Você está na página 1de 1

Argumentando

DEZ MOTIVOS
PARA CONHECER O ESPIRITISMO
Ricardo Rodrigues Escodelario - Campinas/SP

1º Por ser uma Doutrina calca-


da em fatos, tendo como ob-
truir a lei, porém cumpri-la”, tam-
bém o Espiritismo diz: “Não ve-
mundo, encorajando-o diante das
tribulações que o acompanham;
jeto de estudo os Espíritos e os fe- nho destruir a lei cristã, mas dar-
nômenos espirituais existentes
em vários povos, em todos os tem-
lhe execução.” “Nada ensina em
contrário ao que ensinou Jesus;
9º Por ser a Terceira Revelação,
o Consolador prometido por
pos, sendo pesquisados com serie- mas desenvolve, completa e expli- Jesus “Se me amais, guardai os
dade e métodos por cientistas, fi- ca, em termos claros e para toda a meus mandamentos. E eu rogarei
lósofos, religiosos, que comprova- gente, o que foi dito apenas sob ao Pai, e Ele vos dará outro Con-
ram, através dos fatos, a veracida- forma alegórica;”1 solador, para que fique eterna-
de das manifestações e a realidade mente convosco, o Espírito da
do mundo espiritual em diversas
circunstâncias;
5º Por não desrespeitar e preju-
dicar ninguém, fazendo o
Verdade, a quem o mundo não po-
de receber, porque não o vê, nem
oposto, estimulando e concla- o conhece. Mas vós o conhecereis,
2º Pelos seus princípios: Deus,
criação, imortalidade e co-
mando para o auto aperfeiçoa-
mento intelecto-moral, tendo por
porque ele ficará convosco e esta-
rá em vós. Mas o Consolador, que
municabilidade da alma, evolução divisa a bandeira da caridade; é o Espírito Santo, a quem o Pai
dos seres vivos através da reen- enviará em meu nome, vos ensi-
carnação, pluralidade dos mundos
habitados;
6º Porque facilita o conheci-
mento espiritual através dos
nará todas as coisas, e vos fará
lembrar de tudo o que vos tenho
livros básicos da codificação, sen- dito;” 2
3º Por ser a Doutrina do Bom
Senso (aplicação correta da
do eles: O Livro dos Espíritos, O Li-
vro dos Médiuns, O Evangelho Se- 10º Por conduzir a um aprimo-
lógica e da razão em cada caso gundo o Espiritismo, O Céu e o In- ramento intelecto-moral,
particular da vida) que dá respos- ferno e A Gênese, constituindo a por ser, o Espiritismo, uma doutri-
tas lúcidas para as questões fun- Doutrina Espírita; na filosófica de bases científicas e
damentais do Ser humano, tais co- conseqüências morais.
mo: Quem somos? O que ocorrerá
conosco após a morte? Quem nos
7º Por não exigir uma crença
cega, ofertando a quem o
criou? Existindo Deus, por que há compreende a fé inabalável, que
tanto sofrimento e injustiças na pode encarar a razão face a face
Terra? Qual o objetivo da existên- em todas as épocas da humanida-
cia humana?; de;
1 O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. I,

4º Pela concordância com os


ensinos de Jesus. Assim co-
8º Por conduzir o seu adepto à
resignação nas vicissitudes
item 07, Ed. FEB.

2 João, cap. XIV: 15 a 17; 26.


mo o Cristo disse: “Não vim des- da vida, ampliando sua visão de

31 FidelidadESPÍRITA Janeiro 2003