Você está na página 1de 5

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR - MDIC

INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA- INMETRO


Diretoria da Qualidade – Dqual
Divisão de Fiscalização e Verificação da Conformidade - Divec

PROCEDIMENTO DE FISCALIZAÇÃO - COPOS PLÁSTICOS


DESCARTÁVEIS

Portarias Inmetro 453/2010 - Código 3510

1. DEFINIÇÕES
1.1. Copo plástico descartável termoformado - Produto obtido pelo processo de
termoformagem de resinas termoplásticas, pigmentado ou não, impressos ou não com
logomarca de empresas, destinado ao consumo de bebidas e outros usos similares,
devendo ser utilizados uma única vez.
1.2. Copo plástico descartável para festa - Qualquer objeto projetado e fabricado para
ser usado quer seja em decoração, quer seja como utensílio, ou recipiente para fins
alimentícios, em festas nas quais participem crianças menores de 14 anos. (ver definição
Portaria Inmetro 414/2010 item 4.1 Artigo para Festas);
1.3. Família de copos plásticos descartáveis - Copos plásticos descartáveis fabricados
com a mesma resina termoplástica e com a mesma capacidade volumétrica.
1.4. Manga - Embalagem produzida com filme plástico para acondicionamento dos
copos.
1.5. Modelo de copos plásticos descartáveis - Copos plásticos descartáveis que
apresentem o mesmo tipo de resina, a mesma capacidade volumétrica, o mesmo tipo de
pigmento e a mesma textura de parede, identificados por um ou mais nomes fantasia,
podendo ser impressos ou não com logomarca de empresas, desde que não sejam
destinados para festa.
1.6. Termoformagem - Processo que consiste em aquecer uma chapa plana
previamente extrudada, ou fabricada em sistema contínuo de extrusão, até a temperatura
de amolecimento do termoplástico, e introduzida em molde refrigerado de
multicavidades. Por ação de ar comprimido e vácuo, ocorre a formação do produto. O
produto é então resfriado, cortado, extraído e empilhado (acondicionado).
1.7. Capacidade Total - Volume limitado pelo Plano que tangencia a parte superior da
boca do copo.

2. DOCUMENTOS
2.1. Portaria Inmetro nº 453/2010
Torna compulsória a certificação de copos plásticos descartáveis e delega a fiscalização
aos Órgãos conveniados, para sua execução;
2.2 RAC – Regulamento da Avaliação da Conformidade (anexo a Portaria
453/2010)
Procedimento documentado que define a forma pela qual o organismo de certificação,
deve operacionalizar a Certificação de Conformidade de um determinado produto,
Dqual/Divec – ver1 Junho/2012 - Página 1
processo ou serviço, aos requisitos de normas técnicas ou regulamentos técnicos a eles
aplicáveis;
2.3. ABNT NBR 13230:2007
Simbologia indicativa de reciclabilidade e identificação de materiais plásticos –
Simbologia.
2.4. ABNT NBR 13883:1997
Segurança de artigos para festa.
2.5. ABNT NBR 14865:2002
Copos Plásticos Descartáveis.

3. CONDIÇÕES GERAIS
3.1. De acordo com a nova redação do artigo 6º da Lei 9933/99, este procedimento
aplica-se aos locais de produção, armazenamento, transporte, exposição e
comercialização de copos plásticos descartáveis (artigo 6º da Lei 9933/99);
3.2. A partir de 03/06/2012, os copos plásticos descartáveis deverão ser fabricados e
importados somente em conformidade estabelecidos no RAC (art. 4° Portaria Inmetro
nº 453/10);
3.3. A partir de 03/12/2012, os copos plásticos descartáveis comercializados pelo
fabricante e importados deverão atender aos requisitos estabelecidos no RAC (parágrafo
único art. 4° Portaria Inmetro nº 453/10);
3.4. A partir de 03/12/2013, os copos plásticos descartáveis comercializados por lojistas
e varejistas deverão atender aos requisitos estabelecidos no RAC (art. 5° Portaria
Inmetro nº 453/10);

4. METODOLOGIA

4.1. Fiscalização no fabricante/importador


Nota1: A fiscalização inicialmente começará pelo processo de fabricação e importação
a partir do dia 03/06/2012 de acordo com a Portaria Inmetro 453/2010.

4.1.1. Empresa não certificada fabricando ou importando copos plásticos


4.1.1.1. Notificar para que o fabricante/importador entre com o pedido de certificação
junto a um Organismo de Certificação de Produtos Acreditado pelo Inmetro;
4.1.1.2. Lavrar auto de infração para fabricante/importador;

4.2. Fiscalização na expedição da fabrica/importador


Nota2: A fiscalização na expedição da fábrica e importadores terá início a partir do dia
03/12/2012 de acordo com a Portaria Inmetro 453/2010.
Observação: Os copos descartáveis considerados como artigos de festa, ainda poderão
ser comercializados sem a certificação até 04/07/2013 de acordo com a Portaria
Inmetro 006/2011;

4.2.1. Produtos não certificados


4.2.1.1. Apreender cautelarmente todas as embalagens de copos descartáveis expostos
na expedição;
Dqual/Divec – ver1 Junho/2012 - Página 2
4.2.1.2. Lavrar o Auto de Infração contra o fabricante/importador por comercializar
copos plásticos descartáveis sem a devida certificação, após o prazo permitido no artigo
5º da Portaria Inmetro nº 453/2010 - 03/12/2013;

4.2.2. Produtos certificados


4.2.2.1. Proceder à verificação formal de acordo com o item 4.4.

4.3. Fiscalização no comercio


Nota3: A fiscalização no comércio terá início a partir do dia 03/12/2013 de acordo com
a Portaria Inmetro 453/2010.
Observação: Os copos descartáveis considerados como artigos de festa, ainda poderão
ser encontrados no comércio varejista sem a certificação até 04/05/2014 de acordo com
a Portaria Inmetro 006/2011;

4.3.1. Produtos que não ostentam o selo de identificação da conformidade


4.3.1.1. Apreender cautelarmente e notificar a firma fiscalizada para apresentar a nota
fiscal do fornecedor;
4.3.1.2. Lavrar o Auto de Infração contra a empresa fiscalizada por comercializar copos
plásticos descartáveis sem o Selo de Identificação da Conformidade;
4.3.1.3. Se o documento fiscal foi emitido após 03/12/2012 autuar também o
fabricante/importador.

4.3.2. Produtos que ostentam o Selo de identificação da certificação


4.3.2.1. Sem certificação
4.3.2.1.1. Constatado o uso irregular do selo de identificação da conformidade,
apreender cautelarmente e notificar a empresa fiscalizada a apresentar o documento
fiscal do fornecedor;
4.3.2.1.2. Apresentado o documento fiscal, autuar o fabricante/importador;
4.3.2.1.3. Não apresentado o documento fiscal, lavrar o Auto de Infração para a empresa
fiscalizada, por assumir inteira responsabilidade pela comercialização irregular do
produto.

4.4. Verificação formal.


Os modelos de Selo de Identificação da Conformidade devem ser apostos ou impressos
nas mangas e nas caixas dos copos plásticos descartáveis certificados.
Nota: Para copos personalizados com logomarca de cliente específico, o Selo de
Identificação da Conformidade deve, no mínimo, ser aposto nas caixas do produto.

4.4.1. Na embalagem
Nas mangas dos copos plásticos descartáveis devem estar impresso:
a) Razão Social, nome fantasia caso exista, e CNPJ;
b) Endereço completo do solicitante;
c) Descrição do produto;
d) Capacidade total;
e) Quantidade.

Dqual/Divec – ver1 Junho/2012 - Página 3


Os copos devem trazer gravados em relevo, com caracteres visíveis e de forma
indelével, pelo menos os seguintes dados:
a) Marca ou identificação do fabricante;
b) Capacidade do copo;
c) Símbolo de identificação do material para reciclagem, conforme NBR 13230.

4.4.1.1. Na expedição das fábricas/importador


4.4.1.1.1. Na falta de parte das informações, notificar para que seja regularizada a
fabricação / importação;
4.4.1.1.2. Autuar o fabricante/importador.

4.4.1.2. No comércio
4.4.1.2.1. Na falta de parte das informações, notificar para apresentação do documento
fiscal;
4.4.1.2.2. Apresentado o documento fiscal, autuar o fabricante/importador.
4.4.1.2.3. Caso não seja apresentado o documento fiscal, lavrar o Auto de Infração para
a empresa fiscalizada pelo não cumprimento da notificação.

COPOS PLÁSTICOS DESCARTÁVEIS OBJETOS DA CERTIFICAÇÃO

COPOS PLÁSTICOS DESCARTÁVEIS CONSIDERADOS


ARTIGO DE FESTA

Irregularidades SGI - 3510


Nº Descrição
1 Fabricação/importação de copos plásticos descartáveis fora do prazo permitido
03/06/2012, sem a devida certificação feita por um Organismo de Certificação de
Produtos acreditado pelo Inmetro.
2 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados por fabricante/importador, fora do

Dqual/Divec – ver1 Junho/2012 - Página 4


prazo permitido 03/12/2012, sem a devida certificação feita por um Organismo de
Certificação de Produtos acreditado pelo Inmetro.
3 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados sem o selo de identificação da
conformidade aprovado pelo Sistema Brasileiro de Avaliação da Conformidade.
4 Uso Indevido - Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com o selo de
identificação da conformidade sem a devida certificação feita por um Organismo de
Certificação de Produtos acreditado pelo Inmetro.
5 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência da capacidade total na embalagem, em desacordo com o item 7 da NBR
14865:2002.
6 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência da quantidade na embalagem, em desacordo com o item 7 da NBR
14865:2002.
7 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência do peso mínimo de cada copo na embalagem, em desacordo com o item 7 da
NBR 14865:2002.
8 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência da marca ou identificação do fabricante gravado em relevo no produto, em
desacordo com o item 8 da NBR 14865:2002.
9 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência da capacidade do copo gravado em relevo no produto, em desacordo com o
item 8 da NBR 14865:2002.
10 Copos plásticos descartáveis sendo comercializados com a seguinte irregularidade:
Ausência do símbolo de identificação do material para reciclagem gravado em relevo
no produto, em desacordo com o item 8 da NBR 14865:2002.

DESTINAÇÃO DOS PRODUTOS APREENDIDOS

Doação: O Órgão Delegado não poderá realizar a doação dos produtos.


Destruição: O Órgão Delegado deverá atender o item 6 da Portaria Inmetro 319/2011,
inutilizando os produtos através de várias maneiras como: rolo compressor, quebra dos
produtos, entre outros. Feito isso, poderá realizar a doação desses resíduos para ajuda
social.

Dqual/Divec – ver1 Junho/2012 - Página 5