Você está na página 1de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Sumário

Introdução

2

Sobre as descrições dos eventos

2

Sobre Ekadasi

3

Que dizem os livros de Srila Prabhupada sobre Ekadasi e Maha-Dvadasi?

5

Alguns esclarecimentos sobre o Calendário Vaisnava

7

Astronomia básica

7

Os movimentos do sol e da lua

7

Definições dos meses e anos lunares e solares

7

O

mês e o ano solares

7

O

mês e ano lunares

7

O Pancanga ou calendário védico

8

Tithi e paksa

8

Naksatra

9

Yoga

9

Razões para se seguir o calendário lunar

9

Métodos de cálculo tradicionais e modernos

9

Alguns comentários sobre a interpretação do Calendário Vaisnava

9

Nomes dos anos e meses

9

Quando observar Ekadasi

10

"Horários para quebra de jejum" e "Horário de verão não considerado"

10

Tithi ausente ou em dobro

10

Página 1 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Introdução

Em primeiro lugar, gostaríamos de agradecer à comunidade vaisnava, que tem nos dado a honra de servi-la e o estímulo para continuar e aprimorar este serviço, através de seus comentários, críticas e sugestões.

Em seguida, gostaríamos de agradecer a Paramahamsa Prabhu (e sua empresa, Paramahamsa & Sons), que, desde 1984 vem fazendo e financiando o calendário vaisnava, o que nem sempre é fácil. No ano 2000 ele nos pediu para incrementá-lo e desde então o temos feito, mas sem deixar de contar com sua participação, sempre enriquecendo-o com novas informações. Inicialmente só para o estado de São Paulo, a partir daquele ano passou a incluir o resto do país.

Nosso calendário segue o ano vaisnava, que começa em março/abril e tem dias, meses e anos contados de forma diferente do calendário ocidental. Ele traz as festividades e eventos védicos/vaisnavas do ano, com suas respectivas explicações, e contém também os dias de ekadasi (com os respectivos horários de quebra) e jejum para todo o país com precisão exata para cada área geográfica. Para os que viajam, isto permite seguir adequadamente o calendário onde quer que estejam, visto que alguns jejuns são observados em datas diferentes em algumas cidades e que os horários de quebra também variam muito de um lugar para outro. Ter acesso a estas e outras informações do calendário vaisnava é uma necessidade para a vida espiritual de qualquer devoto sério sobre seu avanço na consciência de Krsna e é por isso que temos trabalhado para que o calendário vaisnava que fazemos (pois este não é o único) melhore ano após ano.

Hare Krsna!

Seu servo,

Bhakta Prema Bhakti

Sobre a pronúncia

Os nomes e termos em sânscrito (e bengali) neste calendário foram escritos como se estivessem sendo usados os

diacríticos (sinais distintivos de pronúncia). Assim, "Krsna" é escrito "Krsna" e "ekadashi" é escrito "ekadasi". Outro ponto merecedor de atenção é a pronúncia do "v". Quando está entre duas vogais ele tem sua pronúncia normal, mas, quando precedido de consoante, transforma-se em semivogal e assume a pronúncia de "u". Assim, "svami" é pronunciado "suami", "gosvami" é "gossuami", "advaita" é "aduaita" e assim por diante. Quanto ao "s", ou tem som de "esse" ou de "sh", mas nunca de "z", como em português. Um guia mais detalhado de pronúncia é encontrado nos livros

da BBT.

Sobre as descrições dos eventos

O

encarnações e o termo "desaparecimento" referindo-se a sua partida deste mundo. Descrições mais completas podem ser

encontradas nos livros de Sua Divina Graça A. C. Bhaktivedanta Svami Prabhupada, especialmente no Sri Caitanya- caritamrta.

calendário usa o termo "aparecimento" referindo-se ao assim chamado "nascimento" dessas grandes almas e

Página 2 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Sobre Ekadasi

Ekadasi (pronunciado ekadashi), é o décimo (dasi) primeiro (eka) dia lunar depois da lua cheia e da lua nova. Neste dia

se observa jejum de feijões e cereais. Nos ekadasis também não se come vagem (feijão verde), berinjela (pois aumenta o

apetite), mel e assafétida. Dormir durante o dia, sexo, cortar unhas e cabelos, barbear-se e divertimentos também são atividades que devem ser evitadas nesses dias, pois se deve diminuir as demandas corpóreas nos ekadasis para melhor fixar a mente em Krsna. Sobre a importância do jejum no ekadasi, consultar o Sri Caitanya-caritamrta, Adi-lila, capítulo 15, textos 9 e 10.

O devoto interessado em fazer o voto estritamente deve, no dia do Utpanna Ekadasi (o primeiro do ciclo de 24), na

frente das Deidades, propor qual dos tipos de jejum ele fará até o próximo Utpanna Ekadasi. Os quatro tipos principais

de jejum são:

1. Observar jejum até o meio-dia, fazer uma refeição sem grãos e observar jejum até o dia seguinte, quebrando o jejum dentro do horário estabelecido.

2. O mesmo que o acima, mas observando jejum até as 16 horas.

3. Jejum completo até o dia seguinte.

4. O mesmo que o acima, mas permanecendo acordado a noite toda cantando os santos nomes (japa, bhajana, kirtana).

Existem outros tipos de jejum ainda, tais como comer apenas frutas ou tomar só leite ou outro líquido (sucos, água etc.).

Pessoas que não devem fazer jejum estrito no ekadasi: pessoas com problemas de fígado, coração, pulmão, estômago ou rins; pessoas insanas ou muito perturbadas (preocupadas); crianças, idosos e grávidas. Todos devem, porém, observar o jejum de feijões e cereais.

A seguir temos uma tabela com detalhes sobre os Ekadasis. Note que o primeiro Ekadasi não ocorre no começo do ano

vaisnava:

nº Nome

Védico

1º Utpanna

Ekadasi

2º Moksada

Ekadsi

Saphala

Ekadasi

Ekadasi

Sat-tila

Ekadasi

Ekadasi

4º Putrada

6º Jaya

7º Vijaya

Ekadasi

8º Amalaki

Ekadasi

Papamocan

9º i

Ekadasi

10º Kamada

Ekadasi

Nome

Vaisnava

Utpanna

Ekadasi

Moksada

Ekadasi

Saphala

Ekadasi

Putrada

Ekadsi

Trisprsa

Ekadasi

Bhaimi

Ekadasi

Vijaya

Ekadasi

Amalaki

Ekadasi

Papavimocana

Ekadasi

Damanakaropa

ni

Ekadasi

Mês Védico

Margasirsa-

krsna

Margasirsa-

sukla

Pausa-krsna

Pausa-sukla

Mês

Vaisnava

Kesava

Kesava

Narayana

Narayana

Magha-krsna Madhava

Magha-sukla Madhava

Phalguna-

krsna

Phalguna-

sukla

Govinda

Govinda

Caitra-krsna

Vishnu

Caitra-sukla

Vishnu

Página 3 de 11

Mês

Ocidental

Novembro/

Dezembro

Novembro/

Dezembro

Dezembro/

Janeiro

Dezembro/

Janeiro

Janeiro/

Fevereiro

Janeiro/

Fevereiro

Fevereiro/

Março

Fevereiro/

Março

Março/

Abril

Março/

Abril

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

nº Nome

Védico

11º Varuthini

Ekadasi

12º Mohini

Ekadasi

13º Apara

Ekadasi

14º Nirjala

Ekadasi

15º Yogini

Ekadasi

16º Padma

Ekadasi

17º Kamika

Ekadasi

18º Putrada

Ekadasi

19º Aja Ekadasi

20º Parivartini

Ekadasi

Indira

Ekadasi

21º

22º Papankusa

Ekadasi

23º Rama

Ekadasi

Haribodhin

24º i

Ekadasi

25º Padmini

Ekadasi

26º Parama

Ekadasi

Nome

Vaisnava

Varuthini

Ekadasi

Mohini

Ekadasi

Apara

Ekadasi

Pandava-

nirjala

Ekdasi

Yogini

Ekadasi

Devasayani

Ekadasi

Kamika

Ekadasi

Pavitraropani

Ekadasi

Annada

Ekadasi

Parsva

Ekadasi

Indira

Ekadasi

Pasankusa

Ekadasi

Rama

Ekadasi

Devotthani

Ekadasi

Visuddha

Ekadasi

Suddha

Ekadasi

Mês

Mês Védico

Abril/

krsna

Vaisakha-

sukla

Jyestha-krsna Trivikrama Maio/

Junho

Vaisakha-

Mês

Vaisnava

Madhusuda

na

Madhusuda

na

Ocidental

Maio

Abril/

Maio

Jyestha-sukla Trivikrama Maio/ Junho

Junho/

Julho

Junho/

Julho

Julho/

Agosto

Julho/

Agosto

Agosto/

Setembro

Agosto/

Setembro

Setembro/

Outubro

Setembro/

Outubro

Outubro/

Novembro

Outubro/

Novembro

Asadha-krsna Vamana

Asadha-sukla Vamana

Sravana-

krsna

Sravana-suklaPurusottama

Bhadrapada-

krsna

Purusottama

Hrsikesa

Hrsikesa

Bhadrapada-

sukla

Asvina-krsna Padmanabha

Asvina-sukla Padmanabha

Kartika-krsna Damodara

Kartika-sukla Damodara

Nota: este Ekadasi só ocorre no ano bissexto lunar. Nota: este Ekadasi só ocorre no ano bissexto lunar.

Página 4 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Que dizem os livros de Srila Prabhupada sobre Ekadasi e Maha-Dvadasi?

No Bhagavad-Gita Como Ele É, há duas citações sobre o jejum de Ekadasi feitas por Srila Prabhupada. A primeira é no Capítulo 9 (O Conhecimento Mais Confidencial), no significado do verso 14, parágrafo 3: “No serviço devocional, há certas atividades resolutas, tais como jejuar em certos dias, como no décimo-primeiro dia depois da lua nova (Amavasya) e no décimo-primeiro depois da lua cheia (Purnima), Ekadasi, e nos dias de aparecimento do Senhor (Krsna Janmastami, Gaura Purnima, Rama Navami, Nrsimha Caturdasi, Radhastami, Nityananda Trayodasi, aparecimento do Senhor Balarama etc.).”

A próxima citação que Srila Prabhupada faz no Bhagavad-Gita, é no Capítulo 11 (A Forma Universal), no significado

do verso 54: “Há muitas regras e regulações e se alguém tem algum interesse em compreender Krsna, deve seguir os princípios reguladores descritos na literatura autorizada. Pode-se executar penitências de acordo com esses princípios.

Por exemplo, para se submeter a penitências sérias, pode-se observar jejum em Janmastami, o dia em que Krishna apareceu, e nos dois dias mensais de Ekadasi.”

Com relação à contagem do décimo-primeiro dia depois da lua nova e da lua cheia, é bom que se entenda que no calendário vaishnava, esta contagem é feita não pelos dias convencionais que conhecemos, mas pelos dias lunares, conhecidos como Tithi. Pode ocorrer que se faça o cálculo para determinar o dia de Ekadasi com base no calendário ocidental e aconteça diferença de um dia, antes ou depois. Isto ocorre porque, no calendário lunar, há tithis que aparecem em dobro (prolongam-se para o próximo dia) ou simplesmente o tithi torna-se ausente.

Voltando às citações de Srila Prabhupada sobre o Ekadasi, vamos rever algumas no Srimad-Bhagavatam. No Canto 3,

Capítulo 27, significado do verso 22 consta: “Deve-se executar serviço devocional em plena tapasya, austeridade. Deve-

se jejuar nos dois dias de Ekadasi, que caem no décimo-primeiro dia da lua crescente e da lua minguante, e nos aniversários do Senhor Krsna, do Senhor Rama e de Caitanya Mahaprabhu. Há muitos dias de jejum.”

Encontramos no Canto 4, Capítulo 12, significado do verso 13, a seguinte afirmação de Srila Prabhupada: “O devoto não se preocupa com prazer ou com aflição, ele simplesmente deseja executar serviço devocional. O Srimad- Bhagavatam diz que o serviço devocional deve ser apratihata, isto é, não obstruído pelas condições materiais de felicidade ou aflição. O devoto submete-se a processos de austeridade, tais como observar Ekadasi e outros jejuns semelhantes e a abster-se de vida sexual ilícita, intoxicação, jogatina e consumo de carne. Assim, ele se purifica das reações de sua vida passada, e, como se ocupa em serviço devocional, que é a atividade mais piedosa, ele goza da vida sem esforço adicional.”

No Canto 9, Capítulo 4, significado do verso 29: “Observar Ekadasi-vrata e Dvadasi-vrata significa agradar à Suprema Personalidade de Deus. Aqueles que estão interessados em avançar na consciência de Krsna devem observar Ekadasi- vrata (voto de Ekadasi) regularmente.”

Verificando os livros de Srila Prabhupada, encontramos no Sri Caitanya Caritamrta, Adi-Lila, volume 2, Capítulo 15 (O Pauganda-lila do Senhor), nos significados dos versos 8 e 9 respectivamente: “Desde o começo de Sua infância, Sri Caitanya Mahaprabhu introduziu o sistema de jejuar no dia de Ekadasi. No Bhakti-Sandarbha de Srila Jiva Goswami, há uma citação do Skanda-Purana, advertindo que quem come feijões e cereais em Ekadasi torna-se o assassino de sua mãe, pai, irmão e mestre espiritual e, mesmo que se eleve a um planeta Vaikunta, cai. No Ekadasi, cozinha-se tudo para Vishnu, incluindo cereais comuns e dhal (feijões), mas, está prescrito que o vaisnava não deve comer nem sequer Visnu-prasada no dia de Ekadasi. Diz-se que o vaisnava não come nada que não seja oferecido ao Senhor Visnu, mas,

no dia de Ekadasi, o vaisnava não deve provar da maha-prasada oferecida a Visnu, embora se possa guardar tal prasada para ser comida no dia seguinte. É estritamente proibido que alguém aceite qualquer espécie de cereal ou feijão no dia

de Ekadasi, mesmo que tenha sido oferecido ao Senhor Visnu.”

“É um procedimento entre os smarta-brahmanas que uma viúva deve jejuar no dia de Ekadasi, mas uma mulher casada não. Parece que, antes do pedido do Senhor Caitanya, Sacimata não observava Ekadasi por ela ser sadhava, que quer dizer que seu esposo estava vivo. No entanto, Sri Caitanya Mahaprabhu introduziu o sistema de que a mulher, mesmo no caso de não ser viúva, deve observar o jejum padrão no dia de Ekadasi e não deve comer espécie alguma de cereais e feijões, mesmo aqueles oferecidos à deidade de Visnu.”

Sobre os smarta-brahmanas, Srila Prabhupada nos ensinou que eles são brahmanas que seguem as regras e regulações das escrituras sem o firme próposito de avançar em consciência de Krishna.

Também no Sri Caitanya Caritamrta, Madhya-lila volume 3, Capítulo 24, versos 341, 342, e 343, Sri Caitanya

Página 5 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Mahaprabhu, ao instruir Sanatana Goswami sobre como escrever um guia sobre as atividades vaisnavas, enfatiza:

“Deves descrever os deveres ritualísticos diários e deves descrever os deveres quinzenais, especialmente a observação do jejum de Ekadasi, que ocorre a cada quinzena. Deves também descrever os deveres mensais, especialmente a observância de cerimônias como Janmastami, Rama-Navami e Nrisimha-Caturdasi.”

“Deve-se observar Ekadasi, Janmastami, Vamana-Dvadasi, Rama-Navami e Nrsimha-Caturdasi.”

“Deves recomendar a abstenção de seguir o Ekadasi misto (viddha) e a efetiva execução da observação de jejum no Ekadasi puro (suddha ou Maha-Dvadasi). Deves também descrever o erro de não se observar isso. Deve-se ter muito cuidado quanto a esses itens. Quem não é cauteloso acaba negligenciando a execução do serviço devocional.”

“Tudo o que disseres sobre comportamento vaisnava, sobre o estabelecimento de templos vaisnavas e deidades e o que quer que digas deve ser apoiado por evidências dos Puranas.”

No Néctar da Devoção, capítulo 7, está escrito sobre jejuar no Ekadasi o seguinte: No Brahma-vaivarta Purana se diz que aquele que jejua no Ekadasi livra-se de todas as espécie de reações de atividades pecaminosas e avança na vida piedosa. O princípio básico não é simplesmente jejuar, mas sim aumentar nossa fé e nosso amor por Govinda, ou Krsna. O verdadeiro motivo para se jejuar em Ekadasi é reduzir ao mínimo as exigências do corpo para ocupar nosso tempo no serviço ao Senhor, cantando ou executando algum serviço similar. A melhor coisa a fazer em dias de jejum é se lembrar dos passatempos de Govinda e ouvir constantemente Seu santo nome.

Mais adiante, no capítulo 26, Estímulo para o amor extático, no título Dias especiais para se lembrar de Krsna, pode- se ler o seguinte: “Há muitas declarações sobre os dias festivos em relação com diferentes atividades de Krsna. Um desses dias festivos é Janmastami, o dia do nascimento de Krsna. Para os devotos, este dia de Janmastami é o mais opulento dia de festival, que ainda é comemorado com grande pompa em toda casa hindu na Índia. Há vezes em que até os devotos de outros grupos religiosos tiram proveito deste dia auspicioso e gozam da realização da cerimônia de Janmastami. Também se desperta o amor extático por Krsna nos dias de Ekadasi, que são outros dias festivos que tem relação com Krsna.”

Página 6 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Alguns esclarecimentos sobre o Calendário Vaisnava

Original em inglês por Shyamasundara Dasa e Markandeya Rishi Dasa. Traduzido por Luis Gustavo Silva (Brasília-DF)

e revisado por Bhakta Prema Bhakti.

Astronomia básica

Os movimentos do sol e da lua

A partir da perspectiva de um observador na Terra, o sol, a lua e as estrelas estão se movendo diariamente ao redor da

terra. Se olharmos para o céu à noite, veremos que, à medida que as horas passam, a lua e as estrelas parecem se mover

juntas pelo céu na direção oeste. Após várias noites, contudo, podemos perceber que a posição da lua em relação às estrelas se alterou para o sentido leste.

A extensão desse movimento relativo é de cerca de 13 graus por dia. Assim, a lua efetua uma rotação completa pelo

cinturão de estrelas chamado zodíaco em aproximadamente um mês.

Com o sol acontece uma situação semelhante. Durante o dia, não é possível ver o sol e as estrelas simultaneamente, mas caso fosse possível, veríamos o sol movendo-se gradualmente contra o fundo estelar. O sol, no entanto, move-se mais lentamente do que a lua – somente um grau a cada dia – o que nos faria ter de esperar um tempo maior para notar a diferença. O tempo necessário para que o sol volte ao mesmo grupo de estrelas no zodíaco é de um ano.

Definições dos meses e anos lunares e solares

Os meses ou anos podem ser definidos de duas maneiras básicas: pelo movimento da lua ou pelo movimento do sol.

O

mês e o ano solares

O

mês solar Védico dura o tempo gasto para que o sol atravesse completamente um signo zodiacal. O zodíaco possui

doze signos de 30 graus de extensão cada. Como o sol se move cerca de 1 grau por dia, são necessários 30 dias para atravessar um signo completo – mais exatamente 30,4 dias. Doze desses meses formam um ano solar, que dura um pouco mais de 365 dias. Em outras palavras, um ano solar é o período que o sol gasta para, a partir de um grupo de estrelas, fazer um ciclo completo, voltando ao ponto de onde partiu. O ano solar encontra-se sincronizado com as estações do ano.

O mês e ano lunares

Os períodos lunares são um tanto mais complexos. O calendário Védico define o mês lunar em termos de fases da lua. Sabemos que a lua pode estar cheia, nova crescente ou minguante, dependendo do quanto de superfície iluminada pelo sol pode ser vista a partir da Terra. Quanto mais o sol e a lua se aproximam no zodíaco, mais o lado iluminado pelo sol fica de costas para a terra, fazendo que enxerguemos somente um filete de luz. Já quando o sol e a lua estão em lados opostos no zodíaco, podemos ver a lua cheia, ou seja, completamente iluminada pelo sol. As demais posições do sol e da lua formam as fases lunares intermediárias.

Assim como 12 meses solares formam um ano solar, 12 meses lunares formam um ano lunar. No calendário Vaisnava,

o mês começa um dia após a lua cheia, durando até o início da próxima. Como este período é de 29,5 dias, 12 desses meses duram 354 dias.

Uma vez que o ano lunar é 11 dias menor do que o ano solar, ele não se sincroniza com as estações. Contando-se a partir do calendário solar, o ano lunar começa 11 dias mais cedo. Assim, para obter sincronismo com as estações, o calendário Védico acrescenta um mês extra a cada três anos, de acordo com certas regras, permitindo, então, que os anos solar e lunar permaneçam sincronizados.

Página 7 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

O Pancanga ou calendário védico

O calendário Védico é também chamado de Pancanga. A palavra Pancanga indica que o calendário é formado de cinco

partes ou cinco elementos. Estes elementos são vara (o dia da semana), tithi (o dia lunar, ou fase da lua), karana (metade

de um tithi), naksatra (a posição da lua no zodíaco) e yoga (medida derivada das posições do sol e da lua). Ainda que para o uso normal do calendário não seja necessário compreender todos estes elementos, alguns deles são descritos a

seguir:

Tithi e paksa

Como dito anteriormente, um mês lunar marca o tempo entre uma lua cheia e outra. O mês lunar é dividido em 30 partes, chamadas de dias lunares ou tithis. Os tithis são simplesmente as diferentes fases da lua. Assim, o primeiro tithi começa com a lua cheia, isto é, quando o ângulo entre o sol e a lua é de 180 graus, e continua até que o ângulo seja incrementado em doze graus. Nesse ponto, a lua já não parece mais tão brilhante: ela já não é mais uma lua completamente cheia.

O segundo tithi começa nesse ponto e continua até que mais doze graus sejam incrementados. Aos poucos, o lado

brilhante da lua vai ficando invisível para nós. Quando 15 desses tithis tiverem passado, o ângulo entre a lua e o sol terá aumentado em 180 graus. Nesse ponto, o lado brilhante da lua não mais poderá ser visto, caracterizando a lua nova.

Quando outros 15 tithis tiverem passado, a lua será novamente cheia, e o mês lunar terá terminado.

O período em que a lua escurece, ou diminui de tamanho, é chamado de krsna paksa (quinzena escura) e o período em

que ela se ilumina é chamado de sukla paksa ou gaura paksa (quinzena brilhante). As palavras Krsna e Gaura aqui utilizadas são específicas da tradição Vaisnava.

Alguns calendários lunares começam a contagem a partir da lua na posição de zero grau – isto é, diretamente após a lua nova. Estes calendários são chamados de mukhya candra. Já outros calendários, como os utilizados pelos Gaudiya Vaisnavas, começam a partir da lua cheia, ou krsna paksa, e são chamados de gauna candra.

Com exceção das luas nova e cheia, os nomes dos tithis são simplesmente números ordinais em sânscrito: pratipat (primeiro), dvitiya (segundo), trtiya (terceiro), etc. Estes nomes são os mesmos tanto para os tithis que ocorrem durante o krsna paksa quanto para os do gaura paksa. A lua nova é chamada de amavasya e a lua cheia de purnima.

TITHI (KRSNA PAKSA)

1 Pratipat

2 Dvitiya

3 Trtiya

4 Caturthi

5 Pancami

6 Sasti

7 Saptami

8 Astami

9 Navami

10 Dasami

11 Ekadasi

12 Dvadasi

13 Trayodasi

14 Caturdasi

15 Amavasya (lua nova)

TITHI (GAURA PAKSA) 1 Pratipat 2 Dvitiya 3 Trtiya 4 Caturthi 5 Pancami 6 Sasti 7 Saptami 8 Astami 9 Navami 10 Dasami 11 Ekadasi 12 Dvadasi 13 Trayodasi 14 Caturdasi 15 Purnima (lua cheia)

Como a velocidade da lua em relação à do sol não é constante, um tithi não possui duração fixa, variando entre 19 e 26 horas. Por não corresponder a um dia solar de 24 horas, um tithi pode começar a qualquer hora do dia.

Há certos tithis nos quais os seguidores da cultura Védica cumprem alguns preceitos e/ou comemorações. O Ekadasi tithi é especialmente importante, e algumas regras especiais determinam quando observá-lo. Outros tipos de regras se aplicam em festivais, como o Sri Krsna Janmastami.

Página 8 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

Naksatra

Como dito anteriormente, o zodíaco é dividido em 12 signos de 30 graus cada. Há também uma forma de dividir o zodíaco em 27 partes, cada qual com 13 e 1/3 graus. Estas partes são chamadas naksatras.

Ao mover-se pelo zodíaco, a lua passa continuamente por cada um desses naksatras. No calendário Védico, o naksatra

de um dia é aquele pelo qual a lua está passando no nascer do sol daquele determinado dia.

Yoga

Os thitis e naksatras podem ser facilmente entendidos em relação aos fenômenos celestiais, sendo thiti a fase da lua e naksatra a sua posição. Mas yoga não pode ser entendido de maneira similar. O yoga é determinado pela soma do ângulo ou longitude do sol e da lua, reduzindo-se o resultado para que encaixar no círculo de 360 graus (subtraindo-se 360, caso necessário), e dividindo-se esse resultado por 13-1/3. Tal como os naksatras, os yogas também são em número de 27.

Razões para se seguir o calendário lunar

No calendário Vaisnava os horários para várias celebrações são determinados pelo tithi, algumas vezes com a naksatra e outros elementos do calendário levados em conta.

Muitos estudiosos que têm analisado os antigos sistemas lunar e solar dos calendários indianos concluíram que o sistema lunar é o mais antigo.

É sabido que as fases da lua influenciam a agricultura e, de acordo com escrituras como Manu-samhita (a Lei de Manu),

elas também influenciam os aspectos mais sutis da vida humana.

Métodos de cálculo tradicionais e modernos

Tradicionalmente, os cálculos astronômicos necessários para se fazer um Pacanga são realizados de acordo com textos astronômicos como o Surya Siddhanta. Os métodos descritos no Surya Siddhanta são basicamente similares aos modernos métodos astronômicos para determinar a posição dos planetas. A principal diferença é que o Surya Siddhanta possui um modelo simples que permite que seu cálculo seja feito à mão, de forma bem prática.

Os métodos do Surya Siddhanta podem ser utilizados por qualquer pessoa habilidosa a qualquer tempo, sem necessidade de equipamentos modernos. Tudo o que é necessário são alguns instrumentos de observação que podem ser construídos sem necessidade de grande tecnologia. Estes instrumentos são utilizados regularmente para comparar os cálculos obtidos com a realidade observável. Caso apareçam diferenças após algum tempo, são efetuadas correções nas constantes astronômicas das fórmulas. Ainda que seja simples, com este sistema podem ser obtidos muito bons resultados. Sua precisão não pode ser comparada àquela obtida por métodos modernos, mas é suficiente para fins astrológicos e para a criação de calendários.

O programa de computador que calcula o Calendário Vaisnava utiliza fórmulas que possuem margem de erro de um

minuto de arco para a longitude do sol e de dois minutos para a longitude da lua. A determinação da hora de término

dos tithis pode gerar um erro máximo de cinco minutos, com erro médio de três minutos. Este erro pode causar uma diferença de data de um Ekadasi a cada vinte anos.

Alguns comentários sobre a interpretação do Calendário Vaisnava

Nomes dos anos e meses

Segundo a tradição Gaudiya Vaisnava, os anos são contados a partir do aparecimento da encarnação do Senhor Krsna como o Senhor Caitanya Mahaprabhu. O Senhor Caitanya é também conhecido como Gaura e assim o ano é chamado

de Gaurabda, ou seja, “o ano do Senhor Caitanya”.

Cada mês ou masa recebe um dos nomes de Visnu. Abaixo se encontra a equivalência entre os nomes dos meses segundo a tradição Vaisnava, os nomes em sânscrito pelos quais eles são comumente conhecidos na Índia e seus equivalentes aproximados segundo o calendário gregoriano:

Página 9 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

VAISNAVA

SÂNSCRITO

GREGORIANO

Visnu

Caitra

Março-Abril

Madhusudana

Vaisakha

Abril-Maio

Trivikrama

Jyestha

Maio-Junho

Vamana

Asadha

Junho-Julho

Sridhara

Sravana

Julho-Agosto

Hrsikesa

Bhadrapada

Agosto-Setembro

Padmanabha

Asvina

Setembro-Outubro

Damodara

Kartika

Outubro-Novembro

Kesava

Margasirsa

Novembro-Dezembro

Narayana

Pausa

Dezembro-Janeiro

Madhava

Magha

Janeiro-Fevereiro

Govinda

Phalguna

Fevereiro-Março

Purusottama

adhika ou Dvitiya Jyestha

mês complementar

Quando observar Ekadasi

O décimo primeiro tithi, chamado de Ekadasi, possui importância especial. No Caitanya-caritamrta (Madhya-lila,

capítulo 24), o Senhor Caitanya Mahaprabhu instrui Sanatana Gosvami acerca dos princípios regulativos Vaisnavas. No

texto 342, o Senhor Caitanya diz:

“Você deve recomendar a abstenção do Ekadasi misto [viddha] e a realização do Ekadasi puro. Você também deve descrever o erro de não se observar isto. Deve-se ter muito cuidado sobre estes ítens. Quem não é cauteloso acaba negligenciando a execução do serviço devocional.”

Segundo o livro Hari Bhakti Vilasa, o viddha Ekadasi (Ekadasi misto) ocorre quando o décimo primeiro tithi começa antes do nascer do sol, mas o décimo tithi ainda preside o início do brahma muhurta (o período auspicioso que começa uma hora e meia antes do nascer do sol).

É tradição jejuar no Ekadasi, contudo, sob certas condições, chamadas mahadvadasi, não se jejua no Ekadasi, mas no dia seguinte, o dvadasi, mesmo que o Ekadasi seja sudha (puro) e não viddha (misto). Existem oito mahadvadasis.

O Calendário Vaisnava mostra facilmente quando observar o Ekadasi. O jejum de Ekadasi deve ser observado no dia

chamado suddha Ekadasi (Ekadasi puro) ou, alternativamente, no Mahadvadasi, mesmo que o dia anterior seja chamado Ekadasi. Tudo isto é esclarecido facilmente: se observarmos um asterisco (“*”) no final da linha isto indica que há

algum tipo de jejum nesse dia. Os Ekadasis sem jejum vêm dizendo isto explicitamente (“SEM JEJUM”).

"Horários para quebra de jejum" e "Horário de verão não considerado"

Para observar propriamente o Ekadasi, a quebra de jejum na manhã seguinte deve ocorrer dentro do intervalo de horário indicado. O calendário mostra o horário de acordo com o horário padrão da região para onde o calendário foi calculado.

Durante o verão, alguns países não seguem o horário padrão, adiantando o relógio uma ou mais horas para utilizar melhor a luz do dia. O Calendário Vaisnava não leva em consideração este horário de verão. Assim, se sua localidade utiliza horário de verão, você deve ajustar seus horários, de forma a não considerá-lo também.

Caso sua cidade não esteja inclusa no calendário, você pode se baser na cidade mais próxima constante,

preferencialmente uma a até 400km de distância. Neste caso, procure quebrar o jejum pelo menos dez minutos depois

do horário de início e até dez minutos antes do horário de término do jejum. Mas se sua cidade estiver mais longe que

isto, procure quebrar o jejum o mais próximo possível do meio do intervalo de quebra.

Tithi ausente ou em dobro

Ao estudar o calendário, você poderá encontrar datas em que um tithi esteja ausente ou se repita em dois dias consecutivos. Não há nada de errado com isto. Para cada dia, o calendário mostra qual tithi (fase da lua) prevalece no momento do nascer do sol. Por vezes, uma fase lunar pode iniciar após um nascer do sol e terminar antes do próximo,

Página 10 de 11

Calendário Vaisnava

http://calendario.iskcon.com.br

fazendo com que ela não apareça no calendário. Pode ocorrer, ainda, que uma fase lunar se estenda por dois alvoreceres consecutivos, fazendo com que o mesmo tithi apareça duas vezes.

O aniversário de uma pessoa é determinado pelo tithi que prevalece no momento do nascimento. Todo ano após isto, o dia para ser celebrado como aniversário deve ser o dia cujo nascer do sol ocorra no mesmo tithi. Se o tithi é o mesmo por dois dias consecutivos, o aniversário deverá ser comemorado no dia cujo nascer do sol tem o mesmo naksatra do dia do nascimento. Caso não exista o dia cujo nascer do sol ocorra durante aquele determinado tithi, então o dia no qual o tithi cai deve ser escolhido como o dia da comemoração.

Suponha, por exemplo, que o aparecimento de uma pessoa deva ser comemorado no dvitiya tithi no mês de Kesava e o calendário mostre dois dvitiya tithis consecutivos. Suponha ainda que a naksatra que prevalecia no nascimento não esteja presente. Nesse caso, o segundo dvitiya deve ser escolhido como o dia de comemoração. Caso o calendário não mostre dvitiya nenhum, então o dia do aparecimento deve ser comemorado no dia que aparece como pratipat, porque a fase dvitiya da lua ocorrerá durante aquele dia.

Página 11 de 11

Interesses relacionados