Você está na página 1de 23

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP

ICSC – INSTITUTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E COMUNICAÇÃO

CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL - PUBLICIDADE E PROPAGANDA

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS IV


4º / 3º semestres

O Papel da Publicidade no Processo de Conscientização Social -


Ações Online

Agosto / 2018
AMANDA APARECIDA ROCHA
GIOVANNA DA SILVA MARQUES
KAÍQUE CÉSAR DE OLIVEIRA COELHO
LIVIA GOMES FARIA

O Papel da Publicidade no Processo de Conscientização Social -


Ações Online Soletrol

Atividade Prática Supervisionada


apresentada ao Instituto de Ciências
Sociais e Comunicação – ICSC da
Universidade Paulista, como parte dos
requisitos para conclusão do segundo
semestre letivo de 2018, sob orientação
do Prof.ª Ana Martha Chiaramonte.

Agosto / 2018
LISTA DE ILUSTRAÇÕES

Figura 1 - Paleta de Cores ........................................................................................ 16


Figura 2 - Cartaz de Divulgação do Evento ............................................................... 17
Figura 3 - Aplicação das Peças no Facebook - Capa e Foto de Perfil ...................... 18
Figura 4 – Divulgação dos Palestrantes nas Redes Sociais ..................................... 19
Figura 5 - Divulgação das Inscrições nas Redes Sociais .......................................... 19
Figura 6 - Hotsite da Ação ......................................................................................... 20
SUMÁRIO

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS IV ................................................... 4


INTRODUÇÃO ............................................................................................................ 5
1. ESTUDO DE CASO.............................................................................................. 8
1.1 Escolha da Organização ................................................................................ 8
1.2 Histórico da Organização ............................................................................... 9
1.3 Serviços ou Produtos Prestados .................................................................... 9
1.4 Comunicação Aplicada................................................................................... 9
1.5 Ações Sociais Realizadas ............................................................................ 10
2. PLANO DE COMUNICAÇÃO ............................................................................. 11
2.1 Justificativa ................................................................................................... 11
2.2 Objetivos ...................................................................................................... 11
2.3 Planejamento de Ações ............................................................................... 11
2.3.1 Sobre o Evento ......................................................................................... 12
2.3.2 Sobre os Grupos e Projetos ...................................................................... 12
2.3.3 Sobre as Inscrições .................................................................................. 13
2.3.4 Sobre a Comunicação da Campanha ....................................................... 13
2.3.5 Sobre o Cronograma do Evento ............................................................... 14
2.4 Cronograma de Ações (Falta fazer) ............................................................. 14
2.5 Planejamento de Mídia................................................................................. 15
3 CRIAÇÃO ........................................................................................................... 15
3.1 Cartaz........................................................................................................... 16
3.2 Mídia Online ................................................................................................. 17
3.3 Hotsite .......................................................................................................... 20
CONSIDERAÇÕES FINAIS ...................................................................................... 21
BIBLIOGRAFIA ........................................................................................................ 22
APÊNDICE ................................................................................................................ 23
5

INTRODUÇÃO

A publicidade é uma ferramenta de comunicação, que tem como objetivo


comunicar, informar, persuadir e despertar desejos de consumo. A mensagem pode
ser transmitida através de diversos meios, como por exemplo, TV, jornal, folhetos, e a
mídia online. A forma de se comunicar vem sendo mais flexível com o avanço da
internet, pois essa se tornou uma tecnologia revolucionária.
A publicidade é uma técnica de comunicação de massa, paga, com a
finalidade precípua de fornecer informações, desenvolver atitudes e provocar
ações benéficas para os anunciantes, geralmente para vender produtos ou
serviços. Ela serve para realizar as tarefas de comunicação de massa com
economia, velocidade e volume maiores que os obtidos com quaisquer outros
meios. (SANT’ANNA, A.; JÙNIOR, I; GARCIA, L., 2009, p. 68)

A internet como um recente meio de comunicação, possibilitou uma maior


interatividade, pois além de transmitir a mensagem com cor, som e movimento, ela
possibilita um feedback por parte dos consumidores, os quais interagem por meio das
redes sociais, a interação ainda, permite saber imediatamente o que o visitante pensa
sobre a mensagem, o produto e serviço que estão sendo anunciados; permite iniciar
uma transação e receber o pedido do comprador diretamente no site.
O desenvolvimento do comércio eletrônico deve favorecer o crescimento da mídia on-
line. A meta da Associação de Mídia Interativa (AMI) é atingir em 1999 valores entre
US$ 80 milhões e US$ 100 milhões, que seriam equivalentes a cerca de 1% do total
de investimentos publicitários. A gama de anunciantes deve também ser ampliada, já
que hoje os grandes anunciantes da Web vêm do setor financeiro, seguidos pelas
montadoras de automóveis e empresas de informática (DEIVISSON, 1999, p. 48).
As empresas vêm investindo cada vez em mídia online visando a interatividade,
como é o caso de enquetes online e os chatbots, que simulam uma conversa por chat
para tirar dúvidas de consumidores, permitindo assim que a interação humana seja
alocada para atendimentos com maior complexidade.
A Web possibilitou uma gama de benefícios para a publicidade online, como
por exemplo, a dirigibilidade, que propicia aos anunciantes dirigir suas mensagens a
alvos específicos. O rastreamento através de sites, que permitem rastrear o modo
como os usuários interagem com suas marcas e localizar o que é do interesse dos
consumidores. A acessibilidade, a publicidade online fica acessível aos usuários 24h
por dia. Entre outros benefícios, está a redução de preços dos produtos e serviços
como decorrência da competição entre os vários fornecedores presentes na rede.
6

No caso do terceiro setor, a publicidade tem uma função diferente da de mercado. Em


vez do estímulo ao consumo, a propaganda tem o intuito de mobilizar os ouvintes em
torno de uma causa. Assim, os canais de venda se tornam canais de relacionamento.
O terceiro setor, foi criado com o objetivo de ajudar à quem precisa, atendendo e
suprindo as necessidades que o primeiro setor não pode atender.
Na base deste setor está a mobilização de recursos financeiros, humanos e
interpessoais para que haja uma boa consolidação de ações que alcancem uma linha
de transformação social. Para vencer o desafio de como estabelecer uma projeção
adequada dos esforços, da causa adotada e das iniciativas de modo que alcance a
base transformadora intentada, é necessário que se utilizem de trabalhos de natureza
comunicacional e publicitária que, constituem ferramentas diretivas para o
posicionamento de tais entidades frente a seus paradigmas próprios e frente a
mobilização social que pleiteiam (TARSITANO; MOREIRA, 2004).
O marketing ainda é visto com certa resistência por muitas destas instituições,
principalmente pelas pequenas e médias, porém existem algumas exceções.
Organizações como AACD (Associação de Assistência à Criança Deficiente), SOS
Mata Atlântica, Ação Comunitária e TUCCA (Associação para Crianças e
Adolescentes com Câncer) são exemplos de entidades que perceberam que investir
em publicidade é uma opção eficiente para conquistar novos apoiadores às suas
causas defendidas.
(...) As organizações não governamentais (ONGs), que, muitas vezes,
comercializam produtos confeccionados por pessoas atendidas por seus
programas de inclusão social e cidadania, não fazem comunicação de massa
nem ao menos produzem em série, mas lançam mão de ferramentas da
publicidade para comercializar seus produtos e buscar, com isso, sua
sustentabilidade e a de seus projetos sociais. (SANT’ANNA, A.; JÙNIOR, I;
GARCIA, L., 2009, p. 69)

O marketing social é muito utilizado por empresas quando se trata de terceiro


setor, ele é visto como uma ferramenta para que as mesmas, por meio de suas ações
sociais, possam melhorar sua imagem corporativa, aumentarem vendas e agregarem
fidelidade a marca, ou seja, faz uso do social para promoção de empresas.

Muitos empresários utilizaram-no (o marketing social) como oportunismo,


acreditando que se bastava desenvolver um projeto filantrópico para uma
empresa ser percebida como cidadã. Por isso, o termo ainda suscita uma
conotação negativa por parte daqueles que realmente se empenham num
trabalho de transformação social. (CARVALHO, 2001, p.28)
7

Entretanto, o marketing social pode ser de benefício mutuo, esse tipo de


estratégia visa convencer o público-alvo de uma marca a colaborar com ações de
cunho social. Atualmente, as pessoas não querem somente uma empresa que realize
vendas a qualquer custo, elas estão em busca de marcas que sejam socialmente
responsáveis e que mostrem seu valor não apenas nos produtos e serviços, mas que
também façam parte das mudanças que propõem.
Diante de inúmeros questionamentos em relação à responsabilidade social, as
empresas vêm buscando metodologias para uma maior conduta destinada a recursos
físicos, financeiros e humanos, visando sempre um comportamento social
responsável e como conseqüência, a lucratividade. Pois, a propaganda além de
vender produtos, ela vende valores. (GOVATTO, 2007)
Com o passar dos anos as empresas se viram “obrigadas” a criarem meios e
ações que diminuam a agressão ao meio ambiente cuidando do planeta através de
ações sociais para a comunidade, diminuindo as emissões de poluentes no efeito
estufa, descartando resíduos em lugares adequados. Essas ações trazem para a
marca/empresa um bom posicionamento aos olhos do público.
Quando se trata de sustentabilidade, pode-se definir o termo como um conjunto
de atitudes que tem o objetivo de suprir as necessidades humanas, preservando os
recursos naturais com ações financeiramente viáveis e que não afete as futuras
gerações. Neste mesmo conceito pode-se enfatizar três exemplos de
sustentabilidade, a ambiental, a econômica e a social.
A sustentabilidade ambiental pode ser entendida como tudo que fazemos para
vivermos em harmonia com o meio ambiente, como separar o lixo, não poluir os rios,
evitar desmatamento e queimadas. A econômica, onde é levado em conta todas as
estratégias feitas para diminuir os impactos ambientais e garantir a qualidade de vida
da população, como energias renováveis e maior fiscalização para crimes ambientais.
E a social, é vista como toda forma de ajudar membros da sociedade em condições
desfavorecidas, com o objetivo de diminuir a desigualdade social, por meio de
incentivo a programas de inclusão, por exemplo.
A empresa Amanco fabricante de tubos e conexões é referência no segmento
socioambiental. A mesma alcançou esse posicionamento por inovar na formulação de
seus produtos, substituindo por menores impactos para a saúde e o meio ambiente.
Desde 1999 a Amanco tem parceria com a fundação da criança e do adolescente em
situação de risco, gerando assistência na área de saúde, educação e lazer.
8

Contando também com diversas parcerias em projetos para auxiliar a


comunidade. Investindo em pequenos produtores rurais por meio de financiamento,
com o objetivo de aumentar o nível de produtividade, aliado a conscientização ao
consumo de água.
Além disso, a mesma empresa, Amanco Brasil S.A., ficou dentre as “100 (cem)
melhores empresas para se trabalhar”, demonstrando, assim, a responsabilidade
social e ambiental dessa empresa. Vislumbrou-se ainda que a empresa tenha
oferecido “Bolsas de estudo de 40% a 60% para faculdade, pós-graduação, MBA e
cursos de idiomas”. E “Funcionários que apresentam boas idéias recebem prêmios
em dinheiro (ADRIANA MUELLER, 2003, p. 148).
A empresa também desenvolveu projetos para treinar os funcionários para
darem palestras sobre conscientização ambiental em escolas e comunidades, os
interessados recebem uma quantia em dinheiro como incentivo.
Em virtude dos projetos desenvolvidos e participantes, a mesma foi classificada pela
revista exame como uma das 20 empresas modelo em responsabilidade social
empresarial.
Desta maneira, a seguir apresenta-se um plano de comunicação de ações
sociais/ambientais de uma empresa da região de Bauru.

1. ESTUDO DE CASO

1.1 Escolha da Organização

A organização foi escolhida por ser da região, além disso, despertou o interesse
pelo segmento no qual atua: aquecedor solar de água. O nome da empresa também
chamou a atenção, por ser lúdico, ajudou na escolha da mesma.
9

O fato da empresa ter um grande potencial, podendo ser trabalhado também a


questão ambiental.
Um dos motivos que também colaboraram para a escolha da Soletrol foi o fato
da mesma ter em seus 37 anos de atuação, diversas premiações tanto na área de
engenharia quanto de sustentabilidade. Um exemplo disso foi o prêmio "Green
Building.", o qual a empresa conquistou pelo terceiro ano consecutivo na categoria
“edificação ecologicamente correta”.

1.2 Histórico da Organização

A Soletrol teve sua fundação na cidade de São Manuel, interior de São Paulo
no ano de 1981, com uma área de 50.000m2, ela possui cerca de 600 colaboradores
diretos e indiretos. A empresa conta com o maior centro tecnológico para testes de
aquecedores solares da América Latina. Além disso, a empresa possui a
"Universidade do Sol”, uma instituição criada em 2004 para capacitar profissionais que
trabalham com aquecedores solares de água diariamente.

1.3 Serviços ou Produtos Prestados

A empresa tem uma linha completa para soluções em aquecimento solar de


água, feitos com o melhor da tecnologia para atender todas as necessidades com o
uso da água. A Soletrol trabalha com aquecedores solares de água para residências
em construção e prontas, piscinas e hotéis. Ela possui desde reservatórios térmicos
para grande volume de águas, aquecedores compactos, até acessórios como
chuveiros.
Um dos produtos de maior destaque da linha do portfólio é o “Coletor Solar de
Piscina Soletrol Ecospark”, que representa o maior nível de desenvolvido do mundo.
Pois possui encapsulamento em policarbonato, inédito nos aquecedores solares de
piscina disponíveis no Brasil. O produto proporciona a formação do efeito estufa e
diminui a perda de calor pela ação do vento, além disso, é de fácil e segura instalação.

1.4 Comunicação Aplicada


10

A Soletrol tem como principais plataformas de comunicação e interação com


seus clientes, seu site e o Facebook. O site, que utiliza do URL
(http://www.soletrol.com.br/) fornece informações de todos os produtos colocados à
venda e como cada um deles funcionam, a plataforma oferece também uma aba ao
lado esquerdo da página, onde há vários botões que dão suporte e organização a
quem visita o mesmo, para que assim, a compra seja efetuada de forma racional e
segura, inclusive o site possibilita e da ênfase ao CTA (call to action) para fazer um
orçamento sem compromisso.
A página do Facebook, contem praticamente o mesmo conteúdo que a
plataforma do site, como por exemplo, informações essenciais, telefones e
apresentação da empresa. Os posts são feitos de forma informativa, todos eles
explicam como funcionam os produtos, além, de serem compartilhadas notícias do
alcance da empresa na mídia em geral, como por exemplo, vídeos de entrevistas
feitas para emissoras de TV e concursos ganhos, como o Prêmio Green Building, o
qual a Soletrol ganhou pela terceira vez consecutiva. Em datas comemorativas, são
feitas postagens com cartões temáticos para desejar boas comemorações aos
clientes e visitantes. A principal vantagem do Facebook é a maior interação com os
consumidores e a divulgação da empresa.
As principais ferramentas de comunicação usadas nas duas plataformas são o
marketing, onde a empresa presa pela sua imagem e posicionamento diante da
sustentabilidade, a publicidade e propaganda, ao divulgar os produtos para que
converta em vendas e, a pesquisa, ajudando o próprio anunciante a conhecer seu
produto, sua potencialidade no mercado e seu impacto sobre seus consumidores.

1.5 Ações Sociais Realizadas

A empresa tem um papel responsável quando se trata do desenvolvimento de


uma sociedade melhor, sendo assim, ela doa seus produtos (aquecedores solares)
a entidades assistenciais, como o Hospital Casa Pia São Vicente de Paula, o abrigo
Pousado da Colina e a APAE, todos localizados em São Manuel. As doações
possibilitam significativa economia com os gastos de energia, além de maior conforto
nos banhos.
11

2. PLANO DE COMUNICAÇÃO

2.1 Justificativa

Com uma campanha, em suma baseada no digital, espera-se atingir


diretamente nosso público-alvo.
O projeto de inovação proposto tem a intenção de desenvolver a capacidade
de criação dos estudantes universitários e demonstrar a importância de dar voz aos
pequenos grupos que vêm surgindo dentro das salas de aula, fazendo com que eles
coloquem em prática ideias que possibilitem a inovação tecnológica e a
sustentabilidade caminhando lado a lado para atingir um ideal maior: facilitar a vida
da sociedade e preservar o meio ambiente.

2.2 Objetivos

Atrair até a Soletrol idéias que contribuam para o desenvolvimento tecnológico


e ambiental da empresa, mantendo-a sempre inovando em seu mercado.
Aumentar, em seis meses de campanha, o Share of Mind da empresa,
tornando-a mais conhecida no mercado e fazendo com que o público se identifique
com seus ideais.

2.3 Planejamento de Ações

A empresa investe constantemente na ampliação de sua capacidade industrial,


no desenvolvimento de novas tecnologias, na popularização do aquecedor solar de
água e na qualificação e capacitação de seus colaboradores, profissionais do mercado
e estudantes em geral.
Já utilizando desse precedente da empresa, de investir em desenvolvimento
tecnológico e na qualificação dos profissionais do mercado, foi decidido então ampliar
a gama de ações relacionadas a estas atividades.
12

Com o apoio dos responsáveis da empresa, foi elaborada uma campanha que
visa trazer para a Soletrol oportunidades de novos e bons investimentos, além de
poder agregar a seus produtos novas tecnologias. Foi criado então, a STARTUP
WEEK 2019.

2.3.1 Sobre o Evento

A STARTUP WEEK 2019 trata-se de um concurso cultural atrelado, oferecido


e financiado pela Soletrol, fazendo com que seja uma Promoção Comercial.
O evento acontecerá durante toda uma semana, que abrangerá a apresentação
dos projetos de startups, palestras com empresários e especialistas, visita técnica à
Soletrol e à Soletrópolis, a minicidade e memorial criada dentro da empresa. Além
disso, acontecerá a premiação do projeto vencedor e a entrega dos brindes.
A campanha será baseada em um concurso de startups, onde alunos de
universidades voltadas às áreas de tecnologia poderão inscrever seus projetos de
inovação. Contamos com a parceria da Universidade Federal de São Carlos que irá
ceder o espaço para que possa ocorrer o evento.
Paralelo ao concurso haverá uma semana de palestras com Mario Persona,
especialista das áreas de meio ambiente, criatividade e inovação. O cientista brasileiro
Miguel Nicolelis, considerado pela Scientific American um dos 20 maiores cientistas
do mundo, na década passada. E os cofundadores da startup Insolar, Henrique
Drumond e Michel Baitelli, empresa essa que se trata de um negócio social que
promove a democratização do acesso à energia solar no Brasil através da instalação
de painéis solares em comunidades de baixa renda, porém com grande potencial
humano e energético.
Todo o evento terá a divulgação e sua cobertura online através das mídias
digitais e sociais, tais como Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, HotSite e pelo
site institucional da Soletrol. Assim como a divulgação e cobertura, as inscrições dos
grupos e projetos também serão online, o mesmo será para os participantes
interessados em acompanhar o evento como ouvintes.

2.3.2 Sobre os Grupos e Projetos


13

Fica delimitado a quantidade de quatro integrantes por grupo, com um projeto


de inovação cada grupo. Todos os integrantes devem estar matriculados em alguma
universidade, tornando o evento extremamente nichado e atingindo o público-alvo.
Os projetos apresentados serão acelerados pela Soletrol e os integrantes terão
a oportunidade de ganhar um ano de contrato para que possam desenvolver seu
projeto junto aos engenheiros da empresa, tendo assim toda base de investimentos e
tecnologias necessárias.
Todo projeto deve ser relevante não apenas para o grupo que o apresentar,
mas para toda a sociedade que é atendida pela Soletrol, sejam os clientes ou até
mesmo o setor social da empresa.

2.3.3 Sobre as Inscrições

As inscrições serão feitas pelo hotsite da STARTUP WEEK, não havendo taxa
de inscrição.
Para ser validada a inscrição, é necessário que cada um dos integrantes do
grupo preencha o Formulário de Inscrição, contendo o requerimento de seus dados
pessoais e acadêmicos, onde somente um ficará responsável por preencher a Ficha
de Projeto, onde deverá preencher os dados referentes ao projeto que será
apresentado e acrescentar à lista os nomes dos integrantes de seu grupo. Junto da
Ficha de Projeto, deverá ser anexado um vídeo de no máximo 15 minutos e no mínimo
10, onde os integrantes explicarão: quais as características de seu projeto, quais as
intenções do grupo com este projeto, qual a relevância para a sociedade e por que
merece ser acelerado pela Soletrol.
2.3.4 Sobre a Comunicação da Campanha

Serão postados nas mídias escolhidas os anúncios que fazem parte do pacote
desenvolvido e criado para a campanha.
As publicações no Facebook acontecerão na página da Soletrol, no evento da
STARTUP WEEK, na página da Ufscar e nos perfis dos palestrantes. Já no Instagram,
que fora criado nesta ocasião para obter-se um maior impacto ao público-alvo, as
publicações serão no IG do evento, da Soletrol e dos palestrantes, abrangendo
também a ferramenta de stories disponível na plataforma. O Twitter, também criado
nessa ocasião, será responsável pela interação com o evento, tendo suas publicações
14

no perfil da Soletrol e do STARTUP WEEK. No YouTube, serão postados pequenos


vídeos informativos sobre o evento e também será uma plataforma para que as
pessoas possam acompanhar online e ao vivo todo o andamento da STARTUP
WEEK. O hotsite será alimentado com informações e fotos do evento, além de servir
como a plataforma de inscrições e um meio de guiar as pessoas até as demais mídias.
Já no site institucional, trabalharemos com o banner que guiará as pessoas até o
hotsite e às demais mídias.

2.3.5 Sobre o Cronograma do Evento

O evento terá a duração de uma semana, sendo de segunda-feira (14/10/2019)


a sexta-feira (18/10/2019) e os dias serão divididos entre apresentações de projetos
e atividades.
Na segunda-feira, teremos a palestra com os cofundadores da Insolar,
Henrique Drumond e Michel Baitelli. Após a palestra teremos as apresentações de
alguns dos projetos.
Na terça-feira, teremos a palestra de meio ambiente, criatividade e inovação,
com Mario Persona. Após a palestra, continuam as apresentações.
Na quarta-feira, receberemos o cientista Miguel Nicolelis que contará um pouco
de sua trajetória e experiência no mundo da ciência. Após a palestra, receberemos os
últimos grupos que apresentarão seus projetos para a banca avaliadora.
Na quinta-feira, teremos uma excursão rápida até a sede da Soletrol, onde os
inscritos irão conhecer as instalações e o cotidiano da empresa. Além disso, será
apresentada a nova instalação que será montada para abrigar por um ano a startup
vencedora.
Na sexta-feira, haverá o encerramento do evento juntamente com a entrega
dos certificados de participação, premiação para os melhores projetos e o anúncio do
projeto vencedor.

2.4 Cronograma de Ações (Falta fazer)


15

2.5 Planejamento de Mídia

O foco da veiculação serão as mídias online, em específico, as redes sociais


como Instagram, Facebook e Twitter para interagir melhor com o público alvo, que
serão os alunos de universidades. Será usado também, um hotsite, um site
institucional e o Youtube.
O evento no Facebook foi criado com 2 meses de antecedência no intuito de
divulgar o Startup e também conseguir uma base sobre quantas pessoas
compareceriam ou teriam interesse no evento, sendo também uma forma de trazer
visibilidade para a empresa.
A criação principal para a ação do STARTUP WEEK 2019, será divulgada na
página (Facebook) da própria empresa, com direito a capa e ícone personalizados
com o tema do evento. Foi criado um Instagram e um Twitter para a empresa, com a
finalidade de veicular a ação e atingir o público alvo, pois os alunos não estão apenas
em uma rede social. Foram feitas também, criações para a divulgação dos três
palestrantes e para a visita técnica na empresa, que serão divulgadas em forma de
post, nas redes sociais já mencionadas.
O hotsite foi criado com o intuito de ser uma plataforma para as inscrições, já
que ele é temporário, ele ficara no ar somente no período de inscrições que será do
dia 14/07 a 31/07. As inscrições também serão divulgadas nas redes sociais, com um
link que direciona para o hotsite, inclusive, terá um post com uma criação especifica
para a divulgação das inscrições.
O vídeo explicativo sobre o projeto terá como base de veiculação o Youtube,
pois este tem 15 minutos de duração e não seria viável o compartilhamento em locais
mais acessíveis, mas será compartilhado o link nas redes sociais para os alunos que
se interessarem por saber mais sobre o evento e as regras do mesmo.
O site institucional também tem o foco de divulgar a Soletrol e o evento em si,
diferente do hotsite, ele ficara no ar o tempo todo e terá um banner que irá direcionar
pra o link das inscrições.

3 CRIAÇÃO
A criação das peças publicitárias seguiu a linha criativa lúdica e informativa.
Foram utilizadas imagens como um foguete, planetas e estrelas que remetem a
tecnologia, ousadia, coragem e inovação. Essas imagens têm sido muito vinculadas
16

em projetos de startups, pois se acredita que essas sejam as características do


modelo de negócio.
A cor escolhida inicialmente para o projeto foi o amarelo, pois é a cor
predominante na identidade visual da Soletrol. Em seguida escolhemos cores quentes
e frias contratantes para compor as peças. Como já dito anteriormente, o amarelo
além de compor a paleta de cores da empresa, ela remete a inteligência,
comunicação, bom humor e brilho, ótima cor para se trabalhar quando se trata de um
público jovem, além de ser visível à distância. O laranja foi utilizado também, pois além
de ser uma cor análoga ao amarelo, ela transmite alegria, entusiasmo, jovialidade e
disposição. O azul, também utilizado, insinua sinceridade, sensibilidade, eletricidade,
ar, água, transparência, independência e, quando mais escuro, tradição.

Figura 1 - Paleta de Cores


Quanto às fontes utilizadas, escolhemos trabalhar com fontes sans-serif (do
francês “sem serifa”), que são aquelas que não possuem prolongamentos e pequenos
traços nas extremidades das letras facilitando a leitura e trazendo um ar de
modernidade a peça. Foi utilizada a Avant_G Bold no logotipo (Startup Week 2019) e
a Avalon nos demais escritos.

3.1 Cartaz

Primeiramente foi criado o cartaz do evento, que será colocado nos murais das
faculdades como forma de divulgação. A partir dele, foi feito as outras artes
necessárias para o projeto. A mesma arte poderá ser utilizada nos flyers.
17

Figura 2 - Cartaz de Divulgação do Evento

3.2 Mídia Online

Como o foco do projeto são as ações voltadas para o online, à maioria das peças
criadas foi para esta divulgação.
A primeira arte desenvolvida foi a da capa do Facebook e a foto de perfil da
Company Page, ambos foram adaptações da arte do cartaz, como mostrado abaixo:
18

Figura 3 - Aplicação das Peças no Facebook - Capa e Foto de Perfil

Logo depois, foi criada uma arte base para a divulgação dos palestrantes, que
também puxa elementos da arte do cartaz. O fundo utilizado foi o aplicado nas demais
artes, colocamos no canto superior direito a logo da STARTUP WEEK 2019 e no canto
inferior o nome do conferencista com uma breve currículo deles. Como elemento
central, foi posicionada a foto dos mesmos com a aplicação de um traçado metade
contínuo e metade tracejado, muito utilizado atualmente. Segue abaixo simulação das
postagens no Facebook:
19

Figura 4 – Divulgação dos Palestrantes nas Redes Sociais

Como podemos ver na figura 5, foi elaborada uma arte diferenciada, mas sem
fugir muito das anteriores para a publicação da abertura das inscrições. O mesmo
fundo utilizado, na peça criada para o anúncio dos palestrantes foi empregado nele,
com o intuito de manter a identidade, porém, colocamos um pedaço de uma
circunferência na arte para alojar o escrito “INSCRIÇÕES ABERTAS – 14/07 a 31/07”
nele, também foi adicionado de forma sutil o desenho de alguns megafones e algumas
circunferências para complementar. Foi mantida a logo da ação no canto superior
direito e como ilustração, inserimos a foto de um jovem estudante que estava na foto
utilizada no cartaz.

Figura 5 - Divulgação das Inscrições nas Redes Sociais


20

3.3 Hotsite

O hotsite, vide figura 6, foi criado com o intuito de ser uma plataforma para receber
as inscrições e portar informações mais detalhadas sobre o evento. Ele foi
desenvolvido com os mesmos elementos das outras peças a fim de manter a
identidade do evento e ser um site de fácil navegabilidade. Na parte superior do site,
foi colocada uma barra de navegação a qual possui a logo da Soletrol e os ícones
redes sociais da empresa como hiperlinks. Abaixo temos a continuação da barra de
ícones como: evento, convidados, programação, local, patrocinadores, fotos,
inscreva-se e contato. Ao clicar nesses ícones, o usuário será redirecionado para a
página escolhida. A seguir, temos novamente uma réplica adaptada do cartaz na
página principal. Por último, adicionamos um símbolo na parte inferior direita, com o
intuito de auxiliar o usuário a voltar para o topo da página sem precisar utilizar a barra
lateral.

Figura 6 - Hotsite da Ação


21

CONSIDERAÇÕES FINAIS

Pode-se considerar que a empresa Soletrol, tem um grande potencial de


mercado, pois traz em seus produtos tecnologias que não prejudicam o meio ambiente
e busca sempre a popularização dos aquecedores solares de água. Além de se
preocupar com a conscientização da comunidade e dos profissionais da área. Sendo
assim, foi feita uma ação social, cujo nome é “Startup Week Soletrol” para incentivar
a inovação tecnológica e sustentabilidade, a qual a empresa tanto preza.
O projeto promove a oportunidade de inovação para grupos de estudantes
universitários, os mesmos podem apresentar seus trabalhos e adquirir novos
conhecimentos durante todo o evento, além de ganhar prêmios. As campanhas foram
feitas de forma que o público abrace essa oportunidade e sinta que seu esforço
finalmente ganhara força.
As palestras feitas com grandes nomes como, Mario Persona, Miguel Nicolelis,
Henrique Drumond e Michel Baitelli, são de suma importância, pois serão abordados
assuntos condizentes com o que a empresa tem a oferecer quando se trata da parte
social como um todo.
A ação social feita teve um papel fundamental no desenvolvimento de uma
sociedade melhor, assim como as que já eram feitas pela Soletrol, que seria a doação
de aquecedores solares para instituições carentes, sendo assim, a empresa pode
ganhar mais visibilidade por sua responsabilidade social e ambiental.
22

BIBLIOGRAFIA

SOUZA SANTOS, G.; BRANT ROCHA, J. S.; Publicidade E Terceiro Setor:


Fenomenologia E Produção De Campanha Publicitária. Revista Iniciacom – Vol. 5,
Nº2 (2013).

SILVA, G. A. B.; PASSADOR, J. L.; AREVALO, J. L. S. Mortalidade e Longevidade das


Organizações do Terceiro Setor. Revista Brasileira de Administração Científica.
Aquidabã, v.6, n.1, p.230-239, 2015. DOI: http://dx.doi.org/10.6008/SPC2179-
684X.2015.001.0014

PACÍFICO, Aurilane Lopes. Captação de recursos no terceiro setor: um estudo


multicaso das entidades filantrópicas no estado do Ceará. Fortaleza, 2011.

RIBAS, Fábio. O conceito do terceiro setor. São Paulo: Editora Prêmio, 2002.

ANDRADE, Renato. Serviço Social, Gestão e Terceiro Setor. São Paulo: Saraiva,
2015.

TACHIZAWA, Takeshy. Organizações não governamentais e terceiro setor:


criação de ONGs e estratégias de atuação. SãoPaulo : Atlas, 2014.

MUNDO DO MARKETING.Marketing cresce no terceiro setor e gera


cases.DisponívelEm.:<https://www.mundodomarketing.com.br/reportagens/planejam
ento-estrategico/14317/marketing-cresce-no-terceiro-setor-e-gera-cases.htm>.
Acessoem:26 demaiode2018.

SANT' ANNA, A.; JÚNIOR, I.; GARCIA, L. Propaganda: teoria, técnica e prática.
São Paulo: Cengage Learning, 2009.

GOVATTO, Ana Claudia Marques. Propaganda responsável: é o que todo


anunciante deve fazer. São Paulo: Editora Senac São Paulo, 2007.

SOLETROL INDÚSTRIA E COMÉRCIO LTDA. Soletrol Aquecedores Solares de


Água. Disponível em.:< http://www.soletrol.com.br/>. Acesso em: 05 de setembro de
2018.
23

APÊNDICE