Você está na página 1de 7

II Tim 4:1-5

Proposição: Atitudes corretas do cristão em tempos trabalhosos.

Introdução

a) Uma frase foi bastante popularizada em nosso país por um ex-presidente:


“Nunca na história desse país”. Quando nos deparamos com um “tempo
trabalhoso”, dificilmente podemos dizer: “nunca na história” isso aconteceu.

b) Nós, cristãos, possuímos duas cidadanias: a do céu e a da terra. Quando


assumirmos, de fato, a cidadania do céu, tudo será maravilhoso. Mas, enquanto
isso não acontece: vivemos na cidadania da terra, cercados de “tempos
trabalhosos”.

c) Mas, através da meditação da Palavra de Deus, encontramos a receita para


viver corretamente nesses tempos trabalhosos. É essa receita que o apóstolo
Paulo está dando ao jovem cristão Timóteo. A receita foi dada à quase dois mil
anos atrás, mas continua atualíssima.

d) Vamos ler essa receita em II Timóteo 4:1-5.

e) Com base nesse texto de Paulo à Timóteo, quero falar sobre três atitudes
corretas que o cristão precisa ter em tempos trabalhosos.

A primeira atitude é:
I – Entender suas responsabilidades V.1-2

1 Conjuro-te, pois, diante de Deus e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os


vivos e os mortos, na sua vinda e no seu Reino,
2
que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas,
exortes, com toda a longanimidade e doutrina.

Todo cristão precisa entender que é sua responsabilidade:

a) Pregar a Palavra
(i) a tempo e fora de tempo
(ii) com longanimidade e;
(iii) doutrina

b) Redarguir
(i) com longanimidade e;
(ii) doutrina

c) Repreender
(i) com longanimidade e;
(ii) doutrina

d) Exortar
(i) com toda longanimidade e;
(ii) doutrina

A segunda atitude do ministro cristão é:


II – Compreender os tempos trabalhosos V.3-4

3
Porque virá tempo em que não sofrerão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos
ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias
concupiscências;
4
e desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.

Como o ministro cristão deve compreender os "tempos trabalhosos"? Sabendo


que:

a) Em tempos trabalhosos, a sã doutrina é indesejada.

- A idéia de “sã doutrina” aqui é um ensino saldável que gera vida saudável. Mas,
em tempos trabalhosos o alimento saudável que faz viver é desprezado em
detrimento do alimento prejudicial que faz mal à saúde espiritual.

- Nosso púlpito deve ser servidor da sã doutrina e não de “fast-food”, que pode até
matar a fome, mas não é saudável. O prejuízo vem com o tempo.

- Agora: sã doutrina não é como muitos pensam aquelas mensagens legalistas:


faça isso, faça aquilo... não faça isso, não faça aquilo...É, na verdade, a leitura,
explicação e aplicação da Bíblia – isso é sã doutrina.

- Ilustração: fui pregar e falei pesado demais. No final do culto, a pessoa


responsável pela direção veio a mim e disse...

b) Em tempos trabalhosos, há escolha de "doutores" conforme os próprios desejos

c) Em tempos trabalhosos, há desvio da verdade (volta às fábulas)

A terceira atitude do ministro cristão é:


III – Manter a fidelidade em tempos de infidelidade: V.5

5
Mas tu sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista,
cumpre o teu ministério.

Para o ministro cristão manter a fidelidade em tempos de infidelidade, ele precisa:

a) Ser sóbrio em tudo

b) Sofrer as aflições (e não fugir delas)

c) Ser um evangelizador

d) Cumprir sua chamada ministerial


I - Estamos diante de uma questão muito séria: toda pessoa, antes de subir
em um púlpito para pregar, deveria refletir sobre "o que significa pregar", ou
"como se deve pregar".

a) Não é atoa que Paulo inicia o texto com uma expressão não tanto comum na
Bíblia:
"Conjuro-te" (Διαμαρτύρομαι ) -> pedido enfático.
b) Paulo toma como testemunhas: Deus e Jesus Cristo.
c) Paulo ainda relembra que Jesus Cristo é aquele que julgará os vivos e os
mortos, quando ele voltar e instaurar o seu Reino.

II - Perguntas importantes sobre o ato de pregar:

a) Quando pregar?

(i) Na versão ARC diz: "instes a tempo e fora de tempo"


- instar: solicitar com insistência
- a tempo e fora de tempo (não existe momento certo e momento incerto)

(ii) "A tempo e fora de tempo" no grego é um jogo com as palavras eukairos e
akairos, pode significar:
- quer você sinta, quer você não sinta
- em face de oposição (tornou-se agradável pregar após-Constantino, mas...e
antes?)
- No Brasil temos liberdade religiosa: mas se isso terminar um dia?

b) Como pregar?

(i) Redarguando