Você está na página 1de 3

Resumos História 7º ano

1- Enunciar as primeiras civilizações e as respetivas localizações.


As primeiras civilizações concentraram-se junto dos rios Tigre, Eufrates e Nilo há cerca de 5000
anos.
Encontramos assim:
Civilização Egípcia - Egipto – Vale do rio Nilo.
Civilização Suméria – Mesopotâmia – Vales dos rios Tigre e Eufrates
Civilização Indo – Vale do rio Indo
Civilização do Rio Amarelo China – Vale do rio Amarelo.

2- Situar geograficamente o Antigo Egipto.


O Egito fica situado no nordeste do continente africano. O território é atravessado pelo rio Nilo
e a estreita faixa fértil que está limitada, de ambos os lados, por desertos. O Nilo desagua no
mar Mediterrâneo, num vasto e fecundo delta.
No Egipto podemos distinguir duas grandes regiões: a Sul o Alto Egipto ou Vale e a Norte o
Baixo Egipto ou Delta.

3- Justificar a importância das cheias do Nilo para a vida económica do Egipto.


O rio Nilo tinha cheias anuais devido ás fortes chuvas de verão que invadiam as margens,
fertilizando os solos tornando-os muito férteis para a agricultura.

4- Descreve a organização social do antigo Egípto.


A sociedade Egípcia caracterizou-se pela sua organização particular. Apresentava uma
estratificação de poder. A posição social de cada um depemdia da riqueza das funções que
desempenhava, em que no topo ficava o Faraó e na base encontravam-se os escravos.

A sociedade egípcia dividia-se em dois grandes grupos:


 Privilegiados- Estes indivíduos não tinham que pagar
impostos. A este grupo pertencem os níveis mais altos da
pirâmide, o faraó e os seus familiares, os altos funcionários, os
sacerdotes …
 Não privilegiados - Estes indivíduos pagavam altos impostos
que suportavam a sociedade egípcia. A este grupo pertencem os
comerciantes, os artesãos e os agricultores.

O poder do faraó era considerado sagrado, como se tivesse sido


dado diretamente pelos Deus. Na verdade o faraó era muitas
vezes visto como um Deus entre os Homens, sendo o seu poder
sagrado. Considerado filho do Deus Sol, personificação do Deus Hórus.

5- Mostrar como se fez a Unificação do Egipto


Inicialmente o Egipto era constituído por várias aldeias espalhadas ao longo do rio Nilo. Com o
desenvolvimento destas aldeias, estas começaram a juntar-se/unirem-se, dando origem a
confederações de aldeias que se designavam de “nomos”. Os “nomos” comeram-se a unir-se
dando origem a dois reinos: o Baixo Egipto (no Delta) e o Alto Egipto (Vale do Nilo).
No ano de 32000 a. C. quando o rei Narmer chegou ao poder do Alto Egipto, conquisto o Baixo
Egipto r decidiu unir os dois reinos.

6- Explicar como era considerado o faraó e como ele exercia o seu poder.
O poder do faraó era considerado sagrado, como se tivesse sido dado diretamente pelos Deus.
Na verdade o faraó era muitas vezes visto como um Deus entre os Homens, sendo o seu poder
sagrado. Considerado filho do Deus Sol, personificação do Deus Hórus.
O faraó concentrava em si todos os poderes: ele era administrador, chefe do exercito, Juiz-
supremo e sumo-sacerdote.
Para o ajudar a governar, tinha uma complexa administração, composta por vários
funcionários.

7- Descrever os deuses no antigo Egipto.


A religião egípcia é politeísta (prestavam culto a deuses), possuindo diversos deuses entre os
quais podem ser mencionados:
 Amón-Rá ou Rá – deus Sol
 Osíris – deus da Ressureição
 Anúbis – deus dos funerais e da mumificação
 Hórus – deus da guerra
 Isis – deusa da magia
 Toth – deus da escrita
 Ptah – deus dos artesãos e arquitetos, primeiro faraó

Cada aldeia/cidade/região tinha os seus deuses, mas outros eram adorados por toda a
civilização egípcia. Para além disso, não se pode esquecer que o faraó também era
considerado um deus e adorado pelo povo.

8- Mostrar como os deuses faziam o culto aos mortos.


Os Egípcios seguiam a seguinte Crença: na vida para além da morte e na imortalidade da alma.
Acreditavam que passavam por um tribunal onde eram julgados. Assim, era necessário de
conservar o corpo e, para isso, recorreram á técnica de embalsamamento ou mumificação dos
cadáveres. No final eram encerrados em túmulos, que deviam de proporcionar bem estar ao
cadáver. Junto aos túmulos iam: alimentos, roupas, adornos, ….

9- Distinguir «mastabas», «pirâmides» e «hipogeus».

Mastabas: túmulos de forma retangular

Pirâmide: sobreposição de mastabas de menor dimensão


H
Hipogeus: túmulos escavados nas rochas

10 – Caraterizar a pintura e escultura egípcia.

Escultura: as esculturas criadas pelos egípcios eram, assim como os seus templos, magníficas e
grandiosas, construídas para durar, muitas vezes respeitando o princípio da frontalidade (o
corpo virado para a frente no presente e o rosto de lado olhando para o futuro).

Pintura: assim como a escultura, na pintura também era utilizado o princípio da frontalidade.
Um estilo de pintura muito usado no Egito eram os hieróglifos, símbolos usados pelos egípcios
para a sua escrita.

12- Distinguir as três formas de escrita: «cuneiforme», «hieroglífica» e «alfabética».

Cada povo tinha a sua escrita, na Suméria era a escrita «cuneiforme» e no Egipto era a escrita
«hieroglífica». Tinham sinais ou símbolos complicados e pouco práticos. Com a chegada dos
Fenícios surge a escrita alfabética, era um sistema de escrita revolucionário constituído por 22
sinais mais simples.

13- Relacionar a atividade mercantil dos Fenícios com a invenção do alfabeto.

Os fenícios dedicaram-se ao comércio e à navegação, com intensas trocas com os países


vizinhos. A necessidade de registar as transações e realizar contratos e negócios levou os
fenícios a criar uma escrita funcional e pratica, a alfabética.

14- Descrever a religião dos Hebreus.

Como já viste as primeiras civilizações eram politeístas, contudo os Hebreus eram monoteístas,
isto é, que adoravam apenas um único Deus (Javé), que para eles era o criador do Céu e da
Terra.