P. 1
Renascimento Na Alemanha

Renascimento Na Alemanha

|Views: 1.629|Likes:
Publicado porAmanda Jardim
Trabalho de Estética e História da Arte do 3º semestre da FAU Mackenzie.
Trabalho de Estética e História da Arte do 3º semestre da FAU Mackenzie.

More info:

Categories:Topics, Art & Design
Published by: Amanda Jardim on Mar 10, 2012
Direitos Autorais:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

04/15/2013

pdf

text

original

Estética e História da Arte I 07/05/2010

Amanda Barbosa Jardim Carolina Ribeiro Boccato

Raphael Spadari
Turma F

 Contexto
 Pintura

histórico


 

Grünewald Dürer Cranach Altdorfer Holbein

 Escultura  Arquitetura

A reforma protestante estava acontecendo e iniciada por Martinho Lutero A Reforma Luterana recebeu o apoio dos nobres alemães Houve um conflito entre nobres e camponeses deu origem a uma guerra civil na Alemanha.
Martinho Lutero

Guerra entre estilos: Gótico Tardio e Renascimento. Formas de arte mais praticadas: pintura e artes gráficas. Pessimismo. Influência dos pensadores intelectuais da Reforma. .

arquiteto.  Pintou retábulos (painéis de madeira)  Principal obra: Retábulo de Isenheim. pintado entre 1509-1515.  O Retábulo de Isenheim no Museu Unterlinden de Colmar.Pintor artesanal. . engenheiro. homem da corte e empresário.

.

.

     1471-1528 Adotou o ideal italiano do artista como cavalheiro e humanista erudito. Primeiro artista a fascinar-se por sua própria imagem. Auto-retrato aos 13 anos. Buscava a perfeição e gostava de retratar a natureza. . Dominava uma série de técnicas e enriqueceu a xilogravura (gravura em madeira).

Auto-retrato aos 28 anos (1500) .

Combate de São Miguel com o Dragão (1498) .

Os Quatro Cavaleiros do Apocalipse (1497-8) .

Ervas (1503) .

Natividade (1504) .

Adão e Eva (1504) .

Os Quatro Evangelistas .

Demonstração de Perspectiva (1525) .

1472-1573  Lembrado por seus retratos e cenas mitológicas.  Pintor da corte da Saxônia.  Auto-retrato (1550) .

O Julgamento de Páris (1530) .

Ao contrário do mestre mais velho torna a figura humana incidental ao seu contexto espacial. também arquiteto e conhecedor da perspectiva e vocabulário italiano. A Batalha de Issus (1529) .  Um Grünewald posterior e menor.

Paisagem (1526-8) .

soube retratar a imagem do homem do Renascimento. Erasmo de Rotterdam (1523) . Pintor de retratos.

Henrique VIII .

 Na figura a Madona possui um rosto alongado e uma expressão grave Madona e o menino. 1456-1458 .

 A característica marcante é o “estilo enrugado”. Retrato (1465) .

 Faz uso da profundidade com o jogo de luz e sombra para aumentar a dramatização Altar de St. Wolf-gang (1471-81) .

Morris Dancers (1480) . Exibem uma pose elaborada e suas fisionomias e expressões são individuais.

Santo André (1505) . Tem esculturas com expressões vívidas e seu “estilo enrugado” tem um caráter radical e pessoal.

Lamentação (1510) . pois assim torna os acontecimentos mais claros. Suas esculturas tem expressões mais contidas.

  Os arquitetos estavam acostumados com o sistema gótico. Pela diferença entro o gótico e o clássico. Alemanha . Castelo Heidelbeg. a nova moda em construção demorou a ser adotada.

 Castelo Heidelbeg.  Acrescentaram alguns elementos decorativos .  O corpo do edifício permanecia inteiramente inalterado. Alemanha .Os arquitetos não deixaram o gótico para trás.

Igreja na Alemanha .

Alemanha .Heidelberg.

Castelo Heildelberg. Alemanha .

Alemanha Schleswig Holstein. Alemanha .Neuschwanstein.

.

.

Todd Rich .

MARTINDALE. Iniciação à História da Arte.jpg Acesso em 24/04/2010 . A História da Arte. História Geral da Arte . JANSON. Ernst Han. A Arte Renascentista.com. JANSON.org/wikipedia/commons/4/4f/Mathi s_Gothart_Gr%C3%BCnewald_022.carlosc.  http://www.wikimedia. GOMBRICH.W.W.     FAURE.Renascimento e Barroco.hpg. H. O Renascimento.ig. H.htm Acesso em: 06/05/2010  http://upload. Elie. Andrew.br/Renascimento_Cultural .

html Acesso em 07/05/2010 http://www.fc.wikipedia.org/wikipedia/commons/8/ 8c/Albrecht_D%C3%BCrer_104.        http://dreamgenerator.pt/docentes/opombo/semina rio/durer/images/4holymen.org/wiki/Ficheiro:Albrecht_Altdo rfer_001.wikimedia.wikimedia.blogspot.bp.jpg 07/05/2010 http://charcofrio.ul.jpg Acesso em 07/05/2010 http://pt.jpg Acesso em 07/05/2010 http://commons.com/_iI8vYTmqReU/SwWoBSd7 XfI/AAAAAAAAAbY/PNKtgjLZvjI/s1600/The4horseman oftheApocalypse.blogspot.blogspot._047.org/wiki/Ficheiro:Lucas_Cranach _d.Woodcut._J.wikipedia.org/wiki/File:Hans_Holb ein_d.html Acesso em 24/04/2010 http://upload.educ.com/2006/05/oaltar-de-isenheim-mathias-grnewald.com/2010/02/albrechtdurer._%C3%84.jpg Acesso em 07/05/2010 http://pt.jpg Acesso em 07/05/2010 ._063.1498.jpg Acesso em 07/05/2010 http://4.

You're Reading a Free Preview

Descarregar
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->