Você está na página 1de 4

As raposinhas na Vinha – Cantares 2:15

29 de maio de 2013​ Por ​Eduardo Chaves

AS RAPOSINHAS NAS VINHAS

Cantares 2:15

INTRODUÇÃO

A Palavra de Deus fala muito a respeito da ​VINHA​. Ela tinha uma grande importância
na vida do povo de Israel, pois muitas famílias dependiam diretamente dela para
sobreviver. A vinha era tão importante que Deus proibiu que ela fosse vendida a outras
pessoas, mas que seria deixada como herança de pai para filho por muitas gerações.

Quando um pai possuía uma vinha, envolvia toda sua família no trabalho de cultivo da
mesma, e o Senhor Jesus mostrou isso na parábola dos dois filhos (​Mt 21:28-30​).

DESENVOLVIMENTO
A vinha tinha muitos inimigos. Em I Re 21:2 a Bíblia mostra como o rei Acabe (tipo do
adversário) cobiçou a vinha de Nabote (servo) para a destruir. Outro inimigo igualmente
perigoso é a raposa. Ela costuma atacar a vinha para comer o seu fruto, e às vezes
nem espera o fruto, mas vai e devora a sua flor, de modo que o fruto nunca surge.

O grande problema da raposa é que, por causa de sua aparência de bichinho inofensivo
e gracioso, muitas vezes as pessoas toleram sua presença e não cuidam de
afugentá-las para longe.

O que representa a Vinha?

A vinha tipifica a Obra do Espírito em nossas vidas. Devemos nos envolver com a Obra
cada dia para que possamos alcançar a eternidade, e para isso devemos ter todo o
cuidado para que nenhum mal lhe aconteça.

Existem muitas coisas que podem causar sérios prejuízos à Obra e até provocar a sua
destruição. Muitas destas coisas são como as “raposinhas” na vinha. Elas vão
chegando sorrateiramente e quando percebemos estão instaladas. São coisas
aparentemente inofensivas, os chamados “pecadinhos” que “não fazem mal algum” e
que não são vistos por ninguém. São as coisas do profundo do coração e do
pensamento, que muitas vezes nos envergonham quando vêm à tona. Todo o cuidado
deve ser tomado com as “raposinhas”.

Elas destroem as flores da vinha, isto é, quando as raposinhas aparecem os Dons


Espirituais desaparecem, e sem eles não há frutos. Basta uma palavrinha maldosa, um
comentário sobre alguém, um sentimento de inveja ou rancor e pronto: a benção é
destruída e mais tarde coisas maiores poderão acontecer.

Uma raposa só é tão perigosa que em Neemias 4:3 está escrito que ela poderá
derrubar um muro. Na verdade o muro fala daquilo que nos separa do mundo e nos
proporciona proteção e comunhão com Deus. Um só destes “pecadinhos” poderá por
abaixo tudo isso.

Mais conteúdo

As Capas de Estevão – Palavra aos Jovens

Ainda há Esperança – 1 Tessalonicenses 4:13

O Senhor é nossa Fortaleza – Salmos 46:1

Postura do Obreiro / O obreiro ARARA

Vida ou Morte? – Salmos 119:84

O paralítico de Cafarnaum – Marcos 2:1-12

ETERNIDADE – Efésios. 4:7-9

A Videira verdadeira – João 15:1–5

Só Jesus acenda a candeia – Salmo 18:28

Profeta Jonas – Mateus 16:17

A Riqueza das Bodas – Mateus 22:09

Benny Hinn – A Tua Vontade Senhor, Não a Minha

O grito da alma aflita – Mateus 15:25

A salvação – João 8:11

A que você está apegado? – Jó 27:6


Gostou? Então compartilhe