Você está na página 1de 108

Física

CINEMÁTICA ESCALAR

Livro Eletrônico
HÉRICO AVOHAI

Graduado em Física pela UNB e pós-graduado


em Criminalística. É professor de Física, Mate-
mática, Raciocínio Lógico e Criminalística, tendo
começado a lecionar em 2000, tanto para o ní-
vel médio quanto para cursos preparatórios para
concursos. Foi aprovado em diversos concursos.
Desde 2010 é Perito Criminal da Polícia Científi-
ca do Estado de Goiás e atualmente está à dis-
posição da Força Nacional de Segurança Pública.
divisão
de custos

CONCURSOS
CURSOS PARA

Whatsapp

Facebook

Gmail

ClIqUe PaRa InTeRaGiR


FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

SUMÁRIO
Cinemática Escalar......................................................................................4
Apresentação..............................................................................................4
1. Conceitos Básicos....................................................................................5
1.1. Velocidade Escalar Média.......................................................................5
1.2. Aceleração Escalar Média.......................................................................9
2. Movimento Retilíneo e Uniforme (MRU)..................................................... 11
2.1. Classificação do MRU........................................................................... 11
2.2. Gráficos do MRU................................................................................. 19
3. Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV).................................. 26
3.1. Classificação do MRUV......................................................................... 27
3.2. Equação Horária do MRUV.................................................................... 28
3.3. Função da Velocidade do MRUV............................................................. 30
3.5. Equação de Torricelli............................................................................ 39
3.6. Gráficos do MRUV............................................................................... 41
Resumo.................................................................................................... 50
Questões de Concurso................................................................................ 51
Gabarito................................................................................................... 66
Gabarito Comentado.................................................................................. 67

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

CINEMÁTICA ESCALAR

Apresentação

Diga aí, futuro(a) servidor(a)? Tudo bem contigo? Tá animado(a)?

Eu estou muito bem e continuo na torcida pelo seu sucesso!!

Na primeira aula, você aprendeu a diferença entre grandezas escalares e veto-

riais, a definição de vetor, como calcular a soma vetorial e também determinar o

seu módulo. Além disso, estudou sobre o deslocamento vetorial e a distância per-

corrida. Não se esqueça de ter DISCIPLINA e TREINAMENTO!! E acredite, só

depende de você !!!

Nesta próxima aula, deixaremos um pouco de lado o nosso querido VETOR

e trabalharemos com as grandezas escalares do movimento.

No final desta aula, você aprenderá, ou melhor, lembrará as definições de velo-

cidade e aceleração, identificará os diferentes tipos de movimentos e interpretará

os seus respectivos gráficos.

Então, vamos deixar de coisa e começar nossos estudos!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

1. Conceitos Básicos

A definição de CINEMÁTICA ESCALAR é dada pela parte da física que es-

tuda os movimentos sem se preocupar com a sua causa.

Professor, explique esse negócio de sem se preocupar com a sua causa?

Certo! Sem se preocupar com a sua causa significa que estudaremos os movi-

mentos sem estudar o porquê que eles acontecem. A causa e a consequência de

um movimento serão estudadas mais à frente pela DINÂMICA.

Agora, eu te pergunto: o que você entende por VELOCIDADE?

Acredito que, quando falamos em velocidade, logo pensamos em algo que se

movimenta! Tá certo, mas você não pode esquecer que o movimento de um corpo

é sempre relativo, ok?

1.1. Velocidade Escalar Média

É uma grandeza escalar que mede a distância percorrida por um móvel em um

determinado intervalo de tempo.

Como na física quase tudo é transformado em fórmula, temos que a velocidade

escalar média pode ser calculada como:

distância total percorrida


Vm =
Intervalo de tempo

ΔS
Vm =
Δt

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Onde:

• ΔS = S - So, S é a posição final e So é a posição inicial;

• Δt = t - to, t é o tempo final e to é o tempo inicial;

• a unidade no SI é dada por m/s (metros por segundo).

Quando a velocidade escalar média de um móvel é 30 m/s, significa que ele

percorre 30 metros a cada segundo. Fácil, né!?

Você já deve ter observado que muitas velocidades no seu dia a dia estão em km/h

(quilômetros por hora), e é verdade também que muitas questões dão a velocidade

em uma unidade de medida e na hora de colocar na fórmula você deve transformar

para outra.

Então, grave isto:

Para transformar de m/s para km/h, basta multiplicar por 3,6; e para transformar

de km/h para m/s basta dividir por 3,6.

Assim:

30 m/s  km/h

30 x 3,6 = 108 km/h.

72 km/h  m/s

72/3,6 = 20 m/s.

Professor, a velocidade que o velocímetro de um veículo marca é a velocidade

escalar média?

Boa pergunta, futuro(a) servidor(a) público(a)!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Porém o velocímetro mede a velocidade do veículo naquele instante, certo? En-

tão damos o nome de VELOCIDADE ESCALAR INSTANTÂNEA.

1. (IPAD/PC-PE/PERITO/2006) Um carro de polícia partiu do Recife às 10 h e 40

min e chegou a Vitória de Santo Antão às 11h e 20 min. Se a distância total per-

corrida foi de 56 km, determine a velocidade média do veículo.

a) 82 km/h.

b) 84 km/h.

c) 86 km/h.

d) 88 km/h.

e) 90 km/h.

Letra b.

Candidato(a), toda questão de física você deve:

• 1º – coletar os dados;

• 2º – verificar quais as unidades de medida que estão envolvidas.

Então vamos lá:

Dados do enunciado:

t0 = 10h40min

t = 11h20min

Δt = t - to = 11h20 min - 10h40 min = 40 min

ΔS = 56 km

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Observe que o intervalo de tempo está em minutos e a distância percorrida está em

quilômetros, então temos que transformar o intervalo de tempo para horas, pois a

resposta é dada em km/h.

Tá fácil!!!! Pois sabemos que 1h = 60min, então para transformar, basta dividir

40min por 60.


40 2
= h, acho mais fácil deixar em fração para calcularmos a velocidade.
60 3
Substituindo na fórmula da velocidade escalar média,

ΔS
vm =
Δt

56
vm =
2
3

Divisão de frações, tá lembrado(a)? Mantém a primeira fração e multiplica pelo in-

verso da segunda.

3
vm = 56 .
2

Questão nível molezinha, concorda? Se não, refaça daquele jeito que falei na pri-

meira aula!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

1.2. Aceleração Escalar Média

É uma grandeza escalar que mede a variação da velocidade de um móvel em

um determinado intervalo de tempo.

Transformando em fórmula, temos que a aceleração escalar média pode ser

calculada como:

Variação da velocidade
a=
Intervalo de tempo

Δv
a=
Δt

Onde:

• Δv = v - vo, v é a velocidade final e vo é a velocidade inicial;

• Δt = t - to, t é o tempo final e to é o tempo inicial;

• a unidade no SI é dada por m/s2 (metros por segundo ao quadrado).

Isso significa que, se a aceleração escalar média de um móvel é 5 m/s2, ele tem

a velocidade variada em 5 m/s a cada segundo.

2. (CESPE/PM-AL/OFICIAL/2012) Considere que, durante uma perseguição policial,

uma viatura conduzida por um oficial combatente tenha atingido 100 km/h em 11,2

s, tendo partido do repouso em um movimento retilíneo uniformemente acelerado.

Nessa situação, o módulo da aceleração escalar da viatura, nesse percurso, foi

a) inferior a 0,3 m/s².

b) superior ou igual a 0,3 m/s² e inferior a 1 m/s².

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

c) superior ou igual a 1 m/s² e inferior a 5 m/s².

d) superior ou igual a 5 m/s² e inferior a 9 m/s².

e) superior ou igual a 9 m/s².

Letra c.

Apesar de não termos conversados sobre o Movimento Retilíneo Uniformemente

Variado ainda, você resolverá a questão utilizando a definição de aceleração!

Dados do enunciado:

Se a viatura parte do repouso, então a sua velocidade inicial é zero.

Velocidade final v = 100 km/h

Δt = 11,2s

Observe que o intervalo de tempo está em segundos e a velocidade está em qui-

lômetros por hora, então temos que transformar a velocidade para metros por se-

gundo, pois a resposta é dada em m/s2.

Transformando 100 km/h para m/s.

100/3,6 = 27,77 m/s.

Substituindo na fórmula da velocidade escalar média,

Δv
a=
Δt

27,77
a=
11,2

Outra questão nível molezinha, concorda? Não pode errar!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Agora que você já sabe as definições de velocidade e aceleração, podemos co-

nhecer os tipos de movimento.

2. Movimento Retilíneo e Uniforme (MRU)

Como o próprio nome está falando, MOVIMENTO RETILÍNEO E UNIFORME,

que pode ser chamado de MRU, é aquele em que a trajetória é em linha reta e a

velocidade é constante, ou seja, o móvel percorrerá distâncias iguais em intervalos

de tempo iguais.

No desenho acima, o veículo percorre distâncias iguais em intervalos de tempo

iguais.

Então as características do MRU são:

• velocidade constante; e

• aceleração igual a zero.

2.1. Classificação do MRU

O MRU pode ser de dois tipos:

• movimento progressivo: quando o móvel está se movimentando para o

lado positivo da trajetória, a velocidade será positiva;

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

• movimento retrógrado: quando o móvel está se movimentando para o lado

negativo da trajetória, a velocidade será negativa.

Então caro(a) aluno(a), a velocidade positiva ou negativa só significa para que

lado da trajetória o móvel está se movimentando, ok!? Sem mistério algum!

Todo movimento pode ser descrito a partir de uma função, a qual chamamos de

EQUAÇÃO HORÁRIA DO MRU.

A Equação Horária do MRU descreve o movimento do móvel em qualquer ins-

tante a partir de to =0.

Considere a equação da velocidade, sabendo que ela é constante e igual a v:

Δv
v=
Δt

S - So
v=
t - to

Considerando to =0.

S - So
v=
t
S - So = vt

Tá aí, a Equação Horária do MRU:

S = So + vt

Lá em um tempo distante, meu professor dizia: “Sentada Sozinha vovó tecia”.

Se você gosta de frases para memorizar, taí uma boa.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Onde:

• S é a posição final;

• So é a posição inicial;

• v é a velocidade;

• t é o tempo.

Professor, a equação horária do MRU é uma função do primeiro grau?

Muito bem, essa equação é do 1º grau e também pode ser chamada de função

afim, pois o grau (expoente) da variável t é igual a 1.

Vamos aprender a ler essa equação?

Por exemplo:

Considere que um móvel se desloca segundo a equação:

S = 20 + 30t (S  m e t  s)

Quais as conclusões que podemos tirar disso?

Pois bem, comparando a equação do móvel com a equação do MRU, fica fácil

observar quem está no lugar de quem:

S = 20 + 30t <-> S = So + vt

Quem está no lugar de So?

Tá fácil, é o 20!

Logo, podemos dizer que So = 20 m, ou seja a posição inicial desse móvel é 20.

Quem está no ligar de v?

Moleza!! É o 30.

Então v = 30 m/s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Muito bem!! Outra pergunta, o movimento é progressivo ou retrógrado?

Basta olharmos o sinal da velocidade que é (+), logo o movimento é progressivo.

Podemos dizer que esse móvel sai da posição inicial 20 m, se movimenta com

velocidade constante de 30m/s e para o lado positivo da trajetória, ficou claro?

Outro item que devemos saber é como calcular a posição do móvel em deter-

minado instante (tempo).

Por exemplo: considerando ainda a equação S = 20 + 30t, qual é a posição des-

se móvel no instante t = 5 s.

Fácil, fácil, basta substituir o valor de t.

S = 20 + 30t

S = 20 + 30.5

S = 20 + 150

S = 170 m

Então no instante t = 5 s, o móvel estava na posição 170 m.

Show de bola!!!

Então calcule pra mim a distância percorrida por esse móvel entre os instantes

t1 = 3 s e t2 = 4 s.

Substituindo t1 = 3 s

S1 = 20 + 30t

S1 = 20 + 30.3

S1 = 20 + 90

S1 = 110 m

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Substituindo t2 = 4 s

S2 = 20 + 30t

S2 = 20 + 30.4

S2 = 20 + 120

S2 = 140 m

Logo, a distância percorrida será ∆S = 140 – 110 = 30m.

Será que você conseguiria desenhar a trajetória desse móvel até aqui?

É só pegar os dados que você já tem.

Diga aí, o que achou do MRU até agora? Espero que esteja acompanhando.

Outra pergunta que o examinador pode fazer é em qual instante (tempo) esse

móvel passa pela origem?

É só você substituir S por zero que é a origem da trajetória.

S = 20 + 30t

0 = 20 + 30.t

30t = - 20

t = -20/30 = - 0,666...

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Mas, professor!!! Tempo negativo???? Existe???

Sempre atento(a), futuro(a) servidor(a)! Tô vendo que você não vai deixar pas-

sar nada em uma blitz!! Muito bem!!

Exatamente, tempo negativo não existe, então podemos concluir que esse mó-

vel não passa pela origem!!

3. (CEBRASPE/SEDUC-ES/PROFESSOR/2010) Suponha que, simultaneamente, um

carro parta de São Paulo para o Rio de Janeiro com velocidade constante de 120

km.h-1, e outro, do Rio de Janeiro para São Paulo com a velocidade constante de

100 km.h-1, ambos seguindo pela mesma estrada. Com base nessas informações

e sabendo que a distância entre São Paulo e Rio de Janeiro é de 400 km, julgue o

próximo item.

Os carros deverão se encontrar após 1h 49min.

Certo.

Questão ótima!!!

Primeiramente, temos que tentar desenhar a situação para coletar os dados, vamos

nessa!!!

Um carro parte de SP, que iremos chamar de V1, e o outro, parte do RJ, V2.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Agora você escolhe a origem, ok?

Colocando em SP, a posição inicial de V1 será 0 e a posição inicial de V2 será 400km.

Muito bem, observe que para direita é o lado positivo da trajetória e para esquerda,

o negativo, isso por causa da escolha da origem em SP. E o que isso implica?

Implica no sinal das velocidades de V1 e de V2.

V1 está se movimentando para o lado positivo da trajetória, então sua velocidade

será positiva V1 = + 120 km/h.

V2 está se movimentando para o lado negativo da trajetória, então sua velocidade

será negativa V2 = – 100 km/h.

Pronto!!! Agora você já pode montar as equações horárias de cada veículo, lem-

brando que S está em km e t em h. (S = So + vt)

Pra V1, substituindo os dados que temos:

S1 = 0 + 120t

S1 = 120t

Pra V2, substituindo os dados que temos:

S2 = 400 – 100t

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Pronto, você está com o queijo e a faca na mão, qualquer pergunta que o exami-
nador fizer você encontrará o resultado.
Voltando ao item, ele pergunta qual o tempo de encontro dos carros.
Bom, pense comigo!!! Se eles vão se encontrar, a posição de V1 deve ser a mesma
de V2.

S1 = S2

Substituindo as equações encontradas

120t = 400 – 100t


120t + 100t = 400
220t = 400
t = 1,82 h

Transformando

1,82h = 1h + 0,82h

Como 1 h = 60 min, então só multiplicar:

1h + 0,82x60min
1h 49,2min

Que é mais que 1h 49min, logo o item está CERTO.

Não deixe de treinar (por repetição) a resolução das questões, foi o nosso combi-

nado, lembra?? Tô confiando!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

2.2. Gráficos do MRU

Agora que você está se familiarizando novamente com o MRU, podemos conver-

sar sobre os gráficos que regem esse movimento.

Serão dois somente: o gráfico do espaço em função do tempo (Sxt) e o gráfico

da velocidade em função do tempo (Vxt).

Gráfico Sxt

Lembra quando você me relembrou que a equação horária do MRU é uma fun-

ção do primeiro grau? Muito bem, se é uma função do primeiro grau, você lembra

que tipo de gráfico é esse?

Se você está se lembrando do 1º bimestre do 1º ano, o gráfico é uma RETA, que

pode ser crescente ou decrescente, e quem vai reger isso será a velocidade do móvel.

Será crescente quando a velocidade for positiva:

Será decrescente quando a velocidade for negativa

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Vamos pegar o exemplo daquele móvel que tem a equação horária do MRU:

S = 20 +30t

A velocidade é positiva, então o gráfico é crescente. No instante t=0s, a posição

inicial do móvel é 30m, da seguinte forma:

Tudo certo?

Se você quiser, pode pegar os outros dados para completar o gráfico.

Observe, ainda, que o móvel não passa pela origem, pois a reta não corta o eixo x.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

4. (UNIFOR-CE/VESTIBULAR) Um móvel se desloca, em movimento uniforme, so-

bre o eixo x durante o intervalo de tempo de t0 = 0 a t1 = 30 s. O gráfico repre-

senta a posição x, em função do tempo t, para o intervalo de t = 0 a t = 5,0 s. O

instante em que a posição do móvel é – 30 m, em segundos, é

a) 10.

b) 15.

c) 20.

d) 25.

e) 30.

f)

Letra d.

Analisando o gráfico, observamos dois pontos conhecidos:

Se t0 = 0s, S0 = 20m.

Se t1 = 5s, S1 = 10m.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Substituindo na equação horária S1 = S0 +vt1, temos:

S1 = S0 +vt1

10 = 20 +v.5

5v = 10 – 20

5v = – 10

v = – 2 m/s

Note que a velocidade é negativa, conforme a reta decrescente do gráfico.

Para encontrar o instante em que a posição do móvel é – 30m, temos que substituir

novamente na equação horária do MRU.

S = 20 – 2.t

– 30 = 20 – 2.t

2t = 20+30

2t = 50

t = 25 s

Gráfico Vxt

O gráfico da velocidade no MRU será uma reta constante, podendo ser positiva

ou negativa, só depende para qual lado da trajetória o móvel está se movimentando.

Será acima do eixo x quando a velocidade for positiva:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Será abaixo do eixo x quando a velocidade for negativa

Por exemplo, qual o gráfico da velocidade em função do tempo da equação ho-

rária S = 20 +30t?

Então, futuro(a) servidor(a), esse gráfico é moleza, não tem mistério, ok?

O que você ainda deve saber é que o valor da distância percorrida é o valor da

área do gráfico.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

5. (IPAD/PC-PE/PERITO/2006 – adaptada) O gráfico a seguir mostra as velocidades

de dois carros, A e B, que trafegam no mesmo sentido ao longo de uma via plana

e reta. No instante t = 0 os carros estão alinhados num mesmo semáforo. Quais as

distâncias percorridas pelos dois carros de 0 a 2s, respectivamente?

a) 20m e 30m.

b) 20m e 20m.

c) 20m e 10m.

d) 10m e 20m.

e) 30m e 20m.

Letra c.

A distância percorrida será o valor da área do gráfico.

Para o carro A, note que a área do gráfico é um retângulo.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

A área do retângulo é dada por Aret = bxh (base vezes altura).

Substituindo os valores, temos:

Aret = bxh

Aret = 2x10

Aret = 20

Distância percorrida pelo carro A é 20 m.

Para o carro B, apesar da velocidade ser variada, calcularemos do mesmo jeito!

Note que a área do gráfico é um triângulo.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

bxh
A área do triângulo é dada por A = (base vezes altura dividido por dois)
2
Substituindo os valores, temos:

bxh
A=
2

2x10
A=
2

A = 10

Distância percorrida pelo carro B é 10 m.

3. Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV)

Aqui, caro(a) aluno(a), segue a mesma linha de raciocínio, o MOVIMENTO

RETILÍNEO UNIFORMEMENTE VARIADO, que pode ser chamado de MRUV,

é aquele em que a trajetória é em linha reta, a velocidade é variável e a acelera-

ção é constante, ou seja, o móvel percorrerá distâncias variadas em intervalos de

tempo iguais.

=
=

No desenho acima, o veículo percorre distâncias variadas em intervalos de tem-

po iguais.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Então as características do MRUV são:

• velocidade variável; e

• aceleração constante.

3.1. Classificação do MRUV

O MRUV pode ser de quatro tipos:

• Movimento progressivo e acelerado (V>0 e a>0): quando o móvel

está se movimentando para o lado positivo da trajetória e aumentando a

sua velocidade.

• Movimento progressivo e retardado (V>0 e a<0): quando o móvel está se

movimentando para o lado positivo da trajetória e diminuindo a sua velocidade.

• Movimento retrógrado e acelerado (V<0 e a<0): quando o móvel está

se movimentando para o lado negativo da trajetória e aumentando a sua

velocidade.

• Movimento retrógrado e retardado (V<0 e a>0): quando o móvel está

se movimentando para o lado negativo da trajetória e diminuindo a sua

velocidade.

A dica é: quando a velocidade e a aceleração possuem o mesmo sinal, o mo-

vimento é acelerado; quando possuem sinais opostos, o movimento e retardado.

Futuro(a) servidor(a), você viu uma equação que rege o MRU e existem três

equações que regem o MRUV. A boa notícia é que com essas quatro equações você

conseguirá resolver qualquer, eu disse QUALQUER, questão sobre movimento. Mais

à frente, conversaremos sobre isso de novo!

Vamos relembrar as três equações que regem o MRUV.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

3.2. Equação Horária do MRUV

Da mesma forma do MRU, o MRUV também pode ser descrito a partir de uma

função, que chamamos de EQUAÇÃO HORÁRIA DO MRUV.

A Equação Horária do MRUV descreve o movimento do móvel em qualquer ins-

tante a partir de to =0.

Ela é dada por:

a 2
S = S0 + v0t + t
2

Tem frasezinha, professor?

Rsrsrs, tem sim! “Sentado Sozinho Vendo Tevê até Meia-Noite”.

Onde:

• S é a posição final;

• So é a posição inicial;

• V0 é a velocidade inicial;

• a é a aceleração;

• t é o tempo.

Acredito que você já deve ter olhado para o expoente t e se lembrado de que se

trata de uma função do segundo grau!!!

Isso mesmo, pode ser chamada também de função quadrática.

Vamos aprender a ler essa equação?

Por exemplo:

Considere que um móvel se desloca segundo a equação:

S = 6 + 5t – t2 (S  m e t  s)

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Quais as conclusões que podemos tirar disso?

Pois bem, comparando a equação do móvel com a equação do MRUV, fica fácil

observar quem está no lugar de quem:

a 2
S = 6 + 5t – t2 <-> S = S0 + v0t + t
2

Quem está no lugar de So?

Tá fácil, é o 6!

Logo, podemos dizer que So = 6 m, ou seja a posição inicial desse móvel é 6.

Quem está no ligar de V0?

Moleza!! É o 5.

Então V0 = 5 m/s.

Quem está no lugar de a?

Aqui temos que ter um pouco mais de cuidado, pois se você observar, temos que

pegar quem é o coeficiente de t2.

O coeficiente de t2 na equação do móvel é – 1, já o coeficiente na fórmula é a/2,

então devemos igualar os dois coeficientes para encontrar o valor de a.

a
= -1
2

Muito bem!! Outra pergunta, classifique o movimento inicial desse móvel.

Basta olharmos os sinais da velocidade e da aceleração!

A velocidade é positiva e a aceleração é negativa, então o movimento é progres-

sivo e retardado.

Podemos dizer que esse móvel, inicialmente (t = 0s), está na posição 6 m, com

velocidade inicial igual a +5 m/s e se movimenta para o lado positivo da trajetória

diminuindo a sua velocidade. Ficou claro?

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Podemos também calcular a posição do móvel em determinado instante (tempo).

Por exemplo:

Considerando ainda a equação horária do MRUV, S = 6 + 5t – t2, qual é a posição

desse móvel no instante t = 3 s?

Fácil, fácil, basta substituir o valor de t.

S = 6 + 5t - t2

S = 6 + 5 . (3) - (3)2

S = 6 + 15 - 9

S = 12m

Então no instante t = 3 s, o móvel estava na posição 12 m.

Show de bola!!!

3.3. Função da Velocidade do MRUV

A função da velocidade é dada por:

v = v0 + at

Onde:

• V é a velocidade final;

• V0 é a velocidade inicial;

• a é a aceleração;

• t é o tempo.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

E a frase?

“Vi vovó assistindo TV”.

Será que você conseguiria encontrar a função a velocidade do exemplo anterior?

Vamos aos dados:

V0 = +5 m/s e a = –2 m/s2. Substituindo na função da velocidade, temos:

V = 5 - 2t

Achou tranquilo? Qualquer dúvida, não deixe de entrar em contato.

De posse dessa função, eu te pergunto, qual é a velocidade desse móvel no

instante t = 1 s?

Tente fazer antes de ver a resolução, substitua t por 1.

V = 5 - 2t

V = 5 - 2.1

V=5-2

Algo importante que devemos saber é que, no MRUV, o móvel pode inverter o

sentido, ou seja, está se movimentando para o lado positivo da trajetória, parar e

começar a se movimentar para o lado negativo da trajetória, e vice-versa.

Como encontraremos isso?

Existem duas maneiras.

A primeira é substituindo a velocidade por zero. Pois você calculará o instante

em que a velocidade do móvel chega a zero e logo após inverte o movimento.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

V = 5 - 2t

0 = 5 - 2t

2t = 5
5
t=
2
t = 2,5s

Logo o instante em que esse móvel inverte o movimento será 2,5s.

Professor, se o tempo fosse negativo, o móvel não inverteria a posição?

Exatamente, pois não existe tempo negativo!

A segunda maneira é pela equação horária do MRUV.

Nesse caso, você precisará relembrar os conceitos matemáticos de função qua-

drática, mais precisamente do Xv (xis do vértice).

Só pra te ajudar a relembrar, toda função quadrática pode ser escrita na forma:

y = ax2 + bx + c

Todo gráfico da função quadrática tem o vértice da função, que tem por coor-

denadas (Xv;Yv).

O Xv é dado por:

b
Xv =
2a

E o Yv é dado por:


Yv =
4a

Sendo que ∆ = b2 -4ac

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Pois bem, voltando a nossa equação horária:

S = 6 + 5t - t2

Os coeficientes são: a = –1, b = 5 e c = 6.

Temos que o instante em que o móvel inverte o sentido é dado pelo Xv.

b
Xv = -
2a

5
Xv = -
2(-1)

5
Xv = -
-2

5
Xv = +
2

Xv = 2,5

Convergindo com o valor que já tínhamos calculado, t = 2,5 s é o instante em

que o móvel inverte de sentido.

Professor, e o que seria o Yv?

O Yv seria a posição em que o móvel muda de sentido, que você poderá calcular

pela fórmula do Yv ou substituindo o instante em que o móvel inverte o sentido na

equação horária do MRUV.

Já que estamos aqui mesmo, vamos calcular essa posição pelas duas maneiras?

Primeiro substituindo t = 2,5 s na equação horária.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

S = 6 + 5t - t2

S = 6 + 5(2,5) - (2,5)2

S = 6 + 12,5 - 6,25

S = 12,25m

Agora calcule a posição pelo Yv.

S = 6 + 5t - t2

Coeficientes a = –1, b = 5 e c = 6.

Δ
Yv = -
4a

(b2 - 4ac)
Yv = -
4a

((5)2 - 4(-1)(6))
Yv = -
4(-1)

(25 + 24)
Yv = -
-4

49
Yv = -
-4

Yv = 12,25m

Mais difícil, né? Também achei! Mas com muito treino e dedicação você alcan-

çará seus objetivos.

Será que você conseguiria desenhar a trajetória desse móvel até aqui?

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

É só pegar os dados que você já tem.

Observe que o móvel vai para direita (lado positivo), inverte o movimento, e

passa a se movimentar para esquerda (lado negativo).

Outra pergunta que o examinador pode fazer é: em qual instante (tempo) esse

móvel passa pela origem?

Essa você já sabe, só substituir S por zero na equação horária do MRUV, que é

a origem da trajetória.

S = 6 + 5t - t2

0 = 6 + 5t - t2

Só arrumando a equação:

-t2 + 5t + 6 = 0

O que que te lembra??? A famosa fórmula de Bhaskara.

x= -b ± ∆
2a

Onde: ∆ = b2 -4ac

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Vamos à luta, sem preguiça!!!

-t2 + 5t + 6 = 0

Coeficientes a = –1, b = 5 e c = 6.

-b ± (b2 -4ac)
t=
2a

-5 ± ((5)2 - 4(-1)(6))
t=
2(-1)

-5 ± (25+24)
t=
-2

-5 ± (49)
t=
-2

-5 ± 7
t=
-2

Temos dois resultados o t’ e o t’’.

-5 ± 7 -5 - 7
t’ = t’’ =
-2 -2
+2 E -12
t’ = t’’ =
-2 -2

t’ = -1 t’’ = 6s

Um dos resultados é negativo, significa que esse móvel só passa pela origem

uma vez, no instante 6 s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

6. (IPAD/PC-PE/PERITO/2006) A posição de um móvel em movimento retilíneo é

dada pela função horária x = 4 + 20t – 2t2, onde x está em metros e t em segun-

dos. Podemos afirmar que a velocidade do corpo é igual à zero, no instante:

a) t = 1 s

b) t = 2 s.

c) t = 3 s.

d) t = 4 s.

e) t = 5 s.

Letra e.

Olhe isso, que coincidência, hein!? Igualzinho o que a gente acabou de estudar!

A equação do móvel é x = 4 + 20t – 2t2

Podemos calcular pelo Xv ou encontrando a função da velocidade e igualando a

zero. Você quem escolhe!

• 1º – pelo Xv.

Os coeficientes são a = –2, b = 20 e c = 4.

20
Xv = -
2(-2)
20
Xv = -
-4

Xv = 5

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Logo, o instante em que a velocidade é zero (móvel muda de direção) é 5 s.

• 2º – pela função da velocidade.

Da equação horária x = 4 + 20t – 2t2, temos que:

S0 = 4m

V0 = 20 m/s.

Então a função da velocidade será:

v = 20 - 4t

Igualando v a zero:

0 = 20 - 4t

4t = 20

20
t=
4

t = 5s

Ok? Duas maneiras e o mesmo resultado. Como eu disse, você quem escolhe!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

3.5. Equação de Torricelli

Por fim, temos ainda uma equação do MRUV que não tem a variável tempo. Ela

é muito utilizada nos cálculos periciais para determinar a velocidade, pois o Perito

Criminal não possui o tempo que aconteceu o acidente de trânsito.

Ela é dada por:

v2 = v20 + 2aΔS

Onde:

• V é a velocidade final;

• V0 é a velocidade inicial;

• a é a aceleração;

• ∆S é a distância percorrida.

A frase é “Vovô e vovó com 2 anões na Suíça”.

Não tem muito que falar sobre essa equação, mas ela sempre será utilizada

quando o enunciado não trouxer o tempo.

7. (FUNIVERSA/FUNIVERSA/PERITO/2012) O projeto brasileiro de trem-bala prevê

velocidades acima de 300 km/h, mas há quem defenda que a prioridade deveria ser

construir trens com velocidade mais baixa, o que tende a torná-los mais baratos.

Já o governo paulista iniciou estudos para avaliar a implantação de trens rápidos a

partir dos quais poderá haver conexões entre a capital paulista e algumas cidades,

como Campinas, São José dos Campos, Sorocaba e Santos. A ideia é usar trens

com velocidades entre 160 km/h e 180 km/h.

Internet: (com adaptações). Acesso em 27/12/2011.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Considere que um futuro trem rápido entre São Paulo e Sorocaba mova-se ao longo

de uma seção reta de via com velocidade de 180 km.h-1, tendo desaceleração de

fretamento de 2,0 m.s-2. Nessa situação, considerando que a desaceleração per-

maneça constante durante a frenagem, a que distância da estação o maquinista

deverá frear para que o trem pare na estação?

a) 575 m.

b) 600 m.

c) 625 m.

d) 650 m.

Letra c.

Só eu que percebi, ou você também percebeu que o texto do enunciado foi só para

a gente perder tempo na hora da prova?

Vamos pegar os dados:

Velocidade inicial, V0 = 180 km/h (não se preocupe é o mesmo que km.h-1)

Temos que transformar a velocidade para m/s, pois a aceleração está em m/s2 e a

resposta está em m.

180 km/h  m/s

180 ÷ 3,6 = 50 m/s

Aceleração, a = –2,0 m/s2 (negativa pois é uma desaceleração).

Velocidade final, V = 0 (o trem para na estação).

Pronto, observe também que o examinador não fala em tempo, logo utilizaremos a

equação de Torricelli.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

v2 = v20 + 2aΔS

02 = 502 + 2(-2) ΔS

02 = 2500 -4ΔS

4ΔS = 2500
2500
ΔS =
4
Δ = 625m

3.6. Gráficos do MRUV

No MRUV, serão três gráficos: o gráfico do espaço em função do tempo (Sxt);

o gráfico da velocidade em função do tempo (Vxt); e o gráfico da aceleração em

função do tempo (axt).

Gráfico Sxt

A equação horária do MRUV é uma função quadrática, então o gráfico será uma

parábola, que pode ter a concavidade voltada para cima ou voltada para baixo.

Será voltada para cima quando a aceleração for positiva:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Será voltada para baixo quando a aceleração for negativa

Vamos pegar o exemplo daquele móvel que tem a equação horária do MRUV:

S = 6 + 5t - t2

Vamos buscar tudo que temos desse móvel.

A aceleração é –2 m/s2, a posição inicial é 6 m, o instante em que inverte o

movimento é t = 2,5 s, a posição de inversão é 12,25 m e o instante em que passa

pela origem é 6 s.

A aceleração é negativa, então a concavidade é voltada para baixo.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

8. (EEAR/AERONÁUTICA/CONTROLE DE TRÁFEGO AÉREO/2017) A posição (x) de

um móvel em função do tempo (t) é representado pela parábola no gráfico a seguir:

Durante todo o movimento o móvel estava sob uma aceleração constante de mó-

dulo igual a 2 m/s2. A posição inicial desse móvel, em m, era

a) 0.

b) 2.

c) 15.

d) -8.

Letra c.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Nesse gráfico, temos dois pontos conhecidos:

• quando t = 3 s, S =0; e

• quando t = 5 s, S =0.

A aceleração é positiva, pois a concavidade é voltada para cima.

Substituindo na equação horária do MRUV.

t=3seS=0

a
S = S0 + vot + t2
2
2
0 = S0 + vo . 3 + (3)2
2

0 = S0 + vo . 3 + 9

S0 + 3vo = -9

t=5seS=0

a
S = S0 + vot + t2
2
2
0 = S0 + vo . 5 + (5)2
2

0 = S0 + vo . 5 + 25

S0 + 5vo = -25

Resolvendo o sistema:

S0 + 3v0 = -9

S0 + 5v0 = -25

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Multiplicando a equação debaixo por (-1)

S0 + 3v0 = 9

-S0 - 5v0 = +25

Somando as equações, temos:


-2v0 = 16
-16
v0 =
2
v0 = -8m/s

Substituindo na equação I ou na equação II, encontraremos So.

S0 + 5. (-8) = -25
S0 -40 = -25
S0 = -25 + 40
S0 = 15m

Gráfico Vxt
O gráfico da velocidade no MRUV será uma reta, podendo ser crescente ou de-

crescente, dependendo da aceleração.

Será crescente quando a aceleração for positiva:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Será decrescente quando a aceleração for negativa

Por exemplo, qual o gráfico da velocidade em função da velocidade v = 5 – 2t?

Você consegue me falar qual é esse ponto que a reta corta o eixo x?

Muito bem, é o instante em que a velocidade é zero, ou aquele em que o móvel

inverte o movimento.

A gente já calculou e foi de 2,5 s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Sem mistério, certo?

A área do gráfico da velocidade também será a distância percorrida.

9. (CONSULPAN/CBMPA/BOMBEIROS/2016) O gráfico da função horária da veloci-

dade de um móvel em movimento retilíneo uniformemente variado cuja velocidade

inicial é 4 m/s passa pelo ponto (5, –11) conforme indicado a seguir.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

A aceleração desse móvel é de:

a) –1 m/s2.

b) –2 m/s2.

c) –3 m/s2.

d) –4 m/s2.

e) –5 m/s2.

Letra c.

Neste gráfico, temos dois pontos conhecidos:

• quando t = 0 s, v0 = 4m/s; e

• quando t = 5 s, v = –11 m/s.

Substituindo na função da velocidade do MRUV:

t = 5 s e v = –11 m/s

v = v0 + at

-11 = 4 + a.5

5a = -15
-15
a=
5
a = –3 m/s2

Gráfico axt

O gráfico da aceleração no MRUV é tranquilo, será uma reta constante.

Será acima do eixo x quando a aceleração for positiva:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Será abaixo do eixo x quando a aceleração for negativa

Leitura de gráfico é muito importante para resolução de questões. Qualquer dúvida

que aparecer, mande mensagem!!

Não desista, a vaga é sua!!!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

RESUMO

Cinemática Escalar

É a parte da física que estuda os movimentos sem se preocupar com a sua causa.

Velocidade Escalar Média


ΔS
Vm =
Δt

Aceleração Escalar Média


Δv
a=
Δt

Movimento Retilíneo e Uniforme (MRU)

• Aceleração NULA.

• Velocidade constante.

• Equação horária do MRU: S = S0 + vt.

Movimento Retilíneo Uniformemente Variado (MRUV)

• Aceleração constante.

• Velocidade variável.
a
• Equação horária do MRUV: S = S0 + vot + t2
t
• Função da velocidade do MRUV: v = v0 + at
2
• Equação de Torricelli: v2 = v0 + 2aΔS

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

QUESTÕES DE CONCURSO

1. (UEL-PR/VESTIBULAR) Um homem caminha com velocidade VH = 3,6 km/h,

uma ave, com velocidade VA = 30 m/min e um inseto, com velocidade VI = 60

cm/s. Essas velocidades satisfazem a relação:

a) VI > VH > VA.

b) VA > VI > VH.

c) VH > VA > VI.

d) VA > VH > VI.

e) VH > VI > VA.

2. (CEBRASPE/CBM-DF/BOMBEIROS/2011) Julgue o item:

Se um veículo, trafegando em uma rodovia, percorrer 225 km em 2 horas e 15 mi-

nutos, então, nesse percurso, a sua velocidade média será de 100 km/h.

3. (CONSULPLAN/CBM-SC/BOMBEIROS/2015) Um automóvel percorre uma rodo-

via em 1he30min, com velocidade de 90 km/h. Após uma parada, o motorista

muda seu percurso e o automóvel segue por outra estrada, numa velocidade de

80 km/h onde termina sua viagem, quatro horas depois. Qual a velocidade média

desenvolvida pelo automóvel, em m/s, nesta viagem?

a) 22,98 m/s.

b) 23,61 m/s.

c) 31,59 m/s.

d) 35,55 m/s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

4. (IBFC/PC-RJ/PERITO CRIMINAL/2013) Um perito está verificando a distância em

que um atirador disparou sua arma. Para tanto ele se posiciona em um local e

efetua o disparo do projétil. A velocidade em que o projétil sai da arma é de 300

m/s, e, após 3,2 segundos o atirador escuta o barulho do projétil atingindo o alvo.

Desprezando o atrito do projétil com o ar e utilizando a velocidade do som padrão

na superfície da terra (340m/s), o perito consegue calcular a sua distância do alvo,

que é de

a) 0,75 km.

b) 0,68 km.

c) 0,51 km.

d) 0,45 km.

e) 0,38 km.

5. (CEBRASPE/PRF/AGENTE/2004)

O esquema acima ilustra um radar rodoviário, posicionado no ponto O, a 4 m de

distância de uma das bordas de uma rodovia de três faixas retilíneas e paralelas, de

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

4 m de largura cada. Nesse esquema, a região triangular de vértices O, P1 e P2 é a

área de cobertura do radar. O radar detecta o instante em que o automóvel entra na

área de cobertura, em um dos pontos A1, B1 ou C1, e o instante em que ele deixa

essa área, em um dos pontos A2, B2 ou C2, e registra o tempo gasto em cada um

desses percursos. Como as distâncias d1, d2 e d3 são preestabelecidas, o radar

calcula a velocidade média desenvolvida pelo veículo nesse percurso, dividindo a

distância percorrida pelo tempo gasto para percorrê-la, dependendo da faixa em

que o veículo se encontra. Os pontos A1, B1 e C1 distam 2 m das bordas de cada

uma das faixas A, B e C, respectivamente, e os segmentos de reta A1A2, B1B2 e

C1C2 são paralelos às bordas da rodovia.

Com base no esquema apresentado e nas condições estabelecidas, julgue o item a

seguir.

 (  ) Se um automóvel, deslocando-se pela faixa B, leva 2 s para percorrer o tra-

jeto correspondente ao segmento B1B2, então a sua velocidade média nesse

percurso é inferior a 60 km/h.

 (  ) Considere que três veículos, deslocando-se pelas faixas A, B e C com veloci-

dades vA, vB e vC, respectivamente, passem simultaneamente pelos pontos

A1, B1 e C1 e, logo em seguida, passem, simultaneamente, pelos pontos A2,


VA VA
B2 e C2. Nessas condições, é correto afirmar que
VB
=
VC
.

6. (FUNDATEC/IGP-RS/TÉCNICO EM PERÍCIAS/2017) Durante uma ultrapassagem

de um ônibus por uma camionete, um físico que anda de carona neste veículo pega

o seu cronômetro e mede o tempo de duração dessa ultrapassagem. Do instante

em que a frente da camionete está alinhada com a traseira do ônibus até que a

traseira da camionete se alinhe com a frente do ônibus, passam-se 10 segundos.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Sabendo que a velocidade registrada pelo velocímetro da camionete é constante e

de 90 km/h durante toda a ultrapassagem e que os comprimentos da camionete e

do ônibus são, respectivamente, 5 metros e 20 metros, qual a velocidade do ôni-

bus? (Suponha o trecho de estrada retilíneo durante a ultrapassagem).

a) 63 km/h.

b) 72 km/h.

c) 81 km/h.

d) 90 km/h.

e) 99 km/h.

7. (FCC/PM-MG/PROFESSOR/2011) Um automóvel percorre uma estrada plana e

horizontal com velocidade constante de 100 km/h. Ao avistar um radar fotográfico

a uma distância de 1 km, o motorista reduz uniformemente a velocidade do au-

tomóvel, que passa pelo radar a 80 km/h. O módulo da aceleração do automóvel

durante o intervalo de tempo em que sua velocidade diminuiu de 100 km/h para 80

km/h, em m/s2, foi de aproximadamente,

a) 20.

b) 7,2.

c) 0,72.

d) 0,14.

8. (IDECAN/CB-MG/OFICIAL/2015) Um veículo mantendo velocidade escalar

constante de 72 km/h e em trajetória retilínea se aproxima de um semáforo que

se encontra aberto. No instante em que o semáforo se fecha, o veículo passa a

apresentar uma desaceleração constante até atingir o repouso, deslocando, nesse

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

trecho de desaceleração, uma distância de 40 m. Considerando que o semáforo se

mantém fechado por um minuto, então o intervalo de tempo em que esse veículo

fica parado esperando o semáforo abrir é de

a) 48 segundos.

b) 50 segundos.

c) 52 segundos.

d) 56 segundos.

9. (FCC/SEUD-SP/PROFESSOR) Um corredor percorre uma distância x(t) (medida em

metros) ao longo de uma estrada reta. A função x(t) é aproximadamente dada por

3t2, para t entre 0 e 4 segundos

x(t) = 32 + 4t, para t entre 4 e 8 segundos

40 + 3t, para t entre 8 10 segundos

A velocidade média entre 3 e 9 segundos é

a) 7,0 m/s.

b) 11,66 m/s.

c) 6,66 m/s.

d) 2,66 m/s.

e) 3,66 m/s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

10. (QUADRIX/SEDF/PROFESSOR/2017)

420

360

300
Posição (m)

240

180

120

60

0
0 2 4 6 8 10 12
Tempo (s)

O gráfico acima expressa a função horária da posição (x) de um móvel em trajetó-

ria retilínea, realizando um movimento uniforme. Com base nesse gráfico, julgue o

item seguinte.

A função horária da posição é expressa por x = 60 + 30 t.

11. (CEBRASPE/SEDUC-PA/PROFESSOR/2006) Considere que dois automóveis se-

parados a uma distância de 375 km inicialmente, deslocam se um ao encontro do

outro com velocidades constantes e iguais a 60 km/h e 90 km/h, respectivamente.

Nessa situação, os automóveis se encontrarão após

a) 1 h.

b) 1 h e 30 min.

c) 2 h.

d) 2 h e 30 min.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

12. (FEI-SP/VESTIBULAR) Dois móveis, ambos com movimento uniforme, percor-

rem uma trajetória retilínea conforme mostra a figura. Em t = 0, eles se encon-

tram, respectivamente, nos pontos A e B na trajetória. As velocidades escalares

dos móveis são VA = 50 m/s e VB = 30 m/s no mesmo sentido.

Em qual ponto da trajetória ocorrerá o encontro dos móveis?

a) 200 m.

b) 225 m.

c) 250 m.

d) 300 m.

e) 350 m.

13. (CONSULPLAN/BOMBEIROS) Um veículo efetuou uma viagem de 600 km com

velocidade média de 100 km/h. Considere que a viagem foi feita em dois trechos

gastando em um deles 2 horas a mais que no outro. Se a diferença das velocidades

médias nesses dois trechos foi de 30 km/h, então no trecho mais longo o automó-

vel percorreu:

a) 320 km.

b) 340 km.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

c) 360 km.

d) 380 km.

e) 400 km.

14. (MARINHA/EAM/MARINHEIRO/2017) O gráfico a seguir representa uma cami-

nhada feita por uma pessoa durante a sua atividade física diária.

Sobre essa atividade, analise as afirmativas a seguir e assinale a opção correta.

I – A pessoa caminhou, sem parar, por 2 horas.

II – A distância total percorrida foi de 9 km.

III – O movimento foi uniforme na ida e na volta.

IV – Na volta, o módulo da velocidade média foi de 6 km/h.

V – Nesse trajeto, a pessoa ficou em repouso por 20 min.

a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

b) Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.

c) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.

d) Apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas.

e) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

15. (UFAL/VESTIBULAR) Cada questão de proposições múltiplas consistirá de 5

(cinco) afirmações, das quais algumas são verdadeiras, as outras são falsas, po-

dendo ocorrer que todas as afirmações sejam verdadeiras ou que todas sejam

falsas. As alternativas verdadeiras devem ser marcadas com V e as falsas, com F.

Analise as afirmações sobre o movimento, cujo gráfico da posição X tempo é repre-

sentado a seguir:

a) ( ) O movimento é acelerado de 0 a t1.

b) ( ) O movimento é acelerado de t1 a t2.


c) ( ) O movimento é retardado de t2 a t3.

d) ( ) A velocidade é positiva de 0 a t2.

e) ( ) A velocidade é negativa de t1 a t3.

16. (FGV/PC-MA/PERITO CRIMINAL/2012) Um motorista afobado, mal aberto o si-

nal, parte do repouso com uma aceleração constante a. Ao atingir uma velocidade

V, percebe à sua frente o próximo sinal fechado. Imediatamente aplica os freios,

imprimindo ao carro uma aceleração retardadora constante a’, até o repouso.

Entre o instante em que partiu do repouso e o instante em que voltou ao repouso,

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

a velocidade escalar média do carro foi


v
a) menor que , se |a| < |a’|.
2

v
b) maior que , se |a| < |a’|.
2

v
c) menor que , se |a| > |a’|.
2

v
d) maior que , se |a| > |a’|.
2

v
e) igual a quaisquer que sejam a e a’.
2

17. (IDECAN/SEARH-RN/PROFESSOR/2016) O gráfico da função horária dos espa-

ços de um móvel em movimento retilíneo uniformemente variado está representa-

do a seguir.

A função horária da velocidade desse móvel é:

a) v = –4 + 2t.

b) v = 3 – t.

c) v = 5 + 4t.

d) v= –3 – 6t.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

18. (FUNCAB/PC-AC/PERITO CRIMINAL/2015) A velocidade escalar de um móvel

varia de acordo com o gráfico a seguir:

No gráfico estão representados intervalos de tempo de (0;t1),(t1;t2), (t2;t3), (t3;t4)

e (t4;t5). O movimento desse móvel é retardado para os intervalos de tempo:

a) (0;t1),(t1;t2)e(t4;t5).

b) (t1;t2),(t2;t3),(t3;t4)e(t4;t5).

c) (0;t1),(t2;t3)e(t4;t5).

d) (0;t1),(t3;t4)e(t4;t5).

e) (t1;t2),(t3;t4)e(t4;t5).

19. (CESGRANRIO/REFAP/OPERADOR/2007) É dado o gráfico da posição de um

móvel, em movimento retilíneo e uniforme, em função do tempo, durante o inter-

valo que vai de 0 a 10 segundos.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Assinale a opção que apresenta o gráfico da velocidade escalar desse móvel em

função do tempo, durante esse mesmo intervalo de tempo.

a)

b)

c)

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

d)

e)

20. (CESGRANRIO/PETROQUÍMICA-PE/OPERADOR SÊNIOR) Um automóvel A tra-

fega em um trecho retilíneo de uma estrada. O gráfico a seguir ilustra como a sua

velocidade varia em função do tempo no decorrer do instante inicial t = 0, em que

se começou a analisar esse movimento, até o instante t.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

No instante t = 0, outro automóvel, B, trafegando com velocidade escalar constan-

te v, ultrapassou A. Em relação à possibilidade de A alcançar B, conclui-se que

a) ocorrerá no instante t = 5s, se B trafegar a 15m/s.

b) ocorrerá, independente do valor da velocidade de B.

c) não ocorrerá, se B trafegar a 72km/h.

d) não ocorrerá, se B trafegar a 30m/s.

e) não ocorrerá, independente do valor da velocidade de B.

21. (FCC/SEDES/PROFESSOR/2016) Considere o seguinte gráfico:

O deslocamento tem módulo, em metros, de

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

a) 0,5.

b) 2,5.

c) 1,5.

d) 1,0.

e) 2,0.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

GABARITO

1. e

2. C

3. a

4. c

5. E; E

6. c

7. d

8. d

9. c

10. C

11. d

12. d

13. c

14. e

15. F-V-V-F-V

16. e

17. a

18. c

19. d

20. d

21. c

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

GABARITO COMENTADO

1. (UEL-PR/VESTIBULAR) Um homem caminha com velocidade VH = 3,6 km/h,

uma ave, com velocidade VA = 30 m/min e um inseto, com velocidade VI = 60

cm/s. Essas velocidades satisfazem a relação:

a) VI > VH > VA.

b) VA > VI > VH.

c) VH > VA > VI.

d) VA > VH > VI.

e) VH > VI > VA.

Letra e.

O examinador quer saber se você sabe os múltiplos e submúltiplos das unidades

de medidas.

Então, nesta questão, você tem que colocar todas as velocidades em uma unidade,

para depois compará-las.

Temos três velocidades:

VH = 3,6 km/h, VA = 3 m/min e VI = 60 cm/s.

Eu vou escolher transformar tudo para m/s.

A primeira VH tá fácil, basta dividirmos por 3,6, lembra?

VH = 3,6 km/h ÷ 3,6 = 1 m/s.

A segunda VA = 3 m/min, você tem que pensar da seguinte forma:

Como 1 min = 60 s, então 0,05 m/s.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Então,

“Comacim”, professor?

Calma, calma!!!

Eu só substituí o min por 60 s e fiz a divisão. Ok?

E por último VI = 60cm/s.

Como 1 m = 100 cm ou 1/100 m = 1 cm, temos: 0,06 m/s.

Portanto, VH>VI>VA.

Dê uma olhadinha na questão 5!!

2. (CEBRASPE/CBM-DF/BOMBEIROS/2011) Julgue o item:

Se um veículo, trafegando em uma rodovia, percorrer 225 km em 2 horas e 15 mi-

nutos, então, nesse percurso, a sua velocidade média será de 100 km/h.

Certo.

Coletando os dados:

∆S = 225 km

∆t = 2h15min

Daí eu te pergunto, as unidades estão ok?

Note que não, pois a resposta está em km/h.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Devemos transformar o tempo, lembrando que 1h = 60min.

∆t = 2h15min = 2h + 15min = 2h + (15/60)h = 2h + 0,25h = 2,25h.

Agora sim, a velocidade média é dada por:

ΔS
v=
Δt

225
v= = 100km/h
2,25
Essa foi dada, rsrs!

3. (CONSULPLAN/CBM-SC/BOMBEIROS/2015) Um automóvel percorre uma rodo-

via em 1h e 30min, com velocidade de 90 km/h. Após uma parada, o motorista

muda seu percurso e o automóvel segue por outra estrada, numa velocidade de

80 km/h onde termina sua viagem, quatro horas depois. Qual a velocidade média

desenvolvida pelo automóvel, em m/s, nesta viagem?

a) 22,98 m/s.

b) 23,61 m/s.

c) 31,59 m/s.

d) 35,55 m/s.

Letra a.

Coletando os dados:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Para calcular a velocidade média, devemos saber qual a distância total percorrida

pelo automóvel e dividir pelo tempo total.

• 1º Trecho

V1 = 90 km/h

∆t1 = 1h30min, transformando ∆t1 = 1h + 30min = 1h +30/60 h = 1h + 0,5h = 1,5h.

Utilizando a fórmula da velocidade:

ΔS1
V1 =
Δt1

ΔS1
90 =
1,5

ΔS1 = 90.1,5 = 135km

• 2º Trecho

V2 = 80 km/h

∆t2 = 4h.

Utilizando a fórmula da velocidade:

ΔS2
V2 =
Δt2

ΔS4
80 =
4

ΔS2 = 80.4 = 320km

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Portanto, a distância total percorrida é 135 + 320 = 455 km.

Calculando a velocidade média do percurso:

ΔST
Vm =
ΔtT

455
Vm =
5,5

Vm = 82,72 km/h

Transformando para m/s = Vm = 82,72 km/h ÷ 3,6 = 22,98 m/s.

4. (IBFC/PC-RJ/PERITO CRIMINAL/2013) Um perito está verificando a distância em

que um atirador disparou sua arma. Para tanto ele se posiciona em um local e

efetua o disparo do projétil. A velocidade em que o projétil sai da arma é de 300

m/s, e, após 3,2 segundos o atirador escuta o barulho do projétil atingindo o alvo.

Desprezando o atrito do projétil com o ar e utilizando a velocidade do som padrão

na superfície da terra (340m/s), o perito consegue calcular a sua distância do alvo,

que é de

a) 0,75 km.

b) 0,68 km.

c) 0,51 km.

d) 0,45 km.

e) 0,38 km.

Letra c.

Coletando os dados:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

X é a distância entre o perito e o alvo.

∆tTOTAL = tp + tsom = 3,2 s.

Utilizando a fórmula da velocidade para o projétil e para o som, temos:

• Projétil (ida)

ΔS
Vp =
Δt
x
300 =
tp
x
tp =
300

• Som (volta)
ΔS
Vsom =
Δt
x
340 =
tsom
x
tsom =
340

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Substituindo os dois tempos na equação do tempo total, temos:

ΔtTOTAL = tp + tsom

x x
3,2 = +
300 340

Nesta situação, você pode multiplicar no denominador e somar no numerador ou

tirar o M.M.C.
340x + 300x
3,2 =
300.340
640x
3,2 =
300.340
640x
3,2 =
102000

640x = 3,2 . 102000

640x = 326400

x = 510m

Transformando par km, 1 km = 1000 m.

x = 510m ÷ 100 = 0,51km

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

5. (CEBRASPE/PRF/AGENTE/2004)

O esquema acima ilustra um radar rodoviário, posicionado no ponto O, a 4 m de

distância de uma das bordas de uma rodovia de três faixas retilíneas e paralelas, de

4 m de largura cada. Nesse esquema, a região triangular de vértices O, P1 e P2 é a

área de cobertura do radar. O radar detecta o instante em que o automóvel entra na

área de cobertura, em um dos pontos A1, B1 ou C1, e o instante em que ele deixa

essa área, em um dos pontos A2, B2 ou C2, e registra o tempo gasto em cada um

desses percursos. Como as distâncias d1, d2 e d3 são preestabelecidas, o radar

calcula a velocidade média desenvolvida pelo veículo nesse percurso, dividindo a

distância percorrida pelo tempo gasto para percorrê-la, dependendo da faixa em

que o veículo se encontra. Os pontos A1, B1 e C1 distam 2 m das bordas de cada

uma das faixas A, B e C, respectivamente, e os segmentos de reta A1A2, B1B2 e

C1C2 são paralelos às bordas da rodovia.

Com base no esquema apresentado e nas condições estabelecidas, julgue o item a

seguir.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

( ) Se um automóvel, deslocando-se pela faixa B, leva 2 s para percorrer o trajeto

correspondente ao segmento B1B2, então a sua velocidade média nesse percurso

é inferior a 60 km/h.

Errado.

Coletando os dados:

∆t = 2s.

Temos que calcular o tamanho do segmento de reta B1B2 que é o ∆SB1B2.

Observe que:

• o triângulo que acabei de desenhar por cima da figura divide o ângulo de 120º

e também o segmento de reta B1B2 ao meio;

• a distância entre O e o segmento de reta B1-B2 é de 10 m.

Ficando assim:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Temos acima um triângulo retângulo.

Em relação ao ângulo de 60º, 10 m é cateto adjacente e x é cateto oposto, logo a

relação será tangente.

x
tg60o =
10

tg60o = 3

Substituindo,

3 = x
10

x = 10 3 m

Como o segmento B1-B2 é o dobro de x, então B1-B2 = 20 3 m

Considerando 3 = 1,7

Temos que a distância ∆SB1B2 = 34 m.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Agora podemos calcular a velocidade média.

SB1B2
Vm =
Δt

34
Vm = = 17m/s
2

Transformando para km/h, temos

Vm = 17x3,6 = 61,2km/h

( ) Considere que três veículos, deslocando-se pelas faixas A, B e C com veloci-

dades vA, vB e vC, respectivamente, passem simultaneamente pelos pontos A1,

B1 e C1 e, logo em seguida, passem, simultaneamente, pelos pontos A2, B2 e C2.


VA VA
Nessas condições, é correto afirmar que = .
VB VC

Errado.

Podemos usar o tempo de 2 s para todos, pois já utilizamos para encontrar VB.

Observando a igualdade, podemos cortar VA dos dois lados da equação

VA VA
=
VB VC

Logo,

Coletando os dados: VB = VC.

Já temos o valor de VB = 17 m/s.

Falta calcular o valor de VC, do mesmo jeito que calculamos VB.

Temos que calcular o tamanho do segmento de reta C1-C2, que é o ∆SC1C2.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Observe que:

• o triângulo que acabei de desenhar por cima da figura divide o ângulo de 120º

e também o segmento de reta C1-C2 ao meio;

• a distância entre O e o segmento de reta C1-C2 é de 14m.

Ficando assim:

Temos acima um triângulo retângulo.

Em relação ao ângulo de 60º, 14m é cateto adjacente e x é cateto oposto, logo a

relação será tangente.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

y
tg60o =
14

tg60o = 3

Substituindo:
3 = y
14

x = 14 3 m

Como o segmento C1-C2 é o dobro de y, então C1-C2 = 14 3 m

Considerando 3 = 1,7

Temos que a distância ∆SA1A2 = 23,8 m.

Agora podemos calcular a velocidade média VC.

ΔSC1C2
Vc =
Δt

23,8
Vc = = 11,9m/s
2

6. (FUNDATEC/IGP-RS/TÉCNICO EM PERÍCIAS/2017) Durante uma ultrapassagem

de um ônibus por uma camionete, um físico que anda de carona neste veículo

pega o seu cronômetro e mede o tempo de duração dessa ultrapassagem. Do ins-

tante em que a frente da camionete está alinhada com a traseira do ônibus até que

a traseira da camionete se alinhe com a frente do ônibus, passam-se 10 segundos.

Sabendo que a velocidade registrada pelo velocímetro da camionete é constante e

de 90 km/h durante toda a ultrapassagem e que os comprimentos da camionete e

do ônibus são, respectivamente, 5 metros e 20 metros, qual a velocidade do ôni-

bus? (Suponha o trecho de estrada retilíneo durante a ultrapassagem).

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

a) 63 km/h.

b) 72 km/h.

c) 81 km/h.

d) 90 km/h.

e) 99 km/h.

Letra c.

Coletando os dados:

Vc = 90km/h ÷ 3,6 = 25m/s

∆tultrap = 10 s

Considerando que a traseira da camionete está na posição inicial 0, então a frente

do ônibus está na posição inicial 25m (tamanho da camionete mais o do ônibus)

Note que as velocidades são constantes, então vamos utilizar a equação horária do

MRU, S = So + vt.

Caminhonete: Sc = 0 + 25t.

Ônibus: Sb = 25 + Vbt.

A camionete ultrapassará o ônibus, quando a posição da sua traseira for igual a

posição da frente do ônibus, logo:

25t = 25 +Vbt

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Substituindo: t = 10s.
25.10=25+vb.10
250 = 25 +10vb
10vb = 250-25
10vb = 225
Vb = 22,5 m/s x 3,6 =81 km/h.

7. (FCC/PM-MG/PROFESSOR/2011) Um automóvel percorre uma estrada plana e

horizontal com velocidade constante de 100 km/h. Ao avistar um radar fotográfico

a uma distância de 1 km, o motorista reduz uniformemente a velocidade do au-

tomóvel, que passa pelo radar a 80 km/h. O módulo da aceleração do automóvel

durante o intervalo de tempo em que sua velocidade diminuiu de 100 km/h para 80

km/h, em m/s2, foi de aproximadamente,


a) 20.
b) 7,2.
c) 0,72.
d) 0,14.

Letra d.
Coletando os dados:

Futuro(a) servidor(a), olhe aí, o examinador fala da redução da velocidade, sem

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

informar o tempo que o movimento ocorre.

Então usaremos a equação de Torricelli:

V2 = V0 + 2aΔS
2

802 = 1002 + 2a1

6400 = 10000 + 2a

2a = 6400 - 10000

2a = - 3600

a = -1800km/h2

Temos que transformar para m/s2. Cuidado, não estamos transformando a velocida-

de e sim a aceleração, logo não podemos utilizar aquele macete, certo?

Temos que transformar unidade por unidade, lembrando que 1 km = 1.000 m e 1h

= 3.600 s.

8. (IDECAN/CB-MG/OFICIAL/2015) Um veículo mantendo velocidade escalar cons-

tante de 72 km/h e em trajetória retilínea se aproxima de um semáforo que se

encontra aberto. No instante em que o semáforo se fecha, o veículo passa a apre-

sentar uma desaceleração constante até atingir o repouso, deslocando, nesse tre-

cho de desaceleração, uma distância de 40 m. Considerando que o semáforo se

mantém fechado por um minuto, então o intervalo de tempo em que esse veículo

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

fica parado esperando o semáforo abrir é de

a) 48 segundos.

b) 50 segundos.

c) 52 segundos.

d) 56 segundos.

Letra d.

Coletando os dados:

Vo = 72km/h ÷ 3,6 = 20m/s

∆S = 40m

Temos que encontrar o tempo que o automóvel leva até parar. Para isso, encontra-

remos a sua aceleração (desaceleração).

Aplicando a Equação de Torricelli

2
V2 = V0 + 2aΔS

02 = 202 + 2a (40)

0 = 400 + 80

80a = - 400

a = -5m/s2

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Para encontrar o tempo que ele leva para parar, podemos aplicar qualquer uma das

duas outras equações do MRUV.

v = v0 + at
0 = 20 - 5t
5t = 20

t = 4s

Portanto, o automóvel ficará parado por 56 s até o semáforo abrir novamente.

9. (FCC/SEUD-SP/PROFESSOR) Um corredor percorre uma distância x(t) (medida em


metros) ao longo de uma estrada reta. A função x(t) é aproximadamente dada por

3t2, para t entre 0 e 4 segundos

x (t) 32 + 4t, para t entre 4 e 8 segundos

40 + 3t, para t entre 8 e 10 segundos

A velocidade média entre 3 e 9 segundos é


a) 7,0 m/s.
b) 11,66 m/s.
c) 6,66 m/s.
d) 2,66 m/s.
e) 3,66 m/s.

Letra c.
Coleta de dados:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

3t2, para t entre 0 e 4 segundos

x (t) 32 + 4t, para t entre 4 e 8 segundos

40 + 3t, para t entre 8 e 10 segundos

Essa equação horária é divida em três, você utilizará cada uma dependendo do
instante.
Para calcular a velocidade média entre 3 e 9 segundos, temos que encontrar a dis-
tância percorrida nesse intervalo de tempo.

Para t = 3 s, utilizaremos x(t) = 3t2, pois está dentro do intervalo 0-4 segundos.

x(3) = 3.32

x(3) = 27m

Para t = 9 s, utilizaremos x(t) = 40 + 3t, pois está dentro do intervalo 8-10 segundos.

x(9) = 40 + 3.9

x(9) = 67m

A distância percorrida pelo corredor de 3 s a 9 s é de ∆S = 67 – 27 = 40 m.

Calculando a velocidade média:

40
Vm =
9-3
40
Vm =
6

Vm = 6,66m/s

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

10. (QUADRIX/SEDF/PROFESSOR/2017)

420

360

300
Posição (m)

240

180

120

60

0
0 2 4 6 8 10 12
Tempo (s)

O gráfico acima expressa a função horária da posição (x) de um móvel em trajetó-

ria retilínea, realizando um movimento uniforme. Com base nesse gráfico, julgue o

item seguinte.

A função horária da posição é expressa por x = 60 + 30 t.

Certo.

A equação horária do MRU é dada por S = S0 +vt.

Observando o gráfico, temos que S0 = 60m.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

420

360

300
Posição (m)

240

180

120

60

0
0 2 4 6 8 10 12
Tempo (s)

A reta é crescente, então o movimento é progressivo (velocidade positiva)

Para calcular a velocidade, escolheremos um ponto conhecido e depois substituire-

mos na equação horária.

No gráfico, quando t = 8 s, S = 300 m, logo:

S = S0 + vt

300 = 60 + v8

8v = 300 -60

8v = 240

V = 30 m/s

A equação horária desse móvel é S = 60 + 30t.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

11. (CEBRASPE/SEDUC-PA/PROFESSOR/2006) Considere que dois automóveis

separados a uma distância de 375 km inicialmente, deslocam se um ao encontro

do outro com velocidades constantes e iguais a 60 km/h e 90 km/h, respectiva-

mente. Nessa situação, os automóveis se encontrarão após

a) 1 h.

b) 1 h e 30 min.

c) 2 h.

d) 2 h e 30 min.

Letra d.

Coletando os dados:

As velocidades são constantes, logo são do tipo MRU.

Considerando a origem em 1, temos:

Automóvel 1

V1 = +60 km/h (pois está se movimento para o lado positivo da trajetória).

S01 = 0

A equação horária de 1 será S1 = 0 + 60t  S1 = 60t.

Automóvel 2

V2 = –90 km/h (pois está se movimento para o lado negativo da trajetória).

S02 = 375 km

A equação horária de 2 será S2 = 375 – 90t.

Pronto!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

De posse das duas equações, podemos calcular o tempo que irão se encontrar,

basta igualar as posições.

S1 = S2

60t = 375 - 90t

60t + 90t = 375

150t = 375

t = 2,5h

Transformando para a unidade da resposta: t = 2h + 0,5h = 2h + 0,5.60min =

2h 30min.

12. (FEI-SP/VESTIBULAR) Dois móveis, ambos com movimento uniforme, percor-

rem uma trajetória retilínea conforme mostra a figura. Em t = 0, eles se encon-

tram, respectivamente, nos pontos A eB na trajetória. As velocidades escalares dos

móveis são VA = 50 m/s e VB = 30 m/s no mesmo sentido.

Em qual ponto da trajetória ocorrerá o encontro dos móveis?

a) 200 m.

b) 225 m.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

c) 250 m.

d) 300 m.

e) 350 m.

Letra d.

Coletando os dados:

As velocidades são constantes, logo são do tipo MRU.

Móvel A

VA = +50 m/s (pois está se movimento para o lado positivo da trajetória).

S0A = 50

A equação horária de A será SA = 50 + 50t.

Móvel B

VB = + 30 m/s (pois está se movimento para o lado positivo da trajetória).

S0B = 150 m

A equação horária de B2 será SB = 150 + 30t.

Podemos calcular o tempo que irão se encontrar, igualando as posições de A e B.

SA = SB

50 + 50t = 150 + 30t

50t - 30t = 150 - 50

20t = 100

t = 5s

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Para encontrar a posição de encontro, você pode substituir t = 5 s em qualquer uma


das duas equações.
Substituindo na equação de B:

SB = 150 + 30.5
SB = 150 + 150
SB = 300m

13. (CONSULPLAN/BOMBEIROS) Um veículo efetuou uma viagem de 600 km com

velocidade média de 100 km/h. Considere que a viagem foi feita em dois trechos

gastando em um deles 2 horas a mais que no outro. Se a diferença das velocidades

médias nesses dois trechos foi de 30 km/h, então no trecho mais longo o automó-

vel percorreu:
a) 320 km.
b) 340 km.
c) 360 km.
d) 380 km.
e) 400 km.

Letra c.

Coletando os dados

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Vmédia = 100km/h
X1 + X2 = 600km (I)
t2 = t1 + 2 (II)
tTOTAL = t1 + t2 (III)
­

v1 – v2 = 30 km/h (IV) (Pois o tempo 1 é menor, logo v1 deve ser maior que v2)
Utilizando a fórmula da velocidade para encontrar o tempo total:

ΔSTOTAL
Vm =
ΔtTOTAL
600
100 =
tTOTAL

100tTOTAL = 600

tTOTAL = 6h

Substituindo na equação III:

tTOTAL = t1 + t2
t1 + t2 = 6

Resolvendo o sistema:

t1 + t2 = 6

t2 = 2 + t1

Substituindo a equação de baixo na de cima:

t1 + (2+ t1) = 6
2t1 + 2 = 6

2t1 = 4

t1 = 2h

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

t2 = 2 + t1

t2 = 2 + 2

t2 = 4h

Da equação IV, temos:

V1 - v2 = 30
x1 x2
- = 30
2 4

Tirando o M.M.C:

2x1 - x2
= 30
4

2x1 - x2 = 120

Resolvendo o sistema:

x1 + x2 = 600

2x1 + x2 = 120

Somando as equações acima:

3x1 = 720

x1 = 240km

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Substituindo:

x1 + x2 = 600

260 + x2 = 600

x2 = 360km

14. (MARINHA/EAM/MARINHEIRO/2017) O gráfico a seguir representa uma cami-

nhada feita por uma pessoa durante a sua atividade física diária.

Sobre essa atividade, analise as afirmativas a seguir e assinale a opção correta.

I – A pessoa caminhou, sem parar, por 2 horas.

II – A distância total percorrida foi de 9km.

III – O movimento foi uniforme na ida e na volta.

IV – Na volta, o módulo da velocidade média foi de 6km/h.

V – Nesse trajeto, a pessoa ficou em repouso por 20 min.

a) Apenas as afirmativas I e II estão corretas.

b) Apenas as afirmativas I e IV estão corretas.

c) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas.

d) Apenas as afirmativas III, IV e V estão corretas.

e) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Letra e.

Lendo o gráfico e analisando item a item.

I – Errado.

Entre os intervalos 1h e 3/2h a pessoa está na mesma posição, ou seja, sua velo-

cidade é zero.

II – Certo.

0 a 1h  percorre 6km

1h a 3/2h  pessoa parada

3/2h a 3h  percorre 3km.

Distância total = 6 + 0 + 3 = 9 km.

III – Certo.

As retas indicam que o movimento é uniforme.

IV – Certo.

A volta acontece entre os intervalos 3/2 e 2h, e percorre 3 km.

Velocidade média é dada por:

ΔS
Vm =
Δt
3
Vm = = 6 km/h
0,5

V – Errado.

O repouso acontece entre 1 e 3/2h (1,5h), ou seja 0,5h = 30 min.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

15. (UFAL/VESTIBULAR) Cada questão de proposições múltiplas consistirá de 5

(cinco) afirmações, das quais algumas são verdadeiras, as outras são falsas, po-

dendo ocorrer que todas as afirmações sejam verdadeiras ou que todas sejam

falsas. As alternativas verdadeiras devem ser marcadas com V e as falsas, com F.

Analise as afirmações sobre o movimento, cujo gráfico da posição X tempo é repre-

sentado a seguir:

a) ( ) O movimento é acelerado de 0 a t1.

b) ( ) O movimento é acelerado de t1 a t2.

c) ( ) O movimento é retardado de t2 a t3.

d) ( ) A velocidade é positiva de 0 a t2.

e) ( ) A velocidade é negativa de t1 a t3.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Tá lembrado(a) que o vértice da parábola é quando o móvel tem velocidade zero

ou quando ele inverte o movimento?

Então, quando você for analisar o gráfico e “estiver indo” para o vértice, a velocida-

de do móvel estará diminuindo (movimento retardado), e quando “estiver sain-

do” do vértice a velocidade do móvel estará aumentando (movimento acelerado).

Note que no gráfico:

• de 0 a t1, o móvel está indo para o vértice, logo movimento retardado;

• de t1 a t2, o móvel está saindo do vértice, logo movimento acelerado;

• de t2 a t3, o móvel está indo do vértice, logo movimento retardado;

• de t3 a t4, o móvel está saindo do vértice, logo movimento acelerado.

Portanto, a) F; b) V; c) V.

Em relação ao sinal da velocidade:

• quando o gráfico for crescente, velocidade positiva;

• quando o gráfico for decrescente, velocidade negativa.

Portanto, d) F; e) V.

16. (FGV/PC-MA/PERITO CRIMINAL/2012) Um motorista afobado, mal aberto o si-

nal, parte do repouso com uma aceleração constante a. Ao atingir uma velocidade

V, percebe à sua frente o próximo sinal fechado. Imediatamente aplica os freios,

imprimindo ao carro uma aceleração retardadora constante a’, até o repouso.

Entre o instante em que partiu do repouso e o instante em que voltou ao repouso,

a velocidade escalar média do carro foi

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

V
a) menor que , se |a| < |a'|
2
V
b) maior que , se |a| < |a'|
2
V
c) menor que , se |a| > |a'|
2
V
d) maior que , se |a| > |a'|
2
V
e) igual a quaisquer que sejam a e a’.
2

Letra e.

Futuro(a) servidor(a), como você chegou até aqui, trouxe esta questão para que
saiba como calcular a velocidade média no MRUV.
É simples, você calculará a média aritmética entre a velocidade inicial e a veloci-
dade final.
Mas ATENÇÃO, isso só vale para o MRUV.

Vfinal + Vinicial
vm =
2

Voltando para a questão, temos que a velocidade inicia no primeiro trecho. A velo-
cidade inicial é V, e a final é 0, então a velocidade média é:

V+0 V
vm = =
2 2

No segundo trecho, a velocidade inicial é V, e a final é 0, então:

0+V V
vm = =
2 2

Resposta: a velocidade será igual independentemente do valor da aceleração.

Ficou claro?? Espero que sim!

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

17. (IDECAN/SEARH-RN/PROFESSOR/2016) O gráfico da função horária dos espa-

ços de um móvel em movimento retilíneo uniformemente variado está representa-

do a seguir.

A função horária da velocidade desse móvel é:

a) v = –4 + 2t.

b) v = 3 – t.

c) v = 5 + 4t.

d) v= –3 – 6t.

Letra a.

O primeiro item que você deve notar é a concavidade do gráfico.

É uma parábola voltada para cima, logo a aceleração é positiva.

Por exclusão, sobraram as respostas “a” e “c”.

O segundo item será se é crescente ou decrescente.

Observe que a partir do instante inicial o gráfico é decrescente, logo a velocidade é

negativa (movimento retrógrado).

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

18. (FUNCAB/PC-AC/PERITO CRIMINAL/2015) A velocidade escalar de um móvel

varia de acordo com o gráfico a seguir:

No gráfico estão representados intervalos de tempo de (0;t1),(t1;t2), (t2;t3), (t3;t4)

e (t4;t5). O movimento desse móvel é retardado para os intervalos de tempo:

a) (0;t1),(t1;t2)e(t4;t5).

b) (t1;t2),(t2;t3),(t3;t4)e(t4;t5).

c) (0;t1),(t2;t3)e(t4;t5).

d) (0;t1),(t3;t4)e(t4;t5).

e) (t1;t2),(t3;t4)e(t4;t5).

Letra c.

Movimento retardado no gráfico da velocidade em função do tempo é aquele em

que a velocidade diminui, ou quando a velocidade e a aceleração possuem sinais

opostos:

• de 0 a t1, a velocidade é positiva (acima do eixo) e a aceleração é negativa

(reta decrescente), logo movimento retardado;

• de t1 a t2, a velocidade é constante e positiva (acima do eixo) e a aceleração

é constante (reta constante), logo movimento progressivo (MRU);

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

• de t2 a t3, a velocidade é positiva (acima do eixo) e a aceleração é negativa

(reta decrescente), logo movimento retardado;

• de t3 a t4, a velocidade é negativa (abaixo do eixo) e a aceleração é negativa

(reta decrescente), logo movimento acelerado;

• de t4 a t5, a velocidade é negativa (abaixo do eixo) e a aceleração é positiva

(reta crescente), logo movimento retardado.

19. (CESGRANRIO/REFAP/OPERADOR/2007) É dado o gráfico da posição de um

móvel, em movimento retilíneo e uniforme, em função do tempo, durante o inter-

valo que vai de 0 a 10 segundos.

Assinale a opção que apresenta o gráfico da velocidade escalar desse móvel em

função do tempo, durante esse mesmo intervalo de tempo.

a)

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

b)

c)

d)

e)

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Letra d.

Do gráfico, temos que:

• é MRUV;

• a concavidade é voltada para baixo, logo a aceleração é negativa;

• de 0 a 5 s o gráfico é crescente e indo para o vértice, logo a velocidade é po-

sitiva e seu valor está diminuindo uniformemente;

• de 5 s a 10 s o gráfico é decrescente e saindo do vértice, logo a velocidade é

negativa e seu valor está aumentando uniformemente.

O gráfico que representa esse movimento é o da letra “d”:

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

20. (CESGRANRIO/PETROQUÍMICA-PE/OPERADOR SÊNIOR) Um automóvel A tra-

fega em um trecho retilíneo de uma estrada. O gráfico a seguir ilustra como a sua

velocidade varia em função do tempo no decorrer do instante inicial t = 0, em que

se começou a analisar esse movimento, até o instante t.

No instante t = 0, outro automóvel, B, trafegando com velocidade escalar constan-

te v, ultrapassou A. Em relação à possibilidade de A alcançar B, conclui-se que

a) ocorrerá no instante t = 5s, se B trafegar a 15m/s.

b) ocorrerá, independente do valor da velocidade de B.

c) não ocorrerá, se B trafegar a 72km/h.

d) não ocorrerá, se B trafegar a 30m/s.

e) não ocorrerá, independente do valor da velocidade de B.

Letra d.

Para resolver essa questão, você deve lembrar que a distância percorrida é a área

do gráfico.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

Analisando item a item.

a) Errado.

Se você traçar a reta constante (pois B se movimenta com velocidade constante

– MRU), notará que a área em azul (A) é maior que a área em vermelho (B). No

instante 5 s, A já percorreu uma distância MAIOR que B, ou seja, a ultrapassagem

ocorreu antes de 5s.


(B+b)h (30+10).5
Automóvel A = Área azul = A trapézio = = = 100
2 2
Automóvel B = Área vermelha = A retângulo = b .h = 5 . 15 = 75

b) errado.

Se a velocidade de B for maior que 30 m/s, A alcançará B.

c) Errado.

72km/h÷3,6 = 20m/s

Se você traçar a reta constante (pois B se movimenta com velocidade constante –

MRU), notará que de 0 a 9s, a área em azul (A) é MAIOR que a área em vermelho

(B), logo A alcançará B.


b.h
Automóvel A = Área azul = A trapézio + A triângulo = 100 + = 100 +
2
4 . 30
= 100 + 60 = 160
2
Automóvel B = Área vermelha = A retângulo = b . h = 9 . 20 = 90

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

d) Certo.
Se você traçar a reta constante (pois B se movimenta com velocidade constante –
MRU), notará que de 0 a 9 s, a área em azul (A) é MENOR que a área em vermelho
(B), logo A NÃO alcançará B.
b.h 4.30
Automóvel A = Área azul = A trapézio + A triângulo = 100 + = 100 +
2 2
= 100 + 60 = 160

Automóvel B = Área vermelha = A retângulo = b.h = 9.30 = 270

e) Errado.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691
FÍSICA
Cinemática Escalar
Prof. Herico Avohai

21. (FCC/SEDES/PROFESSOR/2016) Considere o seguinte gráfico:

O deslocamento tem módulo, em metros, de

a) 0,5.

b) 2,5.

c) 1,5.

d) 1,0.

e) 2,0.

Letra c.

O deslocamento será numericamente igual à área total do gráfico, que é dada por:

A = A trapézio + A retângulo = cm ÷ 100 = 1,5m.

https://www.facebook.com/groups/2095402907430691