Você está na página 1de 19

Página 1 de 19

LANCHONETE

FICHA TÉCNICA
Setor da Economia : terciário
Ramo de Atividade : comércio
Tipo de Negócio : lanchonete
Produtos Ofertados/Produzidos : alimentos para lanches
Investimento inicial : 48mil reais
Área : 50m²

APRESENTAÇÃO
Quando o empreendedor se pergunta que tipo de negócio montar, "lanchonete" é
uma das respostas mais freqüentes. Por ser um dos últimos setores a ser abalado
por crises econômicas, o que pode ser traduzido para dinheiro em caixa
diariamente, e adaptação a todo tipo de público e investimento.
O ramo é bastante receptivo por oferecer um item de consumo que atinge todas as
camadas da população, abrindo para o empreendedor um amplo leque de
possibilidades.
O setor de alimentação é um dos que mais cresce no Brasil, pois por comodidade
ou necessidade, as pessoas buscam refeições prontas, rápidas e de boa qualidade.
Porém, os estabelecimentos especializados em alimentação são os mais
freqüentes, mas os que menos se profissionalizam, dando espaço ao amadorismo e
a falência.
Portanto, ao entrar neste ramo é necessário se profissionalizar e adquirir o maior
número de informações possíveis para se prevenir dos imprevistos e se manter no
mercado com sucesso.

MERCADO

As lanchonetes são empreendimentos que estão voltadas principalmente a


estudantes e pessoas que trabalham nos centros comerciais, dispõem de pouco
tempo para realização de suas refeições, e buscam um baixo custo.

As principais tendências deste mercado apontam para a possibilidade de que,


dentro de uma década ou até menos, o segmento no Brasil tenha a mesma força
que possui hoje nos Estados Unidos, segundo a Revista dos Bares & Restaurantes.

A dinâmica deste mercado é diretamente proporcional às tendências da economia


e, conseqüentemente ao poder aquisitivo da população, isto é, se a economia do
país crescer este mercado também crescerá.
O setor de alimentação é bastante competitivo, mas há cordialidade entre os
empreendedores. Podem-se encontrar bares e lanchonetes convivendo lado a lado,
criando mais opções para o consumidor.

Fornecedores não constituem problema, já que existem inúmeras opções no


comércio. Mas é importante realizar uma pesquisa de mercado a fim de montar um
cadastro dos fornecedores que melhor se atenda às necessidades. A gama é
enorme: atacadistas, distribuidores, importadoras, supermercados, feiras-livres,
açougues, casas de frios, panificadoras e adegas. Outras alternativas são as visitas
a hipermercados, que muitas vezes oferecem produtos a preços mais baixos que o
distribuidor.

www.es.sebrae.com.br
Página 2 de 19

LOCALIZAÇÃO
A escolha do ponto comercial é, seguramente, um dos aspectos mais importantes
para o sucesso do empreendimento. Estar próximo de escolas, lojas comerciais ou
escritórios, em geral traz bons resultados. É importante frisar que a escolha do local
deve estar associada à linha de produtos e serviços oferecidos, visto que, este é
quem vai determinar a formação de um público específico.
A localização e a estrutura do imóvel deverão estar de acordo com as normas de
higiene e limpeza da Vigilância sanitária e com o PDU do município. Na Prefeitura
de Vitória o PDU é fornecido a partir de consulta no site.

ESTRUTURA
Consultar o arquiteto e o decorador resulta em economia. São eles que vão ajudá-lo
a navegar no mar revolto que define a fase de obras e o orientarão em fatores como
ergonometria, fluxo de operação da cozinha e garçons, cores que estimulam o
apetite, provocam animação, etc.
Um visual agradável aos olhos é o passaporte para o sucesso. Além disso, a
empresa deve proporcionar aos seus funcionários características físicas adequadas
ao desempenho de suas atividades, com um ambiente arejado, limpo, com
claridade e dentro das normas de segurança pré-estabelecidas pelo Corpo de
Bombeiros, que irá fazer a vistoria e liberar o funcionamento do Bar. A área
reservada para estoque deverá ser bem protegida, arejada e separada do público.
A área destinada ao público deverá disponibilizar banheiros masculinos e femininos.
Para instalações em áreas mais reduzidas, com pequeno balcão e sem lugar para
sentar, poderá haver apenas um lavabo.

EQUIPAMENTOS
A disposição dos equipamentos e mobiliário (balcão, freezer, geladeiras, mesas
cadeiras, etc.) é importante para a integração das atividades da lanchonete.
Portanto ao fazer o arranjo tanto da cozinha quanto do salão, você deve levar em
consideração a ambientação, decoração, facilidade de movimento, iluminação, entre
outros. E na área externa; a fachada, letreiros, entradas e saídas, estacionamento,
etc.
Um projeto básico certamente contará com:

Freezers
Geladeiras
Fogão
Fritadeira elétrica
Forno de micro ondas
Microprocessador
Liqüidificador
Sanduicheira (prensa)
Espremedor de frutas, etc.
Armários, aparelhos de ar condicionado, equipamentos de som, emissor de cupom
fiscal, computador, mesas e cadeiras.
Vasilhames e louças em geral: talheres, pratos, copos, panelas, etc.
Estoque de mercadorias: comidas, bebidas, materiais de limpeza e administrativo.

Informatização: uma empresa informatizada tem grandes chances de sair na frente

www.es.sebrae.com.br
Página 3 de 19

do concorrente. Além de facilitar os processos, garantem a segurança na tomada de


decisões, melhora a produtividade e diminui os gastos.

Escolha um projeto abrangente que atenda toda a empresa, desde o gerenciamento


de conteúdo para websites, até os controles administrativos (financeiro, estoque,
caixa, cadastro de clientes, etc.), passando pela automação inclusive: impressoras
de grande porte e sistema de código de barras, etc.

Existem no mercado atualmente, três grandes grupos de softwares: SGE Sistema


de Gestão Empresarial; SGC Sistema de Gerenciamento de Clientes e Básicos.
Eles podem ser encontrados nas empresas especializadas ou na Internet, através
dos sistemas disponibilizados nas Provedoras de Serviços de Software (ASP -
application service provider).

INVESTIMENTOS

O investimento varia muito de acordo com o porte do empreendimento e do


quantitativo de que dispõe o investidor. Considerando uma lanchonete de pequeno
porte, montada numa área de 50m², será necessário um investimento de R$ 48mil
aproximadamente.

Obs.: os valores apresentados são indicativos e servem de base para o empresário


decidir se vale ou não a pena aprofundar a análise de investimento.

PESSOAL

Para as atividades de lanchonete serão necessários, além de considerarmos o


empreendedor gerenciando pessoalmente o estabelecimento, os seguintes
colaboradores:

- Chapeiro;

- Responsável pelos pratos rápidos e lanches;

- Copeiros que farão o atendimento ao público e ajudarão no preparo de lanches


simples, sucos e coquetéis, etc.

Dependendo do horário de funcionamento do estabelecimento, será necessário


adotar dois turnos de trabalho, o que implica no aumento do número de
funcionários.

A oferta deste tipo de mão-de-obra é grande, mas o empreendedor deverá ser


criterioso na seleção dos funcionários, porque eles terão influência direta no
sucesso de seu negócio, uma vez que serão responsáveis pela preparação dos
pratos, e o que é mais importante, estarão em contato com a clientela.

Algumas características são particularmente importantes para estes profissionais,


tais como: Preocupação com o asseio pessoal e higiene; boa aparência e
apresentação pessoal; ser paciente, educado e gentil, etc.

www.es.sebrae.com.br
Página 4 de 19

PROCESSOS PRODUTIVOS

Comércio

Funcionamento - A escolha do horário de funcionamento dependerá do público que


se pretende atingir, além da localização do estabelecimento.

Geralmente, trabalha-se além do horário de funcionamento da casa. Normalmente,


as lanchonetes funcionam o ano todo, vinte e seis dias por mês e doze horas por
dia.

Estoque - Frutas, legumes e vegetais deverão ser comprados em menores


quantidades e maior freqüência para evitar perdas e garantir produtos sempre
frescos. Grandes distribuidores, como por exemplo: as Ceasas devem ser bem
analisados, pois, nem sempre são os mais adequados representando muitas vezes
operações inadequadas se levarmos em consideração os fatores distância x tempo
x volumes de compras, e, portanto, sem compensação.

Produtos não perecíveis ou congelados poderão ser comprados dentro de prazos


mais elásticos.
São questões a serem estudadas após a definição do cardápio e
conseqüentemente do tipo de produtos, com os quais se pretende trabalhar ainda
no plano de negócio.
A própria rotina do estabelecimento é fornecer dados para a estruturação do
programa de compras. Embora o sistema de trabalho varie de um estabelecimento
para outro, algumas rotinas são comuns a todos eles. Diariamente, o empreendedor
deverá certificar-se de que todos os itens do cardápio estão disponíveis e de que a
casa está em perfeitas condições de higiene.

É recomendável que a verificação de estoque seja feita logo após o fechamento do


estabelecimento, quando também será feita a limpeza. No dia seguinte a rotina
prosseguirá com a realização das compras necessárias, seguidas de armazenagem
dos produtos.

Características desse negócio

É importante destacar que este tipo de negócio exige bastante do empreendedor:

a) Versatilidade - é necessário ter criatividade e flexibilidade para acompanhar as


oscilações de mercado e solicitações da clientela;

b) Comportamento - o empreendedor deve estar preparado para, lidar com clientes


que poderão se tornar inconvenientes, em função de ser este um lugar aberto ao
público em geral;

c) Uma lanchonete não vende bebidas alcoólicas.

Conclui-se a partir de então, que a forma desejável de proceder dentro deste


contexto, compreende características flexíveis, que tenha "jogo de cintura",
paciência, habilidade no relacionamento interpessoal, simpatia, firmeza e
principalmente, disposição.

www.es.sebrae.com.br
Página 5 de 19

Para certificar-se do negócio, o empreendedor deve:

- Conversar com outros profissionais;

-Visitar estabelecimentos similares;

- Definir o público alvo (o que determinará o estilo do negócio);

- Realizar pesquisa de mercado a fim de identificar o potencial da região, carências


no mercado, tendências, etc.

Linha de Atuação

No mercado há estabelecimentos de vários padrões, desde os mais simples, que


têm como carro chefe o popular “sanduba” e refrigerantes. Até os mais requintados,
que desenvolve uma linha de sanduíches especiais, tortas e sucos mais elaborados,
voltados para o chamado público classe "A".

Cardápio - Montar uma lanchonete significa poder trabalhar num nível intermediário
de oferta de produtos, não se fica limitado aos sanduíches e ao mesmo tempo, pode
produzir outros pratos, sem a necessidade de ter a infra-estrutura de um
restaurante. É por isto que um dos itens de grande importância para o sucesso da
lanchonete juntamente com a qualidade dos produtos, é o cardápio oferecido. É
fundamental para o sucesso do negócio que ele seja bem planejado.

Uma sugestão para evitar sobrecarga nos horários de maior movimento e falhas no
cardápio, é o preparo antecipado de alguns lanches e pratos de maior saída, sem
esquecer jamais dos cuidados com a conservação e a higiene dos alimentos.

Sugestão de cardápio:

- Bebidas: refrigerante, água mineral, suco e vitamina de frutas, chocolate quente,


chás gelados, café expresso ou pingado, capuccino.

- Doces: tortas, bolos, bombons de frutas, pudins, sorvetes e pavês.

- Sanduíches: frango, queijo, misto, hambúrguer, natural, etc.

- Salgados: empadões, esfirras, rissoles, coxinha, kibe, empada, pão de queijo.

Descrição do Processo Operacional

A ntes da abertura ao público:

- Verificar os níveis de estoques de alimentos, bebidas e gás;

- Abastecer a lanchonete com os insumos necessários para seu funcionamento;

- Limpar o ambiente e mantê-lo limpo;

www.es.sebrae.com.br
Página 6 de 19

- Preparar previamente lanches e bebidas quentes;

- Preparar o caixa com troco.

Durante o funcionamento manter:

- As mesas limpas e arrumadas;

- Fechar as contas com rapidez, receber e emitir as notas fiscais;

Depois da abertura ao público:

- Fechar e conferir o caixa;

- Limpar o ambiente;

- Lavar todos os pratos, talheres e utensílios e guardá-los;

- Recolher o lixo;

- Fechar o estabelecimento.

DIVULGAÇÃO

O ditado popular diz que “a propaganda é a alma do negócio”, mas a gente pode
continuar dizendo que os "músculos" também são importantes. Assim, entendemos
que dotar os clientes internos (funcionários, os "músculos" do negócio) de
informações sobre os produtos oferecidos é a chave para vendê-los ao cliente
externo.

Voltando à "alma do negócio", concluímos que para atingir o consumidor e garantir


as vendas, você deve planejar o seu marketing. E como fazer isso? A primeira
sugestão é fazer uma análise da sua realidade: identifique quais são os custos de
seus serviços, adapte-os e busque a otimização de sua alocação.

Mantenha seus consumidores motivados, partindo para uma revisão da sua


estrutura de comercialização, avaliando paralelamente, se essa estrutura atinge seu
mercado-alvo com sucesso. Lembre-se que o marketing deve ser contínuo e
sistêmico.

Considere ainda, que num plano de marketing é importante o conhecimento de


elementos como preço, produto (serviço), ponto (localização) e promoção. Avaliar
as preferências e necessidades de seus clientes em relação às funções, finanças,
facilidade, "feeling" (sensibilidade) e futuro.

Os donos de estabelecimentos desse tipo devem estar cientes de que a qualidade


nos serviços prestados é, ainda, a melhor forma de se tornar conhecida e sólida

www.es.sebrae.com.br
Página 7 de 19

num mercado competitivo. A propaganda boca a boca é fator de fortalecimento das


marcas.

DIVERSIFICAÇÃO

Para alcançar o sucesso neste mercado é importante oferecer diferenciais. Procurar


novas formas de apresentar os produtos tornando-os mais atrativos que os do
concorrente. Oferecer lanches exclusivos, no qual o cliente irá customizá-lo de
acordo com sua preferência, além das sugestões da casa.

NOTÍCIAS

Fique sempre atento aos noticiários, programas de televisão, revistas específicas,


jornais (cadernos especiais), etc., pois estes são meios de manter-se atualizado
quanto às novidades da sua área de atuação.

Hambúrguer sem pão vira moda em lanchonetes de SP


Em algumas receitas, carboidrato cede lugar a folhas de acelga.
Segundo comerciantes, cliente come sanduíche sem culpa

Hambúrguer e pão. Foi assim que tudo começou na história do sanduíche que se
tornaria um dos mais populares do mundo. Mas como quase toda história muda,
nesse caso o carboidrato acabou levando a pior e lanchonetes de São Paulo têm
aderido à nova tendência do lanche sem massa.

No lugar das duas fatias de pão, folhas de acelga. Foi com essa nova “fórmula” que
o cheese salada do Chip’s Burguer, na Zona Norte da capital, conseguiu atingir o
posto de quinto sanduíche mais vendido da casa. Isso em um cardápio de dezenas
de sanduíches, segundo Tony Martim, um dos sócios da lanchonete.

“Uma cliente nossa disse que havia comido um sanduíche só de salada, sem pão,
em outro lugar. Ela falou para gente como era e disse que queria comer aquilo aqui.
Ela gostava de cheese salada, mas dizia que pão engordava muito”, conta Martim.

'Sem culpa'

Outros clientes começaram a perguntar que sanduíche era aquele servido a uma
cliente específica e, em pouco tempo, o “green burguer” teve que entrar no cardápio
da casa. “Acho que vende porque as pessoas querem comer um lanche, mas sem
tanta culpa. Querem algo que engorde menos”, afirma.

A receita de alface, tomate, queijo prato e 130 gramas de hambúrguer de carne


bovina envoltos em duas folhas de acelga é sucesso no lugar a pouco mais de um
mês, “mas não deve sair mais do nosso cardápio”, afirma Martim.

Do outro lado da cidade, na Zona Sul, o hambúrguer sem pão também está entre os
mais pedidos no horário do almoço na Matriz Hamburgueria. No local, existem pelo
menos três opções de hambúrguer sem pão: picanha, fraldinha – que podem ou não
ser grelhados – e cheese bacalhau.

www.es.sebrae.com.br
Página 8 de 19

“Normalmente de segunda a quinta-feira, principalmente no horário do almoço, as


pessoas preferem pedir o sanduíche sem pão. Entre meus hambúrgueres tenho
esse de picanha. São 160 gramas de picanha sem nenhuma outra carne misturada.
Tem muito sabor e as pessoas pedem só ele com algum acompanhamento”, diz
Débora Damin, chef e uma das sócias da casa. “De segunda a quinta, às vezes, os
pedidos só de hambúrguer no prato, sem pão, chegam a até 60%”, afirma.

Cheese bacalhau com folhas

A nova aposta da casa é o cheese bacalhau, que tanto pode ser servido no pão,
como sozinho em um prato batizado pela chef de “Do Porto”: 130 gramas de
hambúrguer de bacalhau com uma cobertura de queijo prato, servido com buquê de
folhas, batata sauté e maionese de limão. A receita é bem caseira.

"Na verdade, eu fazia na minha casa como bolinho de bacalhau. Quando eu vim
para cá (para o Matriz), queria colocar alguma coisa de peixe no cardápio, mas
tinha medo por ser muito perecível. Aí lembrei desse bolinho que meus amigos
gostam tanto”, conta Débora. Há mais de um ano, a receita sem pão é uma das
mais vendidas da casa.

“As pessoas sabem que hoje em dia o conceito de fast food é diferente. Não tem
aquela idéia de comida que engorda. Elas colocam o hambúrguer no prato e fica
uma coisa mais leve de comer. Tiram o carboidrato e depois podem até compensar
com, se quiserem, um milk-shake”, conclui.

Equilíbrio

Para o nutricionista Luís Ricardo de Souza Alves, que orienta esportistas, trocar o
pão pela acelga não significa necessariamente que o sanduíche seja mais benéfico
à saúde.“Depende da situação. Cortar o pão pode ser muito benéfico, mas também
pode ser muito ruim. A gente precisa dos carboidratos que têm no pão. Esses
carboidratos ajudam a produzir alguns hormônios no corpo. Se você corta este tipo
de alimento, algumas pessoas tendem a ficar mais irritadiças. Não é tão simples
assim”, disse.

No caso de atletas e crianças, por exemplo, é fundamental ingerir calorias, como as


fornecidas pelos carboidratos. “Quem quer emagrecer obviamente tem de cortar
algumas calorias. Mas tem de fazer de forma equilibrada. Não pode simplesmente
cortar um determinado tipo de alimento e colocar outro no lugar. É preciso equilibrar
a alimentação, mesmo cortando calorias”, explicou.

O sanduíche por si só é um alimento considerado equlibrado, segundo o


nutricionista, desde que forneça todos os nutrientes necessários ao corpo. “Porque
fornece carboidratos do pão, proteína da carne, e fibras, vitaminas e minerais dos
vegetais. Para quem trabalha o dia inteiro e depois malha na academia, o ideal seria
comer o pão e a acelga, além de melhorar a qualidade da carne. Trocar o
hambúrguer por uma carne branca, por exemplo.”

Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL750300-5605,00-

www.es.sebrae.com.br
Página 9 de 19

HAMBURGUER+SEM+PAO+VIRA+MODA+EM+LANCHONETES+DE+SP.html>.
Acesso em: 17 set. 2008.

Sodexho Compra VR e vira líder em Vale-refeição no país

Grupo francês paga R$ 1 bilhão pelas operações e fica com 35% do mercado.
Negócio ainda precisa da aprovação do BC e do Cade; Accor, proprietária da Ticket
e nº 1 no setor, também tinha interesse na aquisição.

O grupo francês Sodexho anunciou ontem a aquisição das operações de cheques e


cartões de serviço -alimentação, refeição, combustíveis e vale-transporte- do Grupo
VR por R$ 1 bilhão. Com o negócio, o grupo passa de terceiro colocado a líder no
ranking no país.

A conclusão da operação, porém, só se dará dentro de três meses, quando o Banco


Central e o Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) emitirem seus
pareceres.

A multinacional francesa Accor, atuante em hotelaria e proprietária da Ticket, marca


líder e pioneira em refeição-convênio no país, também estava interessada na VR e
chegou a iniciar conversas para formular uma proposta.

Ela é a principal concorrente da Sodexho no setor de vales. A necessidade de


aprovação dos órgãos reguladores decorre de vários aspectos da operação.

Primeiro, o negócio de benefícios da VR é hoje parte de seu banco [Banco VR, que
continuará com a família Szajman e a saída de ativos terá de ser submetida à
análise do BC. Já o aval do Cade será exigido pelo critério de faturamento das
empresas envolvidas acima de R$ 400 milhões, e devido à concentração de
mercado em que redundará a aquisição cerca de 35%.

A Sodexho, pertencente à líder mundial em benefícios e serviços ao trabalhador


Sodexho Alliance, possui hoje no Brasil cerca de 17% de participação do mercado
de vales-alimentação e refeição, com faturamento estimado em R$ 3,2 bi, e agora
passa atuar também no mercado automotivo.

Com a venda do Grupo VR, de faturamento de R$ 4 bilhões, e fatia de 18% do


mercado, a família Szajman possui ainda a gravadora musical Trama e a empresa
de processamento de benefícios Smart.Net, que agora prestará serviços à Sodexho.
Apesar do aumento de concentração do mercado, a Abrasel (Associação de bares e
restaurantes), que há anos trava batalha com as empresas fornecedoras de vales
por considerar alto o valor da taxa de administração, não teme um endurecimento
nas negociações. "A Sodexho já sinalizou com uma gestão mais flexível e está
disposta a conversar", diz o diretor da entidade Joaquim Saraiva de Almeida. Para
médios estabelecimentos, a taxa hoje varia de 4% a 8% do valor do tíquete.
Denise Brito - Folha de S.Paulo
Data: 24/09/2007
http://www.revistabareserestaurantes.com.br

“O cidadão brasileiro gasta, em média, R$ 11,42 em fast-food, segundo estudo


realizado pela ECD Consultoria, especializada em Food Service, a pedido da

www.es.sebrae.com.br
Página 10 de 19

Associação Brasileira de Franchising (ABF). Em lanchonetes, o tíquete médio é de


R$ 8,93 em doçarias e sorveterias, R$ 6,98 em cafeterias, R$ 7,24 em rede de
massas, R$ 18,06 e R$ 21,72 nas que oferecem comida asiática. A pesquisa
também indica o local onde os consumidores realizam as refeições.

Do total de lojas, 48% estão em shoppings, 34% nas ruas e apenas 4% em


hipermercados.”

Fonte: Redação – InvestNews/ Gazeta Mercantil


Data: 10/2007
http://www.revistabareserestaurantes.com.br

CURSOS E TREINAMENTOS
O SEBRAE/ES disponibiliza para o empresário uma carteira com mais de 30 títulos
de cursos e palestras abordando os mais variados temas e objetivos. A Educação
Empresarial do SEBRAE é um instrumento para que os obstáculos encontrados
sejam superados com maior facilidade ampliando, conseqüentemente, o horizonte
de conhecimentos necessários nessa função.

Cursos: Técnicas de Vendas; Marketing: Uma Estratégia de Vendas; Gerência de


Equipes de Vendas; Gerência de Rotinas e Procedimentos em Vendas;
Atendimento ao Cliente; Como Vender mais e Melhor; Iniciando um Pequeno
Grande Negócio (com carga horária de 30h); Empretec (carga horária de 72h);
Administração Básica para Pequenas Empresas (carga horária de 20h); entre
outros.

Palestras Gerenciais: Atendimento a Clientes; Comece Certo – Planejamento e


Análise; Determinação do Capital de Giro; Gerenciando o Fluxo de Caixa com
Eficiência; Promoção de vendas; Entendendo Custos, Despesas e Preço de Venda;
A Empresa e os Novos Tempos; Qualidade no relacionamento ao cliente; Como
Conquistar e Manter Clientes.

SEBRAE/ES
Av. Jerônimo Monteiro, 935 - Ed. Sebrae – Centro, Vitória
Tele atendimento: 0800 570 0800

http://www.sebrae.com.br/uf/espirito-santo/acesse/cursos-e-palestras

SENAC – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

Boas Práticas de Higiene na Manipulação de Alimentos


Carga horária: 20 horas
Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2077 - Bento Ferreira, Vitória/ES
Disque Cursos: (27) 3325-8311 - (27) 3229-5588
http://www.es.senac.br

Outros cursos ministrados pelo SENAC:

www.es.sebrae.com.br
Página 11 de 19

Serviços Básicos em Alimentos e Bebidas – Setor de Restaurante;


Sanduíche e suas variações;
Pizzas Diversas;
Docinhos/ Bombons e Trufas para Festas.

UVV - Gastronomia – Criação e Gestão


Rua Comissário José Dantas de Melo, 21, Boa Vista, Vila Velha/ES
Central de Atendimento: (27) 3421-2000
http:www.uvv.br
E-mail: paula.gueron@uvv.br
Telefone: (27) 3421-2084

Faculdade Novo Milênio – Tecnologia em Gastronomia


Av. Santa Leopoldina, 840, Coqueiral de Itaparica, Vila Velha/ES
CEP: 29102-040
Tel.: (27) 3399-5555
http://www.novomilenio.br

Portal CozinhaNet
http://cozinhanet.com.br
E-mail: faleconosco@cozinhanet.com.br

EVENTOS

O empreendedor deve estar sempre em contato com as entidades e associações


para obter informações sobre os eventos que ocorrerão dentro da sua área (tipo,
data, local de realização). Os eventos como feiras, roda de negócios, congressos,
etc., são muito importantes para o empresário ficar por dentro das tendências de
mercado, conhecer novos produtos e tecnologias, realizar parcerias e fazer bons
negócios.
Onde pesquisar: União Brasileira de Feiras e Eventos - http://www.ubrafe.com.br

Sabor ES – Feira da Gastronomia, Hotelaria e Turismo


Encontro Capixaba de Bares, Restaurantes e Similares
Pavilhão de Carapina, Serra / ES
Av. José Rato, 1117 - Bairro de Fátima, Serra / ES
CEP. 29160-790
Tel.: (27) 3434-0600 Fax (27) 3434-0601
http://www.vitoriasabor.com.br

FIPAN – Feira Internacional da Panificação, Confeitaria e do Varejo


Independente e Alimentos
Expo Center Norte - São Paulo/SP
Tel.: (11) 3159-4223
http://www.fipan.com.br

FISPAL Food Service


Feira Internacional de Produtos e Serviços para Alimentação fora do lar
Periodicidade: anual
Rua: Funchal, 418 - 23º andar
CEP. 04551-060 - Vila Olímpia - SP

www.es.sebrae.com.br
Página 12 de 19

Tel.: (11) 3234-7725 – Fax: (11) 3234-7700


Central de Relacionamento: 11 4003 - 3004
fispal.sp@fispal.com
http://www.fispal.com

Fispal Nordeste 2008


Feira Internacional de Produtos, Embalagens, Equipamentos, Acessórios e Serviços
para Alimentação
Centro de Convenções de Pernambuco - Olinda
Tel.: (11) 3234-7725
http://www.fispal.com

Gourmet Food Service Show


Tel.: (11) 3234-7725
E-mail: gourmet@btsp.com.br

LEGISLAÇÃO ESPECÍFICA

Cabe sugerir consulta à “CARTILHA DO FORNECEDOR CAPIXABA”, que se


encontra disponível na Biblioteca do SEBRAE/ES ou pelo site:
http://www.procon.es.gov.br/download/Cartilha_Fornecedor_Capixasba.pdf

Essa atividade exige o conhecimento de algumas leis:

- Lei Federal nº. 8.078/1990 - Código de Defesa do Consumidor - Alterada pela Lei
nº 8.656/1993, Lei nº 8.703/1993, Lei nº 8.884/1994, Lei nº 9.008/1995, Lei nº
9.298/1996, Lei nº 9.870/1999 e Medida Provisória nº 1.890-67/1999.

- Lei Municipal nº. 6.080/2003 – Institui o Código de Posturas e de Atividades


Urbanas do Município de Vitória. - Lei nº. 6.080/2003 – Código de Posturas e
Atividades Urbanas do Município de Vitória - Regulamentada pelo Decreto nº
11.975/04. Ref. Proc. 5766168/03. Lei nº 6412-05-acrescenta inciso IX ao § 2º.
Alterada pelas Leis n.ºs 6679/06 e 6680/06. Acrescentado inciso IX ao § 2º do Art.
99, pela Lei nº 7.063/07. Regulamentado inciso III do Art. 194, pelo Decreto nº
13.853/08.

- Lei Municipal nº 4.742/98. Dispõe sobre horário de funcionamento dos


estabelecimentos prestadores de serviços, comerciais e industriais no município de
Vitória – revoga os artigos 217, 218, 219 e 220 da Lei 2481/77, as Leis nºs 3167/84,
3500/87, 3979/93 e 4098/94. Suprimido o item 3 do art. 1º; alterada a alínea b, item
2 do art. 2º; acrescentado um art. 3º, renumerando os seguintes. Alterada pela Lei
nº 4875/99. Revogada pela Lei nº 6080/03.

- Boas Práticas (BP) são procedimentos que devem ser adotados por serviços de
alimentação, a fim de garantir a qualidade higiênico-sanitária e a conformidade
destes produtos com a legislação vigente.

- Resolução de Diretoria Colegiada - RDC nº. 216 da ANVISA, de 15 de setembro


de 2004 - Em vigor dia 15 de março de 2005. Dispõe sobre Regulamento Técnico
de Boas Práticas para Serviços de Alimentação.

www.es.sebrae.com.br
Página 13 de 19

REGISTRO ESPECIAL

Para registrar sua empresa você precisa de um contador. Profissional legalmente


habilitado para elaborar os atos constitutivos da empresa, auxiliá-lo na escolha da
forma jurídica mais adequada para o seu projeto e preencher os formulários
exigidos pelos órgãos públicos de inscrição de pessoas jurídicas.

Além disso, ele é conhecedor da legislação tributária à qual está subordinada a


nossa produção e comercialização. Mas, na hora de escolher tal prestador de
serviço, deve-se dar preferência a profissionais qualificados, que tenha boa
reputação no mercado e melhor que seja indicado por alguém que já tenha
estabelecido com ele uma relação de trabalho.

Para legalizar a empresa é necessário procurar os órgãos responsáveis para as


devidas inscrições:

- Você deve procurar a prefeitura da cidade onde pretende montar a sua lanchonete
para fazer a consulta de local;

- Registro na Junta Comercial;

- Registro na Secretaria da Receita Federal (CNPJ);

- Registro na Secretaria Estadual de Fazenda – SEFAZ-ES;

- Registro na Prefeitura do Município para obter o alvará de funcionamento;

- Enquadramento na Entidade Sindical Patronal (empresa ficará obrigada a recolher


por ocasião da constituição e até o dia 31 de janeiro de cada ano, a Contribuição
Sindical Patronal);

- Cadastramento junto à Caixa Econômica Federal no sistema “Conectividade Social


- INSS”.

- Corpo de Bombeiros Militar.

- Alvará de licença sanitária - Adequar as instalações de acordo com o Código


Sanitário (especificações legais sobre a condições físicas). Em âmbito federal a
fiscalização cabe a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, estadual e municipal
fica a cargo das Secretarias Estadual e Municipal de Saúde.

ENTIDADES

CENTRAL FÁCIL – CENTRAL DE ATENDIMENTO EMPRESARIAL


É um sistema de atendimento que prevê a simplificação, racionalização e
padronização dos processos de abertura de empresas com redução da burocracia.

Avenida Nossa Senhora da Penha, 1433 – Santa Luzia – Vitória – ES

www.es.sebrae.com.br
Página 14 de 19

CEP 29045-401
Fone: (27) 2127- 3000

CIC - CENTRO INTEGRADO DE CIDADANIA


PROCON (Coordenação de Atendimento)
Av. Maruípe, nº. 2544 – Itararé, Vitória/ES - CEP: 29.045-230
Tel.: (27) 3382-5545 / 5539 / 5536
Site: http://www.vitoria.es.gov.br/procon/procon.htm
E-mail: procon@vitoria.es.gov.br

JUCEES - JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO


Av. Nossa Senhora da Penha, 1433, Santa Luíza - Vitória/ES
CEP: 29045-401
Tel.: (027) 3135-3167 / 3135-3163
Site: www.jucees.es.gov.br
E-mail: atendimento@jucees.es.gov.br

PREFEITURA MUNICIPAL DE VITÓRIA


Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927 - Bento Ferreira, Vitória/ES
CEP: 29.050--945
Tel.: (27) 3382-6000
http://www.vitoria.es.gov.br

SEMUS - SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE – VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO


MUNICÍPIO DE VITÓRIA.
Rua Leoni Souza, 2132 – Ed. Bruno
Ilha de Santa Maria, Vitória / ES
CEP: 29.053-305
Tel.: (27) 3223-4112 / 3223-4048
Site: http://www.vitoria.es.gov.br

SEDEC / GECON / CTP – SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO URBANO


Rua Vitório Nunes da Mota, 220, CIAC, Ed. Ítalo Batan Regis
Enseada do Suá – Vitória/ES
CEP: 29010-331
Tel.: (27) 3135-1097
http://www.vitoria.es.gov.br

SEFAZ-ES - SECRETARIA DE ESTADO DA FAZENDA DO ESPÍRITO SANTO


Av. Jerônimo Monteiro, 96 - Ed. Aureliano Hoffman – Centro, Vitória/ES.
CEP: 29010-002
Tel.: (27) 3380-3922
Site: www.sefaz.es.gov.br

SESA – SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE


Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2025 - Bento Ferreira, Vitória / ES
CEP: 29.050-625
Tel.: (27) 3137 –2300
Site: http://www.saude.es.gov.br
E-mail: visa@saude.es.gov.br

www.es.sebrae.com.br
Página 15 de 19

MINISTÉRIO DA SAÚDE
http://www.saude.gov.br

ANVISA - AGÊNCIA NACIONAL DE VIGILÂNCIA SANITÁRIA


SEPN 515, Bloco B, Edifício Ômega / Brasília (DF)
CEP: 70.770-502
Tel.: (61) 3448.1000
http://www.anvisa.gov.br

ABRASEL - ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE BARES E RESTAURANTES


http://www.abrasel.com.br

ABRASEL - ES
Rua Frederico Lagassa, 30, salas 201 a 206
Edifício Scheila, esquina com a Av. Leitão da Silva, Gurigica, Vitória, ES
Tel. (27) 3038-1271 / 8128-9175
Site: http://www.abraseles.com.br/
E-mail abraseles@abrasel.com.br

SINDBARES – ABRASEL / ES SINDICATO DOS RESTAURANTES BARES E


SIMILARES DO ES.
E-mail: sindibares@sindibares.com.br
Site: http://www.sindbares.com.br
Site: http://www.sirva-se.com.br

SINCADES – SINDICATO DO COMÉRCIO ATACADISTA E DISTRIBUIDOR DO


ESPÍRITO SANTO.
Av. Nossa Senhora dos Navegantes, 755, Ed. Palácio da Praia, Sala 408/411,
Enseada do Suá, Vitória/ES
CEP 29.052-157
Tel.: (27) 3325-3515
Site: http://www.acades.com.br
E-mail: sincades@sincades.com.br

FISPAL - AGÊNCIA INTERNACIONAL PRIVADA DE DESENVOLVIMENTO DO


MERCADO DE ALIMENTOS .
Rua Funchal, 418 - 23º andar, Vila Olímpia / SP
CEP. 04551-060 -
Tel.: (11) 3234-7725 Fax: (11) 3234-7700
Central de Relacionamento: (11) 4003 - 3004
Site: http://www.fispal.com.br
E-mail: fispal.sp@fispal.com

FORNECEDORES E FABRICANTES

O SEBRAE/ES se isenta de responsabilidades quanto à forma da atuação das


empresas no mercado.

EXTRAÇÃO DE CAFÉS – VENDA E LOCAÇÃO DE MÁQUINAS DE CAFÉ


EXPRESSO

www.es.sebrae.com.br
Página 16 de 19

E-mail: fabriciodallorto@gmail.com
Tel.: 8803-1605 (Fabrício Campo Dall`Orto)

COZINHA & CIA


End.: Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 2741, Bento Ferreira Vitória / ES
CEP: 29050-625
Telefone: (27) 3325-4122
E-mail: vendas@cozinhaeciaes.com.br

PORTUGAL MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS


Instalações comerciais (bares, restaurantes, lanchonetes, supermercados etc).
End.: Av. Fernando Ferrari, 3315, loja 02, Jabour – Vitória/ES
CEP. 29.075-053
Tele fax: 3327-6262
E-mail: comercial@portugalmaq.com.br
Site:http://www.portugalmaq.com.br

ACIMAQ – Máquinas e Equipamentos


www.acimaq.com.br
Vitória / ES
Av. Alexandre Buaiz, 324 – Ilha do Príncipe
CEP:29020-300
Telefone:27-2124-5200
E-mail:vitoria@acimaq.com.br

Cariacica/ES
Av. Expedito Garcia, 21 - Campo Grande
CEP: 29.146-210
Telefone: 27-3346-5100
E-mail: vendas@acimaq.com.br

FERRI - CAMARGO E GOMIERO INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE FORNOS LTDA.


Fornos e Equipamentos
Rua do Orfanato, 1331 - Vila Prudente - São Paulo / SP
CEP : 03131-010 PABX : 6965-4263
Telefones: (11) 2965-4263 / (11) 2021-5568 / 3866
E-mail: vendas@ferri.com.br
Site: www.ferri.com.br

M. GERAIS COMÉRCIO E REPRESENTAÇÕES


Produtos: eletrodomésticos e utensílios
Rua Duckla de Aguiar, 20 Praia de Santa Helena Vitória / ES
CEP: 29052-250 Telefax: (27) 3345 3277
E-mail: mgerais@mgerais.com
Site:www.mgerais.com

Fornos
Ansatz! Fornos
Avenida Independência, 1010 - Cidade Nova - Pindamonhangaba - SP
Telefone: 12-3642-4146/3642-3238/3648-5800
Site: http://www.ansatz.com.br

www.es.sebrae.com.br
Página 17 de 19

BEMATECH – TECNOLOGIA EM AUTOMAÇÃO


http://www.bematech.com.br

ESYS SISTEMAS – AUTOMAÇÃO COMERCIAL


R. Coronel Artur de Godói - Nº 7, Vila Mariana / SP
CEP: 04018-050
Tele fax: (11) 3323-3700
Site: http://www.colibri.com.br

TRONSOFT – SOLUÇÕES EM SOFTWARES


Softwares comerciais para boates, restaurantes, bares, fast food e similares.
Rua Portinari, 27 – sl. 501 - Santa Luíza Vitória / ES
Tel.: (27) 3225-4207
Site: http://www.tronsoft.com.br

LIPPAUS LOJISTICA E DISTRIBUIÇÃO LTDA


Rod. Br 101, Km 292, s/n – Contorno - Cariacica/ES
Tel.: (27) 3346-2210
E-mail: lippaus@lippaus.com
Site: http://www.lippaus.com

MEIWA EMBALAGENS
Plástico e isopor
Meiwa Indústria e Comércio Ltda
Rod. Presidente Dutra s/nº - km 203,6
Jd. Tupi - Caixa Postal 281 - Arujá - SP
CEP 07400-970
Telefone: (11) 4654-7100 Fax: (11) 4654-2598
E-mail: atendimento@meiwa.com.br
Site: http://www.meiwa.com.br

ATACADÃO SÃO PAULO


Material para escritório (papelaria)
Av. Vitória, 2703 - Horto, Vitória/ES
CEP: 29050-141
Tel.: (27) 2121-5050
http://www.atacadosaopaulo.com.br

DISTRIBUIDORA DE BEBIDAS SALINAS


Av. Adalberto S. Nader, 675 , Vitória/ES
Tel.: (27) 3324 0918
E-mail: framacio.es@uol.com.br

REFRIGERANTES COROA LTDA


Rua Roberto Carlos Kaustsky, 234, Centro - Domingos Martins / ES
CEP 29206-000
Tele fax: (27) 3268 3800
SAC: 0800 701 1370
E-mail: sac@coroa.com.br
Site: http://www.coroa.com.br

www.es.sebrae.com.br
Página 18 de 19

AMBEV – Companhia de Bebidas das Américas


SAC Antarctica: 0800 725 0003 - disk@antarctica.com.br
SAC Brahma: 0800 725 0001 - sac@brahma.com.br
SAC Skol: 0800 725 0002 - sac@skol.com.br
SAC Pepsi: 0800 725 0004
SAC Gatorade: 0800 725 0005

CAFÉ MERIDIANO INDUSTRIAL E CÓMERCIO


Rua Neves Armond, 399, Praia Suá, Vitória/ES
Tel.: (27) 3225-9886

CAFÉ TABACO - MONIQUE COMERCIAL DE ALIMENTOS


Rua Joaquim Lírio, 455 – loja 1
Praia do Canto, Vitória / ES
Tel.: (27) 3315-7291

ÁGUA PEDRA AZUL


Rua José Alexandre Buaiz, 106, sala 706, Ed. London Office Tower
Enseada do Suá, Vitória - ES
CEP 29050-955
Tel.: (27) 3200-3667
Site: http://www.aguapedraazul.ind.br
E-mail: faleconosco@aguapedraazul.ind.br

SITES DE INTERESSE

http://www.dci.com.br - Diário do Comércio & Indústria


http://www.ubrafe.com.br – União Brasileira de Promotores de Feiras

.
BIBLIOGRAFIA

ARAÚJO, Patrícia. Hambúrguer sem pão vira moda em lanchonetes de SP.


Disponível em: <http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL750300-5605,00-
HAMBURGUER+SEM+PAO+VIRA+MODA+EM+LANCHONETES+DE+SP.html>.
Acesso em: 17 set. 2008.

SEBRAE/SP. Como montar um Bar e Lanchonete. São Paulo. SEBRAE /SP,


1996.44p.

SEBRAE/PR. Lanchonete. Curitiba. SEBRAE /PR, 1995,20p.

O Estado de São Paulo – Painel de Negócios – Como Montar Bar e Lanchonete.

SEBRAE/PR. Oportunidades:Lanchonete. Curitiba: SEBRAE/PR, 2003

www.es.sebrae.com.br
Página 19 de 19

Oportunidades de negócios é um material meramente informativo acerca dos


empreendimentos existentes no segmento correspondente ao seu título. Os dados
apresentados são extraídos de publicações técnicas e, em linhas gerais, não têm a
pretensão de ser um guia para a implementação dos respectivos negócios. É
destinada apenas à apresentação de um panorama da atividade ao futuro
empresário, que poderá enriquecer suas idéias com as informações apresentadas,
mas carecerá de um estudo mais detalhado e específico para a implementação do
seu empreendimento.

ÁREA RESPONSÁVEL E DATA DE ATUALIZAÇÃO


UCA – Unidade de Captação de Recursos & Atendimento - UCA
Data última atualização: setembro de 2008

www.es.sebrae.com.br