Você está na página 1de 4

Entrevista e Debate

Introdução
Os textos de comunicação social abordam factos sociais. E estes ou esses factos sociais
dependem de uma interacção que muitas vezes, só se torna possível mediante uma
entrevista e/ou debate. Nesta unidade didáctica vamos falar destas duas tipologias
textuais que se enquadram nos textos orais e escritos de comunicação familiar ou social.

Ao completar esta unidade / lição, você será capaz de:


 Destinguir uma entrevista de um debate;
 Identificar a estrutura de uma entrevista e de um debate;

Objectivos  Caracterizar linguistica e discursivamente.

A Entrevista
Entrevista corresponde ao encontro de pessoas, marcado para
local determinado, com fins sociais ou profissionais.

Os objectivos que nos levam a fazer uma entrevista são de


diversa natureza entre eles, podemos destacar:
 Recolher dados ou informações;
 Aprofundar um tema;
 Recolher ou registar uma opinião pessoal;
 Registar aspectos em torno da vida de uma personalidade
destacável;
 Colher a opinião pública sobre determinados factos ou
acontecimentos (em forma de inquérito).

Nota-se:
(i).A entrevista constitui actualmente prática usual na admissão
de trabalhadores, sobretudo se qualificados.

(ii).Trabalho jornalístico assente no contacto pessoal entre um


repórter e uma ou mais pessoas que se disponham a prestar
informação de interesse para a comunidade ou úteis para a
elaboração de notícias.

Estrutura da Entrevista
A entrevista apresenta uma estrutura um tanto o quanto estática:
a fase de saudação, chamamento, identidade, nível de
língua.Intercalam-se por:
i. Estabelecer o contacto;
ii. Manter o contacto e
iii. Romper o contacto.

A entrevista pode ter vários alcances:


 Entrevista noticiosa (colhem-se factos que se
transformam em notícia);
 Entrevista de opinião (colhe-se o ponto de vista do
entrevistado sobre o assunto);
 Entrevista com personalidade (colhem-se aspectos
biográficos e pessoais do entrevistado);
 Entrevista de grupo (colhem-se opiniões de um certo
número de pessoas sobre certo assunto);
 Entrevista colectiva (um grupo de entrevistadores colhe
opiniões de uma pessoa).

A técnica de uma entrevista vária consoante o tipo de


entrevista.Ademais, a técnica de tratamento e de redacção de
uma entrevista vária com o tipo de entrevista e com o meio por
que é apresentada e com o meio por que é apresentada
(imprensa, rádio, etc.).

O Debate
Entretanto, o debate é uma situação argumentativa por
excelência. Convém frisar que o debate não deve ser confundido
com a polémica, com discussão ou com a controvérsia.

Numa sociedade democrática, o debate terá de ocupar


forçosamente um lugar de destaque, uma vez que a troca de
pontos de vista, a permuta de ideais e de opiniões, o verdadeiro
diálogo entre todos, são pontos fortes da própria democracia.

O debate é uma situação de intercomunicação argumentativa em


que os participantes:
 São normalmente bons conhecedores (às vezes,
escialistas) das matérias em causa;
 Estão empenhados em mostrar que os seus argumentos e
pontos de vista são razoáveis;
 Estão abertos à compreensão dos pontos de vista, das
teses e argumentos dos outros participantes; são
tolerantes e respeitadores;
 Admitem atenuar ou até corrigir as suas posições, perante
o peso dos argumentos contrários;
 Não encaram o descanso do debate como uma vitória ou
derrota pessoais.

Características Linguísticas e Discursivas


No que diz respeito às características linguísticas e discursivas,
importa frisar, que de acordo com os interlocutores a ocorrência
de características linguísticas e discursivas realizam-se de acordo
com as diferentes fases (particularmente a entrevista).

1. Estabelecer o contacto
 Saudação, chamamento, identificação e nível de língua
(de acordo com o nível do entrevistado poderá ser
corrente e elevado).
2. Manter o contacto
 Interrogação, chamada de atenção, dúvidas, argumento e
nível de língua. O contacto é estabelecido cingindo-se no
nível do interlocutor.

3. Romper o contacto
 Agradecimentos, despedida, proposta e nível de língua,
tanto exige um domínio linguístico por parte do
entrevistador. O entrevistador pouco fala, explorando
mais o seu interlocutor (entrevistado).

Relativamente ao debate, visto ser uma situação de


intercomunicação argumentativa, os argumentos é que
percorrem sobre o texto. A argumentação corresponde de
técnicas de organização de um texto, destinado a levar o
interlocutor a aceitar facilmente as condições desse texto. Estas
técnicas assentam no encadeamento de raciocínios lógicos e no
modo estético da comunicação.

o
Resumo
A entrevista e o debate correspondem a textos orais e escritos de comunicação familiar
ou social. Sendo a entrevista e o debate, textos de estrutura conversacional apresentam
uma mobilidade na sua estrurura e características linguísticas e discursivas.

A entrevista obedece uma sequência linguística e discursiva mediante cada fase,


enquanto o debate assenta-se nos argumentos, visando convencer o interlocutor em
relação ao seu ponto de vista.