P. 1
Croquis

Croquis

|Views: 2.358|Likes:
Publicado poramigodudu

More info:

Published by: amigodudu on Nov 03, 2009
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

06/25/2013

pdf

text

original

ESBOÇO, MOVIMENTO E VELOCIDADE EDUARDO ROCHA

 O que é o ‘croquis’ e para que serve?

- Um croquis (palavra francesa eventualmente aportuguesada como croqui ou traduzida como esboço ou rascunho) costuma se caracterizar como um desenho rápido, feito com o objetivo de discutir ou expressar graficamente uma idéia plástica, bastante caracterizado pelo gesto de seu autor em atacar o papel com o instrumento de traçado. - Um croquis, portanto, não exige grande precisão, refinamento gráfico ou mesmo cuidados com sua preservação, diferente de desenhos finalizados. Costuma ser realizado em intervalos de tempo relativamente curtos, como períodos de 10 a 15 minutos. O que costuma ser mais importante no croquis é o registro gráfico de uma idéia instantânea, através de uma técnica de desenho rápida e descompromissada.

 Moda

 Design

 Artes e das ciências em geral

 ‘Croquis’ e estudos de Leonardo Da Vinci

 O uso da palavra

-Usa-se a palavra em francês pois normalmente seu correspondente em português (esboço) pode possuir, dependendo do contexto, um significado diferente, especialmente quando se trata do desenho arquitetônico, para o qual o croquis possui um papel de destaque, sendo considerado uma etapa de projeto. Neste contexto, o croquis costuma ser considerado um desenho bastante pessoal usado principalmente para discutir idéias: ele não é um fim em si mesmo. Já o esboço costuma ser considerado uma etapa inicial para um desenho mais elaborado (neste contexto, portanto, o esboço passa a ser um "fim em si mesmo"). De qualquer forma, as duas palavras também são usadas cotidianamente como sinônimos por arquitetos, de forma que não há uma definição formal entre um e outro.

 Materiais e técnicas

- Um croquis, dado o seu aspecto de instantaneidade e diálogo formal, não costuma seguir regras formais de desenho ou técnicas muito elaboradas. Os principais materiais para elaboração de croquis são justamente aqueles que não exigem um refinamento maior de desenho: lápis, barras de grafite, contés, pastéis, crayons, entre outros. Arquitetos também costuma utilizar-se bastante de bicos de pena ou nanquins. Quanto ao suporte, um croquis pode ser realizado em praticamente qualquer material, como as mais diversas variedades de papel. - Quanto à técnica de desenho, normalmente não envolve gestos elaborados ou refinados, como o claro-escuro e sfumato. Costuma caracterizar-se como um desenho de linha pura, com eventuais texturas rápidas, mais representativas que realistas.

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 ‘Croquis’ de arquitetura: 2 e 3 dimensões

 Oscar Niemeyer

 Alvaro Siza

 Norman Foster

 Paulo Mendes da Rocha

 Renzo Piano

 Lina Bo Bardi

 Zaha Hadid

 Bernardes +Jacobsen (anos 70)

http://www.bjaweb.com.br/

 Marcio Kogan (anos 80)

http://www.marciokogan.com.br/

 Isay Weinfeld (anos 70)

http://www.isayweinfeld.com/

 Gustavo Penna (anos 70)

http://www.gustavopenna.com.br/

 MMBB (anos 90)

http://www.mmbb.com.br/

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->