Você está na página 1de 20

PUB

Parque Industrial do Tortosendo,Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • •1


Insufláveis 6200-865 Covilhã
Equipamentos de diversão
geral@izifun.pt | 926 060 731
Animação de rua
www.facebook.com/izifun
Decoração de eventos
Aluguer de Meios Especialistas em espaços temáticos

PUB
1008
02 maio 2019
Ano 19
quinta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

Há cinco anos que não O número de nascimentos em Portugal atingiu


no primeiro trimestre de 2019 o valor mais
elevado desde 2012. Mas na Guarda a tendên-

nascem bebés em oito


cia é de redução sendo o distrito com menos
nascimentos nos primeiros três meses do ano.
Segundo as “Estatísticas Vitais”, publicadas re-
centemente pelo INE, há mesmo oito localidades

freguesias da região
dos concelhos de Aguiar da Beira, Almeida,
Guarda, Fornos de Algodres, Trancoso e Vila
Nova de Foz Côa onde não nascem crianças há
cinco anos Pág.4

Protestos contra as portagens


Covilhã
Câmara reduz
dívida bancária

vão chegar à fronteira


Município aprovou na se- Plataforma pela Reposição
mana passada, por maioria, o das SCUT na A23 e A25 tam-
Relatório e Contas de 2018 que bém tenciona «marcar pre-
reflete uma execução orçamen- sença» na inauguração da
tal de 43,7 milhões de euros e Feira Ibérica de Turismo e
uma redução do passivo em 16 na próxima Cimeira Ibérica,
milhões de euros __________ 5 que vai decorrer na Guarda
em junho Pág.5

IPG
António Pissarra
é o novo Provedor
do Estudante
Docente da Escola Superior de
Educação, Comunicação e Des-
porto foi eleito com 199 votos,
num total de 556 votantes. Ana-
bela Sardo foi a segunda mais
votada com menos três votos. Em
terceiro lugar ficou Helena Saraiva,
que obteve 146 votos __________ 6

PUB
Economia Guarda
Guarda sem “empresas Tudo a postos para a FIT
gazela” pela primeira vez no parque urbano
Este ano há cinco “empresas gazela” nas Quinhentos expositores participam, a
Beiras e Serra da Estrela e situam-se nos partir desta quinta-feira, na VIª edição
concelhos da Covilhã, Fundão, Manteigas da Feira Ibérica de Turismo que tem
e Seia, de acordo com a Comissão de Co- como tema central o Turismo de Interior
ordenação e Desenvolvimento Regional e a província de La Coruña como destino
do Centro__________________________ 12 convidado __________________________ 8
PUB
2• • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara

«Desmistificar
Rui Miguel Guedes Pinto
António Pissarra Diretor Gerente da Casa de Saúde Bento
Menni da Guarda

a saúde
Um dos mais antigos docentes do Ins-
tituto Politécnico da Guarda foi escolhido Idade: 34 anos
pelos estudantes para seu Provedor. A elei-
ção de António Pissarra não é uma surpresa Naturalidade: Sernancelhe

mental é muito
tendo em conta o envolvimento do professor
da ESECD em atividades académicas e proje- Profissão: Economista
tos com os alunos. Mas a tarefa não será fácil
numa instituição cuja comunidade estudantil Currículo: Auditor financeiro (2007-

importante,
está em grande mutação com a chegada de 2012); “controller” de gestão e diretor
estudantes estrangeiros. administrativo e financeiro (2012-2018);
diretor gerente na Casa de Saúde Bento
Menni desde 2018

Câmara Municipal ajuda a integrar» Livro preferido: “A liderança, segundo


Francisco”, de Chris Lowney

Filmes preferidos: “Amigos imprová-


da Covilhã P – Como caracteriza a Casa de
Saúde Bento Menni nos seus 25 anos
veis”, de Olivier Nakache e Éric Toledano

Depois de anos de dificuldades, a Câ- de atividade na Guarda? Hobbies: Viajar, praticar desporto, co-
mara da Covilhã continuou, de acordo com R – A Casa de Saúde Bento Menni zinhar.
as contas de 2018, o saneamento financeiro é um estabelecimento que presta cui-
com uma execução orçamental de 85% e a dados humanizados em saúde mental, P – Que novos projetos tencio-
redução da dívida. «São números históricos» nas áreas da psiquiatria, psicogeriatria nam implementar nos próximos
afirmou Vitor Pereira, o Presidente da Câma- e deficiência intelectual. Dispomos de tempos?
ra da Covilhã. Mas o mais importante é que a uma lotação para 168 camas distribuí- R – Tencionamos desenvolver um
autarquia terá reduzido o passivo global em das por sete unidades de internamento, Gabinete de Intervenção Comunitário
cinco anos de 150 para 76 milhões de euros, oferecendo serviços médicos, de enfer- que terá como missão a prevenção, o
e em 2018 reduziu a dívida em 16 milhões magem, psicologia e psicopedagogia, diagnóstico precoce e a melhoria da
de euros, baixando a dívida bancária de 45,8 fisioterapia, educação física adaptada, literacia em saúde mental e combate
milhões de euros para 37,5 milhões. reabilitação ocupacional, serviço social ao estigma, bem como o acom-
e de pastoral da saúde. panhamento no pós-alta na
Disponibiliza aos seus utentes transição do internamento
diversos espaços sócio terapêuti- para a vida ativa promovendo
cos, nomeadamente uma cafetaria, a autonomia e o reforço de
um bazar, biblioteca, auditório, competências. Em paralelo,
cabeleireiro. temos outro projeto na área
Este centro conta atualmen- das demências já previsto há
te com a colaboração de cerca algum tempo, mas que ain-
de 100 profissionais nas áreas da não avançou. Designa-se
Guarda assistencial e não assistencial PIPAM, sigla de “Programa
A Guarda não ter uma “empresa e é o mais recente de 12 esta- de intervenção precoce
gazela” diz muito do fraco dinamismo belecimentos que o Instituto nas alterações da memó-
empresarial do concelho. A última assim das Irmãs Hospitaleiras do ria”, e pretende intervir
classificada pela Comissão de Coorde- Sagrado Coração de Jesus de uma forma precoce
nação e Desenvolvimento Regional do dispõe em Portugal Conti- nas patologias associadas
Centro foi a Olano em 2018. Desta vez nental e ilhas. Preconizamos ao processo demencial,
nenhuma cumpriu os critérios para con- uma abordagem holística cen- por forma a atrasar o
seguir esta distinção atribuída a empresas trada na pessoa como um todo, mesmo. Estes dois projetos
jovens tendo em conta a sua capacidade promovendo a saúde integral. A não visam o internamento.
empreendedora, a criação de emprego e qualidade profissional, a humanidade,
o crescimento acelerado do volume de a ética e o acolhimento são também va- P – A Casa de Saúde Bento
negócios. Sem “empresas gazela” não há lores da nossa instituição, bem como a Menni tem condições para
desenvolvimento económico. sensibilidade em relação aos excluídos crescer na Guarda ou atingiu
e o serviço aos doentes e necessitados. o seu limite?
Ao longo destes 25 anos, esta Casa foi-se R – A Casa de Saúde Bento
construindo, dando hoje uma resposta P – Quais são os principais cons- Menni tem como missão pres-
completa nas suas áreas de intervenção. trangimentos ao seu funcionamento tar cuidados humanizados em saúde
e como pensam contrariá-los? mental, pelo que, enquanto houver
Natalidade P – A instituição tem lista de
espera para acolher utentes? De
R – O grande desafio é sempre a
gestão de recursos escassos, uma vez
pessoas que deles necessitem, estare-
mos presentes. Segundo os dados que
A desertificação das regiões do inte- quantas pessoas? A que se deve essa que procuramos providenciar um ser- são públicos, o número de consultas
rior é cada vez mais notória. Os recentes situação? viço de excelência e desenvolver novas externas em Psiquiatria nesta cidade
dados revelados pelo INE e pelo Instituto R – A instituição gere os pedidos respostas associadas à prevenção e tem aumentado significativamente
Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge de internamento em função da capa- combate ao estigma. Outro constran- nos últimos anos, facto que nos deve
(INSA), relativos à natalidade e ao diagnós- cidade assistencial de que dispõe para gimento que temos é a perceção de deixar alerta. Ao nível do internamen-
tico precoce realizado em bebés, mostram cada tipologia de intervenção, devendo que há pessoas que necessitam deste to temos uma capacidade limitada
um aumento de nascimentos no país, todos os casos responder aos critérios tipo de resposta, mas que não estão para 168 camas e não perspetivamos
verificando-se, no entanto, um decréscimo de admissão. Temos períodos com a chegar até nós. A abertura da insti- aumentar esta lotação. Contudo, como
nas regiões do interior, chegando a haver maior ou menor lista de espera, que tuição ao exterior é fundamental por referido atrás, temos como objetivo
freguesias sem registo de qualquer nasci- variam conforme várias condicionantes forma a que as pessoas conheçam os manter esta resposta e proporcionar
mento há pelo menos 5 anos. e que neste momento não confere um nossos serviços, nos identifiquem pela novos serviços no campo da preven-
problema para quem (respondendo aos prestação de cuidados humanizados ção, literacia e combate ao estigma.
critérios de internamento) procure os em saúde mental e para que possamos Desmistificar é muito importante,
nossos serviços dado que temos duas ir desmistificando o estigma que existe ajuda a integrar. Essa também é a
camas disponíveis. em redor da doença mental. nossa missão.
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Bons ventos
No passado domingo, começou o futuro
próximo de Espanha. A irrupção da extrema-
direita ficou aquém do previsto (as sondagens
há poucas semanas chegaram a dar mais de
15% das intenções de voto; teve 10,2%), mas
o Vox veio para ficar – porque, entre a Cata-
lunha, o independentismo e os nacionalismos
regionais havia também a direita reacionária
escondida no PP, os touros, a homofobia ou
um nacionalismo espanholista supostamente
enterrado no Escorial.
De Espanha “nem bons ventos, nem bons
casamentos” dizemos sempre, mas desta vez
os ventos que sopram sabem bem. As eleições
espanholas tiveram um claro vencedor, mesmo
sem maioria, o PSOE e Pedro Sanchez. Mas
muito mais do que a vitória de um partido ou
de um líder, domingo ganhou o discurso norma-
lizador, social-democrata, moderno, europeu,
tolerante e social. O PSOE é o único partido com
votantes, eleitos e dirigentes em toda a Espanha
e Pedro Sanchez mobilizou os desiludidos da
corrupção popular, os jovens e a classe média.
E conquistou votos ao Podemos, que foi um dos
derrotados das eleições de domingo.
A derrota estrondosa do PP confirmou que
é ao centro que se ganham eleições, depois
de o jovem Pablo Casado ter conduzido os
populares para a direita mais trauliteira e do
opinião
Fidélia Pissarra
Pensadores por catálogo antigamente e se ter apresentado a eleições
com um discurso cheio de arcaísmos e pouco
moderado (ainda que afastando a tralha cor-
Excecional este nosso tempo. Ainda não digerimos tira. Não importa se daqui a 5 anos ainda cá andaremos, rupta de Rajoy), apoiado por Aznar e pelos ba-
condignamente o primeiro retrato do Buraco Negro, que ou se outros modelos sociais e económicos, entretanto, se rões do antigamente. Perdeu, e com estrondo,
fica a 50 milhões de luz de distância, e já nos dizem como inventem, o que importa é moldar a turba desde já. perdendo metade dos deputados que tinha no
devem ser processadas as pensões de reforma daqui a 5 Também não interessa se o fenómeno, em si, foi tes- Congresso. A velha Castela, nossa vizinha, dos
anos. Para fotografar o Buraco foram precisos 200 cientis- tado ou sequer devidamente estudado. O que importa é touros e das “faenas”, onde o PP dominava,
tas, para retratar o futuro, não sei quantos foram. O que, aniquilar qualquer reação ao mesmo e nisso, pensadores e dividiu-se e perdeu-se entre os reacionários do
na minha perspetiva, é grave, porque a diferença entre o patrocinadores, são peritos. Basta atentar nos Movimentos, Vox e o centro-direita moderno, cosmopolita e
que resulta da conjugação do esforço de duas centenas de Fundações, Associações e outros imprescindíveis que tais assertivo dos Ciudadanos.
cérebros não terá nada a ver com o que resulta de meia que todos eles carregam no currículo. A utilidade disso Os bons ventos que nos chegam de Espa-
dúzia de cabecinhas pensadoras. Infelizmente, parece-me, tudo para cada um de nós é que já não publicitam, nem a nha passam pelo regresso dos eleitores às ur-
os cérebros vivem todos mais interessados nos céus do ferros. Coisa que, a bem da transparência e da hombridade nas, com uma participação histórica e baixando
que em nós, simples mortais à mercê de pensadores de deveríamos exigir. Ah! Fundou um Movimento, apresentou- a abstenção contra a radicalização e o extremis-
um catálogo muito antigo. o a toda a gente e depois? Ah! Fundou uma Associação, mo conservador do Vox, mas também contra o
No caso das pensões para daqui a 5 anos, penso que apresentou-a a toda a gente e depois? Ah! Deu condições extremismo de esquerda do Unidas Podemos
alguém muito precisado de calar as muitas gentes que, aqui para se instalarem não sei quantas empresas e depois? e pelo diálogo e normalização da Catalunha. O
e ali, se vão insurgindo contra os parcos rendimentos, face Se calhar, obrigávamo-los a confessar que depois, nada. PSOE irá governar sozinho (como fez nos últi-
aos faustos de uns poucos, se terá lembrado de passar O Movimento era só para entreter, a Fundação para disfar- mos 9 meses) e irá procurar apoios pontuais,
os olhos pelo índice. Quando chegou ao que lhe servia, çar e a Associação para inglês ver. Entreter os crédulos, à esquerda (também com nacionalistas mode-
não resistiu a encomendar logo um “Estás a refilar? Anda disfarçar mais valias e enganar os incautos, já se vê! Uns rados) ou à direita (com os Ciudadanos) para
que já te calo”. Uma narrativa bem urdida é assim, tem o e outros hão de, com uma mão cheia de nada e outra de a investidura, aprovação do orçamento e das
dom de substituir a realidade por conceitos alternativos coisa nenhuma, alcandorar estas cabecinhas pensadoras reformas necessárias. Mas quando se temiam
sem que a maioria se aperceba. Quando damos por nós, a palcos mais vastos. os extremos ganhou o centro, quando se temia
estamos envolvidos pela convicção da nossa inferioridade Enquanto isso, o mundo pula e avança impulsionado uma deriva reacionária ganhou a moderação de
e mesquinhez. “Ah! Pronto se é melhor prevenir, não me por cérebros que, contra tudo e para mal dos nossos Pedro Sanchez e Albert Rivera, em defesa da
importo.” Cheios de remorsos até aos cabelos. “Eu não pecados, teimam em olhar para o céu. Criando (do mal o Europa, do diálogo, das regiões e da Espanha
sabia, nem me tinha ocorrido.” Por essas alturas já os menos) novas perspetivas de nós próprios, substituindo a moderna onde cabem todos.
pensadores por encomenda estão a receber gratificações nossa convicção, induzida, de pequenez perante os homens,
e honrarias e, mesmo que a coisa vire, já ninguém lhas pela da nossa insignificância, efetiva, perante o universo.

PUB
4• • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

Guarda é o distrito Há oito


freguesias
com menos onde não
nascem
nascimentos nos bebés há
cinco anos
primeiros três meses São ao todo 28 as fregue-
sias em Portugal onde não
nascem bebés há pelo menos

do ano
cinco anos.
Na Guarda, esta situação
verifica-se em oito fregue-
sias, distribuídas por cinco
concelhos. A freguesia de
DR Custóias, em Vila Nova de Foz
O número de Côa, Cortiçada e Forninhos,
nascimentos em ambas pertencentes a Aguiar
Portugal atingiu no da Beira, e Aldeia Viçosa, na
primeiro trimestre Guarda. Sem qualquer nas-
de 2019 o valor mais cimento estão também as
elevado desde 2012. freguesias de Freixo, União de
Na Guarda, a tendência Freguesias de Castelo Mendo,
é de redução e este Ade, Monteperobolso e Mes-
é o ano em que esse quitela e União de Freguesias
indicador é o mais de Miuzela e Porto de Ovelha,
baixo do país. todas localizadas no municí-
pio de Almeida. Nesta lista di-
Desde o início do ano a vulgada pelo jornal “Público”
Guarda registou 165 nascimen- inclui-se ainda a freguesia de
tos num total de 20.364 a nível Cótimos, em Trancoso.
nacional, sendo o distrito que No resto do país, as
apresenta o valor mais baixo restantes localidades estão
do país. Portalegre teve 168 incluídas nos distritos de
nascimentos e Bragança 169. O Vila Real, Bragança, Viseu,
distrito de Castelo Branco teve Castelo Branco, Portalegre e
um total de 197 recém-nascidos duas freguesias localizadas
durante o mesmo período. em Lajes das Flores, nos
Os dados são do programa Açores.Os dados são do Ins-
coordenado pelo Instituto Na- tituto Nacional de Estatística
cional de Saúde Doutor Ricardo Portugal, tendo em conta a taxa tendo o ano terminado com apresenta números mais está- (INE), que revelou na passada
Jorge (INSA), que é responsável de cobertura de quase 100 por num total de 770. Da análise dos veis, e, apesar do decréscimo segunda-feira as “Estatísticas
pela realização dos diagnósticos cento deste programa», adianta dados relativos ao número de sofrido entre 2012 e 2014, mos- Vitais”, informação relativa
precoces – também chamados o responsável de comunicação diagnósticos precoces feitos no tra um aumento do número de aos nascimentos em Portugal.
“testes do pezinho” – feitos atra- do INSA, Nuno Crespo. distrito da Guarda nos últimos bebés analisados, o que revela De acordo com esta fonte, o
vés da Unidade de Rastreio Ne- Os distritos que apresen- sete anos é visível uma queda uma subida ligeira dos nasci- número global de nascimen-
onatal, Metabolismo e Genética, tam um maior registo de bebés gradual do número de nasci- mentos ao longo dos últimos tos em Portugal aumentou
do Departamento de Genética testados, no primeiro trimestre, mentos. Em 2012, último ano três anos. O “teste do pezinho” é 1 por cento entre 2017 e
Humana daquele instituto. «O são Lisboa com 6.419, Porto em que foi alcançado o maior efetuado a partir do terceiro dia 2018, apesar do decréscimo
“teste do pezinho” não é obri- (3.814), Setúbal (1.596), Braga número de recém-nascidos no de vida do recém-nascido. São nas regiões do interior. Ao
gatório, pelo que pode sempre (1.562), Aveiro (1.091) e Faro país, o distrito registava 203 recolhidas gotículas de sangue todo foram 87.020 bebés,
haver mais nascimentos do que (1.082). De acordo com os re- bebés no primeiro trimestre, do pé da criança, que permitem mais 866 do que em 2017. O
testes, ou até mesmo o contrário gistos relativos à realização do tendo atingido um total de 836 analisar a presença de 26 do- documento revela ainda que
(devido a fatores como a altura teste, a Guarda teve um total crianças a nascer nesse ano. enças, 25 das quais de origem o número de mães a ter bebés
da colheita não ser coincidente de 66 nascimentos em janeiro, Desde então, a Guarda tem re- genética. Este rastreio permite, após os 35 anos é cada vez
com o nascimento e a algum 43 em fevereiro e 56 em março. gistado números gradualmente assim, identificar várias doenças maior, tendo passado de 21,8
atraso no envio pelo correio), Em 2018, o número de bebés a inferiores, com exceção de 2014 em idade precoce, possibilitan- por cento em 2010 para 32,8
mas não deixa de ser um indi- nascer na Guarda nos primeiros (ver quadro). do o tratamento atempado das por cento em 2018, sendo
cador relativo à natalidade em três meses do ano era de 181, Castelo Branco, por sua vez, mesmas. esta a faixa etária onde se
verificou um maior aumento
Nascimentos nos distritos da Guarda e Castelo Branco de nascimentos.

Guarda Primeiro Trimestre Total anual Castelo Branco Primeiro Trimestre Total anual
2019 165 - 2019 197 -
2018 181 770 2018 257 1049
2017 184 702 2017 228 1043
2016 197 778 2016 264 1034
2015 179 752 2015 245 1014
2014 216 809 2014 252 1014
2013 187 754 2013 277 1066 Contacte-nos!
2012 203 836 2012 253 1097 Tel: 271212153
Tlm: 964246491
Números relativos aos diagnósticos precoces realizados em recém-nascidos desde 2012, nos distritos da Guarda e Castelo Branco
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • •5

Covilhã
Contestação às
Câmara executou
43,7 milhões de portagens vai-se fazer
euros e reduziu ouvir em Vilar Formoso
dívida em 2018 a 15 de maio Plataforma pela Reposição das SCUT na A23 e A25 também tenciona
A Câmara da Covilhã posse para o primeiro manda-
aprovou na semana passada to e referiu que, desde 2013, «marcar presença» na inauguração da Feira Ibérica de Turismo e na
o Relatório e Contas de 2018, o passivo global já passou de próxima Cimeira Ibérica, que vai decorrer na Guarda em junho
que reflete uma execução 150 milhões de euros para LM
orçamental de 43,7 milhões os 76 milhões de euros. No
de euros e uma redução da último ano, o passivo global
dívida. diminuiu em 16 milhões de
«Estas contas contêm euros e parte dessa redução
números históricos e resul- é relativa à dívida bancária,
tados imbatíveis, que dizem que passou dos 45,8 milhões
bem do esforço que temos de euros para 37,5 milhões,
feito no sentido de estabilizar acrescentou.
definitivamente as nossas Resultados que, ainda as-
finanças. Estamos a falar de sim, mereceram o voto contra
uma execução orçamental de do vereador centrista José
85 por cento e da redução do Luís Adriano que, em subs-
endividamento, sendo que tituição de Adolfo Mesquita
deixámos de estar na zona Nunes, foi o único vereador
vermelha e passámos ao da oposição presente nesta
princípio de normalização reunião. O centrista conside-
da nossa vida financeira», rou que a execução apontada
afirmou Vítor Pereira. O au- pela maioria é «enganado-
tarca socialista falava após a ra» e sublinhou que houve
reunião privada do executivo, execuções «manifestamente
realizada no passado dia insuficientes e reveladoras
«Estamos a pagar para circular dentro da região Centro», criticou Luís Veiga
23 de abril, durante a qual da ineficácia da gestão au-
o Relatório e Contas relati- tárquica». Luis Martins para participarem na tribuna de a comunidade de Castela e Leão.
vo a 2018 foi aprovado por Para o CDS, há várias Vilar Formoso, mas antes deixou «Há apenas políticas e ações sem
maioria, com o voto contra rubricas com baixa execu- o desafio para que «todos mar- qualquer interesse para o desen-
do CDS-PP. ção, tais como a construção A contestação contra as por- quem presença na Feira Ibérica volvimento desta região», disse
De acordo com os dados e reparação de edifícios (6,2 tagens na A23 e A25 vai chegar à de Turismo, na quinta-feira, para Luís Veiga, segundo o qual «os
da autarquia, o valor global por cento), os transportes fronteira de Vilar Formoso no dia sensibilizarem o ministro da espanhóis não percebem por que
do orçamento de 2018 fixou- (23,6 por cento), a proteção 15 de maio com a realização de Economia para a resolução deste têm que pagar para viajar para
se em 51 milhões de euros e civil e luta contra incêndios uma tribuna pública que reunirá problema económico e social que Portugal e não são informados
foram executados 43,7 mi- (36 por cento) ou a requali- a Plataforma pela Reposição das está a afetar a região». O empre- da existência de vias alternativas,
lhões, o que representa uma ficação urbana (0 por cento). SCUT e representantes das prin- sário admitiu que os descontos porque não existem».
taxa de execução de 85 por José Luís Adriano referiu cipais organizações sindicais e introduzidos entretanto «fazem De acordo com os promo-
cento, que foi classificada ainda que redução da dívida empresariais espanholas. alguma diferença, mas são insufi- tores, a tribuna pública de Vilar
como uma «marca inigualá- poderia ter sido superior se A ação, que terá lugar pelas cientes». Segundo Luís Garra, no Formoso contará com interven-
vel» pelo autarca socialista. a Câmara tivesse ido mais 11 horas, foi anunciada esta primeiro trimestre deste ano, 470 ções das várias organizações
«É uma execução que longe e alargado o valor da segunda-feira durante uma con- empresas aderiram aos descontos que integram o Comité Sindical
não é fictícia. É real, concre- operação de substituição e ferência de imprensa realizada na em vigor para veículos pesados e Inter-regional de Castilha e
ta e objetiva e os números amortização de dívida e cri- sede da Associação Empresarial «dessas foram concedidas à volta Leão, Beiras e Nordeste de
não enganam, estão lá e não ticou o aumento de 600 mil da Região da Guarda (NERGA). de 350», o que, pelas suas contas, Portugal, que é composto pela
dão margem para dúvidas», euros que se verifica nas des- «A próxima iniciativa deste movi- representarão «à volta de três mil CGTP e UGT de Portugal e pelas
afirmou Vítor Pereira. O pre- pesas com pessoal, quando mento vai acontecer numa altura veículos». «Isto significa que é Comissiones Obreras e UGT
sidente da Câmara sublinhou simultaneamente se continua em que os espanhóis também já irrisório, porque estamos a falar espanhola. Deverão também
ainda a redução da dívida a proceder à contratação de reclamam sobre estes custos», de todos os territórios de baixa participar representantes dos
alcançada desde que tomou serviços externos. disse José Gameiro, presidente densidade», alertou o dirigente empresários. Além desta ação,
AR
da direção da Associação Empre- sindical. a Plataforma Pela Reposição
sarial da Beira Baixa, enquanto Já Luís Veiga, representante das Scut na A23 e A25 planeia
Luís Garra, coordenador da União dos empresários, defendeu a abo- também «marcar presença» na
de Sindicatos de Castelo Branco, lição das portagens na A23 e A25 próxima Cimeira Ibérica a reali-
justificou que é uma ação neces- porque «estamos a pagar para zar em junho na Guarda.
sária porque os resultados da circular dentro da região Centro. O movimento integra sete
recente redução de portagens É isso que leva as pessoas daqui entidades dos distritos de Castelo
para as empresas de transportes para fora e bloqueia a economia Branco e da Guarda, nomeada-
são «insuficientes». O dirigente regional». E sugeriu «aos gover- mente a Associação Empresarial
sindical acrescentou que ela nantes e políticos» uma viagem da Beira Baixa, a União de Sindica-
acontece na pré-campanha para entre a Vilar Formoso e a Guarda e tos de Castelo Branco, a Comissão
as europeias porque «é preciso a fronteira e Aveiro: «Só assim vão de Utentes Contra as Portagens
colocar a abolição das portagens constatar que esta medida é uma na A23, o Movimento de Em-
na A23 e A25 na ordem do dia». injustiça porque não há vias alter- presários pela Subsistência pelo
Por sua vez, Pedro Tavares, nativas», criticou o empresário, Interior, a Associação Empresarial
presidente do NERGA, apelou à que considera haver um «fracasso da Região da Guarda, a Comissão
mobilização «dos cidadãos, dos total» na relação transfronteiriça de Utentes da A25 e a União de
políticos e dos empresários» das Beiras e Serra da Estrela com Sindicatos da Guarda.
6• • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

António Pissarra é
S o novo Provedor do
Sociedade Estudante do IPG
Docente da Escola os alunos da melhor forma, para
DR
rior de Saúde, com 49 votos dos
Superior de Educação, que possam sair da instituição 98 concretizados nas urnas. Nesta
Comunicação e preparados para o mercado de escola António Pissarra obteve 16
Desporto foi eleito trabalho». António Pissarra, que votos e Helena Saraiva 30.
CDS-PP com 199 votos, num é professor na Escola Superior Contactada por O INTE-
total de 556 votantes. de Educação, Comunicação e RIOR, Helena Saraiva não quis
Henrique Anabela Sardo foi a Desporto, sublinha que «até hoje prestar declarações relativa-
Monteiro reeleito segunda mais votada nunca tinha havido tantos estu- mente aos resultados. Já Ana-
com menos três votos. dantes a votar, foi um número bela Sardo afirmou ter ficado
na Distrital da Em terceiro lugar ficou sem precedentes». Apesar disso, «muito satisfeita com o meu
Guarda Helena Saraiva, que a abstenção continua a ter uma resultado e penso que tive uma
AR
obteve 146 votos. grande percentagem. De acordo boa votação». Acerca da ca-
com o Provedor recém-eleito lendarização das eleições, a
António Pissarra foi eleito a data foi um factor decisivo: professora da ESTH corrobora
Provedor do Estudante do Insti- «Houve muitos alunos a faltar, a tese de António Pissarra e
tuto Politécnico da Guarda (IPG) em especial porque houve dias Tomada de posse de António considera que «a eleição não
Pissarra ainda não tem data marcada
por três votos nas eleições reali- sem aulas e feriados, o que fez teve a representividade que
zadas no passado dia 23 de abril. com que muitos optassem por Desporto a maioria dos votos foi devia, pois votaram poucos
O docente, que conseguiu nem sequer comparecer a se- para António Pissarra, que obte- alunos. A data escolhida não me
199 dos 556 votos validados, mana inteira». ve 170 votos em 241 validados, pareceu muito adequada, pois
afirma estar «muito satisfeito De acordo com o despacho enquanto Anabela Sardo conse- ficou muito próxima das férias
com a confiança demonstrada n2 49/P.IPG/2019, publicado guiu 48 e Helena Saraiva 16. Na da Páscoa e muitos alunos não
pelos estudantes», que assegura no site do Instituto Politécnico Escola Superior de Tecnologia e estavam presentes». Entretanto,
ser «reflexo do trabalho feito da Guarda, o número total de Gestão ganhou Helena Saraiva a candidata já felicitou o novo
Henrique Monteiro foi por mim e pelas minhas colegas, eleitores era de 2.838, mas com 99 votos, num total de 120 Provedor, «que, com certeza, irá
reeleito, no sábado, na presi- em particular no que toca ao apenas 556 alunos exerceram alunos votantes. Anabela Sardo desempenhar bem o seu papel».
dência da Distrital da Guarda esclarecimento dos alunos». O o seu direito de voto. Houve um foi a candidata mais votada na A tomada de posse ainda não
do CDS-PP. novo provedor acrescenta que total de oito votos em branco e Escola Superior de Turismo e tem data marcada, mas António
O dirigente era candidato irá «fazer o melhor que puder, sete nulos. Na Escola Superior Hotelaria, onde lecciona, totali- Pissarra acredita que «não será
único e recandidatou-se a um procurando ajudar e esclarecer de Educação, Comunicação e zando 93 votos, e na Escola Supe- um processo demorado».
terceiro mandato para dar
continuidade ao trabalho
realizado nos últimos anos, ULS Guarda

Projeto de educação alimentar em curso


nomeadamente para «con-
tinuar a fazer a implantação
do partido» no distrito e a
«renovação de estruturas».
Segundo Henrique Montei-
ro, o CDS-PP «tem estado a
nas escolas DR

crescer» com a adesão de A Unidade de Saúde Públi-


novos militantes. No próxi- ca da Unidade Local de Saúde
mo mandato de dois anos, o (ULS) da Guarda está a de-
recém-eleito também preten- senvolver um programa de
de «tornar o partido numa educação alimentar junto dos
voz ativa» nas problemáticas alunos das escolas do 1º ciclo
que afetam a região. Nesse dos concelhos de Gouveia, Seia
sentido, o dirigente acredita e Fornos de Algodres.
que os centristas têm condi- O Programa de Educação
ções para «crescer» tanto nas Alimentar na Comunidade Esco-
eleições europeias de 26 de lar (PEACE) pretende «melhorar
maio, como nas legislativas, a os hábitos alimentares dos alu-
realizar em outubro. «O parti- nos» abrangidos e é patrocinado
do está mobilizado na Guarda pela Liga Portuguesa Contra o
para enfrentar os desafios e Cancro. Iniciado em março e
para fazer crescer o CDS-PP com término durante este mês,
relativamente aos resulta- o projeto consiste no jogo “Os
dos anteriores», considerou Super Saudáveis”, composto por
Henrique Monteiro. Os seus um pequeno baralho de cartas
vice-presidentes da comissão colecionáveis «para cada crian-
política distrital são Jorge ça jogar e aprender». Segundo
Noémio da Silva, Fernando a ULS, no total há 15 cartas
José da Silva e Manuel Saraiva colecionáveis que representam
Borges. O novo presidente da 15 alimentos com diferentes as cinco semanas de execução alimentos na escola serão en- próximo ano letivo, lançar o
mesa do plenário distrital é níveis de superpoderes. «Todos do projeto são realizados um tregues, pelo(a) professor(a), as desafio aos restantes concelhos
António César Figueiredo, os alimentos são saudáveis e almoço e um lanche por se- cartas respetivas», acrescenta a do distrito da Guarda para a sua
enquanto Filipe Pina Montei- foram escolhidos com base nos mana, «acompanhados de um ULS. A Unidade de Saúde Pública implementação «como ferra-
ro lidera o Conselho Distrital grupos da roda dos alimentos», alimento com um poder super e a Liga Portuguesa Contra o menta de educação alimentar
de Jurisdição. lê-se no comunicado enviado à saudável». Cancro estão «muito satisfeitas» prioritária no âmbito da aplica-
imprensa. Além disso, durante «Com a ingestão desses com o projeto e pretendem, no ção de PEACE».
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • •7

A Guarda «deve agir Oposição protesta


com ausência
Os líderes dos princi-

e não apenas reagir»


pais partidos da oposição
na Assembleia Municipal
da Guarda primaram pela
ausência na sessão solene do
25 de Abril.
Tudo porque não pude-
LM ram intervir e também não
Luis Martins
tiveram lugar para se sentar.
Henrique Monteiro, do CDS-
PP, e Agostinho Gonçalves,
A sessão solene do 25 do PS, ainda compareceram,
de Abril proporcionou mas, depois de esperarem
a primeira intervenção por um lugar no fundo da
pública de Carlos sala, acabaram por abando-
Chaves Monteiro como nar os Paços do Concelho
presidente da Câmara visivelmente agastados com
da Guarda. Com um a situação. Já Marco Lourei-
discurso incisivo e ro, do Bloco de Esquerda,
crítico, o sucessor não participou na sessão
de Álvaro Amaro comemorativa dos 45 anos
apelou à mobilização da Revolução como forma de
dos guardenses para protesto por considerar que
influenciar as decisões o modelo adotado – apenas
do Governo. «Se assim com as intervenções dos pre-
não pensarmos e sidentes da Câmara e da As-
unirmos esforços, sembleia Municipal, além da
outros municípios bisneta de Carolina Beatriz
o farão, obtendo Ângelo e da historiadora Ma-
para si cada vez ria Antonieta Garcia - «con-
mais vantagens em traria claramente os valores
detrimento dos nossos de Abril, ou seja, a liberdade
interesses locais», de expressão, o direito de opo-
avisou o autarca. sição, o direito à diferença de
«A Guarda deve assumir a liderança regional das Beiras e Serra da Estrela e ser ambiciosa», disse Chaves Monteiro
opinião». Os representantes do
O presidente da Câmara da das Beiras e Serra da Estrela e contrário, cria um sentimento dos guardenses e dos agentes
BE apenas marcaram presença
Guarda pede «alterações urgen- «ser ambiciosa» na atração e de incerteza nas populações que públicos locais para influenciar
no hastear da bandeira. Alheio
tes» ao atual modelo de eleição fixação de novos serviços des- é conveniente evitar», disse. «de forma mais assertiva» as
a estas polémicas, Aires Diniz,
de deputados para a Assembleia concentrados da administração Na área da saúde, Chaves decisões do Governo. «Se as-
eleito da CDU, participou de
da República em círculos unino- central, exigindo a continuidade Monteiro criticou o Ministério sim não pensarmos e unirmos
cravo na lapela.
minais por considerar que está na cidade mais alta do novo da Saúde por não ter contem- esforços, outros municípios o
«desadequado da realidade» e comando regional de Proteção plado «nem com um cêntimo» farão, obtendo para si cada vez
afasta os territórios do interior Civil. O edil aproveitou o tema a requalificação do Pavilhão 5 mais vantagens em detrimento Trabalhadores da
de uma representação política para lembrar que «já passaram do Hospital Sousa Martins no dos nossos interesses locais.
«mais efetiva» no Parlamento. mais de seis meses» e o Minis- seu plano de investimentos ou Devemos agir e não apenas re- Dura saíram à rua
DR
Na sua primeira intervenção tério da Administração Interna a contratação de «mais e novos agir», avisou. Chaves Monteiro
pública, na sessão solene do 25 ainda nada fez quanto à criação profissionais de saúde, nas recordou ainda a candidatura
de Abril, Carlos Chaves Monteiro e instalação do Centro Nacional áreas de especialização, de que da Guarda a Capital Europeia
recordou que o despovoamento de Prevenção Rodoviária na a Guarda carece». O presidente da Cultura em 2027, «o grande
destes distritos, nomeadamente Guarda. O mesmo acontecendo da Câmara defendeu também objetivo» do município.
da Guarda, já se traduz na perda com as novas instalações da Uni- a aposta, «de forma clara e Por sua vez, Cidália Valbom,
de deputados «em benefício das dade de Emergência e Proteção inequívoca», na criação de um presidente da Assembleia Muni-
regiões de Lisboa e Porto, o que e Socorro da GNR e do Comando Centro Hospitalar Universitário, cipal, alertou que a democracia A União de Sindicatos
impõe a realização de alterações Distrital da PSP, para as quais que considerou decisivo para a conquistada em abril «está da Guarda realizou no 25 de
urgentes». Entre elas está «o a autarquia indicou à tutela melhoria dos cuidados de saúde gravemente doente» fruto da Abril a tradicional “Marcha
reforço» do municipalismo e «a «várias» localizações. «Protelar locais e a fixação de novos mé- «má imagem» dos partidos e dos pela Liberdade e emprego
defesa» de um modelo de divisão as decisões não favorece o de- dicos. Nestes e noutros desafios, políticos. «Os eleitores decidem, com Direitos” que este ano
administrativa regional do país, senvolvimento local, antes pelo o edil pediu o envolvimento os eleitos obedecem. A verdade contou com a participação de
duas medidas que devem ser em política mede-se na sobre- alguns trabalhadores da Dura
«uma preocupação» da sociedade Automotive, de Vila Cortês do
civil e dos partidos. «Além da sua Carolina Beatriz Ângelo posição entre o prometido e o
executado durante o mandato», Mondego.
exigência constitucional, essa disse Cidália Valbom, para quem A ação terminou em fren-
reforma é hoje encarada como A Guarda comemorou o 25 de Abril com a evocação de Ca- a democracia deve garantir te à Câmara da Guarda, onde
uma solução razoável para a re- rolina Beatriz Ângelo (1878-1911), uma das suas mais ilustres «equidade na saúde, educação, os funcionários da empresa
solução concreta de problemas, cidadãs e primeira mulher a votar em Portugal, nas eleições para cultura, rendimento, emprego, de componentes para auto-
como o combate à interioridade e a Assembleia Constituinte em 1911. segurança, em síntese, qualida- móveis partilharam os seus
o reforço da coesão nacional», su- A republicana e sufragista foi recordada por Maria João de de vida». A presidente da AM receios quanto o possível
blinhou o presidente guardense. Fagundes, que falou das lutas da sua bisavó pelos direitos das constatou que, 45 anos depois, encerramento da unidade
Na sua opinião, «se não assumir- mulheres e pela Educação. «Era uma mulher muito determinada Portugal continua «um país com a saída, em agosto, do
mos, de uma vez por todas, com que marcou a sua época», disse a bisneta, segundo a qual Carolina desigual» e reclamou «políticas seu maior cliente. Se esse
responsabilidade e coragem, este Beatriz Ângelo era «orgulhosa de ser mulher, republicana, médica ativas de combate ao despovo- cenário se concretizar fica-
imperativo nacional de combater e de ser da Guarda». Já Maria Antonieta Garcia contextualizou o amento do interior», nomea- rão sem emprego cerca de
os flagelos das desigualdades pioneirismo da sufragista e os seus os esforços para conseguir damente através da atração de 160 pessoas. Paulo Ferrei-
económicas e demográficas entre votar. «Acreditava que podia mudar o país e a vida da mulher», emigrantes. Defendeu também ra, membro da comissão
litoral e interior continuaremos a disse a socióloga e historiadora, para quem Carolina Beatriz Ânge- mais aposta na educação, onde de trabalhadores, recordou
adiar o nosso futuro». lo protagonizou um «momento de esperança» para o movimento a Guarda deve «assumir a sua que está agendada para esta
Na sua intervenção, o autar- feminista e a «crença na luta pelos valores da República e da liber- capitalidade, porque «é um dos sexta-feira uma reunião em
ca reiterou que a Guarda deve dade». No final da sessão solene houve uma dramatização sobre vetores de qualificação e desen- Lisboa para tentar encontrar
assumir a liderança regional Carolina Beatriz Ângelo por alunos da Escola Secundária da Sé. volvimento das populações». uma solução para a Dura.
8• • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

Empresas Guarda
Passeio da Matos & Prata pelos trilhos
da Serra da Estrela
Começa hoje a segunda maior
A Matos & Prata, conces-
sionário da marca alemã BMW
na Beira Interior, assinala os 50
convívio no Museu do Pão. A ini-
ciativa pretende reunir os SUV
da BMW, do X1 ao X6, de forma
feira de turismo do país DR

anos da sua atividade com um a demonstrar as capacidades


passeio pelos trilhos e paisagens destes veículos fora da estrada,
da Serra da Estrela a 11 de maio. em trilhos de média dificuldade.
O percurso, denominado O passeio é organizado pelo Clu-
“Evento X”, inicia-se no Torto- be Escape Livre e as inscrições
sendo, pelas 9 horas, rumando estão abertas no concessionário
até ao Centro de Limpeza de Matos & Prata, ou através dos
Neve dos Piornos e ao Poço contactos 271 208 608, 275
do Inferno, já em Manteigas. A 249 720 ou 272 098 216. Mais
viagem segue depois para Seia, informações através do email
onde será realizado um almoço info@matoseprata.com.

IPG
Distribuição de energia em debate
O IPG vai ser palco de um ordem do dia na União Europeia
debate internacional sobre pelo que esta conferência, além
A VIª edição da Feira Ibé- ao desporto de aventura e a tec- do que os bilhetes podem ser
energia na terça-feira. do seu destacado perfil cientí-
rica de Turismo (FIT) começa nologia, gastronomia, organismos adquiridos no local. O ingresso
A conferência “High Level fico, é oportuna e importante»,
esta quinta-feira na Guarda e oficiais, turismo de natureza e diário custa 2 euros e o geral,
Conference – DC Electricity considera o presidente do Poli-
prolonga-se até domingo. enoturismo. A edição deste ano para os três dias da feira, custa
Distribution” terá lugar no au- técnico da Guarda, Joaquim Bri-
O certame decorre no já ha- daquela que é a segunda maior 5 euros. As crianças até aos
ditório da Escola Superior de gas. A iniciativa, que apresenta
bitual Parque Urbano do Rio Diz, feira da especialidade a nível 12 anos têm entrada gratuita.
Tecnologia e Gestão (ESTG), a dados relativos ao consumo de
onde foi montada uma estrutura nacional tem como destino con- Além da oferta turística, haverá
partir das 9 horas. Este encontro energia elétrica e formas de o
que este ano atingiu os 11 mil me- vidado a província de La Coruña concertos, sessões de “show-
científico contará com a presen- reduzir, é organizada pelo Cen-
tros quadrados de área coberta. (Galiza, Espanha) e tema central cooking”, provas gastronómicas,
ça de especialistas mundiais tro de Investigação em Sistemas
A FIT conta com 500 expositores o Turismo de Interior. demonstrações e apresentações
nesta área, nomeadamente Bern Eletromecatrónicos, no âmbito
que abrangem regiões de turis- O evento será inaugurado de eventos. Com um custo global
Wunder, do Fraunhofer Institute do projeto Tr@nsener (Euro-
mo, hotéis, agências de viagens, hoje (18 horas) pelo ministro- que ronda os 350 mil euros, a
(Alemanha), e Mário Dionísio, pean Cooperation Network on
termas, municípios, associações adjunto e da Economia, Pedro FIT é organizada pelo município
da Direção-Geral de Energia da Energy Transition in Electricity),
de municípios, comunidades in- Siza Vieira. As portas abrem ao da Guarda e no ano transato
União Europeia. «O tema “DC no qual participam instituições
termunicipais, empresas ligadas público duas horas antes, sen- registou 35 mil visitantes.
Electricity Distribution” está na de Portugal, Espanha e França.

IPG CHUCB
Docente distinguida com prémio
de investigação
DR
Climatização do Hospital da Covilhã
Elisabete Monteiro, profes-
sora de Ciências Geográficas da
cofinanciada pela Fundação EDP DR
Unidade Técnico Científica de
Engenharia e Tecnologia, foi a
vencedora da IXª edição do Pré-
mio Fluviário – Jovem Cientista
do Ano 2018.
De acordo com a organiza-
ção, o galardão, a que correspon-
de um valor monetário de 500
euros, pretende distinguir auto- proving the positional accuracy
res de publicações inéditas dentro of drainage networks extracted
do tema “Conservação e biodi- from Global Digital Elevation
versidade de recursos aquáticos Models using OpenStreetMap
continentais (Estuários e Rios)”. data”, publicada na revista cien-
A docente do IPG foi premiada tífica da especialidade “Jornal of
pela publicação científica “Im- Hidrology and Hidromechanics”.

Gouveia
Padre lança livro para apoiar trabalho
de missionários O Hospital Pêro da Covilhã
vai poder iniciar a última fase
de Saúde e de IPSS (Institui-
ções Particulares de Solida-
o CHUCB em comunicado.
A situação tem vindo a ser
O padre Carlos Jacob, perten- para a qual revertem as receitas
de climatização das áreas as- riedade Social). A construção contrariada com investimento
cente à Congregação dos Missioná- obtidas. O livro será apresentado
sistenciais e de atendimento desta unidade hospitalar não próprio da instituição, que irá
rios de São João Batista, apresenta no Seminário de Gouveia. Carlos
através de ar condicionado, contemplou a instalação de agora concluir a climatização
o livro “Missão em África: Lançar Jacob é capelão da Santa Casa da
com o apoio do programa EDP um sistema de climatização das suas instalações com este
sementes, colher sorrisos?”, no Misericórdia de Gouveia, reitor do
Solidária Saúde 2018. por ar condicionado, existindo cofinanciamento da Fundação
sábado (15h30), em Gouveia. seminário e Superior da Comu-
O projeto apresentado apenas um sistema de refrige- EDP, nomeadamente nas áreas
A obra reúne textos do sa- nidade dos Missionários de São
pelo Centro Hospitalar Univer- ração do ar, «insuficiente para do serviço social, de admissão
cerdote que foram sendo pu- João Batista. Esteve 13 anos em
sitário da Cova da Beira (CHU- resolver alguns problemas de e sala de espera de utentes da
blicados ao longo dos anos no missão em Moçambique. A edição
CB) foi um dos vencedores do desconforto térmico que em consulta externa, central de
jornal “Notícias de Gouveia” e é apoiada pela Caixa Geral de De-
programa da Fundação EDP, determinadas alturas do ano colheitas (sangue), serviço de
que abordam a sua presença em pósitos no âmbito da “Operação
que apoia iniciativas que visam se colocam a utentes e cola- imunohemoterapia, ginásio de
Marrere (Moçambique). Esta Embondeiro”, que visa o apoio às
a melhoria do conforto térmico boradores, tendo em conta as pediatria do serviço de medici-
edição tem o intuito de apoiar o vítimas das tempestades que têm
dos utentes de instituições ou características climatéricas na física e reabilitação e outras
trabalho da referida congregação, assolado a região da Beira.
serviços do Sistema Nacional extremas da região», recorda áreas comuns de atendimento.
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • •9

Almeida Farmácias
Castelo Mendo reencontrou-se Guarda entre os distritos
com a História com mais encerramentos DR
Nos últimos seis anos Portugal per- densidade. Portalegre é o distrito com
deu 150 farmácias, maioritariamente no a maior percentagem de insolventes
interior do país. ou penhoradas (35 por cento), seguido
No distrito da Guarda o número de Santarém (30,6 por cento) e Guarda
de farmácias em risco de fechar pode (30,5 por cento). Apesar das perdas,
continuar a aumentar, já que 23,7 por o número de farmácias em Portugal
cento destes estabelecimentos encon- aumentou, com 200 novos estabeleci-
travam-se em situação de penhora e 6,8 mentos, maioritariamente em regiões
por cento em insolvência em dezembro do litoral. Os dados são da Associação
de 2018. Ou seja, a ameaça paira sobre Nacional das Farmácias (ANF), que
30,5 por cento dos estabelecimentos apresentou na semana passada uma
existentes. Em 2012 a percentagem petição para “salvar as farmácias” com
total de farmácias em risco na Guarda 120 mil assinaturas. O sector pretende
era de 6,8 por cento. Ao todo são 680 estabelecer um novo acordo com o es-
estabelecimentos em risco – mais de um tado de forma a diferenciar as farmácias
quinto do total do país –, a grande maio- portuguesas e obter coesão territorial
ria dos quais situa-se em zonas de baixa da rede.

História

A Aldeia Histórica de Castelo Mendo val e um espetáculo de teatro de fogo. Os


Rota equestre vai ligar zona de Cáceres
atraiu centenas de visitantes no fim de
semana para mais uma edição da sua feira
visitantes puderam ainda degustar petiscos
em tasquinhas e tabernas gastronómicas,
à Guarda
A Rota Equestre Napoleónica, com batalhas durante as Invasões Francesas
medieval. enquanto os mais novos tiveram direito cerca de 200 quilómetros entre a zona e que influenciaram a História de Portu-
O evento retratou os costumes e a animação infantil. A feira medieval foi Norte de Cáceres (Extremadura) e a ci- gal e Espanha. A rota é organizada pela
vivências da época com a envolvência de organizada pela autarquia de Almeida com dade da Guarda, vai ser apresentada na OMTE (Organização Mundial do Turis-
personagens históricas como o rei D. Dinis, o apoio da União de Freguesias de Castelo Feira Ibérica de Turismo (FIT), que está a mo Equestre) e pela ANTE (Associação
que abriu o cortejo inaugural de sábado Mendo, Ade, Monteperobolso e Mesquitela. decorrer até domingo na cidade mais alta. Nacional do Turismo Equestre), com
pelas ruas do burgo. Este ano houve ten- Castelo Mendo recebeu foral de D. Sancho O percurso passa pela Sierra de o apoio da Diputación de Salamanca,
das dos mercadores, acolhimento de uma II, a 15 de março de 1229, e ainda hoje con- Gata, Ciudad Rodrigo, Almeida e Guar- Turismo de Castilla y León e dos muni-
embaixada de mouros, artesanato, um tinua dentro das suas muralhas ancestrais, da seguindo por caminhos e locais de cípios de Almeida e da Guarda.
encontro de trovadores, uma ceia medie- sobranceira ao rio Côa.

PUB
10 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

Aldeias Históricas Manteigas


CDS pede avaliação do programa AR
Município lança
concurso “Quelhas
Deputados do CDS-PP na Assembleia
da República pediram às autarquias que Floridas”
integram a Rede de Aldeias Históricas de A mais recente iniciativa da Câma-
Portugal (AHP) uma avaliação do pro- ra de Manteigas pretende embelezar
grama e das vantagens que este acarreta os perímetros antigos da vila serrana
efetivamente para os municípios. e das freguesias de Sameiro e Vale
No requerimento, os parlamentares da Amoreira através da colocação de
pretendem saber se as Câmaras de Almei- flores em janelas, portas, varandas e
da, Arganil, Belmonte, Celorico da Beira, balcões.
Figueira de Castelo Rodrigo, Fundão, Os critérios de avaliação do con-
Idanha-a-Nova, Mêda, Sabugal e Trancoso curso “Quelhas Floridas” assentam nos
concordam que «à AHP falta uma cultura parâmetros de criatividade e origina-
de parceria, nomeadamente entre os lidade, riqueza e harmonia das cores,
municípios que a integram». Procuram densidade e diversidade da floração,
também esclarecer «o relacionamento estado de manutenção e limpeza do
entre as autarquias e a estrutura da rede local, recursos utilizados e enquadra-
AHP», se «tem havido interesse de priva- mento na arquitetura do edifício. Os
dos no programa e, consequentemente, vencedores terão direito a prémios
em investir nas aldeias, se existem apoios monetários de 500 euros (primeiro
por parte do Estado para eventuais proje- classificado), 350 euros (segundo) e 150
tos de investimento nas AHP e se alguns (terceiro). O objectivo de embelezar as
desses apoios são no âmbito do Programa “quelhas” – arruamentos estreitos sem
de Valorização do Interior». saída, vulgarmente designados becos
Os centristas querem ainda apurar conforme tem sido noticiado, e se esse relativamente ao investimento feito na ou vielas – é sensibilizar a população
se se tem verificado «o acentuado des- despovoamento prejudica o programa reabilitação de edifícios, à redução da para novas formas de dinamizar a vila
povoamento de algumas das aldeias, AHP». Os eleitos colocam ainda questões oferta de serviços e às acessibilidades. e torná-la mais atrativa para residentes
e visitantes, segundo a autarquia. O con-
curso está aberto a todos os moradores,
Sinistralidade
ou donos de habitações localizadas
11 acidentes no distrito da Guarda na Páscoa nestas áreas, terminando a 17 de maio
A GNR registou onze acidentes rodo- feridos leves. Já dos cerca de 1.050 con- a 1,2g/l, adianta o Comando Territorial o prazo de inscrições. Estas podem ser
viários na “Operação Páscoa”, que decor- dutores fiscalizados, 12 conduziam com em comunicado. Nesta operação a GNR feitas presencialmente na Câmara ou
reu entre 18 a 22 de abril nos principais excesso de álcool, dos quais quatro fo- deteve ainda três pessoas por posse através do link https://cm-manteigas.
eixos viários do distrito da Guarda. ram detidos por apresentarem uma taxa ilegal de armas e uma por condução pt/agenda-de-eventos/quelhas-flori-
Destas ocorrências resultaram dois de álcool no sangue igual ou superior sem carta. das-manteigas-2019/.

PUB
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • • 11

PUB
12 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

Negócios Seia

Guarda sem “empresas gazela” Território e


património
pela primeira vez em sete anos geológico
Há cinco “empresas gazela”
nas Beiras e Serra da Estrela e
DR
são tema de
situam-se nos concelhos da Co-
vilhã, Fundão, Manteigas e Seia,
conferência
A segunda edição da
de acordo com a Comissão de
conferência “3MG – Mon-
Coordenação e Desenvolvimento
tanhas Mediterrânicas e
Regional do Centro (CCDRC).
Património Geológico”, do
Esta designação é atribuída
Geopark Estrela e que junta
a empresas jovens «que num
especialistas nacionais e
curto período de tempo apre-
internacionais, vai decorrer
sentam um crescimento acele-
de 10 a 12 de maio, em Seia.
rado no emprego e no volume
Reunidos na sede do
de negócios», explica a CCDRC
Centro de Interpretação da
em comunicado. No caso da
Serra da Estrela (CISE), os
região foram distinguidas a En-
investigadores em gestão de
gsolutions (Fundão), a Navigate
espaços de montanha, Ge-
Technologies e a Re-Inventar
Galardões foram entregues em Leiria na terça-feira oparks mundiais da UNES-
Soluções Imobiliárias (ambas da
CO, património geológico,
Covilhã), a Quintas de Seia (Seia) «capacidade empreendedora» me de negócios cresceu «de forma em sete anos.
geoturismo, educação e
e a Trendburel (Manteigas). numa cerimónia que decorreu significativa (388 por cento) entre «Compreender o dinamis-
ordenamento do território
São empresas que se dedicam em Leiria na terça-feira. 2014 e 2017», tendo a faturação mo e o sucesso destas empresas
irão discutir novos resul-
à engenharia, programação in- Estas empresas são reconhe- total passado de 66 milhões de é uma prioridade para a região
tados de investigação e fu-
formática, mediação imobiliária, cidas pelo seu «elevado potencial euros em 2014 para 324 milhões Centro e um importante indica-
turas aplicações dos mes-
criação de ovinos e caprinos e para gerar novos postos de traba- em 2017. Em termos de distribui- dor para as políticas públicas»,
mos a montanhas de todo
tecelagem de fios tipo lã, respe- lho», tendo em três anos triplica- ção geográfica, os concelhos de afirma a presidente da CCDRC,
o mundo. Além do debate,
tivamente. Em 2018 foram iden- do o número de trabalhadores, Coimbra e Leiria lideram com oito Ana Abrunhosa, defendendo
a conferência promoverá o
tificadas 95 “empresas gazela” que passou de 967 em 2014 para “empresas gazela” cada, seguidos que importa multiplicar estes
conhecimento do território
na região Centro, mais 16 por 3.063 em 2017, segundo um es- de Aveiro (sete), Torres Vedras exemplos «numa região em que
Geopark Estrela, através de
cento que no ano transato (82), tudo que a CCDRC promoveu pelo (cinco) e Viseu (cinco). A Guarda parte da sua riqueza reside na
duas saídas de campo.
que foram distinguidas pela sua sétimo ano consecutivo. Já o volu- não nenhuma pela primeira vez diversidade».

PUB

DUAS FORÇAS,
UM FUTURO.
NOVOS HÍBRIDOS PLUG-IN
BMW iPERFORMANCE.

O futuro está aí e vem cheio de vantagens para a sua Empresa, consulte-nos.

Matos & Prata, S.A.


Rua Vila de Manteigas, 1
6300-617 Guarda
Tel.: 271 208 608
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • • 13

Poesia Música
Manuel Alegre homenageado em Foz Côa DR
Peter Hammill regressa ao Gouveia Art Rock DR

Manuel Alegre foi o home- vídeo de Guilherme d’Oliveira


nageado no Festival de Música e Martins, António Lobo Antunes
Poesia de Vila Nova de Foz Côa. e Lídia Jorge. No final do coló-
O município editou e fez quio o presidente da Câmara
distribuir uma antologia de 55 Gustavo Duarte ofereceu ao po-
poemas do escritor, organizada eta um fac-símile do foral de D. É já este fim de semana que a Gouveia será acompanhado lançamentos dos novos álbuns
por Paulo Sucena, também pre- Dinis sobre Foz Côa, a “certidão acontece o 16º Gouveia Art Rock na segunda-parte pelos Isildurs dos The Loomings, intitulado
sente na homenagem. Para além de nascimento” da vila, datado (GAR), o único festival português Bane. O programa de domingo “Weirdo”, e de Isildurs Bane &
da leitura de alguns poemas por de 21 de maio de 1299, há quase dedicado ao rock progressivo. A começa com Courtney Swain Peter Hammill, “In Amazonia”.
Manuel Alegre, a sessão reali- 720 anos. A sessão contou coma lotação já está esgotada há bas- (Estados Unidos) e prossegue Este último foi comissionado pelo
zada no passado dia 23 de abril presença da Ministra da Cultura, tante tempo. com os Wobbler (Noruega). As município de Gouveia e pelo pró-
contou com depoimentos em Graça Fonseca. Pelo palco do Teatro Cine atenções mudam-se depois para a prio festival, propositadamente
vão passar, no sábado, nomes Igreja de S. Pedro onde terão lugar para ter a sua “première” mundial
como os franceses The Loomings os concertos de Karin Nakagawa nesta edição do GAR. Organizado
Ópera (França), o duo italo-germânico e do português Filipe Quaresma. pela autarquia, o evento teve iní-
“Carmina Burana” no castelo do Sabugal Luca Stricagnoli e Meg Pfeiffer,
os belgas The Advent of March
O festival chegará ao fim o grupo
alemão Salut Salon, de novo no
cio em 2013 e é um «dos melhores
festivais do panorama mundial de
A Orquestra e Coro da Uni- construiu uma peça de grande e os suecos Isildurs Bane, que se Teatro-Cine, pelas 21h15. música progressiva». Os promo-
versidade Autónoma de Madrid, força cénica e vocal, tanto pelos farão acompanhar da japonesa Além dos concertos, de um tores destacam que esta edição
acompanhada por solistas e solistas como pela presença Karin Nakagawa. A primeira debate e da habitual feira do abrange «a música tradicional
outras orquestras, atua esta coral e pela ampla paleta or- noite termina em grande com a disco, cartaz, memorabilia e mer- japonesa, a música clássica e a
quinta-feira (21h30) no castelo questral, que inclui dois pianos atuação do britânico Peter Ham- chandising deste género musical, música progressiva com grandes
do Sabugal para interpretar a e um grande dispositivo de mill (na foto), que neste regresso o GAR conta este ano com os músicos mundiais».
cantata cénica “Carmina Burana”, percussão. A Orquestra e Coro
do compositor alemão Carl Orff. da Universidade Autónoma de
Trata-se de uma das obras Madrid realiza, desde 1995, um Arte
mais populares do século XX e
que se baseia num manuscrito
intenso trabalho de promoção
e difusão cultural e musical em ARTIS será bienal em 2020 DR
original da primeira metade Espanha e noutros países. A O Festival ARTIS, realizado
do século XIII. O compositor entrada é livre. desde 2002 em Seia, passará a ser
bienal a partir de 2020, anunciou
Teatro a organização, a cargo da Associa-
ção de Arte e Imagem de Seia, em
ASTA estreia “A Lã e a Neve” no dia 11 DR
parceria com o município local.
Este ano, o evento dedicado
aos artistas locais e da região terá,
pela segunda vez, um polo da ter-
ceira edição da Bienal Internacio-
nal de Arte de Gaia, sendo que, em
2020, este passará a ser o festival
de Seia passando a designar-se
provisoriamente de Bienal AR-
TIS Seia, inspirando-se em dois
eventos de alcance internacional:
a Bienal de Gaia e a Bienal de
O novo espetáculo artístico está atualmente em residência Cerveira. Além de exposições de Nova de Gaia no passado 24 de Estão representados 19 ar-
da Asta – Teatro e Outras Artes, artística na Casa da Cultura de pintura, escultura e fotografia, o abril e a inauguração do polo de tistas, naturais e/ ou residentes
debruça-se sobre o romance Famalicão da Serra (Guarda). festival incluiu diversas atividades Seia está marcada para este sába- nos concelhos de Seia, Gouveia,
de Ferreira de Castro “A Lã e a A interpretação está a cargo de paralelas dedicadas a outras artes do, na Casa Municipal da Cultura, Guarda, Oliveira do Hospital, Man-
Neve”, numa peça que retrata Bruno Esteves, Carmo Teixeira como a música, cinema, teatro, onde ficará patente até 20 de ju- gualde, Viseu e Tondela. O polo da
as dificuldades e reivindicações e Sérgio Novo. A peça estará em performance artística e poesia. A lho. A sessão de abertura incluíra Bienal de Gaia terá a curadoria
dos operários têxteis do inte- cena até 8 de outubro, com datas abertura do Bienal Internacional um concerto de Lena D’Água e do de Sérgio Reis e contará com a
rior durante a Segunda Guerra marcadas em Gouveia, Guarda, de Arte de Gaia decorreu em Vila guitarrista Thaina Rahary. participação de 40 artistas.
Mundial. Covilhã, Beja, Porto, Vila Franca
A peça de teatro intitulada de Xira, Évora e Idanha-A-Nova.
“Lano Kaj Neĝo” tem estreia O espetáculo é uma coprodução Cinema
marcada para dia 11 no palco do das Câmaras da Guarda, Gou- Filmes do Cine Eco exibidos em Celorico da Beira
Cine Teatro de Gouveia (21h30). veia, Freguesia de Famalicão O Centro Cultural de Celo- para os alunos do 2º e 3º ciclos e Serra da Estrela (CIMBSE). O
De acordo com a companhia da Serra, Teatro Municipal da rico da Beira acolhe até dia 10 da Escola Sacadura Cabral e objetivo da iniciativa é dinami-
covilhanense, o coreógrafo e Guarda, Cine Teatro de Gouveia uma extensão oficial do Cine acontecem no âmbito de uma zar a educação ambiental juntos
bailarino Miguel Pereira é o e Casa da Cultura de Famalicão Eco - Festival Internacional de parceria realizada entre a di- dos estudantes, promover o
«timoneiro deste projeto», en- da Serra, tendo ainda o apoio Cinema Ambiental da Serra da reção do festival organizado debate e despertar a consciência
contrando-se a trabalhar com do município da Covilhã, IPDJ Estrela. anualmente em Seia e a Comuni- ecológica dos cidadãos e agentes
a ASTA desde o início do ano e e Oriental de São Martinho. As sessões são direcionadas dade Intermunicipal das Beiras educativos.
14 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019 Publicidade

PUB

Odontopediatria - Medicina dentária para crianças :)

MEDICINA DENTÁRIA | Drª. Rita Vilar | Dr. Alexis Oliveira | Drª. Soraia Rocha
ODONTOPEDIATRIA | Drª. Rita Vilar

GINECOLOGIA / OBSTETRÍCIA | Drª. Cremilda Sousa PODOLOGIA | Dr. Cristóvão Polónio


CIRURGIA GERAL | Dr. Pedro Caldes MEDICINA CHINESA | Drª. Celina Barreto
ENDOCRINOLOGIA | Drª. Daniela Guelho PSICOLOGIA CLÍNICA | Drª. Maggie Vaz
MEDICINA GERAL E FAMILIAR | Drª. Ana Isabel Santos EXAMES PSICOTÉCNICOS | Drª. Liliana Tavares
PNEUMOLOGIA | Drª. Rita Gomes TERAPIA DA FALA | Drª. Ana Rita Gonçalves
PSIQUIATRIA | Dr. João Campos Mendes ENFERMAGEM | Enf. David Centeio
UROLOGIA | Dr. Gustavo Gomes NUTRIÇÃO CLÍNICA | Drª. Inês Costa
PEDIATRIA | Drª. Rita S. Oliveira OSTEOPATIA | Dr. João Araújo
REUMATOLOGIA | Drª. Joana Ferreira MEDICINA INTEGRATIVA | Drª. Sandra Grilo
COACHING | Drª. Susana Menoita
ACORDOS - Consulte as especialidades abrangidas
ADVANCECARE, SAMS CENTRO, SAMS QUADROS, SS CGD, CHEQUE DENTISTA, ZURICH, POPULAR SEGUROS, SANTANDER TOTTA
SEGUROS, UNA SEGUROS, GENERALLI, TRANQUILIDADE, MGEN, AÇOREANA, LUSITÂNIA, ASSOCIAÇÃO MUTUALISTA MONTEPIO

Dr. José João Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


Garcia Pires L. Taborda Barata
Neurologista
Especialista pelos Hospitais da Universidade de Coimbra
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
ORTOPEDIA Exames: Electromiografia
e Potenciais Evocados
Asma e Doenças Alérgicas
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
Consultas: CLIFIG – Clínica Fisiátrica da Guarda
CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral - Tel: 275334876
Rua Pedro Álvares Cabral, Edíficio Gulbenkian
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
Telef.: 271 231 397 6300-745 Guarda Tel: 271211905

UNIDADE DE OTORRINOLARINGOLOGIA
Prof. Celso Pereira DA BEIRA INTERIOR
Alameda Pêro da Covilhã,

Imuno-Alergologia 29, r/c Esq – COVILHÃ


Telf: 275 324 236 www.uobi.pt
(Doenças Alérgicas) 2ª a 6ª feira 10-13h e 14-19h
Ass Graduado HU Coimbra / Consultas de Otorrinolaringologia
Fac Medicina UC (Ouvidos, Nariz e Garganta)
- Dra. Rafaela Teles Consultas todos os dias
- Prof. Dr. Rui Cerejeira Atendimento URGENTE
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela Consultas de Pneumologia/Doenças Alérgicas
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 - Dr. Nuno Sousa
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda Terapia da Fala/Voz
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 - Terap. Ana Rita Fonseca
Fisioterapia Respiratória / Reabilitação Vestibular
Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560
- Terap. Tânia Churro
EXAMES: Audiograma; Timpanograma; Reflexos
ADVOGADOS ADVOGADOS Estapédicos; Estudo do Sono; Provas funcionais
respiratórias; Testes Cutâneos de Alergia

Vitor Nascimento António Ferreira, Paula Camilo


& Associados Médico
Bárbara Brigas Sociedade de Advogados, RL
Diogo Cabrita
Telefone: 271 086 518 Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 Cirurgião geral
e_mails:
e_mails: antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com tratamento de varizes e suas complicações, pequenas
cirurgias, hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2 Marcações : (Clínica Cembi)
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt (ao lado da loja MANGO) Telef.: 271213445
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda 6300-663 Guarda Protocolo com a Médis

Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda •
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Ana Eugénia Inácio. • Conselho Editorial: António Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo Cabrita e Maurício Vieira.
Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Costa, António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Cabrita, Eduardo Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder Sequeira, Honorato Robalo, João Canavilhas, Joana C. Pereira,
Joana Dente, João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires Manso, Júlio Sarmento, Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares, Norberto Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e
Víctor Afonso. Desporto: António Silva, Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado e Rui Geraldes. • Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto Gráfico: Maurício Vieira. • Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão:
FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua Adriano Lucas – 3020-265 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig.pt • Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda N.I.P.C. – P-504847422. • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito
Legal:146398/00 • Tiragem desta edição: 7.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior • Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores de mais de 10% do capital da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins.
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ • Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt

Classificados
Imobiliário Vende-se/Arrenda-se/Diversos Emprego Diversos
Férias. Praia da Oura - Albu- Sta Cruz, Guarda: 5,69 ha - Cul- Procuro trabalho como Oferece-se Senhora desem- Executam-se trabalhos de con- Se tem problemas com o divórcio,
feira. T2. A 200 metros da praia. tura - Água - Lameiro - Pastagem. limpezas, passar a ferro, con- pregada cuida de senhora idosa strução civil, pinturas, aplicação nós apoiamos-te. Acolher. Con-
Telef.289367024 Vendo. Tlm. 964278087 domínios, umas horas na res- e trabalhos domésticos. Zona da de pladur, azulejos/mosaicos, en- tacto: 919568551
tauração, cuidar de idosos ou Guarda ou Covilhã. Tlm. 911996779 tre outros. Contacto: 960136446
Vende-se Casa c/ terreno, água Arrendamento parcial, crianças, etc. Contacto móvel: Cavalheiro viúvo, com boa
e árvores de fruto. Mizarela. Bons Apartamento Mobilado na Guar- 969497622 Cavalheiro solteiro, reformado, Senhora procura cavalheiro, situação, procura senhora até aos
acessos. Tlm. 965199646 da-Gare. Tlm.: 968362728 sem filhos, deseja encontrar compa- dos 50 aos 50 anos. Assunto 65 anos. Assunto sério e respeito.
Senhora precisa urgente de tra- nheira dos 50 aos 55 anos. Escrever sério. Tlm.: 965210062 Informa tlm: 916497810
Vende-se Apart. Duplex c/ cobe- balho na Guarda. Tlm. 912216331 para Luís Duarte Rato, Travessa das
rtura, 4 quartos, 3 WC, terraço, Moitinhas nº8, 6200-684 Teixoso Cavalheiro reformado com Cavalheiro reformado, não
garagem, 230m2, acab. de luxo. boa situação e casa própria, fumador e respeitador, com boa
Centro de Viseu. Telm. 910491439 Banda Mega Star - Grandes assunto muito sério, procura se- situação, procura senhora hon-
Músicas - João Marques Almeida. nhora ate aos 70 anos. Informa esta entre os 60 e os 70 anos para
Tlm. 914889442/919546447 (24h) telemóvel 911017067 companheira. Relação séria. Enviar
carta a este jornal ao nº 1006
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • • 15

Sp. Covilhã vence em Braga e


sela manutenção na IIª Liga
Covilhanenses estiveram a perder e conseguiram reviravolta no segundo tempo Ficha de Jogo
com golo muito contestado pelos minhotos em cima dos 90’ Árbitro: Gustavo Correia (AF Porto)
Árbitros assistentes: Rui Eiras e Rui
DR
Fernandes
O Sp. Covilhã venceu fora o
Sporting de Braga B por 2-1, no E. 1º de Maio,
sábado, e ocupa um tranquilo Braga
sétimo lugar na IIª Liga a três
jornadas do fim. Esta classifica-
Sp. Braga B................. 1
Tiago Pereira, Casimiro, Inácio, David
ção parecia inalcançável após Carmo, Pedro Amador, Yvan, Mak-
a desastrada primeira volta do outa, Denisson, Simão (Tiago Dias,
campeonato, que os serranos 88’), André Ribeiro (Tavares, 69’) e
terminaram no último lugar. Elias Emanuel (Franklin, 75’)
No jogo da 31ª jornada a Treinador: Rui Santos
primeira oportunidade perten- Sp. Covilhã................. 2
ceu aos visitantes, com Diego a São Bento, Tiago Moreira, Zarabi,
rematar por cima já bem dentro Rafael Vieira, Henrique, Gilberto,
da área aos 15’, mas foi o Braga Rodrigues (Bonani, 59’), Mica, Diego
B a marcar primeiro, com um Medeiros (Zé Pedro, 69’), Adriano
(Semedo, 81’) e Kukula
cabeceamento fulgurante de
Treinador: Filó
Makouta (ex-Covilhã) após um
canto cobrado por Simão aos Golos: Makouta (20’), Kukula (74’ e
20’. Para segurar o resultado os 90’, g.p.)
minhotos desceram em demasia Ação disciplinar: cartão amarelo para
o bloco e entregaram o jogo aos David Carmo (41’), Zarabi (43’), Simão
(45’+1’), Elias Emanuel (68’), Bonani
serranos, que aumentaram a
(79’), Rafael Vieira (81’) e Casimiro
pressão e tiveram a primeira (90’). Rui Santos e Orlando Silva foram
oportunidade aos 50’, mas Tia- expulsos do banco (90’ e 92’).
Kukula voltou a ser decisivo ao marcar dois golos
go Pereira impediu o empate a
Diego com uma grande defesa. O castigo máximo foi as- Publicidade
Numa partida sem grande sinalado por falta de Casimiro PUB

intensidade e bom futebol, os sobre Bonani, num lance muito


covilhanenses marcaram aos contestado pelos locais que
74’ por Kukula, que aproveitou consideraram que a falta tinha
uma hesitação de Inácio para sido cometida ainda fora da
se antecipar ao guardião bra- área. Na sequência da jogada
carense e empatar a partida. A os treinadores principal e ad-
melhor ocasião dos bracarenses junto do Braga B, Rui Santos e
no segundo tempo aconteceu Orlando Silva, foram expulsos
aos 77’, quando Simão rematou do banco (90’ e 92’). Com este
ao lado. Como quem não marca resultado, os serranos têm
sofre, o Sp. Covilhã aumentou a garantida a permanência na
contagem em cima do minuto IIª Liga no próximo ano e no
90, novamente por Kukula, na domingo recebem o Leixões,
conversão de um penálti. 10º classificado.

Enduro BTT
João Rodrigues e Maaris Meier
vencem no Cadafaz DR
O guardense João Rodrigues
(Casa do Povo de Abrunheira) –
na foto – e a estoniana Maaris
Meier (Maiatos) venceram, no
domingo, no Cadafaz (Celorico
da Beira), a primeira etapa da
Taça de Portugal de Enduro BTT
de 2019.
A competição teve seis pro-
vas especiais classificativas no
percurso de 34 quilómetros
(desnível negativo de 1.660 vencedora da Taça de Portugal
metros/ desnível positivo de de Enduro na época transata, e
1.635 metros), tendo sido João Ana Costa (Ciclo Madeira Clube
Rodrigues o único atleta de Desportivo) travaram um duelo
elite a terminar em menos de intenso que só a cronometragem
18 minutos. A 37,3 segundos final resolveu, com a estoniana a
ficou o espanhol Nicolas Carre- vencer por menos de quatro se-
ra (LTM Santacruz), enquanto gundos. João Rodrigues e Maaris
José Oliveira (AXPO/ FirstBike Meier são os primeiros líderes
Team/ Vila do Conde) foi tercei- da Taça cuja segunda prova está
ro. Em femininos, Maaris Meier, agendada para dia 19, em Murça.
16 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019 Publicidade

Patinagem artística
150 atletas no Iº Festival
Rua do Campo, 5 – 1º Dto - 6300-672 Guarda
Rua do Campo, 5 – 1º Dto --6300-672 Guarda
Lic. Nº 2890 – AMI
Lic. Nº 2890 – AMI
“Cidade da Guarda”
Telefone: 271211730 967543140 www.predialdaguarda.pt
Telefone: 271211730 - 964126775 www.predialdaguarda.pt
O primeiro festival de patinagem artística “Cidade da
Guarda” acontece este sábado no pavilhão municipal de S.
VENDE
ID:1220 V3 Guarda Vivenda isolada, no centro de aldeia, arrumos….. ..27.000€ Miguel, a partir das 18 horas.
D:1003 T2 Guarda Bem localizado,1 wc, sala e um grande terraço……45.000€ Organizado pelo Núcleo Desportivo Social (NDS), o
ID:1158BT4Centro Bem localizado, necessitar obras de remodelação...52.000€
ID:1235 V2 Centro Sala e coz. comum,2 quartos, anexos, logradouro. .55.000€ evento de exibição contará com a participação de cerca
ID:1119 T3 Centro Boa localização,3 quartos, 2 wc, 2 varandas,sótão. .60.000€ de 150 atletas e oito clubes, como a Associação Despor-
ID:1252 T2 Centro Lareira na sala, roupeiros, sótão,lugar de garagem. 70.000€
ID:1158 T4 Centro Todo remodelado, 2 wc´s, lavandaria, 4quartos.… ..80.000€ tiva Sanjoanense, a Academia de Patinagem da Covilhã,
o Académico dos Penedos Altos (Covilhã), a Associação
2
ID:1237 Lote Com 480 m ,p/ construção de uma moradia isolada ……..85.000€
ID:0971 T3 Centro Remodelado, roupeiros, sótão, lugar de garagem....95.000€
ID:0829 T3 Duplex Com lareira, 3quartos, 2wc´s, lugar de garagem… ..95.000€ Académica de Coimbra, o Seia Futebol Clube, o ADEF
ID:1253 T3 Guarda Coz. mobilada, recuperador de calor, 2wc, sótão …95.000€
Carregal do Sal, o Futebol Clube de Oliveira do Hospital
ID:1254 T3 Guarda Lareira na cozinha, despensa, sótão, garagem.…...95.000€
2
ID:1105 Casas Rústicas Em pedra c/ 710m de terreno envolvente….100.000€ e a Soulful Skating Academy. Como convidado especial,
ID:1246 T2 Centro Completamente mobilado e equipado, wc, sótão…110.000€
ID:1000 V4 Isolada C/4 quartos, 2 wc´s, adega, garagem, quintal… …115.000€
estará presente Ricardo Pinto, campeão mundial 2018 de
ID:1239 T3 Guarda Aquec. central a lenha e a gás, sótão, garagem …125.000€ solo dance. A secção de patinagem artística do NDS conta
ID:0956B V4 Guarda C/4 quartos, sótão habitável, garagem, quintal. ..150.000€
ID:0000 V5 Guarda Coz. c/ lavandaria, garagem, sótão, logradouro....150.000€
atualmente com 29 atletas e existe há cerca de ano e meio.
ID:1236 V5 Guarda Sala e coz. comum c/ lareira,garagem p/2 carros .185.000€
ID:1230 V4 Guarda Painéis solares,3wc´s, garagem,sótão,logradouro240.000€
Filipe Pinto
ID:1251 V4 Quinta C/ 3ha, várias arvores de fruto, toda murada… …..245.000€
Fotojornalista Pentatlo moderno
ARRENDA
ID:0972C Escritório Guarda Centro Com 30m² e óptimas vistas………….150€ Juliana Guerreiro quinta na Copa
IID:1050 Loja Guarda Espaço amplo, 2 wc´s, e um armazém……… ……...220€
ID:0489C T1 Centro Cozinha mobilada e equipada,quarto mobilado, 1 wc .225€ Europeia sub-17 DR
IID:0972B Loja Guarda Com 2 salas, recepção,2 wc´s, bem localizada…...225€
ID:1094 T2 Centro Com os quartos mobilados, 1 wc ,2 varandas, sótão.. ..250€
Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ A covilhanense Juliana Guerreiro
Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
ID:1238 T2 Pinhel Coz. c/ lareira, 2 quartos, 1wc, garagem, logradouro ….250€
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com
obteve o quinto lugar na Copa Euro-
ID:0017 T2 Guarda Totalmente mobilado e equipado, 1 wc, varanda….…..260€
ID:0653 Escritório Centro Todo remodelado, sala ampla c/varanda,1 wc ..275€
peia de Pentatlo Moderno de sub-17/
ID:1095 T3 Guarda Coz. c/ lareira, 3 quartos, 2wc´s, roupeiros embutidos .270€ 19, que decorreu no sábado em Barce-
ID:0982B V1+2 Guarda Coz. mobilada, 1 wc´s, logradouro, garagem.….....300€
ID:1005B T3 Guarda Coz. c/marquise, 3 quartos,2 wc´s, sótão e garagem .330€
lona (Espanha).
ID:0000 T2 Centro Lareira na sala, roupeiro,2wc´s, garagem individual…..340€
2
A atleta do Penta Clube da Covilhã
IID:1240C Loja Guarda Loja para comércio c/ 163 m , 2 wc´s, 2 salas ..….350€
IID:1069 Loja Guarda Licença p/ comércio, 2 pisos, escritório,4 wc´s…. ....400€
integrou a seleção nacional da moda-
IID:0969 Café Bar Com boa localização, totalmente equipado, 2 wc´s….....450€ lidade e competiu na prova de tetratlo
moderno, que inclui as disciplinas de es-
Empresa de transportes admite: grima, natação, tiro e corrida (laser run).
COMERCIAL Juliana Guerreiro obteve 950 pontos e
Procuramos profissional com o seguinte perfil: o quinto lugar dos sub-17, um escalão
• Fluente na língua francesa (imprescindível); ganho pela egípcia Nouran Beheiry. A
• Conhecimentos de língua inglesa; jovem já está apurada para os Campeo-
• Informática na ótica do utilizador;
natos da Europa e do Mundo, agendados
• Valorizam-se conhecimentos e relações comerciais
no setor de transportes; para em junho e julho, respetivamente.
Oferecemos:
• Formação; Desporto universitário
• Disponibilização de computador portátil;
• Trabalho a partir de casa; UBI garante Nacionais de 2020
Enviar Curriculum Vitae para Apartado 196, 6300-909 GUARDA na Covilhã e Fundão
Os campeões nacionais universitários do próximo ano
PUB
vão decidir-se na Cova da Beira.
Participe no espaço do leitor. A Federação Académica do Desporto Universitário
(FADU) atribuiu a organização da prova à candidatura
Diga de sua justiça. apresentada pela Universidade da Beira Interior (UBI),
Apartado 98 6301 Guarda • ointerior@ointerior.pt Associação Académica (AAUBI) e Câmaras Municipais da
Covilhã e Fundão. Uma parceria que Daniel Monteiro, pre-
sidente da Federação, elogiou e considerou «vencedora por
encontrar sinergias entre entidades». O dirigente acrescen-
tou também que a UBI tem sido uma «excelente anfitriã das
organizações nacionais da FADU nas mais diversas épocas
desportivas». Os Campeonatos Nacionais Universitários
(CNU) regressam à região sete anos depois e vão incluir
provas de andebol, basquetebol, futsal, rugby 7, voleibol,
hóquei em patins e futebol 11, bem como de atletismo de
António Gil Advogado Vende-se estrada. As competições terão lugar nos pavilhões 1 e 2 da
UBI, do Clube Desportivo da Covilhã e Unidos Futebol Clube
Tel. / Fax 271 238 344 Quinta com Casa, cerca de 12 ha
do Tortosendo, mas também no municipal do Fundão, da
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda à beira do rio Mondego, perto das rotundas Associação Desportiva do Fundão e no gimnodesportivo
da A25 e IP2 • Lageosa do Mondego de Valverde. Os complexos desportivos da Covilhã e da
antonio.gil-5388C@adv.oa.pt Contactos: 966473371 • 271926638 Estação serão outros locais para colher os CNU’s 2020.

Cupão de Anúncios Classificados


Envie o seu anúncio classificado para Jornal O Interior, Rua da Corredoura, 80 R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Condições gerais dos classificados
Localização Identificação
do anúncio
1. Preencha o cupão com texto em maiúsculas,
deixando um espaço entre cada palavra. Nome: __________________________________________________________________
Grátis

2. O preço é acrescido de IVA à taxa legal em vigor. Imobiliário


*

3. É obrigatório o envio do número de contribuinte (NIF).


4. A identificação é um campo de preenchimento
Vende-se Aluga-se Morada: ________________________________________________________________
obrigatório. A falta de elementos pode implicar a não Trespassa-se Diversos
publicação do anúncio.
5. A “O Interior” reserva-se o direito de rejeitar a
Emprego Código Postal: ________ - _____ Localidade: ___________________________
Euros
2,50

publicidade que não esteja de acordo com a sua Oferece-se Precisa-se


orientação editorial.
6. A recepção de anúncios para cada edição Veículos Contribuinte nº: _________________ Contacto: ______________________
termina 72 horas antes da data da publicação. Vende-se Procura-se
7. Não se aceitam cópias, faxes ou emails deste cupão. Assinatura ________________________________ Data ___/___/______
Euros
4,00

Diversos
* Grátis até à 2ª publicação, a partir
da qual acresce um custo de 2 euros. Para esclarecimentos pode contactar-nos através do telefone 271212153 ou para ointerior@ointerior.pt

Modo de Pagamento: O recibo ser-lhe-á enviado posteriormente


Transferência Bancária (forma mais rápida e vantajosa) Transferência Avulsa Transfira o valor em questão para o NIB indicado e junte
Autorização de pagamento: Exmos Senhores, por crédito na conta abaixo indicada, queiram proceder,
até nova comunicação aos pagamentos das subscrições que vos forem apresentadas pelo Jornal O Interior. IBAN: PT50 001000002256785000177 a este cupão o talão comprovativo da transferência.

Banco _____________ Balcão _____________ NIB _________________________ Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________
Nome do Titular _______________________________________________________ Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Numerário
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • • 17

Futebol distrital Atletismo


Vilar Formoso, Soito e Sabugal Cristiano Pereira e D’Jamila Tavares
vencem em Trancoso
lutam pela manutenção Cristiano Pereira e
D’Jamila Tavares foram os
vencedores da 6ª Corrida da
Desterro (São Romão) impôs-
se em 32m55s, seguida de
Rosa Madureira (individual)
Sp. Vilar Formoso, Soito, Sp. gal, 13º e penúltimo classificado Nos restantes jogos da pe-
Liberdade, que teve lugar em e Rosa Nunes (RD Águeda)
Sabugal e Estrela de Almeida vão com 19 pontos, a estar em piores núltima jornada do campeonato
Trancoso na quinta-feira. na terceira posição. Inserida
ser os grandes protagonistas da condições. No domingo, no dérbi destaque para o empate a uma
O atleta da Casa do Povo de nas comemorações do 25 de
última jornada do Distrital da Iª do concelho, os sabugalenses bola do Aguiar da Beira (3º) na re-
Mangualde cumpriu os 8.500 Abril, a prova organizada pelo
Divisão da AF Guarda, que será concederam um empate com- ceção ao Vilanovenses (9º) e para
metros da prova de absolutos município de Trancoso, com
disputada este domingo. prometedor com o Soito (1-1), a vitória caseira do São Romão
em 27m35s, à frente dos cole- o apoio do Grupo Desporti-
É a última oportunidade para que é 12º com 20 pontos. Já o (8º) frente ao Celoricense (6º) por
gas de equipa Pedro Machado vo local e da Associação de
duas destas quatro equipas pode- Sp. Vilar Formoso perdeu 4-0 3-2. Por sua vez, o Gouveia (7º)
e Carlos Nunes, segundo e Atletismo da Guarda, contou
rem escapar à despromoção à IIª na deslocação ao reduto do recebeu e derrotou o Fornos de
terceiro classificados, res- com a participação de 150
Divisão. O Almeida, que ocupa o campeão Figueirense e ainda Algodres (10º) por 2-0, enquanto
petivamente. Nas senhoras a atletas de diferentes escalões
último lugar da classificação com não pode dar por garantida a o Trancoso (5º) foi empatar 3-3
corredora da ACR Senhora do etários.
17 pontos, é o que tem menos permanência por se encontrar ao terreno do Vila Cortês do Mon-
hipóteses de escapar após ter per- no 11º lugar com 22 pontos. dego (4º). Este domingo jogam
dido 6-0 em casa com o Manteigas O futuro decide-se então este também o Fornos-Vila Cortês, Karate
(2º) na 25ª jornada. A segunda
formação a descer sairá do trio
domingo nos jogos Trancoso-
Sabugal, Vilar Formoso-Estrela
Manteigas-Gouveia, Vilanoven-
ses-Figueirense e Celoricense-
Gonçalo Guerra ganha bronze no Nacional DR

raiano, com o histórico Sp. Sabu- Almeida e Soito-São Romão. Aguiar da Beira.

Vila Franca faz dobradinha com taça da IIª Divisão DR

Gonçalo Guerra (Acade- lugar de pódio pelo quarto ano


mia Egitaniense de Karate consecutivo nos nacionais, ten-
Shotokan) foi o melhor clas- do apenas perdido para o novo
sificado do distrito da Guarda campeão. Já a União de Karaté
na fase final do Campeonato Shotokan das Beiras (UKSB)
Nacional dos escalões de alinhou com seis atletas. Os ka-
formação (infantil, iniciado e ratecas do Centro Bushido da
juvenil) da Federação Nacio- Guarda José Barreiros, quinto
nal Karate Portugal, realizada em kata, e Íris Silva, sexta em
no sábado. kumite, foram os melhores.
Na Mealhada, o jovem O campeonato contou com a
guardense foi terceiro classifi- participação de 609 atletas,
Vila Franca das Naves conquistou Taça da IIª Divisão
cado em iniciados e obteve um de 157 clubes de todo o país.
O Vila Franca das Naves, A equipa do concelho de no estádio municipal de Celorico
campeão em título do Distrital Trancoso derrotou o Foz Côa, da Beira. Vila Franca e Foz Côa
da IIª Divisão, conquistou no segundo classificado do campe- foram promovidos à Iª Divisão Futsal
domingo a Taça daquele escalão. onato, por 4-0 na final disputada na próxima época. Guarda 2000 inicia segunda fase
da Taça Nacional
Andebol A Guarda 2000 já conhece defrontar o Pioneiros Bragan-
Encontro nacional de minis na Guarda em junho os adversários da segunda fase
da Taça Nacional de Futsal sé-
ça FC na Guarda. No dia 11 as
guardenses jogarão no pavilhão
A Guarda vai receber o En- trital e da autarquia. O torneio res, num total de 1.500 atletas. nior feminino. do Póvoa Futsal Clube e no dia
contro Nacional de Andebol em destina-se a crianças dos 7 aos Os jogos serão disputados em A formação orientada por 18 voltam a jogar fora, com a
minis de 27 a 30 de junho, numa 10 anos e vai juntar cerca de oito pavilhões desportivos, al- Marco Santos integra a Série A Escola DC Gondomar, no último
organização da Federação da 80 equipas de vários pontos do guns dos quais serão disponibi- da Zona Sul e este sábado vai encontro da primeira volta.
modalidade, da Associação Dis- país, incluindo Madeira e Aço- lizados pelas escolas da cidade.

Cupão de Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
18 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

agoradigoEU
opinião
Albino Bárbara
opinião
João Mendes Rosa Onomástica de Abril sentido
Populismo, populistas 1. João Camossa
Abril entrado e é irrecusável o ímpeto da nevrose libertária… Leio
na exposição personalizada pela sua corporação no feminino. Como aquele
universalismo contrasta com os horizontes estreitos de quem gere a “res

e os farsolas que o
finalmente “Inimigos de Salazar”, de Irene Flunser Pimentel (Clube do publica” com base no interesse particular e não no bem colectivo (como se
Autor, 1918). Não obstante reconhecer na obra concitações de fôlego – e lê no Evangelho de Mateus, «quem puder entender, entenda»)…
se outros méritos não tivesse teríamos de lhe outorgar necessariamente
protagonizam um irrecusável aplauso pelo pendor compilatório alcançado – a mesma
perde por omissões de nomes basilares da oposição ao regime salazarista.
3. Manuel Alegre
Terra de trovadores já o anotara Eça com a mordacidade que lhe
Se nalguns casos há a lamentar apenas as referências “à vol d’oiseau” a conhecemos, referindo que só no nosso país os vates tinham o dom
Se as eleições na Finlândia, o país considerado o
um Vieira de Almeida ou Henrique Barrilaro Ruas, já não se aceita que, por de ouvir cantar os rouxinóis o ano inteiro… Mas há nomes maiores da
mais feliz do mundo, ditaram um empate técnico entre
exemplo, António Paulouro não conste do rol de oposicionistas estuda- trova lusa que – insisto – não podem ser anulados por juízos parcelares
social-democratas e um tal Partido dos Finlandeses, que
dos. Sublevam-se-nos, todavia, os ânimos quando constatamos que um face aos valores humanos em presença, dos quais somos devedores de
dizer das recentes eleições, do passado fim de semana,
silêncio absoluto se abate sobre um João Camossa Saldanha (1926-2007). inquestionável tributo. Manuel Alegre está entre eles, pesem embora as
na pátria de “nuestros hermanos” onde o avanço da
Camossa foi um dos mais desassombrados combatentes antifascistas e particularidades que perfazem meras contingências diluíveis na amplitude
extrema-direita, tal qual tinha acontecido na Andaluzia,
um dos primeiros a desapear o tirano dos tronos ilusórios: precocemente do cidadão esclarecido e poeta engenhoso – mau grado a nossa providencial
aconteceu e o sentimento nacionalista falou bem alto.
anteviu a esterilidade do regime híbrido, coercivo e perseguidor; possessor opinião pública tenha sempre à mão o cutelo sacrificial… O município de
Os partidos de extrema-direita, anti emigração
de vastíssima cultura, intelectual intranquilo e munido de uma robusta Foz Côa rendeu-lhe justo peito; digno seja dos maiores louvores. Alegre
e eurocéticos estão a ganhar terreno num processo
consciência universalista, passou pelas prisões do verdugo das Finanças, foi o poeta que cantou “Abril antes de Abril” e será sempre um ícone do
considerado extremamente perigoso, em países como
foi torturado pela PIDE, participou na Revolta da Sé (1959) e no Golpe de poder combativo das palavras que recusam o açaime – seja ele político,
a Polónia, Hungria, Brasil, Inglaterra, Itália, Bulgária
Beja (1961). Há referências cuja luz jamais se extinguirá, pesem embora os moralista ou costumeiro. Ficou bem a estes horizontes do interior acolher
Holanda, França e agora em Espanha, em suma na
mais vis acometimentos. O nome de João Camossa terá sempre um lastro a voz grave do poeta que mereceu o Prémio Camões em 2017; foi preci-
Europa e no mundo.
luzentíssimo de liberdade. samente esse galardão que o impediu de vir à Guarda nesse mesmo ano,
A base eleitoral de todos eles é a mesma de Trump,
numa homenagem a um amigo comum: João Cutileiro.
Bolsonaro ou no referendo do Brexit, num discurso onde
2. Rui Chafes
os alvos a abater são sempre os emigrantes e muçulma-
Abril fica marcado pelo inusual diálogo entre Rui Chafes, o seu Carlos Chaves Monteiro
nos, passando pela chama nacionalista de ter o seu país
universo criador e um público que ele convocou expressamente ao redor Não se estranhe que chame a este rol onomástico o novo edil guar-
de volta, na soberania nacional onde a palavra populismo
de “Desenho sem fim - Endless drawing” na Casa da Cerca, em Almada. dense, empossado precisamente em Abril. Suceder a Álvaro Amaro – cujo
é sistematicamente rejeitada, sendo este um processo
São desenhos saídos muito a custo do cofre da intimidade do escultor consulado será sempre identificável (também) com a sua vigorosa per-
visivelmente contagioso, ameaçador e terrorista. Perante
e pensador (e para onde voltarão muito em breve, “exaustos de serem sonalidade – pode fazer o afã parecer complexo, mas há todo um capital
estes resultados os partidos democráticos devem estar à
observados”, sem vislumbre de repetência). São traços e ensaios gráficos de esperança que recai sobre Chaves Monteiro. Definitivamente a Guarda
altura de responder de forma vigorosa a estas investidas
partilhados como metáfora do Homem frente ao seu contexto ontológico: não pode perder mais tempo e compadecer-se com quesitos dialéticos
destes pretensos salvadores de tantas pátrias ameaçadas.
o tacto sobre as superfícies nervuradas pelo tempo, o cheiro das tintas acessórios (e até desprezíveis) – e os partidários são-no absolutamente no
Os populistas, sejam eles de direita ou esquerda,
obtidas das plantas e dos fármacos, o eco dos passos pelos soalhos dos contexto actual. Num momento em que a cidade e a região se preparam para
são apenas e tão só gente que tenta mostrar a diferença,
salões palacianos do velho romantismo germânico. Pelas paredes do espaço enfrentar uma das provas de fogo, porventura das mais contumazes da sua
mas quando lá chegados, através do tal discurso fácil e
expositivo perpassa a regra áurea da vida intelectual: “a verdade, a bondade história recente – a candidatura à capitalidade europeia da Cultura 2027 – é
de fantasia, vão cometer os mesmos erros e pecados
e a beleza” na obtenção da unidade entre as mesmas e da qual resulta a mister congraçarmo-nos em redor do projecto e interesse regional de que o
daqueles que tanto criticaram:
vivência intencional da harmonia. Há depois um ritmo indissociável de uma jovem autarca é rosto. A sua intervenção, por ocasião das cerimónias do 25
Chega de tantos deputados. De tantos ministros e
analogia (assumida) com Karlheinz Stockhausen e o restante, passa por de Abril, deixam perceber que há uma determinação genuína na assunção
secretários de estado. De tantos diretores-gerais. Presi-
uma linha reflexica sob a égide de vários pensadores alemães: de Goethe a dos destinos da edilidade almejando o colectivo e o conectivo. Que Abril
dentes, vereadores, chefes de gabinete, assessores, se-
Nietzsche. Chafes é um referencial do nosso tempo; mais do que contemplar lhe traga – e nos traga – gestos de ventura que semeiem – como na trova
cretários e secretárias. De tantos a mamarem a cabra. De
a sua obra – escrita e plástica – é mister estudá-la e meditá-la. Há nela uma de Alegre – «canções no vento que passa».
uns a ganharem tanto e outros tão pouco. Tem de haver
intranquilidade que permite crer ainda na dimensão do humanismo como
o salário mínimo e reforma mínima e salário máximo e
instrumento fundamental de libertação ante a eminência do suicídio global: * Escritor
reforma máxima. De casamento entre pessoas do mesmo
sexo. Se não fosse o padrinho não tinha aquele emprego.
E sem cunha não entrava lá. De emprego, primeiro para
os nossos e só muito depois para os emigrantes e, se não
quiserem trabalhar naquilo que lhes oferecem, vão com
o raio que os parta, sigam viagem para os seus países
TresLer
de origem. Não querem trabalho enquanto receberem
o rendimento mínimo. Tantos deputados na Europa opinião

Emigrar e gritar
para quê. Para ganharem milhares de euros e andarem
Joaquim Igreja
de cu tremido entre Bruxelas e Lisboa. Dizem mal do
joaquim.igreja@gmail.com
lugar, mas todos querem ir para lá. O que eles querem é
mesmo o tacho. A culpa do terrorismo e dos atentados 1. A condição de emigrante, em qualquer época, mesmo em tempos de várias famílias portuguesas são capazes de “comprar” médicos para atestarem
é dos árabes. Acabemos com o euro, a causa de todas conforto, comunicação e bom acolhimento pelos países recetores, implica uma doença qualquer que os leve mais depressa à reforma; um desgraçado que
as desgraças, venha o escudo, chega(gando) ao cúmulo sempre uma dose substancial de voluntarismo e a correspondente capacidade dá em doido acaba por ser abandonado em França num lar por mulher e filho
de implorarem pelo regresso de Oliveira Salazar para de sacrifício, paciência, solidão, esquecimento. Olhar para a frente é o essencial que regressam calmamente a Portugal; um rapaz que atropela uma velha não
endireitar tudo isto. para esquecer a distância, os familiares, os hábitos, as afeições. lhe presta socorro, regressando a Portugal feliz e tranquilo; uma família insiste
Nesta denúncia constante de todos os males que Grande parte da minha aldeia beirã, aqui ao lado, emigrou para a França e em fazer uma casa forrada a azulejos numa vila portuguesa que já não autoriza
enferma a classe dominante, o populismo não é bom a Alemanha a partir dos anos 60 e tenho a perceção, com os olhos da altura e esse figurino “champigny”. Será o sentido prático dos portugueses aquilo que
nem é mau para o regime democrático, dependendo do de hoje, da estranheza de viver numa barraca, da necessidade de poupar para os salva e que ao mesmo tempo lhes dita a condenação? O livro é brilhante pela
contexto e também do timing político eleitoral, mesmo amealhar, da tendência para se fechar no seu cantinho enquanto as relações técnica narrativa, pela sua circularidade e pela capacidade de mostrar o choque
percebendo que esta ideologia, segundo Cas Mudde, não se cimentavam. Os emigrantes adultos, quase analfabetos, agarraram-se da realidade. No entanto atira-nos contra a parede mostrando o mundo de
«é de baixa densidade e trata um conjunto limitado de ao trabalho, desligaram-se da sociedade local e não “evoluíram” muito nessas ignorância e promiscuidade de que os emigrantes partiram e simultaneamente
questões». décadas, voltando para Portugal em cada ano quase iguais ao momento da o mundo sórdido e sem princípios em que aceitam viver na prosperidade. O
Em Portugal, o recurso a esta prática é constante e partida exceto na carteira. Tornaram-se muitas vezes mansos cordeiros nas atropelamento da velha, curiosamente (sem que o jovem condutor o saiba)
vemo-nos agora na presença de um ex-social-democrata mãos dos empregadores, fazendo “bricolas” e “horas extraordinárias” a esmo, alguém próximo familiarmente, é uma espécie de esmagamento do passado,
e numa desventurada chagada, confrontados que somos para ocupar o tempo e encher a conta. Entretanto as coisas evoluíram, mas uma vitória (fictícia) sobre um tempo ultrapassado.
com o mais básico de algumas constatações dignas de no essencial os portugueses mais velhos continuam estrangeiros (embora 2. Ao ouvir o grito “25 de abril sempre” associado à frase “é preciso
um tal monsieur de La Palisse, restando-nos, contudo, pacíficos) dentro dos países de acolhimento, cabendo à segunda geração ser fazer outra revolução”, pensava cá para dentro que revolução fariam hoje os
que a serenidade impere e, numa eventual geringonça já mais local do que portuguesa. sexagenários que enchiam a sala de espetáculos em que ouvi as frases. Se cada
espanhola onde a palavra “diálogo”, repetida três vezes, O que não vemos ao analisar assim as coisas é a realidade da qual se partia. época merece uma revolução, que revolução podia merecer a época atual? Não
seja causa e efeito para o processo “Catalunha”, dando a E a realidade nos anos 60 do regime salazarista era de uma incapacidade total certamente a dos antifascistas mais ou menos “bem instalados” daquela sala,
entender que um governo à esquerda tem todas as possi- do país de se abrir às novidades, de um fechamento no auto louvor nacionalista, classes médias sobretudo, que desejariam apenas compor um pouco melhor a
bilidades de avançar. É que governar com uma coligação de uma cegueira total relativamente às tendências da política internacional. sua pensão de reforma ou antecipá-la. Que alterações radicais defenderiam para
de direita seria um terrível erro e, Pedro Sanchez, quer Uma espécie de cópia, 80 anos depois, do Portugal queirosiano retratado n’”Os uma nova Junta de Salvação Nacional? Quem aceitaria pôr tudo em discussão
se goste quer não, é, neste preciso momento, o único Maias”. No plano pessoal e social, era uma sociedade beata, respeitadora do em nome de um ideal, incluindo a situação estável dos “bem situados” na vida?
político com capacidade de levar Espanha à serenidade poder autocrático, fechada a dissidências e em que as comunidades, alicerçadas Na verdade, quando a revolução irromper, se isso acontecer, ela será para
possível nas autonomias, prosseguindo um caminho de no regedor e no pároco, exerciam uma força controladora quase total sobre os alguns, e nomeadamente para os “instalados”, um choque, como o foi para al-
diálogo e também de progresso. indivíduos. Uma leitura recente, “Livro”, de José Luís Peixoto, mostra até que guns a revolução de 1974. A nova revolução, se ela vier, terá como protagonistas
No meio disto tudo, o que verdadeiramente me ponto uma vila do interior revela esse caldo de miséria económica e moral que os deserdados ou os desesperançados das gerações mais novas. Mas, para
espanta é ouvir Nuno Melo, cabeça de lista do CDS/ explodiu fugindo para fora do país, neste caso para França, salvando a pele já, dentro deste regime democrático, não se afigura alteração da normalidade
PP às eleições europeias, afirmar que o Vox «não é e a consciência. A vila deste romance era assim um misto de puritanismo, a não ser atomizada na reivindicação isolada, cirúrgica e violenta (ex. coletes
de extrema-direita, é só ver o programa». Então no tal promiscuidade, resignação e reverência, vergonha e inveja. amarelos ou greves “a doer”) ou impressiva (ex. manifestações radicais pelo
dito programa não está inscrita a anti-imigração, a isla- O livro é, no entanto, inquietante relativamente àquilo que mudou ou não ambiente). A sociedade funciona e, diante de certos bloqueios sociais, na falta
mofobia e a natureza nacionalista da governação e um na cabeça dos que partiram e que mais tarde voltaram, depois de terem feito de uma revolução que neste momento das sociedades “democráticas” não teria
comportamento próximo do macaco de imitação quando a sua “maison” e amealhado o seu pé-de-meia. Na verdade, tanto a primeira caminho seguro, é por “provocação e choque” que a sociedade é abanada aos
apresenta como cabeça de cartaz a construção de muros como a segunda geração que acabam por regressar (no livro) comportam-se solavancos. Não sabemos para onde vamos, parece tudo um castelo de cartas,
entre Marrocos, Ceuta e Melilla. no momento do regresso como alguém que aprendeu muito pouco, um sinal mas sabemos para já que não queremos deitar tudo abaixo.
C’os diabos, Nuno Melo. “Por alma da santa”… de um acantonamento excessivo no seu cantinho/ gueto em França. No livro (“Livro”, de José Luís Peixoto, Ed. Quetzal, 2010)
Quinta-feira • 02 de maio de 2019 • • 19

PUB

opinião
António Godinho Gil
godgil@sapo.pt
Florial
1. Os muitos documentários que passam layers distorcidos e nas superfícies recônditas, o
no 25 de Abril acerca do pronunciamento militar cínico descobre um sentido oculto. Desvenda um
de 1974, têm uma inegável utilidade. Em nenhum enigma. Capta a banalidade do absurdo. O cínico é o
outro espaço, e em tão curto espaço de tempo, ginasta da inteligibilidade. Faz o reconhecimento do
conseguiremos ver tantas calças à boca de sino, terreno e impede a sonolência da imaginação. Mas
camisolas de gola alta, gente a fumar por todo o lado se ele define a estratégia para a batalha, é preciso a
como se o mundo acabasse no dia seguinte, suíças audácia e a fortuna para a ganhar. Porque o cínico
caídas, colarinhos às flores por fora do casaco, até pode tornar a vida suportável, ou a realidade su-
peitos cabeludos, mulheres com franjas no cabelo, ficientemente escancarada para poder fingir que não
óculos com aros de massa e barbas descuidadas! acredita nela. Mas se a beleza devastadora surge,
O tempo não perdoa... ou se um alçapão se abre no desenho, ou se uma
2. No magnífico ‘12 Regras para a Vida’, graça delicada e inebriante o toca, o cínico não tem
Jordan B. Peterson, começa por aconselhar-nos defesas. Tropeça. Dá conta do seu erro de cálculo.
a levantar a cabeça e endireitar as costas. Para 4. A relação das mulheres com a poesia é
isso, usa uma detalhada alegoria da hierarquia complicada. Como têm uma sensibilidade mais apu-
da dominância, observada nas lagostas. Uma rada, deu-se de barato que isso lhes dá um acesso
estratégia de selecção que funciona há cerca privilegiado à criação poética. Não creio que assim
de 90 milhões de anos. A certa altura, chama seja. As mulheres são melhores leitoras de poesia do
a atenção para um comportamento observado que os homens. Mas se acaso forem contaminadas
em certas espécies, mormente de primatas. Os por esse vírus, deixam-se possuir sem resistência.
indivíduos que estão no topo da hierarquia sabem É não raras vezes, a poesia torna-se a marca da sua
que podem ser destituídos a qualquer momento, trágica, mas arrebatadora, existência. Vejam-se os
graças a alianças hostis e desafiadoras. Por exemplos de Sylvia Plath, Anna Akmathova, Emily
isso, geram alianças e cumplicidades com os Dickinson, Florbela Espanca.
mais frágeis, e que assim podem ser aliados ou 5. Quando mais aprumamos a cabeça ao entrar,
apoiantes no momento certo. O autor aproveita mais ela pende ao sair. Quanto mais atolados no
então para transpor este quadro para o mundo pântano, mais erguemos a cabeça. Quanto mais
da política. Ilustrando com a fixação dos políticos puxamos a cabeça para cima, mais o céu se ri de
em serem vistos a apaparicar criancinhas, idosos nós. Não se cai de cabeça erguida. Tropeça-se por
e doentes acamados. A analogia podia ir mais causa de. E quando finalmente a lâmina descer, os
longe. Abranger a tentação endogâmica que está corações ao alto agitam-se. A cabeça ergue-se,
na ordem do dia. A preocupação em assegurar a perdida. E então, mandará um piropo.
aptidão da prole, ou da/o parceira/o. A ordem e 6. “Sem música, a vida seria um erro”, disse-
o caos que basculam à deriva sem um terceiro nos o autor de “Para Além do Bem e do Mal”. E
elemento: a consciência. sem poesia, seria um sufoco. Sem melancolia, um
3. O problema do cínico é a sua perspectiva deserto sem sombras. Sem os pequenos gestos da
de visão. Dificilmente consegue captar um plano bondade, um lugar sem Deus. Sem as mães que
frontal. Socorrendo-se, invariavelmente, de ângu- acenam da janela, uma manhã cinzenta. Sem as
los esquinados e linhas oblíquas. É certo que, nos palavras, um presságio por cumprir.

opinião

Tendências primavera-verão 2019


– Parte II
Joana Dente* Flats – combinam lindamente com o verão e
são a escolha certa para todas as ocasiões. Os sapa-
Continuemos tos rasos conseguem ser os melhores amigos dos
a ver tudo o que vai nossos pés sem deixarem de ser lindos de morrer.
estar na moda esta
temporada: Lantejoulas – depois dos Globos de Ouro de
2019 não ficaram dúvidas quanto à popularidade
Chapéus oversize – os chapéus já se vinham das lantejoulas. Adoradas por alguns e detestadas
usando nas coleções anteriores e a novidade está por outros são, independente de tudo, uma escolha
apenas no tamanho: quanto maiores, melhores! glamorosa para qualquer festa que, ainda assim,
DR não tem de ser extravagante.
Riscas coloridas –
boas notícias para quem Vermelho – é uma das
está acima do peso ideal, já cores que mais vai estar
que a maioria dos padrões em alta! O vermelho exalta
de riscas que desfilaram nas feminilidade e elegância e
passarelas foram verticais; permite fazer combinações
como já se sabe, as riscas magníficas ou ser usado
verticais são as que nos exclusivamente como cor
fazem parecer mais elegan- única. Eu, particularmente,
tes. Vão aparecer padrões adoro, talvez também por
às riscas de muitas cores e saber que é uma das cores
quase sempre de tons bem que valoriza a minha colora-
vibrantes. ção de pele, isto é, uma das
tonalidades que faz parte
Wrap dress – é um dos modelos de vestido da minha paleta de cores. O que é que isto quer
mais femininos de sempre, por norma simples dizer? Que é uma cor que combina e valoriza o meu
e capaz de fazer qualquer mulher parecer mais subtom de pele. Na prática, traduz-se em favorecer
elegante. Com amarra na cintura e, habitualmente, a minha beleza natural, em me colocar “para cima”
com decote em V, são a cara do verão! e em minimizar eventuais imperfeições e disfarçar o
semblante mais carregado que possa trazer.
Biquínis minimalistas – a grande tendência Agora que já sabe os segredos todos, não tem
já foram os fatos de banhos coloridos e cheios de desculpas para não ser a mais bonita!!
padrões, verdade? Pois agora deram antes lugar a
biquínis simples e de uma só cor, de preferência * @pitangaboss
neutra. Jurista/ Makeup Artist/ Fashion Stylist
opinião
20 • • Quinta-feira • 02 de maio de 2019

rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda bilhete postal


Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt • publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

CIMBSE dcabrita@iol.pt
Diogo Cabrita
Reduções de 40 a 60 por cento nos passes
e bilhetes dos transportes públicos Os passeios
A Comunidade Intermunici-
pal das Beiras e Serra da Estrela
DR

solidários
(CIMBSE) já definiu as percenta- Não percebo porque vão de viagem milhares de pessoas
gens de redução do preço dos pas- fazer solidariedade à pobreza. O que mais me fascina é um grupo
ses e bilhéticas no seu território. europeu impregnado das regras de higiene, segurança, rotulagem,
O PART - Programa de Apoio cumprimento de protocolos querer chegar a um espaço trágico
à Redução Tarifária nos Trans- e ensinar a fazer bem, a fazer “à europeu”. Um lugar de pobreza
portes Públicos nos concelhos lava as luvas, lava as compressas, esteriliza as seringas de vidro,
integrados na CIMBSE começa a passa na máquina as ligaduras e se possível aproveita os gessos.
15 de maio. Na região, os autarcas Por vezes nem para isto têm tempo ou condições. Nem sempre há
decidiram que os utentes com água, nem sempre há luz. Não há dinheiro, dificilmente há registos,
idade até aos 23 anos e acima risivelmente se preocuparão com os prazos de validade ou com a
dos 65 anos vão ter uma redução violação da embalagem. As estruturas para a qualidade como a GS1
de 60 por cento, sendo de 40 por reunião da Câmara do Fundão, pelo ferrovia e rodovia, alguns projetos ou o Infarmed, ou as instituições que querem garantir segurança,
cento para os cidadãos com idades seu presidente Paulo Fernandes. O que possam acrescentar e ou re- como entidades reguladoras, não cabem nesses lugares que ainda
entre os 23 e 65 anos. Enquanto o autarca acrescentou que nos casos forçar horários para dar resposta são o maior número de países do mundo. Ninguém vai depois de
silêncio é total nos municípios do de Fundão, Covilhã e Belmonte, às necessidades dos cidadãos da trauma em ambulância, atiram-no para uma “caixa aberta” e sem
distrito da Guarda, os dados foram estes municípios vão estudar a região», disse o edil citado pela qualquer colar ou plano duro. É neste dantesco cenário sem regras,
revelados na semana passada, na possibilidade de «preparar, na Rádio Cova da Beira. sem protocolos, sem linhas de orientação que surgem os condutores
da solidariedade transportando caixas embaladas, com códigos de
Fundão barra, com QRS com GTIN, etc. Os arautos da sociedade segura vão
para onde Deus ainda não fez as pazes com a humanidade, onde os
Munícipio vai leiolar as primeiras cerejas da época rios sobem mais que as casas, onde a manada desceu para a bar-
Para assinalar o início da horas e será acompanhada de Deficiente Mental  (APPACDM) ragem que rebentou, onde os mortos não têm registo nem bilhete
nova época da cereja do Fundão, um mercado de cereja e música do Fundão. O evento requer de identidade. A graça está em chegarem com material descartável,
a autarquia vai organizar, na ao vivo no local, que precedem confirmação que pode ser efe- com embalagens protocolizadas e caírem no território do caos. Uns
próxima terça-feira um leilão dos a concretização do leilão. As tuada até dia 3 de maio através chegarão com paludismo e chorarão a aventura a vida toda. Outros
primeiros exemplares desta fruta receitas obtidas irão reverter a do contacto telefónico 275 779 sairão indignados daqueles lugares que não querem “aprender”. Até
típica, na Praça do Munícipio. favor da Associação Portuguesa 040 ou do e-mail fundaoprodu- a solidariedade pode ser uma treta se não se usar de bom senso.
A iniciativa tem início às 10 de Pais e Amigos do Cidadão cersclub@cm-fundao.pt.

PUB
a 9,3 L/100kms. Emissões de CO2 entre 163gr/km e 205Gr/km. Imagem não contratual. Classe 1 nas portagens válida exclusivamente nas versões 4X2.
até ao dia 30 de Junho de 2019 e sujeita ao stock existente. Para mais informações contacte um concessionário Isuzu. Consumos combinados de 6,2 L/100km
*Preços de venda para versões em cabina simples. Acresce IVA, despesas de legalização, transporte e SGPU. Campanha válida na rede de distribuidores Isuzu

até 30 de Junho
a partir de a partir de

4x216.900 € 4x417.900 € * *

TRABALHA
DE SOL A SOL. A ÚNICA CLASSE 1 NAS PORTAGENS
Chegou a Primavera e com ela a oportunidade única de ter uma Isuzu D-Max por uns incríveis € 16.900*! Equipada com
o novo powertrain e um ágil motor Turbo VGS de 164 cv de potência, a D-Max oferece excelentes capacidades de carga,
incríveis performances e uma condução segura e confortável para qualquer tipo de terreno. Disponível em cabina
simples, longa ou dupla, a escolha é sempre a certa para quem gosta de misturar trabalho e lazer.
Visite já um Distribuidor Isuzu e aproveite oportunidades únicas para um grande negócio! ISUZUPORTUGAL ISUZUPT ISUZU.PT