Você está na página 1de 67

Extensivo/História ____________________________________

Questões – Primeiro Reinado

(UFPE) Na(s) questão (ões) a seguir escreva nos 3. (UEPG) A incerta linha de Tordesilhas foi
parênteses a letra (V) se a afirmativa for verdadeira suplantada pela expansão das bandeiras paulistas,
ou (F) se for falsa. pelos criadores de gado, pelas forças militares e pela
mineração. A partir do século XVIII a configuração
1. Na manhã de 13 de fevereiro de 1825, na porta da territorial do Brasil passou a se aproximar bastante da
Igreja do Pátio do Terço, em Recife, Frei Caneca foi atual, com exceção das fronteiras do Sul. Sobre as
despojado de suas ordens e executado. Considera(m)- questões territoriais no sul do Brasil, assinale o que
se atividade(s) revolucionária(s) do Frei: for correto.
( ) Jornalista, redator de O DIÁRIO NOVO jornal
01) No século XVlll, Portugal e Espanha disputaram
praieiro, responsável pela agitação intelectual
os territórios das Sete Missões, ocupados por índios e
da Revolução de 1848 em Pernambuco;
jesuítas, e a Colônia do Sacramento, fundada no Rio
( ) Frei Caneca participou da revolução de 1817
da Prata, hoje território uruguaio.
cujo ideário republicano era semelhante ao da
02) A Colônia do Sacramento, base estratégica para o
Revolução de 1824;
contrabando da prata oriunda da Bolívia e do Peru,
( ) Frei Caneca dirigiu, durante o Primeiro
foi incorporada ao Brasil em 1821, com a
Reinado, um período revolucionário intitulado
denominação Província Cisplatina.
"Sentinela da Liberdade na Guarita de
04) A Província Cisplatina jamais se integrou ao
Pernambuco";
Brasil em virtude da origem espanhola de seus
( ) Frei Caneca insurge-se contra a Constituição
habitantes e os conflitos de interesses na região do
Outorgada, logo após a dissolução da
Prata.
Constituinte em 1823;
08) Em 1827, a Província Cisplatina tomou-se a
( ) Dirigiu e foi redator principal do jornal O
República do Uruguai. Duas forças políticas
TÍFIS Pernambucano que combatia o
disputavam o poder: o Partido Blanco, dos
absolutismo do Imperador Pedro I e incitava à
pecuaristas, que se apoiava na Argentina, e o Partido
rebelião.
dos Colorados, dos comerciantes de Montevidéu, que
2. (UFPE) Na(s) questão (ões) a seguir assinale os
era simpático ao Brasil.
itens corretos e os itens errados.
16) A Inglaterra, favorável à formação de uma grande
república no Rio da Prata, colocou-se sempre contra a
O processo de desenvolvimento da indústria
intervenção do Brasil nessa região.
brasileira não foi acompanhado de uma efetiva
política protecionista aduaneira. Quais teriam sido as
4. (UFPE) Qual das alternativas a seguir contém as
razões?
atividades produtivas que mais utilizaram a mão-de-
obra escrava nos períodos Colonial e Imperial, no
(0) O Brasil como nação independente optou pelo
Brasil?
liberalismo econômico.
(1) A partir da presença da família Real no Brasil e
a) Cultura de subsistência nas colônias de parceria, na
durante todo o século XIX a doutrina econômica que
região Sul, e criação de gado nas terras gaúchas.
comandou a industrialização foi o mercantilismo.
b) Extração de pau-brasil, culturas do fumo e do
(2) Os interesses britânicos criaram obstáculos a
algodão.
realização de uma política protecionista alfandegária.
c) Produção de açúcar, cultura do café e mineração.
(3) A ideologia nacionalista encontrou grande
d) Pecuária e mineração.
ressonância no Império Brasileiro levando o Governo
e) Comércio, construção de estradas de ferro e
a praticar o liberalismo econômico.
produção de açúcar.
(4) A política econômica do Brasil durante todo o
século XIX foi preferencialmente agrícola. Basta
5. (CESGRANRIO) "Usando do direito que a
dizer que a Sociedade Auxiliadora da Indústria
Constituição me concede, declaro que hei de muito
Nacional ocupava-se com o aperfeiçoamento técnico
voluntariamente abdicado na pessoa de meu mui
da agricultura.
amado e prezado filho o Sr. D. Pedro de Alcântara.
Boa Vista - 7 de abril de 1831, décimo da
Independência e do Império - D. Pedro I."

Nesses termos, D. Pedro I abdicou ao trono brasileiro


no culminar de uma profunda crise, que NÃO se
caracterizou por:
a) antagonismo entre o Imperador e parte da
aristocracia rural brasileira.

www.professorclaudiomar.com.br Página 1
Extensivo/História ____________________________________
b) empréstimos externos para cobrir o déficit público c) Desconfiança dos brasileiros, reforçada após o
gerado, em grande parte, pelo aparelhamento das falecimento de D. João VI, de que o reconhecimento
forças militares. reunificaria os dois reinos.
c) aumento do custo de vida, diminuição das d) Reação das potências européias às ligações
exportações e aumento das importações. privilegiadas com a Áustria, terra natal da Imperatriz.
d) pressão das elites coloniais que queriam o fim do e) Expectativa das potências européias, que
Império e a implantação de uma República nos aguardavam o reconhecimento de Portugal, fiéis à
moldes dos Estados Unidos. política internacional traçada a partir do Congresso
e) conflitos entre o Partido Brasileiro e o Partido de Viena.
Português e medo da recolonização.
9. (CESGRANRIO) "As ruas estão, em geral,
6. (CESGRANRIO) A concretização da emancipação repletas de mercadorias inglesas. A cada porta, as
política do Brasil, em 1822, foi seguida de palavras 'Superfino de Londres' saltam aos olhos:
divergências entre os diversos setores da sociedade, algodão estampado, panos largos, louça de barro,
em torno do projeto constitucional, culminando com mas, acima de tudo, ferragens de Birminghan,
o fechamento da Assembléia Constituinte. podem-se obter um pouco mais caro do que em nossa
terra nas lojas do Brasil, além de sedas, crepes e
Assinale a opção que relaciona corretamente os outros artigos da China."
preceitos da Constituição Imperial com as (GRAHAM, Mary. "Diário de Uma Viagem
características da sociedade brasileira: ao Brasil", in Campos, Raymundo. História
a) A autonomia das antigas Capitanias atendia aos do Brasil. São Paulo: Atual, 1991, 2• ed. p 98.)
interesses das oligarquias agrárias.
b) O Poder Moderador conferia ao Imperador a Esta descrição das lojas do Rio de Janeiro, feita por
proeminência sobre os demais Poderes. uma inglesa que estava no Brasil em 1821, justifica-
c) A abolição do Padroado, por influência liberal, se historicamente pelo(a):
assegurou ampla liberdade religiosa. a) Tratado de Maastricht.
d) A abolição progressiva da escravidão, proposta de b) Tratado de Fontainebleau.
José Bonifácio, foi uma das principais razões da c) Tratado de Comércio e Navegação.
oposição ao Imperador D. Pedro I. d) Bloqueio Continental.
e) A introdução do sufrágio universal permitiu a e) criação do NAFTA e da ALCA.
participação política das camadas populares,
provocando rebeliões em várias partes do país. 10. (FAAP) Nas lutas conhecidas como Guerras da
Independência e no reconhecimento externo da
7. (CESGRANRIO) A Constituição imperial Independência, o Brasil foi auxiliado pelo(a):
brasileira, promulgada em 1824, estabeleceu linhas
básicas da estrutura e do funcionamento do sistema a) França
político imperial tais como o(a): b) Espanha
c) Itália
a) equilíbrio dos poderes com o controle d) Estados Unidos
constitucional do Imperador e as ordens sociais e) Inglaterra
privilegiadas.
b) ampla participação política de todos os cidadãos, 11. (FAAP) O fuzilamento de Frei Caneca está ligado
com exceção dos escravos. ao seguinte fato da História do Brasil:
c) laicização do Estado por influência das idéias a) Inconfidência Mineira
liberais. b) Confederação do Equador
d) predominância do poder do imperador sobre todo o c) Revolta dos Canudos
sistema através do Poder Moderador. d) A Praieira
e) autonomia das Províncias e, principalmente, dos e) Revolução Farroupilha
Municípios, reconhecendo-se a formação
regionalizada do país. 12. (FATEC) O Ato Adicional de 1834 foi de
importância significativa para o Brasil porque
8. (CESGRANRIO) Assinale a opção que apresenta
um fato que caracterizou o processo de a) restaurou a paz no Império, tendo em vista o
reconhecimento da Independência do Brasil pelas término das rebeliões no Nordeste do País.
principais potências mundiais: b) possibilitou a tomada do poder pelos
a) Reconhecimento pioneiro dos Estados Unidos, conservadores que formavam a aristocracia rural.
impedindo a intervenção da força da Santa Aliança c) antecipou a maioridade de D. Pedro I, evitando,
no Brasil. assim, um golpe de Estado dos conservadores.
b) Reconhecimento imediato da Inglaterra, d) ampliou a autonomia das províncias, neutralizando
interessada exclusivamente no promissor mercado a tendência centralizadora do Primeiro Reinado.
brasileiro. e) limitou os poderes excessivos das Câmaras
Municipais, que poderiam dividir a Nação.

www.professorclaudiomar.com.br Página 2
Extensivo/História ____________________________________
a presença no Recife de Cipriano Barata, vindo da
13. (FATEC) O fim do Primeiro Reinado, com a Europa, onde representava a Bahia nas Cortes. É
abdicação de D. Pedro I em favor de seu filho, importante ressaltar (...) o papel da imprensa na
proporcionou condições para a consolidação da veiculação de críticas e propostas políticas (...). Os
independência, pois Andradas, que tinham passado para a oposição depois
das medidas autoritárias de D. Pedro, lançaram seus
a) as disputas entre os partidos conservador e liberal ataques através de 'O Tamoio'; Cipriano Barata e Frei
representaram diferentes concepções sobre a maneira Caneca combateram a monarquia centralizada,
de organizar a vida econômica da nação. respectivamente na 'Sentinela da Liberdade' e no 'Íbis
b) a vitória dos exaltados sobre os moderados acabou Pernambucano'."
com as lutas das várias facções políticas existentes. (Boris Fausto, "História do Brasil")
c) o governo de D. Pedro I não passou de um período
de transição em que a reação portuguesa, apoiada no A conjuntura exposta no texto anterior refere-se à
absolutismo do imperador, se conservou no poder. emergência da:
d) as rebeliões ocorridas antes da abdicação tinham a) Rebelião Praieira;
caráter reivindicatório de classe. b) Cabanagem;
e) na Assembléia Constituinte de 1823 as propostas c) Balaiada;
do partido brasileiro tinham o apoio unânime dos d) Sabinada;
deputados. e) Confederação do Equador.

14. (FGV) Associe os fatos político-militares do 17. (FGV) A Constituição Brasileira de 1824:
Primeiro Reinado e da Regência brasileira a seguir,
com suas localizações: a) Foi elaborada e aprovada pela Assembléia Geral
Constituinte e estabeleceu a organização do Estado a
Coluna A partir da divisão em três poderes: Legislativo,
1 - Balaiada Judiciário e Moderador.
2 - Cabanagem b) Ficou conhecida como a Constituição da
3 - Ato Adicional Mandioca, em razão da adoção de um sistema
4 - Sabinada censitário que definia pelo critério de renda e bens
5 - Confederação do Equador aqueles que poderiam votar e ser votados nas eleições
gerais.
Coluna B c) Foi elaborada pelo Conselho de Estado após a
I - Pará dissolução da Constituinte e, além dos poderes
II - Bahia Legislativo, Executivo e Judiciário, estabelecia o
III - Maranhão Poder Moderador, a ser exercido pelo monarca
IV - Pernambuco brasileiro.
V - Rio de Janeiro d) Foi elaborada pelo Conselho de Estado após a
dissolução da Constituinte e garantia forte autonomia
Escolha a alternativa que tem a associação correta: às Províncias, apesar da implementação do Poder
a) 1 - III; 2 - I; 3 - V; 4 - II; 5 - IV; Moderador, a ser exercido pelo monarca brasileiro.
b) 1 - II; 2 - V; 3 - II; 4 - I; 5 - V; e) Foi elaborada pela Assembléia Geral Constituinte
c) 1 - III; 2 - II; 3 - V; 4 - IV; 5 - I; e caracterizou-se pela adoção dos princípios liberais,
d) 1 - IV; 2 - I; 3 - V; 4 - III; 5 - II; pela garantia da defesa dos direitos fundamentais do
e) 1 - V; 2 - III; 3 - IV; 4 - II; 5 - I; homem e pela adoção dos princípios federativos.

15. (FGV) No Brasil, durante o Primeiro Império, a 18. (FGV) Durante o Primeiro Reinado, o governo
situação financeira era precária, pelo fato de que: brasileiro pediu aos ingleses alguns empréstimos, que
representavam grandes somas - como 1 332 300
a) o comércio de importação entrou em colapso com libras em 1824 ou 2 352 900 libras no ano seguinte -
a vinda da Família Real (1808); com uma taxa de juros muito alta.
b) os Estados Unidos faziam concorrência aos nossos
produtos, especialmente o açúcar; Essa situação foi gerada principalmente
c) os principais produtos de exportação - açúcar e a) por uma crise no mercado internacional de açúcar
algodão - não eram suficientes para o equilíbrio da e de café, que fez com que as principais mercadorias
balança comercial do país; para exportação do país fossem cotadas a menos da
d) o capitalismo inglês se recusava a fornecer metade do valor da última década do século XVIII.
empréstimos para a agricultura; b) pelos gastos com os conflitos bélicos, contra o
e) o sistema bancário era praticamente inexistente, só Paraguai e as Províncias Unidas do Prata, pelo
tendo sido fundado o Banco do Brasil em 1850. controle do estuário do Prata, área de importância
estratégica disputada com a Espanha desde o período
16. (FGV) "A propagação das idéias republicanas, colonial.
antiportuguesas e federativas (...) ganhou ímpeto com

www.professorclaudiomar.com.br Página 3
Extensivo/História ____________________________________
c) por causa da diminuição das exportações, devido à
retração dos mercados internacionais, e dos tratados a) liberal-conservador, que defendia a monarquia
econômicos que beneficiavam a entrada de produtos constitucional, a integridade territorial e o regime
europeus em grande volume. centralizado.
d) pelo custo da montagem de uma força militar a b) maçônico, que pregava a autonomia provincial, o
mando de D. Pedro I, com o objetivo de defender o fortalecimento do executivo e a extinção da
seu trono em Portugal, que fora usurpado pelo seu escravidão.
irmão Dom Miguel e por seu pai, D. João VI. c) liberal-radical, que defendia a convocação de uma
e) pela ajuda dos ingleses para a reconstrução da Assembléia Constituinte, a igualdade de direitos
economia brasileira depois do longo processo de políticos e a manutenção da estrutura social.
emancipação política, por meio de investimentos d) cortesão, que defendia os interesses
diretos na modernização de vários setores produtivos recolonizadores, as tradições monárquicas e o
no país. liberalismo econômico.
e) liberal-democrático, que defendia a soberania
19. (FUVEST) O reconhecimento da independência popular, o federalismo e a legitimidade monárquica.
brasileira por Portugal foi devido principalmente:
23. (FUVEST) Podemos afirmar que tanto na
a) à mediação da França e dos Estados Unidos e à Revolução Pernambucana de 1817, quanto na
atribuição do título de Imperador Perpétuo do Brasil a Confederação do Equador de 1824,
D. João VI.
b) à mediação da Espanha e à renovação dos acordos a) o descontentamento com as barreiras econômicas
comerciais de 1810 com a Inglaterra. vigentes foi decisivo para a eclosão dos movimentos.
c) à mediação de Lord Strangford e ao fechamento b) os proprietários rurais e os comerciantes
das Cortes Portuguesas. monopolistas estavam entre as principais lideranças
d) à mediação da Inglaterra e à transferência para o dos movimentos.
Brasil de dívida em libras contraída por Portugal no c) a proposta de uma república era acompanhada de
Reino Unido. um forte sentimento antilusitano.
e) à mediação da Santa Aliança e ao pagamento à d) a abolição imediata da escravidão constituía-se
Inglaterra de indenização pelas invasões numa de suas principais bandeiras.
napoleônicas. e) a luta armada ficou restrita ao espaço urbano de
Recife, não se espalhando pelo interior.
20. (FUVEST) Qual o papel conferido ao Imperador
pela Constituição de 1824? 24. (FUVEST) No tocante à economia açucareira do
Brasil, ao longo do século XIX, podemos afirmar que
a) Subordinação ao poder legislativo.
b) Instrumento da descentralização político- a) praticamente desapareceu, pois o café se tornou o
administrativa. produto quase exclusivo das exportações.
c) Chave de toda a organização política. b) regrediu consideravelmente devido à concorrência
d) Articulador da extinção do Padroado. norte-americana e à introdução do açúcar de
e) Liderança do Partido Liberal. beterraba na Europa.
c) conheceu um relativo renascimento, graças ao fim
21. (FUVEST) Ao proclamarem a sua independência, da exploração em grande escala de metais preciosos
as colônias espanholas da América optaram pelo que drenava todos os recursos.
regime republicano, seguindo o modelo norte- d) ficou estagnada, acompanhando o baixo nível das
americano. O Brasil optou pelo regime monárquico: atividades econômicas em declínio após o fim da
exploração de metais preciosos em grande escala.
a) pela grande popularidade desse sistema de governo e) regrediu consideravelmente devido à concorrência
entre os brasileiros. antilhana e à introdução de açúcar de beterraba na
b) porque a República traria forçosamente a abolição Europa.
da escravidão, como ocorrera quando da proclamação
da independência dos Estados Unidos.
c) como conseqüência do processo político
desencadeado pela instalação da corte portuguesa na
colônia.
d) pelo fascínio que a pompa e o luxo da corte
monárquica exerciam sobre os colonos.
e) em oposição ao regime republicano português
implantado pelas cortes.

22. (FUVEST) A organização do Estado brasileiro


que se seguiu à Independência resultou no projeto do
grupo:

www.professorclaudiomar.com.br Página 4
Extensivo/História ____________________________________
25. (FUVEST) Sobre a dívida pública externa do 28. (FUVEST) A economia brasileira, durante o
Brasil independente, é certo afirmar que começou a período monárquico, caracterizou-se
ser contraída fundamentalmente

a) nos primeiros anos da República, por iniciativa do a) pelo princípio da diversificação da produção
Ministro da Fazenda Ruy Barbosa, preocupado com a agrária e pelo incentivo ao setor de serviços.
escassez monetária. b) pelo estímulo à imigração italiana e espanhola e
b) por ocasião da Guerra do Paraguai, para financiar pelo fomento à incipiente indústria.
os enormes gastos decorrentes do conflito. c) pela regionalização econômica e pela revolução no
c) logo após a Independência, destinando-se o sistema bancário nacional.
primeiro empréstimo a indenizar Portugal pela perda d) pela produção destinada ao mercado externo e pela
da colônia. busca de investimentos internacionais.
d) quando se implantaram os primeiros planos de e) pela convivência das mãos-de-obra escrava e
valorização do café, a partir do convênio firmado em imigrante e pelo controle do "déficit" público.
Taubaté, em 1906.
e) logo após a Revolução de 1930, a fim de se 29. (FUVEST) No Brasil, tanto no Primeiro Reinado,
enfrentar o abalo financeiro resultante da crise de quanto no período regencial,
1929.
a) aconteceram reformas políticas que tinham por
26. (FUVEST) Houve um estremecimento nas objetivo a democratização do poder.
relações entre os Estados inglês e brasileiro, na b) ocorreram embates entre portugueses e brasileiros
primeira metade do século XIX, em conseqüência da que chegaram a pôr em perigo a independência.
forte pressão que a Inglaterra exerceu sobre o Brasil a c) disseminaram-se as idéias republicanas até a
partir do reconhecimento da Independência (1826). constituição de um partido político.
d) mantiveram-se as mesmas estruturas institucionais
Tais pressões decorreram do período colonial.
a) da anexação do Uruguai por D. Pedro e da sua e) houve tentativas de separação das províncias que
transformação em Província Cisplatina, limitando o puseram em perigo a unidade nacional.
comércio inglês no Prata.
b) da oposição inglesa aos privilégios alfandegários 30. (FUVEST) Sobre a condição dos escravos no
concedidos, desde 1819, aos produtos portugueses Brasil monárquico, é possível afirmar que eles
importados pelo Brasil.
c) dos incentivos do governo brasileiro à exportação a) foram protagonistas de diversas rebeliões.
de algodão, o que tornava este produto mais barato do b) eram impedidos de constituir família.
que o produzido nas colônias britânicas. c) sofreram a destruição completa de sua cultura.
d) do início da imigração européia para o Brasil, fato d) concentravam-se no campo, não trabalhando nas
que poderia levar à industrialização e à diminuição cidades.
das importações de produtos ingleses. e) não tinham possibilidades legais de conseguir
e) da oposição do Estado inglês ao tráfico negreiro alforria.
que o governo brasileiro, depois de resistir, proibiu,
em 1850. 31. (MACKENZIE) Relativamente ao Primeiro
Reinado, considere as afirmações a seguir.
27. (FUVEST) A Constituição Brasileira de 1824 I. A dissolução da Constituinte, o estilo de governo
colocou o Imperador à testa de dois Poderes. Um autoritário e a repressão à Confederação do Equador
deles lhe era "delegado privativamente" e o aceleraram o desgaste político de Pedro I.
designava "Chefe Supremo da Nação" para velar II. O temor de uma provável recolonização, caso
sobre "o equilíbrio e harmonia dos demais Poderes fosse restabelecida a união com Portugal, aprofundou
Políticos", o outro Poder o designava simplesmente os atritos entre brasileiros e portugueses.
"Chefe" e era delegado aos Ministros de Estado. III. O aumento das exportações agrícolas, a
Estes Poderes eram respectivamente: estabilidade da moeda e a redução do endividamento
a) Executivo e Judiciário externo foram os pontos favoráveis do governo de
b) Executivo e Moderador Pedro I.
c) Moderador e Executivo IV. A cúpula do exército, descontente com a derrota
d) Moderador e Judiciário militar na Guerra Cisplatina, aderiu à revolta, que
e) Executivo e Legislativo. culminou na Abdicação do Imperador.

Então:
a) todas estão corretas.
b) todas são falsas.
c) apenas I e II estão corretas.
d) apenas I , II e IV estão corretas.
e) apenas III está correta.

www.professorclaudiomar.com.br Página 5
Extensivo/História ____________________________________
35. (MACKENZIE) "A nação independente
32. (MACKENZIE) São fatores que levaram os EUA continuaria subordinada à economia colonial,
a reconhecerem a independência do Brasil em 1824: passando do domínio português à tutela britânica. A
fachada liberal construída pela elite europeizada
a) Doutrina Monroe (América para os americanos) e ocultava a miséria e a escravidão da maioria dos
os fortes interesses econômicos emergentes nos EUA. habitantes do país."
b) A aliança dos capitais ingleses e americanos (Emília V. da Costa)
interessados em explorar o mercado brasileiro e a
crescente expansão do mercado da borracha. A interpretação correta do texto anterior sobre a
c) A indenização de 2 milhões de libras pagos pelo independência brasileira seria:
Brasil ao governo americano e a Doutrina Truman. a) a nossa independência caracterizou-se pelo
d) A subordinação econômica à Inglaterra e o processo revolucionário que rompeu socialmente com
interesse de aliar-se ao governo constitucional de D. o passado colonial.
João VI. b) a preservação da ordem estabelecida, isto é,
e) A identificação com a forma de governo adotada escravidão, latifúndio e privilégios políticos da elite,
no Brasil e interesses coloniais comuns. seria garantida pelo novo governo republicano.
c) a rápida transformação da economia foi
33. (MACKENZIE) A Confederação do Equador, comandada pela elite política e econômica
movimento que eclodiu em Pernambuco em julho de interessada na superação da ordem colonial.
1824, caracterizou-se por: d) o espírito liberal de nossas elites não impediu que
estas mantivessem as estruturas arcaicas da
a) ser um movimento contrário às medidas da Corte escravidão e do latifúndio, sendo a monarquia a
Portuguesa, que visava favorecer o monopólio do garantia de tais privilégios.
comércio. e) o rompimento com a dependência inglesa foi
b) uma oposição a medidas centralizadoras e inevitável, já que após a independência o governo
absolutistas do Primeiro Reinado, sendo um passou a incentivar o mercado interno e a
movimento republicano. industrialização.
c) garantir a integridade do território brasileiro e a
centralização administrativa. 36. (MACKENZIE) Apesar do Alvará de Liberdade
d) ser um movimento contrário à maçonaria, clero e Industrial de 1808, o desenvolvimento industrial
demais associações absolutistas. brasileiro não ocorreu, dentre outros fatores, porque:
e) levar seu principal líder, Frei Joaquim do Amor
Divino Caneca, à liderança da Constituinte de 1824. a) a elite agrária, defensora das atividades
manufatureiras, não tinha, contudo, expressão
34. (MACKENZIE) O episódio conhecido como "A política.
Noite das Garrafadas", briga entre portugueses e b) a falta de capital anulava as vantagens da excelente
brasileiros, relaciona-se com: rede de transportes e comunicação da época.
c) o tratado de 1810, com a Inglaterra, anulava nosso
a) a promulgação da Constituição da Mandioca pela esforço industrial, já que oferecia a este país o
Assembléia Constituinte. controle de nosso mercado.
b) a instituição da Tarifa Alves Branco, que d) embora com grande mercado e mão-de-obra
aumentava as taxas de alfândega, acirrando as qualificada, faltava-nos tecnologia.
disputas entre portugueses e brasileiros. e) a manutenção do rígido monopólio colonial
c) o descontentamento da população do Rio de impedia o sucesso de nossa industrialização.
Janeiro contra as medidas saneadoras de Oswaldo
Cruz. 37. (MACKENZIE) Sobre o processo de
d) a manifestação dos brasileiros contra os reconhecimento externo de nossa independência,
portugueses ligados à sociedade "Colunas do Trono" podemos afirmar que:
que apoiavam Dom Pedro I.
e) a vinda da Corte Portuguesa e o confisco de a) encontramos séria resistência ao reconhecimento
propriedades residenciais para alojá-la no Brasil. por parte dos EUA, em decorrência da Doutrina
Monroe.
b) a Áustria encabeçava a forte reação contra nossa
independência.
c) o reconhecimento de Portugal e Inglaterra custou-
nos sérios prejuízos, em virtude de indenizações e
concessões econômicas.
d) as nações latino-americanas prontamente nos
reconheceram, devido à forte identificação com o
governo imperial e sua política externa.
e) a Inglaterra liderou a Santa Aliança na luta contra
nossa emancipação.

www.professorclaudiomar.com.br Página 6
Extensivo/História ____________________________________
41. (MACKENZIE) Está aí explicação para a
38. (MACKENZIE) A abdicação de Pedro I, a 7 de originalidade do Brasil na América Latina: manter a
abril de 1831, resultou: unidade e ser durante o século XIX a única
monarquia da América.
a) na vitória do partido português, em seu projeto de (Caceres - "História do Brasil")
restabelecer o Reino Unido.
b) na consolidação de nossa independência e do Assinale a alternativa que justifica a frase anterior.
poder dos grandes proprietários, à frente do Estado a) A unidade e a monarquia interessavam à elite
Brasileiro. proprietária que temia o fim do trabalho escravo e as
c) no declínio da elite rural, em virtude de amplas lutas regionais, daí a independência feita de cima
reformas sociais após a queda do imperador. para baixo.
d) em maior estabilidade política, traço que b) A forma de governo monárquico fora imposição da
caracterizou o Período Regencial. Inglaterra para reconhecer nossa independência.
e) na superação imediata da crise econômica que c) Os líderes da aristocracia rural eram abolicionistas
afligia o país. e republicanos e relutavam em aceitar o governo
monárquico.
39. (MACKENZIE) “Morre um liberal, mas não d) O separatismo nunca esteve presente em nossa
morre a liberdade". História, nem na fase colonial e tampouco no
império.
A frase acima, atribuída a Líbero Badaró, foi e) O liberais no Brasil da época não temiam a
pronunciada na seguinte circunstância histórica. haitização do país, já que defendiam o fim da
a) A dissolução da Constituinte pelo Imperador em escravidão e amplos direitos à população.
1823.
b) As críticas ao absolutismo de Pedro I, através do 42. (MACKENZIE) A Carta Constitucional de 1824
jornal "O Observador Constitucional". representava uma vitória do Executivo sobre o
c) A condenação à morte dos líderes da Confederação Legislativo, do Imperador sobre as oligarquias. A
do Equador. oposição ao Imperador foi mais forte nas províncias
d) A derrota brasileira na Guerra Cisplatina. do norte, as mais afetadas pelo forte centralismo que
e) A morte de patriotas brasileiros contra as forças caracterizava a Carta.
portuguesas do General Madeira de Melo, na Bahia. Carlos Guilherme Mota. 1822 - Dimensões

40. (MACKENZIE) Como em 1822, a união contra o A oposição de que fala o texto resultou em sério
perigo comum levou de vencida os adversários. O 7 movimento revolucionário que teve, entre seus
de abril aparece como o complemento necessário do líderes, Frei Caneca. Identifique-o.
7 de setembro. a) Revolução Farroupilha
(1822 Dimensões - Carlos Guilherme Mota) b) Cabanagem
c) Confederação do Equador
O perigo comum a que se refere o texto e a d) Balaiada
complementação referida seriam: e) Sabinada
a) a ameaça de recolonização liderada pelo partido
português derrotado na Independência e na 43. (MACKENZIE) A respeito dos princípios
Abdicação a 7 de abril de 1831. presentes na Constituição de 1824, outorgada por D.
b) a oposição dos grandes proprietários, que na Pedro I, é correto afirmar que:
Independência e Abdicação pretendiam liquidar com
a escravidão. a) garantiam ampla liberdade individual e
c) o apoio dos democratas do Partido Brasileiro em resguardavam a liberdade econômica, assegurando a
ambas as ocasiões à política absolutista de Pedro I. participação política desvinculada da necessidade de
d) a união da Maçonaria e Apostolado para implantar uma renda mínima por parte do cidadão.
a República nestes dois momentos históricos. b) garantiam as liberdades individuais inspiradas na
e) a coincidência de projeto de nação entre as elites Declaração dos Direitos do Homem, elaborada pelos
portuguesa e brasileira em ambas as oportunidades. revolucionários franceses em 1789.
c) estabeleciam a igualdade de todos perante a lei,
estatuto que foi observado com rigor por toda a
sociedade brasileira.
d) estabeleciam o princípio da liberdade religiosa,
segundo o qual o Estado permaneceria distante das
questões religiosas.
e) determinavam disposições jurídicas que eram as
mais adequadas à realidade nacional da época, não
apresentando, portanto, contradições.

www.professorclaudiomar.com.br Página 7
Extensivo/História ____________________________________
44. (PUC-RIO) As alternativas abaixo apresentam 48. (PUCMG) Sobre a independência do Brasil, é
exemplos de permanências ou continuidades na INCORRETO afirmar que:
formação social brasileira, ao longo da primeira
metade do século XIX, À EXCEÇÃO DE: a) resultou de um processo político comandado pelos
grandes proprietários de terras.
a) a família patriarcal extensa. b) girou em torno de D. Pedro I com o objetivo de
b) o trabalho escravo negro. garantir a unidade do país.
c) o exclusivo comercial. c) proporcionou mudanças radicais na estrutura de
d) a economia de base agrícola. produção para beneficiar as elites.
e) o regime de padroado. d) continuou a produção a atender às exigências do
mercado internacional.
45. (PUCMG) A primeira constituição brasileira de
1824 estabelece, EXCETO: 49. (PUCPR) "Art. 26 - Se o Imperador não tiver
parente algum que reúna as qualidades exigidas no
a) governo monárquico e hereditário. art. 122 da Constituição, será o Império governado
b) unitarismo como forma de Estado. durante a sua menoridade por um regente eletivo e
c) voto censitário e a descoberto (não secreto). temporário, cujo cargo durará quatro anos,
d) liberalismo econômico mantendo a escravidão. renovando-se para esse fim a eleição de quatro em
e) amplas restrições aos poderes do imperador. quatro anos..."
"Art. 32 - Fica suprimido o Conselho de Estado de
46. (PUCMG) Dentre os vários fatores que podem ser que trata o título 5, capítulo 79 da Constituição".
apontados no sentido de se explicar o
descontentamento da população com o governo de D. Os artigos citados compuseram:
a) A Constituição Imperial de 1824.
Pedro I (1822-1931), destacam-se, EXCETO: b) O Ato Adicional de 1834.
a) o profundo desequilíbrio observado nas finanças c) A Lei de Interpretação do Ato Adicional.
públicas. d) O anteprojeto de Antônio Carlos, "A Constituição
b) o estilo visivelmente centralista e absolutista do da Mandioca", que não terminou de ser debatida em
governo. função da Dissolução da Assembléia Constituinte em
c) o imobilismo do Estado frente à questão da 1823.
abolição da escravidão. e) A Declaração ou Lei da Maioridade.
d) o desastroso resultado verificado ao término da
guerra cisplatina. 50. (PUCPR) Portugal resistiu à nossa Independência,
e) o clientelismo e a corrupção reinantes nas diversas procurando revertê-la, inclusive pela via das armas.
esferas do poder. Com respeito à oposição lusitana, quais das
alternativas estão corretas?
47. (PUCMG) Em 1823, o capitão mulato Pedro I. O envio ao Brasil, de uma frota que bombardeou o
Pedroso comandou tropas formadas por mestiços e Rio de Janeiro em 1823, sendo rechaçada a seguir.
negros que entoavam, pelas ruas de Recife, a seguinte II. A resistência, na Bahia, das tropas do Brigadeiro
quadra: Madeira de Melo, até 1823.
"MARINHEIROS E CAIADOS III. A busca de apoio Militar Britânico, por parte de
TODOS DEVEM SE ACABAR Portugal.
PORQUE SÓ PARDOS E PRETOS IV. A dissolução da Constituinte de 1823 por D.
O PAÍS DEVEM HABITAR" Pedro, de origem portuguesa, e hostilizado pelos
deputados.
Tal episódio, associado à Confederação do Equador, V.Resistência militar portuguesa no Maranhão, Pará,
movimento revoltoso ocorrido durante o Primeiro Piauí e Cisplatina.
Reinado, demonstra:
a) I, III e IV.
a) o caráter democrático presente no processo de b) II, III e V.
constituição do Estado nacional brasileiro. c) apenas I e III.
b) o peso das massas populares na condução da vida d) apenas II e V.
política do país logo após a independência. e) apenas III e IV.
c) a força do movimento abolicionista e sua
capacidade de mobilização dos segmentos sociais.
d) a radicalização do movimento com a participação
popular, gerando temor na elite agrária.

www.professorclaudiomar.com.br Página 8
Extensivo/História ____________________________________
51. (PUCPR) O estudo da Carta Outorgada de 1824, e) gerou a necessidade do estabelecimento de
Ato Adicional de 1834 e Constituição Republicana de pequenas unidades agrícolas produtoras de gêneros
1891 mostra, no Brasil, notável evolução política. alimentícios para consumo interno nas fazendas.

Assinale a alternativa correta: 54. (UDESC) Durante o processo de Independência


a) O Ato Adicional de 1834 atribui às províncias a do Brasil, na segunda década do século XIX, houve
mesma autonomia estabelecida pela Constituição de resistência e luta armada em diversas regiões.
1891.
b) Enquanto a Carta Outorgada de 1824 inspirou-se Assinale a ÚNICA alternativa que indica onde
nos Estados Unidos, a Constituição de 1891 baseou- ocorreu derramamento de sangue nesse período, pela
se em modelo europeu. conquista da emancipação política:
c) A Carta Outorgada de 1824 estabelecia quatro a) São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro;
poderes, reduzidos a três na Constituição de 1891, b) Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul;
com a supressão do Poder Moderador. c) Goiás, Mato Grosso e Tocantins;
d) A Religião Católica Apostólica Romana, oficial no d) Bahia, Maranhão e Pará;
Império, assim continuou na República, com base em e) Alagoas, Pernambuco e Ceará.
artigo específico na Constituição de 1891.
e) O Ato Adicional de 1834 transformou a forma de 55. (UECE) Sobre a consolidação da Independência
Estado do Brasil de unitária em federativa. brasileira, é correto afirmar:

52. (PUCRS) A Carta Constitucional de 1824 fixou a) depois de algumas lutas no Sul, na Bahia e no
um núcleo de poder político cujo exercício seria Piauí e do pagamento de uma indenização de 2
marcante no parlamentarismo monárquico brasileiro milhões de libras esterlinas, o governo português
e que incluía as seguintes atribuições: empregar a reconheceu a independência do Brasil, em 1825.
força armada; escolher os senadores a partir de lista b) sob pressão da Inglaterra, que tinha interesses
tríplice; sancionar e vetar atos do legislativo; econômicos na independência, Portugal reconheceu
dissolver a Câmara; nomear juízes. imediatamente a autonomia do governo do Brasil.
c) apesar da demora do governo português em
Segundo a referida Constituição, esse conjunto de reconhecer a independência, não houve lutas nem
atribuições era exercido sublevações armadas que confrontassem portugueses
a) pelo Primeiro Ministro. e brasileiros.
b) pelo Supremo Tribunal de Justiça. d) a independência brasileira obteve imediatamente o
c) pelo Monarca. apoio de todas as grandes potências européias e dos
d) pela Câmara dos Deputados. EUA.
e) pelo Conselho de Estado.
56. (UECE) Com relação à revolta de Pinto Madeira,
53. (PUCRS) Desde o princípio da década de 1840, o no Ceará, em 1831-1832, pode-se dizer corretamente:
café torna-se o principal produto da economia
brasileira. A partir da Floresta da Tijuca, a cultura a) fez parte de um plano geral, articulado na capital
cafeeira expande-se por toda a província do Rio de do Império, para defender a volta de D. Pedro I ao
Janeiro: Mangaratiba, Angra dos Reis, Parati, Maricá, trono, nada tendo a ver com conflitos ou desavenças
Itaboraí e Magé, encontrando na região do Vale do locais ou regionais.
rio Paraíba do Sul condições ideais de cultivo. Entre b) significou o aprofundamento das divergências
1830 e 1870, o Vale torna-se o centro econômico do entre os coronéis do sertão cearense, no contexto da
Império. Considerando o referido período, é correto abdicação de D. Pedro I.
afirmar que a lavoura cafeeira dessa região c) constituiu-se em uma revolta tardia de portugueses
e colonos descontentes com o processo de
a) enfrentou dificuldades estruturais no setor de independência do Brasil.
transporte, devido à inexistência de investimentos d) representou o descontentamento de coronéis do
estrangeiros e nacionais na construção de ferrovias Cariri cearense contra a política centralizadora do
entre a zona de cultivo e o porto de Santos. Presidente da Província, José Martiniano de Alencar.
b) entrou em declínio a partir de 1870,
principalmente devido à queda de consumo no 57. (UEL) A Confederação do Equador, em 1824, se
mercado interno, associada à ascensão do algodão caracterizou como um movimento de
como principal produto de exportação. a) emancipação política de Portugal.
c) foi pioneira na utilização, em larga escala, da mão- b) oposição à Abertura dos Portos.
de-obra imigrante assalariada, e foco da crise do c) garantia à política inglesa.
escravismo na economia brasileira. d) apoio aos atos do imperador.
d) criou uma classe de pequenos e médios produtores e) reação à política imperial.
rurais, que viria a constituir a principal base social do
republicanismo.

www.professorclaudiomar.com.br Página 9
Extensivo/História ____________________________________
58. (UERJ) Que tardamos? A época é esta: Portugal compromissos assumidos por Portugal, a partir da
nos insulta; a América nos convida; a Europa nos transferência da Corte.
contempla; o príncipe nos defende. Cidadãos! soltai o c) Portugal tinha se comprometido a limitar a prática
grito festivo... Viva o Imperador Constitucional do do tráfico ao sul do equador e, desde então, a
Brasil, o Senhor D. Pedro I. Inglaterra tinha o direito de vigiar pelo cumprimento
(Proclamação. Correio Extraordinário do dos acordos firmados.
Rio de Janeiro. 21 de setembro de 1822.) d) Tratados firmados entre o Brasil e a Angola
proibiam o tráfico ao sul do equador.
Este texto mostra o rompimento total e definitivo e) Os tratados assinados, em 1810 e 1831, permitiam
com a antiga metrópole como necessário para a aos piratas de Sua Majestade seqüestrar
construção do Império Brasileiro. Nele também está carregamentos de escravos e levá-los para as
implícito um dos fatores que contribuíram para o plantações do Caribe.
processo de construção da independência do Brasil.
Esse fator foi: 61. (UFES) "Confederação do Equador: Manifesto
a) a ajuda das potências européias em função de seus Revolucionário
interesses econômicos Brasileiros do Norte! Pedro de Alcântara, filho de D.
b) a intransigência das Cortes de Lisboa na aceitação João VI, rei de Portugal, a quem vós, após uma
das liberdades brasileiras estúpida condescendência com os Brasileiros do Sul,
c) o ideal republicano em consonância com o das aclamastes vosso imperador, quer descaradamente
antigas colônias espanholas escravizar-vos. Que desaforado atrevimento de um
d) o movimento separatista das províncias do norte europeu no Brasil. Acaso pensará esse estrangeiro
em processo de união com Portugal ingrato e sem costumes que tem algum direito à
Coroa, por descender da casa de Bragança na Europa,
59. (UFC) A respeito da Independência do Brasil é de quem já somos independentes de fato e de direito?
correto afirmar que: Não há delírio igual (...)."
(Ulysses de Carvalho Brandão. A
a) implicou em transformações radicais da estrutura CONFEDERAÇÃO DO EQUADOR.
produtiva e da ordem social, sob o regime Pernambuco: Publicações Oficiais, 1924).
monárquico.
b) significou a instauração do sistema republicano de O texto dos Confederados de 1824 revela um
governo, como o dos outros países da América momento de insatisfação política contra a
Latina. a) extinção do Poder Legislativo pela Constituição de
c) trouxe consigo o fim do escravismo e a 1824 e sua substituição pelo Poder Moderador.
implementação do trabalho livre como única forma b) mudança do sistema eleitoral na Constituição de
de trabalho e o fim do domínio metropolitano. 1824, que vedava aos brasileiros o direito de se
d) implicou em autonomia política e em reformas candidatar ao Parlamento, o que só era possível aos
moderadas na ordem social decorrentes do novo portugueses.
status político. c) atitude absolutista de D. Pedro I, ao dissolver a
e) decorreu da luta palaciana entre João VI, Carlota Constituinte de 1823 e outorgar uma Constituição
Joaquina e Pedro I, que teve como conseqüência que conferia amplos poderes ao Imperador.
imediata a abertura dos portos. d) liberalização do sistema de mão-de-obra nas
disposições constitucionais, por pressão do grupo
60. (UFC) Em 29 de maio de 1829, oficiais ingleses português, que já não detinha o controle das grandes
abordaram o navio Veloz. "Os diários de bordo e fazendas e da produção de açúcar.
mais papéis do Capitão foram examinados... estavam e) restrição às vantagens do comércio do açúcar pelo
em ordem. O número de pessoas transportadas reforço do monopólio português e aumento dos
obedecia ao que estipulava a lei..." tributos contidos na Carta Constitucional.
GÓES José Roberto Pinto de Cordeiros de Deus:
tráfico, demografia e política no destino dos escravos, 62. (UFES) O banco que financiou a independência
em: Marco. A. Pamplona (org.) Escravidão, exclusão O Rothschild é o mais antigo banco de investimentos
e cidadania. Rio de Janeiro, Access, 2001, p. 23 do mundo [...]. Foram os Rothschild que deram o
primeiro financiamento ao Brasil independente, em
Com base no texto acima e em seus conhecimentos, 1825.
assinale a alternativa correta sobre o tráfico de "O Globo" - 21/9/98.
escravos, durante o Império.
O texto refere-se à dívida externa do Brasil no
a) A Inglaterra vistoriava os navios para impedir o Primeiro Reinado, contraída com banqueiros
contrabando de produtos que pudessem concorrer ingleses, quase sempre com a casa Rothschild.
com as manufaturas inglesas. O Brasil começava sua história como país
b) Os traficantes de escravos obedeceram aos tratados independente, acumulando dívidas com banqueiros
e leis firmados com a Inglaterra, inclusive os internacionais, situação ligada, entre outras, à/ao

www.professorclaudiomar.com.br Página 10
Extensivo/História ____________________________________
a) legislação que visava à contenção das importações Sobre as conjunturas mencionadas anteriormente e
de supérfluos, o que causava prejuízos aos seus desdobramentos, julgue os itens.
comerciantes. ( ) O acordo em torno do príncipe D. Pedro foi
b) redução do tráfico de escravos no Brasil, uma decorrência do receio de que a
especialmente para o Nordeste, em troca do direito de independência se transfigurasse em aberta luta
os comerciantes brasileiros abasteceram com política entre os diversos segmentos da
exclusividade algumas colônias inglesas, fato que sociedade brasileira. A Monarquia era a
endividava o país. garantia da ordem escravista.
c) acordo sobre compensações, que previa o
pagamento a Portugal de uma indenização em libras ( ) Ao proclamar a independência, o príncipe D.
esterlinas em troca do reconhecimento da Pedro rompeu com a comunidade portuguesa,
independência do Brasil. que insistia em ocupar cargos públicos. A
d) rompimento de relações diplomáticas e comerciais direção política do País foi entregue aos
com os Estados Unidos, que não concordaram com as homens aqui nascidos, condição essencial para
taxas alfandegárias, medida que resultou na ser considerado cidadão no novo Império.
diminuição da receita tributária do país. ( ) Em 1831, as elites políticas brasileiras entraram
e) aumento do déficit público causado pelas despesas em desacordo com o Imperador, que insistia em
com a defesa das fronteiras brasileiras, devido às desconsiderar o legislativo, preocupando-se,
rivalidades políticas com a França. excessivamente, em defender os interesses
dinásticos de sua filha em Portugal, o que
63. (UFES) "Havendo Eu convocado, como tinha irritava as elites políticas locais.
direito de convocar, a Assembléia Geral Constituinte ( ) Com a abdicação, iniciou-se um período
e Legislativa, por decreto de 3 de junho do ano marcado pelo crescimento econômico
próximo passado, a fim de salvar o Brasil dos perigos decorrente da produção de café, o que
que lhe estavam iminentes, e havendo a dita possibilitou a execução de uma reforma
Assembléia perjurado ao tão solene juramento que política, o Ato Adicional (1834), que deu
prestou à nação de defender a integridade do Império, estabilidade ao Império.
sua independência e a minha dinastia: Hei por bem
dissolver a mesma Assembléia..." 65. (UFMG) A opção pelo regime monárquico no
LINHARES, M. Y. "História Geral do Brasil, após a Independência, pode ser explicada
Brasil". Rio de Janeiro: Campus, 1996.
a) pela atração que os títulos nobiliárquicos exerciam
A passagem acima é parte integrante do Decreto de sobre os grandes proprietários rurais.
D. Pedro I, de 12 de novembro de 1823, que mandava b) pela crescente popularidade do regime monárquico
cercar e evacuar o prédio no qual estava instalada a entre a elite colonial brasileira.
primeira Assembléia Constituinte do Brasil. c) pela pressão das oligarquias aliadas aos interesses,
da Inglaterra e pela defesa da entrada de produtos
Essa Constituinte foi fechada porque manufaturados.
a) defendia a dupla cidadania - Brasil e Portugal - d) pelo temor aos ideais abolicionistas defendidos
para brasileiros e portugueses residentes no Brasil. pelos republicanos nas Américas.
b) previa, no projeto da Constituição em pauta, uma e) pelas transformações ocorridas com a instauração
monarquia absolutista, na qual o monarca era uma da Corte Portuguesa no Brasil e pela elevação do país
figura inviolável. a Reino Unido.
c) ousou desafiar o projeto de soberania do
Imperador, tirando-lhe o direito não só de vetar, mas
também de sancionar os atos dos constituintes.
d) era dominada pelo Partido Português, que defendia
uma Monarquia Parlamentar como Reino Unido a
Portugal.
e) inseriu no projeto da Constituição o Quarto Poder,
o Moderador, que deveria ser exercido pelo
Imperador.

64. (UFG) O processo de formação do Estado


brasileiro encontra várias possibilidades de leitura,
dada a diversidade de projetos políticos existentes no
Brasil, nas primeiras décadas do século XIX. Entre as
conjunturas da independência (1822) e da abdicação
(1831), o País conviveu com projetos diferentes de
gestão política.

www.professorclaudiomar.com.br Página 11
Extensivo/História ____________________________________
66. (UFMG) A organização do sistema político foi 68. (UFPE) A Constituição de 1824, elaborada por
objeto de discussões e conflitos ao longo do período "homens probos e amantes da dignidade imperial e da
imperial no Brasil. liberdade dos povos", segundo o Imperador Pedro I,
continha uma novidade em relação ao projeto de
Com relação ao contexto histórico do Brasil Imperial constituição de 1823: a criação do Poder Moderador.
e aos problemas a ele relacionados, é CORRETO
afirmar que: Assinale a alternativa que melhor define este Poder.
a) a centralização do poder foi objeto de sérias a) Com base no Poder Moderador, o Imperador
disputas ao longo de todo o século XIX e explica restringiu os poderes dos regentes unos - Padre Diogo
várias contendas internas às elites imperiais, como a Feijó e Araújo Lima.
Rebelião Praieira. b) O Poder Moderador conferia à Câmara de
b) o Constitucionalismo ganhou força, fazendo com Deputados a prerrogativa de vetar decisões do
que o Legislativo, o Executivo e o Judiciário se Imperador.
tornassem independentes e harmônicos, o que atendia c) A Constituição de 1824 conferia ao Poder
às queixas dos rebeldes da Balaiada. Moderador, que era exercido pelo Senado, nomear e
c) o Federalismo de inspiração francesa e jacobina foi demitir livremente os ministros de estado, conceder
uma das principais bandeiras do Partido Liberal, a anistia e perdoar dívidas públicas.
partir da publicação do Manifesto Republicano, o que d) O Poder Moderador era o quarto poder do Império
explica, entre outras, a Revolução Liberal de 1842. e era exercido pelo Imperador Pedro I. Com base
d) os movimentos de contestação armada - como a neste Poder, o Imperador poderia dissolver a câmara
Revolução Farroupilha, a Sabinada ou a Cabanagem - dos deputados, aprovar e suspender resoluções dos
tinham em comum a crítica liberal às tendências conselhos provinciais e suspender os magistrados,
absolutistas, persistentes no governo de D. Pedro II. entre outras prerrogativas.
e) O Poder Moderador de invenção maquiavélica,
67. (UFPE) Esta questão diz respeito a fatos políticos atribuído a Benjamin Constant, foi responsável pelo
ocorridos no Império brasileiro. golpe da maioridade em 1840.

(0) O Período Regencial foi uma fase de grande 69. (UFPR) No Brasil imperial:
turbulência política no Brasil, com movimentos
sociais e revoltas. (01) A "Missão Francesa", que chegou ao Brasil em
(1) O Golpe da Maioridade que levou Pedro II ao 1816, trazendo artistas plásticos como Debret e
poder foi uma trama política dos liberais. Taunay, contribuiu para a transformação da
(2) Manifestações liberais surgiram no Sudeste do fisionomia cultural do país.
Brasil como represália à política imperial e à (02) Segundo a organização político-administrativa,
dissolução da Câmara Liberal, escolhida pela as províncias eram administradas por governadores-
chamada "eleição do cacete". gerais eleitos pelos membros dos Conselhos
(3) Durante o processo de independência, dois Municipais.
"partidos políticos" tiveram importante atuação. (04) Os primeiros anos do Império constituíram-se
Foram eles o Partido Liberal e o Partido Moderador em um período de rápido crescimento econômico,
Republicano. especialmente em razão das receitas obtidas com as
(4) Após a independência brasileira surgiram revoltas tarifas de importação e com o crescimento da
em Minas e em Pernambuco a favor da volta do pacto exportação.
colonial. (08) O período regencial foi marcado por grandes
disputas entre grupos políticos e por intensa agitação
social em quase todas as províncias.
(16) Durante o Segundo Reinado, paralelamente à
existência do Poder Moderador e do Conselho de
Estado, predominou um regime de governo nos
moldes parlamentaristas, no qual o Gabinete era
liderado pelo primeiro ministro nomeado pelo
Imperador.
(32) A entrada de imigrantes, a partir da segunda
metade do século XIX, esteve relacionada à expansão
da cultura cafeeira no oeste paulista e às medidas
legais que conduziram à abolição do trabalho
escravo.

www.professorclaudiomar.com.br Página 12
Extensivo/História ____________________________________
70. (UFM) Em 1824, D. Pedro I assim se pronunciou: c) adotava diretrizes políticas que privilegiavam os
Chegou o momento em que o véu da impostura, com proprietários de terras e de escravos e os grandes
que os demagogos, inimigos do Império e da nossa comerciantes portugueses que tivessem renda em
felicidade, vos têm até agora fascinado, vai cair por dinheiro.
terra. d) determinava a adoção do voto universal para os
Para iludirem vossa boa-fé, inflamarem vossa homens brancos, livres e cristãos, mas impedia que
imaginação a poderem arrastar-vos cegamente a mulheres, escravos e não-católicos se expressassem
sistemas políticos reprovados pelas lições da nas eleições.
experiência, absolutamente incompatíveis com a
vossa situação, e em que só eles ganhavam, 72. (UFRJ) SONETO
separando-vos da união geral de todas as províncias, (Feito quando fui solto em 1830)
indispensável para a consolidação e segurança da "Para quando, oh! Brasil, bem reserva
nossa Independência, fizeram-vos crer que uma Numa cega apatia alucinado,
facção vendida a Portugal dirigia as operações Não vês teu solo aurífero ultrajado,
políticas deste Império para submetê-lo ao antigo Por dragões infernais fúrias protervas?
domínio dos Portugueses e ao despotismo do seu (...)
governo.
Apud COSTA, F. A. Pereira da. "Anais Ainda não tens, Tamoio, povo bravo;
pernambucanos". 2. ed. Recife: Setas ervadas contra o lusitano
FUNDARPE, 1983. v.9. p.52-53. Que pretende fazer-te seu escravo?
Eia! Dos lares teus, despe o engano
No discurso acima, o imperador D. Pedro I Quem nasceu no Brasil não sofre agravo,
pronunciou-se sobre a Confederação do Equador. É E quem vê um Imperador, vê um tirano".
correto afirmar que essa Confederação Cipriano Barata (ln: CASCUDO, Luiz da Câmara.
a) opunha-se à pretensão de D. Pedro I de unir as "Dr. Barata". Bahia, Imprensa Oficial do Estado,
coroas portuguesa e brasileira, o que representaria a 1938. p.49.)
recolonização do Brasil.
b) desejava instalar uma monarquia parlamentarista, Vocabulário
estabelecendo limites aos poderes absolutistas de D. AGRAVO. Sm. Ofensa, injúria, afronta.
Pedro I. SETAS ERVADAS. Setas envenenadas.
c) posicionava-se contra os privilégios portugueses, PROTERVO [Adj.]. Impudente, insolente, descarado.
incluídos por D. Pedro I no projeto constitucional de
1823. Cipriano Barata teve ativa participação nos
d) pretendia implantar uma República independente movimentos políticos brasileiros da primeira metade
no Nordeste, contrariando o projeto de unidade do século XIX, com um discurso libertário
nacional centrado em D. Pedro I. denunciando os arranjos políticos das elites sempre
em prejuízo da população desfavorecida. Os versos
71. (UFM) Sobre a independência política do Brasil, deste revolucionário brasileiro identificam um dos
Cáceres comenta: momentos de crise política no Brasil Imperial, qual
A independência foi obra dos proprietários rurais e seja
grandes comerciantes. Esses beneficiários da a) o enfraquecimento político de D. Pedro I, sua
sociedade colonial não pensaram na formação de uma aproximação do "partido português" e a repulsa dos
nova sociedade, na abolição da escravidão e na brasileiros a este comportamento.
promoção das camadas marginalizadas. O b) a negativa dos setores conservadores em aceitar a
liberalismo, segundo a visão desses segmentos, decretação da maioridade de D. Pedro II.
consistia em acabar com os últimos resquícios do c) a contestação dos governos regenciais por
sistema colonial, limitar o poder do imperador, mas movimentos armados nas províncias de norte a sul do
mantendo a forma monárquica de governo. Brasil.
CÁCERES, Florival. História do Brasil. d) a expulsão dos Tamoios de suas terras pelos
São Paulo: Moderna, 1995. p. 153. cafeicultores interessados na expansão de sua
atividade econômica.
Essas idéias dominaram a Assembléia Constituinte. O e) o início do governo de D. Pedro I com a expulsão
projeto constitucional de 1823, por ela elaborado, de contingentes militares portugueses e a afirmação
expressou fortemente os interesses das facções de um nacionalismo brasileiro.
aristocráticas, uma vez que
a) instituía que o eleitor ou candidato aos cargos de 73. (UFRJ) Leia os textos a seguir, reflita e responda.
deputado e senador teria que comprovar elevada Após a Independência política do Brasil, em 1822,
renda, proveniente, sobretudo, da atividade agrícola. era necessário organizar o novo Estado, fazendo leis
b) estabelecia o exercício do poder moderador como e regulamentando a administração por meio de uma
atribuição exclusiva do imperador, que poderia Constituição. Para tanto, reuniu-se em maio de 1823,
interferir em decisões tomadas pelo Legislativo ou uma Assembléia Constituinte composta por 90
Judiciário. deputados pertencentes à aristocracia rural.(...) Na

www.professorclaudiomar.com.br Página 13
Extensivo/História ____________________________________
abertura dos trabalhos, o Imperador D. Pedro I 75. (UFRGS) Um projeto alternativo ao Estado
revelou sua posição autoritária, comprometendo-se a Nacional Brasileiro estabelecido pela Carta
defender a futura Constituição desde que ela fosse Constitucional de 1824 e defendido na Guerra dos
digna do Brasil e dele próprio. Farrapos apresentou a
VICENTINO, C; DORIGO, G. "História Geral do
Brasil." São Paulo: Scipione, 2001. a) concentração do poder no Imperador e no
Conselho de Estado.
A Independência política do Brasil, em 1822, foi b) instalação de uma República.
cercada de divergências, entre elas, o desagrado do c) instauração de uma Monarquia Constitucional.
Imperador com a possibilidade, prevista no projeto d) criação de uma Assembléia Nacional Popular.
constitucional, de o seu poder vir a ser limitado, o e) organização de Comitês Revolucionários para
que resultou no fechamento da Constituinte em sustentar o governo.
novembro de 1823. Uma comissão, então, foi
nomeada por D. Pedro I para elaborar um novo 76. (UFRGS) Levando-se em conta o processo
projeto constitucional, outorgado por este imperador, histórico da Cisplatina, considere as seguintes
em 25 de março de 1824. afirmações.
I. A tentativa inicial de apropriação da Cisplatina
Em relação à Constituição Imperial, de 1824, é pelos lusitanos ocorreu nos primeiros anos do
correto afirmar que nela governo joanino no Brasil, resultando no "êxodo do
a) foi consagrada a extinção do tráfico de escravos, povo oriental", liderado por Artigas.
devido à pressão da sociedade liberal do Rio de II. A conquista lusitana da Cisplatina se deu no
Janeiro. contexto da instabilidade política da Banda Oriental,
b) foi introduzido o sufrágio universal, somente para onde bandos milicianos artiguistas lutavam contra
os homens maiores de 18 anos e alfabetizados, fazendeiros sul-rio-grandenses.
mantendo a exigência do voto secreto. III. A Guerra da Cisplatina, iniciada pelo movimento
c) foi abolido o padroado, assegurando ampla dos "33 orientales" liderados por Lavalleja, resultou
liberdade religiosa a todos os brasileiros natos, na manutenção da província pelo Império brasileiro.
limitando os cultos religiosos aos seus templos.
d) o poder moderador era atribuição exclusiva do Quais estão corretas?
Imperador, conferindo a ele, proeminência sobre os a) Apenas I.
demais poderes. b) Apenas I e II.
e) o poder executivo seria exercido pelos ministros de c) Apenas I e III.
Estado, tendo este total controle sobre o poder d) Apenas II e III.
moderador. e) I, II e III.

74. (UFRGS) Sobre o processo de emancipação 77. (UFRGS) Durante a primeira metade do século
política do Brasil em 1822, considere as afirmativas a XIX, Pernambuco foi palco de diversos movimentos
seguir. sociais contra o poder do Império luso ou brasileiro.
I. Para a aristocracia brasileira era fundamental que o A respeito das motivações destas revoltas, analise as
governo do Brasil emancipado mantivesse o seguintes afirmativas.
escravismo e as relações com a Inglaterra. I. A Revolução de 1817, ocorrida durante o período
II. Pedro I negou publicamente sua disposição de joanino, foi uma reação contra a opressão econômica
indenizar Portugal pela separação, mas assinou o da Corte portuguesa "transferida" ao Brasil sobre as
compromisso que estabelecia o Tratado de Paz e províncias nordestinas.
Aliança. II. A Confederação do Equador foi decorrente dos
III. O Tratado de Paz com Portugal manteve a desmandos autoritários de Pedro I, que dissolveu a
Província Cisplatina sob controle português. Assembléia Constituinte no Rio de Janeiro,
outorgando a Constituição de 1824, e interveio nas
Quais estão corretas? províncias nordestinas.
a) Apenas I. III. A Revolução Praieira representou o ápice do
b) Apenas II. liberalismo radical em Pernambuco, combatendo as
c) Apenas III. elites agrárias, os comerciante estrangeiros e os
d) Apenas I e II. representantes da monarquia.
e) I, II e III.
Quais estão corretas?
a) Apenas I.
b) Apenas I e II.
c) Apenas I e III.
d) Apenas II e III.
e) I, II e III.

www.professorclaudiomar.com.br Página 14
Extensivo/História ____________________________________
78. (UFSCAR) Fui a terra fazer compras (...). Há Ao criar o Cap. Rodrigo Cambará, Érico Veríssimo
muitas coisas inglesas, tais como seleiros e armazéns, deu vida a um herói fundador do Rio Grande do Sul.
não diferentes do que chamamos na Inglaterra um Esse herói foi moldado a partir da realidade histórica
armazém italiano, de secos e molhados, mas, em marcada por
geral, os ingleses aqui vendem suas mercadorias em I. conflitos militares de fronteiras.
grosso a retalhistas nativos ou franceses. Quanto aos II. consolidação da economia pastoril voltada para o
alfaiates, penso que há mais ingleses do que consumo interno.
franceses, mas poucos de uns e outros. Há padarias III. envolvimento com o gado chucro.
de ambas as nações e abundantes tavernas inglesas, IV. expansão de latifúndios cercados e vigiados.
cujas insígnias com a bandeira da União, leões
vermelhos, marinheiros alegres e tabuletas inglesas, Estão corretas
competem com as de Greenwich ou Deptford. a) apenas I e II.
b) apenas I e III.
O cotidiano descrito no texto de Maria Graham, em c) apenas II e III.
sua visita ao Rio de Janeiro em 1822, era d) apenas I e IV.
conseqüência e) apenas III e IV.
a) da Abertura dos Portos de 1808.
b) da Independência do Brasil em 1822. 81. (UFU) Leia o texto a seguir
c) do Tratado de Methuen de 1703. "Dar-vos-ão um código de leis adequadas à natureza
d) da elevação do Brasil a Reino Unido de Portugal das vossas circunstâncias locais, da vossa povoação,
em 1815. interesses e relações, cuja execução será confiada a
e) da conquista da Guiana Francesa em 1809. juízes íntegros, que vos administrem justiça gratuita,
e façam desaparecer todas as trapaças do vosso povo,
79. (UFSM) O tratado assinado entre o Brasil e a fundadas em antigas leis obscuras, ineptas,
Inglaterra, em 1827, ratificava os tratados de 1810. complicadas e contraditórias".
Em decorrência, a crise econômico-financeira do D. Pedro. Manifesto do Príncipe Regente aos Povos
Brasil se aprofundou, gerando conflitos políticos e do Brasil - 1822. Apud. SOUZA, Iara Lis C. "A
econômicos que independência do Brasil". Rio de Janeiro: Jorge
Zahar Editor, 2000, p. 50.
a) promoveram a desanexação da Província de
Cisplatina e o aumento da dívida externa brasileira Considerando o modelo de Monarquia Constitucional
com os Estados Unidos, pois este exportava algodão adotado pelo projeto de Independência do Brasil,
para o Brasil em grande quantidade. podemos afirmar que
b) propiciaram a outorga da primeira Constituição I. D. Pedro tinha a intenção de conquistar a adesão
Brasileira e a criação do Banco do Brasil, com o fim das Câmaras à sua figura, compromissando-se a
de emitir papel-moeda para comprar charque da estabelecer e respeitar uma Constituição liberal que
região do Prata. levasse em consideração as particularidades de cada
c) originaram a Confederação do Equador e o região (federalista).
necessário aumento da produção e exportação do II. D. Pedro propunha, conforme o trecho, estabelecer
açúcar para equilibrar as contas públicas brasileiras. no Brasil uma monarquia constitucional em que todos
d) determinaram o retorno imediato de D. Pedro I os brasileiros, incluindo mulheres, escravos e homens
para Portugal e o fim do tráfico negreiro para o livres pobres, teriam participação política.
Brasil, o que prejudicou a produção do tabaco e o III. D. Pedro aproximou-se de grupos políticos
comércio desse produto com a Inglaterra. defensores do Estado monárquico constitucional e
e) resultaram na abdicação de D. Pedro I e no dos valores liberais, os quais são contrapostos, no
aumento do déficit público e dos empréstimos trecho acima, às supostas irracionalidade e
externos, ampliando as importações da Grã-Bretanha. arbitrariedade da legislação colonial.
IV. O Príncipe Regente tinha a convicção de que a
80. (UFSM) Toda a gente tinha achado estranha a legitimidade do poder advém do povo e da
maneira como o Cap. Rodrigo Cambará entrara na Constituição, o que se refletiria, futuramente, no
vida de Santa Fé. Um dia chegou a cavalo, vindo respeito do Imperador às decisões autônomas da
ninguém sabia de onde, com o chapéu de barbicacho Assembléia Constituinte de 1822 - 1823.
puxado para a nuca, (...) montava um alazão, trazia
bombachas claras, botas com chilenas de prata e o Assinale a alternativa correta.
busto musculoso apertado num dólmã militar azul, a) I e III são corretas.
com gola vermelha e botões de metal. Tinha um b) I e II são corretas.
violão a tiracolo; sua espada, apresilhada aos arreios, c) III e IV são corretas.
rebrilhava ao sol daquela tarde de outubro de 1828 e d) II e IV são corretas.
o lenço encarnado que trazia ao pescoço esvoaçava
no ar como uma bandeira. 82. (UFV) Dentre as diversas revoltas e insurreições
Veríssimo, E. "O Continente 1 - O tempo e o vento". que antecederam a abdicação de D. Pedro I em 1831,
São Paulo: Globo, 2000. p. 171. uma foi especialmente importante pelos ideais

www.professorclaudiomar.com.br Página 15
Extensivo/História ____________________________________
republicanos de seus líderes, entre os quais Frei a) Confederação do Equador.
Caneca. Outra característica desse movimento teria b) Revolta de Beckman.
sido a proclamação da república em 1824, com a c) Inconfidência Mineira.
adoção da Constituição da Colômbia. O movimento d) Canudos.
foi duramente reprimido e Frei Caneca condenado à e) Conjuração Baiana.
morte e fuzilado. O movimento em questão ficou
conhecido como: 87. (UNESP) Brasileiros do norte! Pedro de
Alcântara, filho de d. João VI, rei de Portugal, a
a) Inconfidência Mineira. quem vós por uma estúpida condescendência com os
b) Confederação do Equador. brasileiros do sul aclamastes vosso imperador, quer
c) Questão Cisplatina. descaradamente escravizar-nos (...). Não queremos
d) Guerra dos Mascates. um imperador criminoso, sem fé nem palavras;
e) Revolta dos Farrapos. podemos passar sem ele! Viva a Confederação do
Equador! Viva a constituição que nos deve reger!
83. (UFV) Na questão abaixo estão descritos, Viva o governo supremo, que há de nascer de nós
seqüencialmente, o período histórico e a mesmos!
correspondente característica política predominante (Proclamação de Manuel Paes de Andrade, presidente
do mesmo. Assinale a alternativa que os associa da Confederação do Equador, 1824.)
CORRETAMENTE:
A proclamação de Manuel Paes de Andrade deve ser
a) República Velha (1891) - (1930) - Caudilhismo entendida
paternalista a) no contexto dos protestos desencadeados pelo
b) Era getulista (1930) - (1945) - Descentralização fechamento da Assembléia Constituinte e da outorga,
oligárquica por D. Pedro I, da Carta Constitucional.
c) Quarta República (1946) - (1964) - Liberalismo b) como um desabafo das lideranças da região norte
populista do país, que não foram consultadas sobre a
d) Estado empresarial militar (1964) - (1985) - aclamação de D. Pedro.
Integralismo democrático c) no âmbito das lutas regionais que se estabeleceram
e) Nova República (1986) - (1990) - Tecnocracia logo após a partida de D. João VI para Portugal.
estatal. d) como resposta à tentativa de se estabelecer, após
1822, um regime controlado pelas câmaras
84. (UNESP) A respeito da independência do Brasil, municipais.
pode-se afirmar que: e) como reação à política adotada pelo Conselho de
a) consubstanciou os ideais propostos na Estado, composto em sua maioria por portugueses.
Confederação do Equador.
b) instituiu a monarquia como forma de governo, a 88. (UNIFESP) Realizada a emancipação política em
partir de amplo movimento popular. 1822, o Estado no Brasil
c) propôs, a partir das idéias liberais das elites
políticas, a extinção do tráfico de escravos, a) surgiu pronto e acabado, em razão da continuidade
contrariando os interesses da Inglaterra. dinástica, ao contrário do que ocorreu com os demais
d) provocou, a partir da Constituição de 1824, países da América do Sul.
profundas transformações na estruturas econômicas e b) sofreu uma prolongada e difícil etapa de
sociais do País. consolidação, tal como ocorreu com os demais países
e) implicou na adoção da forma monárquica de da América do Sul.
governo e preservou os interesses básicos dos c) vivenciou, tal como ocorreu com o México, um
proprietários de terras e de escravos. longo período monárquico e uma curta ocupação
estrangeira.
85. (UNESP) Em troca do reconhecimento de sua d) desconheceu, ao contrário do que ocorreu com os
independência por parte da Inglaterra, o Brasil Estados Unidos, guerras externas e conflitos internos.
assinou um tratado em 1826, incluindo cláusulas para e) adquiriu um espírito interior republicano muito
por termo: semelhante ao argentino, apesar da forma exterior
monárquica.
a) ao tráfico negreiro.
b) ao tratado comercial de 1810. 89. (UNIRIO) As relações do Brasil com a Inglaterra
c) à escravidão africana. constituíram-se num dos principais problemas da
d) à autonomia municipal. política externa do Império, como se observa no(a):
e) ao pacto colonial.
a) apoio da Inglaterra a Portugal, seu tradicional
86. (UNESP) Assinale a alternativa que indica um aliado, nas Guerras de Independência.
movimento separatista ocorrido no período do b) conflito decorrente das restrições alfandegárias
Império brasileiro que incorporou o ideal impostas por D. Pedro I aos ingleses.
republicano.

www.professorclaudiomar.com.br Página 16
Extensivo/História ____________________________________
c) participação dominante de capitais ingleses no b) ter uma ideologia democrática e reformista,
financiamento da expansão cafeeira. alterando o quadro social imediatamente após a
d) concordância inglesa em relação ao expansionismo independência.
imperial na Cisplatina. c) evitar a dependência dos mercados internacionais,
e) oposição da Inglaterra, país pioneiro no criando uma economia autônoma.
desenvolvimento industrial, ao tráfico negreiro. d) grande participação popular, fundamental na
prolongada guerra contra as tropas metropolitanas.
90. (UNIRIO) A abdicação do Imperador Pedro I e) promover um governo descentralizado e liberal
representou a culminância dos diferentes problemas através da Constituição de 1824.
que caracterizam o Primeiro Reinado, a exemplo do
(a): 93. (MACKENZIE) "A Independência brasileira é
fruto mais de uma classe do que da nação tomada em
a) apoio inglês à política platina do Império. seu conjunto".
b) apoio das províncias à política do Reino Unido (Caio Prado Jr)
implantando por D. Pedro I, após a morte de D. João
VI. Identifique a alternativa que justifica e complementa
c) conflito entre os interesses dos produtores o texto.
tradicionais de açúcar e os novos produtores de ouro. a) A independência foi liderada pelas camadas
d) confronto entre os grupos políticos liberais e o populares e acompanhada de profundas mudanças
governo centralizado e com tendências despóticas de sociais.
D. Pedro I. b) O movimento da independência foi uma ação da
e) crescente participação popular nas manifestações elite, preservando seus interesses e privilégios.
políticas, favorecidas pela abolição do tráfico. c) Os vários segmentos sociais uniram-se em função
da longa guerra de independência.
91. (UNIRIO) Ao compararmos os processos de d) Os setores médios urbanos comandaram a luta,
formação dos Estados Nacionais no Brasil e na fazendo prevalecer o modelo político dos radicais
América Hispânica, no século XIX, podemos afirmar liberais.
que: e) A aristocracia rural não temia a participação da
massa escrava no processo, extinguindo a escravidão
a) a unidade brasileira foi garantida pela existência de logo após a independência.
uma monarquia de base popular, enquanto que o
caudilhismo, na América Hispânica, impediu 94. (MACKENZIE) "Verifica-se portanto que o
qualquer tipo de participação das camadas mais Brasil necessitava da potência mais poderosa do
baixas da população. momento para sua afirmação no mundo colonial,
b) a unidade brasileira relacionou-se, exclusivamente, também a Inglaterra possuía sólidas razões para o seu
ao forte carisma dos representantes da Casa de reconhecimento (...)"
Bragança, enquanto, na América Hispânica, não (Carlos Guilherme Mota)
surgiu nenhuma liderança que pudesse aglutinar os
diversos interesses em disputa. O interesse inglês no reconhecimento de nossa
c) as diferenças regionais, no Brasil, não ofereceram independência era determinado:
nenhum obstáculo à obra centralizadora em torno da a) pela garantia da manutenção do tráfico escravo,
Coroa, ao passo que na América Hispânica as fato que favorecia a Inglaterra.
diferenças regionais contribuíram para a sua b) pela preservação dos interesses portugueses,
fragmentação. representados pelo Reino Unido.
d) os interesses ingleses, na América Hispânica, eram c) pelo controle de nosso mercado, configurado
mais presentes e foram os únicos determinantes da posteriormente nos Tratados de 1827.
sua fragmentação, ao passo que no Brasil aqueles d) pelo apoio brasileiro à política da Santa Aliança.
interesses não existiram de maneira tão marcante, de e) pelo interesse na assinatura de tratados de
forma a impedir a obra da centralização. extraterritoriedade, com reciprocidade de direitos
e) não existiu, na América Hispânica, uma facção para ingleses e brasileiros.
oligárquica hegemônica que conseguisse levar
adiante a obra da unidade, enquanto no Brasil os 95. (PUCPR) A Inglaterra pressionou Portugal para
interesses escravistas aglutinaram as elites em torno que este reconhecesse a independência do Brasil, o
de um projeto centralista. que proporcionaria o reconhecimento por outras
potências européias.
92. (MACKENZIE) O processo de independência do
Brasil caracterizou-se por: Para fazê-lo, Portugal exigiu e o Brasil assinou um
a) ser conduzido pela classe dominante que manteve tratado em que:
o governo monárquico como garantia de seus a) estabelecia que somente os portugueses poderiam
privilégios. futuramente fixar-se no Brasil como imigrantes.
b) o Príncipe D. Miguel ficava reconhecido sucessor
de D. Pedro I no trono do Brasil.

www.professorclaudiomar.com.br Página 17
Extensivo/História ____________________________________
c) se comprometia a abandonar a Província Cisplatina trabalhado, e feito mais esforços em favor da causa, e
ou Uruguai. dado provas de quanto a aprecia.
d) pagava 2 milhões de libras esterlinas como (Montezuma, Visconde de Jequitinhonha,
compensação pelos interesses lusos deixados em sua em 5 de novembro de 1823)
antiga colônia. O texto sugere que o clero brasileiro
e) estabelecia um tribunal de exceção para julgar os a) defendeu a política autoritária de D. Pedro I.
portugueses que se envolvessem em delitos no Brasil. b) aderiu com relutância à causa da recolonização.
c) preferiu a neutralidade para não desobedecer ao
96. (UFPE) A Independência do Brasil despertou Papa.
interesses conflitantes tanto na área econômica d) viu como um mal o processo de independência.
quanto na área política. Qual das alternativas e) apoiou ativamente a causa da independência.
apresenta esses conflitos?
99. (FAAP) "A ocupação começa pelo interior, com a
a) Os interesses econômicos dos comerciantes instalação de fazendas de gado vindo da Bahia, em
portugueses se chocaram com o "liberalismo busca de pastagens. Na independência, em 1822, os
econômico" praticado pelos brasileiros e subordinado portugueses revoltam-se e passam a combater os
à hegemonia da Inglaterra. brasileiros. Cerca de 4 mil homens participam da
b) A possibilidade de uma sociedade baseada na Batalha dos Jenipapos, vencida pelos portugueses. O
igualdade e na liberdade levou a jovem nação a abolir movimento espalha-se pela região, mas os brasileiros
a escravidão. terminam vitoriosos. Mais tarde, rebeliões como a
c) As colônias espanholas tornaram-se independentes Confederação do Equador e a Balaiada abalam a
dentro do mesmo modelo brasileiro: monarquia província."
absolutista.
d) A Guerra da Independência dividiu as províncias a) Rondônia
brasileiras entre o "partido português" e o "partido b) Rio de Janeiro
brasileiro", levando as Províncias do Grão-Pará, c) Rio Grande do Sul
Maranhão, Bahia e Cisplatina a apoiarem, por d) Pernambuco
unanimidade, a Independência. e) Piauí
e) Os republicanos, os monarquistas
constitucionalistas e os absolutistas lutaram lado a 100. (UFES) Em agosto de 1961, na "Conferência
lado pela Independência, não deixando que as suas Econômica e Social de Punta Del Este", o presidente
diferenças dificultassem o processo revolucionário. John Kennedy apresentou aos países latino-
americanos o projeto da "Aliança para o Progresso",
97. (UFSC) Assinale a(s) proposição (ões) o qual previa, em linhas gerais, o aperfeiçoamento e
VERDADEIRA(S) em relação ao processo de fortalecimento das instituições democráticas,
independência do Brasil. mediante a autodeterminação dos povos, a aceleração
do desenvolvimento econômico e social dos países
(01) A independência do Brasil, a sete de setembro de latino-americanos, a erradicação do analfabetismo e a
1822, atendeu aos interesses da elite social do Brasil garantia aos trabalhadores de uma justa remuneração
Colônia e da burguesia portuguesa favorecida pelo e adequadas condições de trabalho. Situando a
decreto de Abertura dos Portos de 1808. "Aliança para o Progresso" no contexto das relações
(02) A revolta em Minas Gerais e no Rio de Janeiro, internacionais vigentes no Pós-Guerra, constatamos
liderada pelo alferes Joaquim José da Silva Xavier, que sua criação se deveu ao desejo do governo norte-
apressou os planos de D. Pedro, apoiado pela americano de
aristocracia. Forçado pelas circunstâncias, teve de
proclamar a independência. a) bloquear a acentuada evasão de capitais latino-
(04) No período colonial ocorreram numerosos americanos, resultante da importação maciça de bens
motins e sedições como: a Aclamação de Amador de consumo japoneses e das altas taxas de juros pagas
Bueno, em São Paulo; a Guerra dos Emboabas e a aos países integrantes do "Pacto de Varsóvia" por
Revolta de Vila Rica, em Minas Gerais. conta dos empréstimos contraídos na década de 50.
(08) A Maçonaria no Brasil, no século XIX, defendia
os princípios liberais. As Lojas Maçônicas, em
especial as do Rio de Janeiro, tiveram papel
importante no movimento pela separação do Brasil de
Portugal.
(16) A independência, proclamada por D. Pedro, foi
aceita incondicionalmente por todas as províncias.

98. (UNIFESP) Sendo o clero a classe que em todas


as convulsões políticas sempre propende para o mal,
entre nós tem sido o avesso; é o clero quem mais tem

www.professorclaudiomar.com.br Página 18
Extensivo/História ____________________________________
b) conter o avanço dos movimentos revolucionários d) impedir que a República Federal Alemã, país de
na América Latina, reafirmando assim a liderança orientação socialista, firmasse acordos com a
exercida pelos EUA sobre o Continente, numa finalidade de transplantar tecnologia nuclear para o
conjuntura de acirramento da Guerra Fria por conta Terceiro Mundo, a exemplo do que havia ocorrido no
da Revolução Cubana. Brasil sob o governo JK.
c) desviar, para a América Latina, parte dos e) reabilitar os acordos diplomáticos entre os EUA e
investimentos previstos no "Plano Global de os demais países latino-americanos, que haviam sido
Descolonização Afro-Asiática", em virtude das rompidos quando da invasão de Honduras e do
revoluções socialistas de Angola e Moçambique, que Equador pelas tropas norte-americanas, fortalecendo
tornaram a posição norte-americana na África assim a OEA.
insustentável.

Questões – Período Regencial


101. (FUVEST) A(s) questão (ões) seguinte(s) é(são) do Império. Sobre esse processo é correto afirmar
composta(s) por três proposições I, II e III que podem que:
ser falsas ou verdadeiras. examine-as identificando as (01) A iniciativa mais importante do início do
verdadeiras e as falsas e em seguida marque a período regencial foi desencadear vigoroso processo
alternativa correta dentre as que se seguem: de industrialização.
(02) Foi consolidada a unidade política e territorial do
a) se todas as proposições forem verdadeiras. Brasil, apesar dos movimentos provinciais de
b) se apenas forem verdadeiras as proposições I e II. autonomia.
c) se apenas forem verdadeiras as proposições I e III. (04) O latifúndio e a escravidão permaneceram como
d) se apenas forem verdadeiras as proposições II e III. bases da sociedade brasileira naquele período.
e) se todas as proposições foram falsas. (08) A abdicação de D. Pedro I foi possível porque
havia sido instalado formalmente o regime de
I. A política de recolonização proposta pelas Cortes parlamentarismo.
portuguesas foi um dos fatores que levaram à (16) Pelo Ato Adicional de 1834, foram criadas as
proclamação da Independência. Assembléias Legislativas nas diversas províncias.
II. As rebeliões ocorridas durante o Período
Regencial permitiram que as camadas mais pobres da 103. No período compreendido entre a Independência
população tivessem representação e participação e 1849, o Brasil foi marcado por agitações sociais e
política junto às instituições imperiais. políticas. Sobre essas agitações, é correto afirmar
III. A abdicação de D. Pedro I significou a vitória dos que:
liberais e a consolidação do poder da aristocracia
rural. (01) A "Cabanagem" no Pará (1835-1840) foi um
movimento que teve forte participação das camadas
102. (UFPR) Na(s) questão (ões) a seguir, escreva no populares.
espaço apropriado a soma dos itens corretos. (02) Também no Maranhão houve violência social na
A abdicação de D. Pedro I traduziu-se na vitória das rebelião conhecida por "Balaiada" (1838 - 1841),
tendências liberais sobre as forças absolutistas com forte participação popular.
representadas pelo Imperador, completando também (04) Apenas na Bahia não houve agitação social ou
o processo de emancipação política do Brasil em movimentos visando à emancipação regional.
relação a metrópole portuguesa. (08) A revolta dos liberais em 1842, em São Paulo e
em Minas Gerais, contribuiu para que mais tarde
O período regencial, que segue à abdicação do fosse praticada a alternância no poder dos partidos
Imperador, preparou o caminho para a consolidação Liberal e Conservador.

www.professorclaudiomar.com.br Página 19
Extensivo/História ____________________________________
(16) A mais longa das revoltas brasileiras desse ( ) Com a abdicação, iniciou-se um período
período foi a Revolução Farroupilha (1835 - 1845), marcado pelo crescimento econômico
na qual se chegou a proclamar uma república decorrente da produção de café, o que
independente. possibilitou a execução de uma reforma
(32) A "Revolução Praieira" (1848) foi o último política, o Ato Adicional (1834), que deu
grande movimento nordestino revoltoso, de caráter estabilidade ao Império.
popular, democrático e de influência ideológica.
107. (UFMG) A organização do sistema político foi
104. (FUVEST) No Brasil, tanto no Primeiro objeto de discussões e conflitos ao longo do período
Reinado, quanto no período regencial, imperial no Brasil.

a) aconteceram reformas políticas que tinham por Com relação ao contexto histórico do Brasil Imperial
objetivo a democratização do poder. e aos problemas a ele relacionados, é CORRETO
b) ocorreram embates entre portugueses e brasileiros afirmar que:
que chegaram a pôr em perigo a independência. a) a centralização do poder foi objeto de sérias
c) disseminaram-se as idéias republicanas até a disputas ao longo de todo o século XIX e explica
constituição de um partido político. várias contendas internas às elites imperiais, como a
d) mantiveram-se as mesmas estruturas institucionais Rebelião Praieira.
do período colonial. b) o Constitucionalismo ganhou força, fazendo com
e) houve tentativas de separação das províncias que que o Legislativo, o Executivo e o Judiciário se
puseram em perigo a unidade nacional. tornassem independentes e harmônicos, o que atendia
às queixas dos rebeldes da Balaiada.
105. (PUC-RIO) As alternativas abaixo apresentam c) o Federalismo de inspiração francesa e jacobina foi
exemplos de permanências ou continuidades na uma das principais bandeiras do Partido Liberal, a
formação social brasileira, ao longo da primeira partir da publicação do Manifesto Republicano, o que
metade do século XIX, À EXCEÇÃO DE: explica, entre outras, a Revolução Liberal de 1842.
a) a família patriarcal extensa. d) os movimentos de contestação armada - como a
b) o trabalho escravo negro. Revolução Farroupilha, a Sabinada ou a Cabanagem -
c) o exclusivo comercial. tinham em comum a crítica liberal às tendências
d) a economia de base agrícola. absolutistas, persistentes no governo de D. Pedro II.
e) o regime de padroado.
108. (UFPE) Esta questão diz respeito a fatos
106. (UFG) O processo de formação do Estado políticos ocorridos no Império brasileiro.
brasileiro encontra várias possibilidades de leitura,
dada a diversidade de projetos políticos existentes no (0) O Período Regencial foi uma fase de grande
Brasil, nas primeiras décadas do século XIX. Entre as turbulência política no Brasil, com movimentos
conjunturas da independência (1822) e da abdicação sociais e revoltas.
(1831), o País conviveu com projetos diferentes de (1) O Golpe da Maioridade que levou Pedro II ao
gestão política. poder foi uma trama política dos liberais.
(2) Manifestações liberais surgiram no Sudeste do
Sobre as conjunturas mencionadas anteriormente e Brasil como represália à política imperial e à
seus desdobramentos, julgue os itens. dissolução da Câmara Liberal, escolhida pela
( ) O acordo em torno do príncipe D. Pedro foi chamada "eleição do cacete".
uma decorrência do receio de que a (3) Durante o processo de independência, dois
independência se transfigurasse em aberta "partidos políticos" tiveram importante atuação.
luta política entre os diversos segmentos da Foram eles o Partido Liberal e o Partido Moderador
sociedade brasileira. A Monarquia era a Republicano.
garantia da ordem escravista. (4) Após a independência brasileira surgiram revoltas
( ) Ao proclamar a independência, o príncipe D. em Minas e em Pernambuco a favor da volta do pacto
Pedro rompeu com a comunidade portuguesa, colonial.
que insistia em ocupar cargos públicos. A
direção política do País foi entregue aos 109. (UFPR) No Brasil imperial:
homens aqui nascidos, condição essencial
para ser considerado cidadão no novo (01) A "Missão Francesa", que chegou ao Brasil em
Império. 1816, trazendo artistas plásticos como Debret e
( ) Em 1831, as elites políticas brasileiras Taunay, contribuiu para a transformação da
entraram em desacordo com o Imperador, que fisionomia cultural do país.
insistia em desconsiderar o legislativo, (02) Segundo a organização político-administrativa,
preocupando-se, excessivamente, em as províncias eram administradas por governadores-
defender os interesses dinásticos de sua filha gerais eleitos pelos membros dos Conselhos
em Portugal, o que irritava as elites políticas Municipais.
locais.

www.professorclaudiomar.com.br Página 20
Extensivo/História ____________________________________
(04) Os primeiros anos do Império constituíram-se
em um período de rápido crescimento econômico, a) substituir a Regência Una pela Regência Trina.
especialmente em razão das receitas obtidas com as b) fortalecer o Legislativo e o Judiciário.
tarifas de importação e com o crescimento da c) conceder menor autonomia às Províncias.
exportação. d) extinguir os Conselhos Provinciais.
(08) O período regencial foi marcado por grandes e) estimular o desenvolvimento econômico regional.
disputas entre grupos políticos e por intensa agitação
social em quase todas as províncias. 113. (CESGRANRIO) A instabilidade política foi a
(16) Durante o Segundo Reinado, paralelamente à marca mais significativa do período regencial na
existência do Poder Moderador e do Conselho de história do império brasileiro, quando estava em
Estado, predominou um regime de governo nos disputa a definição do modelo político do país, como
moldes parlamentaristas, no qual o Gabinete era sugere o(a):
liderado pelo primeiro ministro nomeado pelo
Imperador. a) projeto liberal da regência eletiva e da maior
(32) A entrada de imigrantes, a partir da segunda autonomia das Províncias assegurada pelo Ato
metade do século XIX, esteve relacionada à expansão Adicional.
da cultura cafeeira no oeste paulista e às medidas b) rebelião nas províncias do norte, como a
legais que conduziram à abolição do trabalho Cabanagem e a Balaiada, reflexo do apoio das
escravo. oligarquias locais à política conservadora das
Regências.
110. (UNESP) O resultado da discussão política e a c) força do movimento restaurador, já que a
aprovação da antecipação da maioridade de D. Pedro monarquia era vista pelos liberais como a garantia da
II representou: continuidade das estruturas econômicas como a
escravidão.
a) o pleno congraçamento de todas as forças políticas d) estratégia da elite em mobilizar as camadas
da época. populares para pressionar por reformas sociais
b) a vitória parlamentar do bloco partidário liberal. prometidas desde a Independência.
c) a trama bem-sucedida do grupo conservador que e) preponderância da burocracia do Conselho de
fundara a Sociedade Promotora da Maioridade. Estado no comando do governo.
d) a anulação da ordem escravista que prevalecia
sobre os interesses particulares. 114. (FAAP) Iniciado por holandeses e ingleses, o
e) a debandada do grupo político liderado por um povoamento consolida-se com os portugueses. Em
proprietário rural republicano. 1835, é palco do movimento popular da Cabanagem.
A economia fica estagnada até o fim do século XIX.
111. (CESGRANRIO) "O período regencial que se O crescimento é retomado com o ciclo da borracha e
iniciou em 1831 teve no Ato Adicional de 1834 um continua com a produção de madeira e castanha.
alento de abertura e um ensaio de um regime menos
centralizado. Para os monarquistas conservadores, a a) Paraíba
Regência foi uma 'verdadeira' república, que mostrou b) Paraná
sua ineficiência. Tal período é caracterizado como c) Mato Grosso do Sul
sendo de CRISE." d) Pará
e) Minas Gerais
Segundo o texto, pode-se dizer que a crise ocorreu
porque: 115. (FAAP) "Em 1627, jesuítas espanhóis criam
a) a descentralização era um desejo antigo dos missões na margem oriental do rio Uruguai, mas são
conservadores. expulsos pelos portugueses, que, em 1680, criam a
b) a centralização "encarnava" bem o espírito colônia de Sacramento, às margens do rio da Prata.
republicano. Em 1687, os jesuítas instalam novos povoados, os
c) a partilha do poder não se coadunava com o Sete Povos das Missões Orientais. A partir de 1824, a
espírito republicano. chegada de imigrantes alemães e italianos dá uma
d) a descentralização provocou a reação dos meios feição especial ao desenvolvimento da região. No
conservadores. século XIX, vive diversas rebeliões, como a Guerra
e) a descentralização se opunha aos princípios dos Farrapos, que dura dez anos."
liberais.
a) Piauí
112. (CESGRANRIO) O período regencial brasileiro b) Pernambuco
(1831/1840) foi marcado por revoltas em quase todas c) Rio Grande do Sul
as províncias do Império, em meio às lutas políticas d) Rio de Janeiro
entre os membros da classe dominante. Uma das e) Rondônia
tentativas de superação desses conflitos foi a
aprovação, pelo Parlamento, do Ato Adicional de 116. (FAAP) "A ocupação começa pelo interior, com
1834, que se caracterizava por: a instalação de fazendas de gado vindo da Bahia, em

www.professorclaudiomar.com.br Página 21
Extensivo/História ____________________________________
busca de pastagens. Na independência, em 1822, os b) a perda da influência da economia inglesa sobre o
portugueses revoltam-se e passam a combater os Brasil, devido à crise da produção algodoeira no
brasileiros. Cerca de 4 mil homens participam da Egito e na Índia.
Batalha dos Jenipapos, vencida pelos portugueses. O c) o aumento do comércio de produtos primários de
movimento espalha-se pela região, mas os brasileiros exportação, superando a crise do Primeiro Reinado.
terminam vitoriosos. Mais tarde, rebeliões como a d) o rompimento definitivo dos laços com Portugal,
Confederação do Equador e a Balaiada abalam a em virtude da ascensão dos liberais ao poder.
província." e) a instabilidade política e social, decorrente de
numerosos movimentos revolucionários.
a) Rondônia
b) Rio de Janeiro 121. (FEI) O equilíbrio federativo brasileiro vem
c) Rio Grande do Sul sendo discutido no Congresso Nacional e entre os
d) Pernambuco estudiosos do sistema político brasileiro. A
e) Piauí construção da federação brasileira foi obra da
República em nosso país, já que, no Império,
117. (FAAP) A Guarda Nacional foi organizada por: vivíamos um período de centralismo bastante
acentuado. No entanto, mesmo naquele momento a
a) José Bonifácio para consolidar a Independência discussão e os embates acerca da maior ou da menor
b) Feijó para garantia e ordem interna durante a centralização do poder estavam em pauta. Acerca da
Regência questão centralização x descentralização no período
c) Caxias como apoio à ação centralizadora no II imperial é correto afirmar que:
Império
d) Floriano Peixoto para obstar as tendências a) a defesa do ideal descentralista era feita pelo
descentralizadoras Partido Conservador
e) Rui Barbosa, quando candidato à Presidência da b) o grande número de rebeliões ocorridas no Período
República Regencial tiveram como causa fundamental a defesa
da maior liberdade para as províncias
118. (FAAP) Movimento que pretendia proclamar a c) a maior liberdade das províncias no período do
República Baiense, que deveria existir durante a Segundo Reinado foi obra do Conselho de Estado
menoridade de D. Pedro. Com a maioridade, seria d) poucas foram as manifestações a favor da
abolida a República e a Bahia integrar-se-ia ao descentralização política no final do Império
Império - 1837. e) a defesa do descentralismo encontrava adeptos
principalmente entre os membros da elite do Rio de
a) Farroupilha Janeiro e da Bahia
b) Balaiada
c) Sabinada 122. (FGV) Leia atentamente as afirmações abaixo
d) Cabanagem sobre a Guerra dos Farrapos e assinale a alternativa
e) Revolta Praieira correta.
I.- Foi a mais longa Guerra Civil do Brasil.
119. (FAAP) Revolta de cunho popular: população II. Constituíram-se, em meio à luta, das efêmeras
pobre da região. Chegam a tomar Belém e assumem o Repúblicas: a Juliana, em Santa Catarina, e a Piratini,
governo 1835 -1836. no Rio Grande do Sul.
III.. Entre os participantes desse movimento estava a
1- governo cabano: Félix Clemente Malcher; "heroína de dois mundos", a republicana
2- governo cabano: Francisco Vinagre; revolucionária Ana Maria de Jesus Ribeiro - Anita
3- governo cabano: Eduardo Angelim. Garibaldi.
IV. Trata-se de uma revolução de caráter popular em
Movimento reprimido pelo general Soares Andréia. que as elites foram postas à margem durante todo o
a) Farroupilha processo.
b) Balaiada V. O desfecho da revolução foi sangrento. Não houve
c) Sabinada concessões nem anistia aos Farrapos. Todos foram
d) Revolta Praieira executados.
e) Cabanagem
a) Apenas I, II e III estão corretas;
120. (FATEC) O período da História do Brasil entre b) Apenas II, III e IV estão corretas;
1831 e 1840, conhecido como período regencial e c) Apenas II, IV e V estão corretas;
cujas datas correspondem respectivamente à d) Apenas III, IV e V estão corretas;
abdicação e à maioridade de D. Pedro II, tem como e) Todas as afirmações estão corretas.
um de seus traços marcantes
123. (FGV) A abdicação de D. Pedro I em 1831 deu
a) a constante luta das correntes liberais contra o início ao chamado período regencial, sobre o qual se
sistema escravista e a monarquia. pode afirmar:

www.professorclaudiomar.com.br Página 22
Extensivo/História ____________________________________
I. As elites nacionais reformaram o aparato criação do Conselho de Representantes das
institucional de modo a estabelecer maior Províncias do Império.
descentralização política. e) teve como momento mais importante a aprovação
II. Foi um período convulsionado por revoltas, entre do Ato Adicional de 1834, que estabeleceu medidas
elas, a Farroupilha e a Sabinada. político-administrativas voltadas para a centralização
III. D. Pedro II sucedeu ao pai e impôs, logo ao política.
assumir o trono, reformas no regime escravista.
IV. O exercício do Poder Moderador pelos regentes e 126. (FUVEST) O período regencial foi
pelo Exército conferia estabilidade ao regime. politicamente marcado pela aprovação do Ato
Adicional que:
As afirmativas corretas são:
a) l e ll a) criou o Conselho de Estado.
b) I, lI e llI b) implantou a Guarda Nacional.
c) l e llI c) transformou a Regência Trina em Regência Una.
d) II, lll e lV d) extinguiu as Assembléias Legislativas Provinciais.
e) II e lV e) eliminou a vitaliciedade do Senado.

124. (FGV) A revolta dos malês: 127. (FUVEST) Sobre a Guarda Nacional, é correto
afirmar que ela foi criada:
a) Foi comandada por escravos e libertos
muçulmanos que controlaram Salvador por alguns a) pelo imperador, D. Pedro II, e era por ele
dias. diretamente comandada, razão pela qual tornou-se a
b) Foi iniciada por setores da elite maranhense contra principal força durante a Guerra do Paraguai.
as medidas centralizadoras adotadas pelo governo b) para atuar unicamente no Sul, a fim de assegurar a
sediado no Rio de Janeiro. dominação do Império na Província Cisplatina.
c) Foi liderada por comerciantes paulistas contrários c) segundo o modelo da Guarda Nacional Francesa, o
à presença dos portugueses na região das minas. que fez dela o braço armado de diversas rebeliões no
d) Foi articulada pelo setor açucareiro da elite baiana período regencial e início do Segundo Reinado.
descontente com a falta de investimentos do governo d) para substituir o exército extinto durante a
imperial. menoridade, o qual era composto, em sua maioria,
e) Estabeleceu uma ampla rede de quilombos em por portugueses e ameaçava restaurar os laços
Pernambuco, desafiando a dominação holandesa. coloniais.
e) no período regencial como instrumento dos setores
125. (FGV) Documentos inéditos descobertos na conservadores destinado a manter e restabelecer a
Inglaterra relatam que, apenas 13 anos depois de ordem e a tranqüilidade públicas.
proclamada a Independência, o governo brasileiro
pediu auxílio militar às grandes potências da época - 128. (FUVEST) "Sabinada" na Bahia, "Balaiada" no
Inglaterra e França - para reprimir a Cabanagem (...) Maranhão e "Farroupilha" no Rio Grande do Sul
no Pará. foram algumas das lutas que ocorreram no Brasil em
(...) Em 1835, o regente Diogo Antônio Feijó reuniu- um período caracterizado
se secretamente com os embaixadores da França e da
Grã-Bretanha. a) por um regime centralizado na figura do
Durante a reunião, Feijó pediu ajuda militar, de 300 a imperador, impedindo a constituição de partidos
400 homens para cada um dos países, no intuito de políticos e transformações sociais na estrutura
ajudar o governo central brasileiro a acabar com a agrária.
rebelião. b) pelo estabelecimento de um sistema monárquico
(Luís Indriunas, "Folha de S. Paulo", 13.10.1999) descentralizado, o qual delegou às Províncias o
encaminhamento da "questão servil".
A partir das informações apresentadas pelos c) por mudanças na organização partidária, o que
documentos encontrados, é correto afirmar que o facilitava o federalismo, e por transformações na
período regencial estrutura fundiária de base escravista.
a) foi marcado pela disputa política entre regressistas d) por uma fase de transição política, decorrente da
e progressistas, que defendiam, respectivamente, a abdicação de Dom Pedro I, fortemente marcada por
escravidão e a imediata abolição da escravatura. um surto de industrialização, estimulado pelo Estado.
b) pode ser considerado parte de um momento e) pela redefinição do poder monárquico e pela
especial de construção do Estado nacional no Brasil, formação dos partidos políticos, sem que se
durante o qual a unidade territorial esteve em perigo. alterassem as estruturas sociais e econômicas
c) não apresentou grande preocupação por parte das estabelecidas.
autoridades regenciais e nem da aristocracia rural,
apesar das inúmeras rebeliões espalhadas pelo país. 129. (FUVEST) A Sabinada, que agitou a Bahia entre
d) teve como característica marcante a ampliação da novembro de 1837 e março de 1838,
participação popular por meio do voto universal e da

www.professorclaudiomar.com.br Página 23
Extensivo/História ____________________________________
a) tinha objetivos separatistas, no que diferia O texto se reporta:
frontalmente das outras rebeliões do período. a) ao Ato Adicional, à instabilidade política dele
b) foi uma rebelião contra o poder instituído no Rio decorrente e as constantes ameaças de fragmentação
de Janeiro que contou com a participação popular. do território.
c) assemelhou-se à Guerra dos Farrapos, tanto pela b) ao Golpe da Maioridade, estratégia usada pelos
postura anti-escravista quanto pela violência e liberais, que favoreceu o grupo de políticos
duração da luta. palacianos.
d) aproximou-se, em suas proposições políticas, das c) ao declínio do império, abalado pelas crises militar
demais rebeliões do período pela defesa do regime e da abolição.
monárquico. d) à crise sucessória portuguesa e à conseqüente
e) pode ser vista como uma continuidade da Rebelião abdicação de Pedro I.
dos Alfaiates, pois os dois movimentos tinham os e) ao Ministério da Conciliação, marcado pela
mesmos objetivos. estabilidade econômica e pela aliança entre liberais e
conservadores.
130. (FUVEST) A descentralização política do
Brasil, no período regencial, resultou em: 133. (PUC-RIO) Para muitos brasileiros que
vivenciaram o período regencial (1831-1840), aquele
a) deslocamento das atividades econômicas para a foi um tempo de impasses, mudanças e rebeliões.
região centro-sul, através de medidas de Sobre esse período, é correto afirmar que:
favorecimento tributário. I. a renúncia inesperada do Imperador D. Pedro I
b) ampla autonomia das províncias, de acordo com levou à nomeação de uma regência trina e à
um modelo que veio a ser adotado, mais tarde, pela implantação, em caráter provisório, de um governo
Constituição de 1891. republicano.
c) revoluções e movimentos sediciosos, que exigiam II. a antecipação da maioridade de D. Pedro II, em
um modelo centralizador, em benefício das várias 1840, garantiu o restabelecimento da ordem
regiões do país. monárquica e a pacificação de todas as revoltas que
d) revoluções e movimentos sediciosos, exigindo que ameaçavam a integridade territorial do Império.
o futuro D. Pedro II assumisse o trono para reduzir a III. houve uma série de revoltas envolvendo desde
influência do chamado "partido português". elementos das tropas regulares até escravos,
e) autonomia relativa das províncias, favorecendo o destacando-se, entre elas, a Farroupilha, a
poder das elites regionais mais significativas. Cabanagem e a Revolta dos Malês.
IV. a ausência provisória da autoridade monárquica
131. (MACKENZIE) Do ponto de vista político estimulou a proliferação de projetos políticos
podemos considerar o período regencial como: destinados à reorganização do Estado imperial.

a) uma época conturbada politicamente, embora sem Assinale a alternativa:


lutas separatistas que comprometessem a unidade do a) se somente as afirmativas I e II estiverem corretas.
país. b) se somente a afirmativa I estiver correta.
b) um período em que as reivindicações populares, c) se somente as afirmativas II, III e IV estiverem
como direito de voto, abolição da escravidão e corretas.
descentralização política foram amplamente d) se somente as afirmativas III e IV estiverem
atendidas. corretas.
c) uma transição para o regime republicano que se e) se todas as afirmativas estiverem corretas.
instalou no país a partir de 1840.
d) uma fase extremamente agitada com crises e 134. (PUC-RIO) Desde a Independência do Brasil,
revoltas em várias províncias, geradas pelas em 1822, assistiu-se à eclosão de diversos
contradições das elites, classe média e camadas movimentos sociais por meio dos quais os segmentos
populares. populares expressaram sua insatisfação em face de
e) uma etapa marcada pela estabilidade política, já uma ordem social excludente e hierarquizadora.
que a oposição ao imperador Pedro I aproximou os
vários segmentos sociais, facilitando as alianças na Assinale a OPÇÃO que apresenta movimentos que
regência. exemplificam o enunciado acima.
a) Revolta da Armada / Ligas camponesas
132. (MACKENZIE) Em 1838, o deputado Bernardo b) Cabanagem / Movimento dos Sem Terra
Pereira Vasconcelos escrevia: c) Farroupilha / A guerrilha no Araguaia
"Fui liberal, então a liberdade era nova para o país, d) Sabinada / Revolução Constitucionalista (1932)
estava nas aspirações de todos, mas não nas leis, não e) Revolta dos Malês / Revolução de 1930
nas idéias práticas; o poder era tudo, fui liberal. Hoje,
porém, é diverso o aspecto da sociedade; os 135. (PUCRIO) Ao estabelecer critérios para o
princípios democráticos tudo ganharam e muito exercício da cidadania, a Constituição brasileira de
comprometeram (...)" 1824 criou limites à participação de diversos grupos
sociais na organização política do Estado. Assinale a

www.professorclaudiomar.com.br Página 24
Extensivo/História ____________________________________
opção que identifica corretamente revoltas e 138. (PUCMG) O período regencial no Brasil (1830-
conflitos, ocorridos no Brasil, envolvendo demandas 1840) foi um dos mais agitados da história política do
desses grupos excluídos do exercício da cidadania. país. Foram questões centrais do debate político que
marcaram esse período, EXCETO:
a) Revoltas Liberais de 1842 e a Revolta de Manuel
Congo. a) a questão do grau de autonomia das províncias.
b) Sabinada e a Confederação do Equador. b) a preocupação com a unidade territorial brasileira.
c) Balaiada e a Guerra dos Farrapos. c) os temas da centralização e descentralização do
d) Revolta dos Malês e a Cabanagem. poder.
e) Revolta dos Praieiros e a Revolta do Quebra d) o acirramento das discussões sobre o processo
Quilos. abolicionista.

136. (PUC-RIO) E foi justamente com o objetivo de 139. (PUCPR) O período Regencial da História do
garantir a continuidade desse "mal menor" que o Brasil durou de 1831 a 1840.
governo regencial promulgou, em novembro de 1831,
uma lei proibindo o tráfico negreiro para o Brasil, Sobre o mesmo, pode-se afirmar corretamente que:
declarando livres os escravos que aqui chegassem e a) O Governo Regencial não estava previsto no texto
punindo severamente os importadores. Por meio dela, da constituição e foi uma improvisação política,
não se pretendia, na verdade, pôr fim ao tráfico necessária devido à renúncia de D. Pedro I.
negreiro, e sim diminuir a pressão dos interesses b) Das guerras civis que eclodiram no período, a
ingleses. Não por outra razão, comentava-se na Cabanagem foi a que mais teve a participação das
Câmara, nas casas e nas ruas, que o ministro Feijó elites regionais.
fizera uma lei "para inglês ver". c) Apresentou grande instabilidade política, nele
(Ilmar R. de Mattos e Márcia de A. ocorrendo o perigo de fragmentação territorial,
Gonçalves. "O Império da Boa Sociedade", p. 34) decorrente das várias guerras civis.
d) Durante o período foi alterada a constituição, o que
Tendo como base o texto apresentado, assinale a permitiu a substituição da forma unitária do Estado
única afirmativa CORRETA. pela forma denominada federação.
a) A lei anti-tráfico de 1831 não só pôs fim ao tráfico e) A criação da Guarda Nacional para a manutenção
intercontinental de escravos, como igualmente da ordem pública foi obra do Regente Uno Pedro de
viabilizou a extinção da escravidão no Brasil. Araújo Lima.
b) As pressões inglesas pelo fim do tráfico negreiro
estiveram associadas à proposta de investir na 140. (PUCPR) A unidade territorial brasileira foi
industrialização do Brasil. posta à prova no Período Regencial com revoltas
c) A lei anti-tráfico de 1831, ao cumprir cláusula armadas, tais como:
presente nos tratados de 1827, contribuiu para a
maior entrada de trabalhadores imigrantes. a) Balaiada, Revolução Praieira, Revolta da
d) A "lei para inglês ver", na prática, não extinguiu o Cisplatina.
tráfico intercontinental de escravos, ampliando, b) Guerra dos Farrapos, Balaiada, Sabinada.
contudo, de forma decisiva, a polêmica sobre tal c) Revolução Praieira, Confederação do Equador,
questão. Sabinada.
e) O ministro da Justiça, Diogo Feijó, promulgou a d) Noite das Garrafadas, Balaiada, Revolta da
lei antitráfico de 1831 em função das ameaças Armada.
inglesas de restringir o comércio com o Brasil. e) Guerra dos Emboabas, Revolução Praieira,
Balaiada.
137. (PUCMG) Com a abdicação de D. Pedro I, o
Brasil entra no período denominado regencial 141. (PUCRS) Responder à questão sobre os grupos
(1831/40), caracterizado por, EXCETO: políticos no Império (período regencial), numerando
a coluna II de acordo com a coluna I.
a) intensa agitação social, expressa nas rebeliões
ocorridas em vários pontos do país. COLUNA I
b) diminuição da interferência britânica na economia 1. -Farroupilhas
no pós-1827, época do término dos tratados 2. -Chimangos
comerciais de 1810. 3. -Caramurus
c) fortalecimento do poder político dos senhores de
terra, com a criação da Guarda Nacional. COLUNA II
d) dificuldades econômicas geradas pela ausência de ( ) Grupo composto basicamente por burocratas,
um produto agrícola de exportação. comerciantes e proprietários cafeeiros do
e) agravamento da crise financeira com a utilização Centro-Sul. Defendiam o retorno de D. Pedro
de recursos em campanhas militares desvantajosas, ao trono brasileiro.
como a Guerra da Cisplatina. ( ) Defendiam a manutenção da ordem através de
um governo centralizado, opondo-se às

www.professorclaudiomar.com.br Página 25
Extensivo/História ____________________________________
reformas sociais e econômicas, mas admitiam estrangeiras; e a necessidade de elevar os impostos
alterações na Carta de 1824. para favorecer o desenvolvimento da pecuária, o que
( ) Defendiam reformas mais profundas, tais prejudicava o setor industrial gaúcho.
como a extensão do direito de voto e a
autonomia das províncias. 144. (PUCRS) A Revolução Farroupilha (1835-1845)
( ) Representavam parcelas da aristocracia no Rio Grande do Sul, inscrita no quadro nacional de
agrária e também eram conhecidos como revoltas provinciais, apresenta um conjunto complexo
liberais moderados. de condicionamentos específicos. Do ponto de vista
Relacionando-se a coluna da esquerda com a coluna econômico, é correto apontar como um desses
da direita, obtêm-se de cima para baixo, os números condicionamentos
na seqüência:
a) 2, 1, 3, 2 a) o incentivo do governo central à economia colonial
b) 3, 2, 1, 2 alemã e italiana, em prejuízo da pecuária.
c) 3, 1, 2, 1 b) as restrições legais do governo central ao ingresso
d) 1, 2, 3, 2 de escravos nas charqueadas gaúchas.
e) 3, 2, 1, 1 c) a proibição da livre exportação de trigo e gado sul-
rio-grandenses para o Uruguai e a Argentina.
142. (PUCRS) Entre as práticas utilizadas pelo d) a falta de estímulo estatal à nascente indústria
Estado Novo para assegurar o poder de Vargas, gaúcha, que competia desigualmente com o Rio de
podemos destacar Janeiro e São Paulo.
e) a importação do charque platino, sem proteção
a) a utilização de músicas populares, cartilhas e para a produção similar gaúcha no mercado interno
cartazes exaltando a figura do Presidente. brasileiro.
b) o incentivo às diferenças regionais, com a criação
de bandeiras e hinos para cada estado da federação. 145. (UECE) "O período regencial foi um dos mais
c) a censura à imprensa, ao teatro e ao cinema, e a agitados da história política do país e também um dos
proibição de manifestações cívicas. mais importantes. Naqueles anos, esteve em jogo a
d) a proibição do jogo e o fechamento dos cassinos. unidade territorial do Brasil, e o centro do debate
e) a criação de programas políticos obrigatórios na político foi dominado pelos temas da centralização ou
televisão e no rádio, como o programa radiofônico "A descentralização do poder, do grau de autonomia das
Hora do Brasil". províncias e da organização das Forças Armadas."

143. (PUCRS) Dentre os fatores que levaram os (FAUSTO, Boris. HISTÓRIA DO BRASIL.
gaúchos a proclamar a República Rio-Grandense, 2 ed. São Paulo: EDUSP, 1995. p. 161.)
durante a Revolução Farroupilha, é correto apontar
Sobre as várias revoltas nas províncias durante o
a) a pressão exercida pelas potências estrangeiras, período da Regência, podemos afirmar corretamente
que se opunham ao regime monárquico brasileiro; os que:
altos impostos cobrados pelo império; e a proibição a) eram levantes republicanos em sua maioria, que
do contrabando de gado, extremamente prejudicial conseguiam sempre empolgar a população pobre e os
aos gaúchos. escravos
b) os acordos alfandegários feitos pelo governo b) a principal delas foi a Revolução Farroupilha,
imperial com potências estrangeiras, prejudiciais à acontecida nas províncias do nordeste, que pretendia
economia nacional; os altos impostos cobrados pelo o retorno do Imperador D. Pedro I
império; e a permissividade em relação ao c) podem ser vistas como respostas à política
contrabando, o que era prejudicial aos interesses rio- centralizadora do Império, que restringia a autonomia
grandenses. financeira e administrativa das províncias
c) a execução de leis de caráter liberal, contrárias aos d) em sua maioria, eram revoltas lideradas pelos
interesses do povo; a falta de investimento público no grandes proprietários de terras e exigiam uma posição
setor industrial; e a proteção excessiva das riquezas mais forte e centralizadora do governo imperial
naturais do solo, buscando preservar a vegetação do
pampa, o que prejudicava a economia gaúcha. 146. (UEL) "... explodiu na província do Grão-Pará o
d) a pressão exercida por potências estrangeiras movimento armado mais popular do Brasil (... ). Foi
contra o excessivo livre-cambismo brasileiro; o uma das rebeliões brasileiras em que as camadas
incentivo à terceirização da manufatura do couro; e a inferiores ocuparam o poder..."
proibição do contrabando, o que prejudicava os
produtores gaúchos na concorrência com os Ao texto pode-se associar
produtores platinos, devido ao aumento dos seus a) a Regência e a Cabanagem.
custos de produção. b) o I Reinado e a Praieira.
e) a execução de leis de caráter liberal, contrárias aos c) o II Reinado e a Farroupilha.
interesses do povo; os acordos favoráveis ao tráfico d) o Período Joanino e a Sabinada.
negreiro, celebrados entre o Brasil e potências e) a Abdicação e a Noite das Garrafadas.

www.professorclaudiomar.com.br Página 26
Extensivo/História ____________________________________
partindo do seu coração e voltando a ele, dá vida ao
147. (UEL) “... valorizava-se novamente o município, mesmo corpo.
que fora esquecido e manietado durante quase dois Visconde do Uruguai. Ensaio sobre o Direito
séculos. Resultava a nova lei na entrega aos senhores Administrativo, 1862.
rurais de um poderoso instrumento de impunidade (CARVALHO, José Murilo de (org.). Visconde do
criminal, a cuja sombra renascem os bandos armados Uruguai. São Paulo: Editora 34, 2002.)
restaurando o caudilhismo territorial (...). O
conhecimento de todos os crimes, mesmo os de O texto acima demonstra um dos fundamentos da
responsabilidade (...), pertencia à exclusiva estrutura política do Império do Brasil, que se
competência do Juiz de Paz. Este saía da eleição pautava na associação entre poder forte e manutenção
popular, competindo-lhe ainda todas as funções da unidade territorial.
policiais e judiciárias: expedições de mandatos de Esse projeto político foi primeiramente formulado e
busca e seqüestro, concessão de fianças, prisão de defendido, sobretudo, pelos:
pessoas, ..." a) Luzias
b) Saquaremas
Em relação ao período regencial brasileiro, o texto c) Republicanos
refere-se d) Liberais Radicais
a) ao Ato Adicional.
b) à Lei de Interpretação. 151. (UFAL) Durante o Período Regencial,
c) ao Código de Processo Criminal. desenvolveram-se movimentos políticos que
d) à criação da Guarda Nacional. colocaram em risco a unidade nacional e ocorreu o
e) à instituição do Conselhos de Províncias. primeiro ensaio de organização partidária. A intensa
agitação social que caracterizou alguns movimentos
148. (UEL) Por ocasião da renúncia de D. Pedro I, relacionou-se com
1831, conforme o estabelecido na Constituição de
1824 organizou-se Governos Regenciais. O período a) o caráter antidemocrático das reformas pretendidas
de transição regencial caracterizou-se pelos jurujubas.
b) a opressão e a miséria das camadas populares
a) pelo ato Adicional de 1834, que aboliu o voto marginalizadas social e politicamente.
censitário. c) o pânico gerado pelos Caramurus, contrários à
b) pelo banimento da Família Imperial e rebeliões. volta de D. Pedro I ao poder imperial.
c) pela instabilidade política e agitações sociais. d) a efetiva integração econômica das diversas
d) pelo superávit crescente na balança comercial. províncias do império brasileiro.
e) pela desativação da poderosa Guarda Nacional. e) as aspirações das camadas urbanas, favoráveis ao
centralismo político-administrativo.
149. (UEL) No governo do regente Araújo Lima
(1837-1840) foi aprovada a Lei de Interpretação ao 152. (UFC) Entre 1835 e 1840, ocorreu no Pará uma
Ato Adicional. Esta lei revolta chamada de "Cabanagem". Com relação a
esta rebelião, é correto afirmar:
a) modificava alguns pontos centrais da Constituição
vigente, extinguindo o Conselho de Estado, mas a) os "cabanos" representavam o grupo mais radical
conservando o Poder Moderador e a vitaliciedade do do período da Regência, lutando por uma República
Senado. sem escravos e sem grandes proprietários rurais.
b) buscava a centralização como forma de enfrentar b) o governo central ignorou o movimento em função
os levantes provinciais que ameaçavam a ordem das tímidas propostas de reforma social divulgadas
estabelecida, limitando os poderes das Assembléias pelos "cabanos", evitando a repressão.
Legislativas Provinciais. c) os líderes "cabanos" eram grandes proprietários de
c) criava o Município Neutro do Rio de Janeiro, terras, enriquecidos com o ciclo da borracha e
território independente da Província, como sede da insatisfeitos com a política de centralização do
administração central, propiciando a centralização governo regencial.
política. d) a repressão ao movimento ocorreu em resposta aos
d) revelava o caráter liberal dos Regentes, atos de violência perpetrados pelos "cabanos", na
suspendendo o exercício do Poder Moderador pelo maioria escravos rebelados e índios.
governo, eixo da centralização política no Primeiro e) os "cabanos" propunham a manutenção da
Reinado. estrutura social vigente, apesar das tropas rebeldes
e) restabelecia os poderes legislativos dos Conselhos serem compostas de negros, mestiços e índios.
Municipais, colocando nas mãos dos conselheiros o
direito de governar as Províncias.

150. (UERJ) A centralização (...) é a unidade da


Nação e a unidade do poder. É ela que leva às
extremidades do corpo social aquela ação que,

www.professorclaudiomar.com.br Página 27
Extensivo/História ____________________________________
153. (UFC) Entre os eventos do período regencial seu caráter multiclassista a razão fundamental de sua
(1831-1840), podemos citar: fragilidade;
e) sofreu a repressão empreendida pelo futuro Duque
a) a criação da Guarda Nacional, que garantiu a de Caxias, que não distinguiu os diversos segmentos
unidade do território brasileiro. envolvidos na Balaiada, ampliando a anistia
b) a extinção do poder moderador, que garantiu a decretada pelo governo imperial, em 1840, aos
democratização no cenário político nacional. balaios e aos negros de Cosme, demonstrando a
c) a Reforma Constitucional de 1834, que criou as vontade do Império de reintegrar, na vida da
Assembléias Provinciais com autonomia política. província, todos os que haviam participado do
d) a ameaça à centralização do poder e à unidade movimento.
territorial do Brasil.
e) a eclosão de movimentos sociais, como a Guerra 156. (UFLA) Leia o texto abaixo, analise e faça o que
dos Farrapos e a Sabinada, favoráveis à volta de D. se pede.
Pedro I. "Por mais estranho que pareça, a Agência Nacional
de Telecomunicações (ANATEL) está impondo o
154. (UFF) Por ser o herdeiro de menor idade, a Global Standart Mobile (GSM) como única
abdicação de D. Pedro I, em 1831, resultou na tecnologia de segunda geração a ser adotada no País e
formação de governos regenciais que, até 1840, bloqueando o uso do Code Division Multiplex
enfrentaram inúmeras dificuldades para manter a Access (CDMA) em serviços de terceira geração
integridade territorial do Império. Entre as várias (3G). Como conseqüência, a agência cria a mais
rebeliões irrompidas nas províncias, a ocorrida no anacrônica reserva de mercado na área de
Maranhão notabilizou-se pela diversidade social dos telecomunicações."
insurgentes, entre os quais não faltaram escravos a (Artigo "Anatel" recria a reserva de mercado, O
quilombolas. Estado de São Paulo, 13 de Abril de 2003)

A revolta mencionada denomina-se: O texto em questão, com base em uma situação


a) Cabanagem específica do mercado de telefonia celular do País,
b) Balaiada faz uma crítica aos procedimentos da ANATEL e,
c) Farroupilha para tanto, traz de volta a chamada "Política de
d) Revolta dos Malês Reserva de Mercado" criada no início da década de
e) Praieira 70 (1974) com o intuito de proteger a indústria de
informática nacional. Tal política causou, naquele
155. (UFF) O Período Regencial, compreendido entre momento histórico, atritos com os EUA que em
1831 e 1840, foi marcado por grande instabilidade, retaliação taxou produtos brasileiros naquele país.
causada pela disputa entre os grupos políticos para o Historicamente, práticas de "reserva de mercado" têm
controle do Império e também por inúmeras revoltas, contribuído para a gestação de guerras. No caso
que assumiram características bem distintas entre si. específico da nossa história, qual das guerras abaixo
Em 1838, eclodiu, no Maranhão, a Balaiada, somente teria sido causada por tentativas de "reserva de
derrotada três anos depois. mercado"?

Pode-se dizer que esse movimento: a) A Guerras dos Mascates (1710 - 1712) em
a) contou com a participação de segmentos sertanejos Pernambuco.
- vaqueiros, pequenos proprietários e artesãos - b) A Guerra de Canudos (1893 -1897) na Bahia.
opondo-se aos bem-te-vis, em luta com os negros c) Revolta da Vacina (1904) no Rio de Janeiro.
escravos rebelados, que buscavam nos cabanos apoio d) Guerra no Contestado (1912 - 1916) em região
aos seus anseios de liberdade; fronteiriça do Paraná e Santa Catarina.
b) foi de revolta das classes populares contra os e) A Revolução Farroupilha (1835 -1845) no sul do
proprietários. Opôs os balaios (sertanejos) aos País.
grandes senhores de terras em aliança com escravos e
negociantes; 157. (UFMG) Os governos regenciais no Brasil
c) foi, inicialmente, o resultado das lutas internas da (1831-1840) se caracterizaram por
Província, opondo cabanos (conservadores) a bem-te-
vis (liberais), aprofundadas pela luta dos segmentos a) buscar a afirmação do poder político central para
sertanejos liderados por Manuel Francisco dos Anjos, satisfazer os exaltados.
e pela insurreição de escravos, sob a liderança do b) fortalecer o poder político do Imperador, ao
Negro Cosme, dando características populares ao promover o Golpe da Maioridade.
movimento; c) promover a descentralização, o que gerou diversas
d) lutou pela extinção da escravidão no Maranhão, revoltas regionais.
pela instituição da República e pelo controle dos d) satisfazer o desejo dos moderados, que buscavam a
sertanejos sobre o comércio da carne verde e da restauração da monarquia.
farinha - então monopólio dos bem-te-vis -, sendo o

www.professorclaudiomar.com.br Página 28
Extensivo/História ____________________________________
o chamado período Regencial (1831-1840). Sobre
158. (UFPB) Sobre as insurreições ocorridas durante este período, é correto afirmar:
o Período Regencial e o II Reinado, relacione o
movimento social à esquerda com sua característica à (01) D. Pedro I renunciou porque não atendia mais
direita. aos interesses brasileiros, após envolver-se em fatos
como a dissolução da Constituinte, a repressão
(1) Praieira violenta à Confederação do Equador e a sucessão
(2) Balaiada portuguesa.
(3) Sabinada (02) De seu início até 1837, a Regência pode ser
(4) Farroupilha considerada uma experiência autoritária e unificadora
(5) Cabanagem que restringiu, ainda mais, a autonomia das
províncias.
( ) Rebelião iniciada em 1835 na província do (04) O período que se iniciou com a abdicação foi um
Grão-Pará, que levou as camadas populares dos mais agitados do Império Brasileiro, com a
ao poder. eclosão de inúmeras revoltas, como a Cabanagem, no
( ) Revolta ocorrida na Bahia em 1837, com Pará, a Farroupilha, no Rio Grande do Sul, a
predominância das camadas médias urbanas Sabinada, na Bahia, e a Balaiada, no Maranhão.
de Salvador. (08) A Guarda Nacional, criada pelo padre Diogo
( ) Revolta de sertanejos (vaqueiros e Antônio Feijó, em 1831, reforçou o poder dos
camponeses) e negros escravos, que abalou o latifundiários, tornando-os representantes locais dos
Maranhão de 1838 e 1841. interesses do governo central.
( ) A mais longa revolta da história do Império (16) A Constituição Imperial, outorgada em 1824, foi
brasileiro, ocorrida no Rio Grande do Sul, de reformulada em parte pelo Ato Adicional de 1834
1835 a 1845. que, entre outras medidas, criou as Assembléias
Legislativas provinciais e transformou a Regência
O preenchimento dos parênteses está Trina em Regência Una e eletiva.
sequenciadamente correto em:
a) 1, 3, 4, 2 161. (UFPR) Ao longo do período de formação do
b) 2, 1, 4, 5 Estado e da nação no Brasil, a Revolução Farroupilha
c) 5, 3, 2, 4 foi, sem dúvida, a mais duradoura das manifestações
d) 3, 4, 1, 2 contrárias ao governo imperial sediado no Rio de
e) 1, 2, 3, 4 Janeiro. Ela durou 10 anos (1835-1845) e, durante
esse tempo, revelou várias particularidades da
159. (UFPR) Observe o seguinte depoimento: Província do Rio Grande do Sul - as quais explicam,
"... Nasci e me criei no tempo da regência e nesse em parte, a longa duração do conflito. Sobre a
tempo o Brasil vivia, por assim dizer, muito mais na Revolução Farroupilha e a sociedade e economia
praça pública do que mesmo no lar doméstico." gaúchas, é correto afirmar:
(Justiniano José da Rocha)
(01) A Província do Rio Grande do Sul possuía uma
Partindo do comentário apresentado, é correto identidade forte, marcada pela situação de fronteira
afirmar que: que a caracterizava. Situada no interregno entre a
a) a constante afluência às ruas resultava do América portuguesa e a América espanhola, suas
crescimento comercial, registrado durante a elites recebiam influências culturais e educacionais
Regência, nas principais cidades do país. de ambas as partes do mundo ibérico.
b) a ociosidade da nobreza brasileira estimulava a (02) Ao longo da Revolução Farroupilha, o Rio
valorização dos passeios constantes nas ruas e praças Grande do Sul tornou-se uma economia diversificada,
do Rio de Janeiro. que incluía a produção do açúcar e do café.
c) o comércio ambulante, a cargo de escravos que (04) O movimento farroupilha não teve, em seu
eram transferidos do setor rural para as cidades, início, caráter separatista ou republicano. Tratava-se,
complementava a renda de seus senhores de antes, de uma tentativa de estabelecer relações com o
engenhos. governo do Rio de Janeiro em termos federativos. À
d) a influência italiana nos usos e costumes da medida que este se recusou a aceitar tais termos,
sociedade do Rio de Janeiro modificou a tradição da radicalizou-se o movimento gaúcho em direção ao
vida reclusa às residências. separatismo e à formação de uma república
e) a turbulência política desse período se fazia independente.
presente através das revoltas e manifestações (08) O "Direito das Gentes", conjunto de idéias
populares nas ruas da Capital do Brasil. referentes à autodeterminação dos povos, foi um dos
pilares intelectuais da Revolução Farroupilha. Esse
160. (UFPR) O imperador D. Pedro I abdicou em conjunto de idéias foi disseminado sobretudo a partir
favor de seu filho, Pedro de Alcântara, em 7 de abril das ligações das elites estancieiras com os meios
de 1831. Devido à menoridade do príncipe, seguiu-se intelectuais platinos.

www.professorclaudiomar.com.br Página 29
Extensivo/História ____________________________________
(16) Coube ao então Barão de Caxias a chefia das ( ) Foi uma revolta de caráter antiregencial e
forças de repressão ao movimento gaúcho, no início federalista, contando com o apoio das
da década de 1840. camadas médias e baixas da sociedade, que
queriam manter a Bahia independente até a
162. (UFM) A Guerra dos Farrapos ou Revolução Maioridade de Dom Pedro II.
Farroupilha (1835-1845) eclodiu como uma reação ( ) Iniciou como um movimento da elite paraense
ao(s): contra a centralização política. Transformou-
se numa rebelião popular de índios e
a) pesados impostos cobrados pela Coroa, que camponeses que chegou a tomar o poder
diminuíam a capacidade de concorrência dos durante quase um ano.
produtos gaúchos, especialmente do charque. ( ) Foi um movimento popular de caráter
b) regime de propriedade das terras gaúchas, que restaurador ocorrido em Pernambuco e
favorecia a concentração da posse de latifúndios nas Alagoas. Os revoltosos defendiam o retorno
mãos dos nobres ligados à Corte. de Dom Pedro I e eram favoráveis à
c) intensos movimentos do exército imperial no Rio recolonização do Brasil.
Grande do Sul, que limitavam a atuação política dos
estancieiros gaúchos. A seqüência correta de preenchimento dos parênteses
d) sistema de representação eleitoral, que excluía a de cima para baixo é
possibilidade de participação política das camadas a) 1 - 2 - 4.
populares da sociedade gaúcha. b) 1 - 3 - 4.
c) 4 - 1 - 2.
163. (UFRGS) Entre as medidas liberais d) 4 - 2 - 1.
determinadas pelo Ato Adicional de 1834, encontra- e) 2 - 3 - 1.
se a
166. (UFRGS Associe os acontecimentos e medidas
a) instituição do poder Moderador. políticas do Brasil Império listados na coluna 1 com
b) convocação de Assembléia Constituinte para as respectivas conjunturas políticas constantes na
elaboração de novo projeto constitucional. coluna 2.
c) eleição de uma Regência Trina Provisória em
substituição ao Imperador Pedro I. Coluna 1
d) criação de Assembléias Legislativas Provinciais. 1 - Avanço Liberal
e) extensão do voto para todos os brasileiros. 2 - Regresso Conservador

164. (UFRGS) A frase "Mui leal e valorosa", Coluna 2


existente na bandeira da capital do Rio Grande do ( ) aprovação do Código de Processo Criminal
Sul, foi uma homenagem ao fato de que a ( ) criação da Guarda Nacional
administração de Porto Alegre ( ) definição dos partidos políticos imperiais
( ) aprovação do Ato Adicional
a) representou a corte do Rio de Janeiro durante a ( ) Lei de Interpretação do Ato Adicional
maior parte do movimento dos farrapos.
b) ocupou terras no extremo sul do Brasil, em nome A seqüência numérica correta de preenchimento dos
do rei de Portugal. parênteses, de cima para baixo, é
c) comandou as tropas nas lutas com os vizinhos a) 1 - 1 - 2 - 2 - 1.
platinos, nas guerras de demarcações de fronteiras. b) 1 - 2 - 1 - 2 - 1.
d) conquistou, para a cidade, a condição de ponto c) 1 - 1 - 2 - 1 - 2.
mais importante da política externa do Império do d) 2 - 1 - 2 - 1 - 2.
Brasil. e) 2 - 2 - 1 - 1 - 2.
e) planejou a operação militar que culminou na
destruição dos Sete Povos das Missões. 167. (UFSM) O Período Regencial no Império
brasileiro (1831-1840) caracterizou-se pelo governo
165. (UFRGS) Associe as afirmações apresentadas na exercido por representantes do Poder Legislativo que
coluna superior com os movimentos sociais ocorridos promoveram
na primeira metade do século XIX referidos na
coluna inferior. a) uma estabilidade política fundamentada no
centralismo e na ampliação das atribuições do poder
1- Cabanada Moderador.
2- Sabinada b) a criação da Guarda Nacional em 1831, composta
3- Cabanagem por tropas de confiança e controlada, principalmente,
4- Balaiada pelos grandes fazendeiros, que receberam o posto de
comando e o título de coronéis.
c) a mudança da Constituição de 1824 através do Ato
Adicional de 1834, no qual a Regência Una passaria a

www.professorclaudiomar.com.br Página 30
Extensivo/História ____________________________________
ser Trina e o poder municipal se restringiria ao senhorial escravista ao julgar os movimentos
Executivo. populares. Historicamente, a CABANAGEM e a
d) a criação das faculdades de Direito de São Paulo, BALAIADA são consideradas:
de Olinda/ Recife e de Porto Alegre, com o fim de a) grandes revoltas de escravos, liberadas por Zumbi
formar uma classe política nacional diferenciada das dos Palmares.
influências recebidas nas universidades portuguesas. b) revoltas contra a dominação da metrópole
e) o surgimento de movimentos armados, que portuguesa, no contexto da crise do antigo sistema
contestavam a legalidade do governo regencial, como colonial.
a Revolução Pernambucana, a Cabanagem e a c) revoltas de proprietários brancos, contrários à
Revolução Farroupilha. centralização política em torno da pessoa do
Imperador.
168. (UFU) Durante o período das Regências e início d) conflitos raciais e de classe, envolvendo índios,
do Segundo Reinado, diversas rebeliões colocaram vaqueiros, negros livres e escravos.
em risco a estabilidade política do Império e as e) rebeliões sociais que, com o apoio dos militares,
relações de dominação existentes. A respeito dessas pretendiam a proclamação da república e o fim da
rebeliões podemos afirmar que monarquia.
I. A Guerra dos Farrapos foi um movimento que
pretendia a independência do Rio Grande do Sul, 170. (UFV) Das afirmativas abaixo, referentes ao
organizado pelos produtores de gado e Período Regencial no Brasil, assinale a CORRETA:
charqueadores, contando com uma pequena base
popular de apoio. a) Ocorreram vários movimentos e revoltas que não
II. A prolongada rebelião de escravos na Bahia em se enquadravam em um único propósito, pois cada
1835 (Levante Malê), que pretendia a independência um resultava de realidades regionais específicas e de
da Bahia, espalhou-se por diversos estados grupos sociais distintos.
nordestinos, recebendo a adesão dos sertanejos e b) A unidade política e territorial deste período visou
exigindo auxílio de tropas de estados vizinhos para à superação da crise econômica que se arrastava
sufocá-la. desde o período colonial, tendo como conseqüência o
III. Submetidos à escravidão e/ou intensa exploração, abandono da vocação agrícola brasileira.
índios, negros e mestiços se revoltaram contra os c) O período regencial foi um dos mais agitados da
grandes proprietários no Maranhão entre 1838 e 1841 história política brasileira até então, durante o qual
(Balaiada), implantando uma efêmera república surgiram vários partidos políticos que representavam
inspirada nos ideais do socialismo utópico, difundido os setores sociais revoltosos.
pelos jornalistas e padres que lideravam o d) A ausência de instabilidade política neste período,
movimento. devia-se ao rigor das políticas regenciais diante do
IV. O "Manifesto ao Mundo", programa político da federalismo e da centralização administrativa.
Revolução Praieira, propunha, entre outros itens, voto e) O liberalismo, marca do período regencial,
livre e universal, plena liberdade de imprensa, incentivou a participação popular e, ao mesmo
trabalho como garantia de vida para o cidadão tempo, fortaleceu o poder das oligarquias sulistas e
brasileiro, inteira e efetiva independência dos poderes nortistas.
constituídos.
171. (UNAERP) Assinale a alternativa incorreta:
Assinale a alternativa correta.
a) II e III são corretas. a) O Clube da Maioridade tinha como objetivo lutar,
b) I e IV são corretas. junto à Assembléia Nacional, pela antecipação da
c) I e II são corretas. maioridade de Pedro de Alcântara.
d) III e IV são corretas. b) Os principais representantes do Clube da
Maioridade eram os irmãos Martin Francisco e
169. (UFV) "Nas Revoltas subseqüentes à abdicação, Antônio Carlos de Andrada e Silva.
o que aparecia era o desencadeamento das paixões, c) O Clube da Maioridade teve o apoio das classes
dos instintos grosseiros da escória da população; era a dominantes e uniu políticos progressistas e parte dos
luta da barbaridade contra os princípios regulares, as regressistas.
conveniências e necessidades da civilização. Em d) Em 1840, a Assembléia Nacional aprovou a tese
1842, pelo contrário, o que se via à frente do da Maioridade e Pedro Alcântara apesar de seus 15
movimento era a flor da sociedade brasileira, tudo anos incompletos, foi considerado apto para assumir
que as províncias contavam de mais honroso e a chefia do Estado Brasileiro.
eminente em ilustração, em moralidade e riqueza." e) O Clube da Maioridade, permitiu que D. Pedro
(TIMANDRO. "O libelo do povo", 1849) assumisse o poder no dia 20 de dezembro de 1840,
marcando o início do Primeiro Reinado.
O texto anterior estabelece uma comparação entre a
composição social das rebeliões do início do período 172. (UNESP) "Mais importante, o país é abalado por
regencial e da revolução liberal de 1842. Essa visão choques de extrema gravidade; não mais os motins...
refletia as distorções do ponto de vista da elite mas verdadeiros movimentos revolucionários, com

www.professorclaudiomar.com.br Página 31
Extensivo/História ____________________________________
intensa participação popular, põem em jogo a ordem a) ao caráter das revoltas intituladas Cabanagem,
interna e ameaçam a unidade nacional. Em nenhum Balaiada e Sabinada.
outro momento há tantos episódios, em vários pontos b) aos primeiros anos da revolução Farroupilha no
do país, contando com a presença da massa no que Rio Grande do Sul.
ela tem de mais humilde, desfavorecido. Daí as c) à força do Partido Republicano na Câmara dos
notáveis conflagrações verificadas no Pará, no Deputados.
Maranhão, em Pernambuco, na Bahia, no Rio Grande d) à extinção da monarquia durante a menoridade de
do Sul." D. Pedro II.
(Francisco Iglésias, "BRASIL, e) às Assembléias Legislativas Provinciais e à eleição
SOCIEDADE DEMOCRÁTICA".) do Regente Uno.

Este texto refere-se ao período: 175. (UNIRIO) O período regencial (1831 -1840) foi
a) da Guerra da Independência. marcado, na história do Império brasileiro, por grave
b) da Revolução de 1930. instabilidade política, como se observa no(a):
c) agitado da Regência.
d) das Revoltas Tenentistas. a) reforço da política centralizadora que permitiu o
e) da Proclamação da República. fim das rebeliões provinciais.
b) envolvimento do Império em confronto com os
173. (UNESP) "O quadro político é evidentemente países platinos.
alterado com a nova ordem: quem fazia oposição ao c) caráter restaurador de diversas revoluções como a
governo se divide em dois grandes grupos - o dos Farroupilha.
moderados, que estão no poder; os exaltados, que d) vitória do movimento regressista, que levou à
sustentam teses radicais, entre elas a do federalismo, revisão do Ato Adicional.
com concessões maiores às Províncias. Outros, e) oposição dos setores liberais às reformas
deputados, senadores, Conselheiros de Estado, implantadas pelo Ato Adicional.
jornalistas..., permanecem numa atitude de reserva,
de expectativa crítica. Deles, aos poucos surgem os 176. (FAAP) É objeto de disputas com os franceses e,
restauradores ou caramurus..." depois, os holandeses, que ocupam a região até 1645.
(Francisco lglésias, BRASIL Durante o século XVII, vilas e engenhos são atacados
SOCIEDADE DEMOCRÁTICA.) pelos negros fugitivos reunidos no Quilombo de
Palmares (20 mil habitantes em aldeias confederadas;
O texto refere-se à nova ordem decorrente destruído em 1694, após quase cem anos de
a) da elaboração da Constituição de 1824. existência). No Império, é atingida por movimentos
b) do golpe da maioridade. políticos como a Confederação do Equador e a
c) da renúncia de Feijó. Cabanagem.
d) da abdicação de D. Pedro I.
e) das revoluções liberais de 1842. O Estado da Federação de que fala o texto é:
a) Amapá
174. (UNIFESP) No Brasil independente, os seis b) Acre
anos que separam o Ato Adicional (1834) da c) Bahia
Maioridade (1840) foram chamados de "experiência d) Alagoas
republicana", devido e) Amazonas

www.professorclaudiomar.com.br Página 32
Extensivo/História ____________________________________

Questões – Segundo Reinado

177. (UFPE) Na(s) questão (ões) a seguir escreva nos (32) a liberação de capitais, antes empregados no
parênteses (V) se for verdadeiro ou (F) se for falso. tráfico de escravos, para outras atividades,
dinamizando a economia do país.
Identifique as proposições verdadeiras e as falsas, no
que se refere à abolição da escravatura. 179. (UFC) Na(s) questão (ões) a seguir escreva no
( ) O desenvolvimento industrial, na Inglaterra, espaço apropriado a soma dos itens corretos.
exigia a ampliação de mercados e encontrava A Revolução Praieira, ocorrida em Pernambuco
na escravidão um grande obstáculo. (1848-1850), foi um dos principais levantes políticos
( ) O irrompimento da Guerra do Paraguai durante o Império brasileiro.
(1865-1870) possibilitou ao Imperador Pedro
II protelar o debate sobre a escravidão, ao Sobre este movimento político, podemos afirmar
substituir o Gabinete Liberal de Zacarias por corretamente:
um Gabinete escravocrata. (01) propiciou a união de liberais, republicanos e
( ) As leis do Ventre-Livre (1871) e dos socialistas.
Sexagenários (1885) são consideradas, por (02) foi uma luta contra a oligarquia dos Cavalcanti-
um lado, concessões dos escravocratas aos Albuquerque.
abolicionistas; por outro, são tidas como (04) manifestou os ideais políticos do Partido da
fatores que enfraqueceram a luta abolicionista Ordem.
e adiaram a abolição por mais de dez anos. (08) não contou com a participação das camadas
( ) Em Pernambuco, o Movimento Abolicionista populares.
teve no monarquista Joaquim Nabuco sua (16) manifestou os ideais políticos do Partido da
grande liderança. Praia.
( ) A imigração italiana reforçou o sistema
escravocrata depois que o tráfico de africanos 180. (FUVEST) A(s) questão (ões) seguinte(s) é (são)
para o Brasil foi proibido em 1850. composta(s) por três proposições I, II e III que podem
178. (UFBA) Na(s) questões adiante escreva, no ser falsas ou verdadeiras. Examine-as identificando
espaço apropriado, a soma dos itens corretos. as verdadeiras e as falsas e em seguida marque a
alternativa correta dentre as que se seguem:
Entre os fatores que atuaram para a extinção do
trabalho escravo e o conseqüente avanço do a) se todas as proposições forem verdadeiras.
capitalismo no Brasil, pode-se indicar: b) se apenas forem verdadeiras as proposições I e II.
c) se apenas forem verdadeiras as proposições I e III.
(01) a redução do fluxo imigratório proveniente da d) se apenas forem verdadeiras as proposições II e III.
Alemanha e da Itália, em virtude dos movimentos de e) se todas as proposições foram falsas.
unificação política e da estabilidade econômica
dessas áreas. I. A cessação do tráfico negreiro (1850) não
(02) o desinteresse da burguesia cafeeira de São provocou escassez de mão-de-obra para os
Paulo em continuar utilizando o trabalho escravo, fazendeiros das províncias do Norte, graças ao grande
uma vez que operava com o trabalho livre do número de escravos adquiridos nos Estados Unidos.
imigrante europeu. II. Uma das primeiras tentativas de implantação do
(04) o propósito do governo brasileiro de atender às trabalho livre, no Brasil, foi o sistema de parceria.
solicitações da aristocracia rural, no sentido de III. A industrialização foi possível, entre outros
preservar a produtividade das culturas tradicionais. fatores, pela acumulação de capital proveniente da
(08) a luta desenvolvida pela campanha abolicionista, economia cafeeira.
o que contribuiu para uma maior conscientização do
problema.
(16) a evidência do caráter antieconômico do trabalho
escravo, diante da expansão das atividades industriais
e do aumento dos mercados consumidores.

www.professorclaudiomar.com.br Página 33
Extensivo/História ____________________________________
181. I. O regime republicano instituído em 1889 pode
ser interpretado como uma espécie de ajustamento 184. (Ufpr) Na(s) questão(ões) a seguir, escreva no
político às mudanças ocorridas na sociedade e na espaço apropriado a soma dos itens corretos.
economia do país. A economia cafeeira foi o principal meio de
II. Canudos foi um episódio de rebeldia contra o acumulação de capital no Brasil durante o século
sistema de dominação rural. XIX. " É na região do café que o desenvolvimento
III. Na "política dos governadores", Minas Gerais e das relações capitalistas é mais acelerado e é aí que se
Rio Grande do Sul desempenharam os papéis mais encontra a maior parte da industrialização nascente
importantes, seguidos de São Paulo. brasileira."
(SILVA, Sérgio. EXPANSÃO CAFEEIRA E
182. (UFMT) Na(s) questão (ões) a seguir julgue os ORIGENS DA INDÚSTRIA NO BRASIL.
itens e escreva nos parênteses (V) se for verdadeiro São Paulo, Alfa-Omega, 1976.)
ou (F) se for falso.
A respeito dessas questões, é correto afirmar que:
Em relação ao contexto monárquico brasileiro (01) O incremento do consumo de café na Europa e
(1822/1889), julgue os itens. nos Estados Unidos foi um dos fatores determinantes
( ) Um dos fatores de ordem política que para a expansão da lavoura cafeeira no Brasil.
favoreceu a abdicação de D. Pedro I (1831) (02) A lavoura cafeeira transformou a Região Sudeste
foi a permanência de interesses lusitanos na na mais importante, economicamente, do país.
vida brasileira apoiados pelo absolutismo (04) Ao se examinar o processo histórico brasileiro,
governamental, em choque com o liberalismo nota-se que há ligação entre expansão cafeeira,
da elite dominante. imigração, urbanização e industrialização.
( ) O sistema eleitoral adotado pela Constituição (08) A burguesia agro-exportadora foi responsável
de 1824 estabelecia o voto censitário o que pela industrialização maciça que antecedeu o grande
significava que para ser eleitor era necessário impulso da economia cafeeira.
determinada renda anual . (16) Apesar da dependência do mercado externo, a
( ) Conservador e Liberal eram os partidos economia cafeeira acabou favorecendo, mesmo que
políticos do Segundo Reinado que indiretamente, o crescimento industrial do Brasil.
representavam os senhores de escravos e
proprietários de terras. 185. (UFBA) Assinale as proposições corretas, some
( ) Uma das condições que favoreceu o os números a elas associados e marque no espaço
desenvolvimento da atividade industrial no apropriado.
Segundo Reinado foi a criação de incentivos à
exportação de produtos industrializados. TEXTO I: "Eu não vejo salvação possível para o
( ) Entre os fatores que contribuíram para a estado desolador desta província, senão quando
passagem da monarquia à República destaca- variarmos de cultura e tratarmos de proteger direta e
se a luta entre o Partido Conservador, que indiretamente a indústria manufatureira. Sem esta
defendia a Monarquia, e o Partido Liberal, indústria não pode manter-se a riqueza pública."
que desejava a forma republicana. (Gordilho apud ALENCAR, p. 150)

183. A Lei Eusébio de Queirós (1850) extinguiu no TEXTO II: "Não pertenço ao número dos que se
Brasil o tráfico de escravos condenando a estrutura incomodam por existir em nossa Província um só
escravista. A partir de então a elite preocupou-se em gênero de cultura: em regra geral ninguém vai
garantir que a abolição definitiva não prejudicasse os explorar uma fonte de que lhe provenha receita
interesses dos proprietários. A respeito, julgue os menor, quando pode ter outra mais abundante."
itens. (Barão de Parnaíba apud TEIXEIRA, p. 205)
( ) A Lei Visconde do Rio Branco ou Lei do
Ventre Livre estabelecia que a partir de 1871 Com base na análise dos textos e nos conhecimentos
todos os filhos de escravas seriam livres sobre a situação econômica do Brasil, durante o
devendo ficar com a mãe até os 8 anos, Segundo Reinado, pode-se afirmar:
quando o proprietário receberia uma (01) Os autores dos dois textos discutem o mesmo
indenização, ou seriam mantidos até os 21 tema, usando argumentação diferente e concordando
anos, para ressarcir os gastos com seu nas conclusões.
sustento. (02) Segundo se depreende dos dois textos, a
( ) Em 1885 a Lei Saraiva-Cotegipe ou Lei do economia brasileira, na segunda metade do século
Sexagenário libertava o escravo com mais de XIX, se manteve como fornecedora de gêneros
65 anos. Quando aplicada, desamparava o alimentícios e matérias-primas para os países
escravo que com essa idade tinha dificuldade industrializados.
de prover seu sustento. (04) O autor do texto II defende a monocultura do
( ) O exército desempenhou um importante papel café, porque os grandes lucros dela decorrentes
na captura de escravos fugitivos sendo, até a conseguiram reintegrar a economia agrícola brasileira
abolição, importante aliado dos proprietários. no mercado mundial.

www.professorclaudiomar.com.br Página 34
Extensivo/História ____________________________________
(08) Na década de sessenta, a crescente produção de hegemonia dos grandes proprietários e o
algodão, no Brasil, estava diretamente relacionada ao compromisso entre a centralização e o poder local, de
desenvolvimento da indústria têxtil, nas áreas modo que:
produtoras.
(16) A partir da década de setenta, com o surto a) os dois partidos - Conservador e o Liberal -
industrial, empresários de maior visão passaram a dependiam estreitamente do Poder Moderador para
pressionar o governo, buscando maior proteção à implementarem seu projeto político centralizador;
indústria brasileira. b) com o Apogeu do Estado Imperial, foi possível
(32) O crescimento da produção cafeeira, no período reduzir a intervenção política do Poder Moderador, e
considerado, possibilitou a instalação das primeiras assim abrir caminho à descentralização
ferrovias brasileiras, com forte presença do capital administrativa;
inglês. c) em oposição ao 1Ž Reinado, houve uma tendência
(64) O desenvolvimento do capitalismo internacional para ampliar o poder em mãos dos chefes políticos
refletiu-se no Brasil dessa época, propiciando locais - os coronéis - em nome da ordem e do
profundas alterações na estrutura da propriedade da fortalecimento da "Nação";
terra e na liderança político-econômica da burguesia d) esse regime parlamentar foi a forma encontrada
urbana. para solucionar os conflitos entre o poder local e o
central, garantindo-se, com a Guarda Nacional e o
186. (UFSC) Assinale a ÚNICA proposição Senado vitalício, a autoridade provincial;
CORRETA. Nos ciclos seqüenciais da economia do e) a vida política assegurava a livre participação de
Brasil, a ordem cronológica é: todos os cidadãos, através de eleições democráticas e
(01) pau-brasil, açúcar, ouro, café. diretas em todos os níveis.
(02) pau-brasil, ouro, açúcar, café.
(04) pau-brasil, café, ouro, açúcar. 190. (CESGRANRIO) No Brasil, a expansão
(08) pau-brasil, açúcar, café, ouro. cafeeira, na segunda metade do século XIX, pode ser
identificada a partir das seguintes características:
187. (FUVEST) No tocante à economia açucareira do
Brasil, ao longo do século XIX, podemos afirmar que a) Expansão do consumo externo, progressos
técnicos, abertura de créditos, desenvolvimento das
a) praticamente desapareceu, pois o café se tornou o ferrovias e introdução da mão-de-obra escrava;
produto quase exclusivo das exportações. b) Expansão das áreas cultivadas na Província
b) regrediu consideravelmente devido à concorrência Fluminense, tráfico interprovincial de escravos,
norte-americana e à introdução do açúcar de avanços tecnológicos, créditos externos e maior
beterraba na Europa. consumo interno;
c) conheceu um relativo renascimento, graças ao fim c) Expansão ferroviária, crescimento do Oeste Novo
da exploração em grande escala de metais preciosos paulista, aumento do tráfico negreiro, maior consumo
que drenava todos os recursos. interno e externo e chegada dos imigrantes;
d) ficou estagnada, acompanhando o baixo nível das d) Incentivos estatais à produção, créditos do Banco
atividades econômicas em declínio após o fim da do Brasil, introdução do trabalho livre,
exploração de metais preciosos em grande escala. desenvolvimento ferroviário e aumento das áreas
e) regrediu consideravelmente devido à concorrência cultivadas em Minas Gerais;
antilhana e à introdução de açúcar de beterraba na e) Substituição do escravo pelo imigrante, capitais
Europa. ingleses, introdução de máquinas modernas, elevação
dos preços e rápida urbanização.
188. (FUVEST) A economia brasileira, durante o
período monárquico, caracterizou-se
fundamentalmente

a) pelo princípio da diversificação da produção


agrária e pelo incentivo ao setor de serviços.
b) pelo estímulo à imigração italiana e espanhola e
pelo fomento à incipiente indústria.
c) pela regionalização econômica e pela revolução no
sistema bancário nacional.
d) pela produção destinada ao mercado externo e pela
busca de investimentos internacionais.
e) pela convivência das mãos-de-obra escrava e
imigrante e pelo controle do "déficit" público.

189. (CESGRANRIO) No 2Ž Reinado, o


parlamentarismo não ofusca a importância do Poder
Moderador, mas o sistema como um todo expressa a

www.professorclaudiomar.com.br Página 35
Extensivo/História ____________________________________
191. (CESGRANRIO) "Na segunda metade do século
XIX e particularmente os últimos anos do Império, é a) o reforço das relações escravistas no interior das
inegável que o setor urbano da economia tenha fazendas cafeicultoras, pois os escravos transferidos
começado a atingir um desenvolvimento e uma das fazendas açucareiras do Nordeste eram a maioria
importância capazes de diferenciá-lo absoluta da mão-de-obra nas plantações do oeste
significativamente do setor rural (...) paulista.
O grande fazendeiro paulista fazia parte de uma b) o desenvolvimento de uma política governamental
dinâmica econômica muito mais próxima daquilo que de distribuição de pequenas propriedades às famílias
chamaríamos de capitalismo. Mais acostumado com imigrantes, que plantavam café a baixos custos e o
as finanças, com os créditos, possuía seus próprios vendiam a menores preços no mercado internacional.
esquemas de comercialização do café, não vivia nas c) a coexistência de grandes propriedades escravistas
fazendas, mas tinha sua residência nas vistosas e monocultoras de café para a exportação, e de
mansões dos Campos Elíseos ou de Higienópolis, na pequenas propriedades de famílias imigrantes, que
cidade de S. Paulo." produziam gêneros de subsistência para os mercados
(MARANHÃO, Ricardo e MENDES JR., urbanos.
Antônio. BRASIL HISTÓRICO) d) o desenvolvimento de uma política governamental
de subvenção à imigração, cujo objetivo era estimular
A partir dos seus conhecimentos e da leitura do texto, o investimento, por parte dos imigrantes, de capitais
deduz-se que o cultivo do café NÃO possibilitou: na construção de estradas de ferro e nas indústrias
a) um predomínio econômico dos plantadores nascentes.
paulistas sobre os plantadores fluminenses. e) a substituição do trabalho escravo pelo trabalho
b) um crescimento urbano populacional significativo. livre de imigrantes europeus no interior das fazendas
c) um atrelamento dos fazendeiros paulistas aos cafeicultoras, o que permitiu uma maior lucratividade
setores mais dinâmicos da produção. do capital cafeeiro e seu investimento em estradas de
d) uma instrumentalização do comércio praticada ferro, no comércio e em indústrias.
pelas camadas médias da sociedade.
e) um ganho de "foros de nobreza", mesmo que não 194. (CESGRANRIO) No século XIX, as décadas de
pelo nascimento, pelos fazendeiros paulistas. 50 e 60 são consideradas como o período de apogeu
da história do Império. Assinale a opção que
192. (CESGRANRIO) O processo de centralização apresenta uma característica desse período:
monárquica que ocorre no Brasil, após 1840,
acentuou-se através da: a) A superação das Rebeliões que marcaram o
período anterior e a estabilidade política simbolizada
a) promulgação do Ato Adicional à Constituição de pela Conciliação.
1824, que suprimia o Conselho de Estado, b) A consolidação política dos liberais, que amenizou
conservava o Poder Moderador e a vitalicidade do a organização centralizada do Estado Imperial.
Senado e criava Assembléias nas Províncias. c) O encaminhamento da Abolição, o qual favoreceu
b) criação da Guarda Nacional em 1931, constituída o desenvolvimento da lavoura cafeeira no vale do
de milícias compostas por fazendeiros e seus Paraíba.
subordinados, cujo objetivo era manter a ordem e d) A revogação da autonomia das Províncias e a
reprimir a anarquia. ocorrência de movimentos revolucionários no Norte e
c) promulgação do Código de Processo Criminal que, Nordeste.
além de reforçar e ampliar o poder do juiz de paz - e) O desenvolvimento material do período, a "Era
que detinha funções policiais e judiciárias nos Mauá", que propiciou a consolidação do movimento
municípios - aumentava a influência dos potentados republicano.
locais.
d) aprovação da Lei Interpretativa do Ato Adicional e 195. (CESGRANRIO) A Proclamação da República,
da reforma do Código do Processo Criminal, que em 1889, está ligada a um conjunto de
diminuía os poderes das Assembléias Provinciais e transformações econômicas, sociais e políticas
colocava a polícia judiciária sob o controle do ocorridas no Brasil, a partir de 1870, dentre as quais
Executivo Central. se inclui:
e) dissolução da Regência Trina Permanente e a
eleição do padre Antônio Diogo Feijó para a a) a universalização do voto com a reforma eleitoral
Regência Una, que propunha o fortalecimento do de 1881, efetivada pelo Partido Liberal.
Executivo como forma de acabar com a anarquia nas b) o desenvolvimento industrial do Rio de Janeiro e
províncias. de São Paulo, criando uma classe operária combativa.
c) a progressiva substituição do trabalho escravo,
193. (CESGRANRIO) A expansão da agricultura culminando com a Abolição em 1888.
cafeeira no oeste novo paulista após 1880 introduziu d) a concessão de autonomia provincial, que
uma série de mudanças na economia e nas relações enfraqueceu o governo imperial.
sociais da Região Sudeste, entre as quais se destaca:

www.professorclaudiomar.com.br Página 36
Extensivo/História ____________________________________
e) o enfraquecimento do Exército, após as transformações da economia no século XIX, em
dificuldades e os insucessos durante a Guerra do razão da sua atividade de:
Paraguai.
a) empresário envolvido em atividades capitalistas
196. (CESGRANRIO) As Leis Abolicionistas, a como bancos, indústrias e estradas de ferro.
partir de 1850, podem ser consideradas como o nível b) comerciante de escravos, representando, no Rio de
político da crise geral da escravidão no Brasil, Janeiro, os principais traficantes internacionais.
porque: c) representante dos principais importadores de
produtos ingleses no Brasil.
a) a Lei Eusébio de Queiroz (1850) proibiu o tráfico d) parlamentar defensor das políticas protecionistas
quando a necessidade de escravos já era declinante, adotadas pelo Império.
face à crise da lavoura. e) produtor de café no vale do Paraíba fluminense.
b) o sucesso das experiências de parceria acelerou a
emancipação dos escravos, crescendo um mercado de 200. (CESGRANRIO) O conceito de crise utilizado
mão-de-obra livre no país. para definir as duas últimas décadas da história do
c) a Lei do Ventre Livre (1871) representou uma Império brasileiro está associado a uma
vitória expressiva do movimento abolicionista, multiplicidade de processos, dentre os quais se
tornando irreversível o fim da escravidão. destaca a:
d) as sucessivas leis emancipacionistas foram
paralelas à progressiva substituição do trabalho a) insatisfação do Partido Conservador com as
escravo por homens livres. medidas liberalizantes, da monarquia sintetizadas nas
e) a Lei Áurea, iniciativa da própria Coroa, visava a leis abolicionistas.
garantir a estabilidade e o apoio dos setores rurais ao b) retração geral da economia do país provocada pela
Império. crise da escravidão.
c) crescente militarização do regime graças ao
197. (CESGRANRIO) Na segunda metade do século fortalecimento do Exército após a Guerra do
XIX, a introdução, de forma crescente, de Paraguai.
trabalhadores livres na economia brasileira está d) grande incidência de movimentos sociais,
ligada à: incluindo desde a rebelião de escravos a greves de
operários, todos adeptos da república.
a) crise da escravidão, principalmente após o fim do e) organização dos partidos e grupos republicanos
tráfico negreiro. representativos de setores sociais insatisfeitos com a
b) restrição de diversos países europeus à imigração monarquia.
de seus excedentes nacionais.
c) forma pacífica como foi encaminhada a Abolição, 201. (ENEM) Viam-se de cima as casas acavaladas
permitindo a utilização do antigo escravo como umas pelas outras, formando ruas, contornando
trabalhador livre. praças. As chaminés principiavam a fumar,
d) acelerada criação de indústrias de base que não deslizavam as carrocinhas multicores dos padeiros; as
utilizavam trabalho escravo. vacas de leite caminhavam como seu passo vagaroso,
e) política contrária à escravidão, adotada pelo parando à porta dos fregueses, tilintando o chocalho;
governo imperial ao longo de toda a sua história. os quiosques vendiam café a homens de jaqueta e
chapéu desabado; cruzavam-se na rua os libertinos
198. (CESGRANRIO) No período da chamada "crise retardios com os operários que se levantavam para a
do império", a partir de 1870, vários fatores obrigação; ouvia-se o ruído estalado dos carros de
contribuíram para provocar a queda da monarquia, água, o rodar monótono dos bondes.
em 1889, dentre os quais se destaca o(a):

a) envolvimento continuado do Império em conflitos


externos, principalmente na região platina.
b) conflito entre o Império e a Igreja, que era
simpática às novas idéias filosóficas como o
positivismo.
c) incompatibilidade de amplos setores do Exército
com a monarquia.
d) expansão da lavoura cafeeira e da indústria,
ampliando o uso da mão-de-obra escrava.
e) posição contrária ao federalismo adotada pelos
republicanos, o que lhes garantiu o apoio das
oligarquias agrárias.

199. (CESGRANRIO) A figura de Irineu Evangelista


de Souza, Barão e Visconde de Mauá, simboliza as

www.professorclaudiomar.com.br Página 37
Extensivo/História ____________________________________
(AZEVEDO, Aluísio de. "Casa de Pensão". c) Revolução Farroupilha, no Rio Grande do Sul,
São Paulo: Martins, 1973) 1835 - 1842
d) Cabanada, no Pará
O trecho, retirado de romance escrito em 1884, e) Sabinada, na Bahia, 1837
descreve o cotidiano de uma cidade, no seguinte
contexto: 205. (FATEC) "Os reflexos da Lei do Tráfico (1850)
a) a convivência entre elementos de uma economia são transcendentes para a vida econômica do país,
agrária e os de uma economia industrial indicam o modificando, em parte, sua fisionomia. O país
início da industrialização no Brasil, no século XIX. dispunha de poucos capitais que se investiam, até
b) desde o século XVIII, a principal atividade da então, principalmente no tráfico negreiro. Proibido
economia brasileira era industrial, como se observa esse comércio, o capital que se mantém no Brasil fica
no cotidiano descrito. sem aplicação. É certo que esse capital pode ser
c) apesar de a industrialização Ter-se iniciado no conservado no comércio interno de escravos, mas a
século XIX, ela continuou a ser uma atividade pouco maior parte tem que tomar outro rumo. O espírito
desenvolvida no Brasil. empresarial pode encaminhá-lo, então, para
d) apesar da industrialização, muitos operários empreendimentos novos e úteis: abrem-se fábricas,
levantavam cedo, porque iam diariamente para o constroem-se estradas de ferro, criam-se bancos e
campo desenvolver atividades rurais. companhias de todos o tipo."
e) a vida urbana, caracterizada pelo cotidiano
apresentado no texto, ignora a industrialização Segundo o texto, os reflexos da lei de supressão do
existente na época. tráfico de escravos modificaram a fisionomia
econômica do país porque, após a lei:
202. (ENEM) O texto abaixo foi extraído de uma a) abrem-se possibilidades para o crescimento do
crônica de Machado de Assis e refere-se ao trabalho comércio interno de escravos.
de um escravo. b) instaura-se uma economia baseada no trabalho
"Um dia começou a guerra do Paraguai e durou cinco livre.
anos, João repicava e dobrava, dobrava e repicava c) desenvolve-se o interesse dos empresários
pelos mortos e pelas vitórias. Quando se decretou o estrangeiros pelo país.
ventre livre dos escravos, João é que repicou. Quando d) inicia-se um surto de novos empreendimentos
se fez a abolição completa, quem repicou foi João. industriais e comerciais.
Um dia proclamou-se a república. João repicou por e) começa um grande movimento de capitais
ela, repicara pelo Império, se o Império retornasse." estrangeiros para dentro do país.
(MACHADO, Assis de "Crônica sobre a
morte do escravo João", 1897) 206. (FATEC) O processo de recrutamento e fixação
de imigrantes, controlado pelo governo brasileiro,
A leitura do texto permite afirmar que o sineiro João: que lhes pagava o transporte e os distribuía pelas
a) por ser escravo tocava os sinos, às escondidas, diversas fazendas de café, recebeu o nome de:
quando ocorriam fatos ligados à Abolição
b) não poderia tocar os sinos pelo retorno do Império, a) imigração subvencionada.
visto que era escravo. b) sistema de colonização.
c) tocou os sinos pela República, proclamada pelos c) sistema de parceria.
abolicionistas que vieram libertá-lo. d) servidão por contrato.
d) tocava os sinos quando ocorriam fatos marcantes e) imigração assalariada.
porque era costume fazê-lo.
e) tocou os sinos pelo retorno do Império, 207. (FATEC) "O negro não só é o trabalhador dos
comemorando a volta da Princesa Isabel. campos, mas também o mecânico, não só racha a
lenha e vai buscar água, mas também, com a
203. (FAAP) A Lei Eusébio de Queirós visava, a habilidade de suas mãos, contribui para fabricar os
partir de 1850: luxos da vida civilizada. O brasileiro usa-o em todas
as ocasiões e de todos os modos possíveis..."
a) extinguir o casamento religioso (Thomaz Nelson - 1846)
b) implantar o divórcio em substituição ao desquite
c) regularizar a prática do aborto Com relação à utilização do trabalho escravo na
d) permitir legalmente a eutanásia economia brasileira do século XIX, é correto afirmar
e) extinguir o tráfico negreiro
a) com a independência de 1822, a sociedade
204. (FAAP) Luís Alves de Lima e Silva inicia-se na escravista se modificou profundamente, abrindo
tradição de "O Pacificador" ao comandar as tropas espaços para uma produção industrial voltada para o
que terminaram a: mercado interno.
b) a utilização do negro africano na economia
a) revolta dos liberais paulistas e mineiros em 1842 colonial brasileira gerou um grande conflito entre os
b) Balaiada, no Maranhão, 1838 - 1840

www.professorclaudiomar.com.br Página 38
Extensivo/História ____________________________________
vários proprietários de terras que mantinham o b) o interesse da Inglaterra na destruição do Paraguai,
monopólio de utilização do braço indígena. devido à possibilidade de concorrência na região
c) devido a sua indolência e incapacidade física, o andina.
índio brasileiro não se adaptou ao trabalho escravo. c) a invasão das terras brasileiras pelo Paraguai e o
d) a utilização de ferramentas e máquinas foi muito interesse da Inglaterra em destruir um futuro
restrita na sociedade escravista; com isso, o escravo concorrente na região platina.
negro foi o elemento principal de toda a atividade d) o interesse paraguaio nas terras brasileiras e
produtiva colonial. bolivianas para formar o Grande Paraguai, obtendo
e) a abolição da escravidão, em 1888, deve-se uma saída para o Oceano Pacífico.
principalmente à resistência dos escravos nos e) o interesse da Tríplice Aliança em restaurar a
quilombos e às idéias abolicionistas dos setores democracia e garantir aos grandes proprietários e ao
mercantis. povo paraguaio a devolução das terras tomadas na
Guerra do Charco pelo ditador Francisco Solano
208. (FATEC) "Gradativamente, a produção [de café] López.
concentrada no Vale do Paraíba entrou em
decadência. Antes da Proclamação da República, o 211. (FATEC) Sobre as relações econômicas entre a
chamado Oeste Paulista superava a região do vale Inglaterra e o Brasil, durante o II Reinado,
como grande centro produtor". particularmente após 1860, podemos afirmar:
(BORIS FAUSTO, Pequenos Ensaios de
História da República - 1889/1945) a) o Brasil, visando a fomentar nossa indústria,
adotou uma política protecionista que acabou com a
O deslocamento da produção cafeeira do Vale do importação de produtos britânicos.
Paraíba para o Oeste Paulista deveu-se, entre outros b) a Inglaterra em virtude da persistência da
fatores: escravidão, recusava-se a fornecer financiamentos à
a) ao desenvolvimento pouco adequado do sistema de nossa indústria, restringindo-os apenas à indústria
transportes. têxtil.
b) à excepcional expansão do mercado interno no c) existia uma nítida influência da Inglaterra sobre o
Oeste Paulista. Brasil durante essa fase, pois, além dos empréstimos
c) à presença da pequena propriedade como célula públicos concedidos por ela, havia também o
básica da agroexportação. predomínio das manufaturas e investimentos
d) à inexistência de mão-de-obra escrava no Oeste britânicos aqui.
Paulista. d) ocorreu um desequilíbrio da Balança de Comércio,
e) às condições geográficas do Oeste Paulista, até então altamente favorável ao Brasil, pois a
superiores às do Vale do Paraíba. Inglaterra deixou de exportar passou a importar
grande quantidade de nossos produtos.
209. (FATEC) Considere como possíveis fatores e) ocorreu uma forte crise na lavoura brasileira e na
envolvidos no movimento abolicionista os seguintes: indústria nacional, pois o governo inglês, em
I. A resistência dos escravos. represália à política protecionista aqui adotada,
II. O custo do escravo que, a partir do Bill Aberdeen restringiu o crédito ao nosso país.
(1845), aumentou, encarecendo e tornando inviável a
sua utilização. 212. (FEI) "Na historiografia referente ao binômio
III. Os abolicionistas, moderados ou radicais, que abolicionismo-imigrantismo, a noção que assume o
lutavam contra esse sistema de mão-de-obra. Oeste paulista é de importância capital. A designação
IV. Os latifundiários nordestinos, que perceberam de Oeste, quando se trata dessa etapa histórica da
que a mão-de-obra livre era mais eficiente para suas cafeicultura, tem como referência notória o Vale do
lavouras. Paraíba."
(Beiguelman, Paula, A CRISE DO
Conjugaram-se para a abolição da escravatura no ESCRAVISMO E A GRANDE IMIGRAÇÃO).
Brasil os fatores expostos em
a) I, II e III apenas. O texto acima se refere a:
b) I, II e IV apenas. a) questão da mão-de-obra na cafeicultura.
c) I e II somente. b) queda do regime monárquico.
d) I, II, III e IV. c) oposição casa-grande e senzala.
e) III e IV somente. d) êxodo de nordestinos em direção aos grandes
centros urbanos.
210. (FATEC) A Guerra do Paraguai (1864 - 1870) e) queda da produção cafeeira em conseqüência da
teve como principal motivo crise de 29.

a) o interesse brasileiro no potencial hídrico do


Paraguai, resultando na construção da hidrelétrica de
Itaipu.

www.professorclaudiomar.com.br Página 39
Extensivo/História ____________________________________
213. (FEI) "O Brasil é o café e o café é o Vale", esta e) o projeto de Luís Carlos Prestes de uma
era uma frase corriqueira no Brasil de meados do "República Sindicalista".
século XIX. O que levou à formulação dessa frase
foi: 216. (FGV) "O reino britânico, que em 1807 acabara
com o tráfico negreiro para as suas colônias nas
a) O crescimento da produção de café no vale do São Antilhas, tinha proibido o trabalho escravo em suas
Francisco, o que fez com que o Brasil se tornasse o possessões em 1833".
maior produtor mundial do produto. (ALENCAR, Francisco (et al.). "História da
b) O incremento da produção cafeeira no vale do Sociedade Brasileira")
Ribeira em São Paulo, o que alavancou a província e
sua elite ao primeiro plano de importância no período Pelo governo brasileiro, esse impacto foi sentido de
em questão. forma:
c) A grande produção cafeeira no vale do Paraíba, a) despercebida, pois o processo de abolição no
que levou à supremacia dos "barões do café" no Brasil já estava em andamento com a promulgação
período. das leis do Ventre Livre e dos Sexagenários;
d) A supremacia da oligarquia mineira na produção b) indiferente, pois não há nenhuma relação entre o
cafeeira no século XIX, notadamente a do vale do domínio britânico nas Antilhas e a realidade
Paraíba. brasileira;
e) O aumento da produção cafeeira no Oeste Paulista, c) preocupante, pois, sendo a Inglaterra a maior
o que levou o segmento oligárquico paulista a potência industrial do período, qualquer política por
controlar a política imperial. ela implementada tinha conseqüência efetivas na
condução dos negócios em todo o mundo;
214. (FGV) I. O Rio de Janeiro, capital do Império, d) preocupante, pois, mesmo considerando o processo
tinha em 1889 cerca de 520 mil habitantes, sendo o de abolição em andamento, pela lei do Ventre Livre,
maior centro urbano do país, concentrando a vida o governo brasileiro sentiu-se pressionado para
política, as diversões e um grande número de acelerar os acordos de transição da forma de trabalho
investimentos em transportes e iluminação. com os latifundiários cafeeiros;
II. As exportações brasileiras de borracha, durante a e) indiferente, pois o encaminhamento dado por José
segunda metade do século XIX, foram responsáveis Bonifácio à tramitação da lei do Ventre Livre
por mais de 50% do total das receitas obtidas pelo possuía, em linhas gerais, a essência do projeto inglês
país. para as Antilhas.
III. As indústrias brasileiras respondiam, em 1888,
por mais de 75% do total do Produto Interno Bruto do 217. (FUVEST) A extinção do tráfico negreiro, em
país. 1850
IV. A cidade de São Paulo tinha, nos anos finais do
Segundo Reinado, cerca de 65 mil habitantes, sendo a) reativou a escravização do Índio.
um pólo de atração cada vez maior de imigrantes e já b) ocasionou a queda da produção cafeeira no Oeste
experimentando altas taxas de crescimento Paulista.
populacional. c) acarretou uma crise na indústria naval.
d) acentuou a crise comercial da segunda metade do
A alternativa que reúne as duas afirmações corretas é: século XIX.
a) I e II. e) liberou capitais para outros setores da economia.
b) II e IV.
c) I e III. 218. (FUVEST) Qual dos fatores a seguir mais
d) I e IV. contribuiu para a grande expansão das lavouras de
e) II e III. café no Brasil, no período 1830-1890 ?

215. (FGV) "Será o suplício da Constituição, uma a) Impulso demográfico interno de 1800 a 1830.
falta de consciência e de escrúpulo, um verdadeiro b) Maciça transferência de capitais estrangeiros para
roubo, a naturalização do comunismo, a bancarrota o setor agrícola.
do Estado, o suicídio da Nação." c) Destruição das lavouras nas Antilhas Francesas.
d) Adoção das tarifas Alves Branco e Murtinho.
No texto anterior, o deputado brasileiro Gaspar de e) Elevação dos preços pela crescente demanda
Silveira Martins está criticando: mundial.
a) a proposta de Getúlio Vargas de reduzir a remessa
de lucros; 219. (FUVEST) Durante o Império, a economia
b) o projeto da Lei dos Sexagenários, do gabinete brasileira foi marcada por sensível dependência em
imperial de Dantas; relação à Inglaterra e a outros países europeus. Essa
c) o projeto de legalizar o casamento dos situação foi alterada em 1844 com:
homossexuais, de Marta Suplicy;
d) a proposta de dobrar o salário mínimo, de Roberto a) a substituição do livre-cambismo por medidas
Campos; protecionistas, através da Tarifa Alves Branco.

www.professorclaudiomar.com.br Página 40
Extensivo/História ____________________________________
b) a criação da Presidência do Conselho de Ministros, SOCIEDADE, de Ecléa Bosi, constituem um
que fortaleceu a aristocracia rural. documento importante para a análise
c) a aprovação da Maioridade, que intensificou as a) do processo de crescimento urbano paulista no
relações econômicas com os Estados Unidos. início do século atual, que desencadeou crises
d) a eliminação do tráfico de escravos e a constantes entre fazendeiros de café e industriais.
conseqüente liberação de capitais para novos b) da imigração européia para o Brasil, organizada
investimentos. pelos fazendeiros de café nas primeiras décadas do
e) o estabelecimento do Convênio de Taubaté com a século XX, baseada em contratos de trabalho
intervenção do Estado na economia. conhecidos como "sistema de parceria".
c) da imigração italiana, caracterizada pela
220. (FUVEST) Historicamente o primeiro passo contratação de mão-de-obra estrangeira para a
para o advento do Parlamentarismo no Brasil ocorreu lavoura cafeeira, e do posterior processo de migração
na época do Império com: e de crescimento urbano de São Paulo.
d) do percurso migratório italiano promovido pelos
a) a Constituição outorgada em 1824. governos italiano e paulista, que organizavam a
b) a criação da Presidência do Conselho de Ministros transferência de trabalhadores rurais para o setor
por D. Pedro II. manufatureiro.
c) a abdicação de D. Pedro I. e) da crise na produção cafeeira da primeira década
d) a declaração da Maioridade. do século XX, que forçou os fazendeiros paulistas a
e) a dissolução da Assembléia Constituinte em 1823. desempregar milhares de imigrantes italianos,
acelerando o processo de industrialização.
221. (FUVEST) O Bill Aberdeem, aprovado pelo
Parlamento inglês em 1845, foi: 224. (FUVEST No século XIX, a imigração européia
para o Brasil foi um processo ligado:
a) uma lei que abolia a escravidão nas colônias
inglesas do Caribe e da África. a) a uma política oficial e deliberada de povoamento,
b) uma lei que autorizava a marinha inglesa a apresar desejosa de fixar contingentes brancos em áreas
navios negreiros em qualquer parte do oceano. estratégicas e atender grupos de proprietários na
c) um tratado pelo qual o governo brasileiro obtenção de mão-de-obra.
privilegiava a importação de mercadorias britânicas. b) a uma política organizada pelos abolicionistas para
d) uma imposição legal de libertação dos rescém- substituir paulatinamente a mão-de-obra escrava das
nascidos, filhos de mãe escrava. regiões cafeeiras e evitar a escravização em novas
e) uma proibição de importação de produtos áreas de povoamento no sul do país.
brasileiros para que não concorressem com os das c) às políticas militares, estabelecidas desde D. João
colônias antilhanas. VI, para a ocupação das fronteiras do sul e para a
constituição de propriedades de criação de gado
222. (FUVEST) O descontentamento do Exército, destinadas à exportação de charque.
que culminou na Questão Militar no final do Império, d) à política do partido liberal para atrair novos
pode ser atribuído: grupos europeus para as áreas agrícolas e implantar
um meio alternativo de produção, baseado em
a) às pressões exercidas pela Igreja junto aos minifúndios.
militares para abolir a monarquia. e) à política oficial de povoamento baseada nos
b) à propaganda do militarismo sul-americano na contratos de parceria como forma de estabelecer
imprensa brasileira. mão-de-obra assalariada nas áreas de agricultura de
c) às tendências ultrademocráticas das forças subsistência e de exportação.
armadas, que desejavam conceder maior participação
política aos analfabetos. 225. (FUVEST) Há mais de um século, teve início no
d) à ambição de iniciar um programa de expansão Brasil um processo de industrialização e crescimento
imperialista na América Latina. urbano acelerado. Podemos identificar como
e) à predominância do poder civil que não prestigiava condições que favoreceram essas transformações:
os militares e lhes proibia o debate político pela
imprensa. a) a crise provocada pelo fim do tráfico de escravos
que deu início à política de imigração e liberou
223. (FUVEST) "Naquela época não tinha capitais internacionais para a instalação de indústrias.
maquinaria, meu pai trabalhava na enxada. Meu pai b) os lucros auferidos com a produção e a
era de Módena, minha mãe era de Capri e ficaram comercialização do café, que deram origem ao capital
muito tempo na roça. Depois a família veio morar para a instalação de indústrias e importação de mão-
nessa travessa da avenida Paulista; agora está tudo de-obra estrangeira.
mudado, já não entendo nada dessas ruas". c) a crise da economia açucareira do nordeste que
propiciou um intenso êxodo rural e a conseqüente
Esse trecho de um depoimento de um descendente de aplicação de capitais no setor fabril em outras regiões
imigrante, transcrito na obra MEMÓRIA E brasileiras.

www.professorclaudiomar.com.br Página 41
Extensivo/História ____________________________________
d) os capitais oriundos da exportação da borracha d) revela o desinteresse de todas as lideranças do
amazônica e da introdução de mão-de-obra exército com relação à questão da cidadania, da
assalariada nas áreas agrícolas cafeeiras. adesão popular e da participação democrática.
e) a crise da economia agrícola cafeeira, com a e) o Republicanismo brasileiro foi inspirado pelos
abolição da escravatura, ocasionando a aplicação de EUA, onde os militares desempenharam um papel
capitais estrangeiros na produção fabril. preponderante na criação do Regime Republicano.

226. (FUVEST) Nas atas dos debates parlamentares e 229. (FUVEST) Os investimentos britânicos no
nos jornais brasileiros da década de 1850, encontram- Brasil do século XIX podem ser assim
se muitas referências, positivas ou negativas, à caracterizados:
Inglaterra. Estas últimas, em geral, devem-se à
irritação provocada em setores da sociedade brasileira a) preferência pela compra de terras para o café e
por pressões exercidas pelo governo inglês para: empréstimos a particulares;
b) escolha de determinados setores para investimento,
a) diminuir gradativamente a utilização de escravos em função da disputa econômica com os Estados
na agricultura de exportação. Unidos;
b) dar ao protestantismo o mesmo status de religião c) prioridade para a área do comércio exterior, como
oficial que tinha o catolicismo. desdobramento do controle sobre a produção agrária;
c) impedir o julgamento por tribunais brasileiros de d) empréstimos ao governo imperial e investimentos
um oficial inglês que assassinou um cidadão no setor de serviços;
brasileiro. e) incentivo à indústria nascente, como decorrência
d) a extinção do tráfico de escravos, tendo seus dos lucros advindos da produção cafeeira.
objetivos sido alcançados em 1850.
e) subordinar a política externa brasileira a interesses 230. (FUVEST) Na última década do século XIX, o
Ingleses na África a na Ásia. Brasil enfrentou uma série de problemas críticos.
Entre eles é possível citar.
227. (FUVEST) Fazendo um balanço econômico do
Segundo Reinado, podemos afirmar que ele foi um a) enorme dívida externa herdada do Império e
período no qual: aumento do déficit público.
b) crise internacional que diminuiu a exportação da
a) algumas atividades ganharam importância, como a borracha e do algodão.
criação do gado no Rio Grande do Sul e as lavouras c) contratação de um altíssimo empréstimo com os
de açúcar no Nordeste. banqueiros dos Estados Unidos.
b) o Brasil deixou de ser um país essencialmente d) instabilidade social gerada por uma série de greves
agrário, ingressando na era da industrialização. operárias e movimentos no campo.
c) a Amazônia passou a ter um grande destaque com e) alta inflação, índices econômicos negativos e
o "boom", desde 1830, da produção da borracha. desemprego crescente.
d) ocorreram grandes transformações econômicas
com as quais o centro-sul ganhou projeção em 231. (FUVEST-GV) Partindo do Rio de Janeiro, a
detrimento do nordeste. cultura do café expandiu-se:
e) as diversas regiões brasileiras tiveram um
crescimento econômico constante, uniforme e a) pelo litoral rumo à região açucareira de Campos e,
progressivamente integrado. transpondo a serra do mar, pelo Vale do São
Francisco.
228. (FUVEST) Quintino Bocaiúva, pouco antes da b) pelas serras do Rio de Janeiro, Sul de Minas, Vale
proclamação da República, disse: do Paraíba e Oeste Paulista.
"Sem a força armada ao nosso lado, qualquer c) pelo litoral sul de São Paulo, Vale do Ribeira e
agitação de rua seria não só um ato de loucura... mas Vale do Paranapanema.
principalmente uma derrota de rua antecipada." d) pelo litoral fluminense e espírito-santense rumo à
Bahia.
A propósito da participação dos militares na e) nas áreas de colonização européia do Vale do Itajaí
Proclamação da República, pode-se afirmar que: e da serra gaúcha.
a) o Republicanismo era um movimento uniforme,
articulado em torno de proposições como a de uma 232. (FUVEST-GV) O lema "Ordem e Progresso"
aliança sólida e permanente com os militares. inscrito na bandeira do Brasil, associa-se aos:
b) Silva Jardim e Benjamim Constant eram
partidários de uma revolução popular, apoiada pelos a) monarquistas.
militares, visando universalizar a cidadania. b) abolicionistas.
c) a pluralidade de propostas políticas e sociais c) positivistas.
existente se traduzia em divergências variadas, como d) regressistas.
o papel dos militares na eclosão do movimento. e) socialistas.

www.professorclaudiomar.com.br Página 42
Extensivo/História ____________________________________
233. (MACKENZIE) Sobre o parlamentarismo e) aproximou da Monarquia importantes líderes como
praticado durante quase todo o Segundo Reinado e a Benjamin Constant, José Bonifácio e Aristides da
atuação dos partidos Liberal e Conservador, podemos Silveira Lobo.
afirmar que:
236. (MACKENZIE) Em relação ao Segundo
a) ambos colaboraram para suprimir qualquer fraude Reinado e à economia, cafeeira, é incorreto afirmar
nas eleições e faziam forte oposição ao centralismo que:
imperial.
b) as divergências entre ambos impediram períodos a) o cultivo do café tornou-se o estabilizador da
de conciliação, gerando acentuada instabilidade no economia do império, reforçando o sistema de
sistema parlamentar. dominação dos senhores rurais.
c) organizado de baixo para cima, o parlamentarismo b) a decretação do Bill Aberdeen ampliou o mercado
brasileiro chocou-se com os partidos Liberal e consumidor de café no oeste paulista e região do Vale
Conservador de composição elitista. do Paraíba, consolidando o escravismo.
d) Liberal e Conservador, sem diferenças ideológicas c) de 1830 a 1880, quase toda a energia econômica
significativas, alternavam-se no poder, sustentando o voltou-se para o cultivo do café no mercado
parlamentarismo de fachada, manipulado pelo consumidor, que expandia-se consideravelmente.
imperador. d) as estradas de ferro foram aparecendo em
e) os partidos tinham sólidas bases populares e o decorrência do aumento das regiões cultivadas e
parlamentarismo seguia e praticava rigidamente o necessidade de solucionar a questão dos transportes.
modelo inglês. e) a solução para a falta de mão-de-obra cafeeira após
1850 apoiou-se no incentivo à imigração, cujas
234. (MACKENZIE) Segundo o historiador Bóris primeiras iniciativas estão ligadas à firma Vergueiro
Fausto, o fim do regime monárquico resultou de uma & Cia.
série de fatores de diferentes relevâncias, destacando-
se: 237. (MACKENZIE) "Aqueles que estão bem na
Itália, como vocês meus filhos, não devem deixá-la,
a) unicamente o xenofobismo despertado pelo Conde digo-lhes isto como pai (...) não acreditem naqueles
d'Eu, nos meios nacionalistas. que falam bem da América (...) é preferível estar
b) a disputa entre a Igreja e o Estado, sem dúvida, o numa prisão na Itália do que numa fazenda aqui."
fator prioritário na queda do regime. (Zuleika Alvim, BRAVA GENTE)
c) a maior força política da época: os barões
fluminenses, defensores da Abolição. O trecho da carta de um imigrante revela como era
d) a aliança entre exército e burguesia cafeeira que, difícil "fazer a América" no Brasil, porque:
além da derrubada da monarquia, constituíram uma a) com o declínio da produção cafeeira, o imigrante
base social estável para o novo regime. desempregado vivia em péssima situação social.
e) a doutrina positivista, defendida pelas elites e que b) dívidas, maus-tratos, isolamento e a Lei de Terras
se opunha a um executivo forte e reformista. tornaram quase impossível o acesso à terra e
prosperidade.
235. (MACKENZIE "A Princesa Imperial Regente, c) o choque cultural e dificuldades climáticas
em nome de sua Majestade o Imperador, o Senhor inviabilizaram a imigração.
Dom Pedro II, faz saber a todos os súditos do Império d) a falta de uma experiência capitalista anterior pelos
que a Assembléia Geral decretou e Ela sancionou a imigrantes impedia a formação de uma poupança.
lei seguinte: e) a propaganda feita pelo governo e agenciadores era
Art. 1º. - “É declarada extinta desde a data desta lei a correta e cumpria as promessas feitas, mas a
escravidão no Brasil.” qualidade da mão-de-obra era precária.
(COLEÇÃO DE LEIS - DAS LEIS DO IMPÉRIO
DO BRASIL - IMPRENSA NACIONAL)

Com relação à lei anterior, é correto afirmar que:


a) atendeu aos interesses dos fazendeiros de café do
Vale do Paraíba e senhores de engenho do Nordeste.
b) a Lei Áurea solapou o poder econômico e político
de setores da elite agrária que se vinculavam ao
Império.
c) o mercado de trabalho absorveu esta mão-de-obra
nas indústrias em expansão, carentes de
trabalhadores.
d) se desvinculou das Leis do Ventre Livre e do
Sexagenário, atrelando-se aos interesses da oligarquia
monocultora.

www.professorclaudiomar.com.br Página 43
Extensivo/História ____________________________________
238. (MACKENZIE) Sobre o contexto histórico 241. (MACKENZIE) Em 1848, os ventos
responsável pela proclamação da República NÃO se revolucionários europeus chegavam a Pernambuco,
inclui: onde a realidade social era marcada pelo latifúndio,
opressão dos Cavalcanti, miséria e concentração de
a) a insatisfação dos setores escravocratas com o poder político. Mobilizadas as massas urbanas sob o
governo monárquico após a Lei Áurea. comando de Pedro Ivo, explodia o último grito liberal
b) a ascensão do exército após a Guerra do Paraguai, do império.
passando a exigir um papel na vida política do país.
c) a perda de prestígio do governo imperial junto ao O movimento descrito ficou conhecido como:
clero, após a questão religiosa. a) Sabinada.
d) a oposição de grupos médios urbanos e fazendeiros b) Cabanagem.
do oeste paulista, defensores de maior autonomia c) Farroupilha.
administrativa. d) Balaiada.
e) o alto grau de consciência e participação das e) Praieira.
massas urbanas em todo o processo da proclamação
da República. 242. (MACKENZIE) Guerra do Paraguai,
239. (MACKENZIE) Contribuíram decisivamente modernização e politização do exército e queda da
para o surto industrial de meados do século XIX, Monarquia são fatos diretamente relacionados, já
conhecido como "Era Mauá". que:

a) A sólida política industrial implantada pelo a) o exército identificava-se com o elitismo do


governo monárquico. governo imperial, enquanto a marinha compunha-se
b) A extinção do tráfico negreiro que liberou capitais, basicamente de classes populares e médias, contrárias
bem como a Tarifa Alves Branco e os lucros obtidos à monarquia.
com o café. b) vitorioso na guerra, o exército adquiriu consciência
c) O crescimento do mercado interno, devido à bem política, transformando-se num instrumento de defesa
sucedida política imigratória criada pelo Sistema de da abolição e do republicanismo.
Parceria. c) a derrota na guerra e o endividamento do país
d) O apoio da elite agrária, grande incentivadora das fortaleceram a oposição militar ao regime imperial.
atividades industriais. d) embora sem vínculos com idéias positivistas, o
e) O desenvolvimento tecnológico, a qualidade da exército aproximou-se dos republicanos radicais.
mão-de-obra e a Tarifa Silva Ferraz. e) para combater os interesses das camadas médias
que apoiavam o governo monárquico, o exército
240. (MACKENZIE) O Golpe da Maioridade que desfechou o golpe de 15 de novembro.
colocou Pedro II no trono em 1840 representou:
243. (MACKENZIE) Leia atentamente as afirmativas
a) a vitória dos liberais que retornaram ao governo, a seguir:
convidados para formar o primeiro ministério do I. No final de 1886, abolicionistas conseguiram uma
Segundo Reinado. vitória significativa, isto é, foi revogado o uso do
b) a ascensão dos conservadores afastados do poder açoite como castigo para escravos indisciplinados.
desde o Avanço Liberal. Tal fato encorajou os escravos à fuga e à luta pela sua
c) o enfraquecimento do regime monárquico e o liberdade.
crescimento do republicanismo. II. Abolicionistas moderados e radicais intensificaram
d) o declínio da aristocracia rural já que o novo a campanha pelo fim da escravidão, que, afinal, a 13
governo não apoiava a manutenção de seus de maio de 1888, extinguia o escravismo, prevendo,
privilégios. contudo, indenizações do Estado aos proprietários.
e) o fortalecimento da democracia, fato comprovado III. As leis do Ventre-livre e do Sexagenário
na primeira eleição do Segundo Reinado, a "eleição solucionaram a questão da escravidão e abriram
do cacete". caminho para a efetiva integração do negro na
sociedade, evitando sua marginalidade.
IV. A escravidão era muito mais uma questão política
do que econômica, visto que o Parlamento era
composto por latifundiários e escravistas, que seriam
prejudicados pela abolição.

Responda:
a) se somente I e IV forem corretas.
b) se somente II e III forem corretas.
c) se somente I, III e IV forem corretas.
d) se todas forem corretas.
e) se todas forem incorretas.

www.professorclaudiomar.com.br Página 44
Extensivo/História ____________________________________
244. (MACKENZIE) "A vontade popular, passiva e 247. (MACKENZIE) Assinale a alternativa correta,
dominada, adaptava-se à ordem do pensamento do relativa às conseqüências da extinção do tráfico
estamento burocrático, cuja cúpula dirigente era o escravo para a economia e sociedade brasileiras no
Poder Moderador Segundo Reinado.
(...) A intervenção do poder pessoal mostrava-se
franca e direta, como um golpe de Estado, ou a) Os liberais romperam politicamente com os
dissimulada e sub-reptícia (...). A hábil alternação dos conservadores, invialibilizando o Ministério da
partidos no governo enfraquecia o azedume das Conciliação.
quedas." b) A escravidão se consolidava internamente, não
Raymundo Faoro perdia legitimidade e nem seria substituída pelo
trabalho livre.
O texto retrata um período histórico e suas c) O tráfico escravo interno era também proibido,
características. Assinale-o. forçando-se a entrada de imigrantes.
a) Período Joanino e a transferência do Estado d) A transferência de capitais do tráfico escravo para
Metropolitano para o Brasil. indústria e comércio e o desenvolvimento de um
b) A fase regencial e as lutas políticas internas. mercado de trabalho.
c) A República Velha e sua estrutura oligárquica. e) A aprovação da Lei de Terras, que facilitou o
d) O Segundo Reinado e o Parlamentarismo às acesso a terras públicas para posseiros e imigrantes.
avessas.
e) O Estado Novo e a Constituição de 1937. 248. (MACKENZIE) "Os colonos queixavam-se de
que se lhes atribuíam para cultivo os piores cafeeiros,
245. (MACKENZIE) A abolição do tráfico escravo, do peso insuportável das dívidas, dos juros que lhes
por pressão inglesa em 1850, resultou em várias cobravam, da precariedade das casas, da fraude nos
alterações no quadro da economia imperial, pesos e medidas e na contabilidade etc".
EXCETO: (João M. Cardoso de Mello - "O Capitalismo tardio").

a) a transferência de capitais do tráfico para as O texto refere-se à política imigratória conhecida por:
atividades industriais. a) sistema de parceria do Senador Vergueiro.
b) a Lei de Terras, que dificultava o acesso à b) imigração subvencionada, no período regencial.
propriedade da terra para imigrantes pobres e c) imigração de suíços, no governo Joanino.
posseiros. d) fixação de mercenários alemães após a Guerra
c) o desenvolvimento da imigração como alternativa Cisplatina, no Rio Grande do Sul.
de mão-de-obra. e) imigração asiática no início do século XX.
d) o crescimento do tráfico escravo interno,
largamente utilizado pelos fazendeiros do centro-sul. 249. (MACKENZIE) I. O parlamentarismo às
e) o acesso democrático às terras públicas, a redução avessas consolidou o revezamento dos partidos no
das atividades econômicas e o retrocesso no processo poder e as eleições fraudulentas.
de modernização do país. II. O imperador apresentava-se à opinião pública
como uma figura neutra, pois aparentemente não era
246. (MACKENZIE) O crescimento do movimento responsável pela escolha do ministério e nem pela
republicano, em fins do século XIX, foi favorecido: composição da Câmara.
III. O parlamentarismo brasileiro seguia rigidamente
a) pela unidade dos líderes republicanos, que o modelo europeu, sendo o poder de governar
defendiam a tomada do poder através da revolução. atribuição do chefe de governo e não do chefe de
b) pela colaboração da Guarda Negra, que protegia os Estado.
comícios republicanos. IV. O poder moderador contribuiu para que o
c) pelo aparecimento de novos segmentos sociais parlamentarismo brasileiro fosse autônomo e sem a
adeptos de idéias como o positivismo e federalismo e ingerência do imperador.
pela insatisfação de áreas economicamente ativas,
com menor expressão política. Relativamente às afirmações anteriores, referentes ao
d) pelo apoio maciço dos velhos militares, inimigos Parlamentarismo no Brasil durante o Segundo
de longa data do regime monárquico. Reinado, podemos afirmar que:
e) pela derrota brasileira na Guerra do Paraguai, em a) somente I e III são corretas.
virtude da queda do gabinete liberal de Zacarias de b) somente I e II são corretas.
Góis. c) somente III e IV são corretas.
d) todas são corretas.
e) todas são incorretas.

www.professorclaudiomar.com.br Página 45
Extensivo/História ____________________________________
250. (MACKENZIE) Quem viver em Pernambuco 252. (Mackenzie) A figura de D. Pedro II, que de
Há de estar enganado órfão da nação se transformou em rei majestático, de
Que ou há de ser Cavalcanti imperador tropical e mecenas do movimento
Ou há de ser cavalgado romântico vira rei-cidadão, para finalmente
(quadra popular) imortalizar-se no mártir exilado e em um mito depois
da morte.
A quadra acima lembra uma das causas da Revolução ("As Barbas do Imperador" - Lilia M. Schwarcz)
Praieira de 1848, em Pernambuco. Identifique-a nas
alternativas abaixo. O texto descreve o imperador tropical, Pedro II, que
a) A contestação dos tratados comerciais e a governou o país por meio século, atuando como
concorrência do charque estrangeiro com a produção grande fator catalisador e mobilizador das forças
local. sociais, preservando, com seu governo, sobretudo:
b) A concentração de terras e poder político nas mãos a) o poder das elites agrárias e a unidade territorial do
de famílias oligárquicas. país.
c) O monopólio comercial em Recife estava em mãos b) a democracia liberal segundo os modelos europeus
de comerciantes ingleses. da época.
d) A oposição do Partido da Praia às idéias socialistas c) a idéia da modernização da nação através do apoio
utópicas e causas populares. do governo ao desenvolvimento industrial e uma
e) A ascensão de um governo liberal na Província de política protecionista.
Pernambuco, favorável à extinção da escravidão. d) O equilíbrio social e a distribuição de renda,
através de políticas públicas para reduzir a exclusão.
251. (MACKENZIE) Considere as afirmativas e) as boas relações com os países platinos,
abaixo, sobre os objetivos da Política Externa privilegiando as soluções diplomáticas nos conflitos.
Brasileira, na região platina, durante o segundo
Reinado. 253. (PUC-RIO) Sobre a religiosidade e a Igreja
I. Visava impedir a restauração do Vice-Reinado do Católica no século XIX, no Brasil, é correto afirmar
Prata, fato que ampliava a soberania da Argentina na que:
região.
II. Defendia a não intervenção nas questões platinas a) Segundo as leis do Império, ao Imperador cabia o
para manter o relacionamento amistoso com o direito do padroado, nomeando bispos e outros
Paraguai e Uruguai, seus aliados. titulares de cargos eclesiásticos no Brasil e, desta
III. Procurava garantir a livre navegação para forma, subordinando a hierarquia da Igreja ao poder
preservar a comunicação e escoamento de produtos imperial.
das províncias do Paraná, Santa Catarina e Mato b) A Constituição de 1824 estabelecia a "Região
Grosso. Católica Apostólica Romana" como "Religião do
IV. Apoiava a reunificação dos Estados Platinos para Império", e, assim, proibia, terminantemente, o culto
evitar o imperialismo inglês na região. de todas as outras religiões.
Assinale: c) A quase totalidade da população brasileira era
a) se I, II e III forem corretas católica e utilizava o espaço das igrejas para praticar
b) se I e III forem corretas a religião. O episódio de Canudos, ao final do século,
c) se II e IV forem corretas representando um desvio nos cânones da Igreja pelos
d) se todas forem corretas seguidores de Conselheiro, configurou uma exceção.
e) se todas forem erradas d) A união entre Igreja e Estado nem sempre se
realizou de forma harmônica. A "Questão religiosa",
em fins do Império, expressou a insatisfação de
alguns bispos perante a proibição do Imperador ao
livre funcionamento das lojas maçônicas.
e) Enquanto algumas ordens religiosas, como a dos
beneditinos e a dos carmelitas, estabeleceram-se
livremente, no Brasil, outras, como a dos jesuítas e a
dos franciscanos foram proibidas de construir igrejas
e mosteiros.

www.professorclaudiomar.com.br Página 46
Extensivo/História ____________________________________
254. (PUC-RIO) "A raça ariana, reunindo-se, aqui, a
duas outras totalmente diversas, contribuiu para a 256. (PUCCAMP) "Neste país, que se pressupõe
formação de uma sub-raça mestiça e crioula, distinta constitucional, e onde só deverão ter ação poderes
da européia. Não vem ao caso discutir se isto é um delegados, responsáveis, acontece, por defeito do
bem ou um mal; é um fato e basta." sistema, que só há um poder ativo, onímodo,
(Sílvio Romero, HISTÓRIA DA LITERATURA,) onipotente, perpétuo, superior à lei e a opinião, e esse
é justamente o poder sagrado, inviolável e
Nos anos que antecederam a abolição da escravidão irresponsável."
no Brasil e nas décadas que a sucederam, houve uma "O privilégio, em todas as relações com a sociedade -
longa controvérsia, expressa em polêmicas, discursos tal é, em síntese, a fórmula social e política de nosso
e livros, acerca do caráter racial brasileiro. Acerca país - (...), isto é, todas as distinções arbitrárias e
desta questão, analise as afirmativas a seguir: odiosas que criam no seio da sociedade civil e
I. As teses sobre a inferioridade da "raça africana", política a monstruosa superioridade de um sobre
aliada ao sentimento da sua incapacidade para o todos ou de alguns sobre muitos..."
trabalho livre e auto-estimulado, reforçaram a opção
dos cafeicultores paulistas pela imigração européia. Às idéias do texto pode-se associar, na evolução
II. O argumento de "que a raça chinesa abastarda e política brasileira,
faz degenerar a nossa" objetivou impedir a imigração a) a crítica dos republicanos ao centralismo
de chineses - os "coolies" - para substituir a mão de monárquico.
obra escrava. b) o desabafo da elite contra os defensores da
III. Vários homens de ciência, após a Abolição, democracia.
defenderam que somente a fusão dos grupos étnicos c) o temor dos abolicionistas com os ideais
poderia aprimorar o homem brasileiro, ao propiciar o republicanos.
seu branqueamento. d) as aspirações partidárias das camadas populares
IV. Ao longo da década de 20, mas principalmente na urbanas.
seguinte, o homem nacional mestiço foi valorizado, e) os ideais de liberdade da nobreza ligada ao
sendo inclusive o argumento para a lei da imperador.
nacionalização do trabalho, de 1931, obrigando todas
as empresas urbanas a empregar, pelo menos, 2/3 de 257. (PUCCAMP) Considere os itens a seguir:
mão de obra nacional. I. Abolição do tráfico como golpe à hegemonia dos
"senhores de engenho" e dos "barões do café".
Assinale a alternativa que contêm as afirmativas II. Apoio da pequena burguesia urbana à escravidão e
corretas: à monarquia.
a) somente I, II e III. III. Término da Guerra do Paraguai e a ampliação e
b) somente I, III e IV. reorganização do Exército.
c) somente II, III e IV. IV. Aliança entre a monarquia e a Igreja.
d) somente I, II e IV. V. Oposição dos cafeicultores paulistas ao
e) todas as alternativas estão corretas. centralismo e a defesa do federalismo.

255. (PUCCAMP) Considere as seguintes O período compreendido entre 1870 e 1889 assinala,
afirmações: no Brasil, o "declínio" do Império. Os fatores, dentre
I. O sistema de parceria foi a forma de contratação de outros, responsáveis por esse declínio podem ser
mão-de-obra que conseguiu solucionar identificados em APENAS
definitivamente o problema da cafeicultura. a) I, II e IV
II. Nos centros cafeicultores havia enormes b) I, III e IV
dificuldades para a implantação de núcleos de c) I, III e V
colonização. d) II, III e V
III. As principais regiões receptoras da imigração e) II, IV e V
foram o Nordeste e o Vale do Paraíba.
IV. O progresso do trabalho livre foi em grande parte 258. (PUCCAMP) "... a exploração agrícola pelo
condicionado pela decadência do regime servil. método (...) repousa na divisão do produto da colheita
V. A eliminação do trabalho escravo tornava-se um entre o proprietário da terra e o lavrador que nela
imperativo da modernização e consolidação trabalha. O primeiro entra com o capital, (...) e o
capitalista do país. segundo com o seu trabalho..."

Em relação ao processo de imigração ocorrido no No contexto socioeconômico brasileiro, o método a


Brasil em fins do século XIX é correto somente: que o texto se refere identifica-se com:
a) I, III e V a) a parceria e o café.
b) II, III e IV b) a meação e o tabaco.
c) II, IV e V c) o escravo e o açúcar.
d) I, II, III, IV
e) I, II, IV e V

www.professorclaudiomar.com.br Página 47
Extensivo/História ____________________________________
d) a servidão e o cacau. d) teve início no Brasil como exigência dos
e) o assalariado e o algodão. fisiocratas, para o desenvolvimento do mercado
interno e da atividade manufatureira, considerada
259. (PUCCAMP) A famosa Lei Áurea aboliu como a única fonte produtora de riqueza.
definitivamente a escravidão no Brasil. Apesar disso, e) resultou na abolição do tráfico negreiro, graças à
a situação dos negros após aquela Lei caracterizou-se nova política alfandegária formulada por Alves
Branco, que sobretaxou o ingresso de escravos,
a) pela marginalização da massa de ex-escravos, com tornando o seu valor comercial excessivamente
o conseqüente aparecimento de áreas miseráveis, nas elevado.
cidades, para onde parte dela se dirigiu, ou a
manutenção das suas precárias condições de vida no 262. (PUCCAMP) Do final do século XIX ao início
campo, onde muitos preferiam permanecer. do século XX assistiu-se à chegada e fixação dos
b) pelo fortalecimento político da Monarquia, que imigrantes no Brasil, favorecendo a implantação e
manteve o apoio do Grupo parlamentar que expansão do trabalho assalariado no país. A mão-de-
representava os interesses do Vale do Paraíba, agora obra livre
indiferentes à questão republicana.
c) pela tentativa de superar o impasse político com a a) foi a saída emergencial buscada pelas elites
formação do Gabinete da Conciliação, reunindo agrárias que se sentiram ameaçadas com o caráter
liberais e conservadores. radical das leis abolicionistas.
d) pelo início da fase das questões militar, eleitoral, b) inspirou-se no sucesso das experiências de
religiosa, sucessória e das guerras externas. colonização européia realizadas na fazenda Ibicaba,
e) pela crise econômica que favorece a queda do com o sistema de parceria.
Império, pois as relações escravistas ainda c) do imigrante era preferida em razão da natural
predominavam nas áreas produtoras mais superioridade física e cultural do trabalhador branco
importantes. sobre o negro.
d) atendia à necessidade de alargamento de mercado
260. (PUCCAMP) As Leis Abolicionistas, a partir de consumidor que a produção industrial exigia, sendo a
1850, podem ser consideradas como o nível político escravidão um grande entrave naquela fase do
da crise geral da escravidão no Brasil, porque capitalismo.
e) sempre foi incentivada na cafeicultura, dando os
a) a Lei Eusébio de Queirós (1850) proibiu o tráfico fazendeiros melhores condições de moradia,
quando a necessidade de escravos já era declinante, alimentação e tratamento, aos imigrantes.
face à crise da lavoura.
b) a experiência de parcerias acelerou a emancipação 263. (PUCMG) São argumentos contra a
dos escravos, crescendo um mercado de mão-de-obra permanência da escravidão que já estavam contidos
livre no país. no pensamento anti-escravista desde a primeira
c) a Lei do Ventre Livre (1871) representou uma metade do século XIX no Brasil, EXCETO:
vitória expressiva do movimento abolicionista,
tornando irreversível o fim da escravidão. a) aviltamento do trabalho escravo, levando à
d) a Lei Áurea assinada pela Princesa Isabel, visava a desordem social.
garantir a estabilidade e o apoio dos setores rurais ao b) incompatibilidade da escravidão com a moral
Império. cristã.
e) as leis emancipacionistas ocorreram paralelamente c) desagregação da sociedade, devido à perversão dos
à progressiva substituição do trabalho escravo por costumes.
homens livres. d) caráter anti-econômico do escravismo.
e) preocupação com a integração do negro na
261. (PUCCAMP) A respeito da política antitráfico sociedade.
negreiro, enquanto processo de transição para o
trabalho livre no Brasil, pode-se afirmar que 264. (PUCMG) É correto afirmar que estavam
presentes no imaginário social de abolicionistas e
a) desenvolveu-se após as exigências apresentadas intelectuais do século XIX no Brasil, EXCETO:
por Talleyrand, no Congresso de Viena, para a
instituição do Reino do Brasil. a) o medo do negro, visto como elemento instável e
b) teve início a partir de exigências externas, com a perigoso.
assinatura dos Tratados de 1810 entre Portugal e b) a exaltação do imigrante, instaurador do tempo do
Inglaterra e, após o "Bill Aberdeen", culminou com a progresso.
aprovação das Leis Eusébio de Queiróz e Nabuco de c) a idéia de cidadania, englobando os setores sociais
Araújo. marginalizados.
c) introduziu-se no Brasil como tese econômica d) a tendência do trabalhador nacional para a
defendida pelo romantismo revolucionário ou liberal, vadiagem e o crime.
que se fundamentava em princípios humanitários e) a incapacidade do negro para o trabalho livre por
defendidos por Alves Branco e Castro Alves. pertencer à raça inferior.

www.professorclaudiomar.com.br Página 48
Extensivo/História ____________________________________
268. (PUCPR) Durante o segundo Reinado (1840-
265. (PUCMG) No Brasil, D. Pedro II, durante o 1889) ocorreu a transição do trabalhado escravo
Segundo Reinado, manteve uma estrutura negro nos cafezais paulistas para a mão-de-obra do
burocrático-administrativa muito centralizada, pois, imigrante europeu, que inicialmente formou o
EXCETO: sistema de parceria.

a) os juízes de paz, eleitos localmente, tiveram parte Sobre o tema é correto afirmar:
de seu poder absorvido pelos delegados de polícia I. A origem do sistema ocorreu com o Senador
nomeados pelo ministério da Justiça. Vergueiro, que mandou trazer 80 famílias alemãs
b) as despesas provinciais estavam incluídas no para sua fazenda em Ibicaba.
orçamento geral do Império, ficando o Presidente de II. Em decorrência da exploração dos imigrantes
Província com as suas funções limitadas. alemães, a Prússia e depois o Império Alemão
c) os senadores e deputados das províncias eram proibiram a vinda de novos imigrantes, fazendo-o o
nomeados pelo Imperador através do Poder Segundo Reich pelo "Rescrito de Heydt".
Moderador, limitando assim a sua atuação. III. A denúncia dos maus tratos aos imigrantes
d) a arrecadação de impostos estava diretamente alemães e da redução dos mesmos a um regime de
submetida ao arbítrio central, impossibilitando que as semi-escravidão foi feita principalmente pela obra
províncias pudessem executar uma política fiscal "Memórias de um Colono no Brasil", do suíço
própria. Thomaz Davatz.
e) as Assembléias Provinciais possuíam pequeno
poder efetivo considerando a rigidez da estrutura Está correta ou estão corretas:
burocrática do governo imperial. a) I, II e III.
b) Apenas II e III.
266. (PUCMG Após a promulgação da Lei Áurea, em c) Apenas I e II.
treze de maio de 1888, a Confederação Abolicionista d) Apenas I.
não foi extinta, mantendo mobilizados alguns de seus e) Apenas I e III.
principais integrantes. Essa atitude demonstra:
269. (PUCRS) Dos fatores abaixo, aquele que teve
a) O esforço realizado pelo poder público no sentido forte influência na queda do Império brasileiro foi a
de amparar os ex-escravos, propiciando-lhes
oportunidades e assistência econômica. a) invasão francesa no Rio de Janeiro, com a
b) A consciência que alguns abolicionistas tinham da fundação da França Antártica, o que desestabilizou o
necessidade de se garantir a efetiva integração dos governo de Dom Pedro II.
libertos, através de certas reformas básicas. b) concorrência do açúcar antilhano, o que abalou a
c) O grau de articulação da população negra, que se base econômica nacional, levando a uma crise
manteve organizada, resgatando sua cidadania através econômica generalizada no país.
do reconhecimento de seus direitos políticos. c) crise do escravismo, o qual se constituía na base
d) A luta desencadeada pela sociedade civil, visando produtiva do Império, levando a uma crise econômica
assegurar o pagamento da indenização aos antigos e à perda do apoio político dos cafeicultores.
proprietários de escravos pelo Estado. d) Revolução Farroupilha, que levou à fragmentação
e) O interesse inglês no que se referia à abolição da política do país e a uma conseqüente crise
escravidão, vislumbrando a possibilidade de econômica, o que desestabilizou completamente o
ampliação do mercado para seus produtos. regime monárquico.
e) Guerra do Paraguai, visto que, com o acordo
267. (PUCPR) A causa da grande semelhança entre celebrado com a Tríplice Aliança, o governo
os programas dos Partidos Liberal e Conservador, monárquico perdeu o apoio político dos cafeicultores
durante o Segundo Reinado (1840 -1889) tem origem e de setores descontentes do Exército.
no(na):
270. (PUCRS) Responder à questão com base nas
a) Claro desejo das duas facções de extinguir a afirmativas abaixo, sobre o movimento abolicionista
vitaliciedade do Senado. no Brasil, na segunda metade do século XIX.
b) Despreparo intelectual dos componentes dos dois I. A campanha abolicionista reforçava-se pela pressão
partidos, antes fidalgos rústicos do que cavalheiros. antiescravista internacional e pelo fato de o Brasil ser
c) Fato de que seus componentes representavam a o último país independente a manter a escravidão
classe dominante na vida política e na sociedade após 1865.
brasileira: a dos grandes proprietários rurais. II. O movimento abolicionista tinha a participação de
d) Ação do Poder Moderador, muito poderoso, ao setores agrários não-vinculados à escravidão e das
qual procuravam agradar com as mesmas estratégias. camadas médias urbanas: intelectuais, profissionais
e) Desejo de maior autonomia às Províncias, uma vez liberais e estudantes universitários.
que levavam em conta as heterogeneidades III. Importantes setores do abolicionismo viam a
geográficas do Brasil. necessidade de serem criados meios de integração

www.professorclaudiomar.com.br Página 49
Extensivo/História ____________________________________
dos negros à sociedade na condição de trabalhadores hegemônicos -, como bem exemplificados na questão
assalariados após a abolição. da Abolição.
c) cenário de várias revoltas de caráter regionalista -
Pela análise das afirmativas, conclui-se que entre elas a Farroupilha e a Cabanagem - devido à
a) apenas a I está correta. incapacidade do governo imperial controlar,
b) apenas a III está correta. conforme mencionado na citação, as províncias e
c) apenas a I e a II estão corretas. regiões mais distantes da capital.
d) apenas a II e a III estão corretas. d) universo de plena difusão das idéias liberais, o que
e) a I, a II e a III estão corretas. implicou uma aceitação por parte do Imperador da
diminuição de seus poderes, conformando a situação
271. (PUCRS) O processo de urbanização e apontada na citação e oferecendo condições para a
modernização no contexto __________ caracterizou- proclamação da República.
se pelo aumento populacional, relacionado e) teatro para a plena manifestação do poder
principalmente ao movimento __________, e pelo moderador que, desde a Constituição de 1824,
reinvestimento de capitais oriundos __________, que permitia amplas possibilidades de intervenção
permitiram dotar as cidades do Rio de Janeiro e São políticas para o Imperador - daí a idéia de
Paulo de novos serviços de transporte (ferrovias e centralização da citação - e que foi usado, no
bondes de tração animal), de iluminação (a gás) e de Segundo Reinado, para encerrar os conflitos entre
comunicação (telégrafo, telefone). liberais e socialistas.

a) da Primeira República - de êxodo rural - do 273. (PUCSP) "É particularmente no Oeste da


comércio província de São Paulo - o Oeste de 1840, não o de
b) do Segundo Reinado - de imigração - da 1940 - que os cafezais adquirem seu caráter próprio,
cafeicultura emancipando-se das formas de exploração agrária
c) do Primeiro Reinado - de imigração - da estereotipadas desde os tempos coloniais no modelo
industrialização clássico da lavoura canavieira e do 'engenho' de
d) da Primeira República - de abolição - do comércio açúcar".
e) do Primeiro Reinado - de abolição - da cafeicultura (Buarque de Holanda, S. "Raízes do Brasil", Rio de
Janeiro, José Olympio, 1987 [19• edição], p. 129.)
272. (PUCSP) "A enorme visibilidade do poder era
sem dúvida em parte devida à própria monarquia com De acordo com o autor,
suas pompas, seus rituais, com o carisma da figura a) o caráter próprio dos cafezais do Oeste de 1840,
real. Mas era também fruto da centralização política pode ser identificado, por exemplo, pela utilização de
do Estado. Havia quase unanimidade de opinião mão-de-obra predominantemente escrava, ao
sobre o poder do Estado como sendo excessivo e contrário da mão-de-obra assalariada utilizada nos
opressor ou, pelo menos, inibidor da iniciativa engenhos.
pessoal, da liberdade individual. Mas (...) este poder b) a diferenciação entre o Oeste de 1840 e o Oeste de
era em boa parte ilusório. A burocracia do Estado era 1940 refere-se ao fato de o primeiro ser uma região
macrocefálica: tinha cabeça grande mas braços muito de produção cafeeira e o segundo, uma região de
curtos. Agigantava-se na corte mas não alcançava as concentração de engenhos de açúcar.
municipalidades e mal atingia as províncias. (...) Daí c) o modelo clássico da lavoura canavieira e do
a observação de que, apesar de suas limitações no que 'engenho' de açúcar significa, em geral, um apego
se referia à formulação e implementação de políticas, grande do senhor de engenho à rotina rural, ao
o governo passava a imagem do todo-poderoso, era contrário da maior abertura dos cafezais do Oeste de
visto como o responsável por todo o bem e todo o 1840 à influência urbana.
mal do Império." d) a diferenciação entre o caráter próprio dos cafezais
Carvalho, J. Murilo de. TEATRO DE SOMBRAS. do Oeste de 1840 e o modelo clássico da lavoura
Rio de Janeiro, IUPERJ/ Vértice, 1988. canavieira explica-se, entre outros fatores, pela venda
do produto dos primeiros no mercado interno e da
O fragmento acima refere-se ao II Império brasileiro, segunda no mercado externo.
controlado por D. Pedro II e ocorrido entre 1840 e e) as formas de exploração agrária estereotipadas
1889. Do ponto de vista político, o II Império pode desde os tempos coloniais contrapõem-se ao caráter
ser representado como: próprio dos cafezais do Oeste de 1840, pois as
a) palco de enfrentamento entre liberais e primeiras acompanharam práticas de mandonismo
conservadores que, partindo de princípios políticos e político local e o segundo trouxe práticas políticas
ideológicos opostos, questionaram, com igual democráticas.
violência, essa aparente centralização indicada na
citação acima e se uniram no Golpe da Maioridade. 274. (PUCSP) As discussões em torno da aprovação
b) jogo de aparências, em que a atuação política do da Lei do Ventre Livre reacenderam os debates sobre
Imperador conheceu as mudanças e os momentos de questões cruciais a respeito das mudanças possíveis
indefinição acima referida - refletindo as próprias no regime de trabalho. O projeto aprovado
oscilações e incertezas dos setores sociais estabelecia que os filhos dos escravos, nascidos a

www.professorclaudiomar.com.br Página 50
Extensivo/História ____________________________________
partir de 1872, seriam considerados livres. 277. (UECE) Durante o século XIX, o governo
Estabelecia ainda que eles seriam dispensados da brasileiro incentivou um amplo processo de
fazenda aos oito anos, recebendo o senhor um título imigração, objetivando substituir a mão-de-obra
de renda do Estado, ou prestariam serviços até a escrava. Marque a opção que indica corretamente o
idade de 21 anos, pelo ônus de sua criação. principal regime de trabalho estabelecido nas
plantações de café:
Podemos afirmar que essa lei tinha por objetivo
a) estabelecer obstáculos ao tráfico inter-provincial, a) os imigrantes se instalaram nas fazendas sob o
dificultando a venda de escravos para as regiões regime do colonato, morando nos locais de trabalho e
cafeicultoras. recebendo salários
b) estabelecer novas formas de relações trabalhistas, a b) apesar de serem trabalhadores livres, se submetiam
vigorar entre os escravos, como a parceria e o ao mesmo sistema de trabalho dos escravos, sendo
colonato. impedidos de sair das fazendas
c) garantir condições mais humanitárias de vida aos c) com o fracasso do sistema de parceria, os
escravos, propiciando novas formas de relações fazendeiros preferiram dividir a terra entre os colonos
familiares. d) as colônias de imigrantes foram estabelecidas por
d) estabelecer prazos para a emancipação dos determinação do governo federal, com autonomia
escravos, que seria gradativa, garantindo a política e administrativa, podendo inclusive exportar
continuidade da oferta de mão-de-obra nas para os países de origem
propriedades agrícolas, protegendo o proprietário da
descapitalização. 278. (UEL) No Brasil, a transição para o trabalho
e) estabelecer mudanças nas condições dos escravos, livre e a conseqüente modernização do capitalismo
tirando totalmente das mãos do fazendeiro o controle ganha impulso a partir da
sobre os nascidos a partir da lei, o que representava
uma descapitalização das propriedades cafeeiras. a) primeira década do século XVIII.
b) última década do século XVIII.
275. (UECE) O epíteto "Terra da Luz" foi atribuído c) primeira metade do século XIX.
ao Ceará por ter sido a primeira província brasileira a d) segunda metade do século XIX.
abolir oficialmente a escravidão. Sobre este episódio e) segunda metade do século XX.
tão marcante para a História do Ceará, assinale a
alternativa correta: 279. (UEL) "... nas últimas décadas do século XIX
(...) o perfil do estado começou a mudar (...),
a) a campanha abolicionista foi muito intensa, surgiram novas cidades no fértil norte paranaense, e
contando inclusive com a participação dos pelo sul chegaram colonos gaúchos em busca de
jangadeiros, já que os escravos constituíam quase a novas terras..."
metade da população da província
b) a escravidão representava a principal fonte de A mudança de perfil a que o texto se refere deveu-se
mão-de-obra para a província, principalmente na a) à cultura açucareira e à extração madeireira.
pecuária e na cultura do algodão b) às entradas e bandeiras e à descoberta do ouro.
c) o movimento abolicionista foi liderado pelos c) ao aparecimento das ferrovias e à expansão do
proprietários de terras insatisfeitos com a escravidão café.
e interessados na imigração de europeus d) às missões jesuíticas e à decadência da mineração.
d) na década de 1880, o número de escravos já era e) ao surgimento da indústria e à criação do gado.
muito reduzido, fato agravado pela seca de 1877,
quando as fugas e as alforrias foram intensificadas 280. (UEL) Curitiba, a partir de 1867, tornou-se um
ativo centro de uma região agrícola impulsionada,
276. (UECE) Assinale a opção que indica dentre outros fatores, pela imigração de
corretamente as principais correntes de pensamento a) japoneses e alemães.
que modelaram o movimento republicano no Brasil: b) italianos e poloneses.
a) positivismo e federalismo c) nordestinos e gaúchos
b) liberalismo e evolucionismo d) noruegueses e mineiros.
c) socialismo e positivismo e) espanhóis e portugueses.
d) centralismo e militarismo

www.professorclaudiomar.com.br Página 51
Extensivo/História ____________________________________
281. (UEL) Considere os seguintes itens: 284. (UEL) "A autonomia das províncias é para nós
I. Decadência da aristocracia tradicional; mais que um interesse imposto pela solidariedade dos
II. Aspirações das diferentes camadas sociais que direitos e das relações provinciais, é um princípio
exigiam mudanças significativas; cardeal e solene que inscrevemos na nossa bandeira."
III. Instituição do padroado e do beneplácito, que
agradou aos diversos setores do clero; O texto identifica um dos princípios que norteou, no
IV. Falta de consciência política do exército que se Brasil,
transformou em aliado do imperador; a) a política desenvolvimentista.
V. Aparecimento de uma aristocracia cafeeira mais b) o movimento republicano.
dinâmica, moderna, rica e poderosa. c) a semana de 22.
d) a campanha tenentista.
A crise do Império se deve a uma série de fatores e) o regime absolutista.
que, interagindo, levaram à mudança do regime.
Assinale a alternativa que reúne corretamente esses 285. (UEL) Em relação às conseqüências da Guerra
fatores: do Paraguai, no Brasil, pode-se afirmar que
a) I, II e V
b) I, III e IV a) o declínio da monarquia foi concomitante à guerra
c) I, III e V e as críticas atingiram seu ponto vital: a escravidão.
d) II, III e IV Foi através dessa brecha, que os ideais republicanos
e) II, IV e V se propagam.
b) o território foi devastado e a população
282. (UEL) Na segunda metade do século XIX, gravemente afetada pelas mortes, o que retardou o
incrementa-se um tipo de colonização basicamente desenvolvimento econômico do país.
orientada no sentido da criação de uma agricultura c) a abertura do mercado externo paraguaio,
que suprisse as necessidades de abastecimento. resultante da derrota na Guerra, trouxe grandes
Providências conjuntas dos Governos imperial e benefícios à expansão da economia cafeeira no país.
provincial permitiram o estabelecimento de núcleos d) ao favorecer o desenvolvimento do setor naval
coloniais nas proximidades dos centros urbanos, contribuiu para a reorganização da marinha que, após
sobretudo no planalto de Curitiba. Os colonos eram a guerra, colocou-se contra a monarquia.
a) poloneses, alemães, italianos e, em grupos e) a participação das camadas mais pobres da
menores, suíços, franceses e ingleses. população na guerra respondeu pela sua integração
b) belgas, irlandeses e noruegueses e em grupos nas decisões políticas após a proclamação da
majoritários, chineses, russos e espanhóis. República.
c) italianos, portugueses, franceses e, em grupos
menores, tailandeses, peruanos e portugueses. 286. (UEL) Após a fase do apogeu do Império por
d) prussianos, noruegueses, alemães e em grupos volta de 1850 - assinala-se no Brasil a partir de 1870,
majoritários, japoneses, africanos e ingleses. o começo da decadência do Regime Político
e) marroquinos, egípcios, sírios e em grupos menores, Monárquico. Entre os fatores que contribuíam para
palestinos, gregos e espanhóis. este declínio, citam-se o

283. (UEL) "... essa foi a época em que, numa a) movimento abolicionista e as reformas políticas
palavra, a antiga colônia segregada e vegetando na realizadas por D. Pedro II.
mediocridade do isolamento, se moderniza e se b) estabelecimento do sistema de parceria na
esforça por sincronizar sua atividade com o mundo produção agrária e as fugas constantes de escravos,
capitalista contemporâneo." descapitalizando os proprietários.
c) movimento emigratório e a greve dos operários.
No Brasil, a época a que o texto se refere pode estar d) Regime do Padroado e a pressão dos jornalistas
associada com: contra a situação dos trabalhadores rurais e urbanos.
a) café, imigração e urbanização. e) posicionamento político dos militares, após a
b) algodão, manufatura e exportação. Guerra do Paraguai e os movimentos republicanos e
c) ouro, escravidão e ruralização. abolicionistas.
d) tabaco, meação e industrialização.
e) açúcar, parceria e abolição.

www.professorclaudiomar.com.br Página 52
Extensivo/História ____________________________________
287. (UEL) A modernização dos transportes, com a 289. (UERJ) Acompanhei com vivo interesse a
instalação e expansão de estradas de ferro, esteve solução desse grave problema [a extinção do tráfico
intimamente relacionada ao desenvolvimento negreiro]. Compreendi que o contrabando não podia
econômico do Império, unindo os centros produtores reerguer-se, desde que a "vontade nacional" estava ao
aos portos por onde a produção escoava, destacando- lado do ministério que decretava a supressão do
se tráfico. Reunir os capitais que se viam
repentinamente deslocados do ilícito comércio e fazê-
a) a indústria no Sul. los convergir a um centro onde pudessem ir alimentar
b) o artesanato no Nordeste. as forças produtivas do país, foi o pensamento que
c) o café no Sudeste. me surgiu na mente, ao ter certeza de que aquele fato
d) a mineração no Centro-Oeste. era irrevogável.
e) o algodão no Norte. (Visconde de Mauá - Autobiografia. Citado por
MATTOS, Ilmar R. & GONÇALVES, Marcia de A.
288. (UERJ) Ai, filha! Você não entende deste O Império da boa sociedade. São Paulo, Atual, 1991.)
riscado. Neste mundo não existe coisa alguma sem
sua razão de ser. Estas filantropias modernas de Os centros urbanos brasileiros, principalmente a
abolição! É chover no molhado - preto precisa de capital - a cidade do Rio de Janeiro, passaram por
couro de ferro como precisa de angu e baeta. grandes transformações a partir da segunda metade
Havemos de ver no que há de parar a lavoura quando do século XIX. Irineu Evangelista de Souza,
esta gente não tiver no eito. Não é porque eu seja Visconde de Mauá, foi um dos principais
maligno que digo e faço estas coisas. É que sou personagens desse processo de mudanças.
lavrador, e sei dar o nome aos bois. Enfim, você No período citado, a capital do império sofreu, dentre
pede, eu vou mandar tirar o ferro. Mas são favas outras, as seguintes transformações:
contadas - ferro tirado, preto no mato. a) criação de indústrias metalúrgicas e siderúrgicas,
(RIBEIRO, Júlio. A Carne. Rio de Janeiro, surgimento de bancos e diversificação da agricultura
Francisco Alves, 1952 - com adaptações.) b) crescimento da economia cafeeira, utilização da
mão-de-obra imigrante assalariada e mecanização do
O autor do romance A Carne (1888) antecipa, no cultivo
trecho acima, uma preocupação de muitos c) diminuição da importância da economia
proprietários de terra, escravistas, quanto às agroexportadora, desenvolvimento de manufaturas e
conseqüências da abolição dos escravos para a exportação de bens de consumo manufaturados
agricultura brasileira. d) aplicação de capitais na modernização da infra-
Esta posição pode ser resumida da seguinte forma: estrutura de transportes, no aprimoramento dos
a) A grande lavoura não teria futuro sem a mão-de- serviços urbanos e desenvolvimento de atividades
obra escrava. industriais
b) A abolição provocaria a superação da lavoura pela
indústria. 290. (UFC) Leia com atenção.
c) A agricultura ficaria restrita à produção para o
mercado interno. "1850 não assinalou no Brasil apenas a metade do
d) O fim da escravidão transformaria as lavouras em século. Foi o ano de várias medidas que tentavam
terras improdutivas. mudar a fisionomia do país, encaminhando-o para o
que então se considerava modernidade. Extinguiu-se
o tráfico de escravos, promulgou-se a Lei de Terras,
centralizou-se a Guarda Nacional e foi aprovado o
primeiro Código Comercial. Este trazia inovações e
ao mesmo tempo integrava os textos dispersos que
vinham do período colonial. Entre outros pontos,
definiu os tipos de companhias que poderiam ser
organizadas no país e regulou suas operações. Assim
como ocorreu com a Lei de Terras, tinha como ponto
de referência a extinção do tráfico."
(FAUSTO, Boris. "História do Brasil." 2 ed.
São Paulo: USP, 1995, p. 197.)

Assinale a opção que expressa corretamente o


impacto da extinção do tráfico de escravos na
estruturação da economia brasileira.
a) A extinção do tráfico foi planejada pelo governo,
através de uma campanha de esclarecimento e de
imigração, para que não houvesse interrupção na
produção do café.

www.professorclaudiomar.com.br Página 53
Extensivo/História ____________________________________
b) Apesar de sua importância para a economia fato caracteriza toda a fase inicial do processo de
açucareira, o fim do tráfico negreiro pouco formação do proletariado como classe no Brasil"
representou para a cultura do café, que se havia (FOOT, F. & LEONARDI, V. "História da Indústria
estabelecido com base no trabalho livre. e do Trabalho no Brasil." SP, Global, 1992, p. 111).
c) A Lei de Terras representou um impacto muito
maior, pois alterou as formas de produção agrícola ao Assinale a opção que se refere incorretamente à
estabelecer que a terra deveria ser propriedade questão focalizada pelo texto na segunda metade do
unicamente de quem produz. século XIX.
d) A extinção do tráfico de escravos resultou de uma a) Os trabalhadores nacionais, tidos como
intervenção do governo inglês, com o objetivo de preguiçosos, deviam ser controlados pelo aparato
estimular a industrialização e o desenvolvimento do policial e judicial.
Brasil. b) O regime escravista propiciava a formação de
e) Intensificou-se o tráfico interno entre as províncias ideologias que valorizavam o trabalho manual,
e incentivou-se a imigração, na tentativa de encontrar considerado honroso para o homem e fonte da
soluções para atenuar o impacto econômico gerado riqueza nacional.
pela expectativa do fim da escravidão. c) A política de repressão à vadiagem era
direcionada, principalmente, ao liberto, a ser
291. (UFF) A abolição do tráfico africano pode ser reeducado numa nova ética do trabalho.
considerada um dos principais fatores explicativos do d) A imagem ideal do trabalhador era representada
definhamento progressivo do escravismo no Brasil. pelo estrangeiro, portador em potencial da civilização
Privada da fonte atlântica de abastecimento de e da modernização do país.
cativos, a classe senhorial do Império teve que apelar e) Dentre as primeiras categorias de proletários
para o tráfico interno entre as províncias. Deste se brasileiros, formados no século XIX, encontravam-se
beneficiou o sudeste, região que concentrava 87% da os ferroviários, estivadores, portuários e têxteis.
população cativa do país entre 1870 e 1880. No ano
de 1887, às vésperas da Abolição, 15% da população 293. (UFG) "o abolicionismo é um protesto contra a
cativa estava na província de São Paulo. esta triste perspectiva, contra o expediente de
entregar à morte a solução de um problema, que não
Assinale a opção que caracteriza melhor a dinâmica é só de justiça e consciência moral, mas também de
da economia cafeeira no século XIX em função do previdência política. Além disso, o nosso sistema está
problema da mão-de-obra. por demais estragado para poder sofrer impunemente
a) A cafeicultura do oeste paulista ancorada nas a ação prolongada da escravidão."
colônias de parceria não se baseou no trabalho livre,
mas em relações semi-escravistas, como demonstra a Joaquim Nabuco, em seu livro "O abolicionismo",
revolta dos imigrantes de Rio Claro na década de 40. define o sentido do debate sobre a escravidão no
b) A abolição do tráfico africano conduziu ao reforço Brasil, em meados do século XIX. Sobre o
da escravidão nas antigas províncias do Rio de abolicionismo no Brasil pode-se afirmar que
Janeiro e Minas Gerais, sobretudo no Vale do ( ) A Campanha Abolicionista teve como
Paraíba, ao contrário do ocorrido em São Paulo, cujos fundamento a mobilização direta dos escravos
cafeicultores optaram, desde logo, pelo trabalho que assumiram a direção do movimento.
assalariado de imigrantes. ( ) A campanha voltou-se, não só, contra os
c) A abolição do tráfico africano não conduziu, de proprietários de escravos, mas questionou o
imediato, à crise do escravismo, uma vez que a domínio da grande propriedade e da própria
população cativa do país aumentou estrutura capitalista.
extraordinariamente até a década de 80, sobretudo no ( ) D. Pedro II, com base no Poder Moderador,
sudeste, graças ao crescimento vegetativo ocorrido criou obstáculos para barrar as medidas de
entre africanos e crioulos. proteção ao escravo.
d) A crise da economia cafeeira no Vale do Paraíba ( ) Joaquim Nabuco percebe na Campanha um
Fluminense deveu-se mais ao desgaste dos cafezais sentido de prevenção contra possíveis
plantados em encostas, do que à falta de braços para a rebeliões e aponta para a conseqüências
lavoura, ao passo que, no oeste paulista, a abundância negativas as relações escravistas em nossa
de solos de "terra roxa" e o trabalho dos colonos sociedade.
impulsionaram a cafeicultura da região.
e) A expansão cafeeira no sudeste desenvolveu-se 294. (UFMG) Após a Revolução Praieira de 1848 em
com base no trabalho escravo, inclusive no oeste Pernambuco, o reinado de D. Pedro II foi marcado
paulista, não obstante ali se tenha adotado em larga por uma paz que se prolongou por algumas décadas.
escala, o trabalho juridicamente livre de imigrantes Todas as alternativas apresentam afirmações corretas
ao longo dos anos 80. sobre o segundo Império no Brasil, EXCETO:
a) A Conciliação, ao amenizar as lutas partidárias,
292. (UFF) "A primeira geração de proletários funcionou como fator importante na contenção da
brasileiros convivera, nas fábricas e nas cidades, com idéia republicana.
trabalhadores escravos durante várias década. Este

www.professorclaudiomar.com.br Página 54
Extensivo/História ____________________________________
b) D. Pedro II impôs-se como imperador não tanto Assinale a alternativa em que se reproduz o
por sua seriedade e moral impecáveis, mas pelo fato argumento da perversidade, ao afirmar-se que a
de a elite latifundiária e escravista considerar a abolição:
Monarquia como poderoso fator de estabilidade. a) "deixa expostos à miséria e à morte os inválidos,
c) O Brasil permaneceu isolado do resto da América, os enfermos, os velhos, os órfãos e crianças
não só na forma de governo, mas também abandonadas da raça que se quer proteger, até hoje
economicamente, ao desprezar os países latino- nas fazendas a cargo dos proprietários, que, hoje,
americanos e ao permanecer voltado para o Atlântico. arruinados e abandonados pelos trabalhadores
d) O crescimento da produção cafeeira e a Era Mauá válidos, não poderão manter aqueles infelizes, por
dinamizaram a economia nacional, a qual criou bases maiores que sejam os impulsos de uma caridade, que
internas sólidas e deixou de depender do mercado é conhecida e admirada por todos os que freqüentam
externo. o interior do país".
e) O fortalecimento do governo central garantiu a b) "é escusada para operar a transformação do
repressão às idéias republicanas da esquerda liberal trabalho e apressar as emancipações: estas se farão
no período das Regências. por iniciativa individual em um período muito curto.
Estaria em mãos do governo mesmo precipitar por
295. (UFMG Leia a frase. meios indiretos este fato auspicioso..."
"Precisamos de braços (...) no intuito de aumentar a c) "ataca de frente, destrói e aniquila para sempre
concorrência de trabalhadores e, mediante a lei da uma propriedade legal, garantida, como todo o direito
oferta e procura, diminuir o salário." de propriedade, pela lei fundamental do Império entre
(Fala de um deputado paulista, Anais da Câmara, os direitos civis de cidadão brasileiro, que dela não
1888.) poderia ser privado, senão mediante prévia
indenização do seu valor".
A frase acima se refere. d) "desorganiza o trabalho, dando aos operários uma
a) à polêmica em torno da preparação dos condição nova, que exige novo regime agrícola [...].
trabalhadores brasileiros, visando a sua adequação ao Ficam, é certo, os trabalhadores atuais; mas a questão
trabalho no interior das fábricas. não é de número, nem de indivíduos, e sim de
b) à discussão frente às revoltas populares que, no organização, da qual depende principalmente a
final do século XIX, reivindicavam a manutenção dos efetividade do trabalho, e com ela a produção da
níveis salariais. riqueza nacional".
c) ao debate em torno da política imigratória, que
permitiu a criação de condições para sustentar a 298. (UFMG Considerando-se os fatos relacionados à
expansão cafeeira. Guerra do Paraguai (1864-1870), é CORRETO
d) à proposta de solução para a escassez de mão-de- afirmar que
obra escrava no centro-sul do País, no contexto do
abolicionismo. a) a Tríplice Aliança agiu sob a ingerência dos
Estados Unidos, que pretendiam, após o término da
296. (UFMG) Considerando-se a questão do acesso à Guerra Civil, ampliar o comércio de seus produtos
terra no período imperial, pode-se afirmar que a Lei nos países da Região Platina.
de Terras de 1850 obrigava à: b) o Brasil e a Argentina romperam a aliança durante
essa guerra, o que possibilitou não só o
a) concessão de terras cultiváveis aos imigrantes fortalecimento militar e político paraguaio mas
europeus, proprietários de escravos e de também o retardamento do final do conflito.
equipamentos agrícolas de produção. c) o Brasil entrou nessa guerra motivado por
b) ocupação econômica das terras, concedidas de interesses relacionados à definição das fronteiras e à
acordo com o número de escravos de seu garantia de livre navegação pelo Rio Paraguai,
proprietário, no prazo máximo de três anos. principal via de acesso ao Mato Grosso.
c) aquisição, por compra, das terras devolutas e ao d) o Exército Brasileiro, apesar da vitória, se
registro de todas as terras efetivamente ocupadas. enfraqueceu após essa guerra, em razão do elevado
d) divisão de lotes entre pequenos agricultores número de baixas e das dificuldades políticas e
visando à generalização da policultura. militares em colocar um ponto final no conflito.

297. (UFMG) Uma estratégia do conservadorismo 299. (UFPE) Durante o século XIX, a economia
político é o argumento da perversidade - "a tentativa brasileira continuou essencialmente agro-
de empurrar a sociedade em determinada direção fará exportadora. O surgimento de uma nova cultura
com que ela, sim, se mova, mas na direção contrária" deslocou o centro econômico do país de uma região
-, ou seja, toda mudança produzirá, por meio de uma para outra, porque:
cadeia de conseqüências não-intencionais, o exato
oposto do objetivo proclamado e perseguido.
Todas as alternativas contêm argumentos utilizados
no debate sobre a abolição da escravatura no Brasil.

www.professorclaudiomar.com.br Página 55
Extensivo/História ____________________________________
a) A expansão do mercado internacional do algodão (1) O Senador Nicolau de Campos Vergueiro foi
deslocou para o Maranhão os capitais aplicados no pioneiro na utilização da mão-de-obra dos imigrantes
tráfico negreiro, tornando esta região um grande europeus na cafeicultura.
centro econômico. (2) Os primeiros imigrantes europeus chegaram ao
Brasil no início do século XIX e receberam terras na
b) O Nordeste perdia para a Região Norte grandes região Sul e Sudeste. Esta iniciativa desagradou aos
contingentes populacionais, tendo em vista a latifundiários que desejavam a posse das terras
importância da borracha para o comércio de destinadas aos recém-chegados.
exportação. (3) Muitos escravos das plantações do Nordeste,
c) O café, ao se tornar o produto de exportação mais devido à crise no mercado do açúcar, foram vendidos
rentável, transformou a região Sudeste no centro para os latifundiários do Sul e Sudeste.
econômico mais importante do País, desequilibrando (4) Após a lei do Ventre Livre, governo e particulares
a relação de poder no Império. não investiram mais na política de imigração,
d) A cultura do cacau associada à da cana-de-açúcar defendendo a utilização da mão-de-obra nascida
do Recôncavo Baiano deslocou para a região livre.
Nordeste capitais empregados na exploração das
minas. 303. (UFRGS) No Império Brasileiro, a Lei de Terras
e) O crescimento das exportações de açúcar tornaram (1850) determinou, para a política territorial,
a região Nordeste o centro econômico mais produtivo
durante todo esse período. a) a extinção do morgadio.
b) a suspensão definitiva da concessão de sesmarias.
300. (UFPE) Dentre os fatores a seguir, indique os c) o início da concessão de terras aos escravos.
que contribuíram para a abolição da escravatura: d) a ocupação das terras devolutas mediante título de
compra.
a) A resistência dos negros simbolizada na formação e) o estabelecimento de áreas para as reservas
dos quilombos, a proibição do tráfico dificultando a indígenas.
renovação do plantel, a propaganda e a campanha dos
abolicionistas. 304. (UFRGS) Considere o texto a seguir.
b) A imigração européia, a decadência do comércio "Nada mais conservador que um liberal no poder.
do açúcar e a proclamação da República. Nada mais liberal que um conservador na oposição..."
c) O despovoamento da África, o crescimento (Oliveira Viana)
negativo da população escrava no Brasil e a
liberalização do tráfico de escravos. O texto se refere
d) O desenvolvimento da cultura cafeeira, a a) à política positivista durante a 1ª República no RS,
industrialização do país e as novas idéias do partido que se orientava pela doutrina de Augusto Comte e
conservador. tinha como um de seus lemas: "conservar
e) A influência da maçonaria, a imigração portuguesa melhorando".
e a perseguição inglesa aos navios negreiros. b) ao conflito político entre o partido português, que
queria conservar o Brasil nas mãos de Portugal, e o
301. (UFPE Sobre a produção de café no Brasil, partido brasileiro, que queria libertar o Brasil da
assinale a alternativa INCORRETA. dominação colonial, no início do século XIX.
c) à política parlamentar no Império Brasileiro, que
a) Alterou a estrutura monocultora, exportadora e fazia aparentemente distinção entre políticos liberais
escravista brasileira, desde meados do século XIX. e conservadores.
b) Estabilizou a balança comercial e reforçou a d) à ideologia liberal inglesa, vinda para o Brasil no
economia brasileira. século XIX, que entrou em conflito com a liberal
c) A aristocracia brasileira passou a ter domínio da norte-americana, divulgada desde a Conjuração
cena política nacional. Mineira.
d) Possibilitou a diversificação das atividades e) aos conservadores e liberais, no período regencial,
econômicas brasileiras. que se distinguiam ideologicamente por programas
e) Dinamizou o mercado interno brasileiro. políticos opostos.

302. (UFPE) Com a diminuição do tráfico de


escravos africanos durante o século XIX, escravos do
Nordeste e emigrantes europeus foram atraídos para
regiões do Sudeste do Brasil. Sobre este tema analise
as afirmações a seguir.
(0) Suíços, alemães e italianos, entre outros,
chegaram ao Brasil durante o século XIX para
trabalhar como camponeses.

www.professorclaudiomar.com.br Página 56
Extensivo/História ____________________________________
305. (UFRGS A imigração européia, do século XIX, 308. (UFRGS) Um dos fatores determinantes para a
oportunizou mudanças para o Rio Grande do Sul, crise do Segundo Reinado foi a denominada "Questão
tendo como resultado Militar". Sobre essa questão e seus desdobramentos
na política brasileira, são feitas as afirmações abaixo.
a) o predomínio da grande exploração agrícola, I. A "Questão Militar" foi uma clara demonstração da
utilizando uma mão-de-obra extensiva. insatisfação de setores do Exército em relação às
b) o desenvolvimento de culturas tropicais, aliado à elites civis - os casacas - , que controlavam a política
formação de comunidades de pequenos proprietários. nacional.
c) a ampliação da mão-de-obra escrava devido à II. Os integrantes do Exército que participaram da
ineficiência do imigrante europeu. derrubada da Monarquia eram influenciados pelas
d) o aparecimento de um campesinato voltado para a idéias positivistas, sendo defensores de um projeto de
produção de alimentos básicos e a utilização da mão- república autoritário.
de-obra familiar. III. Após a instauração da República, os militares não
e) a utilização da mão-de-obra indígena já intervieram mais na política nacional até a eclosão do
completamente catequizada pelas missões cristãs. golpe de 1964.

306. (UFRGS) Das rebeliões internas ocorridas no Quais estão corretas?


Brasil durante o II Reinado destaca-se o sentido a) Apenas II.
social da Revolução Praieira de 1848, porque b) Apenas I e II.
a) o governo rebelde aprovou uma Constituição que c) Apenas I e III.
tornava cidadãos brasileiros os portugueses residentes d) Apenas II e III.
no Brasil. e) I, II e III.
b) pelo "Manifesto ao Mundo" os revoltosos
pregavam o voto livre e universal para os brasileiros. 309. (UFRGS) Analise as seguintes afirmações
c) o Imperador Pedro II estabeleceu uma política de referentes à colonização ítalo-germânica no Rio
conciliação, anistiando os líderes revoltosos e Grande do Sul do século XIX, assinalando a única
integrando-os ao Senado Vitalício. que está correta.
d) entre as intenções dos revoltosos estava o desejo a) A maioria dos imigrantes, estimulados pela
de livrar-se dos impostos excessivos sobre a extração iniciativa governamental, ocupou médias e grandes
do ouro. propriedades, caracterizadas pela monocultura
e) o movimento visava isentar de servir no Exército canavieira ou cafeeira voltada ao mercado externo.
chefes de família e proprietários rurais. b) Os imigrantes alemães, por terem chegado cerca
de meio século depois dos italianos, viram-se
307. (UFRGS) Um dos maiores reflexos da Guerra obrigados a ocupar as regiões menos férteis e mais
do Paraguai na política interna do Brasil foi a distantes da capital da Província.
c) Durante a Revolução Farroupilha, cessou o fluxo
a) expansão da indústria siderúrgica nacional, imigratório italiano para o Rio Grande do Sul, devido
decorrente da necessidade de produzir armamento. ao envolvimento do mercenário anarquista Giuseppe
b) incorporação do sentimento patriótico nacional Garibaldi com os revoltosos.
pelas camadas pobres da população. d) Em termos de distribuição geográfica, os
c) colonização do interior do País, estimulada pelos imigrantes italianos ocuparam a atual região serrana e
deslocamentos de tropas para aquelas regiões. o litoral, enquanto os imigrantes alemães se
d) conscientização, por parte dos oficiais do exército, concentraram na Campanha e na antiga região
de sua precária posição política na estrutura de poder missioneira.
vigente. e) Os maiores problemas enfrentados pelos colonos,
e) abdicação de Pedro I após os primeiros desastres especialmente os de origem italiana, foram a
militares na frente de batalha. precariedade técnica da agricultura, o fracionamento
das propriedades por herança e a ação monopólica
dos comerciantes.

www.professorclaudiomar.com.br Página 57
Extensivo/História ____________________________________
310. (UFRGS) Sobre a legislação abolicionista do 312. (UFSM) "Entre 1850 e 1860 foram inauguradas
tráfico e da escravidão no Brasil do século XIX, no Brasil setenta fábricas que produziam chapéus,
pode-se afirmar que sabão, tecidos de algodão e cerveja, artigos que até
então vinham do exterior (...). Criaram-se ainda
a) a Lei de 1831 extinguiu definitivamente o tráfico empresas de mineração, transporte urbano, gás, etc."
de escravos ao sul da linha do Equador, sendo o (ALENCAR, F. et al "História da Sociedade
primeiro grande baque no sistema escravista Brasileira". p. 148.)
brasileiro.
b) a Lei Alves Branco permitia que embarcações Esse surto industrial, ocorrido na segunda metade do
inglesas inspecionassem navios negreiros brasileiros, século XIX, ficou restrito, devido ao fato de
confiscando seus "carregamentos" de cativos, que I. Cessarem as condições que o propiciaram, como o
seriam devolvidos ao continente africano. deslocamento de investimentos do setor agrícola para
c) a Lei do Ventre Livre representou um avanço na o industrial.
legislação abolicionista, visto que dificultou a II. Existir uma oposição entre os interesses do novo
reprodução endógena do sistema escravista. grupo de empresários e os do grupo agroexportador,
d) a Lei dos Sexagenários beneficiou a maioria da que era politicamente hegemônico no país.
população escrava brasileira, pois os anciãos foram III. Manter-se a economia brasileira organizada em
considerados libertos. função da agroexportação e do desenvolvimento da
e) a Lei Áurea, assinada por Pedro lI, extinguiu lavoura cafeeira, sendo grande parte dos capitais
definitivamente a escravidão no Brasil, resguardando excedentes aplicada na aquisição de terras e no
os direitos dos proprietários de cativos, que foram plantio de novos cafezais.
devidamente indenizados pelo Estado.
Está (ão) correta(s)
311. (UFSM) A extinção do tráfico negreiro em a) apenas I.
1850, condição imposta pela Inglaterra para ampliar b) apenas II.
os mercados consumidores de artigos c) apenas III.
industrializados, provocou um sério problema de d) apenas I e II.
mão-de-obra para a lavoura cafeeira. Tal fato marca, e) apenas I e III.
fundamentalmente, o início do processo de transição
do escravismo para o trabalho assalariado no Brasil. 313. (UFSM) O resultado final da guerra do Paraguai
Também é(são) característica(s) desse processo, no foi dramático para os derrotados, porém os
Brasil do século XIX: vencedores também sofreram conseqüências; dentre
I. A imigração européia, principalmente de italianos e elas, pode-se citar:
alemães, em função da conjuntura econômica e
política da Europa que levava os camponeses e a) reforma constitucional conservadora.
abandonarem as terras nos seus países de origem. b) rompimento de relações diplomáticas com a
II. O fortalecimento do mercado interno brasileiro, o França.
qual criava condições para o desenvolvimento c) recrudescimento da dependência da Economia
industrial do país. brasileira ao capital inglês.
III. O aumento do preço do escravo e a d) desmantelamento do Exército.
correspondente escassez de mão-de-obra, o que e) fechamento dos portos.
provocou uma reforma agrária ainda no II Império,
terminando com a produção da grande propriedade, 314. (UFSM) Durante a segunda metade do século
que estava voltada para a exportação. XIX, o Brasil experimentou um progresso jamais
IV. A abolição da escravatura através da Lei do visto, quando houve a expansão da economia
Ventre Livre de 1871, da Lei dos Sexagenários de brasileira, apoiada pelo imperador D. Pedro II.
1885 e, finalmente, da Lei Áurea de 1888, o que Podem-se citar como razões desse progresso:
fortaleceu o governo de D. Pedro II e a manutenção I. A expansão da lavoura cafeeira e a implantação do
da Monarquia. sistema ferroviário.
II. A introdução do trabalho livre do imigrante e o
Está (ão) correta(s) crescimento urbano.
a) apenas I e II. III. A solidificação do tráfico negreiro e os maciços
b) apenas III. investimentos do capital alemão.
c) apenas IV. IV. A implantação da Lei de Terras e a dinamização
d) apenas II e IV. das atividades industriais.
e) I, II, III e IV.
Está (ão) correta(s)
a) apenas II.
b) apenas III.
c) apenas I e III,
d) apenas I, II e IV.
e) I, II, III e IV.

www.professorclaudiomar.com.br Página 58
Extensivo/História ____________________________________
a) a existência da chamada "brecha camponesa", ou
315. (UFU) Ao longo da segunda metade do século seja, a concessão para que os escravos cultivassem
XIX, o Brasil passou por profundas transformações um pedaço de terra nas horas vagas, foi um fator que
que afetaram de forma geral, a economia e a contribuiu para a alforria de grande contingente deles.
organização social e política do país. b) o escravo, mesmo de forma precária, estava dotado
de direitos protetores registrados em lei e respeitados
Sobre esse período, é correto afirmar que pelo aparelho judiciário.
a) o fluxo de imigrantes para o Brasil, sobretudo de c) a abolição, mesmo tendo se processado de forma
italianos, contribuiu para retardar o início das lenta, segura e gradual, foi planejada e executada
atividades industriais, já que eram trabalhadores exclusivamente pelos setores liberais das classes
rurais que não formavam um mercado consumidor. dominantes.
b) a partir de 1850, com o fim do tráfico negreiro, o d) a abolição, ao eliminar a propriedade escrava,
problema da falta de mão-de-obra para as lavouras retirou o maior entrave econômico e jurídico para a
cafeeiras foi solucionado provisoriamente com o formação do mercado de trabalho assalariado,
tráfico interno de escravos e a vinda de imigrantes indispensável à consolidação das relações de
estrangeiros. produção capitalista no Brasil.
c) o desenvolvimento econômico, iniciado nas e) a composição sexual da população escrava, ao se
regiões produtoras de café, impulsionou a tornar desproporcional, dificultando a auto-
recuperação econômica do Nordeste, através de reprodução, deveu-se muito mais aos hábitos sexuais
investimentos na indústria açucareira. dos próprios africanos e não ao sistema escravista em
d) o êxito do sistema de parceria, adotado a partir de si mesmo.
1847, estimulou a imigração européia para o Brasil.
Com esse sistema, o imigrante podia se tornar, 318. (UFV) "Santa Luzia, o pequeno arraial, tornou-
rapidamente, um pequeno proprietário. se, em 8 de julho de 1842, a sede da Presidência
e) a adoção do trabalho assalariado, estimulada pela provisória e aqui, em 20 de agosto do mesmo ano,
imigração, ficou restrita às atividades urbanas. A terminou o movimento revolucionário. O presidente
relação de trabalho no âmbito rural continuou servil, intruso desapareceu durante a noite e o então gênio
até a abolição da escravidão. bom do Partido Conservador, General Barão (hoje
Marquês) de Caxias, atacou os insurgentes. O
316. (UFV) A crise da economia do sertão combate travou-se em torno da ponte, começando às
nordestino, a partir da segunda metade do século primeiras horas da manhã; o desfecho era ainda
XIX, tem diversas causas, EXCETO: duvidoso às três da tarde, quando o 8Ž Batalhão das
Forças Regulares ocupou o ponto mais alto da aldeia
a) a perda de posição no mercado internacional, e levou o inimigo à debandada. Os chefes, Srs.
enquanto economia exportadora de algodão, com o Ottoni, José Pedro, Padre Brito e outros, foram feitos
fim da Guerra de Secessão nos Estados Unidos. prisioneiros do estado, e, desde aquele dia desastroso,
b) a redução de todas as atividades econômicas os ultra liberais foram chamados 'luzias'."
devido ao longo ciclo de seca iniciado entre 1877 e (Richard Burton, "Viagem de canoa de
1879. Sabará ao oceano Atlântico")
c) o significativo aumento da mortalidade verificado
com o surgimento de bandos de cangaceiros e de O episódio narrado acima pelo viajante inglês
fanáticos religiosos. Richard Burton, exemplifica uma das diversas
d) a migração de parte da força de trabalho para o rebeliões que marcaram a história brasileira, durante
Amazonas, acarretada pelo ciclo econômico da o século XIX. As Revoltas Liberais de Minas Gerais
borracha. e São Paulo e a Revolução Praieira em Pernambuco
e) a carência de mão-de-obra gerada em parte pela marcam o início do período que ficou conhecido
ascensão econômica do café no oeste do Estado de como:
São Paulo. a) 1ª República.
b) 1º Reinado.
317. (UFV) A respeito da escravidão no Brasil, é c) Regência.
correto afirmar que: d) 2º Reinado.
e) Período Colonial.

319. (UFV) Em 1997 o Brasil comemorou 150 anos


de nascimento de Castro Alves, um poeta baiano,
cujos versos simbolizam a luta pela liberdade e contra
a escravidão. Com relação à escravidão e à estrutura
social no Brasil, é INCORRETO afirmar que:

a) a abolição da escravidão em maio de 1888 foi


precedida de uma ampla discussão na sociedade, bem
como da adoção de medidas no sentido de incorporar

www.professorclaudiomar.com.br Página 59
Extensivo/História ____________________________________
os futuros libertos à estrutura econômica, social e agremiações opostas ideologicamente e com perfis
política nacional. muito definidos na vida política imperial.
b) a mão-de-obra escrava representava a base de (2) As divergências políticas entre os donos de terras
sustentação da economia colonial e também do e escravos e os setores representados pelos
império. comerciantes e financistas não se manifestavam,
c) havia um grande contingente de homens livres e necessariamente, por meio da política partidária.
pobres vivendo sob a dependência dos grandes (3) O Partido Liberal expressou os interesses da
senhores de terra. burocracia e o reforço do poder central do Estado.
d) a abolição da escravidão foi precedida de medidas (4) Ao contrário do que acontecia com os Partidos
restringindo o acesso à terra e ao direito de voto. Liberal e Conservador, o Partido Republicano foi,
e) houve um processo gradual de abolição da desde sua criação, a expressão política das massas
escravidão a partir de 1850 com o fim do tráfico populares.
negreiro.
323. (UNB) No Segundo Reinado do Brasil imperial,
320. (UNB) A Monarquia viu solapadas, no decorrer os dois partidos constituídos aceitavam a filosofia
dos anos, as suas bases sociais e caiu de maneira liberal, mas a adaptaram às condições reinantes no
inglória, colhendo pouco menos que uma indiferença país. As múltiplas reformas liberais realizadas por
geral. Embora os republicanos ideológicos não ministérios conservadores são devidas ao espírito
fossem numerosos em 1889, a confiança na liberal subjacente a todas as posições partidárias.
Monarquia tinha descido a níveis mínimos. Além Com relação a esse assunto, julgue os itens a seguir.
disso, mesmo não sendo a maioria, os republicanos
eram organizados e ativos e sabiam o que queriam. (1) O Partido Liberal desconfiava dos poderes que
não surgissem das eleições, embora participasse dos
A respeito da queda do Império no Brasil, julgue os pleitos eleitorais em que boa parte da população era
itens a seguir. excluída do voto.
(1) A crise do Império ocorreu em momento de (2) O movimento liberal desencadeando a partir da
grande popularidade do sistema monárquico no província de Minas Gerais em 1848 acelerou o
Brasil. processo de emancipação econômica do Brasil, que
(2) O Segundo Reinado ruiu em virtude dos desgastes culminou em 1870 com a adoção de política de
intrínsecos do próprio sistema de poder. substituição de importações.
(3) Com o golpe republicano de 1889, o povo teve (3) O parlamentarismo imperial foi uma instituição
acesso a grande participação na vida pública. capenga, pois supunha o veto do Poder Moderador.
(4) O nascimento da República está associado ao (4) Nas décadas finais do século XIX, o Brasil
conjunto das transformações estruturais ocorridas no assistiu à derrocada da estrutura socioeconômica
Brasil, na segunda metade do século XIX. vigente, exemplificada pelo latifúndio e pela
extroversão econômica, o que conferiu um caráter
321. (UNB) Julgue os itens adiante, relativos à vida revolucionário ao Partido Liberal na Proclamação da
econômica das duas primeiras décadas do Brasil República.
Imperial.
324. (UNESP) O resultado da discussão política e a
(0) Os Tratados de 1810, entre Portugal e Inglaterra, aprovação da antecipação da maioridade de D. Pedro
herdados pelo Brasil independente, implicaram a II representou:
transplantação da dependência do Brasil Imperial em
relação aos interesses britânicos. a) o pleno congraçamento de todas as forças políticas
(1) A invasão de produtos ingleses, nos primeiros da época.
tempos do Império, foi acompanhada pelo aumento b) a vitória parlamentar do bloco partidário liberal.
expressivo das exportações brasileiras. c) a trama bem-sucedida do grupo conservador que
(2) A expansão da agricultura tradicional brasileira, fundara a Sociedade Promotora da Maioridade.
ampliada pela situação internacional favorável e pela d) a anulação da ordem escravista que prevalecia
renovação de métodos na produção doméstica, levou sobre os interesses particulares.
à retomada do desenvolvimento das regiões Norte e e) a debandada do grupo político liderado por um
Nordeste do país. proprietário rural republicano.
(3) O café, apesar de ter vivido sua fase áurea na
segunda metade do século XIX, já era produto 325. (UNESP) A adoção do sistema de parceria,
expressivo nas exportações brasileiras. como alternativa para o suprimento de mão-de-obra
livre na lavoura cafeeira, representou experiência:
322. (UNB) Com referência à vida partidária do
Império brasileiro, julgue os itens abaixo.

(1) Os dois grandes partidos no Segundo Reinado - o


Conservador e o Liberal - formaram-se como

www.professorclaudiomar.com.br Página 60
Extensivo/História ____________________________________
a) única para o acesso legal à propriedade da terra. um quarto da população - cerca de duzentas mil
b) ensaiada pelo governo federal, apesar da forte pessoas - noventa por cento do sexo feminino. Dos
oposição oferecida pelo governador Nicolau vinte mil homens ainda com vida, setenta e cinco por
Vergueiro. cento eram velhos acima de sessenta anos ou garotos
c) que dispensava acordo contratual. menores de dez anos. Os próprios aliados ficaram
d) que se revelou prejudicial aos imigrantes, abismados com a enormidade da catástrofe, a maior
conforme relato elaborado por um colono europeu. jamais sucedida num país americano."
(Manlio Cancogni e lvan Boris).
e) que não implicava no reembolso de despesas e O texto refere-se ao conflito externo em que se
endividamento prolongado. envolveu o Império Brasileiro, conhecido como a
Guerra
326. (UNESP) O Segundo Reinado, preso ao seu a) da Cisplatina.
contexto histórico, não foi capaz de dar resposta às b) do Chaco.
novas exigências de mudanças. Quando se analisa a c) de Canudos.
desagregação da ordem monárquica imperial d) do Paraguai.
brasileira, percebe-se que ela se relacionou e) dos Farrapos.
principalmente com a:
330. (UNESP) Leia os versos seguintes.
a) estrutura federativa vigente e a conspiração
tutelada pelo exército. "Itália bela, mostre-se gentil
b) bandeira do socialismo levantada pelos e os filhos não a abandonarão
positivistas. senão vamos todos para o Brasil,
c) eliminação da discriminação entre brancos e e não se lembrarão de retornar.
negros. Aqui mesmo ter-se-ia no que trabalhar
d) forte diferenciação ideológica entre os partidos Sem ser preciso para a América emigrar.
políticos.
e) abolição da escravidão e o desinteresse das elites O século presente já nos deixa.
agrárias com a sorte do Trono. o mil e novecentos se aproxima.
A fome está estampada em nossa cara
327. (UNESP) O transporte ferroviário no Brasil, da e para curá-la remédio não há
segunda metade do Século XIX ao início do Século A todo momento se ouve dizer:
XX, mereceu prioritariamente o interesse estatal e eu vou lá, onde existe a colheita do café."
particular. As condições históricas relacionadas com (Canção "Italia bella, mostrati gentile".
a ampliação da rede em ritmo crescente foram: Apud Zuleika M. F. Alvim. Brava gente!)

a) expansão da cafeicultura, principalmente em São Os versos fazem parte de um contexto no qual:


Paulo, e o escoamento da produção para o exterior. a) os italianos emigravam para o Brasil em
b) reservas de minério de ferro, do quadrilátero decorrência de acordos entre os dois países,
ferrífero, pouco acessíveis e demasiado distantes dos envolvendo contratos de trabalhos sazonais para a
centros urbanos mais expressivos. colheita do café.
c) políticas de industrialização e de reflorestamento. b) a imigração italiana foi favorecida pela
d) capitais externos em busca de lucros para a promulgação da Lei de Terras brasileira de 1850 que
indústria automotiva e para as empresas fornecia créditos para compra de lotes para produção
distribuidoras de petróleo. de café.
e) devastações de pinhais para a extração de madeira c) as condições econômicas da Itália favoreciam a
e para a produção de papel. emigração para as regiões cafeeiras em expansão
após a abolição da escravidão no Brasil.
328. (UNESP) No decurso do Primeiro Reinado, d) a industrialização na Itália conduzia o país a uma
vieram à tona conflitos, contradições e crises. No política internacional de acordos com o Brasil para
período Regencial, marcado por agitações sociais e que os italianos se tornassem cafeicultores.
políticas, a grave e prolongada crise econômica e e) a emigração italiana para o Brasil tendia a crescer
financeira começou a ser superada com: devido às propagandas dos grupos pacifistas
realizadas durante as guerras de unificação da Itália.
a) o auge da mineração.
b) o surto da cafeicultura.
c) a utilização do açúcar de beterraba.
d) a lei e a ordem impostas pela Guarda Federal.
e) o aumento na exportação de algodão para os
Estados Unidos.

329. (UNESP) "A Guerra chegara ao fim. As cidades,


as vilas, as aldeias estavam despovoadas. Sobrevivera

www.professorclaudiomar.com.br Página 61
Extensivo/História ____________________________________
331. (UNESP) No século XIX, em suas relações com 334. (UNIRIO) A expansão do café, ocorrida no
os países da América Latina, marcadas por conflitos início do século XIX, na região do rio Paraíba do Sul,
de fronteiras, o Brasil foi favorecida pelo(a):

a) aliou-se à Argentina contra os demais interessados a) deslocamento de capitais até então empregados no
na Bacia do Prata. tráfico africano.
b) incorporou-se ao Vice-Reinado do Prata, opondo- b) investimento do Estado português na importação
se à Argentina. de técnicos e máquinas para aplicação na lavoura.
c) assinou, com o Paraguai e a Bolívia, o Tratado da c) acesso ao comércio europeu após a Abertura dos
Tríplice Aliança. Portos.
d) lutou para garantir o acesso de seus navios a Mato d) aproveitamento de capitais e mão-de-obra antes
Grosso, pelo rio Paraguai. empregados no comércio e na mineração.
e) aliou-se à Argentina e ao Uruguai contra os e) disponibilidade de mão-de-obra oriunda da
interesses ingleses na Bacia do Prata. imigração, iniciada por D. João VI.

332. (UNIRIO) A consolidação do Império nas duas 335. (UNIRIO) A imigração para o Brasil de
primeiras décadas do Segundo Reinado está ligada à expressivos contingentes de europeus, na segunda
(ao): metade do século XIX, pode ser associada à:

a) afirmação do projeto autonomista liberal, pondo a) ampliação da força de trabalho artesanal nas
fim às Rebeliões Provinciais. cidades para atender à produção de exportação.
b) recuperação das lavouras tradicionais, como b) introdução do sistema de parceria na produção de
açúcar, eliminando-se a hegemonia do setor cafeeiro. café, garantindo a continuidade da produção do Vale
c) conciliação entre liberais e conservadores, para do Paraíba.
conter o crescente movimento republicano. c) substituição do trabalho escravo na lavoura, o qual
d) hegemonia do projeto político conservador, entrou em declínio a partir da proibição do tráfico.
centralizado e que projetava a Coroa sobre os d) Lei Áurea, que, ao abolir a escravidão, permitiu a
Partidos. introdução de trabalhadores livres no país.
e) encaminhamento da abolição, garantindo-se a e) valorização do trabalho agrícola, impedindo o
mão-de-obra à lavoura através da imigração. desenvolvimento do setor industrial.

333. (UNIRIO) O envolvimento do Brasil em 336. (UNIRIO) A consolidação do Estado Imperial


sucessivos conflitos na região platina, na segunda brasileiro, na segunda década do Segundo Reinado,
metade do século XIX, pode ser explicado pela (o): pode ser associado à (ao):

a) tradicional rivalidade entre Brasil e Argentina com a) vitória do Partido Liberal, acomodando as
vistas ao controle do estuário do Prata, culminando manifestações autonomistas das Províncias.
com a derrubada de Rosas naquele país. b) reforma da Constituição, limitando a ação do
b) neutralidade do Império em relação à política Poder Moderador.
uruguaia, obrigação assumida quando da c) defesa conservadora da continuidade do tráfico
Independência da Cisplatina. negreiro.
c) independência do Paraguai, apoiada pela d) antecipação da Maioridade, garantindo o apoio
Argentina, e suas pretensões expansionistas sobre o farroupilha à monarquia.
território brasileiro. e) domínio conservador, consolidando a centralização
d) apoio inglês, à restauração do Vice-Reino do Prata, política no poder monárquico.
criando uma unidade de domínio na região.
e) conflito do Império Brasileiro com os países
platinos em torno da competição no comércio de
produtos pecuários.

www.professorclaudiomar.com.br Página 62
Extensivo/História ____________________________________
337. (UNIRIO) A abolição da escravidão 339. (UNITAU) "Principal responsável pelas
materializada pela Lei Áurea, em 1888, sancionou transformações econômicas, sociais e políticas
uma situação inevitável e já existente, como se ocorridas no Brasil na segunda metade do século
observa no(a): XIX, reintegrou a economia brasileira nos mercados
internacionais, contribuiu decisivamente para o
a) caráter de revolução social resultante da fusão do incremento das relações assalariadas de produção e
abolicionismo com os movimentos de resistência possibilitou a acumulação de capital que, disponível,
negra. foi aplicado em sua própria expansão e em alguns
b) retomada da expansão cafeeira no vale do Paraíba, setores urbanos como a indústria, por exemplo. Foi
aproveitando os resultados da imigração. ainda responsável pela inversão na balança comercial
c) substituição, cada vez mais intensa, dos escravos brasileira que, depois de uma história de constantes
por trabalhadores livres nas novas áreas de expansão déficits, passou a superavitária entre os anos de 1861
cafeeira, como o oeste paulista. a 1885".
d) abolição da escravidão nas principais Províncias
do Império, antes da Lei Áurea. O parágrafo acima se refere:
e) pressão diplomática da Grã-Bretanha sobre o a) à Borracha.
Governo do Império, acelerando a publicação da Lei b) ao Cacau.
Áurea. c) ao Algodão.
d) à Cana-de-Açúcar.
338. (UNIRIO) Art.1° As embarcações brasileiras e) ao Café.
encontradas em qualquer parte, as estrangeiras
encontradas nos portos, enseadas, ancoradouros, ou 340. (UNITAU) A partir do golpe da maioridade, em
mares territoriais do Brasil, tendo a seu bordo 1840, a vida partidária brasileira resumiu-se a dois
escravos, cuja importação é proibida por Lei de 7 de partidos: o antes partido progressista passou a
novembro de 1831, ou havendo-se desembarcado, chamar-se partido liberal e o regressista passou a
serão apreendidas pelas autoridades, ou pelos navios chamar-se partido conservador. Pode-se considerar
de guerra brasileiros, e consideradas importadoras de como característica desses partidos:
escravos.
(Lei n° 531 de 4 de setembro de 1850. Estabelece medidas para a a) Os partidos do império sempre tiveram
repressão do tráfico de africanos neste império. In:
plataformas políticas bem definidas.
ORGANIZAÇÕES E PROGRAMAS MINISTERIAIS. Rio de
Janeiro, Arquivo Nacional, 1962.) b) As divergências entre as várias classes da
sociedade brasileira estavam representadas nos
A respeito dos diversos resultados que a lei anterior programas partidários.
trouxe para a situação da mão-de-obra, no Império, c) Do ponto de vista ideológico, não havia diferenças
podemos afirmar corretamente que o(a): entre os liberais e conservadores, pois eram "farinha
do mesmo saco".
a) acesso à terra, como uma forma de atrair os d) Os conservadores sempre estiveram no poder e os
imigrantes dispostos a trabalhar no país, foi liberais sempre estiveram na oposição.
facilitado. e) Ambos tinham influência ideológica externa nos
b) fracasso da experiência da parceria desestimulou a seus programas, apesar de proibido por lei.
política de imigração no Império, a qual só foi
retomada na República. 341. (UFPB) Sobre as insurreições ocorridas durante
c) existência do comércio interno de escravos o Período Regencial e o II Reinado, relacione o
resolveu completamente a demanda de mão-de-obra movimento social à esquerda com sua característica à
da cafeicultura do centro-sul. direita.
d) lei favoreceu o sucesso das experiências ligadas às
colônias de parceria, principalmente aquelas (1) Praieira
empreendidas pelo senador Vergueiro. (2) Balaiada
e) intensificação do tráfico interprovincial transferiu
grandes contigentes de escravos do norte para o
centro-sul do país.

www.professorclaudiomar.com.br Página 63
Extensivo/História ____________________________________
(3) Sabinada e) a maior participação de eleitores das áreas urbanas
(4) Farroupilha ao se abolir o voto censitário e se limitar o voto aos
(5) Cabanagem alfabetizados.

( ) Rebelião iniciada em 1835 na província do 344. (UNESP) A República brasileira emergiu no


Grão-Pará, que levou as camadas populares auge de um processo cujas raízes se encontravam no
ao poder. II Reinado. Assinale a alternativa INCORRETA:
( ) Revolta ocorrida na Bahia em 1837, com
predominância das camadas médias urbanas a) A campanha abolicionista acabou por se confundir
de Salvador. com a campanha republicana.
( ) Revolta de sertanejos (vaqueiros e b) Nos termos da primeira Constituição Republicana
camponeses) e negros escravos, que abalou o o Brasil era uma República Federativa
Maranhão de 1838 e 1841. Presidencialista e o Estado permaneceu atrelado à
( ) A mais longa revolta da história do Império Igreja.
brasileiro, ocorrida no Rio Grande do Sul, de c) Para certos segmentos da sociedade, entre eles os
1835 a 1845. cafeicultores, a forma republicana de governo era
concebida como moderna avançada e mais eficiente.
O preenchimento dos parênteses está d) No primeiro aniversário da implantação do regime
sequenciadamente correto em: republicano foi instalado o Congresso Constituinte e
a) 1, 3, 4, 2 em 24/02/1891 foi promulgada a Constituição.
b) 2, 1, 4, 5 e) Os militares, influenciados pelas idéias do
c) 5, 3, 2, 4 positivismo, uniram-se à camada média da sociedade
d) 3, 4, 1, 2 contra os monarquistas.
e) 1, 2, 3, 4
345. (PUCRS) Responder à questão sobre a década
342. (UNAERP) Assinale a alternativa incorreta: de 1940 no Brasil, com base nos trechos da música
"Brasil Pandeiro", composta em 1940 por Assis
a) O Clube da Maioridade tinha como objetivo lutar, Valente, um dos maiores compositores de samba
junto à Assembléia Nacional, pela antecipação da desse período.
maioridade de Pedro de Alcântara.
b) Os principais representantes do Clube da "Chegou a hora dessa
Maioridade eram os irmãos Martin Francisco e gente bronzeada
Antônio Carlos de Andrada e Silva. mostrar seu valor!
c) O Clube da Maioridade teve o apoio das classes Eu fui à Penha
dominantes e uniu políticos progressistas e parte dos E pedi à padroeira
regressistas. Pra me ajudar
d) Em 1840, a Assembléia Nacional aprovou a tese Salve o morro do Vintém
da Maioridade e Pedro Alcântara apesar de seus 15 Pindura-Saia
anos incompletos, foi considerado apto para assumir eu quero ver (...)
a chefia do Estado Brasileiro. O Tio Sam tocar pandeiro
e) O Clube da Maioridade, permitiu que D. Pedro Para o mundo sambar
assumisse o poder no dia 20 de dezembro de 1840, O Tio Sam está querendo
marcando o início do Primeiro Reinado. conhecer a nossa batucada
anda dizendo
343. (FUVEST) Caracteriza o processo eleitoral que o molho da baiana
durante a Primeira República, em contraste com o melhorou seu prato
vigente no Segundo Reinado: Vai entrar no cuzcuz
acarajé e abará
a) a ausência de fraudes, com a instituição do voto Na Casa Branca
secreto e a criação do Tribunal Superior Eleitoral. já dançou a batucada
b) a ausência da interferência das oligarquias com Ioiô e Iaiá
regionais, ao se realizarem as eleições nos grandes Brasil esquentai
centros urbanos. vossos pandeiros
c) o crescimento do número de eleitores, com a lluminai os terreiros
extinção do voto censitário e a extensão do direito do Que nós queremos sambar!!!
voto às mulheres.
d) a possibilidade de eleições distritais e a criação de Segundo a letra da música, é correto afirmar que este
novos partidos políticos para as eleições samba
proporcionais.
a) retrata a política antiimperialista promovida pelo
governo Vargas.

www.professorclaudiomar.com.br Página 64
Extensivo/História ____________________________________
b) faz alusão à "política de boa-vizinhança" entre o 347. (FAAP) Em apenas uma alternativa é falsa a
Brasil e os Estados Unidos. correspondência entre a data e o fato importante:
c) critica à "americanização" da música brasileira
neste período. a) 1840 - O "Golpe da Maioridade" deu início ao II
d) se refere à necessidade de exportação da música Reinado
brasileira para os Estados Unidos. b) 1842 - Revoluções liberais em São Paulo e Minas
e) exalta a cultura baiana em detrimento das c) 1847 - Criação do cargo de Presidente do Conselho
contribuições norte-americanas. de Ministros
d) 1848 - Os praieiros revoltaram-se em Pernambuco
346. (UFRGS) Leia as afirmativas a seguir, referentes e) 1887 - A Lei Eusébio de Queirós proibiu o tráfico
à Guerra do Paraguai (1864-1870). de escravos
I. A forte retração demográfica verificada no
Paraguai durante o confronto bélico ocorreu devido 348. (UERJ) Em 1988, quando se comemorou o
às mortes em combate, às epidemias e à fome. centenário da Lei Áurea, comentava-se em muitas
II. Um dos elementos deflagradores dessa Guerra foi cidades do Brasil, de forma irônica, que existiria uma
a intervenção brasileira no Uruguai, que culminou cláusula no texto dessa lei que revogaria a liberdade
com a deposição do presidente Atanásio Aguirre. dos negros depois de cem anos de vigência.
III. O conflito envolvendo o Paraguai versus a
Tríplice Aliança foi decorrência exclusiva dos O surgimento de tais comentários está relacionado à
interesses econômicos do imperialismo britânico na seguinte característica social:
América do Sul. a) surgimento do "apartheid"
b) permanência do racismo
Quais estão corretas? c) formação da sociedade de classe
a) Apenas I. d) decadência do sistema de estamentos
b) Apenas II.
c) Apenas III.
d) Apenas I e II.
e) I, II e III.

www.professorclaudiomar.com.br Página 65
Extensivo/História ____________________________________

Gabarito
1–FVFVV 2–VFVFV 3 – 07 4–C 5–D 6–B
7–D 8–E 9–C 10 – E 11 – B 12 – D
13 – C 14 – A 15 – C 16 – E 17 – C 18 – C
19 – D 20 – C 21 – C 22 – A 23 – C 24 – E
25 – C 26 – E 27 – C 28 – D 29 - E 30 – A
31 – D 32 – A 33 – B 34 – D 35 – D 36 – C
37 – C 38 – B 39 – B 40 – A 41 – A 42 – C
43 – B 44 – C 45 – E 46 – C 47 – D 48 – C
49 – A 50 – D 51 – C 52 –C 53 – E 54 –D
55 – A 56 – B 57 –E 58 – B 59 –D 60 – C
61 – C 62 – C 63- C 64 – VFVF 65 – E 66 – A
67 – VVVFF 68 – D 69 – 57 70 – D 71 – A 72 – A
73 – D 74 – D 75 – B 76 - B 77 – E 78 – A
79 – E 80 – B 81 – A 82 – B 83 – C 84 – E
85 – A 86 – A 87 – A 88 – B 89 – E 90 – D
91 – E 92 – A 93 – D 94 – C 95 – D 96 – A
97 – 12 98 – E 99 – E 100 – B 101 – C 102 – 20
103 – 59 104 – E 105 – C 106 – VFVF 107 – A 108 – VVVFF
109 – 57 110 – B 111 – D 112 – B 113 – A 114 – D
115 – C 116 – E 117 – B 118 – C 119 – E 120 - E
121 – B 122 – A 123 – A 124 – A 125 – B 126 – C
127 – E 128 – E 129 – B 130 – E 131 – D 132 – A
133 – D 134 – B 135 – D 136 – D 137 – B 138 – D
139 – C 140 – B 141 – B 142 – A 143 –B 144 – E
145 – C 146 – A 147 – C 148 – C 149 – B 150 – B
151 – B 152 – E 153 – D 154 – B 155 – C 156 – E
157 – C 158 – C 159 – E 160 – 29 161 – 29 162 – A
163 – D 164 –A 165 – E 166 – C 167 – B 168 – B
169 – D 170 – A 171 – E 172 – C 173 – D 174 – E
175 – D 176 – D 177 – VVVVF 178 – 58 179 – 03 180 – D
181 – B 182 – VVVFF 183 – VVF 184 – 23 185 – 34 186 – 01
187 – E 188 – D 189 – A 190 – E 191 – D 192 –D
193 – E 194 – A 195 – C 196 – D 197 - A 198 – C
199 – A 200 – E 201 – A 202 – D 203 – E 204 – B
205 – D 206 – C 207 – D 208 – E 209 – A 210 – C
211 – C 212 – A 213 – C 214 – D 215 – B 216 – C
217 – E 218 – E 219 – A 220 – B 221 – B 222 – E
223 – C 224 – A 225 – B 226 – D 227 – D 228 – C
229 – D 230 – A 231 – B 232 –C 233 – D 234 – D
235 – B 236 – B 237 – B 238 – E 239 – B 240 – A
241 – E 242 – B 243 – A 244 – D 245 – E 246 – C
247 – D 248 – A 249 – B 250 – B 251 – B 252 – A
253 – A 254 – E 255 – C 256 –A 257 – C 258 – A
259 – A 260 – E 261 –B 262 – D 263 – E 264 – C
265 – C 266 – B 267 – C 268 – A 269 – C 270 – E
271 – B 272 – B 273 – C 274 – D 275 – D 276 – A
277 – A 278 – D 279 – C 280 – B 281 – A 282 – A
283 – A 284 – B 285 – A 286 – E 287 – C 288 – A
289 – D 290 – E 291 – E 292 – B 293 – FFFV 294 – D
295 – C 296 – C 297 – A 298 – C 299 – C 300 – A
301 – A 302 – VVVVF 303 –D 304 – C 305 – D 306 – B
307 – B 308 – B 309 – E 310 – C 311 – A 312 – E
313 – C 314 – D 315 – B 316 – E 317 – D 318 – D
319 – A 320 – FVFV 321 – VFFV 322 – FVFF 323 – VFVF 324 – B
325 -D 326 - E 327 -A 328 -B 329 -D 330 -C
331 -D 332 - D 333 -A 334 -D 335-C 336 -E
337 -C 338 – E 339 -E 340 -C 341 -C 342 -E
343 -E 344 -B 345-B 346 -D 347 -E 348 -B

www.professorclaudiomar.com.br Página 66
Extensivo/História ____________________________________

www.professorclaudiomar.com.br Página 67