Você está na página 1de 10

(CESPE 2015/TCU/Técnico Federal de Controle Externo) Dado o princípio da adjudicação compulsória, a administração não pode, concluída a licitação,

atribuir o objeto desse procedimento a outrem que não o vencedor.

GABARITO: CERTO

(CESPE 2016/FUMPRESP/ANALISTA ÁREA: ADMINIS.) Dado o princípio da transparência dos atos administrativos, o conteúdo das propostas apresentadas

na licitação deve ficar disponível à consulta pública até a data de sua abertura.

GABARITO: ERRADO

(CESPE 2015/TCE-RN) Situação hipotética: Um edital de licitação estabeleceu margem de preferência para a contratação de serviços nacionais

que atendam a normas técnicas brasileiras. Assertiva: Nesse caso, com base no

que dispõe a Lei n.º 8.666/1993, o referido edital deverá ser impugnado sob o

argumento de ofensa à isonomia dos licitantes.

GABARITO: ERRADO

(CESPE 2013/ANCINE/ANALISTA ADMINISTRATIVO) O sigilo das propostas revela-se como uma mitigação ao princípio da publicidade.

GABARITO: CERTO

(CESPE 2013/ANCINE/ANALISTA ADMINISTRATIVO) Segundo o princípio da isonomia, são vedadas as restrições que venham a limitar de maneira abusiva,

desnecessária ou injustificada a participação de concorrentes em certame, pois

o que se objetiva é, sobretudo, a ampliação do universo de competidores

GABARITO: CERTO

(FCC 2016/TRT 23º REGIÃO/ANALISTA JUDICIÁRIA/ÁREA JUDICIÁRIA) De acordo com a ordem estabelecida pelo § 2° do art. 3° da Lei n° 8.666/1993, em igualdade de condições, como critério de desempate, é assegurada preferência aos bens e serviços

produzidos

(A) por empresas estrangeiras que invistam em pesquisa e no desenvolvimento de tecnologia do País

ou prestados por empresas que comprovem o cumprimento de reserva de cargos

(B)

legal para pessoa com deficiência

(C) ou prestados por empresas que possuam, no mínimo, 30% do capital estrangeiro

(D) ou prestados por empresas brasileiras que invistam em pesquisa e no

desenvolvimento de tecnologia no País ou no exterior

(E) no País, ou seja dentro do território nacional brasileiro

GABARITO: E

(CESPE 2014/DPF/ADMINISTRADOR) A utilização da licitação pública para a aquisição de produtos e serviços atende ao princípio da isonomia para a

contratação, assegurando igualdade de condições aos interessados em fornecer

ao Estado.

GABARITO: CERTO

(CESPE/AFCE/AUDITORIA GOVERNAMENTAL/2011) O princípio da adjudicação obrigatória ao vencedor é a garantia de que a administração pública celebrará o

contrato com o vencedor do certame.

GABARITO: ERRADO

(FGV 2015/PGE-RO) Dentre os princípios básicos da licitação, norteadores fundamentais do procedimento licitatório, expressamente previstos na Lei 8.666/93, destaca-se o princípio:

(A) da legalidade, segundo o qual todo processo licitatório deverá ser precedido de edital previamente aprovado por lei em sentido formal, com todas as especificações dos serviços ou compras a serem contratados;

da pessoalidade, segundo o qual somente o chefe do Poder Executivo é competente para

(B)

expedir os editais de licitações, bem como os respectivos atos de homologação e adjudicação

do objeto da licitação;

(C)

o direito de participar de qualquer licitação, vedado ao Administrador estabelecer no edital condições de habilitação e qualificação aos licitantes;

(D) do julgamento objetivo, segundo o qual os critérios, que não podem ser subjetivos, e os

fatores seletivos previstos no edital devem ser adotados inafastavelmente para o julgamento,

evitando-se, assim, qualquer surpresa para os participantes da competição;

da improbidade administrativa, segundo o qual o administrador público deve atuar com

honestidade para com os licitantes e a própria Administração, e concorrer para que a

da igualdade ou isonomia, segundo o qual toda e qualquer pessoa natural ou jurídica tem

(E)

licitação esteja voltada para seu interesse pessoal.

GABARITO:D

(CESPE 2015/TCE-RN/ANALISTA) Situação hipotética: Um edital de licitação estabeleceu margem de preferência para a contratação de serviços nacionais

que atendam a normas técnicas brasileiras. Assertiva: Nesse caso, com base no

que dispõe a Lei n.º 8.666/1993, o referido edital deverá ser impugnado sob o

argumento de ofensa à isonomia dos licitantes.

GABARITO: ERRADO