Você está na página 1de 3

21/08/2020 Maçons que mudaram a História - Chevalier Ramsay - Loja Maçônica MARTIN LUTHER KING

AUG.*., RESP.*. E BEN.*. LOJ.*. MAÇ.*. “MARTIN LUTHER KING” NO 63


INÍCIO NOSSA LOJA AS COLMEIAS CENTRO DE ESTUDOS MAÇÔNICOS
E-mail Área Restrita
ADMINISTRATIVO MAPA DO SITE FALE CONOSCO GENTILEZA GERA GENTILEZA

01/11/2019

CHEVALIER RAMSAY
Irmão Guilherme Cândido

      Andrew Michael Ramsay nasceu em Ayr, na Escócia, em 9 de janeiro de 1686 e faleceu


na França, com 57 anos, em 6 de maio de 1743. Quando jovem foi atraído pelo misticismo
do quietismo[1], praticado no círculo de George Garden[2],  em Rosehearty, centrado nos
ensinamentos de Antoinette Bourignon[3],  similares aos de Pierre Poiret[4], em Rijnsburg,
que girava em torno de uma comunidade, onde pessoas de diferentes convicções religiosas
e castas sociais pudessem viver juntas.
      Em 1710, com 24 anos, Ramsay foi para Rijnsbur, Holanda, para conhecer Pierre Poiret.
Depois, passou a ser um pupilo do sábio Fénelon[5],  em Cambrai, na França. Ele
permaneceu na casa de Fénelon durante vários anos, fazendo grande amizade com o
mesmo, que era parente do arcebispo e aluno de Madame Guyo[6]. Ramsay publicou em
Londres, no ano de 1723, a obra intitulada  Vie de Fénelon,  em depoimento leal a esse
período de sua vida. De 1714 até 1716, Ramsay atuou como secretário de Madame Guyon.
Ramsay, até então presbiteriano, foi convertido ao catolicismo pelo próprio Fénelon.
      Fénelon era tutor dos netos do rei francês Luís XIV (O Rei Sol[7] e por tal tinha grande
influência na corte francesa, o que levou seu amigo Ramsay a ser notado pela nobreza e,
em particular, pelo conde de Sassenage, cujo filho Ramsay tutoriou de 1718 a 1722.
      Em 1722, Andrew Ramsay já possuía grande estima junto ao Cardeal Fleury[8], que, após
a morte do regente Filipe II, duque de Orleans[9], em 1723, era o poder do estado por trás do
rei Luís XV[10]. Por esta estima, em 1723, com 37 anos, Ramsay foi levado a se tornar um
Cavaleiro honorífico da Ordem de São Lázaro de Jerusalém, ordem que, originariamente,
possuía caráter militar e era formada por cruzados, objetivando a proteção de peregrinos.
Por conta desse título, que lhe foi outorgado, tornou-se conhecido como Chevalier Ramsay,
https://martinlutherking63.mvu.com.br/site/macons-que-mudaram-a-maconaria--chevalier-ramsay/r1ufSvx5zwE-3/atr.aspx 1/3
21/08/2020 Maçons que mudaram a História - Chevalier Ramsay - Loja Maçônica MARTIN LUTHER KING

ou seja, Cavaleiro Ramsay.


      Em 1724, se agregou à família jacobita, em Roma, porém intrigas na corte e a
impossibilidade de sua tarefa de educar o príncipe Charles Stuart[11], que só tinha três anos
de idade na época, fizeram com que ele regressasse à Paris no mesmo ano.
      De 1725 a 1728, frequentou o Clube de Literatura Parisiense na companhia de Rene-
Louis Argenson[12], Lord Bolingbroke[13]  e Montesquieu[14]. Neste cenário ele escreveu
seu Travels of Cyrus, em 1727, que fez dele um autor best-seller, na época e cuja revisão e
edição levaram-no a Londres em 1729, onde continuou em contato com Montesquieu.
      Em dezembro de 1729, tanto Ramsay quanto Montesquieu foram eleitos membros da
famosa Royal Society[15]. Ramsay foi também honrado com o título de Doutor em Direito
pela Universidade de Oxford, em 1730.
      Foi durante esta estadia na Inglaterra, que a maioria dos autores afirma ter sido ele
Iniciado da Franco-Maçonaria, mais precisamente em 16 de março de 1730, na Horn Lodge,
no Palace Yard, em Westminster, Londres. Nesta época, a Maçonaria estava ativa na
França há apenas alguns anos, entretanto com pouquíssima adesão e sem muita estrutura
organizacional.
       Em 1735, Ramsay se casou com Marie Nairne, filha de Sir David Nairne, subsecretário
de James III. Na ocasião, Chevalier Ramsay foi feito Cavaleiro e Baronete Escocês.
        Um intelectual escocês, estudado na França, com influências e experiências
holandesas e inglesas, envolvido intimamente com diversos filósofos, monarcas e
pensadores da época, tutor de crianças da nobreza e de herdeiros de tronos, homenageado
com o título de Cavaleiro pela Igreja, doutor em direito pela universidade de Oxford, autor
de bestsellers, membro da Royal Society, feito Cavaleiro e Baronete Escocês por James III:
quer alguém com mais “moral” do que Ramsay? Esse cara precisava fazer um discurso para
incentivar a valorização da Maçonaria pelos franceses!
       Quando Ramsay retornou à Paris, entre 1730 e 1731, continuou a se dedicar ao Ofício e
logo se tornou Grande Orador da França. Os candidatos à Iniciação estavam sendo
recebidos em números maiores, mas as cerimônias eram muito breves e elementares e
davam aos neófitos apenas pequenas ideias sobre quais eram os objetivos da Arte Real.
Então, em 1736, ele decidiu, não se sabe se por iniciativa própria ou se por encomenda,
escrever um discurso para uma Cerimônia de Iniciação, que ocorreu no dia 26 de
dezembro, na Loja São João, e que, depois, incrementou e reapresentou na Recepção dos
Franco-Maçons, em 20 de março de 1737.
      Seu discurso, como veremos a seguir, visava dar aos novos Irmãos motivos para se
orgulharem de pertencer à Franco-Maçonaria e a toda a herança que ela carregava. Ele
tentou acender uma chama para que a valorização da Maçonaria, em solo francês, se
inflamasse! Logo, assim como trazia muitas Old Charges dos pedreiros operativos e,
também, as próprias Constituições de Anderson, seu discurso era um conto alegórico das
origens da Maçonaria e não uma história verossímil. Se as Old Charges dos talhadores de
pedra ligavam o Ofício à Noé, Tubalcain e Euclides, num mundo de nobres e católicos
poderosos, Ramsay ligou à origem da Maçonaria aos Cavaleiros Cruzados, especificamente
citando os Cavaleiros Hospitalários (não citou diretamente os Cavaleiros Templários, como
muitos acham). Alguns dizem que esse discurso constitui uma Old Charge própria de
Ramsay.
        Funcionou! Todos adoraram ser herdeiros dos valiosos Cavaleiros Cruzados! A
Maçonaria, na França, prosperou! Mas a ideia pegou tanto que vários Maçons franceses,
estudiosos e ritualistas (incluindo os que participavam de outras ordens e organizações
místicas), começaram a desenvolver e ramificar lendas e mais lendas, aprofundando aquele
sentimento de orgulho e nobreza, introduzindo também conceitos e práticas de outras
ordens iniciáticas, o que acabou por culminar na criação de diversos Graus e Ritos
maçônicos, centrados naquelas estórias, distanciando a Maçonaria “latina” da Maçonaria
“anglo-saxônica”.
       Se quiser entender melhor, visite Lojas dos Ritos de York, Schröder e do trabalho de
Emulação (origens inglesas), e compare com as práticas do REAA, Moderno, Adnohiramita
e RER (origens francesas)! Vai ser nítida a diferença!
       Vamos ao famoso discurso de Chevalier Ramsay, pronunciado em 1737, e publicado na
coluna DESTAQUE, deste Site.

https://martinlutherking63.mvu.com.br/site/macons-que-mudaram-a-maconaria--chevalier-ramsay/r1ufSvx5zwE-3/atr.aspx 2/3
21/08/2020 Maçons que mudaram a História - Chevalier Ramsay - Loja Maçônica MARTIN LUTHER KING

Referências Bibliográficas
CHEVALIER RAMSAY LODGE N°4 – THE REGULAR GRAND LODGE OF BELGIUM. Chevalier Andrew Michael Ramsay. Disponível
em: h p://www.chevalierramsay.be/chevalier-andrew-ramsay/
BERNHEIM, ALAIN. Ramsay and his discours revisted – Two le ers wri en by Ramsay in 1737. Disponível em: h p://www.freemasons-
freemasonry.com/bernheim_ramsay03.html
______. Ramsay and his discours revisted – Ramsay’s life. Disponível em: h p://www.freemasons-freemasonry.com/bernheim_ramsay01.html
GRAND LODGE OF BRITTISH COLUMBIA AND YUKON. Chevalier Andrew Michael Ramsay. Disponível
em: h p://freemasonry.bcy.ca/biography/ramsay_a/ramsay_a.html
BATHAM, CYRIL N. Ramsay’s Ora on: the Epernay and Grand Lodge Versions. Disponível em: h p://204.3.136.66/web/heredom-
files/volume1/ramsay’s-ora on.htm
HERMETISMO Y MASONERIA. Los discursos de Andrew M. Ramsay. Disponível em: h p://herme smoymasoneria.com/s13ramsay.htm
WIKIPEDIA. Andrew Michael Ramsay. Disponível em: h ps://en.wikipedia.org/wiki/Andres Michael Ramsay

[1] Quie smo é o nome dado a um conjunto de crenças cristãs, que se tornaram populares na França, Itália e Espanha, durante o final da década
de 1670, e que foi condenado como heresia pelo Papa Inocente XI, através da bula papal Coeles s Pastor, em 1687. O Quie smo foi do como
heresia por elevar a contemplação através da meditação e por sobrepor a quietude intelectual e a passividade interior às orações vocais.
[2] Foi um ministro de Igreja Escocês.
[3] Foi uma francesa mís ca e aventureira, que alegava ter sido escolhida por Deus para restaurar o verdadeiro Cris anismo na Terra.
[4] Foi um proeminente filósofo, mís co e cristão francês.
[5] Também conhecido como o Cisne de Cambrai, foi um teólogo católico, poeta e escritor francês.
[6] Foi uma mís ca francesa e uma das defensoras chave do Quie smo.
[7] Também conhecido como Luís, o Grande, foi rei da França e Navarra de 1643 até sua morte em 1715. Seu reinado foi o mais longo da Europa e
o segundo maior da história da civilização.
[8] Cardeal e polí co francês, que foi primeiro-ministro de fato durante o reinado de Luís XV, de quem foi tutor.
[9] Foi o regente durante a menoridade de Luís XV, de 1715 (após a morte de Luís XIV) até a sua morte em 1723.
[10] Conhecido também como Luís, o Bem Amado, foi rei da França e Navarra de 1715 (após a morte de seu bisavô Luís XIV e quando nha apenas
5 anos) até sua morte em 1774.
[11] Também conhecido como O Jovem Pretendente ou O Jovem Cavaleiro, foi o segundo pretendente jacobita ao trono da Inglaterra, Escócia,
França e Irlanda, após a morte de seu pai em 1766.
[12] Foi um estadista e escritor francês, tendo sido também Secretário de Estado para Assuntos Externos de Luís XV.
[13] Foi um polí co, oficial de governo e filósofo inglês.
[14] Foi um polí co, filósofo e escritor francês, que ficou famoso por sua teoria da separação dos poderes, atualmente consagrada em muitas das
modernas cons tuições internacionais.
[15] Abreviação de The President, Council, and Fellows of the Royal Society of London for Improving Natural Knowledge, é uma sociedade de
pesquisas cien ficas, possivelmente a mais an ga ainda em a vidade, fundada em 1760, com autorização real de Charles II. Nela lideraram
figuras ilustres da ciência como Sir Isaac Newton.

Compartilhar 0 Tweetar

Copyright © 2020 Maçonaria Virtual Curtir 15 mil

https://martinlutherking63.mvu.com.br/site/macons-que-mudaram-a-maconaria--chevalier-ramsay/r1ufSvx5zwE-3/atr.aspx 3/3