P. 1
Lista-Agitacão_e_Mistura

Lista-Agitacão_e_Mistura

|Views: 436|Likes:
Publicado porzearcadiobuendia

More info:

Published by: zearcadiobuendia on Sep 14, 2010
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/26/2014

pdf

text

original

EQA 5313 – Operações Unitárias de Transferência de Quantidade de Movimento Lista de Exercícios 2 – Agitação e Mistura 1.

Uma turbina de 6 lâminas planas (Fig 1) está instalada no centro de um tanque vertical. O tanque tem 1,8 m de diâmetro, a turbina está instalada a uma profundidade de 0,60 m do fundo do tanque e tem 0,60 m de diâmetro. O tanque está cheio até H = 1,89m com uma solução de NaOH a 50% e 60ºC (viscosidade = 12 cP e massa específica = 1498 kg/m3). A turbina opera a 90 rpm. O tanque não tem chicanas. Calcular a potência necessária para o funcionamento do sistema de agitação.

Figura 1. Impelidor tipo turbina de 6 lâminas planas. 2. O tanque do exercício anterior dispõe de 4 chicanas, cada uma com largura de 19 cm. Determinar a potência necessária para o funcionamento do sistema de agitação. 3. Deseja-se empregar o misturador do exemplo anterior para misturar o composto de goma látex que possui viscosidade 120.000 cP e massa específica 1120 kg/m3. Calcular a potência necessária. 4. Numa planta piloto misturam-se os componentes de um detergente líquido (viscosidade 10 cP) num tanque de 10 galões, com chicanas, fundo plano e 10 in de diâmetro. Usa-se um agitador do tipo turbina de 6 lâminas, de 6 in de diâmetro. Um motor de 0,5 HP aciona o agitador a 500 rpm, durante 30 minutos, até conseguir-se dispersão completa. Numa planta industrial, planeja-se instalar uma unidade geometricamente semelhante a esta, para misturar partidas de 200 galões. Determinar os valores coerentes dos diâmetros do agitador e do tanque, da velocidade de rotação e da potência necessária na unidade industrial. Basear o projeto: a) No número de Reynolds constante b) Na velocidade do fluido na ponta do agitador (N.Da) constante; c) Na velocidade de rotação, em RPM, constante. 5. Usando um sistema de agitação descrito pela curva 6 da Fig. 20.25 do livro do Foust (procure a Figura): a) calcule a velocidade de rotação de um agitador que dissipa 100 W/m3, num tanque com 0,6 m3 de capacidade. O fluido de ensaio é óleo SAE 10 (massa específica 57,1 lb/ft3; viscosidade 31 cP). b) Calcule a potência dissipada no mesmo tanque com 0,06 m3 de líquido operando no mesmo número de Reynolds. 6. Um tanque cilíndrico usado para a neutralização de uma corrente de processo tem 2,1 m de diâmetro e 2,5 m de altura. A mistura líquida no seu interior é mantida a um nível de 2,1 m, e é agitada por uma turbina de 6 lâminas planas, posicionada no eixo central do tanque. A turbina possui 0,7 m de diâmetro e encontra-se a 0,7 m do fundo do tanque. As pás têm 0,14 m de largura e estão igualmente espaçadas na circunferência da turbina. O tanque está equipado com 4 chicanas e o agitador opera a uma velocidade de 50 rpm acoplado a um sistema de potência capaz de fornecer, no máximo 7501W. Com o agitador operando nessas condições, o tempo de mistura é de 47 s. Devido a uma alteração no processo, torna-se necessário reduzir o tempo de mistura para, no máximo, 35 s, mantendo-se o mesmo agitador. O engenheiro responsável pela operação da planta, visando adaptar o misturador às novas condições operacionais, propõe a mudança da velocidade de rotação para 80 rpm. Com base no exposto: a) Verifique se a proposta satisfaz a exigência em relação ao tempo de mistura; b) Critique a proposta em relação à potência disponível no sistema de agitação. Propriedades do fluido: massa específica: 1800 kg/m3; viscosidade: 1,5 x 10-2 kg/m.s

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->