Você está na página 1de 25

FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS

MBA em Gestão Empresarial


GEMP-IV

ORÇAMENTO E CONTROLE
Trabalho

Prof. Washington Luiz Ferreira

Daniela Vieira Coutinho


Sandra Regina Bergmann
Pelotas/RS, agosto/2006
ORÇAMENTO E CONTROLE

1 -MOBILIADORA SANTANA LTDA

A Mobiliadora Santana Ltda este preparando o orçamento de


sua loja em Juazeiro do Norte-BA para o último quadrimestre de
2005.
As vendas ocorridas nos meses de julho e agosto e para os próximos
meses, ( a política de compras, de vendas e as despesas correntes)
são apresentadas abaixo.
a) As vendas recentes e previstas para os meses de julho a janeiro são
os seguintes:
Mês Vendas
Julho R$ 500.000,00
Agosto R$ 600.000,00
Setembro R$ 800.000,00
Outubro R$ 800.000,00
Novembro R$ 1.000.000,00
Dezembro R$ 1.250.000,00
Janeiro R$ 800.000,00

As vendas à vista correspondem a 40%. As vendas à prazo são


recebidas em 30 dias(30% das vendas) e em 60 dias(30% das
vendas).
b) A margem bruta é de 40% sobre as vendas.
c) As despesas operacionais da empresa são:
-Salário fixo do Pessoal : 32.000,00/mês
-Comissão: 5% das vendas
-Aluguel da loja: 5.000,00/mês
-Outras despesas: 6% vendas.

O pagamento das despesas operacionais ocorre da seguinte forma:


-Salário fixo e comissões: pagos no mês seguinte;
-Aluguel: pago no próprio mês;
-Outras despesas: 50% pagar no próprio mês e 50% pagar no mês
seguinte.
d) As compras mensais de mercadorias são feitas de acordo com as
necessidades de vendas para o mês seguinte. As mercadorias são
pagas com 30dias (50% das compras) e 60dias prazo (50% das
compras). A empresa mantém um estoque mínimo de segurança de
R$ 600.000,00.

2
e) A empresa adquirirá em setembro, um terreno por R$ 600.000,00 na
cidade vizinha, para construção de uma nova filial. O terreno será
pago nas seguintes condições:

Mês Parcela
Setembro R$ 150.000,00
Outubro R$ 150.000,00
Novembro R$ 150.000,00
Dezembro R$ 150.000,00
f) O Balanço de 31 de agosto de 2005 mostra o seguinte:

Balanço Patrimonial
ATIVO
CIRCULANTE
DISPONIBILIDADES
VALORES REALIZÁVEIS EXERCíCIO SEGUINTE
Caixa e Bancos R$ 100.000,00
Contas a Receber R$ 510.000,00
Mercadorias R$1.080.000,00 R$ 1.690.000,00

PERMANENTE
INSTALAÇÕES
Prédio e Equipamentos R$10.000.000,00
Terreno R$
TOTAL DO ATIVO R$11.690.000,00

PASSIVO
EXIGÍVEL
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Fornecedores R$ 660.000,00
Despesas a Pagar R$ 80.000,00
Imposto Renda a Pagar R$ R$ 740.000,00
Capital R$ R$10.950.000,00
TOTAL DO PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$11.690.000,00

SOLUÇÕES:
ORÇAMENTO DE VENDAS
Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro Total
VENDAS 800.000,00 800.000,00 1.000.000,00 1.250.000,00 3.850.000,00

OBS:. Lucro Bruto é igual a 0,4 x Vendas

3
ORÇAMENTO DE CUSTO DA MERCADORIA VENDIDA (CMV)
Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro Total
CMV 480.000,00 480.000,00 600.000,00 750.000,00 2.310.000,00
ORÇAMENTO DE DESPESAS OPERACIONAIS
Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro Total
Salário Fixo 32.000,00 32.000,00 32.000,00 32.000,00 128.000,00
Com s/Vendas 40.000,00 40.000,00 50.000,00 62.500,00 192.500,00
Aluguel 5.000,00 5.000,00 5.000,00 5.000,00 20.000,00
Outras Despesas 48.000,00 48.000,00 60.000,00 75.000,00 231.000,00
TOTAL 125.000,00 125.000,00 147.000,00 174.500,00 571.500,00

ORÇAMENTO DE PAGAMENTO DAS DESPESAS


OPERACIONAIS
Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro Total
Salário Fixo 32.000,00 32.000,00 32.000,00 32.000,00 128.000,00
Com s/Vendas 30.000,00 40.000,00 40.000,00 50.000,00 160.000,00
Aluguel 5.000,00 5.000,00 5.000,00 5.000,00 20.000,00
Outras Despesas 42.000,00 48.000,00 54.000,00 67.500,00 211.500,00
TOTAL 109.000,00 125.000,00 131.000,00 154.500,00 519.500,00

ORÇAMENTO DE COMPRA DE MERCADORIAS


Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro Total
COMPRA 480.000,00 600.000,00 750.000,00 480.000,00 2.310.000,00
S

ORÇAMENTO DE PAGAMENTO DE MERCADORIAS


Para os meses de Setembro a Fevereiro
Compras de.... Valores a Pagar em....
Mês Valor Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro
Junho 300.000,00
Julho 360.000,00 180.000,00
Agosto 480.000,00 240.000,00 240.000,00
Setembro 480.000,00 240.000,00 240.000,00
Outubro 600.000,00 300.000,00 300.000,00
Novembro 750.000,00 375.000,00 375.000,00
Dezembro 480.000,00 240.000,00 240.000,00
TOTAL PAGO 420.000 480.000 540.000 675.000 615.000 240.000

4
ORÇAMENTO DE CONTAS A PAGAR –
MERCADORIAS E DESPESAS CORRENTES
Para os meses de Agosto a Dezembro
Valores a Pagar em....
Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
Fornecedores 480.000,00 480.000,00 600.000,00 750.000,00 480.000,00
Mercadorias 180.000,00 240.000,00 240.000,00 300.000,00 375.000,00
SUB-TOTAL 660.000,00 720.000,00 840.000,00 1050.000,00 855.000,00
DESPESAS:
Salário 32.000,00 32.000,00 32.000,00 32.000,00 32.000,00
Comissão 30.000,00 40.000,00 40.000,00 50.000,00 62.500,00
Outras Despesas 18.000,00 24.000,00 24.000,00 30.000,00 37.500,00
SUB-TOTAL 80.000,00 96.000,00 96.000,00 112.000,00 132.000,00
TOTAL 740.000,00 816.000,00 936.000,00 1162.000,00 987.000,00

ORÇAMENTO DE RECEBIMENTO DE VENDAS


Para os meses de Setembro a Fevereiro
Vendas de.... Valores a Receber em....
Mês Valor Setembro Outubro Novembro Dezembro Janeiro Fevereiro
Junho
Julho 500.000,00 150.000,00
Agosto 600.000,00 180.000,00 180.000,00
Setembro 800.000,00 320.000,00 240.000,00 240.000,00
Outubro 800.000,00 320.000,00 240.000,00 240.000,00
Novembro 1000.000,00 400.000,00 300.000,00 300.000,00
Dezembro 1250.000,00 500.000,00 375.000,00 375.000,00
TOTAL PAGO 650.000, 740.000, 880.000, 1040.000, 675.000, 375.000,

CONTAS A RECEBER
Para os meses de Julho a Dezembro
Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro
Ctas receber - 150.000,00 180.000,00 240.000,00 240.000,00 300.000,00
final mês... - 360.000,00 480.000,00 480.000,00 600.000,00 750.000,00
TOTAL - 510.000,00 660.000,00 720.000,00 840.000,00 1050.000,00

5
FLUXO DE CAIXA
Para os meses de Setembro a Dezembro
Setembro Outubro Novembro Dezembro
Saldo Inicial 100.000,00 71.000,00 56.000,00 115.000,00
Recebimentos 650.000,00 740.000,00 880.000,00 1040.000,00
DISPONIBILIDADES 750.000,00 811.000,00 936.000,00 1155.000,00
Pagto de Despesas 109.000,00 125.000,00 131.000,00 154.500,00
Pagto de Mercadorias 420.000,00 480.000,00 540.000,00 675.000,00
Pagto de Terreno 150.000,00 150.000,00 150.000,00 150.000,00
TOTAL PAGTOS 759.000,00 755.000,00 821.000,00 979.500,00
SALDO DE CAIXA 71.000,00 56.000,00 115.000,00 175.500,00

DEMONSTRATIVO DE RESULTADOS
Para os meses de Setembro a Dezembro
Vendas R$ 3.850.000,00
Custo da Mercadoria Vendida R$ 2.310.000,00
LUCRO BRUTO R$ 1.540.000,00
Despesas R$ 571.500,00
LUCRO OPERACIONAL R$ 968.500,00
Imposto de Renda (30%) R$ 290.550,00
LUCRO LÍQUIDO R$ 677.950,00

BALANÇO PATRIMONIAL

Em 31 de dezembro de 2005.

ATIVO
CIRCULANTE
DISPONIBILIDADES
Caixa e Bancos R$ 175.500,00
VALORES REALIZÁVEIS EXERCíCIO SEGUINTE
Contas a Receber R$ 1.050.000,00
Mercadorias R$ 1.080.000,00 R$ 2.130.000,00

PERMANENTE
INSTALAÇÕES

6
Prédio e Equipamentos R$10.000.000,00
Terreno R$ 600.000,00 R$10.600.000,00
TOTAL DO ATIVO R$12.905.500,00

PASSIVO
EXIGÍVEL
Fornecedores R$ 855.000,00
Despesas a Pagar R$ 132.000,00
Imposto Renda a Pagar R$ 290.550,00 R$ 1.277.550,00
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital R$11.627.950,00 R$11.627.950,00
TOTAL DO PASSIVO + PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$12.905.500,00

2 –INDÚSTRIA MARTA LTDA

A Indústria Marta Ltda fabrica dois produtos; Produto E (Especial) e o


Produto L (Luxo) e está pronta para preparar seu orçamento para
2006. Após exame de todos os fatos relevantes os executivos
esperam o seguinte para o ano:
2.1 – Vendas Estimadas para o ano de 2006
a) Produto E.......:5.000 unid ao preço de R$ 105,40
b) Produto L........:1.000 unid ao preço de R$ 164,00
2.2 – Para se produzir os Produtos E e L, são necessários os seguintes
insumos:
PRODUT MATÉRIA MATÉRIA MÃO DE
O PRIMA PRIMA OBRA
X Y DIRETA
E 12 unid 06 unid 14 h
L 12 unid 08 unid 20 h
1.3 – O valor estimado da Matéria Prima e Mão de Obra para o
próximo exercício são:
a) Matéria Prima X............: R$ 1,20 p/ unidade
b) Matéria Prima Y.............: R$ 2,60 p/ unidade
c) Mão de Obra Direta........: R$ 2,05 p/ Hora
2.4 – O Estoque Inicial e Final planejado dos Produtos E e L é o
seguinte:
PRODUT ESTOQUE INICIAL ESTOQUE FINAL
O (unid) (unid)
E 100 1.100

7
L 50 50
2.5- O Estoque Inicial e Final Planejado das matérias Primas X e Y em
unidades é o seguinte:
ITENS ESTOQUE ESTOQUE
INICIAL FINAL
Matéria Prima X 5.000unid 6.000unid
Matéria Prima Y 5.000unid 1.000unid
2.6 – O montante de Produtos em Processo é desprezível e pode ser
ignorado.
2.7 – Os Custos Indiretos de Fabricação são rateados com base nas
horas de Mão de Obra Direta. Totalizaram R$ 208.000,00 e são assim
distribuídas:
 Suprimentos 30.000,00
 Mão de Obra Indireta 70.000,00
 Encargos Sociais 25.000,00
 Energia 9.000,00
 Manutenção 24.500,00
 Depreciação 25.000,00
 Imposto Predial 4.000,00
 Seguros 500,00
 Salário dos Supervisores 20.000,00
TOTAL R$ 208.000,00
2.8 – As Despesas de Vendas e Administrativas totalizam R$
75.000,00 e são assim distribuídas:
 Comissão dos Vendedores 20.000,00
 Publicidade 3.000,00
 Salário Fixo dos Vendedores 10.000,00
 Despesas de Viagens 5.000,00
 Suprimentos 1.000,00
 Salário Pessoal Escritório 10.000,00
 Salário dos Executivos 21.000,00
 Diversos 5.000,00
TOTAL R$ 75.000,00
2.9 - Os Fluxos de Caixa Orçados por trimestre são:
DISCRIMINAÇÃO TRIMESTRE
1º 2º 3º 4º
Recebimento 125.000,00 150.000,00 160.000,00 221.000,0
Clientes 0
Desembolsos:
Material 20.000,00 35.000,00 35.000,00 44.200,00
Outros Custos e 25.000,00 20.000,00 20.000,00 17.000,00
Desp
Folha Pagto 90.000,00 95.000,00 95.000,00 109.200,0
0

8
Imposto Renda 0,00 0,00 5.000,00 0,00
Compra Equipam. 0,00 0,00 0,00 20.000,00
2.10 – O Imposto de Renda presumido é de R$ 20.000,00 e será pago
apenas no ano de 2007.
2.11 – O Balanço Patrimonial da Indústria Marta Ltda – em 31-12-
2005.

ATIVO
CIRCULANTE
Disponibilidades
Caixa e Bancos R$ 10.000,00
Valores Realizáveis no Exercício Seguinte
Contas a Receber R$ 25.000,00
Matéria Prima R$ 19.000,00
Produto Acabado R$ 14.480,00 R$ 58.480,00
PERMANENTE
Imobilizado Técnico
Terreno R$ 50.000,00
Prédio e Equipamentos R$ 380.000,00
-Depreciação Acumulada R$ (75.000,00) R$ 355.000,00

ATIVO TOTAL R$ 423.480,00

PASSIVO
CIRCULANTE
Contas a Pagar R$ 8.200,00
Imposto de Renda a Pagar R$ 5.000,00 R$ 13.200,00
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital R$ 350.000,00
Lucros Retidos R$ 60.280,00 R$ 410.280,00

PASSIVO TOTAL R$ 423.480,00

2.12 – Prepare o Orçamento Global de 2006. Incluir os seguintes


demonstrativos.
1. Orçamento de Vendas
2. Orçamento de Produção
3. Orçamento de Compra de Matérias Primas
4. Orçamento de Mão de Obra Direta
5. Orçamento de Custos Indiretos de Fabricação
6. Orçamento de Estoque Final
7. Orçamento de CPV
8. Orçamento de Despesas de Vendas e administrativas
9. Demonstração de Resultado do Exercício projetada
Demonstração de Entrada e Saídas de Caixa Trimestrais
Balanço Patrimonial Projetado

9
SOLUÇÕES:
1- ORÇAMENTO DE VENDAS
INDUSTRIA MARTA LTDA
ORÇAMENTO DE VENDAS PARA 2006
PRODUTO Unidades Preço Venda Vendas Totais
E (especial) 5000 105.40 527.000,00
L (Luxo) 1000 164.00 164.000,00
Total 691.000,00

2- ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO
INDUSTRIA MARTA LTDA
ORÇAMENTO DE PRODUÇÃO EM UNIDADES PARA 2006
PRODUTOS
DISCRIMINAÇÃO E L
Vendas Planejadas 5000 1000
Estoque Final Produtos Acabados 1100 50
Total 6100 1050
(-) Estoque Inicial Produtos Acabados 100 50
Unidades a Produzir 6000 1000

3- ORÇAMENTO DE MATÉRIAS-PRIMAS- CONSUMO

INDUSTRIA MARTA LTDA


ORÇAMENTO DO CONSUMO DE MATÉRIAS-PRIMAS PARA 2006
DISCRIMINAÇÃO MATÉRIA-PRIMA X MATÉRIA-PRIMA Y
PRODUTO E 72000 36000
PRODUTO L 12000 8000
TOTAL 84000 44000

4- ORÇAMENTO DE MATÉRIAS-PRIMAS - COMPRA

INDUSTRIA MARTA LTDA


ORÇAMENTO DE COMPRA MATÉRIAS-PRIMAS PARA 2006
MATÉRIAS-PRIMAS
DISCRIMINAÇÃO X Y
Unidades requisitadas p/ Produção 84000 44000
Estoque Final 6000 1000
Total 90000 45000
Estoque Inicial 5000 5000
Unidades a Adquirir 85000 40000
Preço Unitário 1,20 2,60

10
CUSTO DA COMPRA 102.000,00 104.000,00

5- ORÇAMENTO DE MATÉRIAS-PRIMAS – CUSTO

INDUSTRIA MARTA LTDA


ORÇAMENTO DO CUSTO DAS MATÉRIAS-PRIMAS PARA 2006
DISCRIMINAÇÃ QUANTIDADE PREÇO TOTAL
O
Matéria-Prima X 84000 1,20 100.800,00
Matéria-Prima Y 44000 2,60 114.400,00
Total 215.200,00
6- ORÇAMENTO DE MÃO-DE-OBRA
INDUSTRIA MARTA LTDA
ORÇAMENTO DE MÃO-DE-OBRA DIRETA PARA 2006
DISCRIMINAÇÃO UNIDADES HORAS MÃO -OBRA HORAS ORÇAMENTO TOTAL
PRODUZIDAS DIRETA P/UNID TOTAIS R$ 2,05 P/HORA
Produto E 6000 14h 84000 172.200,00
Produto L 1000 20h 20000 41.000,00
total 10400 213.200,00
0

7- ORÇAMENTO DE CUSTOS INDIRETOS DE


FABRICAÇÃO
INDUSTRIA MARTA LTDA
ORÇAMENTO DE CUSTOS INDIRETOS DE FABRICAÇÃO PARA 2006
DESPESAS TOTAL DOS DEPARTAMENTOS
Suprimentos 30.000,00
Mão-de-obra Indireta 70.000,00
Encargos Sociais 25.000,00
Energia 9.000,00
Manutenção 24.500,00
Depreciação 25.000,00
Imposto predial 4.000,00
Seguros 500,00
Salário de Supervisores 20.000,00
TOTAL 208.000,00

8- ORÇAMENTO DE ESTOQUE FINAL

INDUSTRIA MARTA LTDA


ORÇAMENTO DE ESTOQUE FINAL PARA 2006
ITENS UNIDADES CUSTO UNITÁRIO TOTAL
MATÉRIA-PRIMA
X 6000 1,20 7.200,00

11
Y 1000 2,60 2.600,00
TOTAL 9.800,00
PRODUTO ACABADO
E 1100 86,70 95.370,00
L 50 116,20 5.810,00
TOTAL 101.180,00

CÁLCULO DO CUSTO DO PRODUTO ACABADO


• PRODUTO E = (1,20X12)+(2,60X6)+(2,05X14)+(2,00X14)= $
86,70
• PRODUTO L = (1,20X12)+(2,60X8)+(2,05X20)+(2,00X20)=
$116,20

9- ORÇAMENTO DE CUSTOS DOS PRODUTOS VENDIDOS

INDUSTRIA MARTA LTDA


ORÇAMENTO DE CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS PARA 2006
CONTAS DEMONSTRATIVO R$
Matéria-Prima Usada 5 215.200,00
Mão-de-Obra Direta 6 213.200,00
Custos Indiretos de Fabricação 7 208.000,00
TOTAL : CUSTOS de FABRICAÇÃO 636.400,00
(+)Produtos Acabados em 31.12.05 Balanço 14.480,00
(-)Produtos Acabados em 31.12.06 8 (101.180,00)
CUSTO DOS PRODUTOS VENDIDOS 549.700,00

10- ORÇAMENTO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DE


VENDAS
INDUSTRIA MARTA LTDA
ORÇAMENTO DE DESPESAS ADMINISTRATIVAS E DE VENDAS 2006
Despesas Total dos Departamentos
-Comissão de Vendedores 20.000,00
-Publicidade 3.000,00
-Salário Fixo dos Vendedores 10.000,00
-Despesas de Viagens 5.000,00
Total de Despesas de Vendas 38.000,00
-Salário do Pessoal do Escritório 10.000,00
-Suprimentos 1.000,00
-Salários dos Executivos 21.000,00
-Diversos 5.000,00
Total de Despesas Administrativas 37.000,00
Total de Despesas Administrativas e de Vendas 75.000,00

12
 DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADO
PROJETADA

INDUSTRIA MARTA LTDA


DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS 2006
Vendas 691.000,00
Custo dos Produtos Vendidos 549.700,00
Lucro Bruto 141.300,00
Despesas de Vendas 38.000,00
Despesas Administrativas 37.000,00
Lucro Líquido antes do IR 66.300,00
Imposto de Renda 20.000,00
Lucro Líquido 46.300,00

 DEMONSTRAÇÃO DE ENTRADA E SAÍDA DE


CAIXA
INDUSTRIA MARTA LTDA
DEMONSTRAÇÃO DE ENTRADAS E SAÍDAS DE CAIXA 2006
TRIMESTRES TOTAL DO
DISCRIMINAÇÃO 1º 2º 3º 4º ANO
Saldo Inicial Cx 10.000,00 0,00 0,00 5.000,00 10.000,00
(+)Recbto Clientes 125.000,00 150.000,00 160.000,00 221.000,00 656.000,00
Total 135.000,00 150.000,00 160.000,00 226.000,00 666.000,00
(-) Material 20.000,00 35.000,00 35.000,00 44.200,00 134.200,00
(-)Outros Custos/Desp 25.000,00 20.000,00 20.000,00 17.000,00 82.000,00
(-) Folha Pagto 90.000,00 95.000,00 95.000,00 109.200,00 389.200,00
(-) Imp. Renda/equip 0,00 0,00 5.000,00 20.000,00 25.000,00
Total 135.000,00 150.000,00 155.000,00 190.400,00 630.400,00
Saldo de Caixa 0,00 0,00 5.000,00 35.600,00 35.600,00

 Saldo de Contas a Receber (Saldo ant +


faturamento – recebimento) = 25.000,00 + 691.000,00
– 656.000,00 =
R$ 60.000,00
 Saldo de Contas a Pagar (saldo anterior + compra
MP + MO + custo indireto(-deprec.) + desp adm e
vendas – pagtos =
13.200,00 +206.000,00 +213.200,00 +(208.000,00-
25.000,00) + 75.000,00 -630.400,00 = R$ 60.000,00

 BALANÇO PROJETADO

INDUSTRIA MARTA LTDA


BALANÇO PATRIMONIAL em 31.12.2006

13
ATIVO
CIRCULANTE
Disponibilidades
Caixa e Bancos R$ 35.600,00
Valores Realizáveis no Exercício Seguinte
Contas a Receber R$ 60.000,00
Matéria Prima R$ 9.800,00
Produto Acabado R$ 101.180,00 R$ 170.980,00
PERMANENTE
Imobilizado Técnico
Terreno R$ 50.000,00
Prédio e Equipamentos R$ 380.000,00
-Depreciação Acumulada R$ (100.000,00) R$ 330.000,00

ATIVO TOTAL R$ 536.580,00

PASSIVO
CIRCULANTE
Contas a Pagar R$ 60.000,00
Imposto de Renda a Pagar R$ 20.000,00 R$ 80.000,00
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Capital R$ 350.000,00
Lucros Retidos R$ 106.580,00 R$ 456.580,00

PASSIVO TOTAL R$ 536.580,00

3 –TRANSPORTADORA VALOR

A Transportadora Valor Ltda transporta malotes bancários em Santa


Catarina. Tem seus orçamentos de despesas realizados em função da
receita (valor monetário da receita). No mês de março a empresa
apresentou o seguinte relatório de desempenho:
EFETIVO ORÇADO VARIAÇÃO
Receita 880.000,00 800.000,00 80.000,00 F
Custos Variáveis:
Salários, ordenados e vantagens 397.440,00 360.000,00 37.440,00 D
variáveis
Combustível 225.600,00 200.000,00 25.600,00 D
Reparos e Manutenção 27.600,00 24.000,00 3.600,00 D
Materiais diversos e outros itens 18.960,00 16.000,00 2.960,00 D
Custos Variáveis: Totais 669.600,00 600.000,00 69.600,00 D
Custos Fixos:
Supervisão 20.000,00 20.000,00 0,00

14
Aluguel 40.000,00 40.000,00 0,00
Depreciação 80.000,00 80.000,00 0,00
Outros custos fixos 20.000,00 20.000,00 0,00
Custos Fixos: Totais 160.000,00 160.000,00 0,00
Total dos Custos 829.600,00 760.000,00 69.600,00 D
Lucro Operacional 50.400,00 40.000,00 10.400,00 F
OBS: D = desfavorável. F = favorável
Carlos Eduardo estava apreensivo pelo lucro obtido no mês. Ao
mesmo tempo, sentia-se confortável por ter administrado bem os custos
operacionais da empresa. Entretanto não entendia a variação desfavorável
ocorrida nos custos variáveis. Os acionistas da Transportadora Valor Ltda
querem informações relativas ao controle de custos por parte do Sr. Carlos
Eduardo e por que motivo o lucro projetado para o mês de abril foi menor
que o efetivo.
Para facilitar a análise dos acionistas, PEDE-SE:
A- Qual deverá ser o orçamento se o faturamento for volume de venda for
R$
600.000,00 ; R$ 800.000,00 e R$ 1.000.000,00
ORÇAMENTOS FLEXÍVEIS PARA RECEITAS DE.....
Receita 600.000,00 800.000,00 1.000,000,00
Custos Variáveis:
Salários, ordenados e vantagens 270.000,00 360.000,00 450.000,00
variáveis
Combustível 150.000,00 200.000,00 250.000,00
Reparos e Manutenção 18.000,00 24.000,00 30.000,00
Materiais diversos e outros itens 12.000,00 16.000,00 20.000,00
Custos Variáveis: Totais 450.000,00 600.000,00 750.000,00
Custos Fixos:
Supervisão 20.000,00 20.000,00 20.000,00
Aluguel 40.000,00 40.000,00 40.000,00
Depreciação 80.000,00 80.000,00 80.000,00
Outros custos fixos 20.000,00 20.000,00 20.000,00
Custos Fixos: Totais 160.000,00 160.000,00 160.000,00
Total dos Custos 610.000,00 760.000,00 910.000,00
Lucro Operacional 10.000,00 40.000,00 90.000,00

B- Prepare um orçamento para um faturamento de R$ 880.000,00


ORÇAMENTOS FLEXÍVEIS PARA CONTROLE
ORÇADO
AJUSTADO REAL VARIAÇÃO
AO NÍVEL
OPERACIONAL
Receita 880.000,00 880.000,00 0,00
Custos Variáveis:
Salários, ordenados e vantagens var 396.000,00 397.440,00 1.440,00 D

15
Combustível 220.000,00 225.600,00 5.600,00 D
Reparos e Manutenção 26.400,00 27.600,00 1.200,00 D
Materiais diversos e outros itens 17.600,00 18.960,00 1.360,00 D
Custos Variáveis: Totais 660.000,00 669.600,00 9.600,00 D
Custos Fixos:
Supervisão 20.000,00 20.000,00 0,00
Aluguel 40.000,00 40.000,00 0,00
Depreciação 80.000,00 80.000,00 0,00
Outros custos fixos 20.000,00 20.000,00 0,00
Custos Fixos: Totais 160.000,00 160.000,00 0,00
Total dos Custos 820.000,00 829.600,00
Lucro Operacional 60.000,00 50.400,00 (9.600,00)D

C- O lucro previsto para o mês de março foi de R$ 40.000,00 e o lucro real


foi de R$
50.400,00. Analise os resultados e faça um relatório justificando este
diferencial
de lucros de R$ 10.400,00 ( R$ 40.000,00 - R$ 50.400,00)

REAL INEFICIÊNCIA ORÇAMENTO VARIAÇÃO ORÇAMENTO


OPERACIONAL FLEXÍVEL COMERCIAL GERAL
Vendas 880.000, 0,00 880.000,00 80.000,00 800.000,00
00 F
Custos 669.600, 9.600,00 D 660.000,00 60.000,00 600.000,00
Variáveis 00 D
Margem de 210.400 9.600,00 D 220.000,0 20.000,0 200.000,0
Contribuiçã ,00 0 0F 0
o
Custos 160.000, - 160.000,00 - 160.000,00
Fixos 00
Lucro 50.400, 9.600,00 D 60.000,00 20.000,0 40.000,00
Operacional 00 0F

Relatório Justificado:
 A diferença de lucro obtida deve-se a uma variação
comercial favorável, devido a um aumento de vendas
de 10%, deixando uma margem de contribuição
comercial a maior em $ 20.000,00, contudo houve uma
ineficiência operacional desfavorável, pois os custos
variáveis foram superiores ao projetado, deixando uma
margem de contribuição operacional desfavorável em
$9.600,00. Com o aumento das vendas o Lucro
Operacional poderia ter aumentado em $20.000,00,
porém aumentou só $10.400,00 pela ineficiência
operacional de $9.600,00.

16
4 –BRINQUEDOS PEDAGÓGICOS LTDA.

A Brinquedos Pedagógicos Ltda produz e comercializa brinquedos para


crianças de zero a oito anos de idade. Sua capacidade de produção é de
6.000 unidades mensais e para o mês de setembro sua previsão de
vendas é de 4.000 unidades. Os brinquedos são vendidos a R$ 11,00/u e
os insumos utilizados na produção (materiais e mão de obra) e o custo
padrão de produção são os seguintes:
Materiais 12u a R$ 0,30/u = R$ 3,60
Utilizados
Mão-de-obra direta 2h a R$ 0,50/h = R$ 1,00
Custos Fixos R$ 10.000,00/mês
Com base nestas informações foi elaborado o Demonstrativo de
Resultados para o mês de setembro:
Receita R$ 44.000,00
Custos Variáveis
-Materiais R$ 14.400,00
- Mão-de-Obra Direta R$ 4.000,00 R$ 18.400,00
Margem de Contribuição R$ 25.600,00
Custos Fixos R$ 10.000,00 R$ 10.000,00
Lucro R$ 15.600,00
As vendas do mês de setembro superaram as previsões e foram
produzidos e vendidos 6.000 brinquedos e a contabilidade da empresa
registrou as seguintes informações no Demonstrativo de Resultados:
Receita R$ 66.000,00
Custos Variáveis
-Materiais R$ 25.740,00
- Mão-de-Obra Direta R$ 7.800,00 R$ 33.540,00
Margem de Contribuição R$ 32.460,00
Custos Fixos R$ 10.000,00 R$ 10.000,00
Lucro R$ 22.460,00

O proprietário da empresa estava satisfeito com as vendas ocorridas


no mês entretanto achou que o lucro operacional estava abaixo do
esperado pois os custos fixos não se alteraram com o aumento na
produção
As informações sobre os custos de produção efetivamente ocorridos no
mês de setembro revelaram:
1) Foram consumidas 78.000u do material no valor total de R$ 25.740,00
A mão de obra empregada na produção registrou um consumo de
13.000 horas ao custo total de R$ 7.800,00.
Com base nas informações complete o quadro abaixo mostrando os
valores do orçamento geral, do orçamento flexível, os valores reais, as
variações comerciais e operacionais.

17
ORÇAMENTO
BRINQUEDOS REAL VARIAÇÃO AJUSTADO VARIAÇÃO ORÇAMENTO
PEDAGÓGICO OPERACIO AO NÍVEL COMERCIAL GERAL
S NAL ATIVIDADE
Vendas unid 6.000unid 0 6.000 unid 2.000unid 4.000unid
F
Receita (R$) 66.000,00 0,00 66.000,00 22.000,00 44.000,00
F
C Variáveis
Materiais(R$) 25.740,00 4.140,00 21.600,00 7.200,00 14.400,00
D D
MO Direta (R$) 7.800,00 1.800,00 6.000,00 2.000,00 4.000,00
D D
Margem 32.460,00 5.940,00 38.400,00 12.800,00 25.600,00
Contrib (R$) D F
Custos Fixos 10.000,00 - 10.000,00 - 10.000,00
(R$)
Lucro (R$) 22.460,0 5.940,00 28.400,00 12.800,0 15.600,00
0 D 0F

a) Calcule as variações de preço e eficiência dos materiais e


explique se são favoráveis ou desfavoráveis:

REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real


Custo Padrão da atividade
78.000unid x 78.000unid x $0,30= 72.000unid x $0,30=
$0,33= 23.40 21.600,
25.74 0,00 00
0,00
Variação Preço Variação Eficiência
78.000unid x $0,03= $ 6.000unid x $0,30= $1.800,00 D
2.340,00 D
Variação de materiais desfavorável em R$ 4.140,00

b) Calcule as variações de preço e eficiência da mão-de-obra direta


e explique se são favoráveis ou desfavoráveis:

REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real


Custo Padrão da atividade
13.000hrs x 13.000hrs x $0,50= 12.000hrs x $0,50=
$0,60= 6.500 6.000,0
7.800, ,00 0

18
00
Variação Preço Variação Eficiência
13.000hrs x $0,10= $ 1.000hrs x $0,50= $500,00 D
1.300,00 D
Variação de mão-de-obra desfavorável em R$ 1.800,00

c) O lucro previsto para o mês de setembro foi de R$ 15.600,00.


Entretanto, o lucro real foi de R$ 22.460,00. Analise os resultados
apresentados e faça um relatório justificando com detalhes este
diferencial de lucros de R$ 6.860,00 (R$ 15.600,00 – R$
22.460,00):

Relatório Justificado:
O diferencial de lucros de R$6.860,00 decorre de duas variações:
Comercial e Operacional.
*Variação Comercial Receita R$ 22.000,00 F ( 2.000un X
$11,00)
R$ 12.800,00 F Custos MP = R$ 7.200,00 D
(24.000un X $0,30)
MO = R$ 2.000,00 D (4.000hrs X
$0,50)
R$ 9.200,00 D

*Variação Operacional Receita não houve variação


R$ 5.940,00 D MP = $ 4.140,00D VE = $1.800,00D
(6000un X 0,30)
VP= $2.340,00D (78000un
X 0,03)
MO = $ 1.800,00D VE= $ 500,00D (1000hrs
X 0,50)
VP= $1.300,00D (13000hrs
X 0,10)

A Variação Comercial foi positiva ou favorável em R$12.800,00,


devido ao aumento em vendas de 2000 unidades o que gerou uma receita
extra de $22.000,00, contudo houve também um aumento nos custos
variáveis em $9.200,00 pelo aumento de matéria prima e mão de obra
utilizada na produção, o acréscimo de 24000 unidades de matéria prima a
$ 0,30, gerou um custo de $7.200,00, assim como o aumento na mão de
obra em 4000horas a $0,50 acresceu os custos em $2.000,00.
A Variação Operacional foi desfavorável em relação ao projetado em
R$5.940,00, ou seja pela ineficiência operacional houve uma perda de
lucro. O qual deve-se ao gasto extra em matéria prima no valor de
$4.140,00 , dos quais $1.800,00 são variação de eficiência, pois utilizou-se
6000un a mais do que o padrão (6000X0,30); e $2.340,00 são variação de
Preço da matéria prima que projetada a um custo de $0,30, passou a ser
de $0,33, (78.000X0,03). Outro fator que influenciou foi a mão de obra que

19
obteve um resultado desfavorável em $1.800,00, a variação de eficiência
foi negativa em $500,00 pois utilizou-se 1000hrs extras ao padrão
(1000x0,50), e a variação de preço desfavorável em $1.300,00, devido ao
aumento do custo da mão de obra em $0,10 (antes $0,50/agora $0,60)...
(13000X0,10).
Assim sendo apesar da ineficiência operacional, com o aumento das
vendas houve também um aumento nos lucros de R$6.860,00.

5. CIA DO REBOQUE

A Reboque é uma empresa que produz e comercializa tênis para jovens.


Durante o período de Dezembro de 19X1 projetou os seguintes resultados:
Receita $ 200.000
Custos Variáveis:
Materiais $ 60.000
Mão de Obra Direta $ 40.000 $ 100.000
Margem de Contribuição $ 100.000
Custos Fixos $ 30.000
Lucro $ 70.000
A projeção do demonstrativo de resultados acima foi baseada nos
seguintes objetivos e padrão de produção:
Preço de venda por par de tênis R$ 10
Venda projetada em par de tênis 20.000
Materiais empregados em um par de tênis 2 kg a $ 1,50/kg R$ 3
Mão de obra direta por par de tênis 0,5h a $4/h R$ 2
Ao término de dezembro de 19X1 a contabilidade registrou as
seguintes informações no Demonstrativo de Resultados do período:
Receita $ 171.000
Custos Variáveis:
Materiais $ 56.430
Mão de Obra Direta $ 32.400 $ 88.830
Margem de Contribuição $ 82.170
Custos Fixos $ 30.000
Lucro $ 52.170
→ volume produzido e comercializado foi de 18.000 pares de tênis;
→ consumo de materiais foi de 39.600 kg ao valor total de $ 56.430;
→ A mão de obra direta empregada na produção registrou um consumo
de 8.100 horas ao custo total de $ 32.400.

1- Apresente um quadro mostrando as variações entre os valores reais,


os valores do orçamento flexível e os valores do orçamento geral.
ORÇAMENTO
TÊNIS REAL VARIAÇÃO AJUSTADO VARIAÇÃO ORÇAMENTO
REBOQUE OPERACIO AO NÍVEL COMERCIAL GERAL
NAL ATIVIDADE

20
Vendas unid 18.000 0 18.000 2.000 D 20.000unid
Receita (R$) 171.000,0 9.000,00 180.000,00 20.000,00 200.000,00
0 D D
C Variáveis
Materiais(R$) 56.430,00 2.430,00 54.000,00 6.000,00 F 60.000,00
D
MO Direta (R$) 32.400,00 3.600,00 36.000,00 4.000,00 F 40.000,00
F
Margem 82.170,00 7.830,00 90.000,00 10.000,00 100.000,00
Contrib (R$) D D
Custos Fixos 30.000,00 - 30.000,00 - 30.000,00
(R$)
Lucro (R$) 52.170,0 7.830,00 60.000,00 10.000,0 70.000,00
0 D 0D

2- Calcule as variações de preço e eficiência dos materiais e explique se


são favoráveis ou desfavoráveis.

REAL Insumo real valorizado Padrão ajustado ao nível


ao Custo Padrão real da atividade
2,2x18000=39600x$1 39600 X $1,50= 36.000 X $1,50=
,425= 59.4 54.00
56.430,00 00,00 0,00
Variação Preço Variação Eficiência
39600unid x $0,075= $ 2.970,00 3600unid x $2,50= $5.400,00 D
F
 Variação de Preço: $ 2.970,00 Favorável
 Variação Eficiência: $ 5.400,00 Desfavorável
 Variação Operacional Materiais : $ 2.430,00
Desfavorável

3- Calcule as variações de preço e eficiência da mão de obra direta e


explique se são favoráveis ou desfavoráveis.

REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real


Custo Padrão da atividade
8100hrs X $4,00= 8100hrs X $ 4,00= 9.000hrs X $4,00
32.400,00 32.40 36.000,00
0,00
Variação Preço Variação Eficiência
0,00 900hrs x $4,00= $3.600,00 F
 Variação de Preço: não houve
 Variação Eficiência: $ 3.600,00 Favorável
 Variação Operacional Mão de Obra : $ 3.600,00
Favorável

21
6. VASOS DE CERÂMICA

Uma fabricante de vasos de cerâmica estabeleceu os valores


padrões abaixo para produção.
ITENS INSUMOS-PADRÃO PREÇO-PADRÃO
P/UNID P/UNID
DE INSUMO
Materiais diretos 2 kg R$ 22,50 p/kg
Mão de obra dir 1,5 hora R$ 18,00 p/hr

Em abril de 2002, foram produzidas 2.000 unidades (iniciadas


e concluídas). O consumo de matérias e mão de obra e seus
respectivos preços no mês de abril são apresentados abaixo:

ITENS CONSUMO NO MÊS CUSTO TOTAL NO MÊS


DE ABRIL/2002 DE ABRIL/2002
Materiais diretos 4.400 kg R$ 108.900,00
Mão de obra dir 3.250 hora R$ 65.000,00

PEDE-SE:
a) Calcular o Custo Padrão e o Custo Real de cada Vaso
Cerâmico e dos 2000 vasos produzidos.
Custo Padrão p/unid = (2kgx$22,50 + 1,5hrX$18,00) =
R$72,00
Custo Padrão Total = ($72,00 X 2.000unid)=
R$144.000,00

Custo Real p/unid = ($108.900,00+ $65.000,00)/2.000=


R$86,95
Custo Real Total = $108.900,00 + $65.000,00 = R$
173.900,00
Variação no Lucro = R$ 29.900,00

b) Calcular as variações de preço e de eficiência dos


Materiais Diretos e da Mão de Obra Direta no mês de
abril.
 Materiais Diretos
REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real
Custo Padrão da atividade
4.400kg x 4.400kg x $22,50= 4.000kg x $22,50=
$24,75= 99.00 90.000,
108.90 0,00 00
0,00
Variação Preço ($22.50-$24,75) Variação Eficiência (4.000 -4.400)

22
4.400kg x $2,25= $ 9.900,00 400kg x $22.50= $9.000,00 D
D
Variação de Materiais Diretos= R$ 18.900,00 desfavorável

 Mão de Obra Direta

REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real


Custo Padrão da atividade
3.250hr x 3.250hr x $18,00= 3.000hrs x $18.00=
$20,00= 58.50 54.000,
65.000 0,00 00
,00
Variação Preço ($18,00-$20,00) Variação Eficiência (3.000 -3.250)
3.250hrs x $2,00= $ 6.500,00 250hr x $18,00= $4.500,00 D
D
Variação Mão de Obra Direta = R$ 11.000,00 desfavorável

7. PERFUME REGGOM

Uma fabricante de embalagens em vidros para presentes,


perfumes, etc. A empresa estabeleceu os valores padrões abaixo
para a embalagem do Perfume Reggom.

ITENS INSUMOS-PADRÃO PREÇO-PADRÃO P/


P/UNID UNID DE INSUMO
Materiais diretos 750 gr $4,00 p/kg
Mão de obra dir 0,5hrs $20,00 p/hr

Em agosto programou-se produzir 50.000 vidros; contudo, só


fabricou 48.000.
A contabilidade, para o mês de agosto, registrava as seguintes
informações sobre a embalagem do perfume Reggom: (1) materiais
diretos custaram $140.000,00 e foram empregados na produção
40.000kg.; e, (2) mão de obra direta assinalava 26.000 horas de
trabalho ao custo de $546.000,00.

PEDE-SE:
a) O Custo Padrão da embalagem do Perfume Reggom.
Custo Padrão = (750gr X $4,00) + (0,5hr X $20,00) = R$
13,00
b) As variações de preço e de eficiência dos materiais
diretos e da mão de obra direta.
 Materiais Diretos
REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real

23
Custo Padrão da atividade
40.000kg x 40.000kg x $4,00= 36.000kg x $4,00=
$3,50= 160.0 144.00
140.00 00,00 0,00
0,00
Variação Preço ($4,00-$3,50) Variação Eficiência (40.000 -36.000)
40.000kg x $0,50= $ 4.000kg x $4,00= $16.000,00 D
20.000,00 F
Variação Materiais Diretos = R$ 4.000,00 favorável
 Mão de Obra Direta
REAL Insumo real valorizado ao Padrão ajustado ao nível real
Custo Padrão da atividade
26.000hr x 26.000hr x $20,00= 24.000hrs x $20.00=
$21,00= 520.0 480.00
546.00 00,00 0,00
0,00
Variação Preço ($20,00-$21,00) Variação Eficiência (24.000 -26.000)
26.000hrs x $1,00= $ 2.000hr x $20,00= $40.000,00 D
26.000,00 D
Variação mão de obra direta = R$ 66.000,00 desfavorável

c) Com base nas variações do item 2, faça inferência


quanto as investigações a serem perseguidas.

A variação no lucro será de R$62.000,00 desfavorável.


A variação de Materiais Diretos foi favorável em
R$4.000,00 pois diminui-se o custo dos materiais em
$0,50 apesar de utilizar-se 4.000kg de material a mais
que o padrão. Assim sendo a variação de preço foi
=(40.000kgx$0,50) =R$20.000,00 favorável, em
contrapartida a variação de eficiência foi desfavorável
pois o padrão seria utilizar 36.000kg, quando foram
usados 40.000kg, esta diferença trouxe um custo
desfavorável de R$ 16.000,00 (4.000kgX$4,00).
A outra variável é a variação de mão de obra direta que
foi desfavorável em R$66.000,00, e deveu-se da variação
de eficiência com a utilização de 2000hrs a mais que o
padrão, perfazendo um custo adicional de
$40.000,00(2.000hr X $20,00) e da variação de preço
que foi $1,00(20,00-21,00) superior ao previsto e
trazendo um custo adicional de R$26.000,00 (26.000hrs
X $1,00).
Esta diferença de custo entre o padrão e o real, é
diminuída diretamente do lucro da empresa.

24
Daniela Vieira Coutinho
Sandra Regina Bergmann

25