Você está na página 1de 3

JONAS O PROFETA QUE SE IRA COM A BONDADE DE DEUS

Com isso, desgostou-se Jonas extremamente e ficou irado. E orou ao SENHOR e disse: Ah!
SENHOR! Não foi isso o que eu disse, estando ainda na minha terra? Por isso, me adiantei,
fugindo para Társis, pois sabia que és Deus clemente, e misericordioso, e tardio em irar-se, e
grande em benignidade, e que te arrependes do mal. Peço-te, pois, ó SENHOR, tira-me a vida,
porque melhor me é morrer do que viver. E disse o SENHOR: É razoável essa tua ira?

Jonas 4.1-4

EXPOSIÇÃO DO TEXTO: Jonas revela a razão de sua relutância em ir a Nínive (1.3). Não queria
que seus habitantes fossem perdoados, e sim que fossem destruídos. Ele não entendeu que o
Deus de Israel também era o Soberano de todo o mundo. Não devemos nos esquecer de que,
na verdade, nós não merecemos ser perdoados pelo Senhor.

Jonas abriu o coração e revelou o motivo da sua fuga para Társis. O que o levou a fugir não foi
o medo de morrer em Nínive, mas o medo de que os ninivitas não morressem. O medo de
Jonas era que Deus salvasse Nínive. Ele já havia profetizado a expansão de Israel (2Rs 14.25) e
agora não estava disposto a profetizar a sobrevivência de seus inimigos. Com medo de trair o
seu povo, Jonas se dispõe a rebelar-se contra Deus.

DISCUSSÃO:

1- Você consegue se alegrar com felicidade das outras pessoas?

2- Qual sua reação quando algum "inimigo" se converte?

CONTEXTO: Jonas fugira do compromisso de transmitir a Nínive a mensagem de Deus sobre


sua destruição (1.2-3); em seguida, desejou morrer porque essa destruição não mais
aconteceria. Como se esqueceu tão rapidamente da misericórdia que recebera de Deus
quando estava dentro do peixe! (2.9-10). Ele ficou muito feliz quando Deus o salvou, mas irou-
se quando Nínive foi salva. No entanto, agora aprendera a valiosa lição a respeito do perdão e
da misericórdia de Deus, que eram apenas para ele ou para Israel, mas que se estendem a
todos aqueles que crêem e se arrependem. Quem era Jonas:

Jonas era um homem irado com a bondade de Deus (4.2). Uma vez que rejeitava os gentios e
se ressentia do fato de eles também poderem ser salvos, Jonas se desgostou com a
demonstração de misericórdia divina pelos ninivitas e, com isso, deixou transparecer o motivo
real de sua fuga para Társis. Desde o princípio, o profeta havia entendido claramente o caráter
bondoso de Deus. Havia recebido o perdão, mas não deseja que Nínive conhecesse a
misericórdia de Deus.

Pergunta: Quando alguém recebe uma benção que você espera qual é sua reação?

Jonas era alguém preocupado com sua reputação (4.3). O profeta era mais preocupado com
sua reputação do que com a Deus. Ele sabia que, se as pessoas se arrependessem, nenhuma
de suas advertências a Nínive se concretizaria. Isso o deixaria envergonhado, embora fosse
motivo de glorificação a Deus.
Pergunta: Você está mais interessado em obter glória para Deus ou para si mesmo?

Jonas era alguém que se dava mais importância para coisas do que para pessoas (4.9). Jonas
ficou irado pela planta que pereceu, mas não pelo que aconteceria a Nínive. Muitos de nós
choramos a morte de um animal de estimação ou a quebra de choramos pelo fato de um
amigo não conhecer a Deus? É muito mais fácil ser sensível aos nossos próprios interesses do
que às necessidades espirituais das pessoas que nos rodeiam.

Pergunta: O que tem ocupado lugar de grande valor na sua vida? Coisas ou pessoas?

CONCLUSÃO: Às vezes as pessoas desejam que o juízo e a destruição caiam sobre pessoas
pecadoras cuja iniquidade parece exigir um castigo imediato. Porém, Deus é mais
misericordioso do que podemos imaginar. Ele sente compaixão por aqueles pecadores que
desejamos ver castigados e cria meios de trazê-los para si. Qual é sua atitude em relação
àqueles que são especialmente pecadores? Será que deseja que sejam destruídos? Ou que
possam experimentar a misericórdia e a graça de Deus?

APLICAÇÃO: Ore para que seja gerado em seu coração compaixão por aqueles que
consideramos muitos pecadores. Ore por oportunidades para falar do amor de Deus aos
improváveis aos nossos olhos.