Você está na página 1de 34

Hungria Miguel Gomes • Lídia Leal Lopes • Luís Filipe Santos

Materiais
de Apoio
ao Serviço
do Professor

5.º Ano de Escolaridade

2.º Ciclo | Língua Portuguesa


título TEMPO DE CRESCER - Materiais de Apoio ao Serviço do Professor

autores HUNGRIA MIGUEL GOMES


LÍDIA LEAL LOPES
LUÍS FILIPE SANTOS

capa EMÍLIA DIAS COSTA

concepção gráfica GABINETE GRÁFICO DA DIDÁCTICA EDITORA

ilustrações JORGE MIGUEL

composição,
digitalização
e montagem PLÁTANO EDITORA, S.A.

impressão e
acabamento TILGRÁFICA
Dep. Legal n.o ??????/04

distribuição PLÁTANO EDITORA, S.A.


Lisboa: Rua João Ortigão Ramos, 29-B - 1500-363 Lisboa - tel. 217 649 894 - fax: 217 603 312
Centro: Rua Manuel Madeira - 365 Pedrulha, 3020-303 Coimbra - tel. 239 820 945 - fax: 239 491 0 71
Norte: Alicerce Editora, Lda.
Rua Guerra Junqueiro, 456 - 4150-387 Porto - tel. 226 099 979 - fax: 226 095 379

centros de Lisboa: 217 970 525


apoio a docentes Sul: 212 559 970
Centro: 239 820 945
Norte: 226 099 979

t iragem Abril de 2004


1.a edição DE - 2503 - 0104
ISBN - 972 - 650 - 652 - 2

direitos reservados
Av. de Berna, 31 - 1.o D.to - 1050-038 Lisboa - tel. 217 970 523 - fax: 217 970 212
EMAIL: geral@didacticaeditora.pt

ESTE LIVRO É UM AMIGO DO AMBIENTE E FOI IMPRESSO EM PAPEL A fotocópia é o uso abusivo e colectivo da obra, sem a
ISENTO DE CLORO (TCF), 100% RECICLÁVEL E COM TINTAS ISENTAS autorização expressa dos autores e editores.
DE ELEMENTOS PESADOS SOLÚVEIS Largamente difundida, a fotocópia ameaça
a vida do livro, pondo em risco o seu
CONTAMINANTES (CHUMBO, ANTIMÓNIO,
equilíbrio económico e privando os seus
ARSÉNIO, CÁDMIO, CRÓMIO, MERCÚRIO autores da justa remuneração.
E SELÉNIO), DE ACORDO COM A Por isto, é proibida toda a reprodução,
DIRECTIVA EUROPEIA 88/378/EU. parcial ou total, deste manual.
Hungria Miguel Gomes • Lídia Leal Lopes • Luís Filipe Santos

Materiais
de Apoio
ao Serviço
do Professor

5.
º Ano de Escolaridade

2.º Ciclo | Língua Portuguesa


Caros Colegas,

O Bloco Pedagógico "Tempo de Crescer- 5º ano" é constituído por:

• Manual - Textos/Actividades facilitadoras do ensino/aprendizagem nos domínios Ouvir/Falar,


Ler/Escrever e do conhecimento da língua.

• Caderno do Aluno - Exercícios de ortografia, de enriquecimento vocabular, de reflexão sobre a


língua e fichas de avaliação formativa.

• Propostas de Leitura Orientada - Abordagem lúdica das obras de Sophia de Mello Breyner
Andresen: A Fada Oriana, A Noite de Natal, A Floresta, A Menina do Mar e a obra de Maria Natália
Miranda: Dario, Sol nos Olhos, Pés no Rio (livro oferecido aos alunos).

• CD Áudio - Textos ditos por José Fanha. Leitura expressiva de textos poéticos do Manual e dos
textos escolhidos para motivação das obras de Leitura Orientada.

• CD Rom - 2 ficheiros: 1 - Abordagem das obras de Leitura Orientada (leitura expressiva com
desenho animado).
2 - Estudo da língua (reflexão/consolidação), numa perspectiva lúdica.

• Livro do Professor - Apresentação do Manual


Material de Apoio:
- Ficha de Registo de Avaliação (Proposta de Ficha de Caderneta) – contempla
competências específicas gerais e sua operacionalização transversal;
- Ficha de Auto-Avaliação;
- Contrato de Trabalho;
- Acta;
- Vocabulário específico utilizado em fichas de trabalho;
- Lista de livros para Biblioteca de Turma;
- Modelos de Conjugação Verbal (verbos regulares e irregulares);
- Fichas de Avaliação Sumativa;
- Caderno do Aluno: soluções para constituição de um ficheiro autocorrectivo.

4
O Manual foi organizado em cinco grandes unidades temáticas, de acordo com a idade e os
interesses dos alunos: Tempo de Crescer... na Escola; ... com a família, os amigos, o mundo que nos
rodeia; ... com as histórias; ... com as histórias tradicionais; ... com a natureza.
Procurámos apresentar uma selecção de textos bastante diversificada, capaz de captar a atenção
e o interesse dos alunos e de os motivar para a leitura. Foi também nossa preocupação abordar os
textos de diferentes formas e com variados graus de dificuldade, privilegiando, sempre que a
propósito, o aspecto lúdico. Assim, propõem-se múltiplas actividades, geradoras de interacção, nos
domínios Ouvir / Falar e Ler / Escrever, que contribuam para melhorar a capacidade de comunicação
dos alunos.
Ao longo do livro, foram também contemplados gradualmente os conteúdos respeitantes ao
estudo da língua, sistematizados em Fichas Informativas e de Actividades e retomados com exercícios
para reforço da aprendizagem. Como complemento de trabalho, proporcionou-se ainda ao aluno a
possibilidade de exercitar conhecimentos adquiridos, através da utilização do CD-Rom, no
computador, indo assim ao encontro das novas tecnologias tão do agrado dos nossos alunos.
De acordo com as orientações do programa, é ainda sugerida a leitura integral de quatro obras de
Sophia de Mello B. Andresen, A Fada Oriana, A Noite de Natal, A Floresta, A Menina do Mar, e
também a obra Dario, Sol nos Olhos, Pés no Rio de Maria Natália Miranda, motivação feita através
da leitura expressiva e do desenho animado, também no CD-Rom.

Enfim, aqui deixamos o nosso modesto contributo para o ensino/aprendizagem da Língua


Portuguesa, na esperança de que o Tempo de Crescer possa, de facto, ajudar todos aqueles que nos
derem o privilégio da sua escolha, porque...

Crescer é bom. Crescer é muito bom. Crescer é uma grande aventura que nos enche de alegria
e que nos acende um imenso desejo de enfrentar novos desafios.

Os Autores

5
Material
de Apoio
__________________________________________________________________________________________________________

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

Período Período Período

3.o
2.o
1.o
3.o
2.o
1.o
3.o
2.o
1.o
Legível Sim

Com correcção

Morada:
Profissão:
Enc. Educação:
Número:
Nome do Aluno:

Caligrafia
Ilegível Às vezes

Participa
Ano:

Com poucos Com algumas Não


erros hesitações

Ortografia
Com muitos
Oportunamente
erros
Turma:

Com muitas
dificuldades
Intervém

Boa Inoportunamente

Razoável Com clareza


LÍNGUA PORTUGUESA

no lectivo 200- /200-

Sim

Pontuação
EXPRESSÃO ESCRITA
Data de nascimento:
FOLHA DE REGISTO/AVALIAÇÃO

Com
Exprime-se

Deficiente
dificuldade
Tel.:

LEITURA / COMPREENSÃO DO QUE LÊ


EXPRESSÃO ORAL / COMPREENSÃO DO ORAL

Bom Às vezes Sim


Compreende o que lê

Suficiente Às vezes
Compreende

Não

e construção de texto
Domínio de vocabulário
Insuficiente Não

7
FICHAS DE TRABALHO COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

8
Período Período

3.o
2.o
1.o
3.o
2.o
1.o

Testes
Com poucas
hesitações

Com algumas
hesitações
Observações
Domina os conteúdos gramaticais
CONHECIMENTO EXPLÍCITO DA LÍNGUA

Com muitas
Individuais
hesitações

de Grupo
Trabalhos práticos

__________________________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________________________

ATENÇÃO / INTERESSE / INTERVENÇÃO


Respeita a opinião Perturba o funcionamento
Ouve atentamente Espera a sua vez de falar
e o trabalho dos outros da aula
Período

Às vezes

Às vezes

Às vezes
Às vezes

Não

Não

Não
Não

Sim

Sim

Sim
Sim

1.o

2.o

3.o
ATITUDES / PROCEDIMENTOS

APRESENTAÇÃO DE TRABALHOS
Traz os materiais para o Cumpre as tarefas Faz os trabalhos de casa
desenvolvimento da aula na sala de aula Respeita os prazos pré-estabelecidos
Período

Às vezes

Às vezes
Às vezes

Não

Não
Não

Sim

Sim
Sim
*
OPERACIONALIZAÇÃO TRANSVERSAL

1.o

2.o

3.o

APLICAÇÃO DE MÉTODOS DE TRABALHO E TÉCNICAS DE ESTUDO


Organiza o Exprime dúvidas Tira Comunica de
Elabora esquemas Faz resumos
Caderno Diário e dificuldades apontamentos forma organizada
Período

Às vezes

Às vezes

Às vezes
Às vezes

Às vezes
Às vezes

Não

Não

Não
Não
Sim

Sim

Sim
Não
Sim
Não

Sim
Sim

1.o

2.o

3.o

9
__________________________________________________________________________________________________________
Período Observações
(Trabalhos de casa, ausência de materiais...)

1.o

2.o

3.o

Disciplinas
Auto- Hetero-
-avaliação -avaliação Professor
L.Port. L.Est. HGP Mat. CN EVT Ed.M. Ed.F. ERMC A.P.

1.a Intercalar
AVALIAÇÃO

1.o Período

2.a Intercalar

2.o Período

3.a Intercalar

3.o Período

Conselhos de Turma: informações / deliberações


10
__________________________________________________________________________________________________________

FICHA DE AUTO-AVALIAÇÃO / LÍNGUA PORTUGUESA

Nome do Aluno ______________________________________ Ano ____ Turma ____

___ Período

1. Leitura

. Li textos na aula...
... com muitas dificuldades? ■
... com clareza e expressividade? ■
. Li os livros que levei da B.T. e elaborei as respectivas fichas de leitura? ■

2. Expressão escrita

. Nos trabalhos escritos...


... a minha caligrafia foi...
... legível ■ ... ilegível ■ ?
... escrevi com ...
... muitos erros ■ ... poucos erros ■ ... sem erros ■ ?
... a pontuação foi...
... ainda deficiente ■ ... razoável ■ ... boa ■ ?
... o domínio de vocabulário e construção de texto foi...
... insuf. ■ ... suf. ■ ... bom ■ ... muito bom ■ ?

3. Conhecimento da língua

. Dominei os conteúdos gramaticais trabalhados...


... com muitas falhas ■ ... com poucas falhas ■ ... sem falhas ■ ?

11
__________________________________________________________________________________________________________
Sim Às vezes Não

4. Participação oral
. Ouvi atentamente os colegas?
. Esperei a minha vez de falar?
. Interrompi quem estava a intervir?
. Perturbei o funcionamento da aula?
. Participei oralmente na aula de forma regular e oportuna?

5. Trabalho de grupo
. Interessei-me pelo trabalho e dei sugestões?
. Respeitei as decisões do grupo?
. Colaborei activamente na concretização do trabalho?

6. Apresentação de trabalhos
. Fiz os trabalhos de casa?
. Cuidei da apresentação dos trabalhos?
. Cumpri as tarefas que me propus fazer no prazo estabelecido?
. Trouxe o material necessário para desenvolver o meu trabalho na aula?
. Preocupei-me com a organização do caderno diário?

7. Fichas de Avaliação

Realizei ________ fichas de avaliação, com as seguintes classificações:


_______________; ______________; ______________

Auto-Avaliação

Pelo trabalho desenvolvido, acho merecer o nível ...


_______________________________________________________________

12
__________________________________________________________________________________________________________

CONTRATO DE TRABALHO

Deverá incluir:

• Organização e apresentação dos cadernos diários


• Realização dos trabalhos de casa

… de livros escolhidos pelo aluno com elaboração da respectiva ficha.


• Leitura
… orientada de obras recomendadas.

… com tema sugerido pelo professor.


• Textos escritos
… com tema livre.

• Participação oral nas aulas


• Colaboração empenhada nas diversas actividades
• Trabalhos de pesquisa…

ACTA

Aos___ dias do mês de ___________ do ano de _______, o Professor de Língua Portuguesa


_____________________ (nome) e os alunos da turma _____, depois de terem discutido as tarefas
a concretizar, concluíram que:
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________

Foi, então, lavrada a presente acta, que fica assinada pelo professor e pelo delegado de turma,
em representação dos alunos:

• O Professor de Língua Portuguesa _______________________________________________


• O Delegado de Turma _________________________________________________________

13
__________________________________________________________________________________________________________
VOCABULÁRIO ESPECÍFICO UTILIZADO NAS FICHAS DE TRABALHO

Vocabulário Significado Exemplificação

Assinalar Marcar com um sinal: cruz, Assinala com uma X, as afirma-


círculo, sublinhado… ções correctas.
Assinala a azul os nomes comuns
e a vermelho os respectivos
colectivos.

Caracterizar Indicar as características de... Caracteriza a personagem principal


Dizer como é… Fazer o retrato do texto.
de…

Classificar Atribuir uma designação com base Classifica a palavra caderno


nas características que apresenta. quanto ao número de sílabas.

Comparar Relacionar vários elementos entre Compara os dois textos e aponta


si. semelhanças e diferenças.

Comentar Dar uma opinião. Comenta a frase "Nem só de pão,


vive o homem".

Concluir Apresentar conclusões. O que podes concluir sobre a


posição do determinante em
relação ao nome?

Conjugar Dizer um tempo verbal nas várias Conjuga o verbo saber no presente
pessoas gramaticais. do indicativo.

Delimitar Referir onde começa e onde acaba. Delimita, no texto, a introdução, o


desenvolvimento e a conclusão.

Descrever Dar a conhecer, indicando Descreve fisicamente a


pormenores de alguém ou de personagem principal do texto.
alguma coisa.

Distinguir Referir diferenças. Distingue narrador presente de


ausente.

Elaborar Fazer, realizar. Elabora uma ficha de leitura do


livro que leste.

Enumerar Dizer um a um. Enumera as acções realizadas pela


personagem.

14
__________________________________________________________________________________________________________

Vocabulário Significado Exemplificação

Exemplificar Dar exemplos. No texto, encontras recursos


expressivos, como a adjectivação.
Exemplifica.

Explicar Esclarecer, dizer por que razões. Explica, por palavras tuas, o
significado da expressão “...”.

Fazer corresponder Ligar os elementos entre si. Faz corresponder os vocábulos que
se seguem aos respectivos
significados apresentados no
rectângulo.
Identificar Dizer o que é; reconhecer.
Identifica a classe a que pertence a
palavra sublinhada.
Justificar Explicar, apresentando razões.
Justifica a tua resposta.
Localizar Indicar onde/quando aconteceu.
Localiza a acção narrada no
espaço e no tempo.
Narrar Contar um acontecimento.
Narra um episódio vivido por ti,
durante as férias.
Nomear Dizer o nome de.
Nomeia as personagens da história.
Ordenar Pôr por ordem.
Ordena os vários momentos da
história.
Recontar Contar de novo.
Reconta a fábula que acabaste de
ler.
Redigir Exprimir por escrito.
Redige uma mensagem em defesa
do ambiente.
Relatar Contar minuciosamente.
Relata uma aventura vivida na
escola.
Resumir Contar em poucas palavras.
Resume o texto lido.
Seleccionar Escolher entre várias hipóteses.
De entre as formas verbais
registadas, selecciona as que estão
no modo indicativo.
Substituir Trocar por.
Substituir as palavras sublinhadas
por outras de sentido equivalente.
Transcrever Copiar do texto.
Transcreve os adjectivos que

15
__________________________________________________________________________________________________________
LISTA DE LIVROS PARA BIBLIOTECA DE TURMA

AUTOR TÍTULO EDITORA

ALVES, Manuela Salpico Caminho


ANDRADE, Eugénio Aquela Nuvem e Outras Asa
ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner A Noite de Natal Figueirinhas
ARAÚJO, Matilde Rosa Mistérios Livros Horizonte
ARAÚJO, Matilde Rosa As Fadas Verdes Civilização
ARAÚJO, Matilde Rosa O Sol e o Menino dos Pés Frios Livros Horizonte
CASTRIM, Mário Estas são as Letras Plátano
CASTRIM, Mário Histórias com Juízo Caminho
COLAÇO, Maria Rosa Aventuras de João-Flor e Joana-Amor Vega
COLAÇO, Maria Rosa O Coração e o Livro Ambar
CORREIA, Carlos Pífaro Lá Mi Fá Sol Sá da Costa
CUNHA, Luísa Fortes Teodora e a Poção Secreta Presença
DACOSTA, Luísa Teatrinho de Romão Figueirinhas
FANHA, José A Noite em que a Noite não Chegou Campo das Letras
FIGUEIREDO, Violeta Mistérios em Tempo de Aulas Verbo
GOMES, Alice Alexandre e os Lobos Distri
GOMES, Fernando Bento Aventuras do Espantalho Voador Caminho
GONZALEZ, Maria Teresa Maia Histórias com Jesus Difel
GONZALEZ, Maria Teresa Maia O Clube das Chaves Entra em Acção Verbo
HONRADO, Alexandre A Cor do Cheiro Desabrochar
HONRADO, Alexandre História dentro de uma Garrafa Gradiva
HONRADO, Alexandre Um Sorriso que não Queria Dormir Desabrochar
LEMOS, Esther de A Borboleta Sem Asas Verbo
LETRIA, José Jorge Um Comboio no Entroncamento Garrido
da Memória
LETRIA, José Jorge Lendas do Mar Terramar
LETRIA, José Jorge O Que eu Quero Ser Ambar
LETRIA, José Jorge Versos para os Pais Lerem aos Ambar
Filhos em Noites de Luar
LETRIA, José Jorge Bom Natal Pai Natal Ambar
ILSE, Losa A Minha Melhor História Asa
ILSE, Losa A Visita ao Padrinho Afrontamento
ILSE, Losa Beatriz e o Plátano Asa
ILSE, Losa Na Quinta das Cerejeiras Asa

16
__________________________________________________________________________________________________________

AUTOR TÍTULO EDITORA

MAGALHÃES, Álvaro Hipopóptimos uma História de Amor Asa


MAGALHÃES, Álvaro O Olhar do Dragão Asa
MAGALHÃES, Ana Maria; Alçada Isabel Uma Viagem no Tempo dos Castelos Caminho
MAGALHÃES, Ana Maria; Alçada Isabel Uma Aventura (Colecção) Caminho
MENÉRES, Maria Alberta O Retrato "em Escadinha" Livros Horizonte
MENÉRES, Maria Alberta Histórias de Tempo Vai Tempo Vem Asa
MENÉRES, Maria Alberta No Coração do Trevo Verbo
MENÉRES, Maria Alberta Uma Palmada na Testa Verbo
MIRANDA, Maria Natália Dario, Sol Nos Olhos Pés no Rio Didáctica
MOTA, António A Aldeia das Flores Asa
MOTA, António Uma Abada de Histórias Edinter
MOTA, António Sonhos de Natal Gailivro
MULLER, Adolfo Simões O Contador de Histórias Figueirinhas
PEDROSA, Inês A Menina que Roubava Gargalhadas Quetzal
PINA, Manuel António Os Piratas Areal
PINHÃO, Carlos Uma Gaivota com Óculos Vega
PINHÃO, Carlos João Campeão Vega
RAMALHETE, Ana Matilde na Rua dos Limoeiros Imaginar
ROCHA, Natércia Castelos de Areia Bertrand
ROCHA, Natércia Verso Aqui, Verso Acolá Plátano
SOARES, Luísa Ducla O Rapaz e o Robô Terramar
SOARES, Luísa Ducla O Rapaz que Vivia na Televisão Afrontamento
e outras Histórias
SOARES, Maria Isabel Mendonça Verde é Esperança Verbo
SOARES, Maria Isabel Mendonça Logo se Vê Verbo
TORRADO, António Conto Contigo Civilização
TORRADO, António O Rei Menino Livros Horizonte
TORRADO, António Os Meus Amigos Asa
TORRADO, António Joaninha à Janela e Outras Histórias Livros Horizonte
TORRADO, António Colecção Histórias Tradicionais Civilização
Contadas de Novo
VIEIRA, Alice Duas Histórias de Natal Caminho
VIEIRA, Alice A Espada do Rei Afonso Caminho

17
__________________________________________________________________________________________________________
VERBOS REGULARES: QUADRO DAS TER M I NAÇÕES
TEMPOS S IMPLES

1.ª Conjugação (-ar) 2.ª Conjugação (-er) 3.ª Conjugação (-ir)


nadar correr partir

TEMPO MODO INDICATIVO

nado corro parto


-as -es -es
Presente -a -e -e
-amos -emos -imos
-ais -eis -is
-am -em -em

nadei corri parti


-aste -este -iste
Pretérito -ou -eu -iu
perfeito -ámos -emos -imos
-astes -estes -istes
-aram -eram -iram

nadava corria partia


-avas -ias -ias
Pretérito -ava -ia -ia
imperfeito -ávamos -íamos -íamos
-áveis -íeis -íeis
-avam -iam -iam

nadara correra partira


-aras -eras -iras
Pretérito -ara -era -ira
mais-que-perfeito -áramos -êramos -íramos
-áreis -êreis -íreis
-aram -eram -iram

nadarei correrei partirei


-arás -erás -irás
-ará -erá -irá
Futuro
-aremos -eremos -iremos
-areis -ereis -ireis
-arão -erão -irão

MODO CONDICIONAL

nadaria correria partiria


-arias -erias -irias
-aria -eria -iria
-aríamos -eríamos -iríamos
-aríeis -eríeis -iríeis
-ariam -eriam -iriam

18
__________________________________________________________________________________________________________

MODO IMPERATIVO

nada corre parte


-ai -ei -i

MODO CONJUNTIVO

nade corra parta


-es -as -as
Presente -e -a -a
-emos -amos -amos
-eis -ais -ais
-em -am -am

nadasse corresse partisse


-asses -esses -isses
Pretérito -asse -esse -isse
imperfeito -ássemos -êssemos -íssemos
-ásseis -êsseis -ísseis
-assem -essem -issem

nadar correr partir


-ares -eres -ires
-ar -er -ir
Futuro -armos -ermos -irmos
-ardes -erdes -irdes
-arem -erem -irem

MODO INFINITIVO

nadar correr partir


-ares -eres -ires
Pessoal -ar -er -ir
-armos -ermos -irmos
-ardes -erdes -irdes
-arem -erem -irem

FORMAS NOMINAIS

Gerúndio nadando correndo partindo

Particípio nadado corrido partido


passado

19
__________________________________________________________________________________________________________
VERBOS IRREGULARES
VERBOS AUXILIARES
ESTAR HAVER SER TER ESTAR HAVER SER TER

INDICATIVO CONJUNTIVO
Presente Presente
estou hei sou tenho esteja haja seja tenha
estás hás és tens estejas hajas sejas tenhas
está há é tem esteja haja seja tenha
estamos havemos somos temos estejamos hajamos sejamos tenhamos
estais haveis sois tendes estejais hajais sejais tenhais
estão hão são têm estejam hajam sejam tenham
Pretérito imperfeito Pretérito imperfeito
estava havia era tinha estivesse houvesse fosse tivesse
estavas havias eras tinhas estivesses houvesses fosses tivesses
estava havia era tinha estivesse houvesse fosse tivesse
estávamos havíamos éramos tínhamos estivéssemos houvéssemos fôssemos tivéssemos
estáveis havíeis éreis tínheis estivésseis houvésseis fôsseis tivésseis
estavam haviam eram tinham estivessem houvessem fossem tivessem
Pretérito perfeito Futuro
estive houve fui tive estiver houver for tiver
estiveste houveste foste tiveste estiveres houveres fores tiveres
esteve houve foi teve estiver houver for tiver
estivemos houvemos fomos tivemos estivermos houvermos formos tivermos
estivestes houvestes fostes tivestes estiverdes houverdes fordes tiverdes
estiveram houveram foram tiveram estiverem houverem forem tiverem

Pretérito mais-que-perfeito Imperativo


estivera houvera fora tivera
estiveras houveras foras tiveras está há sê tem
estivera houvera fora tivera estai havei sede tende
estivéramos houvéramos fôramos tivéramos
estivéreis houvéreis fôreis tivéreis
estiveram houveram foram tiveram

INFINITIVO
Futuro
pessoal
estarei haverei serei terei estar haver ser ter
estarás haverás serás terás estares haveres seres teres
estará haverá será terá estar haver ser ter
estaremos haveremos seremos teremos estarmos havermos sermos termos
estareis havereis sereis tereis estardes haverdes serdes terdes
estarão haverão serão terão estarem haverem serem terem
impessoal
estar haver ser ter
CONDICIONAL OUTRAS FORMAS
estaria haveria seria teria Gerúndio
estarias haverias serias terias
estaria haveria seria teria estando havendo sendo tendo
estaríamos haveríamos seríamos teríamos
estaríeis haveríeis seríeis teríeis Particípio passado
estariam haveriam seriam teriam estado havido sido tido

20
__________________________________________________________________________________________________________

OUTROS VERBOS IRREGULARES

SENTIR CRER TRAZER DIZER DORMIR FAZER

MODO INDICATIVO
Presente
sinto creio trago digo durmo faço
sentes crês trazes dizes dormes fazes
sente crê traz diz dorme faz
sentimos cremos trazemos dizemos dormimos fazemos
sentis credes trazeis dizeis dormis fazeis
sentem crêem trazem dizem dormem fazem

Pretérito imperfeito
sentia cria trazia dizia dormia fazia
sentias crias trazias dizias dormias fazias
sentia cria trazia dizia dormia fazia
sentíamos críamos trazíamos dizíamos dormíamos fazíamos
sentíeis críeis trazíeis dizíeis dormíeis fazíeis
sentiam criam traziam diziam dormiam faziam

Pretérito perfeito
senti cri trouxe disse dormi fiz
sentiste creste trouxeste disseste dormiste fizeste
sentiu creu trouxe disse dormiu fez
sentimos cremos trouxemos dissemos dormimos fizemos
sentistes crestes trouxestes dissestes dormistes fizestes
sentiram creram trouxeram disseram dormiram fizeram

Futuro
sentirei crerei trarei direi dormirei farei
sentirás crerás trarás dirás dormirás farás
sentirá crerá trará dirá dormirá fará
sentiremos creremos traremos diremos dormiremos faremos
sentireis crereis trareis direis dormireis fareis
sentirão crerão trarão dirão dormirão farão

21
__________________________________________________________________________________________________________
OUTROS VERBOS IRREGULARES

VER FUGIR IR LER OUVIR PEDIR

MODO INDICATIVO
Presente
vejo fujo vou leio ouço peço
vês foges vais lês ouves pedes
vê foge vai lê ouve pede
vemos fugimos vamos lemos ouvimos pedimos
vedes fugis ides ledes ouvis pedis
vêem fogem vão lêem ouvem pedem

Pretérito imperfeito
via fugia ia lia ouvia pedia
vias fugias ias lias ouvias pedias
via fugia ia lia ouvia pedia
víamos fugíamos íamos líamos ouvíamos pedíamos
víeis fugíeis íeis líeis ouvíeis pedíeis
viam fugiam iam liam ouviam pediam

Pretérito perfeito
vi fugi fui li ouvi pedi
viste fugiste foste leste ouviste pediste
viu fugiu foi leu ouviu pediu
vimos fugimos fomos lemos ouvimos pedimos
vistes fugistes fostes lestes ouvistes pedistes
viram fugiram foram leram ouviram pediram

Futuro
verei fugirei irei lerei ouvirei pedirei
verás fugirás irás lerás ouvirás pedirás
verá fugirá irá lerá ouvirá pedirá
veremos fugiremos iremos leremos ouviremos pediremos
vereis fugireis ireis lereis ouvireis pedireis
verão fugirão irão lerão ouvirão pedirão

22
__________________________________________________________________________________________________________

OUTROS VERBOS IRREGULARES

PERDER PODER PÔR QUERER VIR SABER

MODO INDICATIVO
Presente
perco posso ponho quero venho sei
perdes podes pões queres vens sabes
perde pode põe quer vem sabe
perdemos podemos pomos queremos vimos sabemos
perdeis podeis pondes quereis vindes sabeis
perdem podem põem querem vêm sabem

Pretérito imperfeito
perdia podia punha queria vinha sabia
perdias podias punhas querias vinhas sabias
perdia podia punha queria vinha sabia
perdíamos podíamos púnhamos queríamos vínhamos sabíamos
perdíeis podíeis púnheis queríeis vínheis sabíeis
perdiam podiam punham queriam vinham sabiam

Pretérito perfeito
perdi pude pus quis vim soube
perdeste pudeste puseste quiseste vieste soubeste
perdeu pôde pôs quis veio soube
perdemos pudemos pusemos quisemos viemos soubemos
perdestes pudestes pusestes quisestes viestes soubestes
perderam puderam puseram quiseram vieram souberam

Futuro
perderei poderei porei quererei virei saberei
perderás poderás porás quererás virás saberás
perderá poderá porá quererá virá saberá
perderemos poderemos poremos quereremos viremos saberemos
perdereis podereis poreis querereis vireis sabereis
perderão poderão porão quererão virão saberão

23
Fichas de
Sumativa
Avaliação

__________________________________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________________________________

Ficha 1

Era isso...

Dona Francisca, mulher dum polícia, arrumava-me o


quarto todas as manhãs, pouco depois de eu sair.
Ela tinha uma filha – criança infernal!
Os meus sofrimentos começaram
quando certa noite, ao regressar, vi um dos
meus livros preferidos tombado na prateleira
mais baixa da estante. A capa do livro não merecera a aprovação da criança, que riscara nela dois sulcos de
esferográfica, amplos como trajectórias de cometas.
Quem me conhece pode imaginar como se me eriçaram os cabelos, como me doeu o coração. Queixei-
-me à Dona Francisca, em termos ásperos, daquele atentado monstruoso. Ela escutou-me com espanto, de
queixo apoiado no cabo da vassoura, e argumentou de tal modo que quase me convenceu de que constituía
uma honra para mim o facto de a criança ter dedicado alguma da sua preciosa atenção a uma coisa tão
corriqueira como é um livro. Ainda se fosse uma camisa, umas peúgas, um lenço...
Que fazer?
Preocupado, pus nas prateleiras superiores da estante os volumes da minha preferência, alinhando nas
mais baixas, os pobres livritos que não me inspiravam tanto interesse.
Certo dia ofereceram-me um exemplar ilustrado d’ O Principezinho, de Saint-Exupéry, e coloquei-o
distraidamente numa das prateleiras inferiores. Voltando ao quarto, pasmei: o delicado volume estava in-
tacto, se bem que lhe tivessem mexido, que o tivessem folheado!
Pus-lhe ao lado Os Três Porquinhos. Ao regressar verifiquei que, exceptuando umas marcas de dedos
sujos, Os Três Porquinhos estavam óptimos.
Juntei-lhes a Bela Adormecida. Horas depois vou ver e... Bela Adormecida sã e salva!
Entusiasmado, enfileirei na mais acessível das prateleiras O Gato das Botas, Ali-Babá e os Quarenta
Ladrões, O Patinho Feio e outros livros do género, muito bem ilustrados, vistosamente coloridos.
Era isso...
Cada vez mais entusiasmado, continuei a desenvolver-lhe assim o gosto pela leitura. Passou a haver
entre nós um suave entendimento.
Qualquer dia tentaria convencê-la a lavar as mãos antes de irromper no meu quarto, de bracitos
estendidos para a estante, sorrindo aos seus amiguinhos livros.

Altino do Tojal,
Os novos putos (adaptação)

25
__________________________________________________________________________________________________________
Lê o texto com atenção e responde, de forma completa e correcta, às questões que se seguem.

1. "Dona Francisca... tinha uma filha..."


Que pensava o narrador desta história acerca dessa criança? Porquê?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

1.1. O procedimento da miúda provocava nele...

irritação e tristeza

____________________________ __________________________
____________________________ __________________________

Transcreve do texto expressões comprovativas.

1.2. Nas palavras...

criança orais ❑
infernal as vogais assinaladas são ou
tombado nasais? ❑
1.3. Nas palavras indicadas assinala com um ...

... os ditongos orais ... os ditongos nasais

noite começaram

baixa coração

2. "Queixei-me à Dona Francisca, em termos ásperos..."


Pontua convenientemente o diálogo travado entre o narrador e Dona Francisca, colocando os sinais nos
locais assinalados.

❑ Dona Francisca ❑ a sua filha anda a estragar os meus livros ❑


❑ Não lhe estragou camisas ❑ peúgas ou lenços ❑ pois não ❑ Porque lhe hei-de ralhar ❑

26
__________________________________________________________________________________________________________

2.1. Na tua opinião, que valor atribuía Dona Francisca aos livros?
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

2.2. E para ti, o que representa um livro?


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

2.3. Para efeitos de translineação, divide as sílabas das palavras abaixo e classifica-as, quanto ao número de
sílabas.

N.º de sílabas Classificação

Uma Duas Três ou mais

corriqueira-

tal-

vassoura-

quase-

2.4. Repara na posição da sílaba tónica e coloca uma cruz no local adequado.

Aguda Grave Esdrúxula

ásperos

espanto

argumentou

3. "Preocupado, pus nas prateleiras superiores da estante os volumes da minha preferência..."


A menina continuou, no entanto, a folhear livros... e conseguiu surpreender o narrador. Explica porquê.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

3.1. Qual a razão da nova atitude da garota perante os livros?


__________________________________________________________________________________

__________________________________________________________________________________

27
__________________________________________________________________________________________________________
3.2. Como contribuiu o narrador para despertar na menina o gosto pela leitura?
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

3.3. Tu também gostas de ler, não é verdade?


E com certeza conheces muitas palavras do campo lexical do livro. Então, completa!

A. ______________________ A. O edifício, a sala ou salas em que os livros são


sistematicamente guardados e arrumados.
B. ______________________ B. Aquele que tem a seu cargo o cuidado de alguma biblioteca.
C. ______________________ C. Livro em que se encontram, por ordem alfabética, palavras
de uma língua com o respectivo significado.
D. ______________________ D. Aquele que publica uma obra literária ou científica.
E. ______________________ E. Autor de obras literárias ou científicas: aquele que escreve,
redige, narra por escrito.
F. ______________________ F. Móvel com prateleiras para livros.
G. ______________________ G. Estabelecimento de venda de livros.

4. No rectângulo da direita, encontras sinónimos ou antónimos para algumas palavras do texto. Copia-os,
colocando no local adequado.

Sinónimos Antónimos vulgar


admiração
A. preferido ___________ D. áspero _______________
descontraído
B. espanto_____________ E. preocupado ___________
suave
C. corriqueiro__________ F. óptimo _______________
predilecto
péssimo
4.1. Ordena alfabeticamente as palavras do rectângulo da direita.

1.ª ________________ 3.ª ________________ 5.ª ________________


2.ª ________________ 4.ª ________________ 6.ª ________________

5. Os livros passaram a ser os grandes amiguinhos da menina...


Ela leu muitas histórias engraçadas e maravilhosas.
Conta agora tu uma história (verdadeira ou imaginada) em que nos fales dum episódio interessante,
passado contigo e no qual tenha também participado um ou mais dos teus amigos.

28
__________________________________________________________________________________________________________

Ficha 2
Prendas para o Pai Natal

Por momentos, o Pai Natal só conseguia ver papéis de


embrulho amachucados e laços coloridos que muitos pés,
grandes e pequenos, de botifarras, sapatos de tacão, de
atacadores e de pala, de pantufas e mesmo descalços, ou
apenas com meias, calcavam sem reparar.
Estava na sua casa do Pólo Norte e seguia pela
televisão a cerimónia do desembrulhar das prendas em todas
as casas do mundo.
– Que pena que isto me dá! – desabafou, enquanto uma
lagriminha, pequena como uma pérola de fantasia, lhe
deslizava pela face vermelhusca e se lhe ia dependurar na barba comprida.
Com a mão espalmada, esmagou a lágrima maçadora e disse:
– Ai que infeliz que eu sou! Ninguém dá prendas ao Pai Natal!
Estava bem enganado. Ainda mal tinha acabado de soltar aquele
queixume, quando se ouviu bater à porta:
– Truz, truz, truz.
– Quem vem lá? – perguntou o Pai Natal.
– Sou eu, Pai Natal, a Menina do Capuchinho Vermelho.
O Pai Natal abriu a porta e a sua visita ofereceu-lhe uma bonita capa vermelha com capucho.
– Ah, ah, ah, ah! – riu o Pai Natal.
– Onde está a graça? – perguntou, com certa irritação na voz, a Menina do Capuchinho Vermelho.
– É que eu sou muito bem constituído – respondeu o Pai Natal, que acrescentou: – Parece-me que esta
capa não me vai servir.
Só para não desconsiderar aquela menina simpática, o Pai Natal tentou embrulhar-se na capa. Mas esta
mal lhe tapava os ombros, e não havia maneira de conseguir enfiar o capucho.
A Menina do Capuchinho Vermelho abanou a cabeça e disse:
– Pois olha, não era má ideia fazeres uma dieta. Podia ser a tua resolução para o Ano Novo. Que achas?
Todo comprometido, o Pai Natal ofereceu uma bebida à sua visita e dedicou-se a encerar o seu trenó,
enquanto a Menina do Capuchinho Vermelho saboreava uma deliciosa chávena de chocolate quente com
natas – receita típica do Pólo Norte.
Estava o Pai Natal a remendar o cobertor das suas renas quando ouviu uma voz melodiosa a chamar:
– Pai Natal! Pai Nataaal!
Ana Saldanha,
Ninguém dá prendas ao Pai Natal (adaptação)

29
__________________________________________________________________________________________________________
Lê o texto com atenção e responde, de forma completa e correcta, às questões que se seguem.

1. "Por momentos, o Pai Natal não conseguia ver papéis de embrulho..."


Esta história passa-se...

... uns dias antes do Natal. ❑


... na noite de Natal. ❑
... depois do Natal. ❑
1.1. Transcreve do texto uma expressão que justifique a tua resposta.
__________________________________________________________________________________

2. Onde se encontrava o Pai Natal?


___________________________________________________________________________________

3. "Que pena que isto me dá!" Indica o motivo da tristeza do Pai Natal.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

3.1. Retira do texto duas expressões que mostrem o seu estado de espírito.

______________________________ ________________________________

4. "Estava bem enganado."


Por que razão estava enganado?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

4.1. Qual a primeira visita que recebeu?


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

4.2. Que prenda lhe ofereceu?


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

30
__________________________________________________________________________________________________________

4.3. Qual o tipo e a forma das frases?


Tipo Forma

A- Quem vem lá? A.

B- Sou eu, Pai Natal. B.

C- Abre-me a porta. C.

D- Trago-te esta bela prenda! D.

E- O Pai Natal riu-se. E.

F- Onde está a graça? F.

G- Esta capa não me vai servir. G.

H- Não era má ideia fazeres uma dieta! H.

5. Procura no rectângulo da direita os sinónimos para as palavras do texto, ligando-as conforme o exemplo.

amachucado característico
calcar lamentação
queixume suave
resolução pisar
típico decisão
melodiosa amarrotado

6. O que é que a Menina do Capuchinho Vermelho sugeriu que o Pai Natal fizesse no Ano Novo?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________

6.1. O Pai Natal não comentou a sugestão da Menina e delicadamente ofereceu-lhe uma bebida. Qual?
__________________________________________________________________________________

6.2. Enquanto a menina bebia, o que fazia o Pai Natal?


__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________

31
__________________________________________________________________________________________________________
7. Conheces a história da Menina do Capuchinho Vermelho?
Pontua convenientemente o texto que se segue e obterás o início desse conhecido conto.

Um dia ❑ a Menina do Capuchinho Vermelho foi levar à avó um bolo muito saboroso ❑ feito pela
mãe ❑
Ao atravessar a floresta ❑ encontrou um lobo que lhe perguntou onde é que ela ia ❑
A pobre menina respondeu ❑
❑ Vou a casa da minha avó ❑
❑ Mora muito longe a tua avó ❑ ❑ perguntou-lhe ele ❑
❑ Mora ❑ respondeu a Menina do Capuchinho Vermelho ❑ Vê aquele moinho lá longe ❑
Fica por detrás desse moinho ❑
7.1. Preenche o esquema que se segue com os substantivos do rectângulo da esquerda.

SUBSTANTIVOS

PRÓPRIOS COMUNS COLECTIVOS


• Menina do Capuchinho Vermelho
• avó
• floresta
• lobo
• casa

7.2. De entre os nomes colectivos do rectângulo, escolhe aqueles que correspondem a um conjunto de...

alcateia
lobos ____________ casas _______________
casario
matilha
ovelhas __________ pinheiros ____________
pinhal
rebanho
souto

32
__________________________________________________________________________________________________________

8. Natal, tempo de magia e de tradições...


Completa o esquema com palavras deste Campo Lexical.

___________________ ______________________

_______________ _________________
NATAL
___________________ _______________________

9. "Pai Natal! Pai Nataaaaaaal"

O Pai Natal recebeu mais visitas. Entre elas, algumas das personagens das histórias que tu, certamente,
conheces...
Agora vais tu continuar o texto. Enriquece-o imaginando:
... um possível diálogo entre essa personagem e o Pai Natal... a prenda que ele recebeu desta vez.
Tenta criar um texto divertido!
Estas ilustrações podem inspirar-te!

33
34