Você está na página 1de 44

IMS

EPM9000

MULTIMEDIDOR
DE
GRANDEZAS ELÉTRICAS

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

10/98
REV2.4

EPM9000 1
IMS IMS
ÍNDICE 6. MODOS DE FUNCIONAMENTO ................................... 20

1. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO .............................. 5 6.1.1. TP ............................................................................ 23


6.1.2. TC/ALICATE ............................................................. 25
1.1. MODELOS ................................................................ 6 6.1.3. ENDEREÇO ............................................................ 29
6.1.4. TIPO DE LIGAÇÃO ................................................... 31
2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ............................... 6 6.1.5. ALARMES ................................................................ 32
6.1.5.1. DESCRIÇÃO DOS TIPOS DE ALARMES ............. 35
3. FUNCIONAMENTO ..................................................... 7 6.1.5.2. TELA DE OCORRÊNCIA DE UM TIPO DE ALARME 36
6.1.6. RELÓGIO (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ............. 37
4. DESCRIÇÃO FÍSICA .................................................. 8 6.1.7. DATA (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................... 39
6.1.8. SENHA (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................ 41
4.1. PAINEL FRONTAL .................................................... 8 6.1.9. INTERVALO DE REGISTROS
4.1.1. DESCRIÇÃO DAS TECLAS .................................. 9 (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................................. 43
4.1.2. DESCRIÇÃO DOS LED’S ...................................... 9 6.1.10. BLOCOS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ............ 45
4.2.1. DESCRIÇÃO DO PAINEL TRASEIRO ................... 11 6.1.11. REGISTROS DE MÍNIMOS E MÁXIMOS
4.2.1.1.CONECTOR DE ALIMENTAÇÃO ....................... 11 (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................................. 48
4.2.1.2. SENSOR DE TENSÃO ...................................... 12 6.1.12. VELOCIDADE DE COMUNICAÇÃO ...................... 50
6.2. MODO DE OPERAÇÃO .............................................. 51
5. INSTALAÇÃO ............................................................ 13 6.2.1. MÉDIA DE TENSÃO, CORRENTE
FATOR DE POTÊNCIA ................................................. 52
5.1. MONTAGEM ........................................................... 14 6.2.2. TENSÃO .................................................................. 53
5.2. ALIMENTAÇÃO ....................................................... 14 6.2.3. CORRENTE ............................................................. 54
5.3. ESQUEMAS DE LIGAÇÃO DE ENTRADA ............. 15 6.2.4. FATOR DE POTÊNCIA ............................................. 55
5.4. SAÍDAS DE ALARME ............................................. 19 6.2.5. ENERGIA ................................................................. 56
5.5. TRAVA DE PROGRAMAÇÃO ................................. 19 6.2.6. POTÊNCIAS ............................................................ 57
5.6. CONECTOR SERIAL .............................................. 19 6.2.7. FREQUÊNCIA E HARMÔNICAS DE TENSÃO ......... 58
6.2.8. FREQUÊNCIA E HARMÔNICAS DE CORRENTE .... 60
6.2.9. TOTALIZAÇÃO E ZERAMENTO DA ENERGIA ......... 62

2 EPM9000 EPM9000 3
IMS IMS
6.2.10. SEQUÊNCIA DE FASE .......................................... 63 1. APRESENTAÇÃO DO PRODUTO
6.2.11. RELÓGIO E DATA (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) 64
6.3. REGISTROS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ........... 65
6.3.1. SENHA PARA ACESSO AOS REGISTROS O EPM9000 é um equipamento destinado a monitoração de vários
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................................. 66 parâmetros elétricos permitindo através da visualização simultânea de três
grandezas, o total controle do sistema de energia.
6.3.2. ATIVAÇÃO E DESATIVAÇÃO DO ARMAZENAMENTO DE
REGISTROS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) .............. 68 Totalmente desenvolvido com as mais modernas técnicas de
6.3.4. DEFINIÇÃO DA ÁREA DE REGISTRO processamento de sinais, o EPM9000 é um equipamento de medição preciso
e versátil. É facilmente programado através de seu teclado logicamente
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) .................................. 71 disposto e de informações apresentadas em suas três linhas de displays e leds.
6.3.5. LIMPEZA DA MEMÓRIA Sua operação é simples e intuitiva.
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) .................................. 74
6.3.6. TIPO DE MEMÓRIA ( CIRCULAR OU LINEAR) ......... 76
6.3.7. FINALIZA O MODO DE OPERAÇÃO DE REGISTROS
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) ................................... 77 IMPORTANTE:
LEMBRE-SE QUE VOCÊ ESTÁ UTILIZANDO UM
7. COMUNICAÇÃO SERIAL ............................................. 78 EQUIPAMENTO QUE TRABALHA COM TENSÕES E
CORRENTES ELEVADAS SENDO SUA ATENÇÃO TOTAL
PRIMORDIAL PARA A SEGURANÇA.
8. EPM9000-MP (UNIDADE PORTÁTIL) .......................... 80

9. O SOFTWARE ANALYSER ........................................... 84

9.1. INSTALAÇÃO .............................................................. 84

GARANTIA ........................................................................ 85

RELATÓRIO PARA ASSISTÊNCIA TÉCNICA ................. 87

4 EPM9000 EPM9000 5
IMS IMS
- Sensoreamento de Tensão Direto : de 100 a 500V RMS;
1.1. MODELOS
- Sensoreamento de Corrente : 0,05 à 5A;
O EPM9000 é fornecido em quatro versões:
- Comunicação Serial - RS 232C ou RS 485;
- EPM9000 de painel sem memória
- Peso : 2 kg (Modelo de painel);
- EPM9000 de painel com memória
- 4 Teclas para Programação e Operação do Equipamento;
- EPM9000 portátil (EPM9000 -MP)
- 3 Displays : 4 dígitos com 7 segmentos cada;
- EPM9000 ao tempo (EPM9000 -MT)
- Temperatura de Operação : 0 a 55° C;
Os equipamentos com memória incluem software de descarga para
análise de dados. - Possibilidade de Armazenamento de dados de 256 Kbytes com
Intervalos e Grandezas armazenadas programáveis (Modelo c/
OPCIONAIS: Memória);
- Software para monitoração on-line; - Armazena as últimas 20 faltas de energia (Modelo c/Memoria) sendo
apresentadas somente no programa de descarga;
- Cabo de comunicação serial; - Relógio com data/hora (Modelo c/Memória);
- Conversor RS 485/RS 232C . - Permite Monitoração local através de um microcomputador tipo PC;
- Permite Controle em rede de várias subestações, através de monitoração
por um microcomputador tipo PC utilizando o conversor RS485.
2. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS
3. FUNCIONAMENTO
- Processamento em Tempo Real;
Através da análise dos três sinais de tensão e corrente provenientes
- Indicações:
da rede elétrica sob controle, o EPM9000 calcula, indica e pode registrar (EPM-
- Tensão - Energia Indutiva
9000 com memória) em valor eficaz (RMS), isto é, o valor verdadeiro de todas
- Corrente - Potência Reativa
as grandezas elétricas (tensão F-F, F-N; corrente; as potências ativa, aparente
- Fator Potência - Potência Aparente
e reativa; energia ativa, indutiva e capacitiva; fator de potência e harmônicas
- Energia Ativa - Potência Ativa
até 15°), transformando o equipamento numa poderosa ferramenta para
- Energia Capacitiva - Harmônicas ( até 15° )
monitoração da rede, inclusive possibilitando controle estatístico de processos
e causa.
- Alarmes de Tensão, Corrente, Fator de Potência por fase e Distorção
Harmônica total.
- Permite Monitoração em sistemas trifásicos.
- Alimentação Auxiliar : 100-135 Vca ou 200-270 Vca , 50 ou 60 Hz;

6 EPM9000 EPM9000 7
IMS IMS
4. DESCRIÇÃO FÍSICA 4.1.1. DESCRIÇÃO DAS TECLAS
Este capítulo apresenta a descrição do EPM9000 em suas características Tecla de Programação. Esta tecla faz com que o equipamento
físicas com todos os componentes bem como suas funções. entre e/ou saia do modo de programação dos parâmetros do
equipamento.
4.1. PAINEL FRONTAL
Toda a operação e monitoração do EPM9000 é feita através do painel Tecla de movimentação de incremento e habilitação. Sua
frontal que apresenta 3 displays de 4 dígitos com 7 segmentos cada, 4 teclas função depende do modo ou parâmetro a ser configurado.
de controle e 26 leds indicadores que permitem a visualização do estado e
funcionamento atual do equipamento e um led emissor infravermelho para
impressão de relatórios . Tecla de movimentação de decremento e desabilitação. Sua
função depende do modo ou parâmetro a ser configurado.

Tecla ENTER. Esta é a tecla de confirmação dos valores


programados. Serve também para solicitação de visualização
dos dados ou informações subsequentes ao item sendo
considerado.

4.1.2. DESCRIÇÃO DOS LED’S


IR
L1 Indica as grandezas referentes a fase R.
L23 Indica as grandezas referentes a tensão de linha S e T.
A L 1 x1000 O valor do display deve ser multiplicado por 1000 para que seja
encontrado o valor real.
∑ Pode ser indicativo de média, somatório ou a maior grandeza geral
A L 2
apresentada.
L2 Indica as grandezas referentes a fase S.
L31 Indica as grandezas referentes a tensão de linha T e R .
Clock Indica a data e hora do equipamento. (Modelo c/Memória)

8 EPM9000 EPM9000 9
IMS IMS
L3 Indica as grandezas referentes a fase T.
4.2. PAINEL TRASEIRO
L12 Indica as grandezas referentes a tensão de linha R e S .
Através do painel traseiro são realizadas todas as conexões do
Log Indica função relacionada com o modo de operação de registros. EPM9000. A figura a seguir apresenta o painel traseiro do EPM9000.
(Modelo c/Memória)
Entrada de Alimentação EPM9000
V O valor do display é a tensão do sistema. 2 0 0 - 2 7 0
Selecionar
V c a
Ligação
1 0 0 - 1 3 5 Conforme
V c a
Tensão
MADE IN BRAZIL
kVA O valor do display é a potência aparente do sistema.
E Indica a energia ativa do sistema.

GND
ALARMES

RX
TX
PROG OPEN COLLECTOR

Hz O valor do display é a frequência do sistema.


RS232 AL2 C AL1

A O valor do display é a corrente do sistema. Entrada de Tensão L1 100


TP-L1 TP-L2 TP-L3 L2 a
kW O valor do display é a potência ativa do sistema. L3 500VCA

Ei Indica a energia indutiva do sistema.


TC-L1 TC -L2 TC -L3

H O valor do display indica o número de harmônicos do sistema. S2 S1 S2 S1 S2S1

Ec Indica a energia capacitiva do sistema. Entrada de Corrente


TC/5A

% A grandeza do display está representada em percentual.


AL1 Indica que a saída de alarme 1 foi acionado. 4.2.1. DESCRIÇÃO DO PAINEL TRASEIRO
AL2 Indica que a saída de alarme 2 foi acionado. 4.2.1.1.CONECTOR DE ALIMENTAÇÃO
IR Não utilizar.
É o conector onde deve ser ligada a energia que alimenta o EPM9000.
Este conector não tem nenhuma ligação com a tensão monitorada, servindo
apenas para alimentar o equipamento.

IMPORTANTE:
Não ligue neste conector tensões maiores de 270 V ca.
Isto irá causar a queima do equipamento.

10 EPM9000 EPM9000 11
IMS IMS
4.2.1.2. SENSOR DE TENSÃO 5. INSTALAÇÃO
Neste conector devem ser ligadas as entradas de tensões. Existem 11 Antes de instalar o EPM9000, certifique-se de que todos os requisitos
bornes, sendo que apenas 6 são utilizados, sendo um par para cada sensor de para sua instalação estão atendidos.Aconselhamos o uso de filtro supressor
tensão. Os bornes pares não são utilizados. de ruido na entrada da fonte e se existir contatoras próximas não utilizar a
mesma fase para alimentar o equipamento e as contatoras.
Normalmente, a ligação é feita através de Transformadores de Tensão
(TP’s). Se não houver TP a ligação deve ser feita diretamente ( a tensão entre - Tipo de ligação a ser utilizado;
fases neste conector não pode ultrapassar a 500 Vca). - TP’s ou TC’s necessários;

4.2.1.3. SENSOR DE CORRENTE Durante o processo de instalação é necessário que os equipamentos


envolvidos estejam desconectados da rede elétrica.
Neste conector devem ser ligadas as entradas de corrente. Existem 6
bornes, com um par de bornes para cada TC.
Deve-se prover um aterramento em separado da malha de terra da subestação
Normalmente, a ligação é feita através de Transformadores de Corrente (aterramento para instrumentação, com resistência menor que 4 ohms) e evitar
(TC). Se não houver TC a ligação deve ser feita diretamente (a corrente não a utilização de cabos aéreos entre o quadro de medição e o EPM9000 quando em
pode exceder 5 Ampères neste conector). grandes distâncias (maiores que 5 metros). Nesse caso, deve-se utilizar cabos
blindados com malha aterrada ou eletrodutos de aço galvanizado aterrados.
4.2.1.4. CONECTOR SERIAL
O conjunto de instruções a seguir define os principais pontos que o usuário deve
Este conector contêm 5 bornes sendo através deles feita a ligação com
observar na instalação do medidor:
um micro (sendo a saída tipo RS 232C) ou com uma rede (sendo a saída tipo
RS 485) .
a) O EPM9000 deve ser instalado em uma caixa ou painel que possua vedação
completa contra poeira, respingos de água, óleo ou produtos corrosivos.
4.2.1.5. CONECTOR PROG
Esta caixa ou painel também deve protegê-lo contra choques mecânicos,
Este conector é utilizado para bloquear a programação do equipamento vibrações mecânicas e altas temperaturas (acima de 55 0C).
evitando que alguém altere os parâmetros programados. Com o conector
presente não é permitido a programação. b) Não devem ser montados no mesmo painel do EPMC9000: Transformadores,
Contatoras, Solenóides ou outros componentes eletromecânicos não
4.2.1.6. CONECTOR DE ALARMES concernentes ao equipamento.

Este conector é utilizado como saída para indicação de alarmes, sob c) Deve ser escolhida uma rede de alimentação isenta de ruído e com o mínimo
operação o EPM9000 pode acionar até duas saídas de alarme, nas quais serão de flutuação possível para a alimentação do equipamento.
supervisionadas até 10 condições de alarme programáveis a serem habilitadas d) As entradas do controlador devem ter sua fiação passada no interior de
e ajustadas pelo usuário (descritas no modo de programação). conduítes metálicos aterrados e exclusivos da fiação do EPM9000.

12 EPM9000 EPM9000 13
IMS IMS
e) Sempre que possível, evitar que as linhas de saída do EPM9000 passem por alimentação do EPM9000. A figura a seguir mostra como é feita a ligação para
contatos comutadores de cargas indutivas. Caso esta condição não possa ser alimentar o equipamento em 110 ou 220Vac. O aterramento do equipamento
atendida, devem ser instalados filtros RC (mostradas a seguir) sobre as cargas. também é feito neste conector.

FILTROS RC

Obs.: Os filtros RC - série são montados em paralelo com as cargas. Conector de Entrada
CARGA ......... RESISTOR CAPACITOR de Alimentação

< 20 VA ......... 220R 2W 0,22mF 250 Vac 5.3. ESQUEMAS DE LIGAÇÃO DE ENTRADA
20 a 50 VA 220R 2W ...... 0,47mF 250 Vac
Ao conectar TP's e ou TC's lembre-se que o primário será conectado
50 a 110 VA 220R 2W ...... 1,50mF 250 Vac
a rede monofásica ou trifásica e o secundário será conectado as entradas de
sensores do equipamento. (para sistemas com tensões acima de 500 Vca e
IMPORTANTE: correntes acima de 5 A)

Sempre antes da instalação do EPM9000 é necessário uma 5.3.1. SENSORES DE CORRENTE


análise do esquema de ligação. Por estar trabalhando com tensão e Assegure-se que a polaridade do TC não está invertida e o seu comum
correntes elevadas, todo cuidado é necessário para a segurança da não está conectado para outra aplicação. É obrigatória também a conexão na
instalação. ordem correta da fase R, fase S e fase T . Ligue os TC’s aos bornes conforme
figura a seguir.
5.1. MONTAGEM
O EPM9000 é um instrumento padrão para utilização em instalações
industriais em painéis. A versão para painel possui aberturas laterais que são
utilizadas para encaixe do suporte do equipamento ao painel de controle.

5.2. ALIMENTAÇÃO
O conector de Entrada de Alimentação permite a ligação de uma tensão
de 100 a 135 Vca ou 200 a 270Vca a uma frequência de 50 ou 60 Hz (a frequência
do equipamento é solicitada pelo usuário). Esta ligação é somente para a

14 EPM9000 EPM9000 15
IMS IMS
5.3.2. SENSORES DE TENSÃO 5.3.2.2. SENSOR DE TENSÃO FASE-FASE SEM TP

Assegure-se de que a fase R ou a fase ST, fase S ou fase TR e a fase


Ligação tipo delta ou s.
T ou fase RS estão corretamente conectadas para sistemas Fase-Neutro ou
Fase-Fase. Ligue conforme a sua necessidade.
Para sistemas Fase-Fase pode ser tomado como referência a seguinte
representação para a serigrafia:

5.3.2.1. SENSOR DE TENSÃO FASE-NEUTRO SEM TP

Ligação tipo estrela ou Y.


5.3.2.3. SENSOR DE TENSÃO FASE-NEUTRO COM TP

Ligação tipo estrela ou Y.

16 EPM9000 EPM9000 17
IMS IMS
5.3.2.4. SENSOR DE TENSÃO FASE-FASE COM TP 5.4. SAÍDAS DE ALARME
Ligação tipo delta ou s. Estes bornes podem ser utilizados como saídas para indicação de
alarmes (em coletor aberto), sendo isoladas e protegidas contra inversão de
polaridade. Necessitando de uma fonte externa de 24VDC com corrente
máxima de 100 mA para alimentação da carga.. Abaixo temos a apresentação
dos bornes das saídas e a representação elétrica.

5.5. TRAVA DE PROGRAMAÇÃO


5.3.2.5. SENSOR DE TENSÃO FASE-FASE COM 2 TP'S O conector de PROG deve ser utilizado sempre após a programação do
aparelho, para isto deve ser colocado um "jumper",desta maneira será evitada
Ligação tipo delta ou s. alterações nos dados de memória e programação por ruidos gerados pelo
barramento protegendo assim os dados armazenados.

5.6. CONECTOR SERIAL


O conector serial será descrito no capitulo de comunicação serial.

18 EPM9000 EPM9000 19
IMS IMS
6. MODOS DE FUNCIONAMENTO 6.1. MODO DE PROGRAMAÇÃO
O EPM9000 possui 3 modos de funcionamento : modo de programação, Para permitir um funcionamento completo do equipamento é necessário
modo de operação e o modo de operação de registros ( em equipamentos com que o EPM9000 seja informado da configuração de sua instalação. Isto é feito
memória). no modo de programação. Uma vez configurado o equipamento, não será
No modo de programação você irá configurar o equipamento com os necessário reprogramá-lo a não ser que se deseje alterar os valores de
parâmetros da instalação elétrica ao qual ele está sendo submetido, condições programação, já que as informações de programação são gravadas em
de alarmes, programação de senha e relógio e programação do modo na qual memória não-volátil. Para habilitar a programação retire o conector de prog
o armazenamento de registro será feita (somente EPM9000 com memória). para desbloquear a programação, caso este conector não seja retirado irá
aparecer a mensagem "-NO-" ao se tentar programar o EPM9000. Em caso de
No modo de operação você poderá visualizar os valores medidos e
EPM c/memória para entrar em programação o equipamento não deve estar
calculados do equipamento e entrar no modo de operação de registros.
registrando.
No modo de operação de registros é possível habilitar ou desabilitar
Para entrar ou sair no modo de programação do EPM9000 você deve
o processo armazenamento de registros, bem como limpar os registros e
pressionar a tecla “PROG”. O display 1 apresentará a mensagem "PROG" e o
verificar quantos registros existem disponíveis. Este modo é protegido por
display 2 apresentará a mensagem "MODE".
senha.
Ao ligar o EPM9000 você irá visualizar uma tela descritiva com o nome
do equipamento "EPM9000" e logo em seguida o nome da empresa "IMS"
juntamente com a versão e o ano da versão do equipamento. Isto ocorrerá por
alguns segundos seguido de uma tela na qual todos os displays estarão
ligados.
IR
O equipamento irá entrar no modo de operação. A seguir estarão
descritos os modos de funcionamento e suas opções.

A L 1

A L 2

20 EPM9000 EPM9000 21
IMS IMS
Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para visualizar os parâmetros possíveis de 6.1.1. TP
serem alterados, sendo estes:
- T.P. (Relação do Transformador de Tensão) Caso exista TP deve ser informada as tensões no primário e no
secundário do TP, se não houver TP deve-se informar valores iguais para
- T.C. (Relação do Transformador de Corrente) o primário e para o secundário.
- END. (Especifica o endereço local e da rede) Para programar a relação de TP, utilize as teclas ↑ oυ ↓ até que apareça
- LIG. (Tipo de Ligação do sistema) a mensagem "TP" no display 1. O display 2 mostrará o valor programado
referente a tensão no primário e o display 3 mostrará a tensão do secundário.
- AL. (Programação dos tipos de alarme)
- TIME* (Relógio hora/minuto)
- DATE* (Relógio data / mês / ano)
- PASS* (Senha)
- TLOG* (Intervalo de armazenamento dos registros)
- BLOC* (Habilitação ou desabilitação dos blocos de registro)
- HI.LO* (Habilitação ou desabilitação do registro de máximos e
mínimos)
- BAUD (Velocidade de comunicação)

IR
* - EPM9000 com memória

A seguir estão descritas os parâmetros dentro do modo de programação:


A L 1

A L 2

22 EPM9000 EPM9000 23
IMS IMS
• Pressione a tecla "Ent" e o parâmetro ficará piscando no display, 6.1.2. TC/ALICATE
indicando que este pode ser alterado.
Existem duas possibilidades de programação deste ítem, podendo
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o valor da tensão do programar o tipo de transdutor utilizado:Tc ou Alicate (EPM9000-MP).
primário. Deve-se apenas observar que o ítem Alicate existe nos modelos portáteis.
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e passar ao próximo Após a tela de TP, será visualizada esta tela. No primeiro display
parâmetro aparecerá TC ou ALIC, pressinando enter no display 1 este irá piscar, assim
podemos selecionar o tipo de sensor, tc ou alicate, utilizando as teclas ↑
• O valor programado no display 3 irá piscar , indicando que este
ou ↓ .
pode ser alterado.
Programando o TC
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o valor da tensão nominal
de sensoreamento (tensão do secundário). Caso exista um TC deve ser informado os valores do primário e do
secundário do TC, se não houver TC deve-se informar os valores iguais.
• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do item TP.
O display 2 mostrará o valor programado referente a corrente do
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
programação.
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
Obs.: O valor de tensão indicado pelo equipamento no display
corresponde ao primário do TP.
IR

A L 1

A L 2

24 EPM9000 EPM9000 25
IMS IMS
primário e o display 3 mostrará a corrente do secundário. Programando o Alicate (Somente no EPM9000-MP)
Para programar o parâmetro do display 2 : Para programar o tipo de alicate , depois de selecionado no
display 1, pressione enter. O display 2 mostrará o tipo de alicate e o
• Pressione a tecla "Ent" e o parâmetro ficará piscando no
display 3 mostrará a escala atual em que se encontra.
display, indicando que este pode ser alterado.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o valor do primário do TC.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e passar ao próximo


parâmetro .
• O valor programado no display 3 irá piscar, indicando
que este pode ser alterado.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o valor do secundário do IR

TC.
• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do TC.
A L 1
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
programação.
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
A L 2

Obs.: O valor de corrente indicado pelo equipamento no display


corresponde ao primário do TC.

Pode-se selecionar até 3 tipos de alicates e cada tipo com 3 escalas


diferentes. Seus valores de escala , corrente mínima de leitura e corrente
mínima de leitura para fator de potência estão mostrados conforme a tabela
seguinte.

26 EPM9000 EPM9000 27
IMS IMS
6.1.3. ENDEREÇO
Cada EPM9000 ao ser conectado a uma rede (utilização remota) ou a
um microcomputador (utilização local) deverá ter um número que o identifique
nesta rede ou para um microcomputador conectado diretamente a ele, de forma
que não haja outro com o mesmo número (descrito aqui como endereço).
Este parâmetro "End", permite programar o endereço específico para
o equipamento, podendo-se programar até 200 endereços diferentes, porem
o máximo de equipamentos permitidos em rede é de 30, estando em rede ou não.
Para programar o endereço, na tela "End":

Para programar o parâmetro do display 2 :


• Pressione a tecla "Ent" e o parâmetro ficará piscando no display,
indicando que este pode ser alterado.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o tipo de alicate.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e passar ao próximo


parâmetro .
• O valor de escala programado no display 3 irá piscar, indicando
que este pode ser alterado.
IR

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar a escala do alicate.

• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do alicate.


A L 1
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
programação.
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação. A L 2

28 EPM9000 EPM9000 29
IMS IMS
• pressione a tecla "Ent" e o parâmetro ficará piscando no display,
indicando que este pode ser alterado. 6.1.4. TIPO DE LIGAÇÃO
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o valor do endereço. Este parâmetro define o tipo de ligação na qual o equipamento está
monitorando o sistema. Podendo ser fase-fase ou fase-neutro. No display 2
• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do parâmetro.
irá se visualizar "F-F" para a ligações tipo fase - fase ou "F - N" para ligações
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de tipo fase - neutro. Para programar o tipo de ligação, na tela "LIG".
programação. • Pressione a tecla Ent" e o tipo de ligação atual ficará piscando
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação. no display, indicando que este pode ser alterado.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar o tipo de ligação.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e finalizar a programação


do tipo de ligação.

IR

A L 1

A L 2

30 EPM9000 EPM9000 31
IMS IMS
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de Obs.: Ao se fixar o nível baixo temos este como limite inferior para o
programação. nível alto.
Para programação dos tipos de alarmes o display 1 apresenta a
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
mensagem "AL", o display 2 ficará apagado e o display 3 mostrará a mensagem
"Entr" piscando.
6.1.5. ALARMES
• Ao pressionar a tecla "Ent" será apresentado o tipo de alarme
Existem 10 condições de alarme programáveis para o acionamento das
no display 1, o status atual do alarme no display 2 e a saída
duas saídas de alarme. Quando o equipamento atender a uma destas condições
de alarme que irá atuar no display 3 (Se o status do alarme for
elas poderão ser visualizadas no display juntamente com o led e a saída de
"OFF" , o display 3 ficará apagado).
alarme ativado ou somente a visualização do tipo de alarme ocorrido sem
ativação do led e das saídas de alarme. Cada tipo de alarme terá de ser habilitada • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para selecionar o tipo de alarme
e ajustada pelo usuário sendo que sua programação se dará da seguinte forma: desejado.
- para ativação do tipo de alarme desejado este deverá estar com seu • Pressione a tecla "Ent" e irá piscar o status do alarme no
status em "ON", caso contrario o status "OFF" , este estará desativado. display 2.
- após a ativação do tipo de alarme temos a habilitação de como o tipo
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o status atual , se o status
de alarme deverá atuar, sendo que a condição 0 irá apresentar no display o tipo
for "OFF" estes tipo de alarme estará fora de atuação, após
de alarme que a gerou sem ativação das saídas de alarme e as condições 1 e
pressionada a tecla "Ent". Se o status for "ON", após pressionar
2 irão ativar respectivamente a saída de alarme 1 ou 2 com a visualização no
a tecla "Ent", o display 3 irá piscar indicando a programação da
display do tipo de alarme que a gerou e a ativação do led da saída correspondente.
saída de alarme acionada por este alarme.
- A seguir temos então a programação da faixa de atuação do alarme,
sendo que estes limites serão chamados de nível baixo e nível alto. Dentro • Pressione as teclas ↑ ou ↓ para alterar o valor programado que
desta faixa e incluindo os níveis baixo e alto o alarme NÃO irá atuar, sendo que pode ser 0,1 ou 2. (0- somente display, 1 e 2 saída correspondente).
para a programação dos níveis deveremos respeitar as seguintes condições: • Pressione a tecla "Ent" novamente para acessar o próximo
1) para a faixa de tensão temos como limite inferior 0 e limite superior parâmetro.
500 vezes a relação do TP (secundário do TP / primário do TP).
• No display 2 será apresentado a mensagem "uuuu", indicando
2) para a faixa de corrente temos como limite inferior 0 e limite superior que a programação é do nível baixo. O display 3 apresentará o
5 vezes a relação do TC (secundário do TC / primário do TC). valor a ser programado piscando.
3) para faixa de fator de potência temos como limite inferior 0.5 indutivo • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o valor programado.
e limite superior 0.5 capacitivo.
• Pressione a tecla "Ent" novamente e irá passar ao próximo
4) para faixa de distorção total das harmônicas temos como limite
parâmetro.
inferior 0% e limite superior 100%.

32 EPM9000 EPM9000 33
IMS IMS
• No display 2 será apresentado a mensagem "oooo", indicando
que a programação é do nível alto. O display 3 apresentará o valor • Caso queira pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
a ser programado piscando.
6.1.5.1. DESCRIÇÃO DOS TIPOS DE ALARMES
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o valor programado.

• Pressione a tecla "Ent" novamente e para retornar a tela inicial AL 1 Indica que a tensão da fase R está fora da faixa programada.
do alarme correspondente.
AL 2 Indica que a tensão da fase S está fora da faixa programada.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para selecionar o próximo tipo de alarme
desejado. AL 3 Indica que a tensão da fase T está fora da faixa programada.
• Ou na tela em que aparece no display 3 a mensagem "Entr"
pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de AL 4 Indica que a corrente da fase R está fora da faixa programada.
programação.
AL 5 Indica que a corrente da fase S está fora da faixa programada.

AL 6 Indica que a corrente da fase T está fora da faixa programada.

AL 7 Indica que o fator de potência da fase R está fora da faixa


programada.

AL 8 Indica que o fator de potência da fase S está fora da faixa


IR
programada.

AL 9 Indica que o fator de potência da fase T está fora da faixa


programada.
A L 1
AL 10 Indica que o THD de uma das fases está fora da faixa
programada .

A L 2 Obs.: O tipo de alarme AL 1 e AL 2 não devem ser confundidos com as


saídas de alarme 1 e 2 ou com os led's das saídas de alarme AL 1 e AL 2.

34 EPM9000 EPM9000 35
IMS IMS
6.1.5.2. TELA DE OCORRÊNCIA DE UM TIPO DE ALARME 6.1.6. RELÓGIO (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
Ao ocorrer um alarme a tela irá apresentar no display 1 o tipo de
Dentro desta opção se pode verificar ou alterar o relógio nas opções
alarme ativado, no display 2 a mensagem "uuuu" para o nível baixo atingido
de hora e minuto sendo estes parâmetros utilizados no armazenamento de
ou "oooo" para o nível alto atingido, e no display 3 o valor na qual ocorreu
registros. Para programar o relógio, na tela "TIME":
a condição de alarme. Caso tenhamos a atuação de uma saída de alarme o led
específico estará ligado. Esta tela será apresentada enquanto a condição de O display 1 mostrará a mensagem "TIME" e o display 2 mostrará a hora
alarme estiver vigente e será visualizada a cada 5 segundos conjuntamente atual .
com um beep. Caso tenhamos este tipo de alarme normalizado esta tela irá
desaparecer bem como será desativada a saída de alarme correspondente caso
• Pressione a tecla "Ent" e a hora irá piscar no display.
esta esteja atuando. • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar a hora.
Obs.: Caso tenhamos mais de um tipo de alarme atuando sobre uma • Pressione a tecla "Ent" para confirmar a hora, os minutos irão
saída de alarme esta permanecera atuada até que o último alarme retorne ao
piscar.
normal.

IR IR

A L 1 A L 1

A L 2 A L 2

36 EPM9000 EPM9000 37
IMS IMS
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar os minutos. 6.1.7. DATA (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do relógio. Dentro desta opção se pode verificar ou alterar o relógio nas opções
de data, mês e ano sendo este parâmetro utilizado no armazenamento de
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de registros. Para programar o relógio, na tela "DATE":
programação.
O display 1 mostrará a mensagem "DATE" e o display 2 mostrará a data
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.

IR

A L 1

A L 2

38 EPM9000 EPM9000 39
IMS IMS
atual. 6.1.8. SENHA (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
• Pressione a tecla "Ent" e o dia irá piscar no display. Este parâmetro permite que seja alterado o valor da senha atual. Esta
senha é utilizada para bloquear as funções disponíveis no modo de operação
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o dia.
de registros. A senha pode ser programada apenas com números, não
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar o dia, o mês irá piscar. permitindo que se programe valores alfanuméricos. Para programar a senha,
na tela "PASS":
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o mês.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar o mês, o ano irá piscar.

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o ano.

• Pressione a tecla "Ent" para finalizar a programação do relógio.

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de


programação.

• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.

IR

A L 1

A L 2

40 EPM9000 EPM9000 41
IMS IMS
O display 1 mostrará a mensagem "PASS" e o dispaly 2 mostrará 6.1.9. INTERVALO DE REGISTROS (SOMENTE NO EPM
"____".
MEMÓRIA)
• Pressione a tecla "Ent", a senha anterior será visualizada e o
dígito 1 irá piscar no display. Este parâmetro permite que seja programado o intervalo de registro das
medidas feitas pelo equipamento, que pode ser de 1 a 59 segundos ou de 1 a
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o valor do dígito que esta 60 minutos. Caso o intervalo seja menor que 1 minuto os registros conterão
piscando. valores instantâneos. Caso seja maior que a 1 minuto os registros conterão
valores médios.
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar o dígito, o próximo dígito
irá piscar.
• Repita os passos até programar o último dígito.

• Após pressionar "Ent" para finalizar a programação da nova


senha o display 2 mostrará "____" e estará programada a senha.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
programação.

• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação.

Obs.: A senha padrão de fabrica é "9000".

IR

A L 1

A L 2

42 EPM9000 EPM9000 43
IMS IMS
Para a programação do intervalo o display 1 apresentará a mensagem 6.1.10. BLOCOS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
"TLOG" e o display 2 o intervalo programado.
O EPM9000 com memória permite o registro dos dados medidos e
• Pressione a tecla "Ent" e o valor do display 2 irá piscar. Caso ao calculados sendo que podemos registrar valores médios ou valores
pressionar a tecla "Ent" o beep soe, isto significa que o EPM- instantâneos dependendo do intervalo de tempo, bem como registrar por fase
9000 esta registrando e deverá ser desativado para poder alterar (quando esta opção é possível). Sendo possível registrar as seguintes
o intervalo de registros. medidas:
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o valor que está piscando. 1.Tensão* ,Corrente* (13 bytes)

• Pressione a teclas "Ent" para confirmar e finalizar a programação 2.Potências* e Fator de Potência* (30 bytes)
deste parâmetro. 3.Energia Ativa, Indutiva e Capacitiva (12 bytes)
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de 4.THD de Tensão e de Corrente (4 bytes)
programação. 5.Outras Harmônicas* (84 bytes)
• Ou pressione a tecla "PROG" para sair de programação. * Dados armazenados por fase
Cada item descrito acima será considerado como um bloco de
registros o qual irá ocupar um espaço de memória dentro dos 256K bytes de
memória disponíveis (aproximadamente 261800 bytes disponíveis ao
EPM9000), cada bloco de registro poderá ser habilitado ou não de forma
independente.
Desta forma, sabendo qual o intervalo de tempo por registro e
quantos bytes serão necessários para armazenar os blocos se pode ter uma
estimativa do tempo necessário para a memória estar completamente cheia.
Caso tenhamos excedido a capacidade da memória o EPM-9000 irá sobrepor
os registros mais antigos por novas medidas.
Cada bloco de registros poderá estar habilitado (status "ON" na
programação) ou estar desabilitado (status "OFF" na programação) sendo
que no último caso este bloco não irá ocupar registros. Para programação dos
blocos no display 1 aparecerá a mensagem "BLOC", o display 2 ficará apagado
e o display 3 mostrará a mensagem "Entr" piscando.

44 EPM9000 EPM9000 45
IMS IMS
• Ao pressionar a tecla "Ent" será apresentado o número do bloco
de registros no display 2, e o status atual do bloco será visualizado • Pressione a tecla "Ent" para confirmar o status desejado.
no display 3. • Pressione as teclas ↑ ou ↓ para alterar os próximos blocos e repita
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para selecionar o bloco de registros os passos anteriores para a programação de novos blocos.
desejado. • Ao programar o último bloco de registros procure a tela na qual
• Pressione a tecla "Ent" e irá piscar o status atual do bloco de o display 1 apresenta a mensagem "BLOC", o display 2 permanece
registros no display 2. Caso ao pressionar a tecla "Ent" o beep apagado e o display 3 mostra a mensagem "Entr" piscando.
soe, isto significa que o EPM-9000 está registrando e deverá ser • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
desativado este estado para poder-se alterar os blocos de
programação.
registros.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o status atual , se o status
• Caso queira pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
for "OFF" este bloco de registros estará fora de atuação.

IR

A L 1

A L 2

46 EPM9000 EPM9000 47
IMS IMS
6.1.11. REGISTROS DE MÍNIMOS E MÁXIMOS • Ao pressionar a tecla "Ent" o status atual do registro de mínimo
e máximo irá piscar.
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o status atual , se o status
Este parâmetro permite o registro dos máximos e mínimos de tensão, for "OFF" o registro de mínimo e máximo estará desabilitado.
corrente e fator de potência para as três fases devendo ser registrados
juntamente com os seus valores médios (ou instantâneos). Para a habilitação • Pressione a tecla "Ent" para confirmar o status desejado.
dos mínimos e máximos de tensão e corrente o bloco de registros 1 deverá estar
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de
habilitado bem como para a habilitação do mínimo e máximo do fator de
potência o bloco de registros 2 deverá estar habilitado. Os outros blocos de programação.
registro não possuem o registro de máximo e mínimo. • Caso queira pressione a tecla "PROG" para sair de programação.
O registro de mínimo e máximo poderá estar habilitado (status
"ON") ou estar desabilitado (status "OFF"). Para programação do registro de
mínimo e máximo no display 1 aparecerá a mensagem "HI.LO", o display 2 irá
apresentar o status do registro de mínimo e máximo.

IR

A L 1

A L 2

48 EPM9000 EPM9000 49
IMS IMS
6.1.12. VELOCIDADE DE COMUNICAÇÃO 6.2. MODO DE OPERAÇÃO
Este parâmetro permite programar a velocidade de comunicação serial Antes de operar o EPM9000 você deverá configurar o equipamento e
do equipamento (baud rate), podendo ser programado duas velocidades: 9600 estar familiarizado com todas as teclas, leds e grandezas elétricas apresentadas
bps ou 19200 bps.No display 1 irá aparecer a mensagem "bAUd", e no display anteriormente. No modo de operação o equipamento permite a visualização
2 a velocidade atual programada. Para alterar o valor programado proceda da dos valores medidos e calculados para verificação e análise. Caso alguma
seguinte forma: medida apresente erro será necessário verificar primeiramente a configuração
do equipamento e após a ligação a rede.
• Ao pressionar a tecla "Ent" a velocidade atual irá piscar.
• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar a velocidade atual.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar.

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item de


programação ou "PROG" para sair da programação.

IR

A L 1

A L 2

50 EPM9000 EPM9000 51
IMS IMS
6.2.1. MÉDIA DE TENSÃO, CORRENTE E FATOR DE 6.2.2. TENSÃO
POTÊNCIA Nesta tela cada display indica a tensão instantânea da fase
correspondente (correspondente ao primário do TP caso este exista). Caso o
Ao ligar o equipamento será apresentada a tela que indica a média das equipamento esteje conectado em fase-neutro os led's de indicação de fase
tensões, das correntes e do fator de potência de todas as fases, sendo que no R,S e T estarão ligados. Caso a ligação seja fase-fase os led's Lrs, Lst e Ltr
display 1 temos a visualização da média das tensões com o led de tensão V estarão ligados. No display 1 temos a visualização da tensão na fase R ou entre
ativado, no display 2 temos a visualização da média das correntes com o led as fases R - S com o led de fase R ou Lrs ativado, no display 2 temos a
de corrente A ativado e no display 3 temos a visualização da média dos fatores visualização da tensão da fase S ou entre fases S - T com o led de fase S ou
de potência com o led de fator de potência PF ativado, sendo que o led de Lst ativado e no display 3 temos a visualização da tensão da fase T ou entre
somatório ∑ estará ativado conjuntamente, indicando a média das medidas. fases T - R com o led de fase T ou Ltr ativado, o led de tensão V estará ativado
Caso seja pressionada a tecla de "ENT" temos a visualização do conjuntamente, independente do tipo de ligação.
número de série, enquanto esta estiver sendo pressionada. Sendo que o
display 1 apresentará a mensagem "N.SER." e no display 2 será apresentada
o número de série.

IR
IR

A L 1
A L 1

A L 2 A L 2

52 EPM9000 EPM9000 53
IMS IMS
6.2.3. CORRENTE 6.2.4. FATOR DE POTÊNCIA
Nesta tela cada display indica a corrente instantânea da fase Nesta tela cada display indica o fator de potência instantâneo da fase
correspondente (correspondente ao primário do TC caso este exista). No correspondente. Se o fator de potência for indutivo o dígito mais a esquerda
display 1 temos a visualização da corrente na fase R com o led de fase R ativado, ficará ativado na sua parte superior, representando a letra i (no display
no display 2 temos a visualização da corrente da fase S com o led de fase S correspondente). Caso o fator potência fique capacitivo o dígito mais a
ativado e no display 3 temos a visualização da corrente da fase T com o led esquerda ficará ativado na sua parte superior representando a letra c minúscula
de fase T ativado, o led de corrente A estará ativado conjuntamente. (no display correspondente). No display 1 temos a visualização do fator de
potência da fase R com o led de fase R ativado, no display 2 temos a
visualização do fator de potência da fase S com o led de fase S ativado e no
display 3 temos a visualização do fator de potência da fase T com o led de fase
T ativado, o led do fator de potência PF estará ativado conjuntamente.

IR IR

A L 1 A L 1

A L 2 A L 2

54 EPM9000 EPM9000 55
IMS IMS
6.2.5. ENERGIA 6.2.6. POTÊNCIAS
Nesta tela é apresentada a energia total, energia indutiva e energia Nesta tela temos a indicação do somatório de todas as fases das
capacitiva do sistema. No display 1 temos a visualização da energia total com potências ativa, reativa e aparente do sistema , no display 1 temos a visualização
o led de energia E ativado,no display 2 temos a visualização da energia indutiva do somatório das potências em kVA com o led de potência kVA ativado,no
com o led de energia Ei ativado e no display 3 temos a visualização da energia display 2 temos a visualização do somatório das potências em kW com o led
capacitiva com o led de energia Ec ativado. de potência kW ativado e no display 3 temos a visualização do somatório das
potências em kVAr com o led de potência kVAr ativado, o led de somatório
Obs.: A energia total é representada em kVA/h e a energia capacitiva
∑ estará ativado conjuntamente, indicando o somatório das medidas. Para
e indutiva são representadas em kVAr/h .
visualizar as potências de cada fase aperte a tecla de "Ent", o led de somatório
será desligado e o led da fase (R,S ou T) correspondente será ativado. Repita
este procedimento para visualizar as outras fases ,caso queira pressione as
teclas ↑ oυ ↓ para finalizar esta sequência e visualizar a próxima tela.

IR IR

A L 1 A L 1

A L 2 A L 2

56 EPM9000 EPM9000 57
IMS IMS
A partir desta tela é possível visualizar as harmônicas subsequentes
6.2.7. FREQUÊNCIA E HARMÔNICAS DE TENSÃO
(3 ° ,5 ° ,7 ° ,9 °,11 ° e 15 ° ) utilizando o mesmo conceito anterior de que o dados
Nesta tela temos a indicação da frequência da tensão do sistema e a apresentados no display serão referentes o maior percentual verificado entre
representação percentual das harmônicas de tensão (THD). Na representação as três fases de tensão. Para obter estes dados pressione a tecla "ENT".
do percentual de distorção total das harmônicas deve-se levar em conta que O display 1 continuará representando a frequência, e no display 2
o dado visualizado no display será o maior percentual registrado entre as fases temos a indicação da ordem da harmônica escolhida e no display 3 temos o
Lrs,Lst e Ltr de tensão. valor percentual. . Continue a pressionar a tecla de "ENT" até visualizar a
No display 1 temos a visualização da frequência da tensão do sistema última das harmônicas. Para finalizar esta sequência e visualizar a próxima tela
com o led de hertz Hz ativado,no display 2 temos a mensagem de "THD" pressione as teclas ↑ oυ ↓ .
(distorção total das harmônicas) com o led de harmônica H ativado e no display Caso queira visualizar individualmente cada fase e suas harmônicas
3 temos a visualização do percentual da distorção total das harmônicas com pressione a tecla "ENT" ao fim da sequência anterior de visualização. O
o led de percentagem % ativado, o led de somatório ∑ estará ativado display 1 continuará representando a frequência, e no display 2 temos a
conjuntamente, indicando o maior percentual entre as três fases, e o led de indicação da harmônica escolhida e no display 3 temos o valor percentual , com
tensão V estará ativado representando medidas de harmônicas de tensão. o led da fase correspondente ativado (Lrs,Lst ou Ltr). Continue a pressionar
a tecla de "ENT" até visualizar a fase desejada. Para finalizar esta sequência
e visualizar a próxima tela pressione as teclas ↑ oυ ↓ .

IR

A L 1

A L 2

58 EPM9000 EPM9000 59
IMS IMS
A partir desta tela é possível visualizar as harmônicas subsequentes
6.2.8. FREQUÊNCIA E HARMÔNICAS DE CORRENTE
(3 ° ,5 ° ,7 ° ,9 °,11 ° e 15 ° ) utilizando o mesmo conceito anterior de que o dados
Nesta tela temos a indicação da frequência da tensão do sistema e a apresentados no display serão referentes o maior percentual verificado entre
representação percentual da distorção total das harmônicas de corrente as três fases de corrente . Para obter estes dados pressione a tecla "ENT".
(THD) . Na representação do percentual de distorção total das harmônicas O display 1 continuará representando a frequência, e no display 2
deve-se levar em conta que o dado visualizado no display será o maior temos a indicação da ordem da harmônica escolhida e no display 3 temos o
percentual registrado entre as fases R,S e T de corrente. valor percentual. . Continue a pressionar a tecla de "ENT" até visualizar a
No display 1 temos a visualização da frequência da tensão do sistema última das harmônicas. Para finalizar esta sequência e visualizar a próxima tela
com o led de hertz Hz ativado,no display 2 temos a mensagem de "THD" pressione as teclas ↑ oυ ↓ .
(distorção harmônica total) com o led de harmônica H ativado e no display 3 Caso queira visualizar individualmente cada fase e suas harmônicas
temos a visualização do percentual com o led de percentagem % ativado, o led pressione a tecla "ENT" ao fim da sequência anterior. O display 1 continuará
de somatório ∑ estará ativado conjuntamente, indicando o maior percentual representando a frequência, e no display 2 temos a indicação da harmônica
entre as três fases, e o led de corrente A estará ativado representando medidas escolhida e no display 3 temos o valor percentual , com o led da fase
de harmônica de corrente. correspondente ativado (R,S e T). Continue a pressionar a tecla de "ENT" até
visualizar a fase desejada. Para finalizar esta sequência e visualizar a próxima
tela pressione as teclas ↑ oυ ↓ .

IR

A L 1

A L 2

60 EPM9000 EPM9000 61
IMS IMS
6.2.9. TOTALIZAÇÃO E ZERAMENTO DA ENERGIA 6.2.10. SEQUÊNCIA DE FASE
Nesta tela está indicado a energia total acumulada do sistema, o display Nesta tela pode se verificar a sequência de fase do sistema, se está
1 mostrará a mensagem "En" e o display 2 mostrará o valor da energia corretamente conectada ao equipamento bem como se a polaridade dos TC's
acumulada. Caso queira zerar a energia e reinicializar a totalização pressione estão corretas. O display 1 apresentará a mensagem "SEQ." , o display 2 então
a tecla "Ent"; (se a tecla "Ent" for pressionada novamente temos a apresentação irá apresentar a sequência de fase conectada ao equipamento. Caso a
do total anterior) o display 2 irá apresentar o valor "0" e após pressione as sequência esteja correta ira se visualizar no display 2 a mensagem "RST",
teclas ↑ oυ ↓ para confirmar o zeramento e visualizar a próxima tela. Este qualquer outra será considerada como incorreta. Estando a sequência de fase
procedimento irá zerar a energia total, capacitiva e indutiva. correta o display 3 irá apresentar a polaridade dos TC's , para TC's corretamente
polarizados será apresentado o valor "1" no digito correspondente a fase e
Obs.: A energia total acumulada é representada em kWh.
o valor "0" irá aparecer na fase com polaridade incorreta.

IR IR

A L 1 A L 1

A L 2 A L 2

62 EPM9000 EPM9000 63
IMS IMS
6.2.11. RELÓGIO E DATA 6.3. REGISTROS
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
Nesta tela podem ser visualizados a hora e a data programada no Neste modo de operação pode-se ativar e desativar o início do
equipamento. No display 1 aparecerá o ponto piscando no dígito 2, indicando armazenamento de registros, bem como limpar os registros armazenados,
que o relógio está em funcionamento e a hora respectiva. O display 2 mostrará visualizar o número de registros disponíveis e a identificação da área de
o dia e o mês e o display 3 mostrará o ano. O led de Clock permanecerá ligado. memória onde o equipamento irá armazenar os registros. As funções existentes
neste modo de operação somente estarão disponíveis em equipamentos com
memória. Para se ter acesso a este modo localize a tela "LOG" na qual a
mensagem "ENTR" está piscando no display 3. Pressione a tecla "Ent" para
entrar na operação de registros.

IR IR

A L 1 A L 1

A L 2 A L 2

64 EPM9000 EPM9000 65
IMS IMS
6.3.1. SENHA PARA ACESSO AOS REGISTROS • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para alterar o valor do dígito
correspondente ao dígito de sua senha.
(SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
• Confirme com a tecla "Ent" o dígito alterado, o display irá
Ao ser pressionada a tecla "Ent" o equipamento irá pedir a senha, piscar o próximo dígito.
indicando no display 1 a mensagem "PASS" e no display 2 ficará piscando
sob o primeiro dígito aguardando que a senha seja digitada. A senha padrão • Repita os passos anteriores até o último dígito.
de fabrica é "9000". Para digitar a senha proceda da seguinte maneira: • Após pressionar a tecla "Ent" para confirmar o último dígito
o equipamento permitirá, caso a senha seja correta, o acesso
para o modo de operação de registros. Caso você tenha
digitado a senha incorreta o equipamento voltará a tela
inicial de "LOG".

IR

A L 1

A L 2

66 EPM9000 EPM9000 67
IMS IMS
6.3.2. ATIVAÇÃO E DESATIVAÇÃO DO • Pressione a tecla "Ent" , o status atual irá piscar.

ARMAZENAMENTO DE REGISTROS (SOMENTE NO • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar de status.

EPM MEMÓRIA) • Pressione a tecla "Ent" novamente para finalizar a


programação
Esta função ativa e desativa o armazenamento dos blocos de registros
habilitados no modo de programação. O display 1 apresentará a mensagem • Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item do
"STAT" no display 1 e o display 2 indicara o status atual do armazenamento modo operação de registros.
sendo que o status "ON" indica função de armazenamento ativado e o status Obs.: Para a verificação e visualização dos registros será necessário
"OFF" indica função de armazenamento desativado. Ao ativar a função de a utilização de um microcomputador com software de descarga fornecido com
armazenamento o led de "LOG" irá piscar a cada registro. Para alterar o status
o EPM-9000 com memória.
atual:

IR

A L 1

A L 2

68 EPM9000 EPM9000 69
IMS IMS
6.3.3. VISUALIZAÇÃO DO NÚMERO DE REGISTROS 6.3.4. DEFINIÇÃO DA ÁREA DE REGISTRO (SOMENTE
DISPONÍVEIS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA) NO EPM MEMÓRIA)
Nesta tela será apresentada a quantidade de bytes disponíveis para Esta função irá definir um identificador para a área de armazenamento
armazenamento e a quantidade de bytes utilizados. O display 1 apresentará dos registros. Com esta definição é possível que se tenha áreas especificas
a mensagem "rEG.", o display 2 irá apresentar o número atual de armazenamento de registros na memória para diferentes locais de coleta de dados. Ao se ativar
de registros e no display 3 temos o número de bytes disponíveis para o armazenamento do bloco de registros o equipamento irá solicitar a definição
armazenamento. Se a quantidade de bytes (disponíveis e ou utilizados) for de um identificador para esta área , desta forma se tivermos mais de um local
maior que 9999 o led x1000 será ligado. Se estiver selecionado memória circular de coleta de dados estas serão diferenciadas pelos identificadores.
e hover registros sobrescritos aparecerá também o número de registros que
Para melhor compreensão imagine que temos 3 subestações e um
foram sobrescritos.
EPM9000 com memória (e esta memória completamente limpa). Ao se programar
o EPM9000 para a primeira subestação incluiremos o armazenamento de todos
os blocos de registro, e no modo de operação iremos ativar o armazenamento
destes blocos, feito isto o equipamento irá solicitar um identificador para esta
área de memória , iremos definir como "AREA0001" (sendo este identificador
o padrão do equipamento). Durante 4 dias o EPM9000 irá coletar dados desta
subestação identificada com "AREA0001". Ao fim do quarto dia iremos
desativar a função de armazenamento de registros. O equipamento irá ser
então programado para a segunda estação . No modo de operação de registros
iremos ativar o armazenamento destes blocos e o EPM9000 irá solicitar
novamente um identificador para esta nova área de armazenamento que
IR
poderá ser a confirmação do padrão anterior acrescido de uma unidade ou
qualquer outro identificador que se queira definir para esta nova área. Iremos
assumir que o equipamento identificou esta nova área como "AREA0002"(o
A L 1
padrão). Durante 6 dias temos a coleta de dados desta área. Ao fim do sexto
dia iremos desativar a função de armazenamento de registros. Iremos então
programar e ativar igualmente o equipamento para o armazenamento de
registro da terceira subestação durante o período de 8 dias. Ao fim do oitavo
A L 2 dia iremos desativar a função de armazenamento de registros , sendo esta área
identificada como "AREA0003".

70 EPM9000 EPM9000 71
IMS IMS
Iremos definir que o intervalo de registro para todos as três subestações Existem duas situações para a programação do identificador da área de
será de 1 hora, então ao fim de 18 dias temos armazenado aproximadamente armazenamento de registros uma será a solicitação do identificador após se
62000 bytes (sendo o número máximo de 261800 bytes) sendo que estes habilitar o armazenamento de registros e a outra será a alteração do identificador
registros estarão divididos pelas três áreas de armazenamento. Ao se carregar no meio do processo de coleta de dados.
os registros para o microcomputador o software irá reconhecer três diferentes
Para a programação do identificador da área de armazenamento de
áreas gerando relatórios específicos para cada uma das subestações ou áreas
registros após se habilitar o armazenamento de registros, no display 1 será
definidas. Enquanto o microcomputador estiver carregando os dados o
apresentada mensagem "LOCL", o display 2 e 3 apresentarão até 8 caracteres
EPM9000 não irá realizar medidas e ficará esperando o fim do carregamento
de identificação da área (os caracteres para identificação podem ser numérico
para então retornar ao seu funcionamento normal. Os dados descarregados
ou alfanuméricos):
no microcomputador irão permanecer na memória do EPM9000 e deverão ser
,caso queira, limpos pela opção de "limpeza de memória". • O caracter em edição ficará piscando no primeiro dígito.
Obs.: Caso a última área de armazenamento ("AREA0003") utilize • Pressione as teclas ↑ ou ↓ para alterar o conteúdo do
todos os bytes , os próximos registros irão sobrepor os primeiros registros caracter. Quando o caracter for '9' e a tecla ↑ então o caracter
desta área. E será apresentada a mensagem "NO MEM" caso se tente abrir passará para 'A'.
uma nova área de armazenamento.
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e passar ao próximo
caracter.
• Repita os passos anteriores até o último caracter.

• Pressione a tecla "Ent" para confirmar e a edição será


finalizada.

IR
• Pressione as teclas ↑ ou ↓ para passar ao próximo item do
modo de operação de registros.
Obs.: Lembre-se que ao alterar o identificador da área de
armazenamento de registros este será vigente somente para esta área não
A L 1
se alterando o padrão de identificação (ex.: "AREA0001").
Ao programar na tela "LOCL" no meio de uma coleta de dados:

A L 2
• Pressione a tecla "Ent" para entrar em edição. Quando
entrar em edição o caracter sublinhado ficará piscando no
primeiro dígito.
• Siga os passos anteriores para alteração do identificador.

72 EPM9000 EPM9000 73
IMS IMS
No display 1 aparecerá a mensagem "CLR" e no display 3 a mensagem
6.3.5. LIMPEZA DA MEMÓRIA (SOMENTE NO EPM
"Ent".
MEMÓRIA)
• Pressione a tecla "Ent" para iniciar o processo de
Esta função apaga todos os registros armazenados de todas as áreas limpeza dos registros.
de registros, ou seja limpa toda a memória inclusive os últimos 20 registros de
• Temos no display 2 a mensagem "CFR" piscando que
faltas de energia. Também será alterado o identificador de área retornando ao
indica a primeira confirmação para efetuar a limpeza da
padrão "AREA0001".
memória.
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar ou pressione as
teclas ↑ ou ↓ para finalizar sem apagar os registros.
• Temos no display 3 a mensagem "CFR" piscando que
indica a segunda confirmação para efetuar a limpeza da
memória.
• Pressione a tecla "Ent" para confirmar ou pressione as
teclas ↑ ou ↓ para finalizar sem apagar os registros.
• Pressione as teclas ↑ ou ↓ para passar ao próximo item do
modo de registros.
Obs.: A opçãode limpeza permanece bloqueadaenquantooequipamento
estiver executando armazenamento de registros.
IR

A L 1

A L 2

74 EPM9000 EPM9000 75
IMS IMS
6.3.6. TIPO DE MEMÓRIA ( CIRCULAR OU LINEAR) 6.3.7. FINALIZA O MODO DE OPERAÇÃO DE
Esta função seleciona o tipo de memória de armazenamento, podendo REGISTROS (SOMENTE NO EPM MEMÓRIA)
ser do tipo linear ou circular. No tipo circular a memória será sobrescrita toda
vez que chegar ao fim . No tipo linear a memória para de registrar quando chegar Esta tela finaliza o modo de operação de registros voltando as telas de
ao fim, mantendo os dados desde o inicio. Para fazer descarga de dados e o operação. No display 1 é apresentada a mensagem "LOG " e no display 3 a
tipo de memória for circular deve-se ter cuidado, pois ao mesmo tempo que se mensagem "SAI", indicando se deseja sair do modo de operação de registros.
descarga a memória também está sendo sobrescrita a mesma. Assim para Pressione a tecla "Ent" para sair deste modo ou pressione as teclas ↑ ou ↓ para
intervalos de registros menores que 15 minutos aconselhamos parar os continuar neste modo.
registros antes de fazer descarga. Para alterar o tipo de memória atual:
• Pressione a tecla "Ent" , o tipo atual irá piscar

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para mudar de memória.

• Pressione a tecla "Ent" novamente para finalizar a


programação

• Pressione as teclas ↑ oυ ↓ para passar ao próximo item do


modo operação de registros.

II R
R

II R
R

A L 1

A L 1

A L 2

A L 2

76 EPM9000 EPM9000 77
IMS IMS
7. COMUNICAÇÃO SERIAL 2 - Se o conector do micro for DB 9:

O EPM9000 poderá ter como saída serial o padrão RS 232C ou o padrão DB 9 (PC)
RS 485, sendo que a saída RS 232C será utilizada para comunicação local
(sendo a máxima distância permitida para este padrão de 12 metros). O padrão
RS 485 será utilizado para comunicação em rede.
Para utilização do EPM9000 em rede leve em consideração que o
número máximo de EPM's conectados a rede é de 31 EPM9000 mais um
microcomputador com o conversor. A taxa de transmissão será de 19200 bps, DB 9 Fêmea Pino Cabo Blindado Pino Conector EPM
8 bits, 1 stop e sem paridade. TXD 3 verde 3 RXD
As ligações entre o conector serial RS 232C do EPM9000 para o
conector DB devem ser feitas da seguinte maneira: RXD 2 amarelo 2 TXD
1 - Se o conector do micro for DB 25 :
RTS 7 - -
DB 25 (PC) Conector (EPM)
-
CTS 8 - -
-
GND 5 azul 1 GND

3 - A saída do conector serial RS 485 do EPM9000 para o cabo a ser


DB 25 Fêmea Pino Cabo Blindado Pino Conector EPM
(Sinais) (Sinais) conectado na rede deve obedecer a seguinte esquema:
TXD 2 verde 3 RXD Conector (EPM) Pino
GND (TERRA) 1
RXD 3 amarelo 2 TXD
TERMINAL NEGATIVO 2
RTS 4 - - TERMINAL POSITIVO 3
- NÃO CONECTADO 4
NÃO CONECTADO 5
CTS 5 - -
-
GND 7 azul 1 GND

78 EPM9000 EPM9000 79
IMS IMS
8. EPM9000 MP (UNIDADE PORTÁTIL) da tensão direta da linha (A máxima tensão entre fase-neutro
deve ser de 254Vca quando o equipamento estiver sendo
A unidade portátil EPM9000 -MP se constitui de um EPM9000 com alimentado pela linha e utilizando o cabo estrela.Quando
memória sem as saídas de alarme e com alimentação provida direta da linha estiver utilizando o cabo Delta a máxima tensão neste caso será
(fase-neutro) ou de uma fonte auxiliar. Abaixo temos o painel frontal e a 220Vca se estiver utilizando a linha como alimentação).
descrição de seus conectores:
7) Current - Entradas de corrente para as fases R, S e T (máximo 5
Ampères).
1) Power - Entrada de alimentação auxiliar podendo ser 90 a 254Vca.
8) Fusível - Compartimento para o fusível (2 Ampères)
2) On/Off - Chave geral de Liga/Desliga.
Todos os conectores devem respeitar as condições elétricas
3) Line/Aux - Chave para comutação entre fonte de alimentação auxiliar (Aux) descritas em DESCRIÇÃO DO PAINEL TRASEIRO e no capitulo de
e alimentação direta da linha (Line) .
COMUNICAÇÃO SERIAL. O restante do painel se constitui de um EPM9000
4) RS232C - Canal de comunicação serial. normal como descrito anteriormente neste manual.

5) Prog - Chave para bloquear e desbloquear a programação dos 8.1. CABOS PARA LIGAÇÃO DELTA OU
parâmetros do equipamento. A chave presente no tambor ESTRELA (UNIDADE PORTÁTIL)
desbloqueia a programação conforme a posição .
Com o EPM9000-MP acompanham dois cabos, um para
6) Voltage - Conector de entrada de tensão a ser medida, bem como entrada ligação delta (fase-fase) com 3 condutores e outro para ligação estrela (fase-
neutro) com 4 condutores, sendo que:
CONDUTOR FASE
Amarelo R,(Lst)
Vermelho S,(Ltr)
IR
Verde T,(Lrs)
Preto Neutro
* acompanham 4 jacarés
ATENÇÃO
Caso a chave de Line/Aux esteja selecionada em "Line" este
conector não deve ser utilizado para ligação em delta com
Tensões de linha maiores que 220 Vca.

80 EPM9000 EPM9000 81
IMS IMS
Identificação da Sequência de Fases e da 3) Caso ocorra o contrário,por exemplo "110", deve ser invertido os
Polaridade do TC ou Alicate 3 TC's ou Alicates para ficar com o sentido de corrente certo.
4) Aparecendo apenas um dígito com o valor "1" estável no display
3 podemos passar para a idenficação do TC ou Alicate
Este procedimento serve para identificar a sequência de fases e a correspondente ao cabo que estamos conectados.
poaridade do TC ou Alicate, caso não haja nenhuma identificação no 5) Compare o dígito que aparece o valor "1" no display 3 com a fase
barramento onde se vai utilizar o equipamento. correspondente no display 2. A fase que coincidir com o número
"1" será a qual ficará ligado o alicate ou tc correspondente.Por
exemplo, se aparecer "010" no display 3 significa que a fase
Identificando a Sequência de Fases correspondente no display 2 será a S. Assim o alicate S será o alicate
1) Coloque o equipamento na tela de sequência de fase( ver modo de utilizado para medir neste cabo.
operação , sequência de fase) 6) Marque este cabo com o sentido de corrente correspondente e a
2) Coloque os jacarés de tensão, um em cada fase. fase do alicate ou tc.
3) Espere alguns segundos e observe no display 2 se a sequência de
7) Troque os 3 TC's ou Alicates para o próximo cabo e repita os itens
fase está igual a "rSt".
2 em diante até identificar os 3 cabos.
4) Caso não esteja com a sequência correta faça uma nova combinação
trocando os jacarés de posição, repita o item 3 até conseguir que
Exemplos de codificação para identificação dos Alicates e TC para cada
a sequência correta apareça no display 2.(lembre-se que apenas é
fase.A tabela abaixo somente é válida quando a sequência de fase está
identificado a sequência de fase correta e não a fase correta.)
identificada.

Identificando a Polaridade do TC ou Alicate


1) Coloque os 3 TC's ou Alicates com o mesmo sentido de corrente Valor no display 3 Significado
em um dos cabos onde será medida a corrente.Observe que no 100 Alicate ou Tc da Fase R
diplay 3 irá aparecer "0","1" ou "-" em cada dígito descrito da 010 Alicate ou Tc da Fase S
seguinte maneira: 001 Alicate ou Tc da Fase T
"0" - significa que o TC ou Alicate está com a polaridade --- Sem corrente, circuito aberto
invertida 111 Alicate ou Tc correto *
"1" - significa que o TC ou Alicate está com a polaridade 010 Alicate ou Tc Fase S correto *
correta 101 Alicate ou Tc Fase R eT corretos *
"-" - significa que o TC ou Alicate está aberto ou não 000 Alicate ou Tc invertido *
tem corrente * só é válido após ter sido identificado o tc correto da fase.
2) Se aparecer dois dígitos com "0" e um dígito com "1",por exemplo
"001", assim já teremos o sentido de corrente do cabo certo.

82 EPM9000 EPM9000 83
IMS IMS
GARANTIA
9. O SOFTWARE ANALYSER
A IMS garante seus equipamentos por 1 ano contra defeitos de fabricação contados a partir
da data da emissão da nota fiscal.
O Software Analisador IMS é utilizado por toda a linha de equipamentos EPM9000 Esta garantia compreende o conserto, incluindo peças e mão de obra, ou substituição, a nosso
com memória de massa, tendo a finalidade de ler ,descarregar e analisar os dados critério, dos equipamentos desde que efetivamente constatado o defeito.
armazenados no equipamento através da porta de comunicação serial, bem como fazer Para efetivação da garantia, a IMS deve receber em sua fábrica, localizada à Av. Bernardino
a programação dos parâmetros do mesmo. Silveira Pastoriza, 720 - Sarandi, (CEP: 91160-310), em Porto Alegre/RS os equipamentos
Quando em análise o software tem a capacidade de gerar gráficos das grandezas, em questão. Após o conserto, os mesmos estarão disponíveis ao cliente na fábrica citada. Fica
relatórios de falta de energia , tensão ,corrente , fator de potência , consumo de energia, por conta do cliente a responsabilidade e despesas destas mercadorias.
demanda na ponta, fora ponta e reservado entre outros.Para saber como utilizar o Os equipamentos deverão ser enviados à IMS acompanhados de nota fiscal, devidamente
software de análise leia o manual de operação do programa. embalados e o relatório contendo os problemas detectados pelo cliente.
Em caso de necessidade ou solicitação do cliente para atendimento em campo as despesas
provenientes deste atendimento serão debitados ao usuário.
9.1. INSTALAÇÃO A IMS não se responsabiliza por problemas verificados em instalações de clientes. Sendo
assim não serão cobertos valores referentes a multas e penalizações independente da origem
Para a instalação do software analisador das mesmas.

OBS.: A IMS garante a calibração de seus equipamentos por 1 (um) ano contados
• insira o disco Analisador no drive do computador (drive A)
a partir da data da emissão da nota fiscal. Fora deste período a calibração será cobrada
• Na tela do gerenciador de programas do windows selecionar na barra (20% do valor de tabela do equipamento).
Arquivo, executar...
A garantia perde seu efeito quando:
• Na linha de comando digitar : A:\setup
• Pressionar enter. Pelo decurso normal do prazo de validade.
• O disco será acessado na unidade e começara o programa de Os equipamentos forem violados ou sofrerem alterações sem autorização expressa
instalação. por escrito pela IMS .
Os equipamentos não forem instalados seguindo rigorosamente as instruções do manual
técnico IMS .
Os equipamentos tenham sofridos acidentes ou danos provocados por agentes
externos.

84 EPM9000 EPM9000 85
IMS IMS
A garantia não é valida para: RELATÓRIO PARA ASSISTÊNCIA TÉCNICA
Defeitos provocados por mau uso ou instalação inadequada dos equipamentos.
Danos ocasionados por agentes externos, tais como: inundações, terremotos, tempestades DADOS DA EMPRESA:
elétricas, problemas de rede elétrica de alimentação, vibrações excessivas, altas temperaturas RAZÃO SOCIAL DA SUA EMPRESA:
e quaisquer outros que estejam fora das condições de armazenamento, transporte e ________________________________________________________
uso deste equipamento.
Danos ocasionados à maquinas, processos e pessoal por mau funcionamento destes ENDEREÇO PARA ENTREGA DO EQUIPAMENTO:
equipamentos. ________________________________________________________
A garantia é expressa em termos de performance dos equipamentos de acordo com suas técnicas
expressas claramente neste manual. Não compreende portanto, a garantia de performance do CIDADE:_____________________UF: _________
sistema onde são empregados os equipamentos IMS, ficando esta ao encargo do engenheiro TELEFONE:___________________ FAX: ___________________
responsável pelo projeto deste sistema. Por sistema entende-se o conjunto “equipamento CONTATO:____________________
eletrônico IMS, sensores e transdutores, acionamentos e mecânica, etc...”. TRANSPORTADORA:___________________________________
A IMS não se responsabiliza por quaisquer outros termos de garantia que não os expressos
DADOS DO EQUIPAMENTO
aqui.
No caso de dúvida durante a instalação deste equipamento consulte nosso Suporte Técnico
EQUIPAMENTO:___________________________
através do telefone : (0xx51) 365 3322.
NÚMERO DE SÉRIE:_________________________
DEFEITOS APRESENTADOS:
RECOMENDAÇÕES
Para evitar que o equipamento seja prejudicado pelo transporte, este deve ser cuidadosamente ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
embalado. Aconselha-se o uso da embalagem original fornecida pela IMS. _______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Para agilizar o trabalho de assistência técnica solicitamos que o __________________________________________________________________________________
RELATÓRIO PARA ASSISTÊNCIA TÉCNICA seja corretamente preenchido. CAUSAS POSSÍVEIS:
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
IMS Indústria de Micro Sistemas Eletrônicos Ltda. _______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Av.: Bernardino Silveira Pastoriza, 720 – B. Sarandi -CEP 91160-310 - Porto Alegre-RS ____________________________________________________________________________
Fone: (0xx51) 365-3322 Fax: (0xx51) 365-3364 E-Mail: ims@ims.ind.br

86 EPM9000 EPM9000 87