Funda¸c˜

ao Centro de Ciˆ
encias e Educa¸c˜
ao Superior a Distˆ
ancia do Estado do Rio de Janeiro
Centro de Educa¸c˜
ao Superior a Distˆ
ancia do Estado do Rio de Janeiro

´
´
AP1 – INFORMATICA
NO ENSINO DA MATEMATICA
– 1/2014

Nome:

Matr´ıcula:

Polo:

Data:
Aten¸c˜
ao!

• Identifique a Prova, colocando Nome, Matr´ıcula,
Polo e Data;
´
• E expressamente proibido o uso de calculadoras;
• Devolver a prova e a folha de respostas ao respons´avel;

• O desenvolvimento das quest˜oes pode ser a l´apis. No entanto,
as respostas dever˜ao estar necessariamente `a caneta;
´
• E expressamente proibido o uso de corretivo nas respostas.
• As respostas devem estar acompanhadas de justificativas.
Respostas sem justificativa n˜ao ser˜ao consideradas.

Quest˜
ao 1 [3 pontos]
Considere a constru¸c˜ao definida pelos seguintes passos no GeoGebra 4.x:
Passo 1. Constroem-se trˆes pontos livres A, B e C.
Passo 2. Constr´oi-se o triˆangulo ABC.
Passo 3. Constroem-se sobre os lados AB e AC, respectivamente, triˆangulos equil´ateros ∆P BA
e ∆RAC “para fora” do triˆangulo ∆ABC.
Passo 4. Constr´oi-se sobre o lado BC o triˆangulo equil´atero ∆QBC “para dentro” do triˆangulo ∆ABC.
Passo 5. Por fim, constroem-se os segmentos P Q e QR.

Q
R
P

A

B

C

(a) Quais s˜ao os pontos livres, semilivres e fixos da constru¸c˜ao?
(b) Por que podemos considerar a afirma¸c˜ao “o quadril´atero AP QR ´e um paralelogramo” como um
invariante geom´etrico para a constru¸c˜ao?
(c) Demonstre a afirma¸c˜ao “o quadril´atero AP QR ´e um paralelogramo”.

´
´
INFORMATICA
NO ENSINO DA MATEMATICA

AP1

2

Solu¸c˜
ao.
(a) Os pontos livres s˜ao A, B e C. Todos os demais pontos s˜ao fixos. N˜ao existem pontos semilivres.
(b) Um invariante geom´etrico ´e uma propriedade geom´etrica (concorrˆencia, colinearidade, comprimento, medida de ˆangulo, etc) que permanece constante (invariante!) para qualquer configura¸c˜ao satisfazendo certas propriedades pr´e-estabelecidas. Como a propriedade geom´etrica do
quadril´atero AP QR ser um paralelogramo ocorre para qualquer escolha dos pontos livres A, B
e C, podemos considerar a afirma¸c˜ao “o quadril´atero AP QR ´e um paralelogramo” como um
invariante geom´etrico para a constru¸c˜ao.
(c) Vamos dividir a demonstra¸c˜ao em trˆes passos.
1. Os triˆangulos ∆ABC e ∆P BQ s˜ao congruentes. De fato: BC = BQ, pois o triˆangulo
∆QBC ´e equil´atero. Ocorre tamb´em que AB = P B, pois o triˆangulo ∆P BA ´e equil´atero.
Agora ∠QBP = 60◦ − ∠ABQ = ∠CBA. Pelo crit´erio LAL, os triˆangulos ∆ABC e
∆P BQ s˜ao congruentes.
2. Os triˆangulos ∆ABC e ∆RQC s˜ao congruentes. De fato: BC = QC, pois o triˆangulo
∆QBC ´e equil´atero. Ocorre tamb´em que AC = RC, pois o triˆangulo ∆RAC ´e equil´atero.
Agora ∠RCQ = 60◦ − ∠QCA = ∠ACB. Pelo crit´erio LAL, os triˆangulos ∆ABC e
∆RQC s˜ao congruentes.
3. Como ∆P BQ ´e congruente a ∆ABC e ∆ABC ´e congruente a ∆RQC, segue-se que
∆P BQ ´e congruente a ∆RQC. Portanto, P B = QR e P Q = RC. Mas os triˆangulo ∆P BA e ∆RAC s˜ao eqwuil´ateros, logo P A = P B e AR = RC. Conclu´ımos assim
que P A = QR e P Q = AR. Portanto, o quadril´atero AP QR ´e um paralelogramo.

Quest˜
ao 2 [2 pontos]
Suponha que trˆes pontos A, B e C estejam constru´ıdos na Janela de Visualiza¸c˜ao do GeoGebra 4.x.
Como vocˆe faria para calcular a ´area do triˆangulo ABC? Indique o que digitar, onde clicar, etc.
Solu¸c˜
ao. Existem v´arias maneiras para, no GeoGebra 4.x, calcular a ´area de um triˆangulo dados
os seus v´ertices. Uma delas ´e ativar a ferramenta Pol´ıgono (´ıcone desenhado a seguir) e, ent˜ao, clicar
´
nos pontos A, B, C e A, respectivamente. A ´area do triˆangulo ser´a exibida na Janela de Algebra.

Outra maneira: digitar o comando ´
Area[A, B, C] no Campo de Entrada e, ent˜ao pressionar a tecla
´
ENTER. A ´area do triˆangulo ser´a exibida na Janela de Algebra.

Quest˜
ao 3 [3 pontos]
(a) O que ´e uma macro no GeoGebra 4.x? Dˆe um exemplo onde macros podem ser u´teis.
(b) Indique os passos necess´arios para se criar uma macro no GeoGebra 4.x (diga onde clicar, o que
digitar, etc.).

Funda¸c˜
ao CECIERJ

Cons´
orcio CEDERJ

´
´
INFORMATICA
NO ENSINO DA MATEMATICA

AP1

3

Solu¸c˜
ao.
(a) Macros s˜ao recursos que permitem construir novas ferramentas no GeoGebra 4.x e, desta maneira, automatizar processos repetitivos. No Tutorial 19 vimos um exemplo u´til: ao criar uma
ferramenta que constr´oi um triˆangulo equil´atero e o seu baricentro a partir de dois pontos que
definem dois v´ertices, a constru¸c˜ao do Teorema de Napole˜ao (que exige a constru¸c˜ao de trˆes
triˆangulos equil´ateros e seus baricentros) ficou mais simples e r´apida.
(b) Para se definir uma macro a partir de uma constru¸c˜ao, devemos, inicialmente, no menu principal,
clicar em “Ferramentas” e, na lista que aparecer´a, clicar em “Criar uma Nova Ferramenta...”.
Uma janela de di´alogo aparecer´a. Esta janela tem trˆes guias (abas): “Objetos Finais”, “Objetos
Iniciais” e “Nome & ´Icone”. Come¸cando com a guia “Objetos Finais”, clicamos nos objetos
geom´etricos da Janela de Visualiza¸c˜ao que, como o pr´oprio nome da aba diz, s˜ao os objetos finais
cuja constru¸c˜ao queremos automatizar com a macro. Em seguida, clicamos na guia “Objetos
Iniciais” e, em seguida, escolhemos os objetos iniciais da constru¸c˜ao na Janela de Visualiza¸c˜ao.
Estes objetos s˜ao, em geral, os pontos livres da constru¸c˜ao. Feito isto, clicamos na aba “Nome
& ´Icone” e, ent˜ao, especificamos um nome para a macro e, se desejarmos, um texto de ajuda.
Basta ent˜ao clicar no bot˜ao “Conclu´ıdo” para concluir a defini¸c˜ao da macro.

Quest˜
ao 4 [2 pontos]
Proponha um exerc´ıcio de geometria para ser desenvolvido com o uso do GeoGebra 4.x. Para
esse exerc´ıcio, indique:
(1) Quais s˜ao os principais conceitos matem´aticos enfocados no exerc´ıcio.
(2) Quais s˜ao os objetivos do exerc´ıcio.
(3) Qual ´e o papel do GeoGebra 4.x para o desenvolvimento do exerc´ıcio.
(4) Quais vantagens e desvantagens que esse exerc´ıcio, com o uso do software, pode trazer para
a abordagem dos conceitos matem´aticos enfocados em rela¸c˜ao `as abordagens com recursos
convencionais (isto ´e, sem o uso do computador).
Seja criativo! Procure propor um exerc´ıcio onde o computador, de fato, desempenhe um
papel importante!

Funda¸c˜
ao CECIERJ

Cons´
orcio CEDERJ

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful