Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

1

Inform´
atica no Ensino da Matem´
atica
EP/15 — 25/10/2014

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

2

ATIVIDADE 2
O comando SimplificarExpress~
oesTrigonom´
etricas[...] ´e usado para simplificar express˜oes com fun¸c˜oes trigonom´etricas.
f(x) = (cos(x))∧ 2 + (sen(x))∧ 2
1

2

→ cos2 (x) + sen(x)
SimplificarExpress˜oesTrigonom´etricas[f(x)]

2
→1
Existe tamb´em um comando para “expandir” fun¸c˜oes trigonom´etricas:
ExpandirExpress˜oesTrigonom´etricas[cos(a + b)]
3

→ cos(a) cos(b) − sen(a) sen(b)

(a) Usando o GeoGebra 4.x, encontre uma express˜ao para cos(7 a) em termos de cos(a).
Dica: use os comandos
ExpandirExpress~
oesTrigonom´
etricas[...] e Substituir[...].
(b) Use o GeoGebra 4.x para calcular
ExpandirExpress~
oesTrigonom´
etricas[sec(arctan(x))].
Tente demonstrar o resultado dado pelo GeoGebra 4.x!

ATIVIDADE 3
O GeoGebra 4.x possui um mecanismo que permite gerar muito facilmente uma sequˆencia
(finita) de elementos definidos por alguma lei de forma¸c˜ao. Este tipo de recurso ´e muito
u
´til quando queremos gerar exemplos ou procurar contra-exemplos para certas afirma¸c˜oes
matem´aticas. Vamos acompanhar um exemplo.
O comando Sequ^
encia[..] permite gerar uma sequˆencia finita de elementos. Sua sintaxe
´e a seguinte: Sequ^
encia[f(n), n, a, z), onde f(n) ´e uma express˜ao que depende de n
que, por sua vez, ´e uma vari´avel que assume valores inteiros entre a e z. Vamos usar este

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

3

comando para listar os 12 primeiros n´
umeros ´ımpares positivos.

1

Sequˆencia[2 n − 1, n, 1, 12]
→ {1, 3, 5, 7, 9, 11, 13, 15, 17, 19, 21, 23}

Se combinarmos o comando Sequ^
encia[...] com o comando ´
EPrimo[...], podemos identificar facilmente quais n´
umeros entre 1 e 50 s˜ao primos:
´
Sequˆencia[{n, EPrimo[n]},
n, 1, 50]
(n˜ao vamos colocar o resultado deste comando, pois ele ocuparia muito espa¸co).

umero primo para todo natural n > 1. Justifique
(a) Verdadeiro ou falso? 2n − 1 ´e um n´
sua resposta!
Solu¸c˜ao. Usando o comando Sequ^
encia[{n, ´
EPrimo[2^n - 1]}, n, 1, 50] vemos
que a senten¸ca ´e falsa! De fato, se n = 4, ent˜ao 2n − 1 = 24 − 1 = 15 = 3 · 5 n˜ao ´e um

umero primo.
umero primo para todo n ∈ N. Justifique sua
(b) Verdadeiro ou falso? n2 + n + 41 ´e um n´
resposta!
Solu¸c˜ao. Usando o comando Sequ^
encia[{n, ´
EPrimo[n^2 + n + 41]}, n, 1, 50]
vemos que a senten¸ca ´e falsa! De fato, se n = 40, ent˜ao n2 + n + 41 = (40)2 + 40 + 41 =
40 · (40 + 1) + 41 = 40 · 41 + 41 = 40 · 41 n˜ao ´e um n´
umero primo.
(c) Verdadeiro ou falso? n3 − 5 n + 1 n˜ao ´e divis´ıvel por 5 para todo natural n positivo.
Justifique sua resposta!
Solu¸c˜ao. Usando o comando Sequˆencia[{n, (nˆ3 - 5*n + 1)/5}, n, 1, 10] vemos que a
senten¸ca ´e falsa! De fato, se n = 4, ent˜ao n3 + 5 · n + 1 = 43 − 5 · 4 + 1 = 45 que ´e um

umero divis´ıvel por 5.
(d) Verdadeiro ou falso? n3 −n+2 ´e um n´
umero par para todo natural n positivo. Justifique
sua resposta!
Solu¸c˜ao. A senten¸ca ´e verdadeira! De fato: se n ´e par, ent˜ao n = 2 · k para algum
natural k. Neste caso,
n3 − n + 2 = (2 · k)3 − 2 · k + 2 = 2 · (4 · k 3 − k + 1)

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

4

´e um n´
umero par (pois ´e divis´ıvel por 2). Por outro lado, se n ´e ´ımpar, ent˜ao n = 2·k +1
para algum natural k. Neste caso,
n3 − n + 2 = (2 · k + 1)3 − (2 · k + 1) + 2 = 2 · (4 · k 3 + 6 · k 2 + 2 · k + 1)
tamb´em ´e um n´
umero par. Conclu´ımos ent˜ao que n3 − n + 2 ´e um n´
umero par para
qualquer escolha do natural n.
ATIVIDADE 4
Outro grande recurso do GeoGebra 4.x ´e o de resolver simbolicamente equa¸c˜oes e sistemas
de equa¸c˜oes, sejam elas lineares ou n˜ao-lineares. Vamos acompanhar o exemplo a seguir.
´ o comando
E
Resolver[...]
que permite calcular as solu¸c˜oes de equa¸c˜oes e sistemas de equa¸c˜oes. Por exemplo, o comando abaixo encontra as solu¸c˜oes da equa¸c˜ao quadr´atica x2 − 5 x + 6 = 0.
1

Resolver[x∧ 2 − 5 x + 6 = 0, x]
→ {x = 3, x = 2}

O GeoGebra 4.x tamb´em consegue resolver equa¸c˜oes cujos coeficientes s˜ao parˆametros.

2

Resolver[x∧ 2 + b x + c = 0, x]

√  

−b + b2 − 4 c
−b − b2 − 4 c
→ x=
,x =
2
2

O comando Resolver[...] calcula apenas ra´ızes reais. Para obter as ra´ızes complexas, ´e
preciso usar o comando ResolverNosComplexos[...].
Resolver[x∧ 4 = 1, x]
3

→ {x = 1, x = −1}
ResolverNosComplexos[x∧ 4 = 1, x]

4

→ {x = i, x = −i, x = 1, x = −1}

Vocˆe pode combinar o comando ValorNum´
erico[...] com o comando Resolver[...] para
Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

5

obter aproxima¸c˜oes das solu¸c˜oes de uma equa¸c˜ao:
ValorNum´erico[ResolverNosComplexos[x ∧ 5 = 1, x], 20]
Solu¸c˜oes de sistemas de equa¸c˜oes tamb´em s˜ao calculadas com o comando Resolver[...].

5

Resolver[{x + y + z = 1, x - y + z = 3, 2 x - y + 3 z = 1}, {x, y, z}]
→ {x = 6, x = −1, x = −4}

Use o GeoGebra 4.x para encontrar as trˆes solu¸c˜oes da equa¸c˜ao c´
ubica
42 x3 − 71 x2 + 10 x + 3 = 0.
ATIVIDADE 5
Neste exerc´ıcio aprenderemos como trabalhar com matrizes no GeoGebra 4.x. Vamos definir
as matrizes
 




1
1 0 0
1 2 3
 




A =  1 0 1 , B =  0 1 0  e C =  2 .
1 2 1

0 0 1

1

A := {{1, 2, 3},

1 2

→ A :=  1 0
1 2

{1, 0, 1}, {1, 2, 1}}

3

1 
1

2

B := {{1, 0, 0},

1 0

→ B :=  0 1
0 0

{0, 1, 0}, {0, 0, 1}}

0

0 
1

3

C := {{1}, {2}, {3}}
 
1
 
→ C :=  2 
3

3

Para somar, subtrair e multiplicar matrizes, basta usar os operadores “+”, “-” e “*” (ou
Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

6

um espa¸co em branco):

4

5

6

A+B


→

A−B


→
AB


→

Funda¸c˜ao CECIERJ

2
1
2


3

1 
2

0
2
1 −1
1
2


3

1 
0

1
1
1


3

1 
1

2
1
1

2
0
2

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

7

EP/15

7

AC


14


→ 4 
8

Para calcular potˆencias de matrizes, basta usar o operador “^”. Por exemplo, o comando
abaixo calcula a potˆencia A10 = A · A · A · A · A · A · A · A · A · A da matriz A.

8

A∧ 10


268640 353152 408704


→  116064 152576 176576 
176576 232128 268640

Tamb´em ´e poss´ıvel, no GeoGebra 4.x, multiplicar uma matriz por um escalar (n´umero):

9

2A

2

→ 2
2

4
0
4


6

2 
2

Para calcular a transposta de uma matriz, basta usar o comando MatrizTransposta[...].
Os comandos Determinante[...] e MatrizInversa[...] calculam, respectivamente, o determinante e a inversa de uma matriz.

10

MatrizTransposta[A]


1 1 1


→ 2 0 2 
3 1 1
Determinante[A]

11
→4

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

12

MatrizInversa[A]

1
1
1
 −2
2

1
1

→ 0 −

2
2
 1
1
0 −
2
2

EP/15

8






(a) Considere a matriz
A=

"

#

0 −1
1
0

.

´ poss´ıvel estabelecer uma f´ormula geral?
Calcule A5 , A500 e A587 . E
Solu¸c˜ao. Definindo-se A := {{0, -1}, {1, 0}} no GeoGebra 4.x, os comandos A^5,
A^500 e A^587 permitem concluir que
A5 =

"

0 −1
1
0

#

,

A500 =

"

0
1

1
0

#

e

A587 =

"

0
−1

1
0

#

.

A regra geral ´e a seguinte:

(b) Considere a matriz



A,



 −I,
An =
 −A,




I,

se
se
se
se



A=

n − 1 ´e divis´ıvel por 4,
n − 2 ´e divis´ıvel por 4,
n − 3 ´e divis´ıvel por 4,
n ´e divis´ıvel por 4.

1
0
1
0

2
1
0
1

a
0
1
0

1
a
0
1



.

Para quais valores de a, se ´e que existem, a matriz A possui uma inversa?
Solu¸c˜ao. Definindo-se
A := {{1, 2, a, 1}, {0, 1, 0, a}, {1, 0, 1, 0}, {0, 1, 0, 1}}
no GeoGebra 4.x, o comando
Determinante[A]

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

9

nos d´a o valor do determinante da matriz A: a2 − 2 a + 1. Como uma matriz quadrada
n˜ao ´e invers´ıvel se, e somente se, seu determinante ´e igual a zero, basta calcularmos os
valores de a para os quais a2 − 2 a + 1 = 0. O comando
Resolver[a^2 - 2

a + 1 = 0, a]

nos d´a que a u
´nica solu¸c˜ao da equa¸c˜ao a2 − 2 a + 1 = 0 ´e a = 1. Assim, a matriz A n˜ao
´e invers´ıvel se, e somente se, a = 1. Assim, a matriz A ´e invers´ıvel se, e somente a 6= 1.
Escreva a solu¸c˜ao do Item (b) em uma mensagem no f´orum da plataforma de nome “AE-04
do EP-15: Matrizes e Determinantes”. N˜ao se se esque¸ca de justificar sua resposta! Prazo
de entrega dessa atividade: 05/11/2014.
ATIVIDADE 6
Neste exerc´ıcio veremos como usar o GeoGebra 4.x para calcular derivadas e integrais (estudadas no curso de C´alculo). Para derivar uma fun¸c˜ao de uma vari´avel, basta usar o
comando Derivada[...], como ilustram os exemplos a seguir.
Derivada[x∧ 2, x]
1
→ 2x
Derivada[sen(t), t]
2

→ cos(t)

Derivadas de ordem superior podem ser calculadas usando-se uma varia¸c˜ao da sintaxe do
comando Derivada[...]. Por exemplo, para calcular a derivada de ordem 4 da fun¸c˜ao

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Inform´atica no Ensino da Matem´atica

EP/15

10

2

f (x) = x e(x ) , basta digitar Derivada[x exp(x∧ 2), x, 4].
Derivada[x exp(x∧ 2), x, 4]
3

2
2
2
→ 16 x5 e(x ) + 80 x3 e(x ) + 60 x e(x )

Para calcular integrais, basta usar o comando Integral[...].
Integral[2 x, x]
4

→ x 2 + c1
Integral[sen(t), t]

5

→ cos(t) + c2

Aqui, c1 e c2 representam constantes de integra¸c˜ao.
(a) Considere a matriz a fun¸c˜ao f (x) = sen(x). Calcule as derivadas de ordem 5, 500 e 587
´ poss´ıvel estabelecer uma f´ormula geral?
de f . E
(b) Sem usar o GeoGebra 4.x, qual deve ser a resposta do programa ao comando
Simplificar[Derivada[Integral[exp(-t ∧ 2), t, 0, x], x]]?
Escreva a solu¸c˜ao do Item (a) em uma mensagem no f´orum da plataforma de nome “AE-05
do EP-15: Derivadas e Integrais”. Prazo de entrega dessa atividade: 05/11/2014.

Funda¸c˜ao CECIERJ

HJB

Cons´orcio CEDERJ

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful