Você está na página 1de 11

CARGAS PERTURBADORAS

Reunião GPI 25/02/2003


TIPOS DE CARGAS
• Que provocam “ flicker “
– operação de fornos a arco
– partida de motores
• Que provocam distorção harmônica
– Retificadores
– Conversores
• Que provocam desequilíbrio
– cargas desequilibradas em geral
Partida de Motores
• Métodos convencionais
– partida direta
– auto-transformador
– chave estrela-triângulo
– reostato
• Métodos com eletrônica de potência
– “ soft start “, conversores de freqüência
Comparação dos métodos
• Métodos Convencionais
– Maior flutuação de tensão
- Ipartida até 2 vezes Inominal, redução torque
• Métodos eletrônicos
– Menor flutuação de tensão
– Harmônicos
– Ipartida até Inominal, manutenção do torque
Avaliação do “ Flicker “
• Variação de tensão no PAC ( % )
– Limite = 15/ ( 3 + f ) ;
– f ----> nº de partidas por minuto

• Cálculo :
– Corrente de partida
– Fator de potência da corrente
– Impedância da rede
Caso do Terminal da Veracel
• Suprimento - alimentador de 13,8 kV
• SE - Coroa vermelha
• Motores Principais
– Elevação do guindaste - 300 CV
– Acionamento da garra - 60 CV
• Freqüência de partida ----> 1 por minuto
1.1. Unidade Consumidora da Sra. Lourdes Acerbi

Gráfico 01 – Medição em um período de 1:30 h


Gráfico 03 – Máxima corrente de carga do motor de 300 cv
Caso Veracel
• Dispositivos de partida
– Motor de 300 CV ---> conversor de freqüência
• Ipartida ----> 1,5 x Inominal( 540 A) ; FP = 0,85

– Motor de 60 CV ----> partida direta


• Ipartida ----> 7 x Inominal ( 545 A ); FP = 0,30
Caso Veracel
• Limite da variação no PAC
– 15/(3+1) = 3,75 %

• Cálculo da variação no PAC


– 7,5 %
Alternativas de Correção
• Correção no lado da carga
– Reprogramação do conversor
– Dispositivo de partida para o motor da garra
– Sistema auxiliar de partida ( link CC )
• Correção no lado do sistema
– Capacitor série ( R$ ? )
– Extensão de alimentador ( R$ 300.000 )