Você está na página 1de 6

Ficha de Avaliação Ano letivo 2016-2017

Biologia e Geologia – 10.º ano


______________________________________________________________________________

Grupo I
Variação do teor de açúcares ao longo do floema
A hipótese do fluxo de massa prevê um maior teor de açúcares na
seiva floémica próximo das fontes de produção do que das zonas de
consumo.
Para testar esta hipótese, foram utilizados afídios, uma variedade de
insetos que se alimentam da seiva elaborada das plantas. Estes
animais possuem um estilete bucal, em forma de agulha
hipodérmica, com o qual perfuram os elementos dos tubos crivosos,
extraindo a seiva. A decapitação de afídeos permite a exsudação da
seiva floémica pelos estiletes, facilitando a sua recolha para análise
da concentração de açúcares.
Estas experiências demonstraram que quanto mais próximo os
estiletes estivessem das fontes de produção, mais alta era a
concentração de açúcares na seiva.
Figura 1. Afídio a alimentar-se
Baseado em S. Rogers & A. Peel. Some evidence for the existence of turgor de seiva floémica.
pressure in the sieve tubes of willow (Salix). Planta, 126:259-267, 1975

Nos itens de 1 a 7, selecione a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

1. A seiva _______ é constituída por moléculas orgânicas, onde se destaca a _________


resultante da atividade fotossintética.
(A) xilémica (...) sacarose
(B) xilémica (...) glicose
(C) floémica (...) sacarose
(D) floémica (...) glicose
2. A formação de uma gota de seiva elaborada no ânus do afídio serve como evidência
da pressão
(A) da seiva bruta nos vasos de floema.
(B) radicular exercida nos vasos de xilema.
(C) da seiva elaborada nos vasos de xilema.
(D) da seiva elaborada nos vasos de floema.
3. As células _______ que constituem os vasos de xilema contrastam com os elementos
dos tubos crivosos, que são células ________.
(A) mortas (...) vivas
(B) vivas (...) vivas
(C) vivas (...) mortas
(D) mortas (...) mortas

4. O transporte_______ de sais minerais pelas células da epiderme da raiz permite a ______


de água por osmose, o que garante o equilíbrio entre a solução do solo e o meio interno da
planta.
(A) ativo (...) saída
(B) ativo (...) entrada
(C) passivo (...) saída
(D) passivo (...) entrada
Página 1 de 6
5. Os pelos radiculares das raízes permitem ________ a área de contacto com o meio externo,
o que ________ a eficácia da absorção radicular.
(A) diminuir (...) diminui
(B) diminuir (...) aumenta
(C) aumentar (...) diminui
(D) aumentar (...) aumenta
6. O aumento do estado de turgidez das células-guarda deve-se a uma acentuada entrada
de água por osmose resultante da
(A) saída passiva de iões K+.
(B) entrada ativa de iões K+.
(C) entrada passiva de iões K+.
(D) saída ativa de iões K+.
7. No tubo digestivo_______ dos afídios, a digestão da seiva elaborada permite-lhes a obtenção
de nutrientes essenciais para o metabolismo celular, como _______.
(A) incompleto (...) os aminoácidos
(B) incompleto (...) as proteínas
(C) completo (...) os aminoácidos
(D) completo (...) as proteínas
8. Ordene as letras de A a F de modo a traduzir corretamente a sequência de fenómenos
que estão relacionados com a translocação floémica. Inicie a ordenação pela letra A.
A. Síntese de compostos orgânicos nas células da folha.
B. Aumento da pressão de turgescência no interior dos tubos crivosos.
C. Diminuição da pressão de turgescência.
D. Aumento da pressão osmótica nos vasos floémicos.
E. Saída dos compostos orgânicos, por transporte ativo, do interior do floema.
F. Saída de água dos vasos floémicos.
9. Faça corresponder cada uma das afirmações, relativas à translocação xilémica, expressas
na coluna A, ao respetivo conceito, que consta da coluna B.
Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.
Coluna A Coluna B
a. Formação de uma coluna contínua de água 1. Gutação
que se desloca em resultado da transpiração. 2. Hipótese da pressão radicular
b. Difusão de vapor de água através dos 3. Hipótese da tensão-adesão-coesão
estomas das folhas. 4. Transpiração
c. Saída de gotas de água nos bordos das 5. Exsudação caulinar
folhas de roseira.

10. Explique por que razão a perfuração dos vasos xilémicos por parasitas pode pôr em causa a
sobrevivência da planta.
11. A translocação da seiva floémica é inibida se forem fornecidas às plantas substâncias que
bloqueiam a respiração celular.
Explique de que modo as substâncias bloqueadoras fazem variar a translocação da seiva
elaborada.

Página 2 de 6
Grupo II
O vinagre, um complemento alimentar muito utilizado, é produzido por dois processos distintos,
ambos resultantes da ação de microrganismos: a fermentação alcoólica e a fermentação acética.
A fermentação alcoólica ocorre por ação das leveduras, como as Saccharomyces cerevisiae. As
bactérias do género Acetobacter utilizam o etanol, resultante da fermentação alcoólica, originando
ácido acético na presença do oxigénio.
Com o intuito de estudar um processo fermentativo para o desenvolvimento de vinagre de fruta,
realizaram-se fermentações com framboesas. A framboesa é um fruto muito rico em água,
fornecendo quantidades apreciáveis de fibra, vitamina C, cálcio, potássio, magnésio e ferro. Os
açúcares mais comuns nos frutos maduros são a frutose, a glicose e a sacarose, existindo
também vestígios de maltose.
A fermentação alcoólica da framboesa, realizada num fermentador de laboratório, decorreu a uma
temperatura de 30 ºC (figura 2, gráfico A). A fermentação acética, realizada num depósito de
plástico, decorreu à temperatura ambiente. Foram retiradas amostras durante o processo
fermentativo e analisados o pH e a acidez total (figura 2, gráfico B).

Figura 2. Evolução do oBrix e da percentagem de etanol, ao longo do tempo, para a fermentação alcoólica de
framboesa – gráfico A (A medição do oBrix corresponde à determinação do teor de sacarose pura na água. 1 oBrix = 1
g de sacarose em 100 g de solução). Evolução do pH e da acidez total ao longo do tempo para a fermentação acética
de framboesa – gráfico B.
Baseado em A. Henriques. Análise de um Processo Fermentativo para Desenvolvimento de um Produto Alimentar.
Relatório de Estágio apresentado ao Instituto Politécnico de Tomar

Nos itens de 1 a 7, selecione a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.

1. Considere as seguintes afirmações, relativas aos microrganismos referidos no texto.


Selecione a opção que as avalia corretamente.
I. As leveduras Saccharomyces cerevisiae são procariontes, uma vez que não possuem
invólucro nuclear.
II. As células de Acetobacter e as de Saccharomyces possuem citoplasma e ribossomas.
III. As Saccharomyces realizam a fermentação do açúcar para obterem a energia química
necessária à sua sobrevivência, sendo o etanol apenas um subproduto desta.
(A) I e II são verdadeiras; III é falsa.
(B) III é verdadeira; I e II são falsas.
(C) II e III são verdadeiras; I é falsa.
(D) II é verdadeira; I e III são falsas.

Página 3 de 6
2. O etanol, que é _______ em ácido acético na fermentação acética, resulta da ______ do ácido
pirúvico na fermentação alcoólica.
(A) oxidado (…) redução (C) reduzido (…) oxidação
(B) reduzido (…) redução (D) oxidado (…) oxidação
3. A fermentação alcoólica e a fermentação acética são processos ______, mas apenas
a fermentação _______ ocorre em ambiente aeróbio.
(A) catabólicos (…) alcoólica (C) anabólicos (…) alcoólica
(B) catabólicos (…) acética (D) anabólicos (…) acética
4. De acordo com os resultados,
(A) a fermentação alcoólica da framboesa é mais rápida nos primeiros 2 dias.
(B) na fermentação acética da framboesa, o pH varia na razão direta da acidez.
(C) na fermentação acética, os valores de acidez são maiores nos primeiros 10 dias.
(D) a fermentação alcoólica da framboesa aumenta entre as 100 e as 200 horas.
5. A ________ da sacarose em glicose e frutose implica a entrada deste açúcar na célula
de Saccharomyces cerevisiae por transporte ativo, _________ consumo de ATP.
(A) hidrólise (…) sem (C) condensação (…) sem
(B) condensação (…) com (D) hidrólise (…) com
6. A respiração aeróbia é um processo metabólico realizado pelas leveduras na _______
de oxigénio e cujo rendimento energético é _______ ao da fermentação alcoólica.
(A) presença (…) inferior (C) presença (…) superior
(B) ausência (…) inferior (D) ausência (…) superior
7. Nas mitocôndrias, a produção de ATP é maior ao longo _______, em cujo final ocorre
a ______ do oxigénio, com formação de água.
(A) da cadeia transportadora de eletrões (...) oxidação
(B) da cadeia transportadora de eletrões (…) redução
(C) do ciclo de Krebs (…) redução
(D) do ciclo de Krebs (…) oxidação
8. Ordene as letras de A a F de modo a traduzir corretamente a sequência de fenómenos
relacionados com a formação do vinagre de framboesa. Inicie a ordenação pela letra A.
A. Trituração das framboesas.
B. Acumulação de ácido acético.
C. Adição de leveduras de Saccharomyces cerevisiae à polpa de framboesa.
D. Oxidação do etanol.
E. Oxidação da glicose.
F. Produção de NADH.
9. Faça corresponder cada uma das afirmações, expressas na coluna A, ao respetivo conceito,
que consta da coluna B. Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.

Coluna A Coluna B
a. Via metabólica realizada pelas células musculares 1. Glicólise
quando submetidas a um esforço físico intenso. 2. Fermentação alcoólica
b. Etapa que, independentemente da via metabólica, 3. Respiração aeróbia
ocorre sempre no citoplasma. 4. Ciclo de Krebs
c. Via metabólica onde ocorre a oxidação do ácido 5. Fermentação lática
pirúvico.

10. Relacione o grau Brix presente na polpa de framboesa com o teor de ácido acético no vinagre
obtido.

Página 4 de 6
Grupo III
Os insetos apresentam diferentes padrões de trocas gasosas com o meio externo no que diz
respeito ao controlo da abertura dos espiráculos. Os ciclos de troca descontínua (CTD), que se
verificam quando os animais se encontram em repouso, incluem três fases relacionadas com o
comportamento do espiráculo. Durante a fase F, os espiráculos estão tendencialmente fechados,
verificando-se valores mínimos de trocas gasosas com o meio externo. Nesta fase, o oxigénio do
sistema traqueal é gradualmente consumido e o CO2, gerado nos tecidos, difunde-se para as
traqueias. Estas alterações levam à fase V, altura em que os espiráculos vibram rapidamente,
desencadeando a fase A, durante a qual os espiráculos se abrem totalmente, permitindo a troca
de gases respiratórios com reabastecimento de oxigénio traqueal e libertação de CO 2. No final
desta sequência, os espiráculos fecham, iniciando-se um novo ciclo.
Segundo alguns autores, este padrão respiratório poderá corresponder a uma adaptação que
favorece a diminuição da perda de água respiratória. Esta perda de água ocorrerá mais
intensamente se os espiráculos permanecerem abertos, como acontece nos ciclos de troca
contínua (CTC). Com vista a caracterizar alguns aspetos que poderão apoiar esta hipótese, foram
investigados os ciclos descontínuos de duas espécies de gafanhotos: Tmethis pulchripennis,
adaptada a ambientes muito secos, e Ocneropsis lividipes, adaptada a ambientes de humidade
intermédia (figura 3). Foi ainda investigada a perda de água associada à libertação de CO2 (taxa
de transpiração) nestas duas espécies, em regime de ciclo contínuo e descontínuo (figura 4).

Figura 3. Ciclo descontínuo observado em ambiente controlado Figura 4. Rácio de transpiração.


a 25ºC. (A) T. pulchripennis, (B) O. lividipes.
VCO2 – taxa de libertação de CO2.

Baseado em S. Huang, S. Talal, A. Ayali & E. Gefen. The effect of discontinuous gas exchange on respiratory water
loss in grasshoppers (Orthoptera: Acrididae) varies across an aridity gradient. The Journal of Experimental Biology, 2015

Nos itens de 1 a 7, selecione a opção que completa corretamente cada uma das afirmações.
1. As afirmações seguintes referem-se a aspetos dos ciclos respiratórios das duas espécies
representadas na figura 3. Selecione a opção que as avalia corretamente.
I. Durante as fases F + V do ciclo da espécie T. pulchripennis não se verifica a libertação
de CO2.
II. Durante as fases F + V, a espécie O. lividipes apresenta os espiráculos completamente
fechados.
III. A duração da fase A não difere significativamente nas duas espécies.
(A) I e II são verdadeiras; III é falsa.
(B) III é verdadeira; I e II são falsas.
(C) I e III são verdadeiras; II é falsa.
(D) I é verdadeira; II e III são falsas

Página 5 de 6
2. Durante a fase F de um ciclo de trocas descontínuas vai
(A) aumentando a pressão parcial de oxigénio nas traqueias.
(B) diminuindo a pressão parcial de oxigénio no sangue dos insetos.
(C) diminuindo a pressão parcial de dióxido de carbono na hemolinfa dos insetos.
(D) aumentando a pressão parcial de dióxido de carbono nas traqueias.
3. A espécie T. pulchripennis perde_____ água em CTD que em CTC, _____acontece com
a espécie O. lividipes.
(A) menos (…) tal como (C) mais (…) tal como
(B) menos (…) ao contrário do que (D) mais (…) ao contrário do que
4. A taxa metabólica dos animais pode ser estabelecida com base na relação entre a massa
corporal e a libertação de CO2, um gás que
(A) resulta de vias catabólicas ligadas à produção de ATP.
(B) é libertado em vias anabólicas ligadas à produção de ATP.
(C) é consumido nas vias catabólicas ligadas à produção de ATP.
(D) é consumido nas vias anabólicas ligadas à produção de ATP.
5. Nos insetos, a difusão_____ permite a obtenção de oxigénio, que chega às células _____
a intervenção de um fluido de transporte.
(A) direta (…) com (C) indireta (…) com
(B) direta (…) sem (D) indireta (…) sem
6. Nos insetos, a produção de energia metabólica está dependente não só da obtenção de
oxigénio mas também de moléculas orgânicas, como _____, resultantes da digestão _____
de polissacarídeos.
(A) a glicose (…) intracelular
(B) os aminoácidos (…) extracelular
(C) a glicose (…) extracelular
(D) os aminoácidos (…) intracelular
7. A ____ e a vascularização são características das superfícies respiratórias que favorecem
a dissolução e _______ dos gases.
(A) humidificação (…) o aumento da pressão
(B) pequena espessura (…) a taxa de difusão
(C) humidificação (…) a taxa de difusão
(D) pequena espessura (…) o aumento da pressão
8. Ordene as letras de A a E de modo a traduzir corretamente a sequência de fenómenos
que culminam com a chegada de oxigénio aos tecidos.
A. Dissociação do oxigénio da hemoglobina.
B. Passagem do sangue pelo ventrículo esquerdo.
C. Difusão de oxigénio para os capilares alveolares.
D. Difusão de oxigénio para a linfa intersticial.
E. Ligação do oxigénio à hemoglobina.

9. Explique de que modo os resultados expressos na figura 3, relativamente à duração da fase A,


apoiam a hipótese enunciada no texto.
10. Indique a designação atribuída às trocas gasosas ocorridas na superfície respiratória da
minhoca.

FIM

Página 6 de 6