Você está na página 1de 15

1 Autora: Maria das Graças Pilger NRE: Cascavel - PR Disciplina: Língua Portuguesa (X ) Ensino Fundamental

( )

Ensino Médio Disciplina de relação interdisciplinar 1: Filosofia Disciplina de relação interdisciplinar 2:Artes Conteúdo estruturante: O discurso Conteúdo específico: Obras literárias Título: “Aprendendo através da história do Chapeuzinho Vermelho”

VOCÊ SE LEMBRA DA HISTÓRIA DO CHAPEUZINHO VERMELHO? COMO É ESTA HISTÓRIA?

Fonte http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/bancoimagem/frm_buscarImagens2.php

O que representa cada personagem da história Chapeuzinho Vermelho?

Aprender, às vezes é tão complicado, mas tão necessário. Quantas vezes você se depara com momentos que solicitam para

não-verbais. nunca mais. esse rosto encovado. os Contos de Fadas abordam conflitos. Fita-Verde mais se assustou. que este Folhas se propõe a aplicação de atividades de leitura e escrita. Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque de Holanda. desenhos e. a escolha de literatura infantil. ou escreva uma carta e percebe que não sabe o suficiente. medos e anseios que muitas pessoas trazem desde a infância e com os quais podem conviver mesmo na fase adulta. e que olhos tão fundos e parados. bilhetes. Na verdade. Chapeuzinho Vermelho e o Arco-íris de Márcia Muraco Schobersberge. na busca das versões brasileiras da história original: Fita o Lobo Guará de Verde no cabelo de Guimarães Rosa. como se fosse ter juízo pela primeira vez. sensíveis e críticos pressupõe as mais variadas experiências de linguagem: textos verbais. Gritou: – Vovozinha.2 que leia em uma reunião. documentos. serão utilizados os recursos disponíveis na Internet. convites. Chapeuzinho Vermelho e Ângelo Machado. no entanto. conhece? É bem interessante! Observe: Vovozinha. poemas. triste e tão repentino corpo. Como motivação. Lobo Bobo de Ronaldo Bôscoli e Bonezinho Vermelho e a Internet no século XX de Ivone Gomes de Assis. a construção de leitores competentes. brincadeiras. pode causar estranheza. por que não? Histórias infantis. pálido? – É porque já não estou te vendo. Responda as questões: . eu tenho medo do Lobo!… Mas a avó não estava mais lá. minha netinha… – a avó ainda gemeu. a não ser pelo frio. Um exemplo disto é obra de Guimarães Rosa: “Fita Verde no Cabelo”. Aparentemente para você. sendo que demasiado ausente. pois este termo em um primeiro momento lembra crianças. Por isso.

Explicite esta transformação e o porquê disto ter ocorrido. de conhecer. que relações podem ser percebidas entre a história original de Chapeuzinho Vermelho e a Fita Verde no Cabelo. na Filosofia e na Psicologia. medo é um "sentimento de grande inquietação ante a noção de um perigo real ou imaginário. e nós podemos usar essa energia como impulso para algo que queiramos atingir em nossa vida. 02. portanto fazemos filosofia inconscientemente. pois estas questões se referem a nossa capacidade de pensar. tem energia. Quem não se assustou ou sentiu medo na vida? Este eterno sentimento que o homem enfrenta ao longo de seu amadurecimento emocional sempre foi e continua sendo um dos temas mais importantes na Literatura. A partir da leitura do Conto de Fadas de Guimarães Rosa. Em Fita Verde no Cabelo ocorre uma transformação da personagem. Principalmente porque o medo é uma força. de uma ameaça". Isto já é o início de uma atitude filosófica. Pois estamos sempre nos indagando do porquê das coisas. a sua causa. a sua origem. leia o que Marilena Chauí. filósofa brasileira. Mas o que é o medo? Segundo o dicionário Aurélio. escreve sobre o conceito de Filosofia: . Para complementar sua compreensão.3 01.

cultura. os fatos. as situações. Por meio da racionalidade podemos buscar respostas para nossas indagações e curiosidades. sabendo olhar para elas a partir de diferentes pontos de vista. repetição. jamais http://www. possibilitando haver um ensino-aprendizagem realmente eficaz e dinâmico em sala de aula. jovem. E tem uma utilidade dar a cada um de nós e à nossa sociedade os meios para http://www. mundo.br/ portals/bancoimagem/frm_buscarImagens2. diferença.gov. . o estudo. php aceitá-los sem antes questionar.pr. interpretação de idéias ou significações gerais como: realidade. compreenda e se posicione à frente das realidades sociais. Isso permite que você. natureza. mudança. além de instigar a sua criatividade. contradição. se dá pelas inúmeras possibilidades de reflexão sobre os textos selecionados. a fim de construir os seus próprios argumentos. semelhança. das coisas que amedrontam o homem.pr. etc. história. Mas o que é Filosofia? A resposta poderia ser: a decisão de não aceitar como óbvias e evidentes as coisas. subjetividade. encontramos muitos temas que tratam das angústias.diaadiaeducacao. php serem conscientes de si e de suas ações numa prática que deseja a liberdade e a felicidade para todos.diaadiaeducacao. inclusive a Infantil. os comportamentos de nossa existência cotidiana. através do conhecimento racional. Na Literatura. conflito. das preocupações. no caso de Chapeuzinho Vermelho. confrontando e analisando-as.br/ portals/bancoimagem/frm_buscarImagens2. os anseios.gov. objetividade. a sua curiosidade e a sua capacidade de observação. os medos.4 Filosofia visa. A escolha das várias versões de história de um mesmo personagem em textos de diferentes autores. os valores. as idéias.

Você acha que o medo é necessário para o desenvolvimento humano? Justifique. . podemse representar simbolicamente conflitos e também encontrar soluções para eles. Forme pequenos grupos. Leia também a obra: O Medo nas Histórias Infantis – Leila Bergmann e Eliete Zotti Bonfadini. Não é só de medos que nossa vida é composta.54. Disponível em: http://65. 01. Segundo o que você leu. você não pode deixar de ampliar seu saber. Pesquise sobre os autores Hans Cristian Andersen. concorda com a afirmação das autoras? Por quê?. E como faz! Já ouviu (ou leu) a letra da música parodiada da história de Chapeuzinho Vermelho? Tenho a impressão que não. e que eram representados somente através de mitos e tradições orais e destinavam-se para os adultos? Outra informação interessante é que as criações literárias especificamente para as crianças surgiram com o escritor Hans Cristian Andersen – século XIX.250. Irmãos Grimm e CharlesPerrault. Mas como uma pessoa que está construindo o seu conhecimento.C. como elementos fundamentais para a evolução dos seres humanos. a música também faz parte de nosso dia-a-dia.5 Sabia que os contos de fadas existem desde o século II d. Machado (2002) e Corso (2006) assinalam a importância do medo e o desejo para o imaginário infantil. 02.250/cgi-bin/getmsg/Entrelinhas%5bArtigo%5d%2ehtm? &msg. b) Nos contos de fadas. De que forma? Justifique. converse com seus colegas e responda às questões a seguir: a) No texto. explique por que o medo contribuiu para a evolução humana. MOMENTO DE DISCUSSÃO Responda as questões abaixo: Aproveitando para treinar a sua atitude filosófica.

Socializem trazendo as músicas para ouvi-las. ATIVIDADES 01. gilberto/689352/ Fonte: http://www. aqui está um trecho da letra de “Lobo bobo” de Carlos Lyra / Ronaldo Bôscoli . por exemplo. pesquisem músicas contemporâneas que tenham relação com a letra. anseios podem ser retratados pela literatura. registrando os fatos através de pinturas.terra.6 Então. a pintura.diaadiaeducacao. . que as pessoas participam também da construção de uma sociedade através da arte: compondo músicas. A produção artística na literatura é essencial.com. pois é um instrumento que contribui para a interação do homem com a realidade. Em grupo.br/ portals/bancoimagem/frm_buscarImagens2. da cantora Kelly Key – Cachorrinho. os escritores. relacionando-as com a música acima.p hp Fonte:http://letras. Quantas mudanças! Quantas conquistas! Percebe. as manifestações dos sentimentos.Cantor . os pintores souberam aproveitar muito bem essa sensibilidade. com os colegas. Entendendo a arte como a manifestação plena da inteligência humana.br/joao- E outra informação interessante. E são muitos os códigos possíveis: a música. sendo que a arte se constitui em um dos modos de apropriação do mundo pelo homem e isso os poetas.João Gilberto: Mas o lobo mau existe Faz cara de triste Mas Chapeuzinho ouviu Os conselhos da vovó Dizer que não pra lobo Também faz papel de bobo Só posso lhe dizer Chapeuzinho agora traz Um lobo na coleira Que não janta nunca mais. a composição dessa música é dos anos sessenta.gov.pr. então.

prazer. “O Grito” representa uma figura andrógina num momento de profunda angústia e desespero existencial.com/2006/12/re_riding_hood. A pintura materializa as personagens para que possamos admirar a leveza. as tonalidades.jpg TIRAR a gravura E POR A QUE O DEVEID fez ATIVIDADES 01. os contos de fadas. a sensibilidade do artista. medo? Redija uma narrativa na primeira pessoa.org. a) http://pt.wikipedia.tripod. Pesquise nos sites abaixo sobre a vida e obra de Gustavo Doré e socialize o que encontrou com os colegas. acessando o site http://pt.files.wordpress.7 Admire esta releitura feita por Deivid da obra de Gustave Doré. .wiki/Gustave_Dor%C3%A9 b)http://members.com/volobuef/page_maerchen_ilustracoes_volks m. relatando esta relação. Admire esta pintura. Outra obra interessante do norueguês Edvard Munch. por exemplo. Fonte: http://monomito.org/wiki/O_Grito_(Edvard_Munch).htm c) A paixão de Gustave Doré era inclinada para as obras literárias. dor.wikipedia. Que elementos estabelecem o universo da pintura com o seu universo: alegria. os detalhes.

O que foi necessário para Chapeuzinho Amarelo superar suas dúvidas e receios? 05.8 Observando a obra. os animais. adultos. por exemplo. o meio ambiente. sendo que toda hora. As leituras literárias também fortalecem nossa compreensão dos acontecimentos. inversão da MOMENTO DE DISCUSSÃO E ATIVIDADES Responda as questões abaixo: 01. Escreva uma notícia utilizando como personagens: Chapeuzinho Amarelo e o lobo. está percebendo que a Filosofia. a Arte e a Literatura se completam a outra. “Chapeuzinho Amarelo” onde ele faz uma história original. 02. “ 04. Leia a obra de Chapeuzinho Amarelo e faça uma comparação com a versão tradicional de Chapeuzinho Vermelho de Charles Perrault. poluindo ar. crianças. todo dia ouvimos.Como a questão do medo é retratada na versão mais recente? 03. perceba como o pintor conseguiu retratar podem auxiliar o ser humano a vencer o medo? as angústias mais profundas do ser humano. estamos colocando o nosso meio ambiente. jovens. sobre a natureza. como é o caso da história conhecida do cantor e compositor brasileiro Chico Buarque de Holanda. rio enfim “matando” aos poucos o nosso ambiente. dando subsídios para que possamos ter a compreensão por que aquele fato aconteceu desta ou daquela forma. Reflita: Que elementos Então. vemos informações sobre o desastre que nós. Destruindo as matas. dos nossos anseios. . As versões brasileiras da história de Chapeuzinho Vermelho também focalizaram outras temáticas em seus trabalhos. invertendo os valores. O que mudou na Chapeuzinho Amarelo quando ela perdeu o medo do lobo.

gov. Chapeuzinho Vermelho. – Tchau. jovem! A consciência é de cada um. mas eu tenho que ir visitar a vovó. mas acarreta a coletividade.pr.php?hi_num_pagina=2 . – O papo está bom. Uma delas é a bela narrativa de Ângelo Machado. Existem tantas literaturas a respeito desse sério problema.9 Então. http://www. Lobo Guará.diaadiaeducacao. – Melhor que jabuticaba só tem a lobeira. Mas eu gosto de qualquer fruta. Está ficando difícil achar até o pequi e a gabiroba. Pena que estão destruindo o cerrado e as frutas estão acabando. em tupi. Mas antes jogue mais uma para mim. a qual traz uma série de informações que servem para informar desde as crianças até os idosos sobre o universo da ecologia. que é a fruta do lobo. tá? – E abriu sua bocona. Chapeuzinho Vermelho quis saber: – Você gosta tanto de jabuticabas assim? – Adoro! – respondeu o lobo. a seguir um trecho da história Chapeuzinho Vermelho e o lobo-guará de Ângelo Machado e veja como aborda o tema ecologia: Enquanto o lobo comia outra jabuticaba. E gostam de frutas.br/portals/bancoimagem/frm_buscarImagens2 . que antes existiam por todo lado. Leia. Tchau. O mais interessante é que há lobos no Brasil e que eles são vermelhos – guará. – É uma pena mesmo – comentou Chapeuzinho Vermelho.

no caso. Escreva uma carta para o Ibama mostrando-se preocupado(a) com a preservação desta espécie. trazem conhecimentos? E não só a Literatura infantil.br/index. (Nessa obra. O caminho é o cerrado e o lobo brasileiro é o Lobo-Guará. por uma natureza perfeita. Faça um paralelo entre a atuação do lobo da história original do Chapeuzinho Vermelho com o lobo-guará da versão de Ângelo Machado. reflete em grande parte suas atividades e seus problemas na vida real. Aqui o senso estético é o amor pela beleza. é o carinho e o respeito pelas diversas formas de vida. o Guará) 02. mas também a arte propicia diversas situações para que você aprenda: provoca um novo olhar. Que tal. gerador de muitas discussões. 03.futuro. Como fazer para que exista uma relação de harmonia entre o homem e o meio ambiente? 04.com.google. as histórias. como personagem do livro. que parecem infantis. debates para encontrar um equilíbrio entre o homem e a natureza. estando hoje na lista das espécies da fauna brasileira ameaçadas de extinção. Navegue no site citado abaixo para ter mais conhecimento sobre a história Chapeuzinho Vermelho e o Lobo-Guará: <http://www. o clássico conto Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau é reconstruído para ser contado dentro de uma realidade brasileira . Nesta versão a menina.10 Muito interessante! Ainda mais que o tema é bastante polêmico.bibvirt. vivenciando e assim entendendo o processo artístico e sua história. Acesse o site: http://www. . a fauna e flora são brasileiras.php/sons/infantil/chapeuzinho_vermelho_e_o _lobo_guara.usp. o desenvolvimento do senso estético.br e busque o endereço do escritório do Ibama de sua região. lobo ameaçado de extinção. forma de manifestação artística. A atuação do lobo-guará. MOMENTOS DE DISCUSSÃO E ATIVIDADES Responda as questões abaixo: 01. o cerrado e seu lobo.

11 Já pensou se hoje. percebe-se claramente a revolução tecnológica e nesse contexto tão dinâmico o ato de ler vai assumir novos rumos e você como leitor poderá deixar de ser um leitor passivo para ser um leito ativo. De que forma isso pode tornar a caminhada mais colorida e fácil de ser compartilhada entre as personagens. Busque na Biblioteca a obra: “Chapeuzinho Vermelho e o arco-íris”. sendo que as cores do arco-íris são as referências para a construção da própria narrativa da história. 02. MOMENTO DE DISCUSSÃO E ATIVIDADES Responda as questões abaixo: 01. Também a O vermelho da paixão O preto que lembra o Literatura tem essa preocupação com a medo. Há tantas transformações que ocorrem na natureza. 04. O livro: Chapeuzinho Vermelho e o arco-íris de Márcia Muraco Schobesberger A autora brinca com as cores. Para a construção da narrativa são utilizadas as cores do arco-íris. Diante desta realidade. sensibilidade. em que a personagem Chapeuzinho Vermelho utilize uma roupa cuja cor representa seus sentimentos na história. Componha uma História em Quadrinhos. Nossa! Quantos sentimentos que representamos pelas cores. . acabassem as cores do nosso planeta? Que caos! Não teríamos as diferenças. necessita-se gerar um novo modelo de ensinar nas escolas que abarque o suporte virtual e os gêneros digitais. O azul do céu que traz harmonia. na sociedade. A história apresenta uma versão diferente da original. sempre em busca de novas alternativas para superação de suas dificuldades tanto emocionais quanto físicas Uma modificação também quanto ao conhecimento. em que sentido? E qual é a referência da cor verde em seu contexto? 03. nesse momento. no próprio comportamento do homem.

tecnologia. a escola não aproveita este recurso que tanto desperta interesse aos jovens..Ivone Gomes de Assis) Respondas as questões abaixo: 01. – Hei! Bonezinho Vermelho! muita pressa. [. [..] seguia a passos largos para a casa da vovó Matilda.. Conhece essas palavras: hacker. a literatura como mediação do conhecimento também organiza temas que abarquem essas expressões tecnológicas..12 Pois. de uma outra versão brasileira da história Chapeuzinho Vermelho e ao “Bonezinho Vermelho e a Internet no século XX” trazendo um assunto bem atual e atende aos seus gostos. pois estava em período de avisando: – Lobo.] – Tudo bem! Mas vou logo minha avó é muito reservada e detesta assuntos de tecnologia. orkut. Explicite qual o motivo da vovó Matilda fazer o Bonezinho pensar que ela detestava tecnologia. MSN? Claro que sim! É uma linguagem direcionada ao suporte virtual e aos gêneros digitais. já que a velha sempre dava um jeito de despistar quando o assunto era computadores). blog. .. (Era assim que Bonezinho não a via. Mas ao passar pela Rua dos Prazeres. Há dias provas na escola. (Bonezinho Vermelho e a Internet no século XXI . lobo.. como é caso. Embora para a maioria de vocês este meio eletrônico já faça parte de seu cotidiano e passem horas na Internet. – Vou à casa da vovó. sabe-se que ainda nos ambientes escolares não foi incorporado este novo atrativo da tela dos computadores e os novos gêneros decorrentes da Internet. chats. agora estou com Vermelho pensava. E claro. por exemplo.

o mínimo que tenha sido dito. Então. sob a supervisão do(a) professor(a). basta apenas olhar ao seu redor e se perguntar quem nunca ouviu falar de Monteiro Lobato.13 02. Qual o motivo dela ter recebido ter recebido este tratamento diferenciado. em nossas alegrias. Bonezinho Vermelho e a História da Internet. pode ser que não se tenha lido nenhuma de suas obras. a criança. vestuário. sentimentos. eu. Em todas as versões da história de Chapeuzinho lidas anteriormente. apresentando-as em um cartaz. O que faz verificar a sua presença em nossa vida. surgindo uma nova história. No entanto. 2005. mas ela foi assaltada. nesta versão. que pega da mão um livro e vê apenas a sua capa. com a versão original de Chapeuzinho Vermelho: observando o vocabulário. mas já se ouviu falar a respeito deles. Em grupo. que envolve a atualidade. contexto histórico. b) Pesquisar imagens – Internet – que representem esta comparação entre as duas histórias. em tudo. 03. construa uma versão contemporânea da história original do Chapeuzinho Vermelho. Ivone Gomes. Uberlândia: Aline Editora Artes Gráficas. a literatura é importante. Enfim. ela se chama vovó Matilda. a figura da vovó não recebe um nome. a literatura está presente em nossas emoções. Assim. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ASSIS.. Por exemplo: na floresta havia um shopping e Chapeuzinho Vermelho mudou seu trajeto e assim o lobo não a encontrou. c)Em grupo. ou não? Percebeu que ela abrange toda a vida social nossa. em nossas tristezas.. a) comparar a história Bonezinho Vermelho e a Internet no século XX. . você. A história pode ser retratada para os dias atuais: de que forma? Introduza elementos do cotidiano na vida moderna. ou simplesmente o “curioso”.

La produccion de actividades de comprensión de lectura en E/LE. 1992. Secretaria de Estado.. In: CORRAL. Convite à Filosofia. 2007. Z. E. Acesso em: 30 set . Acesso em: 10jun 2007. Disponível em: http://letras.250. ROSA. São Paulo: Editora 34. Tânia Jurema Flores da. Escola e Novas Tecnologias. Disponível em: http://65. MACHADO. 13. 1994. CHAUI. Fita verde no Cabelo: Nova Velha Histópria. 22-23 de junho de 2007.. 2006. Actas del IV Simposio Internacional de Didáctica . Literatura. Guimarães João. ed. Curitiba: SEED.14 BÔSCOLI. 2006. SILVA.terra. Qual o futuro da Leitura na cibercultura? In: IENCONTRO NACIONAL Ronaldo. Cibercultura. Angelo. Rio de Janeiro.250/cgi-bin/getmsg/Entrelinhas%5bArtigo%5d %2ehtm?&msg.br/pesquisa/DetalheObraForm. A Produção de Sentidos em Hipertextos: os Hiperlinks como Anáforas. Marilena. Mimeo>Dissertação de Mestrado em Lingüística Aplicada.do? select_action=37030. O Medo nas Histórias Infantis. MENDES. Novas tecnologias. Diretrizes Curriculares de Língua Portuguesa para a Educação Básica. Acesso em: 20 jul 2007 LÉVY.br/joao-gilberto/689352/. Editora: Ática. Milena Pereira. Ivandra Maria Martins. 2006. Greice da Silva. Faculdade de Letras.mec. BONFADINI.com. Trad: Carlos Irineu da Costa. Disponível em: http://donimiopublico. São Paulo: Nova Fronteira.São paulo: Melhoramento. ROSA. L.54.gov. 1999. CASTELA. Lobo Bobo. São Paulo: Berlendis&Vertecchia Editoras Ltda. 2007 BUARQUE. PARANÁ. Chapeuzinho Vermelho e o Lobo-Guará. 126 fl. UFRJ. Chapeuzinho Amarelo. novas leituras e a conscientização literária. 1993. Instituto Cervantes: Rio de janeiro. BERGAMANN. Chico. Francisco (cord). Pierre. 1995.

aves. pacas. 1. Mas será que isto não seria somente uma lenda para mantê-los presos ao local? Há medos coletivos. Márcia Muraco. SCHOBESBERGER. São Paulo: Saraiva. ele prefere enfrentar as criaturas aos habitantes. Direção: M. A Ficha Técnica sobre o Lobo-Guará Animal: Lobo-Guará Características: carnívoro veloz parece mais uma raposa do que um lobo Peso: 30 KG Período de gestação: 66 dias .marioprataonline.html. Sugestão: Leia o Livro: Sabedoria dos Lobos . mel.ufpe. Leia a obra de Mário Prata . moluscos e insetos Localização: Nos campos do Centro-Oeste do Brasil Hábitos: Noturnos Comportamento solitário 04. é massacrado pela cidade. Towery Assista ao filme: Os Lobos Não Choram . LITERÁRIOS E PEDAGÓGICOS. Disponível em: http://www. Night Shyamalan 02.“Chapeuzinho Vermelho de Raiva” no site: http://www. Recife. 2006.2 a 5 filhotes Alimentação: Pequenas cutias. Acesso em: 15 jun 2007. a história gira em torno de uma comunidade rural que vive assombrada por uma raça de criaturas lendárias. cana-de-açúcar. ed. residentes numa floresta que cerca o povoado. um jovem que se apaixona pela filha do chefe da cidade.15 SOBRE HIPERTEXTOS: DESAFIOS LINGÜISTICOS.com. Quando Lucius. répteis. Assista ao filme “A Vila” Situada em 1897.htm 03. frutas.Twyman L. que levam a que comunidades inteiras se fechem ao exterior. Chapeuzinho Vermelho e o Arcoíris – uma História sem Lobo. peixes. 2005.br/hipertexto2005/Index.br/obra/literatura/infanto/chapeuzinho/chapaeuzinho. 01.