura de Serviço
Caminhões

4. Aperte a porca de fi xação da embreagem


viscosa do sistema de arrefecimento do
motor, com auxílio da ferramenta 303-1192,
aplicando um torque de 80-100 Nm (59-74
lbf.pé).

NOTA Trave a árvore de manivelas para


evitar o giro da mesma com a
ferramenta especial 303-815
(CE/0660//).

64
Literatura de Serviço
Caminhões
5. Posicione o radiador.

6. Instale os parafusos de fi xação do radiador,


aplicando um torque de 60-80 Nm (44-59
lbf.pé).

7. Posicione o aftercooler no local.


8. Fixe o Aftercooler, aplicando um torque
de 26-34 Nm (19-25 lbf.pé) em seus
parafusos de fi xação.

65
Literatura de Serviço
Caminhões

9. Instale o tirante inferior do radiador,


aplicando um torque de 17-23 Nm (13-17
lbf.pé).

10. Instale a mangueira de admissão de ar do


motor, aplicando um torque de 7-9 Nm
(92-80 lb.pol.) nas abraçadeiras de fi xação
da saída do aftercooler e na entrada do
coletor de admissão.

66
Literatura de Serviço
Caminhões

11. Instale o isolador acústico, aplicando um


torque de 15–20 Nm (11-15 lbf.pé).

12. Instale o duto de admissão de ar do motor,


aplicando um torque de 7-9 Nm (62-80
lb.pol.) nas abraçadeiras de fi xação da
saída do turbocompressor e na entrada do
aftercooler.

67
Literatura de Serviço
Caminhões

13. Instale a mangueira superior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.) em sua abraçadeira de fi xação.

14. Instale 2 novas cintas plásticas para fi xar as


mangueiras do sistema de arrefecimento.

15. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.) em sua abraçadeira de fi xação.

68
Literatura de Serviço
Caminhões
16. Abaixe a cabina. Para informações adicionais, consulte a Seção 501-16 – Basculamento.
17. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – Bateria e Cabos.
18. Abasteça o sistema de arrefecimento.

19. Instale a tampa do reservatório de


expansão.
20. Feche o capuz.

21. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se


há existência de vazamentos.

NOTA Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o


motor.

Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


NOTA
motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

69
Literatura de Serviço
Caminhões

RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-a lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

70
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o líquido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – bateria e Cabos.

5. Remova os parafusos e a abraçadeira do


tubo de admissão do fi ltro de ar.

6. Desconecte o conector elétrico do


sensor do nível de água e o conector de
aterramento.

71
Literatura de Serviço
Caminhões

7. Remova a abraçadeira de fi xação da


mangueira de suprimento de água do
vaso de expansão.

8. Remova as abraçadeiras de fi xação das


mangueiras do reservatório de expansão
e do aquecedor da cabine.

9. Remova os parafusos de fi xação do


reservatório de expansão.

72
Literatura de Serviço
Caminhões

10. Remova o reservatório de expansão.

INSTALAÇÃO
1. Posicione o reservatório de expansão.

2. Instale os parafusos de fi xação do


reservatório de expansão, aplicando um
torque de 8-10 Nm (6-7 lbf.pé).

73
Literatura de Serviço
Caminhões

3. Instale as abraçadeiras de fi xação das


mangueiras do reservatório de expansão,
aplicando um torque de 5-6 Nm (44-
53 lb.pol.) e do aquecedor da cabine,
aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.).

4. Instale a abraçadeira de fi xação da


mangueira de suprimento de água do
reservatório de expansão, aplicando um
torque de 2-3 Nm (18-26 lb.pol.)

5. Instale o conector elétrico do sensor do


nível de água e o conector de aterramento.

74
Literatura de Serviço
Caminhões

6. Instale o tubo de admissão do fi ltro de ar,


aplicando um torque de 5-7 Nm (44-62
lb.pol.) nos parafusos e um torque de 5-6
Nm (44-53 lb.pol.) na abraçadeira.

7. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.).

8. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – bateria e Cabos.
9. Abasteça o sistema de arrefecimento.

NOTA Verifi que possíveis vazamentos e corrija-os antes de funcionar o motor.

75
Literatura de Serviço
Caminhões

10. Instale a tampa do reservatório de


expansão.

11. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e se


há existência de vazamentos.

NOTA Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o


motor.

NOTA Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

12. Feche o capuz.

76
Literatura de Serviço
Caminhões

SENSOR DO NíVEL DA ÁGUA DE RESERVATÓRIO DE EXPANSÃO

REMOÇÃO E INSTALAÇÃO

REMOÇÃO
1. Abra o capuz.
2. Remova a tampa do reservatório de
expansão.

CUIDADO
Nunca remova a tampa do reservatório de expansão enquanto o motor estiver funcionando. A
não observância destas instruções pode causar danos no sistema de arrefecimento ou no motor,
e ferimentos graves. Para evitar a saída brusca de água fervente ou de vapor, tenha muito
cuidado ao remover a tampa do reservatório de expansão com o sistema de arrefecimento
quente. Espere até que o motor esteja frio e, em seguida, enrole um pano grosso em volta
da tampa do reservatório de expansão e gire-o lentamente até que a pressão seja aliviada
do sistema de arrefecimento. Quando tiver certeza de que toda a pressão foi aliviada, gire a
tampa do reservatório de expansão e retire-a (ainda com o pano). A não observância destas
instruções pode resultar em ferimentos graves.

3. Drene o sistema de arrefecimento do


motor, soltando a mangueira inferior do
radiador.

CUIDADO
Tome todas as precauções necessárias para
evitar o contato com o líquido de arrefecimento
ainda quente.

77
Literatura de Serviço
Caminhões

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor é prejudicial à saúde. Evite o contato com a pele e lave
bem as mãos com água e sabão depois de manuseá-lo.

CUIDADO
O líquido de arrefecimento do motor deve ser recolhido em um recipiente adequado e limpo.
Caso o líquido esteja contaminado, deverá ser reciclado ou descartado corretamente.

CUIDADO
Todo o líquido do sistema de arrefecimento usado deverá ser recolhido e armazenado
adequadamente para posterior reciclagem. Não descarte o líquido de arrefecimento usado no
solo, sistema de esgoto ou outro local que possa, de alguma forma, prejudicar o meio ambiente.

4. Desconecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção


414-01 – Bateria e Cabos.

5. Desconecte o conector elétrico do


sensor do nível de água e o conector de
aterramento.

6. Remova o sensor do nível da água do


reservatório de expansão.

78
Literatura de Serviço
Caminhões

INSTALAÇÃO
1. Instale o sensor do nível da água do
reservatório de expansão, aplicando um
torque de 13-17 Nm (10 -13 lbf.pé).

2. Instale o conector elétrico do sensor


do nível de água e o conector de
aterramento.

3. Instale a mangueira inferior do radiador,


aplicando um torque de 5-6 Nm (44-53
lb.pol.).

79
Literatura de Serviço
Caminhões
4. Conecte o cabo negativo da bateria. Para informações adicionais, consulte a Seção 414-
01 – Bateria e Cabos.
5. Abasteça o sistema de arrefecimento.

Verifique possíveis vazamentos e corrija-os antes de funcionar o motor.


NOTA

6. Instale a tampa do reservatório de


expansão.

7. Inspecione visualmente o motor, verificando se todos os componentes foram instalados e


se há existência de vazamentos.

Repare todos os vazamentos e corrija qualquer problema antes de funcionar o


NOTA
motor.

NOTA Evite longos períodos de funcionamento do motor em marcha-lenta. Não opere o


motor neste regime por um período superior a 10 minutos.

8. Feche o capuz.

80
Literatura de Serviço
Caminhões

ESPECIFICAÇÕES
Lubrificantes, Fluidos, Compostos Vedadores e Colas

Item Especificação
Aditivo Anticorrosivo ESN-M99B 169-A

Aditivo Anticorrosivo
Percentagem Anticorrosivo (por volume)
7%

! ATENÇÃO
Para veículos que operam em regiões que apresentam temperaturas abaixo de 0°C, recomenda-se
utilizar líquido de arrefecimento do motor na seguinte proporção: 40% de anticongelante (Etilenoglicol)
+ 60% de água.

81
Literatura de Serviço
Caminhões

Especificações de Torque

Descrição Nm lbf.pé lb.pol.

Abraçadeira da mangueira de desaeração 2-3 - 18-26

Parafuso da conexão de saída de água do cabeçote 10 7 89

Abraçadeira da mangueira inferior do radiador 5-6 - 44-53

Abraçadeira da mangueira superior do radiador 5-6 - 44-53

Parafuso de fixação da bomba d’água 30 22 -

Porca da embreagem viscosa no cubo do ventilador 80-100 59-74 -

Porca de fixação do tirante do radiador 17-23 13-17 -

Parafusos de fixação do aftercooler 26-34 19-25 -

Parafuso de fixação do radiador 60-80 44-59 -

Abraçadeira do duto de admissão na saída do aftercooler 7-9 - 62-80

Abraçadeira do duto de admissão na entrada do coletor de


7-9 - 62-80
admissão

Abraçadeira do duto de admissão na entrada do aftercooler 7-9 - 62-80

Abraçadeira do duto de admissão na saída do tubo do


7-9 - 62-80
turbocompressor

Parafuso de fixação do ventilador na embreagem viscosa 22-27 16-20 -

Sensor de nível da água no reservatório 9-12 7-9 80-106

Abraçadeira da mangueira de suprimento de água 2-3 - 18-26

Parafuso de fixação do reservatório de expansão 8-10 6-7 71-89

Abraçadeira de fixação da mangueira do reservatório de expansão 5-6 - 44-53

Abraçadeira de fixação da mangueira do aquecedor da cabine 5-6 - 44-53

Parafuso de fixação do tubo de admissão de ar 5-7 - 44-62

Abraçadeira do tubo de fixação do filtro de ar 5-6 - 44-53

Parafuso do isolador acústico 15-20 11-15 -

82