Você está na página 1de 13

Catequista, Comunicador da Palavra

Queridos/as Catequistas!

Glória seja dada à aquele que tem o poder de vos confirmar na fidelidade ao Evangelho e à pregação de Jesus Cristo (cf. Rm 16, 25)

Estamos colocando em suas mãos uma sugestão para a Celebração do dia do Catequista, que neste ano ocorre no dia 28 no dia Agosto. Este é um dia esperado e celebrado com muita criatividade porque já faz parte da vida e missão dos/as Catequistas. É um jeito de agradecer a Deus por esta Vocação e de entrar em comunhão com todas os catequistas do Brasil.

O ministério da catequese é fundamental para a vivência da fé em comunidade. Os catequistas buscam alimentar a fé com a Palavra de Deus e na Eucaristia e exerce o ministério de educação da fé através de encontros, celebrações levando as pessoas a uma experiência pessoal e comunitária com a Trindade.

Quando falamos em catequistas, entendemos que são todas as pessoas que trabalham na educação da fé, os que preparam para o batismo, eucaristia, crisma, matrimônio, visita aos doentes, líderes de círculos bíblicos e grupos de

Catequistas são todos aqueles que ajudam as

pessoas a crescerem no conhecimento da mensagem cristã

e os conduzem a uma experiência de Deus.

Para melhor celebrar algumas dicas são necessárias:

reflexão

Esta proposta poderá ser adaptada à liturgia domingo;

do

Poderá

ser

celebrada

com

o

grupo

de

catequistas;

 

Convidar a equipe de liturgia e canto para ajudar na preparação;

Envolver as demais pastorais da comunidade;

 

1

Acolham a nossa sintonia, preces e incentivo. Vocês moram em nossos corações. Continuem firmes nesta missão tão necessária para a Igreja.

Desejamos que a Celebração deste dia anime a missão, fortaleça a fé e despertem muitas vocações para o Ministério da Catequese.

Comissão Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética

Episcopal Pastoral para a Animação Bíblico-Catequética Preparando o ambiente: colocar a Bíblia e o Círio Pascal

Preparando o ambiente: colocar a Bíblia e o Círio Pascal em lugar de destaque, Diretório Nacional de Catequese, Compêndio Vaticano II (Dei Verbum), Encíclica sobre a Eucaristia, cartaz do 2º Congresso Vocacional, sementes, flores, bandeira da Paz ou cartaz da Campanha da Fraternidade 2005. Acolher com alegria todos os que chegam com um abraço.

Canto: Deus vos salve, Deus! Deus vos salve, Deus! / Deus salve os catequistas onde mora Deus / vos salve Deus! Deus vos salve, Deus! Deus vos salve, Deus! / Deus salve a comunidade onde mora Deus / vos salve Deus! Deus vos salve, Deus! Deus vos salve, Deus! / Deus salve as famílias onde mora Deus! / vos salve Deus!

1. A PALAVRA NOS REÚNE

2

Deus! Deus vo s salve, Deus! / Deus salve as famílias onde mora Deus! / vos

Animador/a: Somos felizes porque ao redor da mesa da Palavra e da Eucaristia, queremos na alegria e na gratuidade do servir renovar o compromisso do ministério da catequese. O Diretório Nacional de Catequese diz que: “a catequese é um carisma e um ministério na Igreja. Uma força divina conferida a uma pessoa em vista das necessidades de uma comunidade. O catequista assume este ministério exercido em nome de Deus, da Igreja e da comunidade”.

Leitor/a 1: Ser catequista deve nos encher de alegria, pois somos participantes da construção da vida dos catequizandos e da sociedade de paz e de justiça. Nossa resposta ao chamado de Jesus provoca em nós um encantamento pela Palavra, pois Jesus é a Palavra viva que o mundo espera.

Animador/a: De coração agradecido por sermos membros ativos a serviço da Igreja, cantemos:

1. Venham trabalhar na minha vinha Dilatar meu Reino entre as nações. Convidar meu povo ao banquete. Quero habitar nos corações.

Unidos pela força da oração Ungidos pelo espírito da missão Vamos juntos construir Uma Igreja em ação.

2. Venham trabalhar na minha vinha Espalhar na terra o meu amor. Muitos não conhecem a Boa Nova. Vivem como ovelhas sem pastor.

3. Venham trabalhar na minha vinha Com fervor meu nome proclamar. Que ninguém se queixe ao fim do dia:

meu nome proclamar. Que ninguém se queixe ao fim do dia: “Ninguém me chamou a trabalhar”.

“Ninguém me chamou a trabalhar”.

2. RECOLHENDO NOSSA HISTÓRIA

3

Animador/a: São muitos os motivos que nos levam a celebrar com paixão e muita fé o dia do catequista. Vamos acolher alguns símbolos que marcam esta caminhada:

Bíblia: livro por excelência da catequese;

 

Círio: A certeza da presença do Ressuscitado no meio de nós;

Documento

Concílio

Vaticano

II:

Este

ano

comemoramos os 40 anos do Concílio Vaticano II,

que trouxe o novo despertar missionário para a Igreja;

Dei Verbum: veio confirmar e implementar a

animação bíblica em nossas comunidades; Encíclica sobre a Eucaristia: com o ano da Eucaristia, somos convocados a perceber a Eucaristia como fonte de comunhão eclesial e princípio da missão;

Diretório Nacional de Catequese: construído em mutirão. Aprovado na Assembléia Geral dos Bispos de 09 a 17 de agosto e deseja apresentar a natureza e finalidade da catequese, bem como, traçar os critérios da ação catequética e ajudar-nos a avançar no processo catequético;

Cartaz do 2º Congresso Vocacional: “Ide também vós para a minha vinha” é o convite que o Senhor nos faz. Como Igreja Povo de Deus, queremos intensificar o anúncio e o testemunho da Palavra;

Bandeira da Paz ou cartaz da CF 2005: “Feliz os que promovem a paz”. Com a Campanha da Fraternidade tivemos a oportunidade de nos empenharmos através das iniciativas da nossa Igreja e com as demais Igrejas Cristãs em prol da paz;

Flores: o catequista pode ser comparado a uma flor, sempre pronto a desabrochar e embelezar o ambiente com o perfume da sabedoria de Deus, da pedagogia de Jesus e do amor a comunidade eclesial;

(Lembrar outros motivos da comunidade

4

4.

A PALAVRA NOS CONVOCA

Animador/a: a Bíblia é o livro que documenta a educação da fé do Povo de Deus ao longo de sua história. Não é um escrito de doutrinas, mas um escrito que nasce da experiência da vida e quer sustentar a caminhada da fé.

Leitor/a 2: a Palavra de Deus é semente que se espalha e

cresce no mundo inteiro. Ela é mobilizadora de nossa ação.

A Igreja atenta aos sinais da palavra nos chama a uma

intimidade sempre maior com este presente de Deus.

Todos/as: Nós catequistas, como ministros da Palavra, procuraremos escutar, vivenciar e anunciar com paixão esta boa notícia aos catequizandos e ao mundo para que “ouvindo creia, crendo espera, esperando ame” (DV 1).

Leitor/a 1: Jesus, o Semeador do Reino, sai de casa onde estava com os discípulos e vai para o Mar da Galiléia, fronteira com os gentios e ensina em Parábolas. Esta forma de ensinar aproximava o povo de Deus e de sua história. O catequista, a exemplo da pedagogia de Jesus, também deve ensinar de forma que o catequizando, seja ele criança,

adolescente ou adulto, faça a experiência da fé para tornar-

se seguidor de Jesus Cristo.

da fé para tornar- se seguidor de Jesus Cristo. Leitor/a 2 : Jesus é apresentado como

Leitor/a 2: Jesus é apresentado como o Semeador do Reino. Os discípulos O entendem porque convivem e compreendem a sua missão. Com isso eles assumem a prática da justiça. É necessário cuidar do terreno.

Todos/as: Plantar a semente e cuidar do terreno é a maneira coerente de viver a comunhão do Reino de Deus.

5

Canto:

Alê, alê, aleluia, (bis) / Alê, alê, aleluia, alê, aleluia (bis). Vamos ouvir, aleluia / Jesus falar, aleluia / o Evangelho aleluia, Alê vai nos libertar!

Leitor/a 1: Mateus 13, 1-9 (poderá ser encenado).

Para refletir:

1.

O que diz o texto?

 

2.

Qual

a

mensagem

da

parábola

para

nós

catequistas?

 

3. Nossa

 

catequese

é

para nós catequistas?   3. Nossa   catequese é semeadora da Palavra? Produz muitos frutos? 6

semeadora da Palavra? Produz muitos frutos?

6

Animador/a: a Igreja, Povo de Deus, é a comunidade dos chamados e enviados para trabalhar na vinha. Em comunhão com o 2º Congresso Vocacional de 02 a 07 de setembro em Itaici-SP, rezemos:

Lado 1: Senhor da Vinha e Pastor do Rebanho, somos tua Igreja, Povo de Deus a serviço da Vida. Cria em nós a consciência missionária, ajuda-nos a sermos co-responsáveis na Evangelização, escutando o teu mandato:

Todos: Ide também vós para a minha vinha!

Lado 2: Dá-nos, Senhor, servidores do teu Reino:

bispos, presbíteros, diáconos, irmãs e irmãos de Vida Consagrada

e cristãos leigos e leigas.

Que todos respondam com alegria e disponibilidade

à tua convocação:

Todos: Ide também vós para a minha vinha!

Lado 1: Transforma o coração da tua Igreja. Que ela seja acolhedora de todas as vocações, saiba discernir com sabedoria a diversidade

de dons e carismas suscitados pelo teu Espírito

e esteja atenta às necessidades do teu Povo, especialmente dos pobres e excluídos, respondendo ao teu apelo:

Todos: Ide também vós para a minha vinha!

Juntos: Senhor, faze que, sob o olhar carinhoso de Maria, Mãe e modelo de todos os vocacionados, possamos trabalhar juntos na tua vinha. Amém!

Preces espontâneas

5. A PALAVRA NOS FAZ AGIR

Animador/a: é tempo de vivenciar e assumir o que celebramos na dinâmica da Palavra de Deus que nos convoca, nos fala e nos envia. Isto exige de nós catequistas

7

e catequizandos abertura e confiança em Deus, coerência entre fé e vida e a fortaleza para acolher as mudanças que são necessárias na caminhada pessoal, comunitária e social.

Espontaneamente os catequistas pegam sementes e expressam concretamente o compromisso de semear com entusiasmo uma catequese mais vivencial e transformadora. Intercalar com o refrão: Põe a semente na terra, não será em vão. Não te preocupe a colheita, plantas para o irmão.

Animador/a: Ao redor do Círio Pascal e da Bíblia, Palavra de Deus e da vida, renovemos com alegria o compromisso do nosso ministério catequético:

Todos/as: Nós catequistas renovamos nosso compromisso com Deus, com a Igreja de Jesus Cristo e com nossa comunidade. Queremos nos dedicar cada vez mais ao serviço da Palavra, através do ministério da Catequese, caminhando juntos em nossa realidade, vivendo intensamente a Eucaristia. Queremos ser fiéis aos ensinamentos da Igreja e buscar sempre a Leitura Orante da Palavra de Deus. Anunciaremos Jesus Cristo vivo, promotor da Paz, que ressuscitou e está no meio de nós. Faremos o possível para que nossos catequizandos participem ativamente da vida e celebrações da comunidade, a fim de que, juntos, busquemos um mundo mais justo e mais fraterno, sinal do Reino de Deus. Que o Senhor da vida, nos dê força e coragem para que sejamos fiéis ao compromisso de catequizar sempre.

Canto: Missão de todos nós (ou outro à escolha)

O Deus que me criou / me quis, me consagrou

Para anunciar o seu amor!

1. Eu sou como a chuva em terra seca /: Pra saciar, fazer brotar Eu vivo pra amar e pra servir!

É missão de todos nós / Deus chama Eu quero ouvir a sua voz!

8

2.

Eu sou como a flor sobre o muro/: Eu tenho mel, sabor

do céu Eu vivo pra amar e pra servir! É missão

3. Eu sou, sou profeta da verdade/:

liberdade Eu vivo pra amar e pra servir. É missão

Canto a justiça e a

Bênção e Envio dos Catequistas: O Padre, a Religioso/a ou coordenador/a de catequese profere a bênção com as mãos estendidas sobre os catequistas. Os catequistas ficam com as mãos estendidas no sentido de súplica.

Ministro: Nós vos agradecemos, Senhor,

bendizemos, pois, muitas vezes e de modos diversos falastes outrora aos pais pelos profetas; agora nestes últimos dias, nos falastes por meio do vosso Filho Jesus, a fim de manifestar por ele a todos nós, as riquezas de sua graça.

Todos: Amém.

vos

e

Ministro: Tendo-nos reunidos ao redor da Palavra de Deus, suplicamos a vossa bênção para todos os vossos filhos e filhas que se dedicam no ministério da catequese, para que possamos produzir frutos de boas obras.

Todos: Amém.

Ministro: O Deus, Pai de bondade, que enviou ao mundo a sua Palavra e ensinou através do seu Espírito, nos faça anunciadores do Evangelho e testemunhas do seu amor no mundo.

Todos: Amém.

9

10

10

HINO DO CATEQUISTA (Regional NE II)

Catequista, catequista vai anunciar

A mensagem do Evangelho a boa nova vai levar

A mensagem do Evangelho a boa nova vai levar

Jesus Cristo preparou os seus discípulos para missão Disse: “vai a todo povo, toda raça e nação” Vai, vai, vai com o coração Com poder e autoridade vive a tua vocação Com poder e autoridade vive a tua vocação

Eles foram, eles viram com Jesus permaneceram

E doaram suas vidas pela construção do Reino

Vai, vai, vai ser verdadeiro Difundir a Boa Nova de Jesus no mundo inteiro Difundir a Boa Nova de Jesus no mundo inteiro

Não tenhas medo de nada pois contigo eu estarei

O Espírito que é Santo no mundo derramarei

Vai, vai, contigo eu estarei Como o Pai me enviou eu também te enviarei Como o Pai me enviou eu também te enviarei

Vai às águas mais profundas lanças as redes pra pescar Uma pesca milagrosa quero a barca transbordar Vai, vai, vai trabalhar Pescar peixe para a Igreja o Evangelho anunciar Pescar peixe para a Igreja o Evangelho anunciar

Mergulhar nas profundezas no mistério do Senhor

É missão do catequista missionário e servidor

Vai, vai cheio de ardor Crescer em maturidade rumo ao Cristo Deus de amor Crescer em maturidade rumo ao Cristo Deus de amor

Catequista não te esqueças de olhar pra Mãe Maria Modelo de fé e vida doação e alegria Vai, vai segue em frente vai No serviço a tua Igreja com Maria rumo ao Pai No serviço a tua Igreja com Maria rumo ao Pai

11

ORAÇÃO DO CATEQUISTA

Leitor/a 1: “Senhor,

a colheita é grande

mas os trabalhadores são poucos (Mt 9, 37). A todo instante tu nos

chamas para tornar visível o teu Reino, em meio à grande messe

do mundo.

Todos/as: Nas nossas comunidades são muitos os adultos, os jovens e as crianças que tem sede de ti e para isto, necessitamos de muitos catequistas para aprofundar a sua fé de forma viva e convicta.

Leitor/a 2: Colocamo-nos como discípulos e discípulas na tua escola para aprender a caminhar nos teus passos, e vivendo o teu exemplo, sermos testemunhas do teu amor,

da tua acolhida e da tua justiça.

Todos/as: ajuda-nos a fazer ressoar a tua Palavra em todos os ambientes e situações.

Leitor/a 3: aquece o nosso coração para partilhar o pão na busca de maior aprofundamento, reflexão e aprendizagem, juntamente com nossos irmãos e irmãs catequistas e com todos os catequizandos.

Todos/as: Dá-nos água da tua fonte para nos abastecer com tua mensagem, oração, espiritualidade, e prática comprometida com a vida, para que saciados, possamos permanecer perseverantes no teu seguimento.

Leitor/a 1: E como discípulos e discípulas queremos dizer com convicção: “em atenção à tua Palavra, lançaremos as redes”.

Todos/as: Senhor, estamos convictos, que diante de nossa missão de catequizar, a todo instante repetes para nós: “não tenham medo!”. Mestre Jesus, manda-nos o teu

missão de catequizar, a todo instante repetes para nós: “não tenham medo!”. Mestre Jesus, manda-nos o

12

Espírito de sabedoria e entendimento para compreendermos com alegria os teus ensinamentos. Amém.

13