Você está na página 1de 4

01/07/2019 Nada é mais excitante que um matador

Nada é mais excitante que um matador


canal.bufalo.info/2013/01/nada-e-mais-excitante-que-um-matador/

January 11, 2013

por Paul Elam

“Isto não é uma opinião, é ciência.

E a ciência é uma vadia de coração frio que usa


uma cinta pica de 35 cm.”

– do seriado de TV “Dexter”

Tempos atrás eu publiquei o artigo “Patriarcado para


principiantes” no A Voice for Men. Nele, eu disse que
há um elemento na psique padrão feminina que gravita em torno de homens violentos e
perigosos. Eu usei Scott Peterson e Joran van der Sloot e o grande número de mulheres que
lhe mandavam propostas de casamento na prisão como evidência indiscutível que suportava
minha opinião. Eu também demonstrei o fato que van der Sloot entrou num frenesi sexual,
atraindo uma porrada de jovens atraentes, após ele ficar famoso com o caso Holloway.

Ele acabou se tornando um dos meus artigos mais lidos e comentados. E não apenas no meu
site. Um dos lugares que ele foi publicado foi no reddit.com/mensrights, onde há alguns
ativistas masculinos, incluindo alguns muito inteligentes, e uma manada de trolls feministas que
negativam qualquer coisa pró homem ou que critica, mesmo que de forma mínima, mulheres
ou o feminismo. Grande parte de quem negativa tais artigos o fazem sem nem comentar, o que
eu suponho que seja mera militância virtual, mas alguns que não gostaram comentam, nos
relembrando do porque nos opomos ao feminismo – e porque também nós os vemos como
idiotas incuráveis.

No reddit, mesmo os comentários mais reflexivos que discordavam da ideia do artigo sempre
terminavam naquela bobagem de que “nem todas elas são assim”.

Ah nããããão, mulheres não podem ser assim! Elas escolhem homens baseados em critérios
como sensibilidade e se eles gostam de ficar sentadinhos vendo tv com seus ursinhos de
pelúcia vendo novela. Há mulheres que são assim? Elas são apenas doentes, tristes
excessões à regra e elas provavelmente agem assim por causa de algum trauma causado por
algum homem abusivo e violento.

É claro, isso é a opinião politicamente correta, e todos nós sabemos que só o que o
politicamente correto fala da mulher que é a realidade, o que basicamente as pintam como uns
amores de pessoa e todas as coisas belas e tal. É idiotice achar que as mulheres no geral
ficam molhadinhas por gangsters, bandidos e assassinos.

Pergunte a qualquer feminista no reddit.

https://www.printfriendly.com/p/g/J4gDa6 1/4
01/07/2019 Nada é mais excitante que um matador

Mas no caso de você estar interessado em respostas que não estão embaçadas por ideólogos
de gênero, temos algumas pesquisas disponíveis disponíveis sobre este assunto.

De um estudo feito entre os índios Yanomamis, um grande grupo indígena que habita a
Amazônia, temos algumas observações bem interessantes no assunto da competição sexual e
violência entre homens feito por Chagnon (1988, 1997).

Primeiro, na cultura Yanomami, com em todas as sociedades caçadoras-coletoras (e


agricultural e pastoral), a violência ocorre de forma contínua ou frequente. E são homens que
são os mais agressivos e violentos. E é justamente os mais violentos que são mais bem
sucedidos em serem escolhidos como parceiros sexuais.

E os Yanomamis que são considerados bons guerreiros, e “bom guerreiro” no caso são aqueles
que já mataram pelo menos um membro de uma tribo ou vila rival, tem 2.5 vezes mais esposas
e 3 vezes mais filhos do que aqueles homens que nunca mataram.

Algo a se notar que o status dado pela riqueza nessas tribos não são conectados com o
homem ser considerado um bom guerreiro. Na verdade, não há outra diferença que possa
indicar quem é um matador de quem não é exceto que o primeiro está muito acima na escala
da seleção sexual.

O mesmo alto status, e a falta de outros corolários, também são verdadeiros entre quem tem
poder político. (Algo a se notar que o poder político frequentemente se traduz como o poder
sobre a vida e a morte, mesmo que a morte seja feita por decreto, e executados por homens
que se especializam na violência.)

Então podemos deduzir de forma legítima que em sociedades coletoras-caçadoras, aqueles


com o poder – e a tendência – a matar são o prêmio sexual máximo entre as mulheres em tais
culturas.

Agora, devemos perguntar, de qual tipo de sociedade nossa moderna e pós agrária sociedade
se originou?

A sim, só pode ser das sociedades coletoras-caçadoras, a base de toda a existência humana
moderna – na qual boa parte do desenvolvimento evolucionário humano aconteceu.

Agora eu tenho certeza que o nosso ideólogo politicamente correto padrão irá insistir que
desde a invenção do motor a combustão, dos produtos light e dos Programas de Estudo
Feminino nós apagamos 3 milhões de anos de programação de seleção sexual e agora a
mulher realmente prefere aqueles carinhas sensíveis; que mulheres que vão atrás de bandidos
e assassinos são apenas doidas; algumas poucas inculturadas vindas de alguma savana
africana.

Mas é claro, como na maioria dos casos, eles estão redondamente enganados.

Mesmo sendo verdade que a seleção feminina mudou um pouco para se manter em
conformidade com a realidade moderna, isto apenas demonstra que um grande número delas
irá escolher o cara que controla, e que as vezes mata, outros homens na sua juventude e
depois de um tempo escolherá um carinha de status inferior para “sossegar”. Quantas pessoas

https://www.printfriendly.com/p/g/J4gDa6 2/4
01/07/2019 Nada é mais excitante que um matador

o presidente Obama deve ter mandado matar até hoje? Qual a dificuldade ele teria para
conseguir uma transa? Quantas mulheres assumiriam o lugar de Michelle Obama se ela
ficasse farta disso tudo?

Muitas. E você tem que negar completamente a natureza humana para ignorar esta realidade.

Os políticos tem as características favoráveis do poder político e do poder de matar, mesmo se


ele faz isto apenas com uma mera assinatura. E alguém ainda se supreende porque para eles
um boquete está apenas a um estalar de dedos de distância?

E este é o poder em que a maioria, se não todas, as mulheres se atraem. De Al Capone a John
Dillinger, Gengis e Kublai Khan, Scott Peterson e Joran van der Sloot, Adolf Hitler e Alexandre
o Grande até Ronald Reagan a Barack Obama, homens que matam, e homens que tem o
poder de mandar matar deixam a vagina de tantas mulheres molhadas que poderia até causar
uma inundação.

E temos mais um pouco de informação sobre a biologia básica que nos ajuda a entender isto.

Por mais de meio século nos temos um monte de estudos furados sobre as tendências
violentas do homem e a conclusão que eles chegam é que parece que tal tendência é algo
mágico. Nós colocamos na maioria das vezes esses estudos nas mãos de mulheres com
tantos problemas neuróticos, unidos com uma agenda política que a sustenta, que qualquer um
com mais de 2 neurônios consegue perceber que seus esforços não são direcionados a um fim
científico.

Como resultado, suas conclusões sobre a tendência masculina a violência comentem erros
crassos depois de constatar o óbvio, que o homem tende a ser mais violento que a mulher.

Eles chegam a conclusões que podem ser resumidas a isso:

“Homens são violento porque, bem, vejamos, ah sim, é por que eles são uns porcos imundos, é
por isso! Agora cadê o meu Nobel?”

E essas “jênias” e seu bando de apoiadores sicofantas falharam em ver que no reino animal
duas regras são universais.

Não importa qual sexo, macho ou fêmea, que está em posição de competir para ser
selecionado no campo sexual é que desenvolve traços mais agressivos e violentos, entre
outras coisas.

Não importa qual sexo, macho ou fêmea, que está em posição de escolher entre aqueles que
competem pela seleção sexual, escolhem aqueles que são os maiores, mais fortes, mais
agressivos e violentos.

Não importa se estamos falando de seres humanos, porcos espinhos ou gatos domésticos, isso
não tem haver com o sexo do animal, e sim se o tal animal é aquele que está competindo pelo
sexo ou aquele que está fazendo a seleção.

https://www.printfriendly.com/p/g/J4gDa6 3/4
01/07/2019 Nada é mais excitante que um matador

Com cavalos marinhos e algumas espécies de pássaros, onde os machos é que cuidam da
gestação e seleção sexual, nós temos – adivinha só – fêmeas que são mais agressivas. E
ainda mais interessante, também notamos que nestas espécies as fêmeas são maiores, tem
um desenvolvimento mais lento e tendem a morrer cedo.

Parece familiar? Deveria ser. É a mesma coisa em todo o reino animal.

E aí entram as feministas, com sua visão míope e contaminada ideologicamente, fazendo


pesquisas que reduzem o entendimento do comportamento humano para algo como “Homem
Mau – Mulher Boa.”

Suponho que isto basta para quem fica preso num padrão cíclico de misandria como objetivo
principal de vida. Mas para pessoas que querem entender este as vezes maluco e bagunçado
assunto que é a condição humana, um pouco mais de perspectiva é necessária.

Homens são violentos em grande parte porque ser violento, ou ter a capacidade de sê-lo, dá a
ele um número significativamente maior de degraus acima na escada da seleção sexual –
porque é justamente esses homens que a mulher escolhe. Tais homens é que as excitam.

E tal coisa não vai mudar por um bom tempo. Talvez nunca – leva milhões de anos para mudar
algo na escala evolutiva, mas mesmo assim isto não impede pessoas que se dizem
especialistas da sexualidade humana em ver tal assunto de forma objetiva e entender como as
coisas funcionam.

Mas já que nossa cultura ainda reconhece o feminismo como autoridade neste assunto, isto
também parece que não vai mudar tão cedo.

fonte: http://www.avoiceformen.com/women/nothing-makes-a-gina-tingle-like-a-killa/

© 2019 Canal do Búfalo.

https://www.printfriendly.com/p/g/J4gDa6 4/4