Você está na página 1de 111

Componentes

Protéticos
Rogério Gonçalves Velasco
Coordenador dos cursos de Pós-graduação em Implantodontia do Instituto Velasco
! Doutor em Implantodontia pela Faculdade São Leopoldo Mandic, Campinas
! Mestre em Medicina - área de Concentração em Ciências da Saúde/Cirurgia de Cabeça e Pescoço, pelo Hospital Heliópolis - São Paulo, 2004.
! Especialista em Prótese Bucomaxilofacial através da Associação Brasileira de Ensino Odontológicos, São Paulo, 2003
! Especialista em Prótese Dentária pela Universidade São Marcos, 2009
! Especialista em Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofacial pela Universidade São Marcos, São Paulo, 2009
rogeriogvelasco@gmail.com www.rogeriovelasco.com.br
11 Z940.6458
11 Z969.683Z
Säo Paulo } SP } 04249-070
www.institutovelasco.org.br
Rua Riga, 319 } Sacomä
Andrea Oliveira Bernardo
Supervisora Academica
11 7600-7Z41
andrea.bernardo@institutovelasco.org.br
Cursos com credenciamento no MEC, sob portaria nº 1.342 de 10 de novembro de
2008, seguindo diretivas do CFO para cursos de especialização em odontologia.
Transformando
conhecimento em saúde

www.ceto.com.br
Rua Riga, 319 } Sacomä } Säo Paulo } SP } 04249-070
Relacionamento
Centro de Estudos Práticos e Pesquisa
dedicado aos cursos de atualização em
Implantodontia, Cirurgia e Prótese ministrados pelo
Instituto Velasco.
Objetivos
Objetivos
Revisão de Plataformas e Sistemas anti-rotacionais
Objetivos
Modelos e indicações de pilares protéticos
Revisão de Plataformas e Sistemas anti-rotacionais
Objetivos
Modelos e indicações de pilares protéticos
Revisão de Plataformas e Sistemas anti-rotacionais
Revisão de conceitos estéticos/mecânicos
união
prótese-implante
Classificação:
Posição do
Antirotaciona
l em relação
ao corpo do
implante
união
prótese-implante
Classificação:
Posição do
Antirotaciona
l em relação
ao corpo do
implante
Posição da
plataforma
do implante
em relação à
crista óssea
união
prótese-implante
Classificação:
Posição do
Antirotaciona
l em relação
ao corpo do
implante
Posição da
plataforma
do implante
em relação à
crista óssea
Linha de
término da
estrutura
protética
união
prótese-implante
Classificação:
acima da plataforma protética
Posição do Antirotacional em relação ao corpo do
Abaixo da plataforma protética
Posição do Antirotacional em relação ao corpo do
Posição da plataforma do implante em relação à crista
acima da
crista óssea
Posição da plataforma do implante em relação à crista
acima da
crista óssea
Abaixo da
crista óssea
Posição da plataforma do implante em relação à crista
acima da
crista óssea
Abaixo da
crista óssea
no nível da crista
óssea
Posição da plataforma do implante em relação à crista
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Sistema INP, Bicon, Straumann
Pilar protético
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Sistema INP, Bicon, Straumann
Pilar protético
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Sistema INP, Bicon, Straumann
Pilar protético
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Sistema INP, Bicon, Straumann
Pilar protético
plataforma do
implante
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Sistema INP, Bicon, Straumann
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Dentsply/Xive/Ankylos
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Dentsply/Xive/Ankylos
Pilar
protético
Linha de término da estrutura protética
Imagens: Dentsply/Xive/Ankylos
Pilar
protético
Plataforma
do Implante
Tecido inflamatório conectivo
reabsorção óssea em nível cervical
reabsorção óssea em nível cervical
Risco de Peri-implantite
Risco de Peri-implantite
Risco de Peri-implantite
Risco de Peri-implantite
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Hexagonal
60º
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Hexagonal
HE Padrão
Branemark
4,1 mm
0,7 mm
2,7 mm
2,0 mm
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Hexagonal
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Hexagonal
45º
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Octogonal
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Triangular
120º
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Quadrado
90º
45º
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Estrelas de 8 e 12 pontas
30º
360º
Geometria do Sistema Anti-rotacional
Circular
Pilares Retos Padronizados
Com perfil de
emergência largo
Com perfil de
emergência estreito
sem perfil de
emergência
Pilares Retos Padronizados
CeraOne
Encaixe hexagonal para próteses cimentadas
Pilares Retos Padronizados
Easy Abutment NP
Encaixe tipo canaleta para próteses
cimentadas
Criação da anatomia dentária a partir do elemento protético
Pilares Retos Padronizados
Pilares Angulados Padronizados
Angulações de 10º a 35º
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares Padronizados
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Titânio usinado
Titânio usinado
Titânio com
Prata-Paládio (Por-son)
Titânio usinado
Titânio com
Prata-Paládio (Por-son)
NiCr
Titânio usinado
Titânio com
Prata-Paládio (Por-son)
NiCr
CoCr
Titânio usinado
Titânio com
Prata-Paládio (Por-son)
NiCr
CoCr
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares UCLA
Pilares Individualizados
Criação da anatomia dentária a partir do pilar.
Pilares Retos Estéticos Padronizados
Pilares Estheticone
Pilares Multi-unit
o parafuso
The influence of occlusal loading location on
stresses transferred to implant-supported
prostheses and supporting bone: A three-
dimensional finite element study
Gurcan Eskitascioglu, Aslihan Usumez, Mujde Sevimay, Emel Soykan, Elif
Unsal. The Journal Of Prosthetic Dentistry Volume 91 Number 2 February
2004 144-150
O stress é
concentrado no
pescoço do
implante
Resultados
The influence of occlusal loading location on
stresses transferred to implant-supported
prostheses and supporting bone: A three-
dimensional finite element study
Gurcan Eskitascioglu, Aslihan Usumez, Mujde Sevimay, Emel Soykan, Elif
Unsal. The Journal Of Prosthetic Dentistry Volume 91 Number 2 February
2004 144-150
A metodologia que utiliza elementos
finitos aplica as forças em situações
ideais (densidade homogênea da
cerâmica, das ligas metálicas, etc)
mas próximas da realidade.
Discussão
Carga matigatória
fica localizada na
área mais crítica da
reabilitação
torque aplicado
material do componente
parafuso: desenho da rosca e aspereza da
superfície
ajuste protético
adaptação
etc
Estabilidade e longevidade
da fixação do parafuso
Soluções mas...
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Limite biológico para o uso de torque:
rompimento de interface.
Mesmo com torque, pode soltar.
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Limite biológico para o uso de torque:
rompimento de interface.
Mesmo com torque, pode soltar.
Fixação dos parafusos com
elementos de união (“veda-
rosca”)
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Limite biológico para o uso de torque:
rompimento de interface.
Mesmo com torque, pode soltar.
Fixação dos parafusos com
elementos de união (“veda-
rosca”)
Em caso de fratura do parafuso, o implante
pode ser comprometido quando da remoção do
fragmento: colado nas paredes
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Limite biológico para o uso de torque:
rompimento de interface.
Mesmo com torque, pode soltar.
Fixação dos parafusos com
elementos de união (“veda-
rosca”)
Em caso de fratura do parafuso, o implante
pode ser comprometido quando da remoção do
fragmento: colado nas paredes
Selamento dos parafusos com
resina (acrílica, foto, etc...)
Aplicação de torque para fixar
pilares e próteses.
Soluções mas...
Limite biológico para o uso de torque:
rompimento de interface.
Mesmo com torque, pode soltar.
Fixação dos parafusos com
elementos de união (“veda-
rosca”)
Em caso de fratura do parafuso, o implante
pode ser comprometido quando da remoção do
fragmento: colado nas paredes
Selamento dos parafusos com
resina (acrílica, foto, etc...)
Dificuldade de remoção quando necessário.
www.sobreimplantes.com.br
Recomendado o Curso de Prótese sobre Implantes da revista ImplantNews
Os artigos utilizados estão referendados junto ao seu assunto específico em cada slide
B
i
b
l
i
o
g
r
a
f
i
a

www.ceto.com.br
Rua Riga, 319 } Sacomä } Säo Paulo } SP } 04249-070
Relacionamento
Centro de Estudos Práticos e Pesquisa
dedicado aos cursos de atualização em
Implantodontia, Cirurgia e Prótese ministrados pelo
Instituto Velasco.
11 Z940.6458
11 Z969.683Z
Säo Paulo } SP } 04249-070
www.institutovelasco.org.br
Rua Riga, 319 } Sacomä
Andrea Oliveira Bernardo
Supervisora Academica
11 7600-7Z41
andrea.bernardo@institutovelasco.org.br
Cursos com credenciamento no MEC, sob portaria nº 1.342 de 10 de novembro de
2008, seguindo diretivas do CFO para cursos de especialização em odontologia.
Transformando
conhecimento em saúde

Esta aula foi produzida e é distribuído através da licença de utilização Creative Commons e Science Commons. O
Projeto Science Commons tem três iniciativas interligadas para acelerar o ciclo de pesquisa: a produção contínua,
facilidade de acesso e reutilização do conhecimento, que está no princípio do método científico. Juntas, estas
iniciativas formam uma infra-estrutura colaborativa, facilitando acesso às descobertas científicas .
Ao distribuir esta obra, permitir contato direto com autor:
Rogério Gonçalves Velasco
rogeriogvelasco@gmail.com www.institutovelasco.org.br www.rogeriovelasco.com.br
Você tem a liberdade de:
Compartilhar — copiar, distribuir e transmitir a obra.
Sob as seguintes condições:
Atribuição — Você deve creditar a obra vinculando o documento ao autor, com e-mail e site.
Uso não-comercial — Você não pode usar esta obra para fins comerciais, como
apresentações públicas, aulas e cursos, somente consulta pessoal.
Vedada a criação de obras derivadas — Você não pode alterar, transformar ou criar em cima
desta obra.