Você está na página 1de 2

c 

 

÷  
       
         

      
     
   
  
   


  ÷

Em mais uma de suas facetas, o diabo, inimigo de nossa alma, continua tentar a Cristo,
dissuadindo-o a abandonar a proposta máxima do evangelho. Ele sabia que se Jesus,
prostrasse diante dele, não haveria solução para a humanidade. Conforme sua própria
natureza satânica, o diabo queria que Jesus deixasse o mistério da cruz para receber dele o
domínio que não é do diabo, mas com ele está pelos nossos pecados. O diabo é o que tenta
controlar todos os sistemas do mundo, impondo leis que vão contra os propósitos de Deus
para a humanidade, é o diabo quem elabora os sistemas que num determinado momento ou
outro vai culminar em perseguição da Igreja de Cristo.

Desde o Éden, o diabo vem tentando destruir o que Deus criou. Irmãos amados, a proposta
do diabo é uma proposta de morte, não dê ouvidos a nenhuma das propostas do diabo.
Quem sabe ainda hoje você tem feito isso. Como? O diabo tem conseguido roubar o tempo
que deveria ser dedicado a Deus? Por exemplo quantas horas você fica parado frente a um
aparelho de televisão? E quantas horas se dedica em estudar a Palavra de Deus ou Orar para
entrar em comunhão com o Senhor?, pode ser que não tenha televisão em sua casa, mas e
do computador? E dos afazeres domésticos (veja texto sobre Marta e Maria)? Não aceite a
proposta do diabo meu amado irmão. Reveja suas condutas, o que você tem feito diante das
circunstâncias. A cruz de Cristo é para onde devemos caminhar. Nela tem esperança, tem
vida, está o Reino de Deus, a proposta de Deus para o resgate da humanidade é vida, e vida
abundante. Felicidade eterna.

Nos versículos 5 e 6, o diabo, astuto, também queria que Jesus colocasse Deus a prova,
lançando-se do pináculo do templo, mas não é nessa proposta que fixaremos, pois muitas
pessoas não iriam subir a um lugar alto para se matar, a não ser que seja por um desespero
muito grande e pela falta de amor a Deus e a si mesmo. Porém mesmo o cristão tem de
tomar cuidado com as glórias dadas a si mesmo e com o poder da ganância das riquezas.
Esses atraem com muito mais facilidade que se atirar de lugares altos. É aqui que chamo sua
atenção, pois mesmos nós cristãos temos que estar atentos para as ciladas do diabo. Há
muitos cristãos trocando as riquezas celestiais por clamores do mundo, cobiçando poder,
status, posição social, trabalhos excessivos e exaltantes, não tendo tempo suficiente para a
obra que nos é proposta.

Satanás, o inimigo de nossas almas, q uer para si toda a glória de Deus, e quer
escravizarmos para que prostemos e o adoremos. Ele não é dono de nada, é uma ilusão
pensar que ele dará algo para que gozemos de ³plena felicidade´. Tudo isso não passa de
ilusão e cobiça de nosso próprio egocentrismo. É aí que vemos um grande abismo se abrir
para tentar tragar a alma daquele que almeja caminhar com Cristo. Sempre teremos duas
escolhas em nosso caminho. Veja que Jesus, citou as escrituras com entendimento e
sabedoria e o diabo, sarcaz, citou para confusão, para engano. Portanto a proposta do diabo
é uma proposta de morte, não de ³felicidade e prazer´, como pode parecer. Não se engane.
Jesus é o único caminho, ele é a ressurreição e a vida, ninguém vai ao Pai, senão por
intermédio Dele.
*ições deste texto:

1 ± O diabo é o pai da mentira.

2 ± A Escritura Sagrada deve estar ³gravada em nosso coração´

3 ± A cobiça é um dos grandes males de nossa atual geração.

4 ± Em qualquer provação seremos mais que vencedores, se a Deus confiarmos nosso


caminho, por intermédio de seu Santo Espírito, em nome de Jesus Cristo.

5 ± Somente Deus é o único digno de toda nossa adoração e louvor e somente a ele
devemos nossa reverência.

6 ± Ao resistirmos ao diabo e todos seus males, ele fugirá de nós. Isto se confirma no
versículo 11, Então o Diabo o deixou; e eis que vieram os anjos e o serviram.

7 ± Sedes vigilantes, como a uma sentinela em época de guerra. Nossa guerra: contra o
inimigo de nossa alma. Em *ucas vemos que a tentação do diabo continuará, ele anda em
nosso derredor feito um leão, rugindo. Veja *c 4:13 Assim, tendo o Diabo acabado toda sorte
de tentação, retirou-se dele até ocasião oportuna.