Você está na página 1de 30

Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S.

Sartori

Campo Magnético 9. Como uma espira de corrente poderia ser


usada como bússola? Essa bússola conseguiria
 QUESTÕES PARA DISCUSSÃO distinguir a diferença entre o norte e o sul? Por que?

1. Pode uma partícula carregada se mover em um 10. Como você poderia determinar a direçao
campo magnético sem sol'rer a ação de nenhuma de uni campo magnético fazendo apenas observações
força? Se pode, como? Senão, por que? qualitativas da força magnética sobre um fio retilíneo
que conduz uma corrente?
2. Em qualquer ponto do espaço, o campo
elétrico E por definição possui a mesma direção e o 11. Um campo magnético exerce forças sobre
mesmo sentido da força elétrica que atua sobre uma os elétrons no interior dos átomos? Por quê? Que
carga positiva situada nesse ponto. Porque não efeitos observáveis essas interações poderiam produzir
definimos o campo magnético B de modo análogo no comportamento dos átomos? 1
como possuindo a mesma direçao e o mesmo sentido
da força magnética que atua sobre uma carga positiva 12. Uma espira de fio frouxa e capaz, de se
que se move? mover transporta uma corrente I. A espira é colocada
sobre uma mesa horizonlal em um campo magnético B
3. Quando um feixe de elétrons se desloca em perpendicular ao plano da mesa. Isso faz com que a
linha rela em um tubo de raios catódicos, é possível espira se dilate adquirindo uma forma circular
afirmar que não existe nenhum campo magnético enquanto permanece sobre a mesa. Faça um diagrama
presente? Por que? mostrando todas as orientações possíveis do campo
magnético B e da corrente I que possibilitam esse
4. A força magnética sobre uma partícula evento. Explique seu raciocínio.
carregada em movimento é sempre perpendicular ao
campo magnético R. Será que a trajetória da partícula é 13. A Equação para a força sobre um fio que
sempre perpendicular às linhas de campo magnético?
  
conduz uma corrente, F i l B foi deduzida
Explique sua resposta.
usando-se a hipótese de que a área da seção rela do fio
permanece constante ao longo de seu comprimento.
5. Uma partícula carregada entra cm uma
Essa equação continuaria válida se a área da seção reta
região cúbica onde existe um campo magnético
variasse ao longo do fio? Por quê?
uniforme. Fora dessa região, não há nenhum campo
magnético. E possível que a partícula fique confinada
14. Um aluno afirma que, se um raio atingisse
no interior da região cúbica? Por que?
o metal do poste que sustenta uma bandeira, a força
exercida sobre o poste pelo campo magnético da Terra
6. Se a força magnética não realiza nenhum
seria suficientemente grande para entortar o poste. As
trabalho sobre uma partícula carregada, como ela pode
correntes típicas de um raio são da ordem de
produzir algum efeito sobre o movimento da partícula?
104 a 105A. A opinião do estudante pode ser
Existem outros exemplos de forças que não realizam
justificada? Expliqueseu raciocínio.
trabalho mas que produzem um efeito significativo
sobre o movimento da partícula?
15. Uma aluna tenta fazer uma bússola
elelromagnética, suspendendo uma bobina ou espira
7. Uma bússola em Nova York aponta cm
com uma linha (mantendo o plano da espira na
uma direção de 15° a oeste do norte verdadeiro: na
vertical) e fazendo uma corrente passar na espira. Ela
Califórnia, situada aproximadamente no mesmo
esperava que a bobina se alinhasse,
meridiano, porém do lado oeste dos Estados Unidos, a
perpendicularmente, ao componente horizontal do
agulha da bússola aponta cm uma direção de 15° a
campo da Terra; em vêz, disso, a bobina passou a
leste do norte verdadeiro. A declinação magnética
descrever um movimento que parecia ser um
também varia com o tempo. Forneça algumas
movimento simples, oscilando para frente e para trás
explicações possíveis para a declinação magnética.
em torno da direção esperada. O que aconteceu? O
movimento era um verdadeiro movimento harmónico
8. Um feixe de elélrons cm um osciloscópio
simples?
(tubo de raios catódicos) pode ser usado como uma
bússola? Como? Que vantagens e desvantagens essa
16. Como uma bússola poderia ser usada para
eventual possibilidade ofereceria em relação a uma
a determinação quantitativa do módulo e da direção do
bússola convencional?
campo magnético em um dado ponto?

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori


17. Um alto-falante comum, como o descrito
na Figura não deve ser colocado perto de um monitor
(b) B 1.4 kˆ T ?
de computador nem próximo da tela da TV. Por quê?
2. Uma partícula com massa igual a 0.l95 g
18. Um imã permanente pode ser usado para possui carga -2.50.10-8 C e se desloca com velocidade
atrair agulhas, tachas ou clipes de papel, embora esses inicial horiontal do sul para o norte com módulo igual
ohjelos não sejam imantados. Como isso ocorre? a 4,00.104 m/s. Determine o módulo, a direção e o
sentido do campo magnético mínimo capaz de manter
19. Se uma fem é produzida em um motor, a partícula se movendo na mesma direção e no mesmo
seria possível usar de algum modo o motor como sentido da velocidade inicial no campo magnético da
gerador ou fonte, retirando potência dele em vêz de Terra.
fornecer potência para ele? Como isso poderia
ocorrer? 3. Uma partícula que inicialmente esta se 2
deslocando de norte para sul em um campo magnético
20. Quando a polaridade de uma voltagem vertical orientado de cima para baixo sofre um desvio
aplicada a um motor de é invertida, o sentido do para o leste. Qual é o sinal da carga da partícula?
movimento não se inverte. Por que não? Como o Explique sua resposta usando um diagrama.
sentido do movimento poderia ser invertido?
4. Uma partícula com massa igual a l.81.10-3'
21. Em uma experiência do efeito Hall, existe kg e carga 1.22.10-8 C em um dado instante possui uma

a possibilidade de nenhuma diferença de potencial velocidade v 3.00 104 ˆj m
s
. Qual é o módulo, a
transversal ser estabelecida? Em que circunstâncias
isso poderia ocorrer? direçao e o sentido da aceleração da partícula
produzida por um campo magnético uniforme

22. As voltagens no eleito Hall são muito B 1.63 iˆ 0.98 kˆ T ?
maiores no caso de maus condutores (tal como o
germânio) do que no caso de bons condutores (tal
como o cobre), considerando dimensóes iguais e
correntes iguais. Por quê?

23. Seria possível construir um acelerador no


qual as forças sobre as partículas, destinadas a
aumentar a velocidade e a produzir mudanças na
direçao da velocidade, fossem todas magnéticas? Por
quê?

24. Uma força magnética que atua sobre uma


partícula carregada nunca pode reali/ar trabalho, pois a
cada instante a torça é perpendicular ã velocidade. O
FIGURA 1 Exercício 5.
torque exercido por um campo magnético pode realizar
trabalho sobre uma corrente quando a espira gira.
Explique como essa aparente contradição pode ser
5. Cada um dos pontos assinalados por letras
conciliada.
nos vértices de um cubo na Figura 5 representa uma
carga positiva q que se move com velocidade de
EXERCÍCIOS
módulo v na direçao indicada. A região na figura esta
 SEÇÃO 28.3 CAMPO MAGNÉTICO 
em um campo magnético B paralelo ao eixo Ox no
28.1 Uma partícula com carga igual a: sentido da esquerda para a direita. Copie a Figura,
-1.24.l0-8 C se move com velocidade determine o módulo, a direção e o sentido da força
instantânea: que alua sobre cada carga e mostre as forças em seu
 diagrama.
v 4.19 104 iˆ 3.85 104 ˆj m
s
Qual é a força exercida sobre essa partícula 6. Um elétron se move com velocidade igual a
por um campo magnético: 2.50.106 m/s em uma região onde existe um campo

(a) B 1.4 iˆ T ? magnético com nina direção especificada e com
módulo igual a 7,40.10-2T.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

(a) Qual deve ser o maior e o menor módulo FIGURA 28.38 - Exercícios 10 e l l.
da aceleração de um elétron provocada por esse
campo magnético?
(b) Se a aceleração real do elétron for igual a
um quarto do maior módulo encontrado no item (a),
qual será o ângulo entre a velocidade do elétron e o
campo magnético?

7. Um elétron sofre a ação de uma força


magnética de módulo igual a 4,60.10-15 N quando
se move com um ângulo de 60,00 em relação a um
campo magnético com módulo igual a 3.50.10-3 T.
Calcule a velocidade do elétron. 3
11. Uma aluna de física alega que lê/ um
SEÇAO 28.4 arranjo de ímãs de modo que o campo magnético no
LINHAS DE CAMPO interior do volume sombreado na Figura é

MAGNÉTICO E FLUXO MAGNÉTICO B ( y 2 ) ˆj onde = 0,300 T e
= 2,00 T/m.
8. O fluxo magnético através de uma face de 
um cubo é igual a +0.120 Wb. (a) Determine o fluxo resultante de B através
(a) Qual deve ser o fluxo magnético total das cinco superfícies que englobam o volume
através das outras cinco faces do cubo? sombreado na Figura.
(b) Por que não é necessário saber as (b) A afirmação da aluna é plausível? Por
dimensões do cubo para responder o item (a)? quê?
(c) Suponha que o fluxo magnético seja
produzido por um ima permanente, tal como aquele SEÇÃO 28.5 MOVIMENTO E
indicado na Figura. Usando um desenho, mostre PARTÍCULAS CARREGADAS EM UM CAMPO
onde o cubo do item (b) deve estar localizado em MAGNÉTICO
relação ao imã.
12. Uma partícula com carga 6.40.10-19C se
9. Uma área circular com raio igual a 6.50 cm desloca ao longo de uma órbita circular com raio
está sobre o plano xy. Qual é o módulo do fluxo igual a 4.68 mm em virtude da força oriunda de um
magnético através do circulo produzido por um campo magnético de módulo 1.65 T, cuja direção é
campo magnético uniforme B = 0,230 T: perpendicular ao plano da órbita,
(a) no sentido +z? (a) Qual é o módulo do momento linear da
(b) formando um ângulo de 53,10 com rotação partícula?
a partir do sentido +z? (b) Qual e o módulo do momento angular da
(c) no sentido +y? partícula?

10. O campo magnético B em uma certa 13. Um elétron no ponto A da Figura possui
região é de 0.128 T e seu sentido é o do eixo +Oz na velocidade igual a l.41.106 m/s. Determine:
Figura. (a) o módulo, a direção e o sentido do campo
(a) Qual é o fluxo magnético através da magnético que obriga o elétron a descrever uma
superfície abcd indicada na figura? órbita semicircular de A até B
(b) Qual é o fluxo magnético através da (b) o tempo necessário para que o elétron se
superfície befc? desloque de A até K.
(c) Qual é o fluxo magnético através da
superfície aefd
(d) Qual é o fluxo magnético através das cinco
superfícies externas do volume sombreado?

FIGURA 3 - Exercícios 13 e 14.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

14. Repita o Exercício 13 para o caso no qual


a partícula é um próton em vêz de um elétron. 20. Um íon de 7Li com uma única carga (um
isótopo de lítio) possui massa igual a 1.16.10-26 kg.
15. Um déuteron (o núcleo de um isótopo de Ele é acelerado por uma diferença de potencial igual a
hidrogênio) possui massa igual a 3.34.10-27 kg e 220 V e a seguir entra em um campo magnético de
carga +e. O dêuteeron descreve uma trajetória módulo igual a 0.723 T perpendicular à trajetória do
circular com raio igual a 6.96 mm em um campo íon. Qual é o raio da trajelória do íon no campo
magnético com módulo 2.50 T. magnético?
(a) Calcule a velocidade do déuteron.
(b) Determine o tempo necessário para ele 21. Um elétron do feixe de um cinescópio de TV é
fazer meia revolução, acelerado por uma diferença de potencial igual a 2.00
(c) Por meio de qual diferença de potencial o kV. A seguir, ele passa em uma região onde existe um
déuteron deve ser acelerado para que ele adquira campo magnético transversal descrevendo um círculo 4
essa velocidade? com raio igual a 0.180 m. Qual é o módulo do campo?

16. Suponha que os elétrons no magnetron do SEÇAO 28.6 - APLICAÇÕES DO


Exemplo 2.3 (Seção 28.5) se movam a 2.80.106 m/s MOVIMENTO DE PARTÍCULAS
no plano perpendicular ao campo magnético. Quais CARREGADAS
são os raios das órbitas percorridas?
22. Calcule a velocidade de um feixe de elétrons
17. Um físico deseja produzir ondas que sofre simultaneamente, a açao de um campo
eletromagnéticas com freqüência igual a 3,0 THz (l elétrico de 1.56.104 V/m e de um campo magnético
THz - l terahertz = 1012Hz) usando um magnetron igual a 4.62.10-3 T. com ambos os campos ortogonais
(veja o Exemplo 28.3 na Seção 28.5). ao feixe e perpendiculares entre si e sabendo que o
(a) Qual é o campo magnético necessário?Compare feixe não sofre nenhum desvio,
o resultado com o campo magnético constante mais (a) Faça um diagrama para mostrar as orientações
forte produzido em um laboratório terrestre, que e relativas dos vetores v, E e B.
aproximadamente igual a 45 T. (b) Quando o campo eletrico é removido, qual é o
(b) Haveria alguma vantagem no uso de prótons em raio da órbita do elétron? Qual é o período dessa
vêz de elélrons no magnetron? Por quê? órbita?

18. Na situação indicada na Figura, a partícula 23. Determinação da massa de um isótopo. O


carregada e um próton q = l.60.10-19 C, m = 1.67.10- campo elétrico entre as placas do seletor de
27
 velocidades em um espectrômetro de massa
kg) e o campo magnético uniforme B está
orientado no sentido +x. A velocidade do próton é v e Bainbridge é igual a 1,12.105 V/m e o campo
 magnético em ambas as regiões é igual a 0.540 T. Um
sua velocidade v0 , para t = 0 possui componente z feixe de íons de selênio com uma única carga se move
 em uma trajetória circular com raio igual a 31.0 cm na
igual a 0. Qual deve ser o ângulo de v0 com o plano
região do campo magnético. Determine a massa do íon
xy para que o passo da hélice seja igual a seu raio?
de selênio e o número de massa desse isótopo do
selênio. (O número de massa é igual à massa do
19. Um próton (q = 1.6.10-19 C, m = - 1.67.10-27 kg)
isótopo em unidades de massa atómica, arredondando
se desloca em um campo magnético uniforme
 para o inteiro mais próximo. Uma unidade de massa
B (0.5T ) iˆ . Para t = 0, o próton possui atômica = l u = 1.66.1027 kg.)
componentes da velocidade vx = l.50.105m/s, vy = 0 e
vz = 2.00.105 m/s. Além do campo magnético, existe 24. No espectrômetro de massa Bainbridge, o
um campo elétrieo no sentido +x dado por módulo do campo magnético no selelor de velocidade
 V ˆ é igual a 0.650 T e um íon com velocidade igual a
E (2 104 ) i, l.82.106 m/s não sofre nenhum desvio,
m (a) Qual é o módulo do campo elétrico do
(a) Descreva a trajetória do próton. O campo seletor de velocidades?
eletrico altera o raio da hélice? Explique. (h) Sabendo que a distância entre as placas é
(b) Para t = T/2 , onde T é o período do movimento igual a 5.20 mm, qual é a diferença de potencial entre
circular do próton, qual é o componente x do as placas P e P’ ?
deslocamento do próton a partir de sua posição inicial
t = 0?

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori


SEÇÃO 28.7 FORÇA MAGNÉTICA
(c) B (0.31T ) iˆ
SOBRE UM CONDUTOR TRANSPORTANDO 
UMA CORRENTE (d) B (0.33T ) iˆ (0.28T ) kˆ

25. Uma barra horizontal de massa m e (e) B (0.74T ) ˆj (0.36T ) kˆ
comprimento L está alinhada na direçao norte -sul. A
barra conduz uma corrente I no sentido do sul para o SEÇAO 28.8 FORÇA E TORQUE SOBRE
 UMA ESPIRA DE CORRENTE
norte. Se um campo magnético uniforme B é aplicado
ao longo do comprimento inteiro da barra, a força
30. Uma espira retangular de 5.0 cm por 8.0 cm
magnética sobre a barra faz com que ela fique
possui plano paralelo a um campo magnético de 0.19
levitando no ar.
 T. A espira conduz uma corrente igual a 6.2 A.
(a) Calcule o valor mínimo do campo B (a) Qual é o torque que atua sobre a espira? 5
necessário. (b) Qual é o módulo do momento magnético da

(b) Determine a direção e o sentido do vetor B espira?
cujo módulo você calculou no item (a). (c) Qual é o Torque máximo que pode ser obtido
sobre um fio com o mesmo comprimento total da
26. Um fio relilíneo vertical conduz uma corrente espira e conduzindo a mesma corrente nesse campo
de l .20 A de cima para baixo em uma região entre os magnético?
pólos de um grande eletroíma supercondutor, onde o
módulo do campo magnético é dado por 31. Uma bobina circular com 8.6 cm de diâmetro
 possui 15 espiras e conduz uma corrente igual a 2.7 A.
B 0.588(T ) e possui direção horizontal. A bobina esta em uma região onde o campo magnético
Determine o módulo, a direção e o sentido da força é 0,56 T.
magnética que atua sobre uma seção de l.00 cm do Fio (a) Para qual orientação da bobina o Iorque atinge
que está nesse campo magnético uniforme, sabendo seu valor máximo e qual é esse Torque máximo?
que o sentido do campo magnético é orientado (b) Para qual orientação da bobina o módulo do
(a) de oeste para leste; Torque é igual a 71% do valor encontrado no item (a)?
(b) do norte para o sul;
(c) formando um angulo de 30.00 no sentido da 32. Uma bobina circular de área A possui N espiras
rotação do oeste para o sul. e pode girar em torno de um diâmetro que coincide
com o eixo Ox. Uma corrente I está circulando na

27. Uma barra horizontal com 0.200 m de bobina. Existe um campo magnético B no sentido
comprimento é montada sobre uma balança e conduz positivo do eixo Oy. Determine o módulo, a direçao e
uma corrente. No local da barra existe um campo 
o sentido do Torque e o valor de energia potencial
magnético uniforme horizonlal com módulo igual a
U, quando a bobina estiver orientada nas posições
0,067 T e direção perpendicular à barra. A força
indicadas de (a) até (d).
magnética sobre a barra medida pela balança é igual a
0,13 N. Qual é o valor da corrente ?

28. Um eletroíma produz um campo magnético


igual a 0,550 T em uma região cilíndrica entre seus
pólos com raio igual a 2,50 cm. Um fio retilíneo passa
no centro dessa região conduzindo uma corrente igual
a 10.8 A e possui uma direção perpendicular ao eixo
FIGURA 4 – Exercício 32.
do cilindro e ao campo magnético. Qual é o módulo da
força que atua sobre o fio?
33. Uma bobina com momenio magnético 1,45 A
.m está orientada, inicialmente, com seu momento
29 Um fio conduz uma corrente igual a 3.50 A no
magnético antiparalelo a um campo magnético com
sentido negativo do eixo Ox. Calcule a força (expressa
módulo igual a 0.835 T. Qual é a variação da energia
com base nos vetores unitários) sobre uma seção de
potencial da bobina quando ela gira de 1800 de modo
1.00 cm do fio exercida pêlos seguintes campos
que seu momento magnético fique paralelo ao campo?
magnéticos:

(a) B (0.56T ) iˆ ;

(b) B (0.33T ) iˆ (0.28T ) kˆ

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

SEÇÃO 28.9 MOTOR DE CORRENTE SEÇÃO 28.10 O EFEITO HALL


CONTÍNUA
37. A Figura 6 indica uma placa de praia com
34. Um motor de possui um rotor ligado em série dimensões y1 = 0,23 mm e z1 = l l.8 mm que conduz
com uma resistência de 3.2 . Quando ele gira com uma corrente igual a 120 A no sentido +x. A placa
sua carga tolal em uma linha de 120 V, a fem do motor está em um campo magnético uniforme na direção y.
é igual a 105 V. cujo modulo e igual a 0,95 T. Aplique o modelo
(a) Qual é a corrente que o motor recebe da linha? simplificado do efeito Hall apresentado. Sabendo que
(b) Qual é a potência fornecida ao motor? existem 5.85.1028 elétrons livres por metro cúbico,
(c) Qual é a potência mecânica desenvolvida pelo determine:
motor? (a) o modulo da velocidade de arraste dos
elétrons na direção do eixo Ox;
35. Na Figura 5, vemos um rotor de no qual um (b) o módulo, a direção e o sentido do campo 6
motor com resistência Rr = 5.9 está ligado em elétrico no eixo Oz produzido pelo efeito Hall;
paralelo formando um shunt com as bobinas de campo (c) a fem Hall.
com resistência Rf = 106 . Quando uma diferença de
potencial igual a 120 V é aplicada nas escovas e o
motor está reali/ando trabalho e girando com
velocidade máxima, a corrente fornecida ao motor e
igual a 4.82 A.
(a) Qual é a corrente que passa nas bobinas de campo?
(b) Qual é a potência mecânica desenvolvida pelo
motor?

FIGURA 6 – Exercício 37.

38. A Figura 6 representa a placa de um metal


desconhecido com as mesmas dimensões da placa de
prata do Exercício 37. Quando o campo magnético é
de 2.29 T e a corrente é igual a 78.0 A, a fem Hall é
de 13 l V. Usando o modelo simplificado do eleito
FIGURA 5 – Exercício 36. Hall , calcule a densidade dos elétrons livres do metal
desconhecido.
36. A Figura 5 mostra uma fonte de alimentação de
120 V ligada a um motor dc com shunt no qual o rotor
está ligado cm paralelo com as bobinas de campo. A
resistência das bobinas de campo é Rf = 21 . A
resistência do roTor é Rr = 5.9 . Quando o motor
está funcionando, o rotor desenvolve uma tem fem .
O motor consome uma corrente igual a 4.82 A da
Fonte. As perdas por atrito correspondem a 45,0 W.
Calcule:
(a) a corrente que passa nas bobinas de
campo;
(b) a corrente no rotor;
(c) a fem ;
(d) a taxa de produção de energia térmica no
rotor;
(e) a potência fornecida ao motor;
(f) a eficiência do motor.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

direção e o sentido do campo elétrico, sabendo que a


PROBLEMAS partícula atravessa a região sem sofrer nenhum desvio,
considerando uma partícula com carga igual a:
39. Quando uma partícula com carga q > 0 se (a) +0.640 nC; (b) -0.320 nC. Despreze o peso da
 partícula.
move com velocidade v1 , formando um ângulo de
450com o eixo Ox no plano xy. Um campo magnético
 42. No canhão de elétrons de um cinescópio
uniforme exerce uma força F1 , ao longo do eixo -Oz; de TV, os elétrons (carga –e e massa me) saem
(Figura 7). Quando a mesma partícula se move com acelerados por uma voltagem V. Depois de abandonar
  o canhão de elétrons, o feixe de elétrons percorre uma
velocidade v2 , com o mesmo módulo de v1 , porém ao
 distância D no sentido da tela: nessa região, existe um
longo do eixo +0z, uma força F2 , com módulo F2 , é campo magnético de módulo B e não há nenhum
exercida sobre ela ao longo do eixo +0x.
campo elétrico. 7
(a) Mostre que o desvio aproximado do feixe
(a) Qual é o módulo, a direção e o sentido do
produzido pelo campo magnético é dado por:
campo magnético?
 B D2 e
(b) Qual é o módulo de F1 em termos de F2 ? d
2 2 me V
(b) Calcule o valor dessa expressão para V =
750 V, D = 50 cm e B = 5.0.10-5 T (valor comparável
com o campo magnético da Terra). Esse desvio é
significativo?

43. Os pólos magnéticos de um pequeno


ciclotron produzem um campo magnético de módulo
igual a 0.85 T. Os pólos possuem um raio de 0.40 m.
que é o raio máximo que as órbitas das partículas
podem atingir,
(a) Qual é o valor máximo da energia
FIGURA 7 – Problema 39. adquirida por um prólon (qp = l.60.10-19 C, mp = 1.67.
10-27 kg) acelerado por esse ciclotron? Forneça a
40. A força sobre uma partícula carregada que resposta em joules e em elétron-volts.
se move em um campo magnético pode ser calculada (b) Qual é o tempo de revolução para um
como a soma velorial das forças devidas a cada próton girando com esse raio máximo?
componente do campo magnético. Como exemplo, (c) Qual deve ser o módulo de um campo
uma partícula com carga q está se movendo com magnético necessário para acelerar um próton ate ele
velocidade v no sentido -y. Ela se move em um campo atingir uma energia máxima igual ao dobro da

magnético B Bx iˆ By ˆj Bz kˆ calculada no item (a)?
(d) Considerando B = 0.85 T, qual é a energia
(a) Quais são os componentes da força máxima atingida por uma partícula alfa (q=3.2.10-19 C;
exercida pelo campo magnético sobre a partícula? m = 6.65.10-27 kg) acelerada nesse ciclotron? Como se
(b) Se q > 0. quais devem ser os sinais dos
  compara o resultado obtido com a energia máxima do
componentes de B para que os componentes de F próton?
sejam todos não-negativos?
(c) Se q < 0 e Bx = By = Bz > 0, determine a 44. Uma partícula com carga q > 0 se move
 com velocidade v' no sentido +Oz; através de uma
direção e o sentido de F em termos de |q|, v e Bx. 
região onde existe um campo magnético B . A força
  magnética sobre a partícula é dada por
41. Campo E E ortogonal ao campo B . 
Uma partícula com velocidade inicial F F0 (3 iˆ 4 ˆj ) , onde F0 é uma constante

v0 (5.85 103 ms ) ˆj entra em uma região onde positiva,
(a) Determine os componentes Bx, By e Bz ou
existem um campo elétrico uniforme e um campo
pelo menos a maior quantidade dos três componentes
magnético uniforme. O campo magnético na região é
 que for possível encontrar com base nas informações
dado por B 1.35T kˆ . Determine o modulo, a fornecidas.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

(b) Se além das informaçóes dadas soubermos



escala.) O campo elétrico E na região entre os
que o campo magnético possui modulo igual a 6F0/qv, cilindros é orientado radialmente para fora e seu
determine tudo o que você puder sobre os
 módulo é dado:
componentes de B restantes.  Vab
E
45. Um elétron e um núcleo de Li (um isótopo b
r ln
do lítio que possui três prótons e quatro nêutron.s) se a
deslocam em um campo magnético em órbitas (a) Determine a velocidade necessária para o
circulares com a mesma velocidade tangencial. Calcule elétron manter sua órbita circular. Despreze o campo
a razão entre o número de revoluções por segundo do gravitacional e o campo magnético da Terra,
elétron e o número de revoluções feitas pelo núcleo de (b) Agora inclua o eleito do campo magnético
Li. A massa do núcleo Li é de 1.16.10-21 kg. da Terra. Supondo que os eixos de simetria dos 8
cilindros estão posicionados paralelamente ao campo
46. Um ciclotron deve acelerar prólons até magnético da Terra, qual deve ser a velocidade do
uma energia de 5.4 MeV. O eletroímã supercondutor elétron para que ele mantenha a mesma órbita circular?
do ciclotron produz um campo magnético igual a 3,5 T Suponha que o campo magnético da Terra possua
com direção perpendicular à órbita do próton. módulo igual a l,30.10-4T e que ele esteja saindo
(a) Quando o próton adquire uma energia ortogonalmente do plano da página, como na Figura.
cinética igual a 2.7 MeV, qual é o raio da órbita e qual (c) Refaça os cálculos do item (b) para o caso
é sua velocidade angular? no qual o campo magnético possua um sentido
(b) Repita o item (a) para quando o próton contrário ao da parle (b).
atingir sua energia cinética final de 5,4 MeV.

47. Uma partícula com carga q negativa e


massa m = 2.58.10-15 kg se move através de uma
região com um campo magnético uniforme

B (0.120T ) kˆ . Em um certo instante, a
velocidade da partícula é dada por

v (1.05 106 m s)( 3 iˆ 4 ˆj 12 kˆ) e a força

F sobre a partícula possui módulo igual a 1.25 N.
(a) Determine a carga q.

(b) Calcule a aceleração A da partícula,
(c) Explique por que a trajetória da partícula é
uma hélice e calcule o raio de curvatura R do FIGURA 8 - Problema 48.
componente circular da trajetória helicoidal,
(d) Determine a freqüência ciclotrônica da
partícula, 49. Suponha que o campo elétrico entre as
(e) Embora um movimento helicoidal não seja placas P e P´ na Figura seja igual a 1.88.104 V/m e que
periódico, no sentido exato da palavra, as coordenadas o campo magnético em ambas regiões seja igual a
x e y variam de modo periódico. Se as coordenadas da 0.701 T. Se a fonte contém os três isótopos do
partícula para t = 0 forem (x, y, z) = (R, 0, 0), quais criptônio (82Kr, 84Kr e 86Kr) e os íons possuem uma
serão as coordenadas para o instante t = 2T, onde T é o carga única, determine a distancia entre as linhas
período do movimento no plano xy? formadas pêlos três isótopos sobre a placa lotográlica.
Suponha que as massas atómicas dos isótopos (em
48. Um elétron se move em uma órbita unidades de massa atômica) sejam dadas pêlos
circular de raio r = 4.00 cm no espaço entre dois respectivos números atómicos, 82, 84 e 86. (Uma
cilindros concêntricos. O cilindro interno é um fio unidade de massa atómica = l u = 1.66.10-27 kg.)
positivamente carregado com raio A = 1.00 mm e o
cilindro externo é um cilindro negativamente 50. A força sobre uma partícula carregada que
carregado com raio b = 5,00 cm. A diferença de se desloca em um campo magnético pode ser calculada
potencial entre o cilindro interno e o cilindro externo é como a soma vetorial das forças produzidas pêlos
dada por Vab = 120 V, e o fio está em um potencial componentes separados da velocidade da partícula.
mais elevado. Note que a figura não loi desenhada em Uma partícula com carga q = 9.45.10-8 C se move em

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

uma região onde existe um campo magnético uniforme FIGURA 10 - Problema 52.
igual a 0,450 T no sentido do eixo +Ox. Em um dado
instante, a velocidade da partícula possui componentes
vx = -1.68.104 m/s, vy = -3.11.104 m/s e vz = 5.85.104
m/s. Quais são os componentes da loiça nesse instante?

51. O cubo indicado na Figura 9, com aresta


de 75.0 cm, está em um campo magnético uniforme de
0.860 T paralelo ao eixo Ox. O fio abcdef conduz uma
corrente de 6.58 A, no sentido indicado,
(a) Determine o módulo, a direção e o sentido 53. Um fio retilínco condutor de massa M e
da força que atua sobre cada um dos segmentos ab,.bc, comprimento L é colocado sobre um plano inclinado
, cd, de e ef. sem atrito formando um ângulo θ com a horizontal 9
(b) Calcule o módulo, a direção e o sentido da (Figura 11). Existe um campo magnético vertical
força resultante que atua sobre o fio.

uniforme B ao longo de todos os pontos (produzido
por um conjunto de eletroímâs não indicados na
figura). Para impedir que o fio escorregue para baixo
do plano, uma fonte de tensão é aplicada nas
extremidades do lio. Quando uma corrente com um
valor preciso circula no fio, ele permanece em repouso.
Determine o módulo e o sentido da corrente que
circula para fazer o fio ficar em repouso. Copie a
figura e desenhe o sentido da corrente no seu desenho.
Além disso, faça um diagrama de corpo livre
mostrando todas as forças que atuam sobre o fio.

54. A figura 11 mostra um fio de arame fino e


flexível suspenso em um ponto P em uma região onde
existe um campo magnético horizontal uniforme de
FIGURA 9 - Problema 51.
módulo B entrando perpendicularmente no plano da
figura. Um peso está preso na extremidade inferior do
fio, ocasionando uma tensão T uniforme através do fio,
52. Propulsão eletromagnética em uni
(o peso do fio é desprezível). Quando uma corrente I
trilho. Uma barra condutora de comprimento L e
flui de cima para baixo através do fio, ele se encurva
massa m desliza sobre trilhos horizontais conectados a
formando um arco circular de raio R.
uma fonte de voltagem. A fonte de voltagem mantém
(a) Considerando as forças que atuam sobre
uma corrente constante I nos trilhos e na barra e um
 um pequeno segmento de lio que subtende um ângulo
campo magnético vertical uniforme B preenche o , mostre que o raio de curvatura do fio é dado por:
espaço entre os trilhos. T
(a) Determine o módulo, a direção e o sentido R
da força resultanie sobre a barra. Despreze o atrito, a I B
resistência do ar e a resistência elétrica. Quando é pequeno, sen tan , onde
(b) Se a barra possui massa m, calcule a é dado em radianos.
distância d que ela deve percorrer ao longo dos trilhos, (b) Agora o fio é removido. Uma partícula
partindo do repouso, ate atingir uma velocidade v. com carga negativa –q e massa m é lançada do mesmo
(c) Existem teorias sobre a possibilidade de ponto P no qual o fio eslava preso e na mesma direção
que a propulsão baseada nesse princípio possa ser inicial em que o lio ficara suspenso a partir do ponto P.
usada para acelerar cargas e coloca-las em órbita ao Mostre que a partícula seguira uma trajetória igual à do
redor da Terra e até mesmo fazer o objelo sair da arco de círculo descrito pelo fio se a velocidade da
atraçâo terrestre. Calcule a distância que a barra deve partícula for dada por v = qT/mI. (Por essa razão, fios
percorrer para atingir a velocidade de escape da Terra com pesos são usados nos projetos de sistemas de
(l l .2 km/s). Considere B = 0.50 T. I = 2.0.103A, m = eletroímâs empregados para desviar feixes de
25 kg e L = 50 cm. partículas carregadas. O encurvamento do fio que
conduz a corrente indica como as trajetórias das
partículas deverão se encurvar.)

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

FIGURA 11 - Problema 54.

55. Dois íons positivos que possuem a mesma


carga q, porém massas diferentes m1 e m2 são 10
acelerados horizontalmente a partir do repouso por
uma diferença de potencial V. A seguir, eles entram em FIGURA 12 - Problema 57.
uma região onde existe um campo magnético uniforme

B perpendicular ao plano da trajetória.
(a) Mostre que. se o feixe entrar no campo 58. A espira retangular indicada na Figura 13
magnético ao longo do eixo Ox, o valor da coordenada possui articulação em torno do eixo Oy e conduz uma
y de cada íon em qualquer tempo será corrente igual a 15.0 A no sentido indicado,
aproximadamente dado por: (a) Se a espira esui em um campo magnético
12
uniforme com módulo de 0.4S T no sentido +Ox,
q calcule o módulo, a direção e o sentido do Torque
y B x2 necessário para sustentar a espira na posição indicada,
8 mV
(b) Repila o item (a) para o caso no qual o
desde que y permaneça muito menor do que x. campo aponta no sentido –z.
(b) É possível usar esse arranjo para a (c) Para cada um dos campos magnéticos
separação de isótopos? Por que? mencionados, qual seria o Torque necessário se a
espira estivesse articulada em um eixo de rotação que
56. Um fio de comprimento igual a 25.0 cm passasse em seu centro, paralelamente ao eixo Oy?
está apoiado no longo do eixo Oz, e conduz uma
corrente de 9,00 A no sentido +z. O campo magnético
é uniforme e possui componentes Bx = -0.242 T, By = -
0.985 T e Bz = -0.336 T.
(a) Calcule os componentes da força
magnética sobre o fio. (Como no Problema 40, a força
magnética resultante é a soma vetorial das forças
produzidas, individualmente, pêlos componentes de B.
(b) Qual é o módulo da força magnética
resultante que atua sobre o fio?

57. A espira retangular indicada na Figura 12


possui massa igual a 0,15 g por centímetro de
comprimento e está articulada em tomo do lado ab por
meio de um eixo sem atrito. A corrente que circula no
11o é igual a 8,2 A no sentido indicado. Determine o
módulo, a direçâo e o sentido do campo magnético
paralelo ao eixo Oy que produzirá unia oscilação para FIGURA 13 - Problema 58.
cima na espira até que seu plano forme um ângulo de
30,00 com plano yz. 59. Um solenóide com N espiras, cada uma
delas com uma seção reta com área A, e conectado a
uma lente de tem que mantém uma corrente constante I
no fio. O solenóide e a seguir é libertado, podendo
girar livremente em torno de um eixo perpendicular ao
plano da Figura 14. O momento de inércia do
solenóide é Is. Determine o período das oscilações do

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

solenóide. Suponha que o angulo seja muito menor N  


do que o indicado na Figura. (Dica: Veja a seção 13.7.) equilíbrio de translação, sabemos que Fi 0:
i 1
60. Um fio fino de material isolante possui prove que a soma dos torques em relação ao ponto P e
comprimento L. O fio é enrolado formando uma espira igual a soma dos torques em relação ao ponto O. (Isso
circular e uma carga q positiva e distribuída justifica uma afirmação feita na Seção 28.8: Como a
uniformemente ao longo da circunferência da espira. A força magnética resultante sobre uma espira de
seguir, fazemos a espira girar com velocidade angular corrente e nula em um campo magnético unitário, o
em torno de um eixo perpendicular ao plano da Torque magnético possui sempre o mesmo módulo, a
espira e passando através do seu centro. Se a espira mesma direção e o mesmo sentido para qualquer
esta em uma região onde existe um campo magnético escolha de eixo.)

uniforme B paralelo ao plano da espira, calcule o
módulo do Torque magnético sobre a espira.
63. Força sobre uma espira de corrente em 11
um campo magnético não uniforme. Mostramos na
Seção 28.8 que é nula a força resultante sobre uma
61. Uma bobina de alto-falante. Na seção espira de corrente em um campo magnético uniforme.
28.8 mostramos que era igual a zero a força resultante 
sobre uma espira de corrente em um campo magnético Porém, o que ocorre quando B não é uniforme? A
uniforme. A força magnética sobre uma bobina Figura 15 mostra uma espira quadrada que está contida
destinada a produzir o som de um alto-falante não é no plano xy. A espira possui vértices nos pontos (0, 0),
igual a zero porque o campo magnético da bobina não (0, L), (L, 0) e (L, L) e conduz uma corrente I no
é uniforme. Uma bobina de som de um alto-falante sentido horário. O campo magnético não possui
possui 50 espiras com diâmetro de 1.56 cm e a corrente componente x, mas possui componentes em ambas
que flui no lio é igual a 0.950 A. Suponha que o campo direções y e z:
magnético em cada ponto da espira possua um módulo  B0 z B0 y
constante de 0.220 T e esteja dirigido formando um B ˆj kˆ
angulo de 60.00 com a normal externa do plano da L L
bobina (Figura 14). Suponha que o eixo da bobina seja , onde B0 é uma constante positiva,
o eixo 0y. A corrente que flui na bobina possui o (a) Faça um desenho das linhas do campo
sentido indicado (sentido anti-horário observado de um magnético no plano yz,
ponto acima da bobina sobre o eixo 0y). Calcule o (b) Calcule o modulo, a direção e o sentido da
módulo, a direção e o sentido da força magnética força magnética exercida sobre cada um dos lados da
resultante sobre a bobina. espira por integração.
(c) Determine o modulo, a direção e o sentido
da força magnética resultante sobre a espira.

FIGURA 14 - Problema 61.


FIGURA 15 - Problemas 63 e 64.

62. Diversas forças F são aplicadas sobre 64. Torque sobre uma espira de corrente
um corpo rígido. Em relação a uma origem O, a força
  em um campo magnético não uniforme. Na Seção
F1 e aplicada em um ponto localizado pelo vetor r1 , a 28.8, a expressão do Torque sobre uma espira de
  corrente foi deduzida supondo que o campo magnético
força F2 , em r2 , e assim por diante.O ponto P e  
 B fosse uniforme. Porém, o que ocorre quando B não
localizado pelo velor rp . Quando o campo está em é uniforme? A Figura 15 mostra uma espira quadrada
que está contida no plano xy. A espira possui vértices
nos pontos (0, 0), (0, L), (L, 0) e (L, L) e conduz uma e

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

conduz uma corrente I no sentido horário. O campo


magnético não possui componente x, mas possui
componentes em ambas direções y e z:
 B0 z B0 y
B ˆj kˆ
L L
, onde B0 é uma constante positiva,
(a) Faça um desenho das linhas do campo
magnético no plano yz,
(b) Calcule o modulo, a direção e o sentido da Figura 16 - Problema 65.
força magnética exercida sobre cada um dos lados da
espira por integração. 66. Modelo de Quark para o nêutron. O
(c) Determine o modulo, a direção e o sentido nêutron é uma partícula com carga elétrica igual a 12
da força magnética resultante sobre a espira. zero. Contudo, ele possui um momento magnético
(d) Repita o item (c) para o caso no qual a diferente de zero, cujo componente z é igual a:
espira pode girar livremente em torno do eixo Oy. 9.66.10-27 A.m2. Esse momento pode ser
(e) A Equação: explicado pela estrutura interna do nêutron. Diversas
  
B evidencias indicam que o nêutron é composto de três
partículas fundamentais chamadas de quarks: um
fornece uma descrição apropriada para o quark “up” (u) com carga +2e/3 e dois quarks "down"
Torque sobre a espira? Por quê?
(d ) cada um com uma carga -e/3. A combinação
dessas três cargas produz uma carga total +2e/3 -e/3 –
65. Um fio de arame isolado com massa
e/3 = 0. Caso os quarks estejam em movimento, eles
5.40.10-5kg é encurvado formando um U invertido de produzem um movimento magnético diferente de zero.
tal modo que a parte horizontal possui comprimento l Com um modelo muito simples suponha que o quark
= 15.0 cm. As extremidades encurvadas do fio são (u) se mova em uma órbita circular em sentido anti-
parcialmente imersas em dois recipientes cheios de
horario e que os dois quarks (d) se movam no sentido
mercúrio, e cada extremidade liça 2.5 cm abaixo da
horário. Todos os quarks se movendo com o mesmo
superfície do mercúrio. A estrutura inteira esta em uma
módulo da velocidade v ao longo das circunferências
região onde existe um campo magnético unilorme de de mesmo raio r (Figura 17).
0,00650 T direcionado para o interior da pagina (a) Obtenha a corrente elétrica produzida pela
(Figura 16). As extremidades dos tios são conectadas
circulação do quark (u)
com o mercúrio. Os dois recipientes de mercúrio são
(b) Determine o módulo do momento
conectados com uma bateria de l.50 V e uma chave S.
magnético oriundo da circulação do quark (u),
Quando a chave S está fechada, o fio salta 35.0 cm (c) Determine o módulo do momento
para o ar a partir de sua posição inicial. magnético do sistema constituído pêlos três quarks.
(a) Determine a velocidade v do fio quando (Tome cuidado e use os sentidos correios para os
ele deixa o mercúrio.
momentos magnéticos.)
(b) Supondo que a corrente I, que passa no fio
(d) Com que velocidade v os quarks devem se
permaneça constante desde o momento em que a chave
mover para reproduzir o valor do momento magnético
foi fechada até o instante em que o fio sai do mercúrio, do néutron? Use o valor r = 1.20.10-15 m. (o raio do
determine o valor de I. nêutron) para o raio das órbitas.
(c) Desprezando as resistências dos fios do
circuito e a resistência do mercúrio, determine a
resistência do fio de arame.

Figura 17 - Problema 66.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

67. Uma espira circular de área A está contida 1


no plano xy. Vista ao longo do eixo Oz; olhando para a senx cosxdx sen2 x
origem no sentido –z uma corrente I circula no sentido 2
horário em torno da espira. O torque produ/ido por um

campo magnético externo B é dado por:

D 4 iˆ 3 ˆj
, onde D é uma constante positiva, e para essa
orientação da espira a energia potencial magnética :
 
U B
é negativa. O módulo do campo magnético é
13 D 13
B
I A
(a) Determine o vetor momento magnético da
espira,
(b) Determine os componentes Bx, By e Bz do

vetor B . FIGURA 18 - Problema 68.

68. Derivação da Equação para uma espira 69. Uso da lei de Gauss do magnetismo. Em
circular. Uma espira de fio em forma de anel está 
sobre o plano xy com o centro na origem. No anel, uma certa região do espaço, o campo magnético B não
circula uma corrente I no sentido contrário ao dos é uniforme. O campo magnético possui um
ponteiros do relógio (Figura 18). Um campo magnético componente z e outro componente que aponta para fora
 ou para dentro do eixo Oz. O componente z é dado por
uniforme B está sobre o eixo +Ox, sendo dado por:
 Bz (z) z ,onde é uma constante positiva. O
B Bx iˆ componente radial Br depende somente de r, a
(Esse resultado poderá ser facilmente estendido para distância radial até o eixo Oz.

um campo B com direção arbitrária.) (a) Use a lei de Gauss para o magnetismo,
dada pela Equação:
(a) Na Figura 18, mostre que o elemento de  
linha é dado por:
  dA 0
B
dl R d ( sen iˆ cos ˆj ) A
   , para determinar o componente Br, em função
calcule dF I dl B . de r. (Dica:Experimente uma superfície gaussiana
 cilíndrica de raio r concêntrica com o eixo Oz, com
(b) Integre dF ao longo da espira para
uma extremidade em , z = 0 e a outra no ponto z = L),
mostrar que a força resultante é igual a zero.
   (b) Faça um desenho mostrando as linhas do
(c) Do item (a) calcule d r dF , onde campo magnético.

r R (cos iˆ sen
ˆj ) é o velor que liga o
  70. Uma espira circular com área igual a 4,45
centro da espira ao elemento dl . (Observe que dl é cm2 conduz uma corrente de 12.5 A. A espira pode
 girar livremente em torno de um diâmetro. A espira,
perpendicular a r .
 inicialmente em repouso, está imersa em um campo
(d) Integre d ao longo da espira para
magnético dado por:
encontrar o torque total que atua sobre a espira. Mostre 
que o resultado pode ser escrito na forma: B (1.15 10 2 T ) (12 iˆ 3 ˆj 4 kˆ)
  
B A espira está posicionada inicialmente de tal
modo que o momento magnético é dado por:
, onde I A. 
Nota: i ( 0.800 iˆ 0.600 ˆj )
1 1 onde é o módulo (positivo) do momento magnético.
cos2 xdx x sen2x A espira é libertada e gira de um ângulo de 90,00,
2 4 posição na qual seu momento magnético é dado por:
1 1 
sen2 xdx x sen2x f kˆ
2 4
Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

(a) Determine a diminuição da energia bombear o sangue sem prejudicar células que poderiam
potencial. ser danificadas por uma bomba mecânica. Um tubo
(b) Se o momento de inércia da espira em horizonlal com seção rela retangular (largura w e altura
relação a um diâmetro é igual a 8.50.10-7 kg.m2, h) é colocado ortogonalmente a um campo magnético
determine a velocidade angular da espira no instante B de tal modo que um comprimento l está imerso no
em que ela passa pela segunda posição. campo (Figura 20). O tubo é preenchido com um
Unido condutor e uma densidade de corrente J é
PROBLEMAS DESAFIADORES mantida na terceira direção mutuamente perpendicular.
(a) Mostre que a diferença de pressão entre
71. Uma partícula com carga igual a 2.15 C e um ponto do líquido sobre o plano vertical que passa

massa de 3.20.10-11 kg está, inicialmente, se em A b e um ponto do líquido sobre outro plano
deslocando no sentido +y com velocidade igual a v0 = vertical que passa em cd, para impedir o escoamento
1.45.105 m/s. Ela a seguir entra em uma região onde 14
do fluido, é dada por: p J l B
existe um campo magnético uniforme que entra
perpendicularmente no plano da página, como indicado (b) Qual é a densidade de corrente necessária
na Figura 19. O módulo do campo é igual a 0.420 T. A para fornecer uma diferença de pressão igual a l.00 atm
região se estende até uma distância igual a 25.0 cm ao entre esses dois pontos sabendo que B = 2.20 T e l =
longo da direção inicial do deslocamento; a 75,0 cm do 35.0 mm?
ponto onde ela entrou no campo existe uma parede. O
comprimento da região onde não existe campo e,
portanto, igual a 50.0 cm. Quando a partícula
carregada entra no campo magnético, ela segue uma
trajetória curva com raio de curvatura R. Ela, a seguir,
deixa o campo magnético depois de um tempo t1 ,
tendo sido desviada de uma distância Δx1 . A partícula
então se desloca na região sem campo e atinge a
parede depois de ser desviada de uma distância total
Δx.
(a) Determine o raio R da parte curva da trajelória.
(b) Determine t1 o tempo durante o qual a
partícula permanece no campo magnético,
(c) Determine Δx1, o desvio horizontal no ponto
onde a partícula sai do campo,
(d) Determine Δx o desvio horizontal total.
Figura 20 - Problema Desafiador 72.

73. Uma trajetória cicloidal. Uma partícula


de massa m e carga positiva q parte do repouso na
origem na Figura 21. Existe um campo elétrico

uniforme E no sentido +y e um campo magnético

uniforme B saindo da pagina. Demonstra-se em livros
mais avançados que a trajelória descrita é uma
ciclóide. cujo raio de curvatura nos pontos do topo da
curva é igual ao dobro da coordenada y desses pontos,
(a) Explique a razão desse tipo de trajetória e
o motivo da repetição do movimento,
(b) Prove que a velocidade em qualquer ponto
é dada por:
2 q E y
Figura 19 - Problema Desafiador 71. v
m
(Dica: Use a conservação da energia.)
72. A bomba eletromagnética. As forças
(c) Aplicando a segunda Lei de Newton no
magnéticas que atuam sobre fluidos condutores
ponto do topo da trajetória e levando em conta a
fornecem um modo conveniente para bombear esses
informação de que nesse ponto o raio de curvatura é
fluidos. Por exemplo, esse método pode ser usado para

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

igual a 2y, prove que a velocidade nesse ponto é igual


a
2 E
v
B

15

FIGURA 21 - Problema Desafiador 73.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

FONTES DE CAMPO MAGNÉTICO mesmo sentido. Descreva a natureza das forças sobre a
espira interna e sobre a espira externa.
QUESTÕES PARA DISCUSSÃO
10. Produzimos uma corrente através das
1. Um tópico de interesse nas pesquisas de física é espiras helicoidais de uma mola. As espiras se
a busca de um pólo magnético isolado, chamado de aproximam como se a mola fosse comprimida, por
monopólo magnético. Se tal entidade fosse descoberta, que?
como poderia ser reconhecida? Quais seriam suas
propriedades? 11. Quais são as vantagens e desvantagens
relativas da lei de Biot e Savart e da lei de Ampere
2. Um feixe de partículas carregadas emitidas pelo para os cálculos práticos de campo magnético?
Sol durante períodos de atividades solar criam uma
perturbação no campo magnético da Terra. Como isso 12. As linhas de campo magnético nunca 16
ocorre? possuem um início nem um ponto final. Use essa
observação para explicar por que é razoável aceitar que
3. No texto, discutimos o campo magnético o campo magnético de um toróide fica confinado em
produzido por um fio retilineo infinito conduaindo uma seu interior, enquanto o campo magnético de um
corrente. Como saber se um dado fio possui solenóide retilíneo deve possuir algum campo
comprimento sufieienie para que possa ser considerado magnético em seu interior.
infinito?
13. Por que a permeabilidade magnética de
4. Dois condutores paralelos que transportam um material paramagnético deve diminuir quando sua
correntes com o mesmo sentido se atraem mutuamente. temperatura aumenta?
Caso eles possam se aproximar um do outro, as forças
de atraçâo realizam trahalho. De onde provem a 14. Quando um ímã fica suspenso sobre um
energia? No Capítulo 28, afirmamos que forças recipiente com ar líquido, algumas gotas são atraídas
magnéticas sobre cargas que se movem não realizam sobre seus pólos. As gotas contem somente oxigénio
trabalho: isso contraria essa afirmação? Explique. líquido: embora o nitrogênio seja o principal
constituinte do ar ele não é atraído para os pólos do
5. Os pares de fios que transportam correntes para ímã. Explique o que isso pode informar sobre as
dentro ou para fora de equipamentos eletrônicos com suscetibilidades magnéticas do oxigênio e do
lentes de tensão algumas vêzes são torcidos um com o nitrogênio e por que um dos pólos de um ima na
outro para ajudar a reduzir o efeito do campo temperatura ambiente não atrai moléculas do gás
magnético. Por que? oxigênio.

6. Suponha que você possua três fios paralelos 15. Que características da estrutura atômica
longos, dispostos de modo que cada seção reta ocupe são relevantes para determinar se um elemento é
os vértices de um triângulo equilátero. É possível diamagnético ou paramagnético? Explique.
distribuir as corrente de modo que os três fios se
atraiam mutuamente? Eles podem se repelir 16. A suscelibilidade magnética de um
mutuamente? Explique. material paramagnético depende fortemente da
temperatura, porém a de um material diamagnético
7. Ao deduzir a força que alua sobre um dos Fios quase não depende da temperatura. Qual é a causa
longos que conduzem correntes na Seção 29.5, por que dessa diferença? Explique.
usamos o campo magnético produzido por apenas um
dos fios? Ou seja, por que não usamos o campo 17. Um cilindro de ferro é colocado de modo
magnético total produ/ido por ambos os fios? que possa girar livremente em torno do próprio eixo.
Inicialmente o cilindro está em repouso: a seguir um
8. Considerando o campo magnético de uma espira campo magnético é aplicado ao cilindro, de modo
circular, você acha que o campo e mais elevado no que ele adquire uma magnetização paralela a seu
centro ou em algum ponto lora do centro, porém eixo. Se o sentido do campo magnético externo for
situado no plano que contém a espira? Explique. invertido, o sentido da magnetização também se
invertera, e o cilindro começara a girar em torno de
9. Duas espiras circulares coplanares concêntricas, seu eixo. (Esse fenômeno denomina-se efeito Einstein
com diâmetros diferentes, conduzem correntes no de Haas). Explique por que o cilindro começa a girar.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

18. Na Seção 28.8 afirmamos que não existe 3. Duas cargas puntilormes q = +4.00 C e q’
nenhuma força resultante aplicada a uma espira de = -1.50 µC se movem em um sistema de referência,
corrente imersa em um campo magnético uniforme. como indicado na Figura 2. Quando as cargas estão
somente o torque é dilerente de zero. Contudo, para nos pontos mostrados na figura, qual é o módulo, a
um material magnético, as espiras de correntes direção e o sentido do campo magnético resultante que
atômicas certamente sofrem a ação de uma força elas produzem na origem? Considere v = 2.00.106 m/s
resultante em tais campos magnéticos. Como você e v' = 8.00.106 m/s.
resolve essa discrepância?

19. É possível a existência simultânea de uma


corrente de condução e de uma corrente de
deslocamento no interior de um condutor? Explique.
17
EXERCÍCIOS

SEÇÃO 29.2 CAMPO MAGNÉTICO DE


UMA CARGA EM MOVIMENTO

1. Uma carga puntifonne de +6.00 C se move


com velocidade constante igual a 8.00.106 m/s ao
longo do eixo +0y de um sistema de referencia. No
momento em que ela esta na origem do sistema de
 Figura 2 – Exercício 3 e Problema 40.
referência, qual é o campo magnético B que ela
produz nos seguintes pontos:
(a) x = 0.500 m, y = 0; z = 0;
(b) x = 0, y = -0,500 m, z = 0; 4. A Figura 2 mostra duas cargas puntitormes
(c) x = 0, y = 0, z =+0,500 m; q e q’ que se movem cm relação a um observador
(d) x = 0, y = -0.500 , z = +0.500 . situado no ponto P. Suponha que a carga inferior seja
negativa, com q = -q’.
2. Duas cargas puntilormes positivas q = (a) Calcule o módulo, a direção e o sentido do
+8.00 nC e q’ = +3.00 nC se movem em relação a um campo magnético resultante que elas produzem no
observador situado no ponto P. como indica a Figura 1. ponto P quando (i) v' = v/2; (ii) v’ = v; (iii) v' = 2v.
A distância d é igual a 0.120m. Quando as cargas (b) Determine a direção e o sentido da força
estão nos pontos indicados na figura, qual é o módulo, magnética que a carga q exerce sobre q’ e a direção e o
a dircçâo e o sentido do campo magnético resultante sentido da força magnética que q’ exerce sobre q.
que elas produzem no ponto P? Considere v = 4.50.106 (c) Para v = v ' = 3.00.105 m/s, qual é a razão
m/s e v' = 9.00.106 m/s. entre o módulo da força magnética entre as cargas e o
módulo da força de Coulomb que existem entre as
cargas?

SEÇÃO 29.3 CAMPO MAGNÉTICO OE


UM ELEMENTO DE CORRENTE

5. (a) Na parte (b) do Exemplo 29.2 (Seção 29.3),


qual é o vetor unitário r̂ (expresso em termos de iˆ e

de ĵ ) que aponta de dl para P2?
(b) Calcule o módulo, a direção e o sentido de

dl rˆ ?
(c) Use o resultado da parte (b) para encontrar o
módulo, a direção e o sentido do campo magnético
Figura 1 - Exercícios 2 e 4. produzido em P, por um segmento do fio de l ,0 cm.

6. Um rio retilíneo longo, transportando uma


corrente de 200 A, atravessa uma caixa cúbica de

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

madeira, entrando e saindo através de furos situados


nos centros de duas faces opostas (Figura 3). A aresta
da caixa é igual a 20,0 cm. Considere um comprimento
dl do fio igual a 0.100 cm no centro da caixa. Calcule o
módulo ilR do campo magnético produzido por esse
elemento nos pontos a, b, c e d indicados na Figura 3.
Os pontos a, c e d estão nos centros das faces do
cubo; o ponto b está no meio de uma das arestas; e o
ponto e esta sobre um vértice. Copie a figura e mostre
as direções e os módulos relativos de cada vetor campo
magnético. (Nota: Suponha que dl seja pequeno em
comparação com as distâncias entre o elemento de
corrente e o ponto onde o campo magnético é 18
calculado.)

Figura 4 - Exercício 8.

Figura 3 - Exercício 6. 9. Dois fios retilíneos longos, um situado


acima do outro. estão em uma direção paralela ao eixo
0x e a distância entre eles é igual a 2a. Considere um
7. Um fio relilíneo longo está sobre o eixo O; eixo +Oy situado no plano dos Fios e orientado do fio
e transporta uma corrente de 4,00 A no sentido +z. inferior para o fio superior. Cada fio conduz uma
Determine o módulo, a direção e o sentido do campo corrente I no sentido +0x. Determine o módulo, a
magnético produzido por um segmento do fio de 0.500 direção e o sentido do campo magnético resultante
mm ccntralizado na origem nos seguintes pontos: produzido pêlos fios nos seguintes pontos sobre o
(a) x = 2.00 m, y = 0 ; z = 0: plano dos Fios:
(b) x = 0, y = -2.00 m, z = 0; (a) na metade da distância entre os fios;
(c) x = 2.00 m, y = 2.00 m, z = 0; (b) a uma distância a acima do fio superior;
(d) x = 0, y = 0, z = 2.00 m. (c) a uma distância a abaixo do fio inferior.

SEÇAO 29.4 CAMPO MAGNÉTICO DE 10. Um fio retilíneo longo está situado sobre o
UM CONDUTOR RETILÍNEO eixo 0y e conduz uma corrente I = 8.00 A no sentido -
TRANSPORTANDO UMA CORRRENTE Oy (Figura 5). Além do campo magnético produzido

pelo fio, existe um campo magnético uniforme B0 com
8. Na Figura 4, qual é o módulo, a direção e o
sentido do campo magnético resultante produzido módulo igual a 1.50.10-5 T apontando no sentido +Ox.
pêlos fios nos seguintes pontos situados sobre o eixo Calcule o módulo, a direção e o sentido do campo
Ox: magnético total nos seguintes pontos sobre o plano xz:
(a) x = d//2 ? (a) x = 0, z = l.00 m;
(b) x = -d/2 ? (b) x = 1.00, z = 0 m;
(c) x = 0, z = -0.25 m;

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

SEÇAO 29.5 FORÇA ENTRE


CONDUTORES PARALELOS

14. Três fios paralelos conduzem correntes de


módulo igual a I com os sentidos indicados na Figura
6. Sabendo que a distância entre dois fios adjacentes é
igual a d. calcule o módulo, a direção e o sentido da
força magnética resultante por unidade de
comprimento sobre cada fio.

19

Figura 5 - Exercício10. Figura 6 - Exercício 14.

11. Forneça os detalhes da dedução da 15. Um fio horizontal longo AB encontra-se


equação: apoiado sobre uma mesa e conduz uma corrente I. Um
I 2 a fio horizontal longo CD está verticalmente sobre o fio
0
B AB e pode deslizar para cima ou para baixo ao longo
4 x x2 a2 de duas guias metálicas verticais C e D. (Figura 7). O
partindo da equação que a precede. fio CD está conectado por meio de contactos

 0 I dl rˆ deleslizantes a um outro fio que também conduz uma
B corrente I, porém de sentido contrário à corrente do fio
4 r2 AB. A massa por unidade de comprimento do fio CD é
igual a . Na posição de equilíbrio, qual e a altura h do
12. Deseja-se produzir um campo magnético fio CD, supondo que a força magnética sobre o fio CD
com módulo igual a 5.50.10-4 T em um ponto situado a seja inteiramente produzida pela corrente do lio AB ?
uma distância de 0.040 m de um fio longo retilíneo.
(a) Qual é a corrente necessária para produzir
esse campo?
(b) Usando a corrente encontrada no item (a),
qual é o módulo do campo magnético a uma distância
de 0.080 m e a uma distância de 0.160 m do fio?

13. Efeito de uma linha de transmissão.


Dois excursionistas estão fazendo a leitura de uma
bússola situada embaixo de um fio de uma linha de
transmissão que está a uma altura de 5.50 m acima do Figura 7 - Exercício15.
solo e conduz uma corrente igual a 800 A em uma
direção horizontal apontando do norte para o sul. 16. A distância entre dois fios longos
(a) Calcule o módulo, a direção e o sentido do paralelos e igual a 0.400 m (Figura 8). As correntes I1,
campo magnético em um ponto do solo dirctamente e I2, possuem os sentidos indicados,
sob o condutor, (a) Calcule o módulo da força total que cada
(b) Um dos excursionistas sugere que se faça fio exerce sobre l.20 m de comprimento do outro. A
a leitura da bússola a uma distância de 50 m desse força e de atração ou de repulsão?
ponto para evitar que a leitura seja atolada pela (b) As correntes dobram, de modo que I1,
corrente do Fio. Sabendo que o módulo do campo torna-se igual a 10.0 A e I2, torna-se igual a 4.0 A. Qual
magnético da Terra é da ordem de 0.5.10-4 T, essa é agora o módulo da força total que cada fio exerce
corrente causa algum problema real na leitura? sobre 1.20 m de comprimento do outro ?

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

21. Uma bobina circular com espiras


enroladas de modo compacto possui diâmetro igual a
6.00 cm e conduz uma corrente de 2.50 A. Quantas
espiras ela deve ler para que o módulo do campo
magnético seja de 6.39.10-4 T em um ponto sobre o
eixo da bobina afastado 6.00 cm de seu centro?

Figura 7 - Exercício16. SEÇÃ0 29.7 - LEI DE AMPÉRE

17. A distância entre dois fios longos 22. No interior de uma curva fechada existem
paralelos e de 2.50 cm. A força por unidade de diversos condutores. A integral de linha:
comprimento que cada fio exerce sobre o outro c igual
 
a 4,00.10-5 N/m e os fios se repelem mutuamente. A B
C
dl
20
corrente em um dos fios é de 0.600 A. -4
(a) Qual é a corrente no segundo fio? em torno da curva C é igual a 3.83.10 T. m.
(b) As correntes possuem o mesmo sentido ou (a) Qual é a corrente total que passa nos
têm sentidos contrários? condutores?
(b) Se você fizesse a integral percorrendo a
SEÇÃO 29.6 CAMPO MAGNÉTICO OE curva em sentido contrário, qual seria o valor da
UMA ESPIRA DE CORRENTE integral? Explique.

18. Determine o módulo, a direção e o sentido do 23. A Figura 10 mostra a seção reta de
campo magnético resultante produzido no ponto P pela diversos condutores que conduzem correntes que
corrente que passa na seção semicircular do fio atravessam o plano da figura. Os sentidos das correntes
indicado na Figura 8. são indicados na figura e os módulos são I1 = 4,0 A, I2
= 6.0 A e I3 = 2,0 A. Quatro trajetórias indicadas pelas
letras de a até d são mostradas na figura.
Qual é o valor da integral de linha:
 
 dl
C
B

para cada trajetória?


Figura 8 – Exercício 18. Para cada integral, escolha um percurso no sentido
anti-horârio. Explique suas respostas.
19. Calcule o módulo do campo magnético
resultante produzido no ponto P da Figura 9 em função
de R, I1 e I2.
O que sua expressão fornece quando I1 = I2 ?

Figura 9 – Exercício 19.

20. Uma bobina circular com 600 espiras


enroladas de modo compacto possui diâmetro igual a
4.00 em e conduz uma corrente de 0.500 A. Qual é o
módulo do campo magnético
(a) no centro da bobina?
(b) em um ponto sobre o eixo da bobina
afastado 8.00 cm de seu centro? Figura 10 - Exercício 23.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

SEÇÃO 29.8 APLICAÇÕES OA LEI OE


AMPERE

24. Cabo coaxial. Um condutor sólido com raio a é


suportado por discos isolamos no centro de um tubo
condutor com raio interno b e raio externo c (Figura
11). O condutor central e o tubo transportam correntes
com o mesmo módulo I, porém com sentidos
contrários. As correntes são distribuídas
uniformemente ao longo da seção reta de cada
condutor. Deduza uma expressão para o módulo do
campo magnético
(a) nos pontos no exterior do condutor sólido Figura 11 - Exercício 28. 21
central, porém no interior do tubo (a < r < b ).
(b) nos pontos no exterior do tubo (r > c). 29. Um anel de madeira com diâmetro médio
igual a 14.0 cm é enrolado de modo compacto com
600 espiras formando um enrolamento toroidal.
Determine o campo magnético em um ponto situado
no centro da seção reta das espiras quando a corrente
que passa no enrolamento é de 0.650 A.

SEÇÃO 29.9 MATERIAIS


MAGNÉTICOS

30. Um solenóide toroidal com 400 espiras


Figura 10 - Exercício 24 e 25. Problema 58. possui um raio médio igual a 6.0 cm e conduz uma
corrente de 0.25 A. A permeabilidade relativa do
25. Repita o Exercício 24 para o caso no qual núcleo é igual a 80.
a corrente no condutor sólido central é I1 a corrente no (a) Qual é o campo magnético no núcleo?
tubo é I2, e as correntes possuem o mesmo sentido em (b) Que parte do campo magnético resultante
vêz de sentidos contrários. é produzido pelas correntes atómicas ?

26. Um solenóide longo de comprimento 15,0 31. Um solenóide toroidal com 500 espiras é
cm e raio 2.50 cm possui 600 espiras enroladas de constituído por um enrolamento sobre um anel cujo
modo compacto. A corrente que passa nas espiras e raio médio é igual a 2.90 cm. Calcule qual deve ser a
igual a 8.00 A. Determine o campo magnético em um corrente no enrolamento necessária para produzir um
ponto situado nas proximidades do centro do campo magnético de 0.350 T no anel
solenóide. (a) supondo que o anel seja de ferro recozido
(Km = 1400);
27. Um solenóide e projelado para produzir (b) supondo que o anel seja de aço com silício
um campo magnético igual a 0.0270 T em seu centro. (Km = 5200).
Ele possui raio de l.40 cm, comprimento 40.0 em e o
fio conduz uma corrente máxima de l 2.0 A. 32. A corrente que passa nos enrolamentos de
(a) Qual e o número mínimo de espiras que o um solenóide toroidal é de 2.400 A. Existem 500
solenóide deve possuir? espiras e seu raio médio é igual a 25.00 cm. O toróide
(b) Qual é o comprimento total do fio está preenchido com um material magnético. Verifica-
necessário? se que o campo magnético no interior das espiras é
igual a l .940 T. Calcule
28. Um solenóide toroidal (Figura 11) possui (a) a permeabilidade relativa:
raio interno r1 = 15.0 em e raio externo r2 = 18.O cm. (b) a suscetihilidade magnética do material
O solenóide possui 250 espiras e conduz uma corrente que preenche o toróide.
de 8.50 A. Qual e o módulo do campo magnético em
um ponto cuja distância ao centro do toróide seja 33. Um solenóide longo com 60 espiras por
(a) 12.0 cm ? (b)16.0 cm ? (c)20.0 cm ? centímetro conduz uma corrente igual a 0.15 A. O fio
das espiras é enrolado em torno de um núcleo de aço
com silício (Km = 5200). (O fio do solenóide é

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

envolvido por uma camada de isolante de modo que (a) Qual é a densidade da corrente de
não flua nenhuma corrente para o núcleo.) deslocamento jD no espaço entre as placas preenchido
(a) Para um dado ponto no interior do núcleo, pelo ar ?
determine o módulo (b) Com que taxa o campo elétrico entre as
 placas está variando ?
(i) do campo magnético B0 produzido pela
(c) Qual é o campo magnético induzido entre
corrente que passa no solenóide,
 as placas a uma distância de 2,00 cm do eixo ?
(ii) da magnetização M e (d) E a uma distância de 1.00 cm do eixo ?

(iii) do campo magnético resultante B .
38. Um fio de cobre retilíneo longo com seção
(b) Faça um esboço mostrando o solenóide e o
rela circular de área igual a 2. l mm2 conduz, uma
núcleo e indique as direções e os sentidos dos vetores
   corrente de 16 A. A resistividadc do material do fio é
B0 , M e B no interior do núcleo do solenóide. igual a 2.0.108 .m. 22
(a) Qual é o campo elétrico uniforme no
34. Mostre que as unidades A.m2 e J/T para o material ?
magneton de Bohr são equivalentes. (b) Quando a corrente varia com uma taxa de
4000 A/s. com que taxa varia o campo elétrico no
34. Mostre que as unidades A.m2 e J/T para o material ?
magneton de Bohr são equivalentes. (c) Qual é a densidade da corrente de
deslocamento no material do item (b)? (Dica: Como
35. Lei de Curie. Na tabela abaixo K para o cobre é muito próximo de l, considere:
mostramos resultados de medidas experimentais da = 0 ).
suscetibilidade magnética de uma liga de alúmen de (d) Quando a corrente varia como indicado na
ferro e amônio. Faça um gráfico de 1/B contra parte (b), qual é o módulo do campo magnético a 6.0
temperatura em Kelvin. O material obedece à lei de cm do centro do fio ? Note que tanto a corrente de
Curie ? Caso a resposta seja afirmativa, qual é o valor deslocamento quanto a corrente de condução devem
da constante de Cuirie? ser incluídas no cálculo de K. A contribuição da
corrente de deslocamento é significativa?
T(0C) m
-258.15 129.10-4 39. Na Figura 12, cada placa possui área igual
-173 19.4.10-4 a 5.00 cm2 e a distância entre as placas é de 2.00 mm.
-73 9.7.10-4 As placas estão no vácuo. A corrente IC, que carrega o
27 6.5.10-4 capacitor possui um valor iC, constante igual a l.80
mA. Para t = 0 a carga nas placas do capacitor é igual
SEÇÃO 29.10 CORRENTE OE a zero.
DESLOCAMENTO (a) Calcule a carga em cada placa, o campo
elétrico entre as placas e a diferença de potencial entre
36. Corrente de deslocamento em um elas quando t = 0.500 s.
dielétrico. Suponha que as placas paralelas na Figura (b) Calcule a taxa de variação dE/dt do campo
12 possuem uma área de 3.00 cm2 e que uma camada elétrico entre as placas. O valor de dE/dt varia com o
dielétrica de 2.50 mm de espessura preenche tempo?
completamente o volume entre as placas. O material (c) Calcule a densidade da corrente de
dielétrico possui constante dielétrica igual a 4.70. deslocamento jD, no espaço entre as placas e, a partir
(Despreze os efeitos de borda.) Fm um certo instante a desse resultado, determine a corrente total de
diferença de potencial entre as placas é igual a l 20 V e deslocamento iD. Como se comparam os valores de iC
a corrente de condução I, é igual a 6.00 mA. Para esse e de iD ?
instante, qual é
(a) a carga q de cada placa ?
(b) a taxa de variação da carga de cada placa ?
(c) a corrente de deslocamento no dielétrico?

37. Um capacilor de placas paralelas com ar


entre as placas está sendo carregado como indica a
Figura 12. As placas circulares possuem raio de 4.00
mm e em dado instante a corrente de condução nos fios
e igual a 0.280 A.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

Figura 12 - Exercício 39. PROBLEMAS

40. Duas cargas puntiformes q = +8.00 C e


q’ = -5.00 C se movem em relação a um sistema de
referência como indicado na Figura 13 com
velocidades v = 9.00.104 m/s e v' = 6.50.104m/s.
Quando as cargas puntiformes estão nos locais
indicados na figura, qual é a força magnética (módulo,
direção e sentido) que a carga q’ exerce sobre q ?

23

Figura 13- Problema 40.

41. Um fio retilíneo longo transporta uma


corrente de 2.50 A. Um elétron se desloca nas
vizinhanças do fio. No instante em que o elétron está a
uma distância do fio igual a 4,50 cm e se desloca
paralelamente ao fio em sentido contrário ao da
corrente com velocidade igual a 6.00.104 m/s, qual é o
módulo, a direção e o sentido da força magnética que o
campo magnético da corrente exerce sobre o elétron?

42. Uma carga puntilorme negativa q = -7.20


mC se move em relação a um sistema de referência.
Quando a carga puntiforme está na origem, o
campo magnético que ela produz no ponto x = 25.0 cm,

y = 0, z = 0 é dado por B (6.00 T ) ˆj e sua
velocidade é igual a 800 m/s.
(a) Quais são os componentes x, y e z da

velocidade v0 da carga?
(b) Para esse mesmo instante, qual e o campo
magnético produzido pela carga no ponto x = 0 cm, y =
25cm, z = 0 ?

43. Um projetista de eletroímã neófito diz


para você que ele é capaz de projetar um eletroímã que

produz um campo magnético B no vácuo que aponta
sempre no sentido do eixo Ox em todos os pontos da
região e que o módulo desse campo cresce com o
 x ˆ
aumento da distância x. Ou seja B B0 i onde B0
a
e a sãoconstantes com unidades de teslas e de metros,

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

respectivamente. Aplique a lei de Gauss para o campo


magnético para provar que esse projeto é impossível.
(Dica: Use uma superfície gaussiana em forma de
caixa retangular com arestas paralelas aos eixos x, y e
z)
44. Três fios longos paralelos estão
localizados como indicado na Figura 14. O fio 2 está
na origem, ofio l corta o eixo Oy no ponto y = 3.00 cm
e o fio 3 corta o eixo Ox no ponto x = 4.00 cm.
As correntes são I1 = l.00 A, I2 = 2.00 A e I3 = 4.00 A.
(a) Copie a Figura 14 e mostre a direção e o
sentido do campo magnético dos fios 2 e 3 no plano xy
no local onde se encontra o fio l. 24
(b) Determine os componentes x e y do campo
magnético resultante no local onde se encontra o fio l
produzido pelas correntes nos fios 2 e 3.
(c) Calcule o módulo, a direção e o sentido da
força magnética resultante exercida sobre uma seção
de l .00 cm do fio l produzida pêlos outros dois fios.
Figura 15 – Problema 45.

46. A Figura 16 representa o plano xy que


corta perpendicularmente dois fios longos paralelos
que conduzem uma corrente I de mesmo módulo,
porém de sentidos contrários.
(a) Copie o diagrama e desenhe vetores para

mostrar o campo B de cada fio e o campo resultante

B no ponto P.
(b) Deduza uma expressão para o módulo de

B em qualquer ponto do eixo 0x em termos da
coordenada x do ponto. Qual é a direção e o sentido de
Figura 14 – Problema 44. 
B?

45. Dois fios longos paralelos estão separados (c) Faça um gráfico do módulo de B em
por uma distância de 1.00 m (Figura 15). O fio função de x.

superior conduz uma corrente I1 de 6.00 A entrando no (d) Para qual valor de x o módulo de B atinge
plano da página, seu valor máximo ?
(a) Qual deve ser o sentido e o módulo da
corrente I2, para que o campo magnético no ponto P
seja igual a zero?
(b) Qual deve ser então o módulo, a direção e
o sentido do campo resultante no ponto Q?
(c) Qual deve ser o módulo, a direção e o
sentido do campo resultante no ponto S ?

Figura 16 – Problemas 46, 47 e 48.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

47. Repita o Problema 46 considerando agora (a) Determine o torque que a primeira espira
na Figura 16 as duas correntes no mesmo sentido exerce sobre a segunda,
entrando no plano da página. (b) Calcule a energia potencial para a segunda
espira em virtude dessa interação.
48. Tome como referência a situação descrita (c) Qual é a simplificação que obtemos
no Problema 46. Considere um terceiro fio longo considerando x muito maior do que a? E para x muito
paralelo aos outros dois primeiros passando pelo ponto menor do que a ?
P (Figura 16) e suponha que cada fio conduza uma
corrente de 6,00 A. Considere a = 40.0 cm e x = 60.0
cm. Determine o módulo, a direção e o sentido da
força por unidade de comprimento exercida sobre o
terceirofio supondo que a corrente que ele conduz
possui sentido 25
(a) entrando no plano da página;
(b) saindo do plano da página.

49. Dois tios longos paralelos estão suspensos


por meio de cordas de 4.00 cm de comprimento presas
a um eixo comum (Figura 17). Os fios possuem massa
por unidade de comprimento igual a 0.0125 kg/m e
conduzem correntes de mesmo módulo, porém de
sentidos contrários. Qual é a corrente em cada fio,
sabendo que as cordas de sustentação formam um
ângulo de 6.00° com a vertical?

Figura 18- Problema 49.

29.52 Os fios que formam as


semicircunferências indicadas na Figura 19 possuem
raios a e b. Determine o módulo, a direção e o sentido
do campo magnético resultante produzido pelas
correntes dos fios no ponto P.

Figura 17 - Problema 49.

50. O fio retilíneo longo AB indicado na


Figura 18 conduz uma corrente de 14.0 A. A espira
retangular cuja aresta mais longa é paralela ao fio
conduz uma corrente de 5.0 A. Determine o módulo, a
direção e o sentido da força magnética resultante Figura 19- Problema 49.
produzida pelo campo do fio e exercida sobre a espira.

51. Uma espira circular de raio a possui N 53. Bobinas de Helmholtz. A Figura 20
espiras c conduz uma corrente I. Uma segunda espira mostra a seção reta de duas bobinas circulares com raio
circular de raio b possui N' espiras e conduz uma a, cada uma delas com N espiras que conduzem uma
corrente I’ e seu centro está localizado sobre o eixo da corrente I no mesmo sentido. A distância entre as
primeira espira a uma distância x do centro da primeira bobinas é igual ao raio a das bobinas. As bobinas dessa
espira. A segunda espira é inclinada de modo que seu configuração denominam-se bobinas de Helmholiz e
eixo forme um ângulo θ com o eixo da primeira. A produzem um campo magnético bastante uniforme na
distância x é maior do que a e do que a'. região entre elas.

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

(a) Deduza uma expressão para o módulo do 55. O fio na Figura 22 conduz, uma corrente I
 no sentido indicado. O fio é constituído por uma seção
campo magnético B em um ponto situado a uma
distância x à direita do ponto P, que está no centro de retilínea longa, uma seção correspondente a um quarto
simetria das bobinas, de circunferência e outra seção retilínea longa. Calcule
 o módulo, a direção e o sentido do campo magnético
(b) Faça um gráfico de B contra x desde x = resultante no centro de curvatura da seção
0 até x = a/2. Compare o gráfico obtido com o campo correspondente a um quarto de circunferência (ponto
magnético produzido apenas pela bobina da direita, P).
(c) Usando a expressão obtida no item (a)
obtenha o módulo do campo magnético no ponto P
(d) Calcule o valor do módulo do campo
magnético no ponto P considerando N = 300 espiras, I
= 6.00 A e a = 8,00 cm. 26
(e) Calcule dB/dx e d2B/dx2 no ponto P(x = 0).
Discuta como seus resultados podem mostrar
que o campo é bem uniforme nas vizinhanças do ponto
P.

Figura 22 - Problema 55.

56. O fio indicado na Figura 23 possui


comprimento infinito e conduz, uma corrente I.
Determine o módulo, a direção e o sentido do campo
magnético resultante produzido pelo fiono ponto P.

Figura 20 - Problema 55.

54. Determine o módulo, a direção c o sentido


do campo magnético produzido no ponto P da Figura
19 pela corrente que circula na espira retangular. (O
ponto P esta no centro do retângulo.)
(Dicaí: O espaço vazio no lado esquerdo
onde os fios entram no retângulo e saem dele é tão
pequeno que o lado esquerdo do retângulo pode ser
considerado um fio contínuo de comprimento igual a Figura 23 - Problema 56.
b.)
57. Um fio retilínco longo com seção reta
circular de raio R conduz uma corrente I. Suponha que
a densidade de corrente não seja constante ao longo da
seção reta do fio, porém varie de acordo com a relação
J = r, onde é uma constante,
(a) Sabendo que a integral de J ao longo da
seção reta do fio fornece a corrente total I determine a
constante em termos de I e de R
(b) Use a lei de Ampere para determinar o
campo magnético B(r) para:
(i) r R,
(ii) r R. Forneça suas respostas em função
de I.
Figura 21 - Problema 54.
58. (a) Para o cabo coaxial do Exercício 24,
deduza uma expressão para o módulo do campo

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

magnético para os pontos do interior do condutor 62. Um cilindro comprido, com seu eixo
central (r < a). Compare seu resultado para r = a com orientado ao longo do eixo Oz possui uma densidade
o resultado obtido no item (a) do Exercício 24 no 
de corrente J . A densidade de corrente, embora seja
mesmo ponto,
simétrica em relação ao eixo do cilindro, não é
(b) Para esse cabo coaxial, deduza uma
constante, porém varia de acordo com a relação:
expressão para o campo nos pontos do interior do tubo
r a
(b < r < c). Compare seu resultado para r = b com o b
resultado obtido no item (a) do Exercício 24 no mesmo  e kˆ para r a,
J r
ponto. Compare seu resultado para r = c com o 
resultado obtido no item (b) do Exercício 24 no mesmo 0 para r a,
ponto.
onde a é o raio de cilindro e r é a distância radial entre
o ponto considerado e o eixo do cilindro, b é uma
59. O campo elétrico de um fio retilíneo 27
infinito com cargas positivas é direcionado radialmente constante igual a 600 A.m-1, e é uma constante igual
para fora do fio e pode ser calculado a partir da lei de a 2.50 cm.
Gauss para o campo elétrico (veja o Exemplo 23.6 na (a) Seja I0 a corrente total que passa através
Seção 23.5). Aplique a lei de Gauss para o magnetismo da seção reta do fio. Obtenha uma expressão para a
para mostrar que o campo magnético de um condutor corrente I0, em termos de b, e a. Faça os cálculos
retilíneo infinito que condu/. uma corrente não pode para obter o valor numérico de I0.
possuir um componente radial. (b) Usando a lei de Ampére, deduza uma
expressão para o módulo do campo magnético

60. Um condutor possui forma de um cilindro magnético B na região r a .
oco, sendo a o raio interno e b o raio externo. Ele Expresse o resultado em função de I0 em vez
conduz uma corrente I uniformemente distribuída ao de b.
longo da sua seção reta. Deduza expressões para o (c) Obtenha uma expressão para a corrente I0
módulo do campo magnético nas seguintes regiões: contida em uma seção reta circular de raio r a e
(a) r < a: (b) a < r < b; (c) r > b. centralizada sobre o eixo do cilindro.
(d) Aplicando a lei de Ampére, deduza uma
61. Um cilindro comprido, com seu eixo 
expressão para o módulo do campo magnético B na
orientado ao longo do eixo Oz possui uma densidade
 região r a. Como se comparam os resultados dos
de corrente J . A densidade de corrente, embora seja itens (b) e (d) para r = a ?
simétrica em relação ao eixo do cilindro, não é
constante e varia de acordo com a relação 63. Integre B dado pela Equação:
2 I0 r
2
I a2
kˆ para r
0
 1 a, B 3
J a2 a 2 ( x2 a2 ) 2

0 para r a, desde - até + .
Ou seja. faça a integral:
Onde a é o raio do cilindro, r é a distância
radial entre o ponto considerado e o eixo do cilindro e
Bx dx
I0 é uma constante dada em ampéres.
(a) Mostre que I0 é a corrente total que passa
Explique o significado físico de seu
através da seção reta do fio.
resultado.
(b) Usando a Lei de Ampére, deduza uma

expressão para o módulo do campo magnético B na 64. Em uma região do espaço onde não ha
região r a . nenhuma corrente de condução e nenhuma corrente de
(c) Obtenha uma expressão para a corrente I deslocamento, é impossível existir um campo
contida em uma seção reta circular de raio r a e magnético que caia repentinamente para zero. Para
centralizada sobre o eixo do cilindro. provar essa afirmação, use o método da contradição.
(d) Aplicando a Lei de Ampére, deduza uma Suponha que esse caso seja possível: a seguir, mostre

expressão para o módulo do campo magnético B na que essa hipótese contradiz alguma lei da física.
região r a. Como se comparam os resultados de (b) e (a) Na metade inferior de uma folha de papel,
(d) para r = a ? desenhe linhas paralelas igualmente espaçadas para
representar um campo magnético uniforme orientado
da esquerda para a direita. Use linhas tracejadas para

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

desenhar um retângulo abcda com o lado horizontal ab atômica do ferro em grama por mól é 55.8 uma. O
dentro do campo magnético e com o lado horizontal cd símbolo químico do ferro é Fe.
na parle superior da folha onde B = 0.
(b) Mostre que a integração ao longo desse
retângulo entra em contradição com a lei de Ampére.

65. Um plano infinito conduzindo uma


corrente. Condutores retilíneos longos, com seçóes
relas quadradas, cada um deles conduzindo uma
corrente I são colocados um ao lado do outro formando
uma placa fina que se estende até o infinito (Figura
24). Os condutores se distribuem sobre o plano xy
paralelamente ao eixo Oy e conduzem uma corrente no 28
sentido +Oy. Existem n condutores por unidade
comprimento ao longo do eixo Ox.
(a) Determine o módulo, a direção e o sentido Figura 25 - Problema66.
do campo magnético a uma distância a abaixo do plano
da corrente. 68. (a) Discutimos como um dipolo
(b) Encontre o módulo, a direção e o sentido magnético, tal como uma espira de corrente ou um
do campo magnético a uma distância a acima do plano objeto magnetizado, pode ser atraído ou repelido por
da corrente. um imã. Use esse raciocínio para explicar por que
qualquer um dos pólos de um imã atrai tanto materiais
paramagnéticos quanto materiais ferromagnéticos
(inicialmente não magnetizados), porém repele
materiais diamagnéticos.
(b) A força que um imã exerce sobre um
objeto é diretamente proporcional ao momento
magnético do objeto. Um dado imã é suficientemente
forte para atrair um cubo de ferro recozido (K= 1400)
com aresta de 2,00 cm mantendo o ferro grudado em
um dos seus pólos; ou seja, o imã exerce sobre o cubo
de ferro uma força de baixo para cima igual ao peso do
cubo. Se, em vêz disso, você tentasse sustentar um
Figura 24 - Problema 65. cubo de alumínio com aresta de 2,00 cm, qual seria a
força de baixo para cima exercida pelo imã sobre o
66. Condutores retilíneos longos, com seções cubo? Como essa força se compara com o peso do
retas quadradas, cada um deles condu/.indo uma cubo? O cubo de alumínio ficaria grudado no imã ?
corrente I são colocados um ao lado do outro formando (Dica: Você precisa usar informaçóes das tabelas 14.1
uma placa fina que se estende até o infinito, sendo o e 29. l.)
sentido da corrente para fora do plano da pagina (c) Se você tentar sustentar um cubo de prata
(Figura 25). Um segundo plano infinito é colocado com aresta de 2.00 cm. qual será o módulo, a direção e
sobre o primeiro, sendo o sentido da corrente para o sentido da força magnética exercida pelo imã sobre o
dentro do plano da página. Cada plano possui n cubo? Como essa torça se compara com o peso do
condutores por unidade de comprimento. (Use como cubo? O efeito dessa força magnética poderia ser
referencia o Problema 65.) notado?
Calcule o módulo, a direção e o sentido do
campo magnético resultante: 69. Um capacitor possui duas placas paralelas
(a) no ponto P acima do plano superior; de área A separadas por uma distância d. O espaço
(b) no ponto K entre os dois planos; entre as placas está preenchido por um material que
(c) no ponto S abaixo do plano interior. possui constante dielétrica K. O material não é um
isolante perfeito, porém possui uma resistividade . O
67. Um pedaço de ferro possui magnetização capacitor está inicialmente carregado com uma carga
M = 6.50.104 A/m. Calcule o momento de dipolo de módulo igual a Q0 sobre cada placa; a seguir, ele
magnético médio por átomo no interior do pedaço de começa a se descarregar gradualmente por condução
ferro. Expresse sua resposta em A.m2 e em magnetons através do dielétrico.
de Bohr. A densidade do ferro é 7.8g/cm3 e a massa

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

(a) Calcule a densidade de corrente de onde R é a resistência total do circuito,


condução jC, através do dielétrico. (b) Determine v0 numericamente sabendo que
(b) Mostre que a cada instante a densidade de o capacitor foi inicialmente carregado mediante a
corrente de deslocamento possui o mesmo módulo, conexão a uma fonte de 3.00 kV e considerando =
porém sentido contrário ao da densidade de corrente de 4.50.10-3 kg/m, d = 3.00 cm, C = 2.50 F e R =
condução, de modo que a densidade de corrente 0.0480
resultante é sempre igual a zero. (c) Que altura h cada fio atingirá depois que a
conexão for estabelecida?
70. Um fio de silício puro (resislividade =
2300 m) está conduzindo uma corrente. O campo
elétrico varia senoidalmente com o tempo de acordo
com a equação:
E E0 sen( t) 29
, onde E0 = 0.450 V/m, 2 f eféa
frequência f = 120 Hz.
(a) Calcule o módulo da densidade de
corrente de condução máxima no fio.
(b) Supondo = 0, determine densidade de
corrente de deslocamento máxima no fio c compare o
resultado com a resposta do item (a),
(c) Para qual freqüência f a densidade de
corrente de deslocamento máxima torna-se igual à
densidade decorrente de condução máxima, se = 0 ,
(o que não é verdade) ?
(d) Para a freqüência calculada no item (c), Figura 26 – Problema desafiador 71.
qual é a fase relativa da corrente de condução e da
corrente de deslocamento ? 72. Uma correia larga e longa possui uma
carga positiva uniforme por unidade de área da sua
PROBLEMAS DESAFIADORES superfície. Rolos instalados nas suas extremidades
movem a correia com uma velocidade constante v.
71. Dois longos fios retilíneos condutores com Determine o módulo, a direção e o sentido do campo
massa específica linear estão suspensos por meio de magnético produzido pela correia que se move em um
cordas de modo que eles ficam dispostos paralelamente ponto imediatamente acima da sua superfície.
sobre um plano horizontal e a distância entre eles é (Dica: Para pontos afastados das extremidades
igual a d. As extremidades da direita dos fios são da correia, ela pode ser considerada um plano infinito
conectadas entre si por meio de um fio frouxo de de corrente tal como no Problema 65.)
resistência desprezível. Um capacitor carregado
(capacitância C) é ligado ao sistema; a placa positiva 73. Um disco dielétrico carregado. Um
do capacitor (carga inicial +Q0) está conectada com a disco dielétrico fino com raio n possui uma carga total
extremidade da esquerda de um dos fios e a placa +Q distribuída uniformemente sobre sua superfície.
negativa do capacitor (carga inicial –Q0) está Ele gira n vezes por segundo em torno de um eixo
conectada com a extremidade da esquerda do outro fio perpendicular a sua superfície passando por seu centro.
(Figura 26). Ambas as conexões são feitas mediante Calcule o campo magnético no centro do disco.
fios frouxos com resistências desprezíveis. Quando a (Dica: Divida o disco em anéis concêntricos
conexão é estabelecida, os fios são repelidos com largura infinitesimal.)
lateralmente pela ação das forças magnéticas
repulsivas das correntes de sentidos contrários, e cada
fio adquire uma velocidade inicial ün. Suponha que o
tempo de descarga do capacitor seja desprezível em
relação ao tempo do deslocamento dos fios.
(a) Mostre que a velocidade inicial dos fios é
dada por:
0 Q02
v0
4 R C d

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori
Exercícios – PARTE A – Física III – Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético - Prof. Dr. Cláudio S. Sartori

Figura 27 - Problema Desafiador 74. 30

74. Um fio contido no plano yz forma uma


seinicircunferência de raio a com centro de curvatura
na origem (Figura 27). Sendo I a corrente que circula
no fio, calcule os componentes do campo magnético
produzido no ponto P situado sobre o eixo Ox e a uma
distância x para fora do centro. (Nota: Não se esqueça
de incluir a contribuição do fio relilineo na parte
interior da semicircunferência que vai da extremidade z
= -a até z = +a. Você pode usar o fato de que é igual a
zero o campo magnético produzido pelas correntes
antiparalelas nos trechos retilíneos para z > a, porém
você deve explicar esse fato.)

Campo Magnético e Fontes de Campo Magnético – Física III – Prof. Dr. Cláudio S. Sartori