Você está na página 1de 20

CURVAS DE TITULAÇÃO

Chama-se curva de titulação uma representação


gráfica que mostra a maneira como varia o logaritmo
de uma concentração crítica com a quantidade de
solução titulante adicionada.

O logaritmo dessa concentração crítica sofre uma


variação notável nas imediações do ponto de
equivalência, fato de grande importância na
localização do ponto final da titulação.
CURVAS DE TITULAÇÃO DE
NEUTRALIZAÇÃO
• A curva de titulação é obtida plotando-se o pH
em função do volume da solução padrão
adicionado.

pH

VT
TITULAÇÃO DE ÁCIDOS FORTES COM
BASES FORTES
• Exemplo: Titulação de 50 mL de HCl 0,1M com
NaOH 0,1M

• No início (antes de começar a titulação)


• Antes do ponto de equivalência
• No ponto de equivalência
• Após o ponto de equivalência
NO INÍCIO
• A solução é ácido clorídrico à 0,1M

VB = 0 mL

[H+] = 0,1M pH = 1,0


ANTES DO PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A solução contém ácido clorídrico (que ainda
não reagiu) e o sal formado na reação (NaCl).
• O NaCl, por ser derivado de ácidos e bases
fortes não sofre hidrólise, logo não tem efeito
sobre o pH do meio.
• O pH da solução poderá ser calculado em
função da concentração de ácido que ainda
não reagiu.
ANTES DO PONTO DE EQUIVALÊNCIA

 nH nHCl  nNaOH
[ HCl ]  [ H ]  
V V
n  MV
 M AVA  M BVB
[H ] 
VA  VB

EX: VB = 25 mL
 50 x0,1  25 x0,1
[H ]   3,3333 x10  2
75
pH  1,48
NO PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A solução contém apenas NaCl, sal
derivado de ácidos e bases fortes geram
soluções de caráter neutro.
pH = 7,0
HCl  NaOH  NaCl  H 2O
n A  nB
VA M A  VB M B
50 x0,1  VB x0,1
VB  50mL
APÓS O PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A solução contém o sal formado (NaCl) e o
excesso de base adicionado.
• O cálculo do pH é efetuado em função desse
excesso de base que não reagiu.

 nOH nNaOH  nHCl
[ NaOH ]  [OH ]  
V V
n  MV
 M BVB  M AVA
[OH ] 
VA  VB
APÓS O PONTO DE EQUIVALÊNCIA

EX: VB = 75 mL

 75 x0,1  50 x0,1 2
[OH ]   2,0 x10
125
pOH  1,70  pH  12,30
V TITULANTE VERSUS pH
V NaOH (mL) pH
0 1,0
20 1,4
40 2,0
49,5 3,3
49,9 4,0
50 7,0
50,1 10,0
50,5 10,7
60 12,0
80 12,4
100 12.5
•A grande variação de pH observada nas
proximidades do ponto de equivalência é
bastante evidenciada pela curva de
titulação.

•Quando se observa, num mesmo gráfico,


a curva de titulação e o intervalo de
viragem do indicador pode-se analisar se
o mesmo é adequado para esta titulação.
TITULAÇÃO DE ÁCIDOS FRACOS COM
BASES FORTES
• Exemplo: Titulação de 50 mL de CH3COOH 0,1M
com NaOH 0,1M

• No início (antes de começar a titulação)


• Antes do ponto de equivalência
• No ponto de equivalência
• Após o ponto de equivalência
NO INÍCIO
• A solução é ácido acético à 0,1M (ka = 1,8.10-5)
VB  0mL
CH 3COOH  NaOH  NaCH 3COO  H 2O
[ H  ][CH 3COO  ] [ H  ]2
ka  
[CH 3COOH ] 0,1
[ H  ]  k a .0,1

[H+] = 1,3x10-3M pH = 2,89


ANTES DO PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A solução contém uma mistura de ácido
acético (que ainda não reagiu) e o sal formado
na reação (NaCH3COO).
• A mistura é uma solução tampão ácida (ácido
fraco + sal derivado desse ácido.
• Calcula-se o pH da solução tampão formada.
ANTES DO PONTO DE EQUIVALÊNCIA
nCH 3COOH  nNaOH
[CH 3COOH ]  nNaOH
V [CH 3COO  ] 
V
n  MV
 M BVB
M AVA  M BVB [CH 3COO ] 
[CH 3COOH ]  VA  VB
VA  VB

EX: VB = 25 mL
50 x0,1  25 x0,1
[CH 3COOH ]   3,3333 x10  2
75
25 x0,1
[CH 3COO  ]   3,3333 x10  2
75
Cs
pH  pk a  log
Ca
3,3333.10 2
pH  4,76  log 2
 pH  4,76
3,3333.10
NO PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A solução contém apenas NaCH3COO, sal
derivado de ácidos fraco e bases fortes
geram soluções de caráter alcalino.
• Ocorre hidrólise do ânion

CH 3COOH  NaOH  NaCH 3COO  H 2O


n A  nB
VA M A  VB M B
50 x0,1  VB x0,1
VB  50mL
NO PONTO DE EQUIVALÊNCIA

CH 3COO   H 2O  CH 3COOH  OH 
1 1
pH  7  pk a  log c
2 2 C – concentração do sal

M BVB 0,1.50
[CH 3COO ]  [ NaOH ]    5 x102 M
VA  VB 50  50

pH  7  4,76  log 0,05  pH  8,72


1 1
2 2
APÓS O PONTO DE EQUIVALÊNCIA
• A hidrólise do sal é reprimida pelo aumento
da concentração da base (base forte).
• O cálculo do pH é efetuado em função desse
excesso de base.

 nOH nNaOH  nHCl
[ NaOH ]  [OH ]  
V V
n  MV
 M BVB  M AVA
[OH ] 
VA  VB
APÓS O PONTO DE EQUIVALÊNCIA

EX: VB = 75 mL

 75 x0,1  50 x0,1 2
[OH ]   2,0 x10
125
pOH  1,70  pH  12,30
V TITULANTE VERSUS pH
V NaOH (mL) pH
0 2,89
25 4,8
49,5 6,8
49,9 7,5
50 8,72
50,1 10,0
50,5 10,7
75 12,3
100 12,5