P. 1
Apostila Física CEFET PDF

Apostila Física CEFET PDF

5.0

|Views: 45.438|Likes:

More info:

Published by: Física Concurso Vestibular on May 15, 2008
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

12/04/2014

pdf

text

original

São forças tangenciais que surgem quando há escorregamento ou tendência de escorregamento
entre superfícies sólidas que se comprimem – veja a Figura 78. A Força de atrito se divide em Força
Atrito Estático e Força de Atrito Cinético.
A força de atrito estático ocorre quando há uma tendência de escorregamento (o corpo está em
repouso) entre superfícies que se comprimem.

Figura 78 [4].

Este atrito apresenta as seguintes características.
a) Possui módulo variável: depende da força motriz aplicada;
b) Admite um valor máximo.
Este valor máximo é proporcional à força normal aplicada sobre o corpo e pode ser calculada

através da seguinte equação:

..................................................................................... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Campus VIII - Varginha

Curso Pró-Técnico - Disciplina: Física. Professores Wanderley Xavier Pereira e Fernando Teixeira Filho.

49

.

máx

ae

e

f

N

µ

=

Onde e

µ é denominado de coeficiente de atrito estático e depende da rugosidade

(irregularidades) das superfícies em contato.

O e

µ pode se determinado através do conhecimento de um ângulo θ do plano com a horizontal
(figura abaixo), quando o corpo se encontra na iminência de escorregar tem-se o coeficiente estático na

seguinte expressão: e

tg

µ θ

=

Figura 79 [5].

A força de Atrito Cinético é a força de atrito que atua nos corpos em movimento. Este tipo de atrito

possui um módulo constante e sua expressão é dada por:

.

ac

c

f

N

µ

=

Onde c

µé o coeficiente de atrito cinético e também depende da rugosidade das superfícies em

contato.

O gráfico da Figura 80 mostra de que maneira variam os atritos estático e cinético entre

superfícies.

Figura 80 [4].

94 - O coeficiente de atrito estático entre o corpo de massa m =10 kg e a superfície plana horizontal de
apoio é e

µ= 0,3 e o coeficiente de atrito cinético é

=

c

µ0,2. Preencha na Tabela 4 abaixo os valores

das forças de atrito em função da variação da intensidade da força F

aplicada no corpo.

..................................................................................... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Campus VIII - Varginha

Curso Pró-Técnico - Disciplina: Física. Professores Wanderley Xavier Pereira e Fernando Teixeira Filho.

50

Tabela 4

95 – (CEFET) Um livro em repouso está apoiado sobre uma mesa inclinada de um ângulo α em relação
ao piso, conforme o desenho. Sejam fe a força de atrito e N a força normal que atuam no livro e P o seu
peso, então, é correto afirmar, com relação aos seus módulos, que:

Figura 81.

96 - Um bloco de massa m = 5,0kg, desloca-se na horizontal sob a ação da força F

, de intensidade F =
50N, como mostra a figura. O coeficiente de atrito entre o bloco e o solo é µ = 0,4. Considerando g =

10m/s2

, determine a aceleração do bloco. (Dados: Sem θ = 0,6 e Cos θ = 0,80).

Figura 82 [5].

97- (EFOA-MG) Dois blocos idênticos, ambos com massa m, são ligados por um fio leve, flexível. Adotar
g = 10 m/s2

. A polia é leve e o coeficiente de atrito do bloco com a superfície é µ=0,2. A aceleração dos

blocos é:

a) 10 m/s2

b) 6 m/s2

c) 5 m/s2

d) 4 m/s2

e) nula

Figura 83.

Força de atrito (N)

Força aplicada F

(N)

10
20
30
40

..................................................................................... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Campus VIII - Varginha

Curso Pró-Técnico - Disciplina: Física. Professores Wanderley Xavier Pereira e Fernando Teixeira Filho.

51

98 - Um bloco de 5 kg de massa está em repouso numa superfície. Os coeficientes de atrito estático e
cinético são respectivamente iguais a 0,4 s e 0,3 s e g = 10 m/s2
.

a) Determine a intensidade da força horizontal com que o bloco deve
ser puxado para que fique na iminência de deslizamento.
b) Se o bloco for puxado por uma força de 30N que forma com a
horizontal um ângulo de 60°, ele começará se mover? Justifique.
c) Determine a intensidade da força normal sobre o bloco quando ele
é puxado por uma força de 50N que forma um ângulo de 60° com a
horizontal.

Figura 84.

99 – (UFOP-MG) Uma força horizontal de 50N atua
sobre um bloco A, de massa igual a 10kg, em um
plano horizontal. A aceleração resultante do bloco é
2,5 m/s2

. Considerando g = 10m/s2

, o coeficiente

de atrito cinético entRe o bloco e o plano é:

Figura 85.

a) 0,15

b) 0,2

c) 0,25

d) 0,3

e) 0,5

100 - (Fatec-SP) Dois corpos, A e B, vinculados por um fio leve e inextensível, conforme ilustrado no
esquema, x permanecem em repouso.

O coeficiente de atrito entre o corpo A e o plano horizontal é
0,3. A polia C é ideal. A força de atrito tem intensidade de:
a) 30N

c)100N e) 6N

b) 20N

d) 50N

101- (UNICAMP- SP) Um carro de 800kg, andando a 108 kg, freia
bruscamente e pára em 5s.
a) Qual é a aceleração do carro?
b) Qual o valor da força de atrito que atua sobre o carro.

Figura 86.

..................................................................................... Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais – Campus VIII - Varginha

Curso Pró-Técnico - Disciplina: Física. Professores Wanderley Xavier Pereira e Fernando Teixeira Filho.

52

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->