Você está na página 1de 8

1-) GENERALIDADES

SELEÇÃO DE FREIOS A DISCO SIME

Os freios escolhidos, devem responder basicamente a duas condições:

- fornecimento de um torque de frenagem estático e dinâmico suficiente para parar o


movimento;

- absorção e liberação para o ambiente externo, das calorias provenientes da


energia gerada durante a frenagem.

MÉTODO PARA A SELEÇÃO DOS FREIOS A DISCO SIME

A-) Cálculo do Torque de Frenagem:


A.1-) Método rápido - Elevação e Translação

Calcular o Torque de Frenagem necessário (TF) a partir do Torque do Motor (TM).

A.1.1-) Movimento de Elevação:

TF = k1 x TM

Sendo: TM = P x 736 x 60 = ( Nm ) onde: P = cv


2xpxn n = rpm

Velocidade do motor ( rpm ) 720 900 1.200 1.800


Fator de serviço k1 2,0 2,5 2,5 3,0

A.1.2 -) Movimento de Translação:

TF = k2 x TM

Sendo: TM = P x 736 x 60 = ( Nm ) onde: P = cv


2xpxn n = rpm

Velocidade ( m/min ) 40 60 80 100 120


Fator de serviço k2 0,75 1,00 1,25 1,5 1,75
B-) Verificação
B.1-) Calcular a energia ( E ) de uma frenagem isolada ( em Joules ):

E = 1/2 x TF x n x T onde: n = Rotação do disco do Freio ( rd/s )


T = Tempo de frenagem ( s )

B.1.1-) Movimento de Elevação considerar T  1 s:

B.1.2-) Translação, considerar T conforme tabela abaixo:

Velocidade ( m/min ) 40 60 80 100 120


T(s) 2,7 4,0 5,4 6,7 8,0

B.2-) Calcular a energia média ( Em ) das frenagens ( Watts ):

B.2.1-) Em = E x FH = ( W ) onde: FH = Nº de frenagens


3.600 FH = 1/2 x C
C = Classe de partida do motor

Verificar que esta energia média ( EM ) seja inferior ao valor médio admissível
pelo disco em utilização ( ver tabelas das págs. A-3 e A-4 ).

UNIDADES DE MEDIDA: As unidades utilizadas nas fórmulas pertencem ao


Sistema Internacional
( S.I. ).

GRANDEZA UNIDADE [ S.I. ] CONVERSÃO


Força ( Peso ) Newton [ N ] 1 kgf = 9,81 N
1 lbf = 4,4448 N
Massa kilograma [ kg ] 1 lb = 0,454 kg
1 ft = 0,3048 m
Comprimento metro [ m ] 1 in = 25,4 x 10-³ m
1 yd = 0,91 m
Torque Conjugado Newton-metro [ Nm ] 1 lb.ft = 1,356 Nm
1 kgf.m = 9,81 Nm
Potência Watts [ W ] 1 HP = 1,014 CV = 735,5 W
Energia Joule [ J ] 1 kgf.m = 9,81 J
Inércia kilograma-metro quadrado 1 lb.ft² = 0,0421 kg.m²
[ kg.m² ] 1 kgf.m² = 9,81 kg.m²
Velocidade de Rotação radiano por segundo [ rd/s ] 1 rpm = p/30 rd/s
Velocidade Linear metro por segundo [ m/s ] 1 m/s = 3,281 ft/s
Tempo segundos [ s ] 1 h = 60 min = 3600 s
Discos Æ 175 220 260 315 355 395 445 495 550 625
Coeficiente a
aplicar aos Esp. 30 mm 0,36 0,54 0,72 1,00 1,23 1,34 1,57 1,80 2,06 2,44
demais discos
Discos Æ 315 355 395 445 495 550 625 705 795
Coeficiente a
aplicar aos Esp. 30 mm 1,00 1,25 1,50 2,00 2,50 3,00 4,00 5,00 6,30
demais discos
CONCEITOS BÁSICOS

Consideremos uma massa "m", suspensa por um cabo enrolado em um tambor de


raio "R".

Aplicando ao conjunto em movimento um Torque de Frenagem ( TF ) sobre o eixo


do tambor, o valor de Torque de Frenagem é dado por:

TF = TS + TD

Exemplo: Para calcular Freio de Emergência (freio instalado no Tambor) deve-se


sempre levar em consideração os valores de TS e TD.
Não se deve esquecer o valor de TD, pois é altamente representativo no calculo do
Torque de Frenagem .
Caso não seja levado em consideração estará se calculando Torque de Frenagem
para o Freio de estacionamento, ou seja, quando a carga para, Freio entra nesse
momento N = 0, portanto TD = 0 e
TF = TS.
Onde:
P = Força Peso exercida pela gravidade ( g )
TS = P x R sobre a massa "m" ( P = m x g )
TD = I x n R= raio do tambor (m)
T I = inércia do conjunto em relação ao eixo
do tambor ( kg.m² )
n = velocidade de rotação do tambor ( rad/s )
T = tempo ( s )