Você está na página 1de 9

1. Stoodi a.

8 m/s²

Um corpo de 13 kg foi abandonado, no ponto A, sobre um b. 6 m/s²


plano inclinado sem atrito que forma 45o com a horizontal. O
c. 4 m/s²
módulo da aceleração e a intensidade da força que o plano
exerce sobre o bloco, vale: d. 2 m/s²

Adote g = 10 m/s², sen45° = cos45°= 0,71 e desconsidere


qualquer tipo de atrito. 3. Stoodi

Um bloco, A de 10 kg, desliza sem atrito sobre um plano


inclinado conforme a figura.

a. 7,1 m/s² ; 85,6 N

b. 7,1 m/s² ; 92,3 N

c. 8,3 m/s² ; 92,3 N

d. 8,3 m/s² ; 101,3 N

e. 9,5 m/s² ; 101,3 N O módulo da aceleração adquirida pelo bloco e o módulo da


força normal, são respectivamente iguais a:

2. Stoodi Adote g=10 m/s² , =30°.

Dois blocos de massas 2 kg e 8 kg estão ligados através


a.
de um fio que passa por uma polia como mostra a figura.
Considerando que não há atrito e a massa do fio é b.
desprezível, a aceleração adquirida pelos blocos, vale:
c.
(Adote g=10 m/s²)
d.

e.

4. ENEM 2016

A figura mostra uma balança de braços iguais, em equilíbrio,


na Terra, onde foi colocada uma massa e a indicação de
uma balança de força na Lua, onde a aceleração da
gravidade é igual a 1,6 m/s² sobre a qual foi colocada uma
massa M.

Página 1
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
A razão das massas é
a. 4,0

b. 2,5
Sendo a massa dos blocos A e B iguais a 30 kg e 10 kg,
c. 0,4 respectivamente, qual a aceleração do conjunto?
d. 1,0

e. 0,25
Dados: g = 10 m/s2, sen30º = e cos30º =
a. 0,50 m/s²
5. Stoodi
b. 0,75 m/s²
O sistema abaixo é puxado por uma força horizontal F de
c. 1,00 m/s²
módulo igual a 50 N. Sabendo que os blocos A e B têm
massas iguais a 20 kg e 30 kg, respectivamente, e que o fio d. 1,25 m/s²
que interliga os blocos é ideal, o módulo da força tração,
e. 1,50 m/s²
vale:

7. UECE 1996

Um homem de peso P encontra-se no interior de um


elevador. Considere as seguintes situações:

1 . O elevador está em repouso, ao nível do solo;


2. O elevador sobe com aceleração uniforme , durante
Despreze qualquer tipo de atrito. alguns segundos;
a. 20 N 3. Após esse tempo, o elevador continua a subir, a uma
velocidade constante .
b. 30 N
Analise as afirmativas:
c. 50 N

d. 55 N I. A força que o assoalho do elevador exerce nos pés do


e. 60 N homem é igual, em módulo, ao peso P vetorial do homem,
nas três situações.
II. As situações (1) e (3) são dinamicamente as mesmas: não
6. Stoodi há aceleração, pois a força resultante é nula.
Na figura abaixo está representado um plano inclinado sem III. Na situação (2), o homem está acelerado para cima,
atrito. Considere a roldana e o fio ideais. devendo a força que atua nos seus pés ser maior que o
peso, em módulo.
Está(ão) oorreta(s) somente:

a. l

Página 2
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
b. II A tensão no fio que liga os dois blocos é

c. I e III a. zero
d. II e III b. 2,0 N

c. 3,0 N
8. Stoodi
d. 4,5 N
No esquema representado na figura abaixo, considere sem
e. 6,0 N
atrito o plano no qual os blocos B e C se deslocam. Os fios 1
e 2 e a roldana são ideais.
10. UESPI 2012

A figura a seguir ilustra duas pessoas (representadas por


círculos), uma em cada margem de um rio, puxando um bote
de massa 600 kg através de cordas ideais paralelas ao solo.
Neste instante, o ângulo que cada corda faz com a direção
da correnteza do rio vale = 37°, o módulo da força de
tensão em cada corda é F = 80 N, e o bote possui
aceleração de módulo 0,02 m/s2, no sentido contrário ao da
correnteza (o sentido da correnteza está indicado por setas
Sendo a massa dos blocos A, B e C iguais a 15 kg, 10 kg e 5 tracejadas). Considerando sen(37°) = 0,6 e cos(37°) = 0,8,
kg, respectivamente, a aceleração do conjunto e o módulo qual é o módulo da força que a correnteza exerce no bote?
da força tração que o fio 1 e o fio 2 exercem sobre os blocos,
valem:

Dado: g = 10 m/s2

a.

b.

c. a. 18 N

d. b. 24 N

e. c. 62 N

d. 116 N
9. UFRGS 2012
e. 138 N
Dois blocos, de massas m1=3,0 kg e m2=1,0 kg, ligados por
um fio inextensível, podem deslizar sem atrito sobre um
11. Espcex (Aman) 2011
plano horizontal. Esses blocos são puxados por uma força
horizontal F de módqu F=6 N, conforme a figura a seguir. Três blocos A, B e C de massas 4 kg, 6 kg e 8 kg,
(Desconsidere a massa do fio) respectivamente, são dispostos, conforme representado no
desenho abaixo, em um local onde a aceleração da
gravidade g vale 10 m/s².

Página 3
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
a.

Desprezando todas as forças de atrito e considerando ideais


as polias e os fios, a intensidade da força horizontal que
deve ser aplicada ao bloco A, para que o bloco C suba
verticalmente com uma aceleração constante de 2 m/s², é
de:

a. 100 N

b. 112 N

c. 124 N
b.
d. 140 N

e. 176 N

12. ENEM 2013

Em um dia sem vento, ao saltar de um avião, um


paraquedista cai verticalmente até atingir a velocidade limite.
No instante em que o paraquedas é aberto (instante TA),
ocorre a diminuição de sua velocidade de queda. Algum
tempo após a abertura do paraquedas, ele passa a ter
velocidade de queda constante, que possibilita sua
aterrissagem em segurança.

Que gráfico representa a força resultante sobre o


paraquedista, durante o seu movimento de queda?

Página 4
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. O elevador esquematizado abaixo está suspenso por uma
corda que passa por uma polia fixa e vem às mãos do
operador. Considere a corda e a roldana ideais. O operador
puxa a corda e sobe com aceleração constante a,
juntamente com o elevador. O elevador tem massa M e o
homem massa m.

d.

Sendo g a aceleração da gravidade, então a força que a


plataforma exerce no operador vale:

a.

b.

c.

d.
e.
e.

14. FCMS-JF 2011

Em um experimento de cinemática, verificou-se que a


resistência do ar reduzia a velocidade de um corpo à
metade, a cada segundo de movimento. Sabendo-se que no
instante t = 0s a velocidade do corpo é de 10 m/s, a equação
que melhor descreve a velocidade esse corpo em função do
tempo é de

a. v (t) = 10 . 2t/2

b. v (t) = 10 . t2

c. v (t) = 10 . 2-t

13. Stoodi d. v (t) = 10 – 5t

Página 5
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
15. UEL 2009 todo corpo real pode ser deformado pela aplicação de
forças. Entretanto, muitos sólidos do nosso dia a dia
O LHC (Large Hadron Collider), maior acelerador de
comportam-se, praticamente, como um corpo rígido em
partículas do mundo, foi inaugurado em setembro de 2008,
diversas situações. Sobre esse assunto, considere as
após 20 anos de intenso trabalho. Sua função é acelerar
afirmativas, a seguir, verdadeiras (V) ou falsas (F).
feixes de partículas, de tal forma que estes atinjam uma
velocidade estimada em cerca de 99,99% da velocidade da
luz. A colisão entre prótons será tão violenta que a
I) ( ) Um corpo rígido está em equilíbrio de translação
expectativa é de se obterem condições próximas àquelas
quando seu centro de massa está em repouso ou em
que existiram logo após o Big Bang.
movimento retilíneo e uniforme.
A primeira missão desse novo acelerador é estudar
II) ( ) Um corpo rígido está em equilíbrio de rotação quando
partículas indivisíveis (elementares) e as forças (intera-
está em repouso (não roda) ou em movimento de rotação
ções) que agem sobre elas. Quanto às forças, há quatro
uniforme (roda com velocidade angular constante).
delas no universo: i) a ________, responsável por manter o
núcleo atômico coeso; ii) a ________, que age quando uma III) ( ) A condição de equilíbrio de translação de um corpo
partícula se transforma em outra; iii) a ________, que atua rígido é que a resultante das forças externas atuantes no
quando cargas elétricas estão envolvidas. A quarta força é a corpo seja nula.
________ (a primeira conhecida pelo ser humano).
IV) ( ) Denomina-se centro de gravidade (G) de um corpo
Adaptado: BEDIAGA, I. LHC: o colosso criador e esmagador de matéria. ou sistema de pontos materiais um determinado ponto por
Ciência Hoje. n. 247, v. 42. abr. 2008. p. 40. onde passa a linha de ação do peso resultante.

No texto, foram omitidas as expressões correspondentes às Assinale a alternativa CORRETA.


nomenclaturas das quatro forças fundamentais da natureza,
em acordo com a teoria mais aceita no meio científico hoje. a. Apenas as afirmativas I e II são verdadeiras.
Assinale a alternativa que apresenta, correta e b. Apenas as afirmativas I, II e III são verdadeiras.
respectivamente, os nomes dessas forças.
c. Apenas as afirmativas I, II e IV são verdadeiras.
a. força gravitacional, força nuclear fraca, força
d. Apenas as afirmativas II, III e IV são verdadeiras.
eletromagnética, força nuclear forte.
e. Todas as afirmativas são verdadeiras.
b. força nuclear forte, força eletromagnética, força nuclear
fraca, força gravitacional.
17. PUC-CAMPINAS 2015
c. força nuclear forte, força nuclear fraca, força
eletromagnética, força gravitacional. Um corpo de massa 0,30 kg é lançado verticalmente para
cima com velocidade de 40 m/s. Adota-se para a aceleração
d. força gravitacional, força nuclear forte, força
da gravidade g = 10 m/s2. A altura máxima atingida pelo
eletromagnética, força nuclear fraca.
corpo é de 60 m acima do ponto de lançamento.
e. força nuclear fraca, força gravitacional, força nuclear forte,
força eletromagnética.
Pode-se afirmar corretamente que, no movimento de subida
do corpo, o trabalho da força de resistência do ar vale em
16. UFJF 2014
joules
Pode ser considerado um sólido perfeito aquele corpo em
que a distância entre duas partículas quaisquer é inalterável. a. - 60.
Esse corpo perfeito, chamamos de CORPO RÍGIDO. O b. 90.
conceito de Corpo Rígido é uma idealização, uma vez que

Página 6
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. - 120. c. 1,9 N e 3,6 J.

d. 180. d. 1,9 N e 4,4 J.

e. - 240.
20. UPE 2012

18. UFJF 2016 Um ciclista se inscreveu para uma competição regional cujo
trajeto vai de Recife até Caruaru. Considere que o trajeto
Segundo a Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN), a
seja retilíneo, de 100 km. O coeficiente de atrito entre a
taxa metabólica basal (TMB) é o mínimo de energia
bicicleta e o chão é de 0,5. O sistema
necessária para manter as funções do organismo em
ciclista+bicicleta+acessórios pode ser visto como um ponto
repouso, tais como os batimentos cardíacos, a pressão
material que possui peso igual a 100 N.
arterial, a respiração e a manutenção da temperatura
corporal. Em uma competição de corrida, um atleta de 70 kg
tem que subir uma montanha com uma inclinação de 60º e
Assinale a alternativa que indica o trabalho realizado pela
uma distância total de 1200 m. Desprezando a taxa
força de atrito ao término desse trajeto.
metabólica basal e as perdas por atrito, CALCULE qual deve
ser a energia extra, ou seja, o trabalho extra realizado pelo a. 10 MJ
corredor para chegar ao final da subida.
b. 5 MJ

c. 1 MJ
2
Use quando necessário: g = 10 m/s , e sen(60°) = 0,87.
d. 500 kJ
a. 840000 J e. 5 kJ
b. 730800 J

c. 420000 J 21. UEL 1995

d. 365400 J Um corpo é abandonado, de grande altura, no ar e cai, como


uma gota de chuva, por exemplo. Levando em conta a
e. 487200 J
resistência do ar, suposta proporcional à velocidade do
corpo, considere as afirmações seguintes:
19. UFV 2011
I- Inicialmente, a aceleração do corpo é g, aceleração local
Uma esfera de massa 0,20 kg e volume 10 cm3 é solta, a da gravidade.
partir do repouso, na superfície de um lago de águas calmas, II- O movimento não é uniformemente variado, pois a
em um local onde a profundidade é 2,0 m. Após deslocar-se aceleração do corpo vai se reduzindo até se anular.
em movimento acelerado por algum tempo, passa a III- A velocidade, após certo tempo de queda, deve
mover-se com velocidade constante igual a 2,0 m/s, até permanecer constante.
atingir o fundo do lago. Sabendo que o módulo da
Dentre elas,
aceleração da gravidade no local é 10 m/s2 e que a
densidade da água do lago é igual a 1,0 x 103 kg/m3, o a. somente I é correta.
módulo da força de atrito exercida pela água sobre a esfera,
b. somente II é correta.
quando esta se move com velocidade constante, e o módulo
da energia dissipada durante toda a queda são, c. somente III é correta.
respectivamente:
d. somente I e III são corretas.
a. 19 N e 4,4 J. e. I, II e III são corretas.
b. 19 N e 3,6 J.

Página 7
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
22. PUC-RJ 2004 chão. Então, quando saímos do repouso até alcançarmos
uma velocidade positiva (para a frente), podemos dizer que a
Um certo bloco exige uma força F1 para ser posto em
força de atrito sobre nossos pés é
movimento, vencendo a força de atrito estático. Corta-se o
bloco ao meio, colocando uma metade sobre a outra. Seja a. positiva, e o trabalho realizado pela mesma é positivo.
agora F2 a força necessária para pôr o conjunto em
b. negativa, e o trabalho realizado pela mesma é positivo.
movimento. Sobre a relação F2 / F1, pode-se afirmar que:
c. positiva, e o trabalho realizado pela mesma é negativo.
a. ela é igual a 2.
d. negativa, e o trabalho realizado pela mesma é negativo.
b. ela é igual a 1.
e. positiva, e o trabalho realizado pela mesma é nulo.
c. ela é igual a 1/2.

d. ela é igual a 3/2.


26. PUC-RJ 2002
e. seu valor depende da superfície.
Existem bolas de boliche de diversas massas. Suponha que
você jogue, com forças iguais, três bolas, uma de cada vez.
23. CEFET-MG 2008 A primeira tem massa m1 = m, a segunda m2 = m/2 e a
terceira m3 = 2m. Suas respectivas acelerações são:
Um tijolo cai do alto de um andaime e entra em queda na
atmosfera, chegando ao solo após 3,0 segundos. a. a1, a2 = 2a1, a3 = a1/2.

Sobre esse movimento, é INCORRETO afirmar que b. a1, a2 = a1/2, a3 = 2a1.

a. a energia cinética aumenta. c. a1 = a2 = a3.

b. a energia mecânica se conserva. d. a1, a2 = a1/3, a3 = 2a1/3.

c. a energia potencial gravitacional diminui. e. a1, a2 = 3a1, a3 = 3a1/2.

d. o trabalho realizado pelo peso do corpo é positivo.


27. ITA 2009
e. o trabalho realizado pela força de resistência do ar é
negativo. Desde os idos de 1930, observações astronômicas indicam
a existência da chamada matéria escura. Tal matéria não
emite luz, mas a sua presença é inferida pela influência
24. PUC-RJ 2010
gravitacional que ela exerce sobre o movimento de estrelas
Um nadador flutua com 5% de seu volume fora d’água. no interior de galáxias. Suponha que, numa galáxia, possa
Dado que a densidade da água é de 1,00 × 103 kg/m3, a ser removida sua matéria escura de massa específica p > 0,
densidade média do nadador é de: que se encontra uniformemente distribuida. Suponha
também que no centro dessa galáxia haja um buraco negro
a. 0,50 × 103 kg/m3
de massa M , em volta do qual uma estrela de massa
b. 0,95 × 103 kg/m3 m descreve uma órbita circular. Considerando órbitas de
c. 1,05 × 103 kg/m3 mesmo raio na presença e na ausência de matéria escura, a
respeito da força gravitacional resultante F exercida sobre a
d. 0,80 × 103 kg/m3 estrela e seu efeito sobre o movimento desta, pode-se
e. 1,50 × 103 kg/m3 afirmar que

a. F é atrativa e a velocidade orbital de m não se altera na


25. PUC-RJ 2011 presença da matéria escura.

Ao andarmos sobre um trecho de chão horizontal, nossos b. F é atrativa e a velocidade orbital de m é menor na
pés não escorregam devido ao atrito entre os mesmos e o presença da matéria escura.

Página 8
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados
c. F é atrativa e a velocidade orbital de m é maior na 30. ITA
presença da matéria escura.
A massa inercial mede a dificuldade em se alterar o estado
d. F é repulsiva e a velocidade orbital de m é maior na de movimento de uma partícula.
presença da matéria escura. Analogamente, o momento de inércia de massa mede a
dificuldade em se alterar o estado de rotação de um
e. F é repulsiva e a velocidade orbital de m é menor na
corpo rígido. No caso de uma esfera, o momento de inércia
presença da matéria escura.
em torno de um eixo que passa pelo seu centro é dado por I
= 2MR2/5, em que M é a massa da esfera e R seu raio. Para
28. CEFET-MG 2012 uma esfera de massa M = 25,0 kg e raio R = 15,0 cm, a
alternativa que melhor representa o seu momento de inércia
Uma pessoa de massa igual a 60 kg está de pé sobre uma
é
balança dentro de um elevador. Se, em todo o percurso,
essa balança registra o valor de 72 kg, então, é correto
afirmar que o elevador
a. 22,50 x 10² kg.m²
a. subiu com velocidade constante de 4 m/s, do terceiro ao
b. 2,25 kg.m²
sétimo andar.
c. 0,225 kg.m²
b. partiu do terceiro andar com uma aceleração de 3 m/s²
dirigida para cima. d. 0,22 kg.m²

c. despencou do último andar, a 45 m de altura, com e. 22,00 kg.m²


aceleração de 10 m/s²

d. partiu do térreo, passando pelo sexto andar, a 16 m de GABARITO: 1) b, 2) a, 3) c, 4) b, 5) b, 6) d, 7) d, 8) b, 9) d,


altura, com uma velocidade de 8 m/s. 10) d, 11) e, 12) b, 13) d, 14) c, 15) c, 16) e, 17) a, 18) b, 19)
e. passou pelo nono andar, com velocidade de 6 m/s, c, 20) b, 21) e, 22) b, 23) b, 24) b, 25) e, 26) a, 27) c, 28) d,
percorrendo 12 m até parar no segundo andar. 29) c, 30) c,

29. ITA 2005

A pressão exercida pela água no fundo de um recipiente


aberto que a contém é igual a Patm+10 x103 Pa. Colocado o
recipiente num elevador hipotetico em movimento, veri
fica-se que a pressão no seu fundo passa a ser de Patm + 4,0
x 103 Pa. Considerando que Patm é a pressão atmosférica,
que a massa especca da água é de 1,0 g/cm3 e que o
sistema de referência tem seu eixo vertical apontado
para cima, conclui-se que a aceleração do elevador e de

a. -14 m/s2.

b. -10 m/s2.

c. -6 m/s2.

d. 6 m/s2.

e. 14 m/s2.

Página 9
Copyright (c) 2013 - 2019 Stoodi Ensino e Treinamento a Distância S.A. - Todos os direitos reservados