Você está na página 1de 20

Humanismo X cristianismo

Cristão: Tanto o humanismo quanto o teocentrismo podem ser extremamente violentos. O


Judaísmo e o Islamismo são religiões guerreiras e o Cristianismo, a despeito do pacifismo do
discurso de JESUS, não está livre de suas raízes judaicas. Os discursos humanistas,
identicamente, não abrem mão do uso da força para sua implementação. A força, tacitamente
ou não, é necessária para manter qualquer sistema social. Mesmo os pacifistas fazem uso de
força, quando optam por boicote ou pela desobediência civil.
Se todos concordassem que devemos fazer uso de argumentações lógicas baseadas em fatos
da experiência, não seria preciso o uso da força. Como algumas pessoas são incapazes por
várias razões de não seguirem o mandamento de NUNCA INICIAR o uso da força, então por
uma questão de sobrevivência temos que nos preparar ativamente para não sermos vitimas
dos que fazem uso da violência.

Cristão: Não foi na Bíblia que Stálin baseou-se para suas ações, mas no humanista marxismo.
O uso da força como via de transformação social é básico do marxismo. Há um livro de Trotsky
(que só não matou tanto quanto Stálin porque não teve chance), “A Moral Deles e a Nossa",
onde ele trata da questão moral do revolucionário marxista. Ele simplesmente não coloca
limites aos recursos que um marxista possa usar visando a "vitória do proletariado". Não foi na
Bíblia que eles se inspiraram; pelo contrário, os marxistas sempre combateram a Bíblia e o
Corão.
Bem, eu não sou marxista. Portanto não preciso nem defender minha posição nessa questão.
Mas posso dizer uma coisa, eles poderiam ter se inspirado na Bíblia e fariam a mesma coisa.
Deus ordenou o genocídio de todos os povos não hebreus para que os mesmos ocupassem a
Terra Prometida. Deus não aceitava os deuses dos outros povos, os marxistas não aceitavam o
sistema social dos outros povos. No final, dá na mesma. Você precisa de uma desculpa
qualquer para praticar atos imorais. Os hebreus "o ciúme de Deus" e os marxistas usaram o
"ideal de um Estado perfeito". Mas a metodologia usada foi à mesma. INICIARAM o uso da
força.

"E se for para comparar, A Bíblia e o Corão provocaram e provocam muito mais mortes que os
livros que você citou".

Cristão: Não creio que seja isso que estejamos discutindo, mas se o humanismo é ou não
"bonzinho" e que não é sinônimo de humanitarismo. Que o teocentrismo pode ser violento, eu
já admiti. Mesmo assim, acho difícil fazer essa medida. Colocaríamos de um lado as vítimas de
Pol Pot, Fidel, Robespierre, Lênin, Sendero Luminoso, Brigadas Vermelhas, Mao, Tito, Stálin,
Hitler, o Império Romano pré-cristão, do xá Pahlevi, de Idi Amin Dada, dos EUA, etc; do outro
lado, as vítimas da Inquisição, do Mossad, de Maomé, de Davi, Josué, Moisés, Fernando e
Isabel, Khomeiny, do Bin Laden, do Hiroito, o Império Romano pós-cristão, etc. Certamente
daria uma outra longa discussão sobre onde certa ideologia se enquadra.
Foi justamente isso que disse antes. Você tinha dito que o humanismo levava a violência e eu
mostrei o outro lado que o teocentrismo faz a mesma coisa. Qualquer sistema pode levar a
violência dependendo das idéias seguidas. O ponto que levantei é que no humanismo não
existem "Vacas Sagradas", se uma idéia não funciona ela é eliminada inexoravelmente. Já o
teocentrismo é ESTÁTICO. Leis que foram criadas em situações completamente diversas das
de hoje ainda tem que ser cumpridas. Quando a lei é universal, ela é boa. Mas certas leis
religiosas não têm o menor cabimento hoje, pois as circunstancias mudaram. As leis
humanistas são mutáveis ou não dependendo da sua praticidade dentro de um contexto social,
as leis teocentricas são imutáveis.

"E também não esqueça que Hitler teve uma formação CATÓLICA".

Cristão: "Há muita diferença entre o discurso católico e de Hitler”.


Mesmo comparando-se com Ignácio de Loyola ou Savonarola, há muita diferença. O discurso
de Hitler é claramente humanista e ele mesmo no Mein Kampf, dentro de seus pragmatismos,
afirma que nenhum movimento político deve entrar em choque com a religião, se não quiser
fracassar. Hitler assume-se cristão, mas fica no ar se ele faz isso sinceramente ou para não dar
armas a seus inimigos. Há humanistas que não rejeitam a fé. O melhor exemplo disso é Kant,
que por sinal procurou deduzir a existência de DEUS Por meio da razão prática, como ele
chamou a razão aplicada à ética. Para Kant há uma harmonia entre a razão e a moral - o que é
rejeitado completamente por Nietzsche. Este pensamento kantiano é a base do direito
ocidental atual, que se baseia num pensador chamado Kelsen, cuja ideologia é chamada
‘racionalismo dogmático'. Outros exemplos são Voltaire, Descartes, Pascal, Spinoza. Ou seja,
se o teocentrista não tem dúvida da existência de DEUS e parte d’ele para suas considerações,
os humanistas não são todos ateus. Os humanistas que crêem em DEUS, porém, buscam pela
razão justificar DEUS, seja quanto à ética, seja quanto à existência. É óbvio que este
humanismo é moderado, sua radicalidade se dá no irracionalismo.

Novamente, eu não sou nazista, portanto não estou defendendo essa doutrina aqui. Do
mesmo jeito que você pode afirmar que Hitler veio do humanismo (O que é questionável
sendo que ele matou os inimigos de cristo como disse que faria {judeus, homossexuais, etc},
sendo assim eu também poderia, dentro das declarações de Hitler, afirmar que ele representa
o lado teocentrico. Para mim, o máximo que pode se dizer é que ele representa o pior de
ambos os lados. Afinal só podemos julgar fatos e palavras e não intenções).
Sim, há humanistas que não negam Deus. E para eu negar ou aceitar Deus é irrelevante para
alguém ser humanista. Um humanista se enfoca no ser humano e não na vontade imutável de
um Deus. Se a fé está ligada a um livro sagrado imutável nas suas idéias, duvido muito que
algum humanista o aceite. Ele pode até mesmo ser hipócrita e procurar distorcer tudo através
da interpretação para dar vazão à razão, ou pode por medo, tentar justificar tudo através da
razão, mas as idéias humanistas requerem evolução constante e as teocráticas requerem
adesão firme a afirmações dogmáticas.
Quanto ao irracionalismo, eu o vejo presente nos dois sistemas. Se você não pensar bastante
nas bases das suas idéias você pode seguir algo totalmente irracional. Mas um humanista
abandona uma idéia irracional com mais facilidade, pois ele não tem "vacas sagradas" como
disse antes. Quanto a Nietzsche, se qualquer um tiver o trabalho de observar com clareza o
comportamento dos animais sociais na natureza verá que seu conceito de luta constante pelo
poder é totalmente errôneo, os animais têm um sistema para decidir quem são os lideres, esse
sistema gera um sistema totalitário, se o líder for justo à sociedade é mais justa e ser for
injusto, mais injusta. Mas há definitivamente uma hierarquia no comportamento dos animais
sociais. Como seres humanos inventamos um sistema melhor para decidir quem é o chefe e
subalternos, etc., no entanto na base, o sistema é o mesmo. E o chefe existe para manter a
ordem social e evitar esse confronto sem fim que por sinal Thomas Hobbes também falou a
respeito em seu livro.
“O conceito do humanismo é perfeitamente válido, pois ele simplesmente afirma que devemos
deixar de lado essas idéias do sobrenatural, de obediência a SERES DESCARNADOS e a lidar
com a realidade da vida como ela é".

Cristão: "Como colocamos acima, nem todo humanista abandona a metafísica. Os positivistas,
os marxistas são apenas duas correntes que abandonam o metafísico".
E eu não pertenço a nenhuma dessas categorias. Acreditar ou não em Deus é uma decisão
pessoal. O que me oponho é que você use Deus para fazer com que outros FAÇAM o que você
mandar. O que me oponho é a MANIPULAÇAO de Deus. Deus é uma arma muito poderosa,
mais poderosa que a bomba atômica. Se você deixar um profeta qualquer manipular a mente
dos fiéis fazendo os crê que representa Deus na terra ou é guiado pelo Espírito Santo, ele pode
levar os mesmos a fazer qualquer tipo de barbaridade que possamos imaginar. Temos
exemplos constantes na mídia e na história da humanidade.

"Um humanista tem uma FORÇA que um religioso não tem. Ele MUDA seus conceitos se vê
que algo não funciona. Os religiosos estão CONDENADOS ao ARCAISMO moral porque não
permitem MUDANÇAS em seus livros sagrados. Tanto a bíblia quanto o Corão estão cheios de
arcaísmos morais CRIADOS numa época remota e que não são mais validos hoje".

Cristão: "Moral não é como um carro, que você pode comparar o modelo 1920 com o modelo
2002. Não é o fato de a democracia grega ser anterior ao feudalismo que justificará eu dizer
que o feudalismo é mais moderno e a democracia mais arcaica”.
Não há "moral válida" e "moral não válida". Quem vai julgar? Cada um tem sua moral e julga a
do outro a partir da sua. Moral é algo arbitrário. Para um, aborto é errado; para outro, é um
direito. A perenidade dos conceitos morais das religiões é o seu grande atrativo. Buscamos
segurança e estabilidade. Entre entregar minha vida a um contrato estável ou entregar a um
Pol Pot ou Sartre, eu prefiro entregar à primeira. As religiões incomodam as ideologias
filosóficas porque bloqueiam o domínio que muitos intelectuais, políticos e grupos econômicos
desejam ter sobre as massas. Ao fraco, ao pobre, interessa um instrumento que o proteja do
forte. Este instrumento é um ser mais poderoso que os governantes e os mercados. Não é à
toa que historicamente as elites políticas entram em choque com as elites sacerdotais. Não é à
toa que as elites políticas tentam trazer para si mesmas a determinação da moral popular. Não
estou dizendo que os sacerdotes sejam sempre os bonzinhos e os políticos os maus, estou
dizendo que os dois estão sob suspeita, mas que a perenidade dos conceitos religiosos e sua
simplicidade é uma arma na mão do povo.
--- Como toda verdade você a comprova ou não pela prática. Se você usa um preceito moral e
vê que ele é bom, que produz o bem. Ele permanece. Como tudo na natureza ou na vida
social, o que funciona fica, o que não funciona é rejeitado. Esse é o processo em si de
qualquer evolução. O que me oponho é a idéia de uma moral imutável.
Isso vai contra os princípios evolutivos. Qualquer lei deve ser constantemente posta a prova,
se não funcionar. Good riddance! Tchau e benção.
Você diz que não há moral válida e moral inválida. Se você diz isso, então você está dizendo
que moral não existe. Foi justamente esse o ponto que fiz anteriormente. Se moral não existe,
moral é tudo aquilo que o representante disser que é. Eu digo que moral existe e pode ser
observada na própria natureza no comportamento dos animais sociais. Outro dia mesmo vi um
exemplo entre os elefantes. Um bebe se atolou na lama e a manada inteira quase morreu para
tirá-lo de lá. Quer exemplo maior de moral que esse?
Moral é o que fica. Moral é querer o bem sempre e procurar meio de aplicá-lo. Vamos errar,
sim, mas não devemos persistir no erro.
Se existe um Deus, ele é evolução constante porque isso pode ser constatado olhando a
natureza. As coisas mudam o tempo todo. E ficam melhores. Sendo assim, a moral tem que
passar pelo mesmo processo renovador.

Segurança e estabilidade não existem na natureza ou vida. A vida muda constantemente e isso
você mesmo pode constatar. Quantas reviravoltas se deram na sua vida? Aposto que muitas.
Querer a imutabilidade é querer o impossível. O universo ou Deus é dinâmico e não estático.
Ninguém precisa de fé para constatar isso, bastam dois olhos.

E você parte do pressuposto que tem que entregar sua vida a alguém. Quem te disse que isso
é necessário? Você não se entrega a pessoas e sim a princípios. E ao fazer isso, você está se
entregando ao que há de bom em você mesmo. Você tem que se entregar a seu bom senso, a
sua razão, ao seu sentimento. A tudo que você é dentro da intenção do
bem. Vai errar, vai, vai acertar, vai. Assim é a vida. Ninguém é perfeito. Quando você se
entrega totalmente a uma forma de pensar, você acaba tapando os ouvidos e os olhos para
outros pontos de vista e assim você pode estar se fechando para o que há de melhor. Eu
aceito ou rejeito pontos de vista, mas não me entrego a nenhum. O que
faço é pô-los constantemente a prova. Se entregue ao bem que há em você. Você ganha
muito mais.

Todos querem domínio sobre as massas. Religiões e filosofias e a própria ciência. Você não
pode dizer que só um grupo deseja isso. A questão não é o domínio em si, a questão é se esse
domínio levará ao bem ou não.

Você diz que o fraco precisa de um instrumento de proteção. Isso é obvio e a natureza
novamente mostra isso. O exemplo da manada de elefantes tentando salvar um filhote vem
bem a calhar de novo. Todos são fracos. Não existe o forte na sociedade. Não importa de
quem você está falando, ele tem um ponto fraco. Veja o que aconteceu ao grande empresário
Silvio Santos. Todos os sistemas têm que ser feitos para proteger as fraquezas humanas
porque ninguém é superpoderoso. O super-homem é um mito. Até mesmo nos quadrinhos o
super-homem é vulnerável a kriptonita. Diante disso convém à sociedade proteger o fraco
porque assim está protegendo a si própria.

Você diz que o instrumento de proteção do fraco é um ser mais poderoso que o homem, no
caso Deus e assim a pessoa tem que se entregar à religião. Acontece que Deus não fala
diretamente a população. Ele fala sempre através de um homem. Sendo assim, como
vamos saber o que vem do homem e o que vem de Deus? Se você já fez alguma tradução
você sabe como é difícil traduzir uma linguagem. Ao seguir um homem você nunca saberá se
está de fato seguindo Deus.
Sendo assim, siga seu bom senso, seu intimo, busca o Deus que há em você para ver se o que
ouve faz sentido ou não. Entregar sua mente incondicionalmente a alguém é um crime contra
você mesmo.

Não é a perenidade na moral que é uma arma na mão do povo. É uma mente livre para
interpretar todos os preceitos morais e praticá-los para ver se funcionam e rejeitá-los se
levarem ao mal que é realmente a grande arma do ser humano. A moral é tão evolutiva
quanto tudo que há na natureza. Tudo é dinâmico. Desafio-te a mostrar algo parado na
natureza.
“Se fosse depender da religião a mulher nunca deixaria de ser um cidadão de segunda classe”.

Cristão: "Há religiões matriarcais e religiões que colocam mulheres como sacerdotisas, como
as mães-de-santo, das religiões afro-brasileiras. As religiões de origem semítica realmente são
machistas. Eu sou machista, enquanto cristão”.
Eu estava falando justamente das religiões cristã e muçulmana quando disse que a religião era
machista. Você só comprovou meu ponto.
Na realidade não importa quem domina uma relação. Existem mulheres dominantes e homens
dominantes. De novo a natureza deixa isso claro. As hienas fêmeas é que mandam na sua
sociedade e os leões na sociedade felina. Não é o sexo que determina a liderança e sim
qualidades individuais. Dependendo do sistema uma qualidade se
sobressai sobre as outras e faz com quem um sexo qualquer seja dominante. Veja a área de
recursos humanos nas empresas, geralmente são dominadas por mulheres. Veja a área de
psicologia e ensino.

Temos que ser pragmáticos. Como todos são fracos em alguns pontos, todos são fortes em
outros. Não devemos julgar alguém por uma qualidade apenas ou 2 ou 3. Devemos ver o
conjunto dentro de um contexto social qualquer.
Portanto a idéia de superioridade sexual é um mito. E se você observar na cama, a mulher
pode ter vários orgasmos e o homem?

E ademais, as coisas não são decididas na porrada hoje em dia. Sendo assim, qual o uso para
a força física nas relações do dia a dia? Como disse antes, os fatores mudam e uma qualidade
numa época pode se tornar nula em outra.

------ "A escravidão ainda existiria".

Cristão: "Não se pode generalizar. Há religiões que recusam a escravidão, como as religiões
indígenas pré-colombianas. O que dizer gregos e dos romanos? Não eram cristãos e eram
escravocratas. O humanismo não é essencialmente contrário à escravidão, tanto o prova que a
escravidão chegou até o séc. XIX mesmo em países democráticos. Houve mesmo humanistas
como Montesquieu e Voltaire que eram escravagistas".

---Meu argumento acima se referia ao cristianismo e o judaísmo. Esses dois sistemas são
escravocratas. E sim existiram humanistas que eram escravagistas. Mas como disse antes o
humanismo prevê uma moral evolutiva. Sendo assim, eles hoje não seriam. No entanto se o
cristão tiver que seguir a Bíblia a risca mesmo, ele terá que apoiar essa
prática. Você apóia?

---"O estado teria poder totalitário, pois "todas as autoridades foram estabelecidas por Deus"
como diz a bíblia e assim por diante. A maioria dos nossos direitos veio do humanismo e não
das religiões.
Foi o humanismo que mudou a cara do mundo e não as religiões.

%%%%%%%%%%
Cristão: "É verdade? O que você entende por direito, o sistema ou o conteúdo? Se você
estudar direito romano verá o impacto do Cristianismo no abrandamento das penas. Os valores
morais não podem ser deduzidos racionalmente. Este é o grande erro de muitos
intelectuais, não percebem que quando se revoltam contra a escravidão, revoltam-se porque já
foi incutido em seu superego que um homem tem o valor de outro homem. Isto não é natural.
O homem não nasce naturalmente solidário e antiescravocrata. Eduque uma pessoa a crer que
tem direito de alimentar-se da carne de boi, que ele crerá nisso e não se importará nem um
pouco com a dignidade do animal. Eduque uma pessoa a crer que brancos têm Direito de
escravizar negros, e ele será um escravocrata com a mesma naturalidade que se compra e
vende um cavalo hoje em dia”.

---E se você estudar o direito cristão depois da derrota completa do pensamento romano verá
uma volta à barbárie. Eles tentaram abrandar porque queriam mais fiéis, depois que subiram
ao poder, o abrandamento não interessava mais.
Agora dizer que valores morais não podem ser deduzidos pela razão.
Discordo totalmente. Olhe a natureza de novo. Você verá o que funciona e o que não. A moral
existe entre os babuínos, esse é um exemplo que você pode observar. Eles não permitem que
babuínos maiores batam nos menores, eles defendem os filhotes, eles não permitem o estupro
em sua sociedade. Eu poderia citar outros exemplos. Quer um exemplo de altruísmo? Os
morcegos nunca comem todo o alimento que encontram. Eles deixam parte na garganta e
regurgitam para o próximo. Eu posso dar diversos exemplos dessa natureza porque para mim
a natureza ou realidade é minha bíblia.

Quanto à escravidão é fácil ver porque é uma pratica ruim. Basta usar a razão e o sentimento.
O sentimento é um entre vários determinantes da razão. Todo ser humano em maior ou menor
grau tem a capacidade de se colocar no lugar do próximo. É por isso que quando assistimos a
um filme dramático na televisão, choramos e choramos. Pelo menos eu sou assim. Não é
porque eu fui educado para chorar diante da situação que choro. Crianças fazem o mesmo
quando entendem a situação.
Eu adoro assistir filmes de toda espécie com meu filho e gosto de lhe contar o que está
acontecendo. Outro dia, estávamos assistindo a um filme sobre um animal que perdeu toda
família e era o ultimo da espécie. Meu filho chorou e chorou, sem ter-lhe dito o que sentir a
respeito porque ele entendeu o que significa SOLIDÃO. Ele entendeu o que significa não ter
ninguém para dividir tudo de bom e ruim. E ele só tem 5 anos.

Ponha-se no lugar de um escravo. Faça como qualquer um faria assistindo a um filme. Um


escravo não tem liberdade. Um escravo só obedece. Um escravo não é dono nem da própria
família. Um direito que qualquer animal tem, de estar ligado ao filho, lhe é negado. Qualquer
pessoa que tem um mínimo de empatia verá que essa prática é nociva. E como disse eu não
precisei usar nada que não fosse o próprio ser humano para chegar a essa conclusão.
O mal das pessoas é achar que tudo ou é razão ou é emoção. O ser humano é formado de
emoções, razoes, sentimentos, e vários outros fatores. E empatia é um deles. E a observação
faz você ver a realidade.

Claro que muitos podem se deixar levar pelos outros. Muitos não pensam. Eles simplesmente
absorvem totalmente os valores sociais. Mas pelo que eu saiba, o ser humano é um ser
pensante. Sendo assim, a totalidade dos seres humanos não vai aceitar uma injustiça e com o
tempo ela é derrubada. Tanto isso é verdade que apesar de ter nascido num país cristão, eu
não sou. A maioria pode ser. Mas um é a exceção.
E para falar a verdade, pelo que eu saiba Jesus também não representava a maioria judaica.
Ele era no começo uma minoria de um apenas. E pelo que eu saiba também, Não importando
o mérito do que ensinou. Ele PENSAVA diferente. Ou talvez simplesmente, ele PENSAVA.
Cristão: “O estimulo secreto dos livres pensadores franceses, de Voltaire a Auguste Comte,
não era permanecer por trás do ideal cristão (...), mas excedê-lo, se possível. Comte, com o
seu "viver para os outros", foi mais cristão do que o Cristianismo. Na Alemanha havia
Schopenhauer, e na Inglaterra, John Stuart Mill, que deram à maior fama à teoria da afeições
solidárias, da piedade e da utilidade para com os outros como o princípio da ação. (...) Todos
os sistemas de socialismo colocaram-se, sem o saber.

---Acho que você e todos os filósofos que mencionou estão esquecendo de um pequeno
detalhe. O mundo inteiro não é e nem nunca foi totalmente dominado pela idéia cristã. Quanto
a Schopenhauer, eu sei que ele foi inspirado muito mais pelo budismo que pelo cristianismo.
Isso você pode checar. As tribos indígenas americanas e brasileiras tinham e tem esse conceito
de solidariedade, por exemplo, sem nunca terem entrado em contato com um cristão. E
também você está tentando dizer que algum japonês ou chinês como Confúcio, por exemplo,
ou um indiano como Buda vieram até a Europa para desenvolver seus sistemas éticos e
morais? O mundo não é cristão. O mundo é pluralista. Eu poderia escrever páginas e páginas
de conceitos morais úteis até hoje para todos que foram escritos por pessoas que nem tiveram
idéia do que era o cristianismo. Leia os tratados sobre moral escritos por gregos e romanos.
Leia os tratados sobre moral escritos por outras sociedades que não sofrem hoje a influencia
cristã.

Cristão: "sobre o terreno comum dessas doutrinas", Nietzsche, citado em Faguet, On Reading
Nietzsche, Nova York, 1918, p.71. Ou seja, todos estes direitos à dignidade, o respeito ao
próximo, etc., tem origem religiosa.

"Para Nietzsche, o Iluminismo e todas as ideologias que o seguiram, incluindo o marxismo,


tentaram superar o Cristianismo e mostrar que pela razão seria possível alcançar uma moral
superior à cristã em termos de solidariedade humana, paz e racionalidade nas relações
interpessoais".

---Não é verdade novamente. Uma pessoa pode ter uma atitude religiosa sobre qualquer
aspecto social. Dependendo do que você entende por religião. O sistema ético e moral
desenvolvido por Confúcio não tinha nada a ver com Deus, por exemplo, e veja como foi
eficiente. Quando os europeus eram bárbaros os chineses já tinham uma sociedade mais
civilizada. E quanto a Buda? Buda não dava a menor importância a Deus ou deuses. Tudo que
ele escreveu foi sobre e para o ser humano apenas. E veja como os budistas são seres morais.
Veja como são compassivos. Veja como Jainistas por exemplo são tão pacifistas que
andam com um véu na boca para não matar nenhum forma de vida. Sabe o que é
interessante. Essas religiões são humanistas e isso você pode comprovar também.

Às vezes acho que o mal das escolas é achar que a Europa é a única detentora do saber
humano e é por isso que chegamos a essas conclusões errôneas sobre o mesmo e sobre o
humanismo, sem contar que essa atitude é no mínimo racista. Somente uma pessoa ignorante
de outros povos do mundo poderia fazer uma afirmação como a feita acima.
Eu o perdôo pela sua ignorância.

--- "E conseguiram. Os padrões que adotamos hoje são baseados nessas idéias. E se houve
muita matança no processo foi justamente por causa da RESISTÊNCIA da religião que não
queria perder seu poder sobre a mente dos povos”.
%%%%%%%%%%%%
Cristão: "A mente do povo é disputada por todos. Não é a toa que estamos aqui um tentando
convencer o outro”.

--------Concordo.
"Ou você acha que as idéias de democracia, a lei dos direitos humanos, uma sociedade livre e
assim por diante vieram de religiões? Garanto-te que não. Todas as religiões pregam regimes
TOTALITÁRIOS e eu como humanista que sou NÃO DEFENDO NENHUM TIPO DE
TOTALITARISMO”.

Você aqui está fazendo uma associação entre sociedade livre com sociedade solidária - o que é
irreal. Basta ir a muitas democracias e verificar mendigos passando fome, pessoas
consumistas, prostituição infantil, mulheres abortando mesmo tendo poder aquisitivo para criar
o filho, etc. Ao contrário disso, em sociedades mais autoritárias e supostamente solidárias,
como os modelos marxistas ainda que não tenham conseguido acabar com a miséria em seus
países, a reduziram mais que muitos países mais ricos. Em sociedades primitivas, como as
indígenas, observam-se autoritarismo associado a solidariedade. Não generalize: nem todas as
religiões pregam regimes autoritários. Se você abrir a Bíblia, verá os judeus escolhendo seus
juízes e reis e verá os primeiros cristãos escolhendo Matias para apóstolo. O erro, porém, é
pensar: todo totalitarismo é pior que toda democracia. A democracia escravagista norte-
americana era melhor que o totalitarismo chinês atual, ou mais solidária?

---Você tocou no ponto essencial do que creio ser o humanismo. O papel do humanismo é
desenvolver todo o homem e desenvolver todos os homens, sem exceção. Não importa se o
que é pregado pelas autoridades seja moral ou não. A obediência cega a uma autoridade
qualquer não desenvolve o senso moral do ser humano individual. Se você forçar o
ser humano individual a fazer escolhas e optar pelo que é moral e justo você está
desenvolvendo TODA a humanidade. Se uma pessoa faz algo moral só por obediência, essa
pessoa não é moral de fato, ela é hipócrita e falsa. O papel do sistema humanista é fazer a
própria pessoa pensar e julgar por si mesma se algo é moral ou não.
Obediência cega além de não desenvolver a moral, pode levar a atos muito perigosos.
Podemos citar Hitler e Stalin, Moisés e Mohamed.
Essas pessoas tiveram o poder de fazer as pessoas cometerem todo tipo de atrocidade porque
as pessoas não tinham UMA MENTE LIVRE.

--- "Foi do humanismo que surgiu a idéia que qualquer tipo de regime totalitário e autoritário é
NOCIVO ao ser humano. Se você quiser ver um exemplo de como era a Europa antes do
humanismo. Vá para o Irã. Talvez aquele seja SEU ideal de sociedade, não é o meu".

Cristão: "E quando o povo opta pelo autoritarismo? Na Argélia o povo democraticamente
elegeu os xiitas para o poder. Os “democratas" colocaram os partidos teocratas na ilegalidade.
Quem é o totalitário, então. A democracia permite que o povo democraticamente acabe com
ela? A Revolução Francesa descambou em Napoleão - é desse humanista que você está
falando?”.

--- Enquanto o povo um a um, individualmente não tomar para si a responsabilidade de pensar
e decidir o que é certo e errado. A história será sempre a mesma. Temos que comer a maça
todo dia. Adão e Eva comeram a maça. Cabe ao resto da humanidade fazer o mesmo.
Cristão: "Para Nietzsche esse foi o grande erro: para ele a solidariedade é coisa dos fracos e a
finalidade da Humanidade é aguardar o Super Homem, um ser que seja tão superior ao
homem quanto o homem é superior ao macaco".

---Você está confundindo as idéias de um homem com humanismo. Acho melhor você
pesquisar mais sobre o que é o humanismo ao invés de basear tudo que fala NUMA única
definição do Aurélio.
Cristão, Coloquei esta definição, pois era a que estava mais à mão (o Aurélio está a disposição
na UOL), porém se você buscar outros dicionários, principalmente filosóficos, ou mesmo na
Internet, não verá muita diferença".
Posso procurar em dicionários budistas e Confucionistas também? Ou devo me limitar a
dicionários do ocidente? Pois se Nietzsche era humanista, também o eram Buda, Confúcio,
Maavira, entre outros. E eu gostaria que você desse uma olhada nessas doutrinas humanistas:
Budismo, Jainismo e Confucionismo só como exemplos. Mas existem muitas outras.

--- "Quanto a Nietzsche, sim. Ele pregou isso, mas não é isso que o humanismo que creio
prega. O meu segue os ideais da revolução francesa. Igualdade, liberdade e fraternidade".
Isso só para te mostrar que você não está bem inteirada do que é humanismo, você o está
reduzindo a uma corrente apenas.
Cristão, Bem, deixo os textos abaixo, que mostra que o Humanismo vem bem antes do chavão
da Revolução Francesa e vai bem além:

(Ele me mandou vários textos sobre a história do humanismo na Europa).

---Você me mandou toda a história do humanismo OCIDENTAL. Outras culturas não importam
para você? O que você acha que pensariam os budistas, jainistas, confucionistas, etc? Eles
também não são seres humanos? E se as filosofias ou religiões dos mesmos são
essencialmente humanistas porque foram deixados de fora? Somente pessoas cercadas por
cristãos é que devem ser ouvidas? Não é à toa que o pensamento dos seres humanos muitas
vezes não chega a consenso.
Por causa de diferenças raciais e culturais, os ocidentais negam completamente o que outros
tem a dizer. Quando vocês me provarem que asiáticos, índios americanos, negros não são
humanos ai eu vou deixar de estudar sua cultura junto com a nossa. Para mim todos devem
ser ouvidos. O elitismo é nocivo ao ser humano.

--- "E para os religiosos QUALQUER babaca que se diz GUIADO PELO ESPIRITO SANTO se
torna automaticamente o SUPER-HOMEM de Nietzsche e assim faz com que os mesmos o
SIGAM sem usar seu senso critico e assim os força a fazer todo tipo de barbaridade. Com uma
diferença, como a religião oferece algo não possível de verificação, UMA VIDA EM OUTRO
MUNDO, esse estado pode durar para sempre. Agora se você segue a idéia de um homem que
promete o FUTURO E Você vê que o futuro não chega, você se revolta e muda a idéia. O
exemplo é o próprio mundo. Caiu a Alemanha, a Rússia e assim por diante. E o regime
totalitário das religiões persiste até hoje".

Cristão: "Essa persistência é mérito e não defeito. As correntes que desabaram mostraram
sua deficiência nisso. A fé e a moral religiosas são atemporais. O destino dessas crenças
religiosas é confrontarem-se até uma eliminar a outra. Não quero ser profeta, mas creio que só
uma religião pode vencer outra. O Cristianismo diz que vencerá no final: é na história que
revelará a verdade ou falsidade dessa afirmação".
--- Será que o cristianismo vai vencer no final? Deixe me ver. Os ocidentais não levam em
consideração geralmente nada que os asiáticos, africanos, índios americanos, etc tem a dizer.
Como você bem demonstrou com o texto que mandou. Os cristãos tiveram a oportunidade de
usar a população de um continente inteiro para converter o resto do mundo, usando da força
para converter não somente negros como também índios asiáticos e árabes.
Fracassaram.Eles não conseguiriam unanimidade nem menos nos locais que já imperam há
séculos. O poder cristão diminui a cada século.
Hoje nem podem mais usar a força para converter. Se não crê, estude as religiões brasileiras,
por exemplo: Espiritismo, umbanda e assim por diante. O racismo demonstrado pela
ignorância de todas as culturas do resto do mundo nos livros de história e filosofia
ocidentais vão acabar provocando a derrocada do cristianismo, entre outros fatores.
Para mim o ser humano não é só o europeu e os dominados por essa cultura, as Américas,
parte da África e da Ásia. Para mim o ser humano é europeu, americano, árabe, índio,
africano, e até mesmo um ET. Porque a qualidade de ser humano não está na cor, nem nos
traços físicos. Está naquilo que trás dentro de si.
Outro detalhe: a moral existe e é evolutiva tanto quanto a linguagem e tudo mais no universo.
No universo nada é estático.

Cristão: "E o que dizer dos religiosos que salvaram vidas de pessoas perseguidas pela
Revolução Francesa, pelos marxistas, pelos nazistas? A desobediência ao Estado não é um mal
em si. Eu pessoalmente só respeito o Estado porque DEUS manda. Leis humanas não me
impressionam - só a ameaça de repressão. Sem uma proibição divina, eu ficaria tentando
burlá-las em meu benefício e daqueles que fossem de meu interesse. A Constituição para mim
é só um livro com um texto remendado. A Bíblia para mim é um livro sagrado. Eu respeito a
primeira porque o segundo manda. É mais fácil manipular a Constituição do que a Bíblia”.

--- Concordo. A desobediência ao Estado ou a Deus (na forma de seu representante guiado
pelo Espírito Santo) se faz necessária quando os mesmos propõem ações imorais. Cabe a cada
ser humano, individualmente, acreditando ou não em Deus seguir aquela vozinha que está
dentro de si próprio. Se existir um Deus, ele é essa voz. Só um robô é programado para matar.
Um ser humano não é um robô. Ele é um ser autoconsciente e autoprogramado. Agora se
você SE ENTREGAR, qualquer um pode por o programa que quiser ali. E você fará o que lhe
for pedido. Roubar ou não. Depende da programação. Assassinar ou não.
Ser honesto ou não. Ser bom ou não. Depende da programação. A sua escolha não é entre
seguir uma ideologia ou não. Seguir uma religião ou não. Seguir uma filosofia ou não. A sua
escolha esta entre ser um ser autoconsciente e autoprogramado ou ser um robô programado
para fazer o que for determinado.
Quanto a Constituição e a bíblia. A primeira é melhor justamente porque pode ser modificada.
Quando uma lei se mostra injusta, ela deve ser eliminada sem complacência. A moral é
evolutiva, como tenho dito.

Cristão: "Esse pessoal que planeja criar o bebê perfeito parece estar
trabalhando para cumprir a profecia evolucionista de Nietzsche".

--- "Só uma mentalidade religiosa pode ver o mal EM TODO AVANÇO TECNOLÓGICO. Sabe
porque? Porque a história da Torre de Babel está sempre presente nas suas mentes. Tudo que
tentamos criar para o progresso da humanidade vocês vêem como um DESAFIO a Deus".

Cristão: "Outra vez generalizando. Não é ao conhecimento que me oponho, é ao uso dele.
Uma coisa é fazer uma usina nuclear, outra lançar uma bomba atômica. Leia de novo o meu
texto e verá que não sou contra o conhecimento - que só revela como DEUS fez as coisas -,
sou, no máximo, contra a técnica".

--- Você está se opondo a pesquisa genética que é aquisição de conhecimento. Você não está
se opondo ao uso porque nem temos a técnica ainda. Hora, como vamos adquirir a técnica se
não temos o conhecimento? É obvio que tanto podemos usar algo para salvar como para
matar. E tanto uma religião quanto um estado pode pegar o conhecimento atômico para fazer
uma bomba e destruir uma cidade ou pode usá-lo para movê-la. A escolha é de cada um. E se
não temos indivíduos livres para considerar todos os ângulos estaremos nas mãos de uma
minoria. De novo, devemos formar seres de pensamento livre. Só assim, o povo impedirá que
esses desastres aconteçam.
--- "Hora, que ser superpoderoso é esse que TEM medo de competição? Um ser medroso como
esse é SUPERPODEROSO? Desde o começo ele mostra um horror a qualquer evolução humana
e é por isso que onde as religiões imperam o progresso acaba. Um exemplo é a Europa onde a
igreja a levou de volta a idade da pedra. Outro exemplo é a teocracia muçulmana. Se
tivéssemos continuado da Grécia e da Roma antigas até agora, já teríamos explorado todos os
planetas do nosso sistema solar. Mas a religião não permitiu, né? Deus é um MONOPOLISTA.
Só ele quer SER SUPERIOR".

Cristão: "DEUS é uma coisa; Igreja é outra; fiel é outra coisa. Você passa de um para o outro
como se fossem sinônimos".

---Deus não fala diretamente com o povo. Portanto acreditar em Deus significa acreditar num
ser humano ou numa igreja (pelo que eu saiba uma organização composta por humanos). E o
fiel é simplesmente alguém que coloca sua consciência nas mãos de um mestre ou grupo de
mestres (a igreja). Deus está fora de tudo isso.
--- "A evolução humana é um processo cego. A natureza gera pessoas defeituosas o tempo
todo. Aleijados de toda espécie, retardados e assim por diante. Pessoas com tendências a todo
tipo de doença. Se um Deus fez esse mundo, em primeiro lugar, ele se mostra UM SÁDICO se
criou essas doenças e gera esses sofrimentos de propósito. E se essas coisas apareceram sem
sua vontade consciente, então com licença, seu incompetente, mas é minha obrigação como
ser humano TENTAR com todas as minhas forças acabar com todo esse sofrimento. Eu tenho
empatia, eu me ponho no lugar do próximo e sofro com eles".

Cristão: “Você precisa ler sobre a teologia da culpa. É exatamente pela capacidade de nós nos
colocarmos na situação do outro, de nos identificarmos com o outro, de sofrermos com o
sofrimento do outro, que se revela algo que guia a relação de DEUS com sua criação: a
solidariedade. DEUS age em relação a indivíduos, mas também em relação a instituições. DEUS
pode beneficiar alguém por amor de seus pais ou país, como pode punir alguém por justiça ou
ira contra seu pai ou país. DEUS é nosso dono; logo, ele tem direito a dispor de nós
conforme Sua vontade”.

--- Você pode dizer que a solidariedade veio de Deus ou não. Isso não importa. Eu não precisei
da idéia de Deus para chegar a esse pensamento. E religiões de várias partes do mundo que
não crêem num Deus poderoso também mostram essa solidariedade. E filosofias de alto
valor ético e moral também. Eu também a tenho e para mim Deus é o todo e não uma pessoa.
Portanto, esse sentimento não veio do cristianismo. Ele é inerente ao animal social não
importando as influencias. Eu poderia relatar um exemplo de uma pata que deixaria
você boquiaberta.
Agora beneficiar alguém por amor a outro é injustiça. Cada um deve ser julgado pelas suas
obras e não pelas da sociedade em geral.
Imagina se a policia viesse me prender porque meu pai matou alguém em outro lugar? Isso
não faz sentido. E nunca aceitaria essa forma de justiça.
Agora o pensamento que Deus pode fazer de você o que quiser é que dá todo o poder que os
representantes de Deus têm na terra sobre as mentes humanas. Você acha que Deus ia dar a
um único homem todo o poder sobre os demais? De modo algum. Como eu disse, se Deus
existe, ele fala a todos e não somente a um. Ele fala a todos através da vozinha da
consciência. Ou você também não crê na consciência?

Cristão: "DEUS não tem obrigação de ser amoroso: seu amor é voluntário".

---- Ou seja, quem se diz representante de Deus na terra não tem obrigação de amar ninguém.

Cristão: "DEUS tem culpa por existirem ladrões. DEUS manda eu ou você arranjar filhos sem
ter condições de criar? Parece que o mesmo costume de colocar toda a culpa no governo
querem aplicar a DEUS. Se alguém não está contente com sua vida, mate-se! Cavalo dado não
se olha os dentes! Isto é racional. Não é a pieguice choramingosa dos que reclamam de tudo”.

--- Deus não tem culpa se existem ladrões, mas também não tem mérito pela honestidade do
homem. Deus não tem culpa se você não cria seus filhos e os joga na rua, mas também não
tem mérito se você os cria para serem cidadãos decentes. Não devemos colocar nem a culpa
em Deus e muito menos o mérito. Ou se alguém não está contente com sua vida, arranje uma
forma diferente de encará-la. Afinal meia garrafa de Coca-Cola pode gerar "Puxa, só me
deixaram meia garrafa" ou então "Puxa, ainda bem que deixaram um pouquinho para mim".
Existem várias formas de encarar a realidade. Quanto a reclamar, todos fazem isso
constantemente porque é normal no ser humano. Quem não chora não mama.

Cristão: "Não há nada de novo nisso: quando o Delfin Neto e outros administradores fazem
mal uso da verbas públicas todos nós não pagamos? Nós vivemos em grupo e sofremos
solidariamente, de forma mais ou menos explícita, as conseqüências das opções alheias. DEUS
fez homens, não fez robôs. Quantas pessoas reclamam de DEUS enquanto decepam pescoços
de galinhas!”.

---- Exatamente. Deus fez homens com a capacidade de NÃO serem robôs. Mas a grande
maioria é justamente isso. Entregam sua mente nas mãos dos outros e deixam de pensar.
Deixam de formar suas próprias opiniões. E sim, O que um faz afeta todos e por essa razão
mesmo devemos formar seres de mentalidade livres assim usam o bom senso, a razão, o
sentimento, tudo para chegar a um consenso. Senão sempre teremos um manipulando um
monte de robôs para fazerem o que quiserem.

---"Agora Deus, um ser que não deve nem ter idéia do que é DOR, não liga para o mesmo.
Como demonstram os fatos. Se eu puder fazer algo para acabar com esses sofrimentos no
mundo. É EXATAMENTE ISSO QUE EU FAREI. E é por essa razão que temos que lutar todos os
dias para tornar o ser humano cada vez mais forte, melhor, imune a doenças e
assim por diante".
Cristão: "Isto é EUGENIA. Quando começarem a criar gênios, nós, os medíocres, seremos
transformados em retardados, modelos ARCAICOS, deficientes. Talvez sirvamos para
experimentos dos novos Mengeles. Os humanistas justificarão nosso “sacrifício” como sendo
pelo bem da ciência e da evolução humana. Farão belos discursos enquanto outros
introduzem eletrodos em nossos cérebros menos privilegiados”.

--- O problema é que você parte do pressuposto que o ser humano não vale nada e que é
impossível de reformar. Se isso fosse verdade, então porque existem vários movimentos
humanistas tentando proteger animais indefesos? Porque uns ficam em cima de baleias e
arriscam suas vidas para protegê-las? Explique-me? Se o ser humano é tão ruim assim, então
porque é que aeromoças têm que falar para os passageiros usarem a mascara de oxigênio
primeiro e não tentar dá-la para o próximo antes porque senão os dois morrem, isso aconteceu
tantas vezes que esse discurso inicial é obrigatório. Outro fator, se o ser humano é tão ruim,
então porque é que a maioria da população não é bandida? E isso em todas as partes do
mundo. E outro detalhe. O mundo não é só cristão. Outros povos vão fazer pesquisas
genéticas e talvez criem os gênios e peguem o ocidente de surpresa e talvez eles odeiem
cristãos. Nunca se sabe o estado do mundo.
O fato é que conhecimento é poder. Quem tem manda mais. Se você tem pena do próximo
como eu, chegue na frente primeiro assim você garante o direito à humanidade a todos.

Cristão: "Hitler também era a favor dos Direitos Humanos: Li estas palavras no 'Mein Kampf'
(Minha Luta), de Hitler: "Os direitos humanos estão acima dos direitos do Estado. (...) Os
teoristas de óculos, preferem, porém, morrer por sua doutrina a morrer pelo seu povo. Como
os homens, primeiro criam as leis, pensam, depois, que estas estão acima dos direitos
humanos", pp.70,71, ed. Moraes. É interessante comparar esta passagem com a da Declaração
Universal dos Direitos do Homem, da ONU: "Artigo XXX - Nenhuma disposição da presente
Declaração pode ser interpretada como o reconhecimento a qualquer Estado, grupo ou pessoa,
do direito de exercer qualquer atividade ou praticar qualquer ato destinado à destruição de
quaisquer dos direitos e liberdades aqui estabelecidos".

--- Isso é para você ver que até um monstro pode falar verdade e até um santo pode falar
coisas horrendas.

JOÃO [15] 6 Quem não permanece em mim é lançado fora, como a vara, e seca; tais varas
são recolhidas, lançadas no fogo e queimadas. (violência)

LUCAS [14] 26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos
e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo. (Fidelidade total ao
mestre)

MATEUS [15] 22 E eis que uma mulher Cananéia, provinda daquelas cercanias, clamava,
dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de mim, que minha filha está horrivelmente
endemoninhada.23 Contudo ele não lhe respondeu palavra. Chegando-se, pois, a ele os seus
discípulos, rogavam-lhe, dizendo: Despede-a, porque vem clamando atrás de nós. 24
Respondeu-lhes ele: Não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel. (racismo)

MATEUS [10] 35 Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, a filha contra sua
mãe, e a nora contra sua sogra;36 e assim os inimigos do homem serão os da sua própria
casa. (Conflito)
MATEUS [8] 22 Jesus, porém, respondeu-lhe: Segue-me, e deixa os mortos sepultar os seus
próprios mortos. (Falta de respeito ao sentimento alheio)

---- olhando o que Hitler falou e o que Jesus falou, você pensa que um é o outro, interessante,
né? Por essa razão eu digo que devemos julgar princípios e não pessoas. Devemos prestar
atenção ao que é dito e não em quem diz. Enquanto formos vitimas da idéia que devemos
entregar nossa mente a alguém vamos achar que tudo que vem de um é bom e tudo que vem
do outro é ruim. Quando, na realidade, seres humanos não são preto e branco, são
multicoloridos.

Cristão: "Parece que HITLER e a ONU têm algo em comum: ambos acreditam que a ordem
democrática e a soberania das nações podem ser desrespeitadas se for necessário atender
seus próprios conceitos do que sejam direitos humanos".

--- E você? Acredita que humanos tem direitos ou crê que são apenas instrumentos nas mãos
dos representantes de Deus ou do Estado?

Cristão: "Quanto ao aborto, para Nietzsche não é certo nem errado, depende da conveniência.
Se tiver que matar, mate. O mais importante é sua vida. Creio que Nietzsche foi o mais
coerente dos humanistas".

--- Bem, como Nietzsche não é mestre do humanismo (eu preferiria Buda ou o fundador do
jainismo entre outros, esqueci, eles não contam, não nasceram na Europa) como Cristo é da
sua religião, nem precisa continuar, mas vamos lá. Vamos ao aborto. Um homem deve ou não
ejacular dentro de uma camisinha? Pois quando faz isso, a população inteira do Brasil perece.
Como fica? A própria natureza é a que desperdiça mais vidas. De todas as formas possíveis à
natureza desperdiça vida. Observe a natureza. Um jacaré tem que botar muitos ovos porque a
maioria dos bebes não vai sobreviver. Vários animais têm que passar por esse processo de
desperdício de vidas.

Cristão: "Por este raciocínio, não deveríamos lamentar aquelas mães que têm vinte filhos e
morrem dez. Deveríamos aceitar isso como natural".

-------- Não deveríamos lamentar se não fossemos seres humanos. Nos não somos a natureza,
somos um pouquinho mais racionais e humanos. A natureza quer garantir que alguns
sobrevivam por isso produz tudo com muita abundancia. Por isso a terra é um Éden no meio
de um universo na maior parte vazio. Nós chegamos ao ponto em que podemos controlar
mais a mesma, sendo assim, não precisamos seguir o exemplo do jacaré.
Mas uns seguem, fazer o que? Educa-los. Faze-los pensar. Fazê-los usar sua consciência para
não se autoprejudicarem ou ao próximo.

---- Um outro ponto. Onde começa a vida? Na fecundação do óvulo? No espermatozóide? A


pessoa tem que ser racional, assumir uma posição sem analise é coisa bem de religião ou
atitude religiosa. Pois eles não fazem as coisas por serem melhores para todos e pensando a
partir de um ponto de vista ético e moral. Seu modo de pensamento é o de pecado ou não
pecado. Eles pouco se importam com o sofrimento alheio.

Cristão: "Inferência precipitada. Apesar de eu ser contra o aborto, tenho a serenidade de


observar que as mulheres não abortam por hobby, ou porque achem divertido. Elas abortam
por outros interesses (estéticos, profissionais, conforto próprio, etc.), mas o aborto em si é tão
ou mais desagradável quanto um parto.

--- Realmente. Existem várias razões para o aborto. Mas um outro fato que você esquece é
que quando você torna o aborto ilegal você está punindo somente os pobres. Pois os ricos
podem viajar para outros paises onde o aborto é legalizado e pronto.
A questão da moralidade do aborto é saber quando alguém é um ser humano formado. De
acordo com a bíblia só quando solta o primeiro suspiro. Eu não penso assim, quando um bebe
está formado, ai sim é crime. E isso quem decide é a ciência. Ela diz quando um bebe está
totalmente formado. O que vem antes é como o espermatozóide do homem.

E para evitar o aborto, devíamos ensinar as pessoas a responsabilidade e isso só é possível


com seres com o cérebro livre para analisar as situações. Pode ver que são justamente os
pobres mais ignorantes que mais fazem aborto. E deveria ser o oposto. E o que é pior,
mulheres pobres morrem por irem a clinicas clandestinas.
E essa é a minha posição. Os outros humanistas têm a mente livre para pensarem como
quiser. Não existem pecados ou mandamentos no humanismo. O único pecado é não pensar
livremente.

Cristão: "Dizer que uma Madre Tereza, uma Irmã Dulce, etc., não se comovam com o
sofrimento alheio é uma precipitação".

-------- O mais importante para a madre Teresa era a pregação da palavra e não o ser humano
em si. Ela disse frases que com licença.
Ela disse: "A Aids é um castigo de Deus para práticas sexuais não naturais".
Ela também disse: "O sofrimento do pobre é bom porque assim exaltamos Deus com nossa
bondade".
É mole?
Os pobres são os mais fáceis de converter. Ofereça-lhe um prato de feijão em troca de uma
bíblia e uma visita à igreja e eles irão correndo. Foi assim que o cristianismo cresceu na África
e certas partes da Ásia. As igrejas querem que a quantidade de fiéis aumente.
Eu não me incomodo com a bondade que fazem. Mas ela tem um preço.
Pena que seja tão caro. Sua alma por um prato de feijão.

Cristão: "Não é por acaso que a Igreja e os cristãos sejam mais tolerantes com o adultério,
mesmo com o furto, do que com o aborto".

--- Para ver se os cristãos são mesmo mais tolerantes que outros com o adultério e o furto,
você tem que olhar uma sociedade comandada totalmente pelos cristãos. Isso não existe hoje
em dia. Você terá que ir a idade média. Onde a igreja era soberana.

Cristão: "Nós nos identificamos com a violência contra um feto inocente. Usando suas
palavras: “Eu tenho empatia, eu me ponho no lugar do próximo e sofro com eles". Seria uma
precipitação eu dizer: você é um sujeito que só se importa com suas idéias, não se importa
realmente com o outro”.

--- então estamos fazendo o mesmo. Eu também me ponho no lugar do próximo. Ponho-me no
lugar da mulher ignorante que é um ser humano. E também me ponho no lugar do bebe que
também é um ser humano. Mas antes do bebe estar formado ele não é ser humano. Outros
pensem como quiser.
"Contanto que você OBEDEÇA, tudo bem. POIS PECAR NÃO É ERRAR. PECAR ESTÁ LIGADO A
DESOBEDIENCIA A MANDAMENTOS ARBITRÁRIOS QUE POUCO SE IMPORTAM COM A VIDA
HUMANA".
Quanto ao humanismo. O importante é realmente A VIDA HUMANA. Não somente a minha,
mas também a de meus irmãos.

Cristão: "Você está sendo maniqueísta: os cristãos são egoístas, nós somos bonzinhos. Eles já
não são humanos, já são incapazes de sacrifícios. Nós, não, somos poços de virtude".

--- Não. Cristãos são gente como eu e todos os outros. Só que eles não pensam mais
individualmente com a mente totalmente livre. Eles seguem ordens. Sendo assim, eu procuro
prestar muita atenção no que diz o líder. Porque o líder é Deus na terra. O que ele liga aqui é
ligado lá. E eu diria o mesmo dos seguidores de Hitler, Stalin, ou Ossama Bin Laden. Não
existe diferença. Esse é meu ponto. São pessoas que se entregaram.
----- Pois todos somos humanos. O que afeta um afeta todos. E por esse motivo o governo
tem que ser democrático e pregar a LIBERDADE, IGUALDADE E FRATERNIDADE. São esses os
verdadeiros mandamentos do humanismo.

Cristão: "Mandamentos? Uma nova Tora? E o que fazer com os que desobedecem ao
mandamento?".

------ Não. Porque se você não gostar de igualdade, fraternidade e liberdade. Você tem todo o
direito de tentar convencer a todos a adotar um outro sistema que seja escravagista, desigual
e insensível.
Se as pessoas aceitarem na maioria. Ele vai acabar vingando, né?
Mandamento foi força de expressão. Humanistas não mandam, recomendam.

Cristão: "Tirem de mim DEUS e eu amanhã estarei roubando, mentindo, traficando e


eliminando todos os meus opositores".

-- Muito pelo contrário. Coloque Deus numa pessoa e amanhã ela estará fazendo tudo isso.
Sabe porque? Porque ela não usa mais sua consciência. Ela faz o que o pastor mandar, pois a
única virtude da religião é a OBEDIÊNCIA. OBEDIÊNCIA a vontade de Deus. Como Deus não
fala pessoalmente com ninguém isso equivale na verdade a OBEDIÊNCIA CEGA AO
REPRESENTANTE DE DEUS NA TERRA. E se o representante mandar estuprar, mutilar, é
justamente isso que você faz. Nunca leu a bíblia?

JOSUÉ [11] 20 Porquanto do Senhor veio o endurecimento dos seus corações para saírem à
guerra contra Israel, a fim de que fossem destruídos totalmente, e não achassem
piedade alguma, mas fossem exterminados, como o Senhor tinha ordenado a Moisés.

DEUTERONôMIO [7] 1 Quando o Senhor teu Deus te houver introduzido na terra a que vais a
fim de possuí-la, e tiver lançado fora de diante de ti muitas nações, a saber, os heteus, os
girgaseus, os amorreus, os cananeus, os perizeus, os heveus e os jebuseus, sete nações mais
numerosas e mais poderosas do que tu;2 e quando o Senhor teu Deus as tiver entregue, e as
ferires, totalmente as destruirás; não farás com elas pacto algum, nem terás piedade delas;3
não contrairás com elas matrimônios; não darás tuas filhas a seus filhos, e não tomarás suas
filhas para teus filhos; 4 pois fariam teus filhos desviarem-se de mim, para servirem
a outros deuses; e a ira do Senhor se acenderia contra vós, e depressa vos consumiria.

Eu poderia dar Várias passagens como essas tiradas da bíblia para mostrar meu ponto
claramente.

Cristão: “É verdade: DEUS sendo dono pode dar a vida e tirá-la".

--- Você quer dizer. "É verdade. Se o representante de Deus na terra ou o ser guiado pelo
Espírito Santo quiser tirar minha vida ou me mandar matar alguém eu faço".

Cristão "Os comunistas e os humanistas, que não criaram nada, deram-se a si mesmos o
direito de matar por suas idéias".

--- Os representantes de Deus na terra fizeram o mesmo e em maior quantidade e desde que
o mundo é mundo.

Cristão: "Com que direito natural eu me concedo o poder de matar o próximo numa guerra
ou para impor minha vontade, minhas idéias, meus valores?".

---- "Para imposição de sua vontade, nenhum direito. Como também eu não concedo esse
direito aos representantes de Deus na terra. Como disse antes, como vou saber o que veio de
Deus e o que veio do profeta? E quase sempre Deus concorda com o profeta. O que é bem
interessante".

Cristão " Os humanistas tiram de si mesmos este direito. Nós dizemos: não, vocês não têm
esse direito. Eu me recuso a aceitar seus valores. E agora? Vão-me matar?

---E os cristãos não fazem isso? Olhe o que está acontecendo na Irlanda. E o que aconteceu na
Bósnia. Olhe o oriente médio. O conflito sempre vai existir por isso mesmo, eu como
humanista que sou prefiro argumentar que dar porrada. Se todos concordarem em NUNCA
iniciar o uso da violência esse problema estaria resolvido. E essa é uma boa proposta porque é
bom para todos. Mas infelizmente unanimidade é impossível.

Cristão "Estou disposto a morrer por minhas idéias e, se preciso, matar por elas. Ou seja, a
razão é totalmente inútil para gerar valores."

---E a religião é? Ela gera valores? Ela não gera guerras? Em que planeta você está? Agora
você sempre esquece que o ser humano não é só razão. É sentimento também. E muitas
outras coisas.

Cristão “Basta um não irracional para por abaixo o "direito" racional. A única fonte racional
para o direito é a força – isto Nietzsche compreendeu bem.

--------- "Então você só trabalha na sua empresa porque é forçado? Você é um escravo? Você
só vai para o cinema porque é obrigado? As pessoas lidam umas com as outras diariamente, é
a força que usam no seu dia a dia? E os tribunais? Usam a força? E o congresso? Só força?
E o comercio, é força? E a industria, é a força? E na sua casa? Só força? E com seus filhos? Só
a força resolve? E como escolhemos nossos lideres? Pela força? Não sei onde você vive. Mas
não gostaria de morar lá".

--- O humanismo prega que quando você recebe uma ORDEM de qualquer superior hierárquico
ou até do próprio Deus, você tem que usar sua razão para ver se a ordem é justa, correta,
moral e ética ou não.

Cristão "Outra vez o erro de acreditar que a razão seja a única fonte da ética."

---É verdade. Eu me esqueci do sentimento e outros fatores que fazem parte do ser humano.

----O humanista exorta a todos a NUNCA OBEDECER NINGUÉM CEGAMENTE. Use sempre seu
bom senso.

%%%%%%%%

Cristão "Como se houvesse um único "bom senso".

---Você também não crê no bom senso. Esqueci. Você não acredita nem na moral e nem no
bom senso. Para você tudo isso é meramente subjetivo. Cada um faz o que quer. Tem certeza
que você não é Nietzscheniano?

---A religião não. Se o representante de Deus mandar você fazer algo, nem que seja matar seu
próprio filho você tem que obedecer (tem exemplo na bíblia, e Deus matou até o dele, se Deus
matou o próprio filho, o que seria o seu para ele? Menos que nada). Recusar-se a
obedecer é PECADO. Qual sistema leva mais a moralidade?

%%%%%%%%

Cristão "Como se houvesse" a moralidade "em termos racionais". A moralidade "só existe em
termos teológicos".

---Ou seja, a moral não existe. A moral só existe em termos teológicos. Termos teológicos. Ou
seja, o que venho dizendo o tempo todo. Para você Moral é tudo aquilo que o Deus na terra
disser que é. E o Deus na terra é um homem que se diz guiado pelo espírito santo ou um
representante de Deus, porque Deus não fala diretamente com o povo.

------ Mateus 10 37 "Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim;
quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim;

Cristão "Se DEUS é nosso dono, logo Ele deve vir primeiro. É racional, se se aceita a
existência de DEUS.

-------Essa sentença é bem reveladora. Todo líder religioso pede para você fazer essa escolha.
Você tem que escolher ou ele ou sua família e seus entes queridos. E quando você escolhe o
líder religioso, você se transforma num robô sem moral, sem ética e sem consciência.

Cristão "O que dizer dos líderes políticos e dos doutrinadores filosóficos?".
---Eles fazem a mesma coisa. A única diferença é que tem a decência de não usar Deus. Usar
Deus é covardia para impor suas idéias.

-------
---Mesmo quando um pastor manda fazer o bem, a pessoa não tem mérito algum, pois ela
NÃO analisou todos os fatos para ver se algo é realmente bom ou não. Ela faz tudo
simplesmente por obediência. Preste atenção nas seitas que aparecem todos os dias e que são
filhas diretas das religiões que pregam a fé cega como o cristianismo. É nisso que da destruir a
mente humana.

Cristão "É a crença em DEUS que me faz parar antes de retaliar ou me vingar."

---Muito pelo contrário. Deus ensina a vingança em várias partes da bíblia. Se você ler a bíblia
de Gênesis, que mostra Deus destruindo o homem por desobediência até o final Apocalipse,
você verá um ser vingativo ao extremo.

%%%%%%%

Cristão "É verdade. Quando eu digo que paro antes de me vingar estou dizendo que medito
antes se tenho ou não direito à vingança. Se tenho, opto entre vingar-me ou não. Se não
tenho, aceito a ordem divina. Se eu fosse ateu, estaria livre para me vingar para além da
ofensa recebida. Tiraria dois olhos por um olho, uma arcada dentária por um dente.
--------
---A ordem divina? Ou seria a ordem do representante de Deus na terra? A ordem dos guiados
pelo Espírito Santo? Eu sou ateu e não faço nada disso. Porque eu penso que no final, somos
nós que temos que comer a maça toda hora. Decidir o que é o bem e o que é o mal.
Não caímos como dizem, simplesmente fomos forçados a comer esse fruto por todo o tempo.

---Vingativo, vaidoso e desumano. Tanto é que vários maníacos, inclusive Charles Manson são
produtos diretos da leitura da bíblia. Nietzsche mesmo promove o Deus da bíblia como o
SUPERHOMEM. Engraçado. Talvez se Nietzsche nunca tivesse lido a bíblia ele não teria usado
ESSE MAL CARÁTER como modelo.

NÚMEROS [21]1 Ora, ouvindo o cananeu, rei de Arade,que habitava no Negebe, que Israel
vinha pelo caminho de Atarim, pelejou contra Israel, e levou dele alguns prisioneiros.2
Então Israel fez um voto ao Senhor, dizendo: Se na verdade entregares este povo nas minhas
mãos, destruirei totalmente as suas cidades.3 O Senhor, pois, ouviu a voz de Israel,
e entregou-lhe os cananeus; e os israelitas os destruíram totalmente, a eles e às suas cidades;
e chamou-se aquele lugar Horma.

Esse é apenas um exemplo de onde você aprende o conceito de vingança. Os humanistas


pregam JUSTIÇA e não VINGANÇA, uma evolução natural do pensamento humano.

Quanta ilusão! A origem da vingança e da justiça é a mesma. Justiça é apenas uma palavra
bonita para vingança.

---------Antes de tudo, eu também não sabia que você não acredita na justiça e não sabe
distingui-la de vingança. Eu distingo muito bem. Justiça é punição pensada e analisada e
justiça está ligada a um consenso social, vingança é um ato impensado e totalmente
sentimental e individual não levando em consideração a sociedade em que se vive.

Cristão "Eu tenho uma passagem de Nietzsche sobre isso, mas estou ficando cansado. Por
isso, vou colocar uma passagem de FREUD sobre isso que harmoniza também com isso":
“Quando a civilização formulou o mandamento de que o homem não deve matar o próximo a
quem odeia, que se acha em seu caminho ou cuja propriedade cobiça, isso foi claramente
efetuado no interesse comunal do homem”.

---Isso é óbvio. Se todos fossem permitidos matarem uns aos outros por qualquer motivo não
teríamos paz. Até macacos aprenderam isso. E temos que fazer as coisas no interesse de
todos, não somente os nossos, pois somos animais sociais, que, de outro modo, não seria
praticável, pois o assassino atrairia para si a vingança dos parentes do morto e a inveja de
outros, que, dentro de si mesmos, se sentem tão inclinados quanto ele a tais atos de violência.

---isso também é obvio para quem olha para a natureza.

Assim, não desfrutaria de sua vingança ou de seu roubo por muito tempo, mas teria toda
possibilidade de ele próprio em breve ser morto.

---Exatamente. Concordo com Freud. Como você vê foi a razão que trouxe a moral. A razão é
mais prática que você imagina.

Mesmo que se protegesse contra seus inimigos isolados através de uma força ou cautela
extraordinária, estaria fadado a sucumbir a uma combinação de homens mais fracos.
---Foi até o que disse antes quando disse que todos somos fracos no final. Que força é uma
questão de situação e qualidades.

Se uma combinação desse tipo não se efetuasse, o homicídio continuaria a ser praticado de
modo infindável e o resultado final seria que os homens se exterminariam mutuamente.
---Tanto é que até macacos e lobos sabem disso.

Chegaríamos, entre os indivíduos, ao mesmo estado de coisas que ainda persiste entre famílias
na Córsega, embora, em outros lugares, apenas entre nações. A insegurança da vida, que
constitui um perigo igual para todos, une hoje os homens numa sociedade que proíbe ao
indivíduo matar, e reserva para si o direito à morte comunal de quem quer que viole a
proibição. “Aqui, então, temos justiça e castigo”, 'O futuro de uma ilusão', VIII, Sigmund
Freud.

---Exatamente e você mesmo deu os argumentos que eu preciso. Freud mostra que é possível
explicar a razão e a moral através da analise de fatos da natureza. A justiça foi desenvolvida
para preservar a raça humana como um todo e a vingança foi proibida por que levaria ao
seu extermínio. Não sei como você não percebeu isso. Você provou vários pontos que eu disse
com esse texto que mandou.

Melborne O.Z