P. 1
APRESENTAÇÃO_Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita de 2º Ciclo - Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …

APRESENTAÇÃO_Unidade de Apoio Especializado para a Educação de Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita de 2º Ciclo - Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …

|Views: 940|Likes:
Publicado poreaelisboacidade
“Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …”
Unidades de Apoio Especializado para a Educação de Alunos
com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo
Agrupamento Padre Bartolomeu de Gusmão
Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos
Rui Daniel Silvestre Ferreira – Mestre em Educação Especial pela Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa
“Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …”
Unidades de Apoio Especializado para a Educação de Alunos
com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo
Agrupamento Padre Bartolomeu de Gusmão
Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos
Rui Daniel Silvestre Ferreira – Mestre em Educação Especial pela Faculdade de Motricidade Humana – Universidade Técnica de Lisboa

More info:

Published by: eaelisboacidade on Jun 25, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

03/23/2011

pdf

text

original

1º Encontro de Educação Especial Equipa de Apoio às Escolas – Lisboa

Escola Secundária 2/3 Josefa de Óbidos
Unidades de Apoio Especializado para a Educação de
Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita – 2º Ciclo “Compreender, Avaliar, Intervir … Incluir …”

Rui Silvestre 16 de Junho de 2010

Unidades de Apoio Especializado para a Educação de alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita (UAE/MSC)

“…recurso

pedagógico como uma

especializado resposta

dos

estabelecimentos do ensino regular do ensino básico, constituindo-se educativa

diferenciada que visa apoiar a educação dos alunos com multideficiência e com surdocegueira congénita, fornecendo-lhes meios e recursos diversificados.”
(Unidades Especializadas em Multideficiência - Normas Orientadoras, 2005)

Crianças/jovens com multideficiência

Grupo Heterogéneo
Acentuadas Limitações visuais
Acentuadas Limitações motoras

Dificultam a participação intervenção nos diversos ambientes Influenciam a forma como aprendem

Acentuadas Limitações auditivas

Acentuadas limitações cognitivas

Impossibilitam o acesso à linguagem oral

Adaptado de Nunes, (2005)

Crianças/jovens com surdocegueira congénita

Dificuldades na comunicação

Dificuldades na aprendizagem

Acentuadas limitações visuais e auditivas

Dificuldades na exploração do mundo

Dificuldades no acesso à informação

Dificuldades na movimentação

Crianças/jovens com multideficiência e surdocegueira congénita

 É comum manifestarem acentuadas limitações ao nível: • Funções mentais;

• Comunicação e da linguagem; • Funções motoras; • Funções visuais e/ou auditivas.

 Graves problemas de saúde física (epilepsia e problemas respiratórios).

Princípios orientadores das UAE/MSC
• • Modelos centrados na actividade e não apenas no desenvolvimento; Respostas educativas que atendam às necessidades específicas dos
alunos e famílias; • Ensino individualizado e sistemático ;

Ambientes

de

aprendizagem

estruturados

de

acordo

com

as

necessidades específicas; • Contextos educativos que promovam a participação nas actividades;

Princípios orientadores das UAE/MSC

• •

Proporcionar experiências diversificadas e significativas;
Promover a independência e autonomia; Privilegiar a comunicação como área a desenvolver em todas as actividades;

Assegurar o progresso educativo, criando oportunidades de os alunos acederem ao currículo comum, sempre que possível;

Disponibilizar todos os apoios terapêuticos que os alunos necessitem.

Avaliação
“tomada de decisão para intervir”. (Bairrão, 1994) • Avaliação, adequada às suas características; • Centrada nos ambientes onde a criança se encontra; • Modo como funciona nas actividades naturais.

Planificação da intervenção
Deve centrar-se:
Organização das respostas educativas

Comunicação , Mobilidade e Orientação

Organização do ambiente

Organização das respostas educativas
Projecto Educativo do Agrupamento
Projecto Curricular de Turma Programa Educativo Individual

Organização das respostas educativas
Programa Educativo Individual deve:

• • • • •

Desenvolver capacidades; Proporcionar uma participação activa nas actividades; Fomentar aprendizagens significativas; Promover independência e autonomia; Criar oportunidades do aluno interagir com parceiro significativos;
Criar oportunidades de aceder ao Currículo comum sempre que possível;

Organização das respostas educativas
Como articular o desenvolvimento de conteúdos curriculares

individualizados com os conteúdos propostos para outros alunos?
• Currículo “multi-level” – permite trabalhar para resultados

individualizados dentro da mesma área curricular propostas para os seus pares;
• Currículo “overlapping” - permite trabalhar para resultados

individualizados em áreas curriculares que não fazem parte do currículo comum.

Organização das respostas educativas
A organização curricular deve contemplar o desenvolvimento de

competências referentes a diferentes áreas curriculares :
• Comunicação; • Orientação e Mobilidade; • Desenvolvimento pessoal e social; • Compreensão do meio que o rodeia e sua relação com o mesmo; • Académica: leitura, matemática, expressões, etc.

Comunicação, Mobilidade e Orientação
• Comunicação – área central do currículo dos alunos com MSC;
• Mobilidade e Orientação – área central do currículo dos alunos com acentuadas limitações visuais.

Organização do ambiente
•Satisfazer as necessidades individuais;
•Permitir que se focalize na informação • Necessidades das crianças

relevante que lhe é fornecida;
•Auxiliar a criança a dar sentido às experiências que vivência;

• O que se pretende que aprenda

•Encorajar uma aprendizagem activa;
•Compensar a falta de aprendizagem incidental,

•Possibilitar o desenvolvimento de noções
espaciais e temporais.

Planificação semanal
2ªfeira 3ªfeira 4ªfeira 5ªfeira 6ªfeira

Dia da História

Dia da Culinária
Estimulação sensorial

Dia da Expressão Plástica

Dia da Expressão Motora

Dia da Música e Expressão Dramática

ATELIER DOS SABERES
Este espaço de informação destina-se a apresentar, semanalmente, as actividades programadas e realizadas, no qual os encarregados de educação e docentes podem participar com comentários e sugestões, para melhorar o processo educativo dos alunos.

Blogue da Unidade Atelier dos saberes http://oficinass.blogspot.com/

“Livros Andarilhos”

Fim

Obrigado pela atenção

Rui Silvestre Email: ruidanielsilvestre@gmaisl.com

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->