Você está na página 1de 49

PEUGEOT 405 1.8/2.

0 – VEÍCULO SEM
MARCHA LENTA E PERDA DE POTÊNCIA
O mesmo problema pode acontecer com veículos 306 1.6 e 306 1.8
soleil
Estouros no coletor

Defeito
Eletroválvula de purga do Cânister

PEUGEOT 306 PASSION / SOLEIL MOTOR


CORTA EM 3.500 RPM
É uma falha intermitente
Luz de anomalias acende e apaga

Defeito
CC no sensor de pressão (sem tomada de vácuo)

PEUGEOT 206 RALLYE – SEM POTÊNCIA


E LENTA IRREGULAR
Motor sem arrancada e velocidade final

Defeito
UCE errada MP7.3 é a original MP7.2 é errada

1
PEUGEOT FALHAS DO DIA A DIA
FAMÍLIA
405 e 306
motor apaga continuamente – CC no sensor de velocidade

405 e 306 XS e Xsi – motor não funciona – furo no regulador de


pressão

FAMÍLIA
206 Rallye com UCE MP7.2 – motor sem potência ou não funciona
– catalisador entupido

GOLF 1.8 – FALHA EM BAIXA


Ao acelerar um buraco na aceleração

Defeito
Junta da base do corpo de borboleta, resseca e se abre, possibilitando
uma entrada de ar falso

PS: este defeito acontece em GOLF com mais de 4 anos de uso

2
OMEGA 4.1 – PERDA DE POTÊNCIA APÓS
01 HORA DE FUNCIONAMENTO
Defeito

Obstrução da mangueira do sistema de respiro do tanque, ligada


diretamente ao sistema de Cânister do veículo.
O tanque passa a trabalhar sem respiro, a bomba começa a enviar
menos combustível, o relê da bomba de combustível sofre uma
sobrecarga e começa a esquentar.

TEMPRA 2.0 IE – INCONSTÂNCIA DE


MARCHA LENTA
Provável causa com 90% de probabilidade

Falha nas válvulas de alívio e retenção do servo freio


Substituir as válvulas de alívio e retenção.

OMEGA 3.0 – LUZ DO ABS ACENDE AS


VEZES
Defeito
Falha do regulador de tensão do alternador
Substituir o regulador do alternador
O sistema de ABS opera com padrões de tensão diretamente da linha
D+

3
VEÍCULOS VW COM SISTEMA DE
IMOBILIZADOR
Após substituição do comutador de ignição, não reconhece mais a
chave codificada.
Efetuar o RESET do sistema de imobilizador
 desconecte a central de injeção pôr 2 horas
 reconecte a central de injeção
 ligue a chave de ignição sem partida
 desligue a bobina de ignição no primário
 desligar outros componentes sujeitos a aquecimento
 deixar a chave ligada pôr 01 hora
 desligar a chave de ignição e aguardar 15 minutos
 dar partida no veículo.

POLO CLASSIC COM DESCARGA DA


BATERIA
Verificar o jumper posicionado na caixa de fusível, da bomba de
combustível.

Z1
30B
30

O correto é o jumper nos terminais 30 com 30B


Os pinos se encontram olhando a caixa de fusíveis, o 03 terminais
do lado direito superior.

4
VEÍCULOS VW 1.6 / 1.8 CFI – SEM
ACELERAÇÃO RÁPIDA QUANDO O
MOTOR ESTA QUENTE
Com certeza o duto de passagem de água para o coletor esta
obstruído em algum local ou invertida a colocação de
mangueiramento. Verificar.

GOLF – TODOS “FUNCIONA E APAGA”


Coloque a caneta de polaridade com o veículo em funcionamento no
fio negativo do sensor hall do distribuidor, caso o veículo venha a
morrer, substitua o sensor hall do distribuidor, ou todo o conjunto
conforme o caso.
Se o veículo continuar funcionando normalmente, verificar todos os
pontos de aterramento do veículo, inclusive os posicionados ao lado
da caixa de fusíveis, com certeza alguns estarão oxidados ou mesmo
soltos.

VEÍCULOS VW – TREME E NÃO RETOMA


Verificar quanto a armadura do distribuidor, verifique se não houve
uma substituição, e se a peça colocada é verdadeiramente de
aplicação no veículo

Sistema injetado CFI – abertura da janela = 19,5 mm


Sistema carburado – abertura da janela = 14,5 mm

5
VEÍCULOS VW SISTEMA EEC-IV
ACELERANDO QUANDO QUENTE
Verificar a tensão do alternador.
Com certeza estará carregando abaixo de 12,7 Volts.
Substituir o regulador de tensão = 14,2 Volts está perfeito

CORSA 1.6 EFI – ELETROVENTILADOR


ACIONA E MOTOR ACELERA
Defeito
Falha no sistema de aterramento a UCE, no seu fio colocado no
cabeçote. Limpar e reapertar o parafuso.

MILLE G7-10 – LUZ DA INJEÇÃO ACENDE


E VEÍCULO MORRE
Defeito
É muito comum o fio do motor de passo se romper e ocasionar curto
a massa, pois o chicote fica roçando contra a lataria, bem próximo a
central. Consertar o respectivo fio que na maioria das vezes é o fio
principal do enrolamento da bobina do motor de passo, e colocar
uma proteção entre chicote e carroceria.

6
PALIO CITYMATIC – MOTOR COM
SOLAVANCO, AO SER ACELERADO
Defeito
Falha no sensor de velocidade.
A referencia do sensor é o posicionamento para acoplar e desacoplar
a embreagem, toda as vezes que colocar o pé sobre o acelerador ou
retirar para efetuar trocas de marcha.

PALIO CITYMATIC – LENTA OSCILA E


ALAVANCA DE TROCA TRAVADA
Defeito
Sensor de posição de borboleta

O sensor de posição de borboleta é fundamental para o perfeito


funcionamento do sistema de embreagem eletrônica, e ao ocorrer
uma falha no sensor o sistema de embreagem é congelado.

OMEGA 3.8 – NÃO SOBE O GIRO DO


MOTOR
Defeito
Medidor de massa de ar.
Não apresenta código de falha da peça.

A falha é imperceptível, em marcha lenta a freqüência de trabalho


tem de ser 2.700 Hz, com 2.500 Hz a peça esta com defeito.

7
VEÍCULOS EM GERAL – ENTUPIMENTO
DO CATALISADOR
É muito provável que pôr uma falha no sensor de temperatura da
água o sistema passe a enriquecer a mistura, com eventuais danos
irreversíveis ao catalisador. Isto também acontece com aplicação
indevida de sensor de temperatura, ou mesmo aqueles que aplicam
resistores para enriquecer a mistura. (CUIDADO).

GOL 1.6 MI – PERDA DE POTÊNCIA


Defeito
Excesso de torque no sensor de detonação.

TEMPRA 16 V – IAWP8 – MOTOR AS


VEZES NÃO PEGA / OU NÃO PEGA
Provável defeito
É muito provável que uma oxidação ou mal contato no conector
localizado abaixo do paralama dianteiro esquerdo possa ser a causa,
pois pôr ele passam, fios do chicote do alarme, positivo (+15) da
bobina, e o pino 50 do motor de partida, bem como outros fios.

8
VEÍCULOS EM GERAL – MOTOR SEM
POTÊNCIA
Fiquem atentos a certas modificações que “determinados
especialistas” efetuam, principalmente no corpo de borboleta, alguns
chegam a retirar o degrau ou seja o “perfil evolutivo” do
acentamento da borboleta.

FORD KA – QUEIMANDO CENTRAL DE


INJEÇÃO NA SAÍDA DO ACIONAMENTO
DO ELETROVENTILADOR
Defeito

Entupimento no radiador com certeza

Com isto o Eletroventilador fica demasiado tempo em


funcionamento ocasionando um superaquecimento do pino da UCE
e eventual queima.

A troca do radiador é recomendado, bem como a colocação de um


resistor de 33 OHMS entre o relê e a UCE, com a finalidade de
limitar a corrente elétrica pela linha de comando da UCE sem
interferir no perfeito funcionamento do relê.

9
GOLF 1.8 / 2.0 – DIGIFANT – RESET DA
LUZ DO ÓLEO E INSPEÇÃO
No visor do hodômetro poderá aparecer as seguintes informações

1 – INOO = OK
2 – IN01 = Inspeção de 1 ano
3 – IN02 = Inspeção de 2 anos
4 – OEL = Troca de óleo (a cada 15.000 Km)

Ao ocorrer uma desta indicações, para retornar a indicação original,


siga os seguintes passos.

1- Ligue a ignição
2- Aperte o botão do hodômetro parcial e mantenha-o pressionado
3- Desligue a ignição
4- Solte o botão do hodômetro parcial. Aparecerá no visor o
informação OEL
5- Se for zerar a informação OEL, pressione o botão de acerto dos
minutos do relógio digital do painel, até aparecer no display do
hodômetro a indicação “- - - “
6- Aperte novamente o botão do hodômetro e aparecerá no visor
IN01
7- Se for zerar a informação, pressione o botão do acerto dos
minutos do relógio digital do painel, até aparecer no display do
hodômetro a indicação “---“
8- Aperte novamente o botão do hodômetro e aparecera no visor
IN02
9- Se for zerar siga o mesmo passo para zerar IN01 ou OEL e
aparecera no display do hodômetro a indicação “---“.

10
PEUGEOT 206 1.6 16V – ESTRATÉGIA
ESPECÍFICA DE CANCELAMENTO DE
ERROS PERMANENTES

Para o cancelamento dos erros permanentes

 Para cancelamento do erro, resolva o problema e coloque o


veículo em rodagem, após 3 ciclos completos de funcionamento a
central muda o status do erro de permanente para temporário.
Somente nesta condição o erro poderá ser cancelado.
 Um ciclo será considerado completo se todos os sensores
enviarem à central de injeção uma larga gama de sinais.

Exemplo:
Temperatura da água de motor frio a motor quente.
Posição de borboleta de fechada a totalmente aberta
Rotação do motor de marcha lenta a plena carga
E assim com todos os outros sensores.
Isso quer dizer, que para passar pôr um ciclo, o motor devera
estar frio e passar pôr todos os regimes de trabalho.

 Para se completar 03 ciclos, já da para imaginar o tempo em que


o veículo ficará na oficina.

 Para que o cliente leve seu veículo sem erro armazenado, o


veículo deverá passar pelo ciclo total.

11
PEUGEOT 206, 307 , 406 E 607
PROCEDIMENTO PARA ZERAR O
MARCADOR INTELIGENTE DE TROCA
DE ÓLEO DO MOTOR
 Substitua o óleo do motor conforme especificação técnica do
fabricante
 Motor desligado
 Aperte o botão do hodômetro parcial
 Com o botão ainda acionado, vire a chave de ignição sem dar
partida
 No painel aparecerá uma contagem regressiva de 10 até 0
 Quando indicar O solte o botão
 Aperte novamente o botão do hodômetro e mantenha-o apertado
 Ligue a chave sem funcionar o motor
 No painel vai aparecer a contagem inicial de 20.000Km ou de
30.000Km. o numero indicado ficará piscando
 Solte o botão do hodômetro. Se apertar novamente pula de
20.000Km para 30.000Km sucessivamente
 Selecione 20.000Km e deixe pulsar até o momento em que irá se
fixar.
 Desligue a ignição

OBS.: o sistema é chamado de inteligente, pois será contado o


tempo em que o veículo permanece em marcha lenta, no caso ao
invés do sistema acusar a troca aos 20.000Km, poderá acusar aos
18.000Km, levando-se em conta as horas de uso do motor em
marcha lenta.

12
VEÍCULOS PEUGEOT – APLICAÇÃO DE
VELAS
Siga sempre a aplicação recomendada pelo fabricante, conforme
tabelas , caso contrário em uma aplicação indevida, o veículo ficara
apagando o motor freqüentemente, muito comum ao PEUGEOT
PARTNER.

MAREA 2.0 20V – MOTOR


SUPERAQUECENDO
Massas pobres. Queda de tensão ao cabo massa que liga a bateria ao
câmbio.
Estanhar a fixação dos cabos.

ASTRA – APAGAR A INDICAÇÃO “INSP”


DO PAINEL
 Chave desligada
 Selecione hodômetro parcial entre hodômetro e relógio de horas
 Aperte o botão de acerto do hodômetro e segure
 Ligue a chave de ignição sem dar partida
 Aparece no painel a indicação “INSP” e depois “----“ 4 tracinhos.
 Solte o botão de acerto
 Desligue a ignição

13
ASTRA – FUNCIONAMENTO PERFEITO
PORÊM A LÂMPADA DE ANOMALIAS
PERMANECE ACESA NO PAINEL

“Scanner indica código de falha P0130 – falha no sensor 02 “sonda


lambda””

Defeito

Falta de aterramento do chicote principal do motor, geralmente no


terminal de fixação do cabo massa próximo ao filtro de óleo, ou
ainda da montagem de um chicote pertencente a um Astra sem
climatizador em veículo com climatizador.
Verifique afastando a capa plástica do terminal de aterramento se a
coloração do filamento de cobre do cabo está alterada. Se estiver
escura substitua o chicote é característico o super aquecimento e
alteração do cabo com elevação da sua resistência elétrica.

VÁLVULAS INJETORAS – CAPUZ DE


PROTEÇÃO

Ao substituir o capuz de proteção do pulverizador da válvula


injetora, pôr onde sai o combustível, tenha certeza de que o capuz a
ser usado é de fato para esta válvula injetora, senão você terá séria
complicação no veículo, caso a aplicação não seja da válvula, o
orifício poderá ser menor e o motor trabalhar com falta de
combustível. CUIDADO.

14
PALIO 1.3 16V FIRE ME7.3H4
Atenção ao rastear o sistema, caso você encontre as seguinte falhas.

 Falha do sensor de posição de borboleta e cut-off de segurança =


o defeito será no motor do acelerador eletrônico
 Falha simultânea dos eletroinjetores, eletroválvula do Cânister ,
sonda e motor do acelerador eletrônico, seu defeito será RELE
PRINCIPAL

Caso a luz de anomalia não acenda, e você ao utilizar o scanner


encontrar códigos de falhas, com certeza verifique e se necessário
faça a substituição necessária, o sistema não reconhece alguns sinais
de defeito tais como:

 Eletroválvula do Cânister
 Fusível de 15A da sonda e da eletroválvula do Cânister
 Resistência de aquecimento da sonda lambda
 Sensor de detonação
 Sensor de velocidade
 Sonda lambda

Se o veículo estiver falhando, a luz de injeção não acender e o


scanner não interpretar nenhuma falha no sistema, proceda os
seguintes chek-up´s

 Bobina de ignição – o sistema não detecta a falha do secundário e


continua a comandar os eletroinjetores, desta forma combustível
cru chegara ao catalisador.
 Falha dos dois sensores no pedal do acelerador
 Interruptor de solicitação do ar condicionado

15
 Interruptor do pedal da embreagem
 Interruptor do pedal de freio
 Lâmpada de anomalias
 Pressostato do sistema de ar condicionado
 Tacômetro
 Tomada de diagnose ( o scanner não se comunica )

Caso você esteja tentando elevar o giro do motor e o mesmo não


acelera, verifique a bateria, é fundamental ao sistema a bateria em
prefeita condição de trabalho.

Caso a lâmpada de anomalias não acenda, o scanner não entre e o


motor não parte, verifique:

 Aterramentos
 Comutador de ignição e alimentação do terminal 51B ( no lado do
veículo) na central de injeção
 Fusíveis IGN e EFI
 Fusível de 7.5A do imobilizador e do terminal 18B (lado do
veículo) da central de injeção

16
TEMPRA 16V IAW-4U3-P8 NÃO PEGA E
AINDA ACOPLA O AR
CONDICIONADO
Lâmpada não acende , * scanner não entra *
Falha nas trilhas 1 e 19 da Uce refazer as soldas
* motivo chupeta sem conhecimento técnico *

TEMPRA 16 V – AS VEZES MORRE


Sem código de falhas . verificar o contagiro. caso o motor esteja a
900 rpm e estiver marcando 2500 rpm, defeito no potenciômetro do
conta giro que esta em paralelo com o primário da bobina. daí o fato
do motor apagar. * bateu pegou *.

TEMPRA 16V- FALHA INTERMITENTE


SONDA
A lâmpada as vezes acende – scanner com o veículo em movimento
acusa sonda, o veículo não tem armazenamento de falhas.
analisando a sonda com o multímetro as vezes fica sem alimentação.
verifica-se o relê. e está perfeito, chicote perfeito. só que o relê é
alimentado pelo “d+” do alternador, de forma que um mal contato
na lâmpada do painel faz com que o relê desarme, por
conseguinte não aquece a sonda. verifique.
Mal contato na lâmpada do painel.

17
PALIO 1.0/1.5 – GIRA NÃO PEGA
Isolamento no relê duplo internamente. luz da injeção apagada e a
do code acessa defeito intermitente

PALIO 1.0/1.5 VÁRIOS SINTOMAS


 Não funciona . intermitente
 Dificuldade de partida a quente
 Consumo alto
 Lenta oscila
 Motor acelerado
 Lâmpada de anomalias acende intermitente

Causa

Isolamento interno do sensor da água - fabricação MTE

Usar sensor com fabricação posterior a novembro de 97

7 – ano de fabricação /k – mês de fabricação “7k” gravado na


peça

18
PALIO 1.0 LENTA OSCILANDO
Carro batido – chicote refeito – verificar quanto a inversão das
bobinas do motor de passo, os fios que acionam o avanço do motor
de passo, estão colocados para o retrocesso e vice verso.

PALIO 1.0/1.5/1.6 16V LENTA OSCILANDO


Readaptação do corretor de marcha lenta

1- Motor 2x ligar Eletroventilador (temperatura ideal)


2- Desligar ignição
3- Remover o fusível EFI 30 Amp ao lado da bateria
4- Aguarde 5 minutos
5- Recoloque o fusível
6- Virar a chave de ignição na posição “mar” sem dar partida
7- Aguarde 30 segundos
8- Volte a chave p/ stop – aguarde mais 30 segundos
9- Repita 3 vezes os passos de 6 a 8
10- Funcione o motor eletro 2x (temperatura ideal)
11- Desligue o motor esta ok - readaptado

PALIO 1.0/1.5/1.6 ESTOURO NO COLETOR


COM MOTOR FRIO
Sensor de detonação fiação invertida

Pino 01 do sensor fio “vm” ao pino 16 da Uce

19
Pino 02 do sensor fio “br” ao pino 33 da Uce
Pino 03 do sensor fio “pt” a carcaça Uce massa

O “br” com o “vm” estão invertidos

TEMPRA 16V IAW-P8


Erro banal “inverter o conector do sensor da água com o da válvula
térmica adicional de ar” – lenta toda irregular.

FIAT 1.6 MPI SCANNER NÃO ACESSA


Erro de chicote no conector de diagnose, terminal “1 e 3” estão
invertidos na tomada – montagem errada por parte do fabricante.

MAREA - NÃO PEGA

Relê da bomba de combustível esta no porta luvas, possui 02


terminais 87, o terminal do meio isola de tal forma que o relê
alimenta outros componentes mas não a bomba. a bomba está ligada
ao terminal do meio do relê – substituir o relê

20
MILLE ELETRONIC – MOTOR APAGA
O chicote do sensor de rotação esta fora da sua fixação. por
conseguinte fica encostando no alternador e é infectado com o
campo eletro magnético. colocar o chicote para o lugar certo.

MILLE EP - BURACO NA ACELERAÇÃO


Regulagem de “CO” fora da faixa.
procedimento de regulagem com scanner.

MILLE EP - SEM LENTA


Falha no sensor de água e pressão sem alimentação. o problema esta
na UCE no pino “31” abra a central e verifique, o pino “31” vai
estar chamuscado – “refazer a solda”. falta alimentação para os
sensores.

TEMPRA TURBO – LENTA OSCILANDO


A capa do cabo do acelerador veio montada invertida de fábrica . ao
leve toque no acelerador inicia-se um processo de flutuação da
marcha lenta. substituir o cabo.

UNO SX 1.0 - LENTA OSCILA/ DEMORA P/


BAIXAR NAS DESACELERAÇÕES

21
- Lâmpada as vezes acende mas nenhum erro
- Tudo conferido sistema ok

Central “G7.10B012” – possui um erro de código no binário do 4º


dígito que indica borboleta aberta, estando a mesma fechada
substituir com a central n.º “G7.10B014”

ESCORT ZETEC 1.8 - ENGASGANDO


TRANCOS FORTES
Sensor de rotação – foi removida a caixa para reparo ou troca de
embreagem. sensor trincado – substituir.

ESCORT ZETEC 1.8 – LIGOU FAROL O


CARRO MORRE
Queda de tensão – pontos de solda fria nos terminais do cabo de
ligação entre o motor de partida e o alternador, ou cabo pequeno
demais – refazer a solda ou substituir o cabo

ESCORT ZETEC 1.8 / MONDEO - MOTOR


FALHANDO 1 CILINDRO

Inversão do conector do sensor de fase com o conector do injetor do


4º cilindro

22
PALIO 1.5 MPI ALTERAÇÃO DO
DIAGRAMA DE ABERTURA E
FECHAMENTO DE VÁLVULAS.
Cuidado ao trocar a Uce do pálio 1.5 a central teve uma modificação
na estratégia de funcionamento.
O eixo de comando 46435332 faz parte da central 46481775 e o eixo
de comando 46470183 faz parte da central 46521107 e 46522251

com o numero do chassis do veículo identifique qual a central a ser


utilizada no veículo.

PALIO 1.6 16V – LENTA OSCILA E APAGA


APÓS SUBSTITUIÇÃO DE CENTRAL
As 1ª UCES IAW-1AB usam o sensor de velocidade, mas os
parâmetros são bloqueados no seu interior a algumas funções, nas
centrais novas o sinal do sensor de velocidade é usado para a marcha
lenta e desacelerações, então qualquer defeito menor que seja no
sensor de velocidade, irá gerar uma falha que o veículo não possuía,
substituir o sensor de velocidade

KÁ - ACELERADO NA TROCA DE
MARCHA
Atuador lenta arrombado no lacre
Substituir – desligar a bateria por 3 horas para reset da UCE
Caso contrário você troca o atuador e anda com veículo
apresentando o mesmo problema.

23
ASTRA G – MARCADOR DE
TEMPERATURA NO PAINEL OSCILA
Cabo massa atras do painel solto ou mal contato

VECTRA B – LENTA IRREGULAR APÓS


REVISÃO
Parafusos do atuador de marcha lenta com aperto excessivo chega a
travar o rotor do atuador de marcha lenta e impede o seu movimento

GOL 1.0 16V - NO CALOR, AO SOL NÃO


PEGA
Resistência que se altera da antena do imobilizador. na sombra não
acontece nada. substituir a antena

TIPO 1.6 IE - AR CONDICIONADO NÃO


FUNCIONA

24
Apenas com o motor em marcha lenta o ar não acopla.
ar condicionado em perfeitas condições.

CAUSA

- sem a folga mínima entre as alavancas de comando da abertura da


borboleta

SOLUÇÃO
Regular os tirantes de comando da abertura da borboleta .

Ao terminar a regulagem, certificar-se de que com o pedal do


acelerador completamente pressionado, a borboleta esteja toda
aberta.
ESCORT 1.8 ZETEC – LENTA OSCILANDO
ACELERADO
Tampão do coletor de admissão entre o 1º e 2º cilindro com
problemas
Desligue o atuador de marcha lenta o motor deve morrer.
caso não morra o problema é no tampão.

MOTOR ZETEC - LÂMBDA


A presença de chumbo danifica por completo a sonda

ESCORT 1.8 ZETEC - A/C DESARMA EM


LENTA

25
Sujeira no corpo de borboleta. a passagem positiva de ar se fecha
alterando o ponto de equilíbrio, o ar terá que passar pelo atuador.
mas até que a Uce entenda o A/C é desligado.
Lixa 600 para limpeza.

FIESTA ENDURA - ML INSTÁVEL


Corretor travado, entupiu Antichama ou mangueira do Antichama
para o coletor.

FIESTA 1.4 16V BAIXO DESEMPENHO OU


DESEMPENHO ABAIXO DO ESPERADO
Tudo perfeito. “Sujeira nos filamentos do sensor de medição de
massa de ar” - usar um descarbonizante com cuidado. vale para
todos os veículos com medidor neste sistema de funcionamento.

FIESTA 1.4 16 V EEC-V - MOTOR


ACELERADO
1500 rpm e estável - sensor borboleta defeituoso. com a caneta de
polaridade sinais “+ - 0” ok. com multímetro em “v” nada feito sinal
baixo. trocar o sensor.

26
RÊLE DE PARTIDA A QUENTE PARA LE-
JETRONIC VW FORD
Com 93º no coletor o relê arma em série com o sensor de ºC
(temperatura) uma resistência que informa um motor a 40ºC. quem
aciona o relê é o termostato no coletor, um sensor PTC de um fio.
Que em alguns casos esta instalado próximo a tampa de válvula,
preso a um cavalete. Relê com problema só original.

MONDEO ZETEC 1.8 EEC-IV - FALHANDO


Cilindro 2 e 3, os injetores não funcionam. injetor ok – fiação ok
na lógica o problema é a “UCE”?. Não!
Problema no fio da bobina do 2º e 3º cilindro, a central entra em
estratégia de emergência, para evitar que o combustível cru chegue
ao catalisador e vá danificá-lo.

RANGER 2.3 - LUZ ACESSA


Oxidação no terminal da bobina. é uma falha muito comum

27
RANGER 4.0 - GIRA E NÃO PEGA

Cânister entupido. verifique.

RANGER 4.0 – FALHANDO O 5º E 6º


CILINDRO

Módulo DIS – o módulo sob n.º DIS 4 é da ranger 4 cilindros. e o


módulo de n.º DIS 6, é da ranger 6 cilindros.

TAURUS 12 V EEC-IV - MOTOR APAGA


REPENTINAMENTE
Relê do módulo de controle constante que alimenta bomba, UCE,
eletro ventilador do A/C . esta ao lado do radiador do sistema de
arrefecimento, devido a temperatura elevada de trabalho do sistema
de arrefecimento, o relê abre seus contatos. retira-lo deste local e
colocar ao lado da bateria. Fazer chicote.

ASTRA G M.1.5.5.P - OSCILA MARCHA


LENTA

28
Já vem de outra oficina, ou é o corpo de borboleta o problema. Na
substituição é necessário se efetuar uma adaptação do novo corpo
para a UCE. somente com o scanner.

ASTRA G - SUPERAQUECIMENTO
Não liga Eletroventilador – Defeito oxidação no ponto de
aterramento, na longarina dianteira esq. na parte frontal inferior.

Ou no conector de ligação do chicote que esta localizado embaixo


da caixa de relês e fusíveis, é necessário tirar a caixa de relês e
fusíveis, o conector está ao lado do servofreio.

ASTRA G – NÃO LIGA


ELETROVENTILADOR
Ocasionalmente poderá ocorrer uma falha no sistema, por ser
desligada a bateria o Eletroventilador poderá não mais acionar, para
isto basta desligar e ligar o conector da central de arrefecimento,
localizado embaixo do pára-lama esquerdo do veículo.

C20 4.1 M 2.8.1 - NÃO PEGA


Relê principal – tirar o relê da bomba e colocar no lugar do
principal, a bomba irá ligar através do sensor de pressão de óleo.

29
CORSA - DIFICULDADE DE PARTIDA
Tuchos carregados, válvula ligeiramente aberta, isto acontece
quando o óleo já esta muito grosso.
Substituir os balancins sem furo por ba1lancins com furo, os tuchos
irão descarregar mais facilmente.

CORSA EFI / MPFI


Troca do sensor de borboleta de um com o outro.
Falha tudo pois inverte-se o sentido do sensor.

CORSA GLS 16 V - LENTA ALTA


Alternador carga superior a 16 volts

MONZA PISANDO NO FREIO O MOTOR


APAGA OU ACIONANDO A RÉ OU
PISCA PISCA.
Oxidação ou isolamento elétrico no massa principal das lanternas
traseiras, o massa é o mesmo da bomba de combustível, em alguns
casos.

30
MONZA KADETT IPANEMA - CORTA EM
ALTA ACIMA DE 120KM
Chicote da bobina impulsora ressecado.

MONZA EFI DIFICULDADE DE PARTIDA


Motor vai funcionar bem lento como se fosse bateria arriada.

A embreagem está pesada?

Problema em massas do motor, o cabo da embreagem tambem serve


de massa entre o motor e chassis o que acarreta o aquecimento do
cabo e derrete a capa.

MONZA EFI – MARCHA LENTA


IRREGULAR E OSCILANDO

Vedação entre o cilindro mestre e o servo freio o´ring com defeito


- você pisa no freio e o veículo treme

MONZA EFI - PERDA DE POTÊNCIA E


BURACO NA ACELERAÇÃO

Válvula termostática - varia a temperatura

31
MONZA EFI - FALTA POTÊNCIA NA FASE
FRIA
Luz injeção não acende, sensor de temperatura da água fora da faixa
com valor muito alto. veículo está com ar no sistema de
arrefecimento.

MONZA KADETT IPANEMA


BOBINA IMPULSORA EFI
Erro de fabricação

Fio verde posição B


Fio claro posição A
Saíram com fios trocados
Motor sem retomada e sem potência

MONZA EFI - COM A/C LIGADO


SUPERAQUECE
Interruptor de ciclagem do A/C ao lado do Pressostato do A/C, é o
mais próximo da roda dianteira direita. estão localizados na parte
inferior da corta fogo. o interruptor informa a UCE a necessidade da
2ª velocidade. Troca-lo.

32
MONZA KADETT IPANEMA – SENSOR DE
VELOCIDADE
8 pulsos 90149078 2.0 MEC
10 pulsos 90149079 1.8 AUT.
13 pulsos 90149080 2.0 AUT.
16 pulsos 90149082 1.8 MEC

MONZA ÀLCOOL - FUNCIONAMENTO


DE FORMA MUITO RUIM FRIO
Aquecedor do coletor

O conector intermediário esta localizado ao lado do cilindro mestre e


derrete a proteção da fiação com muita facilidade. isolando o
sistema. assim o PTC não funciona. da mesma maneira verificar o
rele de coloração cinza na caixa de fusíveis interna, é o rele do
sistema de aquecimento do coletor.

MONZA A ÁLCOOL - EMBOLANDO


DEPOIS DE QUENTE
Coletor frio - Válvula termostática ou entupimento do coletor.

MONZA FUNCIONA AFOGADO

33
Pino “A11” serve de massa de referência para alguns sensores –
“água, Map e ajuste de CO”, os fios são prensados com metal para
união, e se oxidam. a resistência criada mais a resistência elétrica de
trabalho do sensor de temperatura a UCE identifica que é alta
portanto fase fria e dá-lhe combustível.
Verificar união limpar e aplicar solda.

MONZA KADETT E IPANEMA - SENSOR


DE VELOCIDADE
Verificar se o fio marrom do sensor de velocidade esta ligado ao
suporte do alternador. caso não o veículo apresenta sérios problemas
de alimentação, freio motor e ignição. É todo errado.

MONZA KADETT E IPANEMA - SEM


ACELERAÇÃO
Diafragma da válvula EGR furado. Entra ar falso. Confira.

OMEGA 4.1 - DUPLO NTC


O sensor de temperatura do líquido de arrefecimento é como o LE-
Jetronic de duplo termissor, um sensor simples vai embaralhar todo
o sistema de injeção.

34
S10 – BLAZER - SCANNER NÃO ENTRA
Remover a capa de proteção da coluna lateral inferior esquerda e
refazer o chicote do conector de diagnose, pois o cabo da alavanca
de liberação do freio de estacionamento comeu todo o chicote.

S10 BLAZER 4.3 V6 - CÓDIGO P0704


Desconsiderar, é interruptor da embreagem do A/C. no brasil não se
usa o interruptor.

S10 – BLAZER 4.3 V6 - LENTA ENTRE 600


e 1200 RPM
Ar falso nos anéis de vedação da unidade injetora

S10 - BLAZER 4.3 V6 - LIGOU FAROL OU


A/C MOTOR FALHA
Queda de tensão nos pré resistores da bomba de combustivel.
Posicionado sobre a proteção paralama interno vão do motor.

35
Desligue os pré resistores e ligue os faróis e A/C se não falhar trocar
os pré resistores.

S 10 – BLAZER 4.3 V6 – VÁRIOS


PROBLEMAS / DESEMPENHO / CORTE /
TRANCOS NA RETOMADA
Desmonte para limpeza, retirando toda a parte superior de entrada de
ar e combustível, proceda uma limpeza minuciosa em tudo, com
certeza sua falha deixara de existir.

S10 2.2 EFI - LENTA OSCILANDO


Motor de passo não para de trabalhar direto funcionando.
Ar falso no sistema – válvula de retenção de vácuo do servo freio
defeituosa passagem de ar nos dois sentidos

S10 – BLAZER 4.3 V6 – COLOCAÇÃO DO


DISTRIBUIDOR

36
Siga o mesmo passo do distribuidor do opala, no qual se centraliza a
bomba de óleo para a colocação do distribuidor, só que no motor 4.3
V6 não há espaço para acompanhar tal colocação. o rotor devera
ficar 3º (graus) atrasado a marcação “6” na carcaça do distribuidor.
ou seja exatamente o lado oposto da saída do cabo do 1º cilindro, na
tampa de distribuição.

S10 2.2 EFI - FALHA EM QUALQUER


REGIME E MUITO
Bobina de ignição solta no pedestal, ou fio do chicote se rompe
devido a bobina ficar solta.

S10 2.2 EFI - TENSÃO DE BATERIA


Se for abaixo do normal gera o código de falha “31” EGR e Sonda
Lâmbda trabalha ciclando mas muito lenta

VECTRA 2.2/ 2.0 MPFI M.1.5.4


MARCADOR DO VELOCIMETRO
VARIA

Distância do sensor de velocidade na roda esta fora. reapertar o


parafuso. regular.

37
VECTRA 2.2/ 2.0 MPFI - VELOCIMETRO
OSCILA EM TREPIDAÇÃO
Massa solto na torre de suspensão dianteira esquerda

VECTRA 2.2 – PERDE POTÊNCIA ATÉ


QUASE APAGAR.
Você acelera mantém a borboleta aberta e o veículo desacelera
sozinho até quase apagar.
O Map utilizado esta errado o preto é do motor 2.0 e o cinza claro é
do motor 2.2

VECTRA 2.2 - MOTOR FUNCIONA COM A


CHAVE DESLIGADA AO SER DESLIGADO.
Movimento de inércia do alternador. uma corrente de retorno flui
através do terminal “d+” do alternador e passa pela lâmpada do
painel. este retorno gera uma tensão entre 5 a 6 volts pulsante na
linha “+15” que está sendo transmitida ao terminal “27” da Uce. a
Uce entende que esta sendo dada várias partidas seguidas e injeta
combustível
solução GM - substituir o “CI” (circuito impresso)
vd (verde) pelo am (amarelo).
solução menos onerosa: colocar um diodo de 2 Amp. entre “D+”
do alternador e a lâmpada do painel.

D+

38
VECTRA B – CORTE INTERMITENTE
Sensor de rotação. devido ao seu estado físico de posicionamento
do conector de encaixe, estar junto ao cavalete elétrico das válvulas
injetoras, o trabalho do conector é forçado , rompendo-se bem
próximo ao conector, a solução é substituir todo o conjunto do
sensor de rotação.

VECTRA B – VEÍCULO SEM


DESEMPENHO SATISFATÓRIO, AO
LIGAR O AR CONDICIONADO PERDE
POTÊNCIA POR COMPLETO
Map com sensor de temperatura do ar, substituir o mesmo esta fora
de faixa

FIESTA – KA MOTOR ENDURA


PERDE ACELERAÇÃO ENTRE 2.400 A
2.800 RPM
Substituição do medidor de ar, esta fora de faixa, coisa mínima, mas
o suficiente para não passar informação e haver o corte da rotação.
mesmo que você sopre para dentro do medidor o veículo venha a
morrer, substitua a peça.

39
EEC-IV – GIRA E NÃO PEGA

Sensor da borboleta indica totalmente aberta, estando a mesma em


estado fechada, sem código de falha. e válvula não pulsa.
O sistema trava. o veículo não pega.
A UCE cruza o trabalho do Map e a depressão não cruza com a
abertura da borboleta.
Por conseguinte não deixa o sistema acionar cortando o pulso da
válvula.
Substituir o sensor de posição de borboleta.

EEC-IV CÓDIGO DE LÂMBDA


Muitas vezes o problema gerado no sensor de temperatura do liquido
de arrefecimento é o responsável pelo código da sonda.

Verificar com bastante atenção antes de substituir a sonda. substituir


o sensor de temperatura da água.

GOL PARATI SAVEIRO – A LÂMPADA DE


TEMPERATURA DA ÁGUA ACENDE
QUANDO O ELETROVENTILADOR LIGA
Problema de aterramento.
Retire o cabo principal “bateria, carroceria, bloco”, limpe
muito bem e onde encontra o prensado aperte novamente e refaça
com solda.
Obs. todos os demais componentes do veículo funcionam
perfeitamente.

40
EEC-IV - SEM CENTELHA
Temos o teste rápido do sensor hall “- o” jumper no chicote do
sensor hall nos pinos negativo com sinal do sensor.
Efetue o mesmo teste mas com o short plug desligado, assim o sinal
será o gerado mecânico fora da central.
Se houver centelha o problema poderá estar no relê principal,
central, fiação do hall p/ a Uce, ou massa da Uce.
Não deixe passar desapercebido a presença de algum sistema de
alarme, olhe sobre o negativo da bobina (caso seja bobina garrafa)
ou fiação caso bobina em epoxi, e verifique se há a presença de
algum fio a mais.

GOL 1.0 MI 8/16V


Capacidade do cárter com troca de filtro 3,31 lts não é 3,51 lts.

Este diferencial fará com que o sistema fique completamente


inundado de óleo e altere todo o sistema de injeção

MI 16V - ROTAÇÃO NORMAL MAS


MOTOR BALANÇA
Massa da central com resistência alta aprox 40 ohms
ou 1 eletro injetor com vazão fora

41
GOL IAW 1AVB - CONSUMO EXCESSIVO
Sem código – MS (mile segundos) alto – massa Uce no pino 1 com
aprox 30 ohms é altíssima . relação do pino 1 com (-) da bateria.

obs.: geralmente se procura verificar massa com o multímetro em


voltagem ou a caneta de polaridade, só que resistência é em ohms.

ALARME
Veiculo apresentando problemas para pegar. verifique se o alarme
corta o sistema de injeção. não perca tempo desligue o sistema de
alarme.

EEC-IV / MI
SEM SHORT PLUG O MOTOR FUNCIONA
NORMAL

É retirado o short plug e o motor fica estável, com o short plug o


motor balança. problema no sensor hall.

42
MI MOTOR AT – VEÍCULO NÃO
ACELERA PLENAMENTE

Sensor hall no distribuidor, geralmente ele provoca está falha,


substituir.

MI MOTOR AT TUDO CERTO


OSCILAÇÃO DA LENTA NÃO PARA
Massa, centelha, MS, ajuste básico, arrefecimento, ar falso,
combustível, tudo ok mas sem código de falha

Segure o veículo na embreagem, 900 rpm 3 minutos

GOL MI 8V/16V ACELERADO VEÍCULO


BATIDO
É comum os reparadores ao comprarem um chicote nos famosos
pontos obscuros de venda, ao pedirem o chicote do gol mi motor AT
8 válvulas, por semelhança e sem o conhecimento técnico do
vendedor, o reparador acaba levando o chicote do gol mi motor AT
16 válvulas, e vice-versa, pois são idênticos, só mudando em uma
única e preciosa condição:
O pino do short plug no chicote do 8v é pino “34”.
O pino do short plug no chicote do 16 v é pino “30”

Portanto na UCE – central de injeção a informação não ira chegar de


modo correto. o veículo trabalha como se o short plug esteja
desconectado. ponto fixo. verifique bem.

43
GOLF 1.8 MONOMOTRONIC M.1.2.3
ELETRO VENTILADOR NÃO
DESLIGA
Curto ocassionado por água no relê do Eletroventilador que está
estrategicamente colocado bem atrás do vaso de expansão do carro.
sempre que o frentista ou alguém for abastecer o vaso de expansão,
irá colocar um pouquinho de água no relê.

GOLF GL, E GLX ERROS BANAIS


Trocar conector do sensor ar com água

GOLF GTI MOTRONIC M.2.9


Erro de mapa elétrico o pino “23” do sensor de fase não existe o
sensor esta ligado ao pino “41”

GOLF GTI 94 SEM POTÊNCIA


Distribuidor é travado. com certeza você está com problema no
sensor hall com defasagem em relação ao pms do 1º cilindro. retire o
distribuidor e sincronize em relação ao pms 1º cil, o rotor tem que
ficar apontado a marcação da carcaça

44
GOLF GLX 2.0 – DIGIFANT MOTOR
APAGA E AS VEZES NÃO PEGA

Alternador ciclando carga, e fornece picos de energia ao sistema de


alarme do veículo o mesmo desarma a ignição.
Substituir o alternador, pois o mesmo não permite a troca do
regulador de tensão.

KOMBI ERRO BANAL


Trocar conector do Cânister com atuador de marcha lenta

PARATI 1.8 MI LENTA IRREGULAR


Sonda travada. acima de 3.000 rpm destrava e é normal

VW – MULTI POINT TODOS – BUSCA POR


AR FALSO
Fechar a boca do corpo de borboleta, entrada do servo freio e
Cânister, se o motor continuar funcionando, retire as válvulas
injetoras e troque os o´ring – ar falso por eles

45
DISTRIBUIDOR EFI 1 + 3
DISTRIBUIDOR CFI 4 JANELAS
Cuidado confira se não está trocado no veículo.

SANTANA 2.0 MI IAW 1AVB PEGA/APAGA


AS VEZES NA 2ª PARTIDA TAMBEM
APAGA.
O sistema de ar condicionado possui um reservatório de vácuo, p/
permitir o acionamento das portinholas, mesmo com o motor
desligado. O reservatório esta conectado a uma mangueira que sai
do “T” ligado na linha do servo freio e possui no meio do caminho
uma válvula de retenção de um único sentido, ao se romper esta
válvula existe a entrada de ar falso no sistema e no momento da
partida a mistura se empobrece demais ocasionando o desligamento
do motor.

Tem ar condicionado tem portinholas mecânicas, necessita de


vácuo e válvula de retenção.

SANTANA 2.0 MI A/C LIGA E DESLIGA


AJUSTE BÁSICO
 Chave desl 1 minuto
 Desconectar UCE
 Esperar + 1 minuto e ligue a UCE

46
 Ligue a ignição sem dar partida
 Aguarde 20 segundos e de partida
 Ok ajuste básico efetuado sistema funcionando.

VW TROCAS FREQUENTES
Sensor de posição de borboleta do sistema EEC/IV com o sensor de
posição de borboleta do sistema mi. diferencial de rotação do eixo
do sensor. não dá para utilizar. falha bem o veículo.

KOMBI E GOLF – COM LENTA INSTÁVEL

Os sensores de borboleta são bem parecidos, os pequenos. verifique


o numero de aplicação.

AP 1.6/1.8/2.0 MI IAW 1AVB - CONSUMO


ALTÍSSIMO – LENTA IRREGULAR
Chicote da Sonda Lâmbda é grudado com o coletor de escape, o fio
quebra na base do conector ou derrete algumas vezes.

TOYOTA TODOS OS INJETADOS A


GASOLINA
VEÍCULO FALHA.

47
As válvulas injetoras são fixadas ao coletor através de suportes de
borracha que envolvem a ponta da válvula injetora, e
costumam entupir com muita facilidade, evitando-se assim a
passagem do combustível diretamente para a câmara de
combustão.

MOTOR ZETEC – LENTA ACELERADA


Válvula de retenção do sistema de respiro, com problemas, necessita
substituição (válvula metálica).

SENSOR MAF MOTOR ENDURA/ ZETEC


É o mesmo verificar fiação. o sensor do Fiesta, KA, Escort e
Mondeo são os mesmos só modificam a configuração, para
aplicação verifique o mapa elétrico quanto a disposição dos
fios 1,2,3,4 em relação ao sensor, e UCE.

FORD 6 CILINDROS – BOBINA DE


IGNIÇÃO
A bobina de ignição da Ranger 6 cilindros é a mesma utilizada pela
Explorer 6 cilindros, o Mustang o Mondeo e vários outros veículos,
tomar cuidado somente na disposição do inicio da contagem da
ordem de ignição.
1 4

48
1 4

49