Você está na página 1de 11

Cursos profissionais 2017-1018

Funções Polinomiais e a TI-84 /Ti 83


Para iniciar o estudo de uma função deve-se ter em atenção algumas definições de básicas da máquina:
1. Tecla
Devem estar seleccionadas todas as opções da esquerda,
em especial: “Normal” (Tipo de escrita); “Float” (número
variável de casas decimais); “Func” (referente a funções);
Real (representação de números reais).

A opção “Full” apresenta um só A opção “G-T” apresenta um ecran dividido A opção “Horiz” apresenta um ecran
ecran em dois onde são visiveis um gráfico e uma dividido em dois onde são visiveis um
tabela. gráfico e a expressão das funções

2. Teclas para aceder à opção “Format”:

Devem estar seleccionadas todas as opções da esquerda, caso contrário podem não ser viviseis os
eixos; as coordenadas dos pontos e a expressão (a utilização do programa da fórmula resolvente
desactiva algumas destas opções)

3. As teclas base dos gráficos aparecem junto ao


ecrã

Na tecla escrevemos a expressão da função pretendida (para escrever a variável “x” clicar em )

As teclas e desenham o gráfico correspondente à função (a opção”trace” permite visualizar as


coordenadas do gráfico e a expressão da função, contrariamente à opção “Graph”) . Caso o gráfico não apareça deve-se adaptar a
janela de visualização.

Na tecla podemos ajustar, se necessário, a “janela de visualização” do gráfico . Como ajustar estes valores?
Analisar os valores da função na opção “Table” e em seguida recorrer à opção “Zoom” ou
As teclas permitem o acesso à opção “Table” que permite visualizar alguns pontos do
gráfico e poderá ser útil na definição dos valores da janela de visualização (começar por analisar os valores do “y” e só depois
pensar em “x”)

As teclas permitem o acesso à opção “TblSet”. Nesta opção é possível alterar as definições da tabela, o
valor inicial (TblStart; a variação dos valores de “x” ). Se estiver a opção “Auto” activada a máquina gera automaticamente os
valores da tabela, a opção “Ask” apresenta o tabela em branco e permitindo assim, atribuir os valores que se quiser ao “x”.
A variável Independente refere-se ao “x” e a variável dependente ao “y”

A tecla permite fazer “ajustes” ao gráfico desenhado, sendo uma ferramenta essencial e
complementar à definição da janela de visualização.
A opção “Zoom Standard” define a janela predefinida na máquina e que se adapta às funções mais básicas. Poderá ser útil a
utilização da opção “0: ZoomFit”. Nesta opção a máquina sugere uma “janela” que se adapta automaticamente ao gráfico.
Esta opção “ZoomFit” apenas adapta os valores de “y” e nunca os valores de “x”

As teclas permitem o acesso à opção “CALC” que permite calcular várias


características das funções: Zeros; Máximos; Mínimos; Intersecções Etc

2/11
1. Recorrendo à sua calculadora gráfica, obtenha um esboço do gráfico de cada uma das funções:
f  2 x  4 g  2 x  3x 2  x 3 h  x 2  6 x  12

ETAPAS
1 - Começar por escrever a expressão de f(x) , pressione a tecla “y” e no “y 1” pressione sucessivamente

Em seguida pressione a tecla

Caso não o visualize, tenha em atenção a janela de visualização, poderá ser necessário ajustar os valores de máximos
e mínimos de “ X” e de “Y”, na opção

Poderá ser útil para analisar a função e ajustar convenientemente a janela de visualização, consultar os valores da
tabela (consulte etapa 2).

2 – Para aceder à tabela (table) pressione as teclas 2nd Graph

3 - Para aceder às opções de Zoom pressione a tecla Zoom

As diferentes opções de Zoom permitem fazer “ajustes” ao gráfico desenhado, sendo uma ferramenta essencial e
complementar à definição da janela de visualização.
A opção “5: Zoom Standard” define a janela predefinida na máquina e adapta-se às funções mais básicas. Poderá
ser útil a utilização da opção “0: Zoom Ajustar”. Nesta opção a máquina sugere uma “janela” que se adapta
automaticamente ao gráfico. Esta opção apenas adapta os valores de “y” e nunca os valores de “x”.

1. Recorrendo à sua calculadora gráfica,


obtenha um esboço do gráfico de cada uma das funções

a) Função
f  2 x  4 :
3/11
b) Função
g = 2 x  3x 2  x 3

c) Função h  x 2  6 x  12

Atividade _Cálculo de objetos; imagens; zeros; extremos e intersecção de duas funções

1. Considere a função f (x)=−2 x + 4


4/11
a. Represente-a num referencial indicando a janela de
visualização utilizada.

b. Indique o domínio e contradomínio da função.

Como determinar a imagem (y) de um objecto (x) ? f (a)=….

c. Recorrendo à sua calculadora gráfica, determine:


i. A imagem do objeto 3, ou seja f ( 3 )=…
ii. Calcule
f (0)  ..... f (2)  ..... f (5)  ..... f (15)  ..... f (1,5)  .....

Hipótese 1: Na calculadora, com o gráfico da função desenhado, basta carregar na tecla correspondente ao valor do
objecto pretendido, neste exemplo, 0 enter para o exemplo1 e 2 enter para o exemplo 2, etc.

Hipótese 2: Recorrer à tabela –pressione as teclas 2nd e


Window para aceder à opção TblSet definições da tabela. Com o cursor e colocar a variável independente em
“asK” =”perguntar” .Quando aceder à tabela, esta terá as colunas vazias e poderá indicar qual o valor pretendido.

Como determinar o objeto (x) conhecida a sua


imagem (y)?

d. Determine o objeto de imagem -3 : f ( x )  3 .

5/11
Etapas:
1. com a expressão de f em y1, insira na y2 o valor da imagem da qual quer conhecer o objecto.
Por exemplo, se pretende conhecer qual o objeto com imagem -3, digite -3 em y2. Surge a reta y = -3, paralela ao eixo
Ox. Pressione a tecla ENTER para visualizar os gráficos;

2. Pressione a tecla 2nd e Trace para aceder à opção Calc, e escolha “5:Interseção” pressionando a tecla 5 . No
fim, surge o ponto de interseção e as respetivas coordenadas (fig. 16). Fica assim a saber, que o objeto com
imagem -3, nesta função, é o 3,5

e. Calcule as soluções das seguintes equações, apresente o resultado na forma de fração irredutível
5
f ( x) 
i. f ( x)  14 i.i. 4

Fig. 67

6/11
Como determinar os zeros de uma função?

f. Recorrendo à sua calculadora gráfica, determine o zero da função


f ..

Se desejar poderá desactivar algumas funções para visualizar apenas o gráfico de y(x).
Selecione junto ao canto inferior direito a linha de entrada. Selecione a função que quer
desactivar (Na figura está activada a y1 e desactivada a y2)

Para calcular o “zero”, com o gráfico da função desenhado, pres sione sucessivamente 2nd, Trace,(para
aceder ao menu CALC) e em seguida opção 2:Zero. E siga as instruções indicadas pela calculadora

No visor aparecerá a mensagem “Left Bound” . Colocar o cursor à esquerda do número a calcular, carregar em Enter

No visor aparece a mensagem “Right Bound?” Mover o cursor para a direita do número a calcular, carregar em Enter

Aparece a informação “GUESS?”, basta carregar novamente em Enter . No visor aparece o valor do “ZERO” da função.

g. Recorrendo à sua calculadora gráfica, determine os zeros das funções


g  2 x  3x 2  x 3 h  x 2  6 x  12

Como determinar o Máximo ou Mínimo de uma função? Seja g ( x )  2 x  3x  x


2 3

Para calcular o “mínimo”, com o gráfico da função desenhado, pressione sucessivamente 2nd, Trace,(para aceder ao
menu CALC) e em seguida opção 3:minimum. E siga as instruções indicadas pela calculadora

No visor aparecerá a mensagem “Left Bound” . Colocar o cursor à esquerda do número a calcular, carregar em
Enter

No visor aparece a mensagem “Right Bound?” Mover o cursor para a direita do número a calcular, carregar em Enter

7/11
Aparece a informação “GUESS?”, basta carregar novamente em Enter . No visor aparece o valor do “Minímo” da função.
Para calcular o “Máximo” os passos são idênticos apenas deve escolher a opção 4:maximum
h. Recorrendo à sua calculadora gráfica, determine os extremos das funções
g  2 x  3x 2  x 3 h  x 2  6 x  12

Como determinar a intersecção de duas funções?


Considere as funções f ( x )=−2 x +4 e g ( x )=2 x 2−6 x Recorrendo à calculadora gráfica determina as soluções
da equação f(x)=g(x)
Etapas:
a expressão de f em y1, insira na y2 a expressão da g(x). Pressione a tecla ENTER para visualizar os gráficos.
1. com
No écran surgem os gráficos das duas funções,

Notas:

2. Pressione a tecla 2nd e Trace para aceder à opção

Calc, e escolha “5:Interseção” pressionando a tecla

5 . No fim, surge o ponto de interseção e as respetivas coordenadas.

MÁQUINA GRÁFICA_ ESTUDO DE FUNÇÕES_ Alguns Exemplos para treinar “janelas”


2. Utilize a calculadora gráfica.
2.1 Represente graficamente cada uma das seguintes funções, ajustando a janela de visualização, assinale os
pontos notáveis de cada função: intersecção com o eixo Oy; os zeros e os extremos (máximos e mínimos), caso
existam.

g( x )=−x 2+ 2 x +8 f (x)=−8 x+14

8/11
Janela de visualização :
x min =
x max =
y min =
y max =

f (x)=0.8 x – 90 g( x )=−0.4 x +80

Janela de visualização :
x min =
x max =
y min =
y max =

g( x )=20 – 30 x h(x )=100 x +10

9/11
Janela de visualização :
x min =
x max =
y min =
y max =

f (x)=50 x +20 g( x )=−40 x +2000

Janela de visualização : Janela de visualização :


x min = x min =
x max = x max =
y min = y min =
y max = y max =

EXERCÍCIOS DE APLICAÇÃO PARA UTILIZAÇÃO DA CALCULADORA GRÁFICA

1. Considere a função h ( x )=x 3−6 x 2−x +30.

10/11
a. Esboce o gráfico da função h(x), indicando a janela de visualização utilizada. No gráfico deve assinalar
os pontos notáveis tais como os: zeros; máximos; minímos e intersecção do gráfico com o eixo dos YY.

b. Indica valores aproximados às milésimas de:


i. h (−1.57 ) i. i. h ( 1.57 ) i. i. i. h ( 4.37 )
c. Complete:
i. h ( x )=25 ⇔ … … … …

ii. h ( x )=25 ⇔ … … … …

2. Num referencial cartesiano, considere as funções f, g e h tais que:


7  3x
f ( x)  g ( x)   x 2  4 x  3 h( x)  x 2  10 x  25.5
2
a. Determina a intersecção dos gráficos das funções com o eixo Ox, isto é determina a imagem do objeto zero.

b. Determina graficamente os zeros de cada uma das funções

c. Determine caso existam os extremos das funções.

d. Determine, graficamente a intersecção dos gráficos das funções f(x) e g(x)

e. Determine as soluções da equação f(x)=h(x).

Nota: Nas suas respostas deve apresentar um esboço dos gráficos de cada uma das funções, a janela de visualização e
indicar sumariamente as acções efectuadas.
2
4 x
f ( x)  x 
3. Considere a função definida por 4 . Recorrendo às capacidades gráficas da calculadora, determine:
a. Os zeros e estuda o sinal da função.
b. Os extremos relativos e absolutos da função, indicando valores aproximados às centésimas quando não for
possível indicar valores exatos.
c. Um intervalo do domínio onde f(x) seja negativa e crescente.

4. Considere o paralelepípedo da figura, onde estão indicadas expressões que representam as suas
dimensões em centímetros.
a. Mostra que o volume do paralelepípedo é dado por
V ( x )=−x 3+ x2 +9 x−9
b. Atendendo ao contexto do problema justifique que o domíno da função é D=¿1,3 ¿
c. Recorrendo à calculadora gráfica, determine:
i. O volume do sólido quando x=1.5
ii. Os valores que x pode tomar de modo que o volume seja de 4 cm 3. Apresente o
resultado arredondado(s) às centésimas.

11/11